quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Museu Oscar Niemeyer oferece oficina com Leila Pugnaloni


O Museu Oscar Niemeyer (MON) promove atividades especiais na quarta gratuita e domingo (28 de fevereiro e 4 de março). Nesta quarta (28), haverá a oficina “Gravura em Caixa de Leite”, das 11h às 17h. Neste dia, acontece também visita mediada pela exposição “Luz = Matéria”, às 16h.
No domingo (4) acontece a oficina “Desenho do Corpo”, usando carvão e giz pastel oleoso. A atividade acontece das 11h às 14h, sob o comando da equipe do Educativo do MON.
Mais tarde, às 14h30 e novamente às 16h, acontece a oficina “Desenho em Movimento”, com a “Artista do Acervo”, Leila Pugnaloni. A técnica trabalhada será nanquim sobre papel.
São oferecidas 60 vagas. As oficinas não têm restrição de faixa etária, porém é recomendável chegar com pelo menos 30 minutos de antecedência para realizar a inscrição.
A entrada ao MON custa R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada). Maiores de 60 e menores de 12 anos têm entrada franca. Nas quartas a entrada é sempre gratuita. A retirada de ingressos no museu pode ser feita até as 17h30, na bilheteria.

ARTISTA DO ACERVO - O projeto “Artista do Acervo” tem como objetivo escolher um artista que tenha obras no acervo do museu para realizar oficinas abertas ao público. O MON produz uma entrevista exclusiva com o artista que fica em exibição no miniauditório e, além disso, algumas obras ficam em exposição na sala de oficinas. O encontro acontece sempre aos primeiros domingos do mês.

SOBRE A ARTISTA - Leila Pugnaloni nasceu no Rio de Janeiro e vive em Curitiba. Estudou na Escola de Música Belas Artes do Paraná (EMBAP), Escola de Artes Visuais do Parque Lage, no Rio de Janeiro, e na Art Students League of New York.
Desde 1980, realizou mais de 20 exposições individuais e participou de mais de 40 coletivas. Em 1994 e 1995 participou do Salão Nacional de Artes Plásticas (RJ). Também em 1995, foi premiada pelo Salão Paranaense.
A artista possui obras nos acervos do Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC-PR), Museu Oscar Niemeyer (MON), Fundação Cultural de Curitiba (PR);  Museu de Arte do Rio – M.A.R e Biblioteca Nacional (RJ); e em coleções particulares no Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Nova York.

“ÁSIA: A TERRA, OS HOMENS, OS DEUSES” - Além da programação especial, o público poderá conferir a exposição “Ásia: a Terra, os Homens, os Deuses”, que estará em cartaz a partir da sexta-feira, dia 2 de março.
Com curadoria de Fausto Godoy e Teixeira Coelho, a exposição reúne peças raras e de forte conteúdo simbólico, provenientes de mais de 10 países, como China, Japão, Índia, Paquistão, Butão, Irã, Afeganistão e Myanmar.
Mais informações: 3350 4400 ou www.museuoscarniemeyer.org.br

Secretaria de Estado da Cultura promove o Mês da Mulher em março


A Secretaria de Estado da Cultura (SEEC) promove pelo segundo ano consecutivo em março o Mês da Mulher, com atividades voltadas à valorização da mulher em diferentes contextos: na área acadêmica, artística, cultural, pessoal e profissional. Bate-papos, exposições, palestras e shows fazem parte da programação aberta ao público em vários espaços culturais da SEEC.
A força da mulher faz parte da história do Paraná, com suas trajetórias de lutas e conquistas, sempre em busca da igualdade. Nesse Mês da Mulher, nossa missão vai além do ato de homenageá-las – o objetivo é também promover o debate e provocar a reflexão visando uma cultura de valorização, respeito e reconhecimento pela participação das mulheres no desenvolvimento do nosso Estado”, comenta o secretário de Estado da Cultura, João Luiz Fiani.
As atividades começam no dia 1º de março, às 18h30, com a abertura da exposição “Harmonia” (foto), no Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR). A mostra da fotógrafa Amanda Giulia Sartor reúne imagens que possuem relação com os estudos de alquimia e se propõem a estimular os sentidos e a imaginação dos visitantes por meio da representação dos quatro elementos principais: água, fogo, terra e ar. O período expositivo é até 1º de abril de 2018.
No dia 7 de março, às 18h, o Museu Alfredo Andersen (MAA) inaugura a exposição “Mulheres”, uma coletânea de retratos femininos pintados pelo artista norueguês Alfredo Andersen entre o final do século XIX e início do século XX.
No Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, a programação inicia às 9h30 com a palestra “A Vida de Maria Bueno”, no MAA. A pesquisadora Clarissa Grassi conta a trajetória da mulher considerada santa por muitos paranaenses e que também foi retratada por Alfredo Andersen. As inscrições devem ser feitas pelo e-mail educativomuseualfredoandersen@gmail.com.
Às 19h30, no mesmo dia, o Museu Paranaense (MP) recebe cinco pesquisadoras para um bate-papo sobre a mulher no ambiente acadêmico. Na ocasião será lançado o SophiaData, uma database e central de conexão entre mulheres pesquisadoras.
Já a Biblioteca Pública do Paraná (BPP) inicia a partir do dia 8 a veiculação do projeto “Agora é Que São Elas – 10 Poetas Paranaenses”. São 10 vídeos com leituras de textos de poetas paranaenses que serão reproduzidos no site e nas redes sociais da BPP. Atrizes vão interpretar poemas de 10 autoras que fazem parte da história literária do Estado.
No dia 9 de março abre a exposição “Personalidades: Mulheres Negras no Paraná” a partir das 17h no hall da Secretaria de Estado da Cultura (SEEC). A mostra homenageia 10 mulheres que contribuíram para o fortalecimento da imagem da mulher ativa e independente, enfrentando por muitas vezes o duplo preconceito: ser mulher e ser negra.
Também no dia 9, às 19h30, ocorre a mesa-redonda “Olhares: Mulheres e Suas Vivências”, no Museu Paranaense, com a participação de Heliana Hemeterio (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexo), Josiane de Lima (Transgrupo Marcela Prado) e Carmen Costa (Grupo Liberdade Curitiba). A mediação fica por conta da professora Carla Morales (Dom da Terra AfroLGBTI).
Dia 21 de março, das 14h às 17h, o Centro Juvenil de Artes Plásticas (CJAP) inicia o semestre temático “Universo Feminino”, com oficina da artista Elizabeth Titon para alunos do CJAP e MAA.
No mesmo dia, às 20h, tem show com a cantora Michele Mara no auditório Poty Lazzarotto do Museu Oscar Niemeyer (MON). A apresentação conta com a participação de cantoras convidadas.
O Guairinha recebe no dia 22, às 19h, o lançamento do Núcleo Especializado de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher, iniciativa da Defensoria Pública do Paraná para fortalecer o atendimento às mulheres em situação de violência doméstica e familiar. O evento conta com a participação da ativista Maria da Penha Maia Fernandes, líder de movimentos de defesa dos direitos das mulheres, e com o show “Mulher de Lei” de Tião Simpatia, acompanhado pelo grupo Mestiça. A entrada é 1 kg de alimento ou um produto de higiene pessoal feminino.
Já no dia 25 de março, às 11h, o grupo Nova Era Kotekitai - Curitiba, uma banda musical feminina que possui o objetivo de transmitir a paz e a esperança por meio das músicas, realiza uma apresentação no jardim do Museu Paranaense.
E para encerrar o Mês da Mulher a exposição “As Histórias das Mulheres a Partir do Acervo do Museu Paranaense” será inaugurada no térreo do MP no dia 28 de março às 17h. A mostra apresenta o resultado de um ano de pesquisa no acervo da instituição por meio de um projeto de extensão intitulado Cultura Material e Gênero da Universidade Federal do Paraná e também do grupo de trabalho do Museu Paranaense nomeado Modos de Vestir.
O Mês da Mulher integra o programa “DiversidArte”, da SEEC, que tem por objetivo incentivar e promover ações afirmativas e inclusivas, contribuindo para o fim de todo tipo de discriminação.
Programação detalhada em www.cultura.pr.gov.br

Gibiteca está com inscrições abertas para cursos regulares


A Gibiteca de Curitiba está recebendo inscrições para os cursos regulares do primeiro semestre. Os cursos disponíveis são de mangá, ilustração, quadrinhos, ilustração digital, desenho artístico, pintura com aquarela, quadrinhos para crianças e workshop modelo vivo. As aulas iniciam no começo de março e o valor da mensalidade para cada modalidade é de R$ 55,00. As inscrições podem ser feitas na Gibiteca, na Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533, Solar do Barão, Centro
Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone: 3321-3250

Confira os cursos disponíveis:

MANGÁ – Professor João Ferreira – de 06/03 a 26/06/2018 / 3ª Feira das 14h às 16h

ILUSTRAÇÃO – retrato – Professor Douglas Cruz – 06/03 a 26/06/2018 / 3ª Feira das 16h às 18h

QUADRINHOS – noturno / Professor Ivan Sória / 06/03/2018 / 3ª Feira das 19h às 21h

QUADRINHOS – nível básico – Professor Francis Ortolan / 07/03 a 20/06/2018 / 4ª Feira das 14h às 16h

QUADRINHOS – nível intermediário / Professor Francis Ortolan / 07/03 a 20/06/2018 / 4ª Feira das 16h às 18h

QUADRINHOS – Narrativa e roteiro / Professora Mylle Silva/ 01/03 a 21/06/2018 5ª Feira das 14h ás 16h

ILUSTRAÇÃO DIGITAL / Professor Marcelo Lopes / 5ª Feira das 16h às 18h

ILUSTRAÇÃO DIGITAL – noturno / Professor Marcelo Lopes / 5ª Feira das 19h às 21h

QUADRINHOS – Nível Básico / Professor Ariel Morais Dacunha / 02/03 a 22/06/2018/ 6ª Feira das 10h às 12h

DESENHO ARTÍSTICO / Professor Hosana Cristina / 02/03 a 22/06/2018 / 6ª Feira das 14h às 16h

PINTURA COM AQUARELA / Professor Hosana Cristina / 02/03 a 22/06/2018 / 6ª Feira das 16h às 18h

QUADRINHOS PARA CRIANÇAS - 7 a 10 anos / Sábado das 10h às 12h Sala dos fundos

QUADRINHOS – nível básico / Professor Marcelo Lopes / 03/03 a 23/06/2018 / Sábado das 10h às 12h

QUADRINHOS – nível intermediário / Professor Francis Ortolan / 03/03 a 23/06/2018 Sábado das 14h às 16h

QUADRINHOS – nível avançado / Professor Francis Ortolan / 03/03 a 23/06/2018 / Sábado das 16h às 18h

WORKSHOP MODELO VIVO – Professor Marcelo Lopes / Douglas Cruz Valor: R$ 30,00. Nas 1ª e últimas sextas-feiras do mês / das 19h às 21h
Dias: 02/03; 23/03; 06/04; 27/04; 04/05; 25/05; 01/06; 22/06; 06/07; 27/07; 03/08; 31/08; 14/09; 28/09; 05/10; 26/10; 09/11; 30/11; 07/12

Nesta sexta, na Pedreira, Foo Fighters + Queens of the Stone Age


Dois grandes nomes do rock, Foo Fighters e Queens of the Stone Age, voltam ao Brasil em 2018 apresentando seus sucessos. O show passa por Curitiba (Pedreira Paulo Leminski), na sexta-feira, 2 de março, 21h. Os portões abrem às 16h.
O 9º álbum de estúdio do Foo Fighters, o mais amplo e ambicioso trabalho de hard rock melódico do ano, “Concrete and Gold”, foi lançado em 15 de setembro pela Roswell Records/RCA Records e está prestes a se tornar o 2º disco da banda a alcançar o 1º lugar na Billboard 200.
O lançamento de “Concrete and Gold” será, naturalmente, sustentado por uma extenuante turnê em arenas, estádios e festivais em palcos pelo mundo. A turnê começa em outubro pelos EUA e segue para a América Latina. O Foo Fighters é formado por Dave Grohl, Taylor Hawkins, Nate Mendel, Chris Shiflett, Pat Smear e Rami Jaffee.
O monolítico sétimo álbum do Queens of the Stone Age, “Villains”, lançado em 25 de agosto pela Matador Records, roubou os corações e as almas dos amantes da música mundo afora. O álbum estreou no topo das paradas do Reino Unido, Austrália, Canadá, Holanda, Nova Zelândia, Suíça e Portugal, no segundo lugar das paradas na Alemanha, Áustria, Bélgica, Finlândia, Noruega e Irlanda e no terceiro lugar da Billboard 200. Também alcançou o topo nos EUA, o quarto lugar da lista internacional no Japão e o quinto na Itália. Facilmente, a maior semana de vendas globais do sétimo álbum da banda.
Indicada para maiores de 16 anos, a apresentação de Foo Fighters e Queens of the Stone Age tem ingressos que variam de R$ 220,00 (meia) a R$ 880,00 (inteira) de acordo com o setor escolhido. Mais informações: https://www.eventim.com.br/foofighters

Casa Hoffmann promove workshop com artistas italianos que exploram relação entre dança e grafismo


A Casa Hoffmann – Centro de Estudos do Movimento promove nos dias 2, 3 e 4 de março um workshop com os artistas italianos Alessandro Lumare e Simone Lobefaro, que trazem pela primeira vez para Curitiba o projeto “Segni Mossi” (Assinatura em Movimento) – uma metodologia de experimentação e aprendizagem artística que estabelece relações entre dança, movimento e sinais gráficos. Informações podem ser obtidas pelo e-mail danca@fcc.curitiba.pr.gov.br e pelos telefones: 3321-3228 e 3321-3232.
Alessandro Lumare é artista visual e ilustrador de livros infantis. Simone Lobefaro é coreógrafa, pesquisadora de danças e performances. O projeto criado pelos dois artistas é voltado a crianças e adultos, podendo ser desenvolvidos nos contextos escolares, teatrais, de dança e artes visuais. A proposta consiste em criar traços e signos gráficos utilizando o movimento e o próprio corpo projetado no espaço.
O workshop em Curitiba é voltado exclusivamente ao público adulto – arte-educadores, dançarinos, terapeutas, artistas visuais e o público em geral. Explorar a conexão entre as qualidades expressivas dos movimentos do corpo e as qualidades expressivas do traço, potencializar o uso do corpo como ferramenta comunicativa, valorizar o processo criativo, estimular o pensamento crítico e o sentimento estético são alguns dos objetivos a serem alcançados.
Os artistas propõem dois tipos de treinamento – o “Yellow” e o “Red”. A dinâmica do trabalho será alternada com feedbacks coletivos para trocar, elaborar a experiência e analisar aspectos metodológicos.

Teatro Positivo terá show de Emmerson Nogueira no sábado


O cantor e violonista Emmerson Nogueira irá se apresentar no Teatro Positivo no sábado, dia 3 de março, às 21h. Com 17 anos de carreira, o artista já possui mais de 2 milhões de CDS e DVDS vendidos, turnês com shows abarrotados em toda a América Latina e um projeto que se tornou fenômeno fonográfico, rendendo 12 álbuns de expressivo êxito comercial e de crítica.
Nogueira tem um estúdio nas montanhas de Minas Gerais como ponto de partida para sua produção musical que além dos cinco trabalhos da série Versão Acústica tem sucessos como “Beatles”, “Dreamer”, “Miltons, Minas e Mais”, o autoral “Emmerson Nogueira”, um álbum duplo ao vivo e dois DVDS. A gravadora Sony Music disponibilizou todos os álbuns físicos para as plataformas digitais, onde sua discografia está disponível no iTunes e sites de streaming, como Deezer e Spotify, Apple Music, Tidal e vídeos nos canais oficiais da Vevo e YouTube.
No show de aproximadamente duas horas, Emmerson consegue, através de medleys, passagens ou citações, percorrer boa parte de sua carreira, garantindo a satisfação de um público exigente que costuma acompanhar de perto sua trajetória. Se não faltam as obrigatórias “Wish You Were Here” e “Hotel California”, também há espaço para surpresas e momentos mais conceituais, como o solo de viola caipira que, invariavelmente, arrebata a plateia. Afinal, uma coisa é tocar canções de sucesso, outra é transformálas em versões acústicas com personalidade.
Mais informações: 3042-6262 ou www.aloingressos.com.br.


sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Apocalipse zumbi, RPG e tabuleiros na 14ª Jogarta de Curitiba


Retomando suas atividades da agenda de eventos deste ano, no sábado, dia 24 de fevereiro, o 14º Jogarta acontece na Gibiteca de Curitiba das 14h às 20h, com entrada franca.
Além de um jogo em Live Action Role Playing Game (Larp, uma espécie de RPG teatral que o visitante poderá jogar no dia), com a participação especial dos zumbis da Zombie Walk, o evento, aberto ao público, traz um cardápio com os últimos lançamentos de jogos de tabuleiro, estratégia, cardgames e RPGs para exercitar o cérebro, disponíveis para o público devorar à vontade e gratuitamente.
Os jogos são ofertados por uma equipe de mediadores preparada para ensinar e atender iniciantes e veteranos de todas as idades. O evento é realizado em parceira com a Zombie Walk CWB e a Shinobi-Spirit com patrocínio da Retropunk.
A entrada é gratuita, mas aceita-se facultativamente a doação de 1kg de alimento não perecível como arroz, feijão, macarrão ou 1 litro de leite de caixa longa vida a ser doado para o abrigo de menores da Associação Cristã de Assistência Social (ACRIDAS)
Mais informações em https://www.facebook.com/jogarta/

Bienal de Curitiba encerra temporada neste domingo


O Museu Oscar Niemeyer (MON) encerra neste domingo (25) as mostras da Bienal de Curitiba 2017 que estão em cartaz no espaço. A Bienal está instalada nas salas 1, 2, 3, 9 e Olho, além da torre do Olho, Espaço Araucária e área externa.
A Bienal de Curitiba é reconhecida como o maior evento de arte contemporânea da América do Sul e uma das principais mostras de arte do circuito mundial. Essa edição, com o título “Antípodas – Diverso e Reverso”, homenageia a China.

ESPAÇOS E CURADORIAS - O “Olho” e Espaço Araucária abrigam “Vibrations”, com curadoria de Fan Dian, Fang Zhenning e Liu Chunfeng, com obras de 36 artistas chineses. Já o térreo da Torre do MON recebe a CAFAM Biennial (Central Academy of Fine Arts Museum) de Pequim, e o primeiro andar da Torre do museu expõe Shanghai Biennale, que trazem conteúdo sobre as Bienais Chinesas, com vídeos e outros materiais de divulgação, contando o histórico das edições e explicando o que são ambos os eventos.
Seguindo o conceito da Bienal, outras salas do museu exibem obras de artistas selecionados por diferentes curadores. A sala 1 tem curadoria de Tício Escobar (Paraguai), na sala 2, a curadoria é de Massimo Scaringella (Itália) junto com Marta Mestre (Portugal); o espaço entre as salas 3 e 6 tem curadoria de Tereza de Arruda (brasileira, há 30 anos em Berlim) e Massimo Scaringella (Roma, Itália) e, na sala 9, participam três curadores: Luiz Brugnera (Rio Grande do Sul), Tulio de Sagastizabal (Argentina) e Leonor Amarante (São Paulo).
O curador-chefe do MON, Agnaldo Farias, faz a curadoria da mostra de Juliana Stein, “Não está claro até que a noite caia”, na sala 3. Além dos espaços internos, há obras no jardim externo e espelho dágua.

CONCEITO - O termo “Antípodas” refere-se a posições diametralmente opostas entre si. Nesta Bienal, este título foi escolhido para indicar metaforicamente pontos geográficos radicalmente distantes uns dos outros. A China, país homenageado desta bienal, marca um ponto extremo, especialmente em relação aos países latino-americanos.
No entanto, a cultura, especialmente em suas manifestações artísticas, tem a possibilidade de criar vínculos e traçar diagramas entre os lugares mais distantes. A ideia de diversidade, um dos pontos centrais desta bienal, é reforçada por meio da vinculação de zonas e situações opostas que coincidem sem arriscar suas respectivas diferenças.
Mais informações: 3350-4400 ou www.museuoscarniemeyer.org.br.

Oito compositoras da América Latina se encontram para concerto na Capela Santa Maria


Novas compositoras da América Latina se encontram neste sábado (24), na Capela Santa Maria, para palestras e concerto. O encontro reúne pela primeira vez oito compositoras experientes de diferentes estéticas que elaboraram obras exclusivamente para esse evento. As peças serão executadas no concerto às 19h e transmitido ao vivo pela Rádio UFPR. A entrada é gratuita.
O projeto Weaving Music for Radio, by Latin American Women Composers foi um dos oito projetos selecionados pelo Fundo Internacional para Cultura (Unesco, 2016). As músicas encomendadas serão apresentadas gradativamente, em uma série de quatro programas, cada qual com uma hora de duração. As compositoras prestigiadas fazem parte do concerto, Melissa Vargas, Georgina Canifru, Patricia Martinez, Natalia Solomonoff, Roseane Yamposlchi, Tania Rubio, Valeria Bonafé, Rafaele Andrade.
Com a finalidade de ampliar a divulgação das obras para rádio e promover o diálogo entre as compositoras e com o seu público, haverá discussões acerca da rádio arte durante a tarde, das 14h às 15h. Melissa Vargas abre a mesa de discussão com o tema ‘Imersão e difusão da música nova na rádio colombiana’, Valéria Bonafé explanará sobre a ‘Irradiação sonora, para ensemble e tape’ e ‘Un acercamento do legado artístico e ético da compositora Graciela Paraskevaídis’.
Estes programas serão transmitidos por MUSICAOS, um programa de rádio produzido em parceria entre a Universidade Federal do Paraná e a Universidade Federal de Pelotas. O programa MUSICAOS vai ao ar em quatro emissoras educativas por AM, FM e respectivas web rádios.

Programação

14h Imersão e difusão da música nova na rádio colombiana" (Melissa Vargas) (ESP)
14h Irradiação sonora: o processo de criação de I-131, 150 µCi/g (2017), para ensemble e tape (Valéria Bonafé ) (PORT)
14:40 “Una manera de estar en el mundo”. Un acercamento do legado artístico e ético da compositora Graciela Paraskevaídis” (ESP)
15h Mesa Redonda: Processo da criação artística para radioarte
19h Concerto com Melissa Vargas, Georgina Canifru, Patricia Martinez, Natalia Solomonoff, Roseane Yamposlchi, Tania Rubio, Valeria Bonafé, Rafaele Andrade.

Chega às telas “Trama Fantasma”, mais um show de Daniel Day-Lewis


Semana com três estreias e sete indicações ao Oscar: os dramas “Trama Fantasma”, com seis indicações, e “A Grande Jogada”, com uma. Completa a lista a comédia “Pequena Grande Vida”.
Outros oscarizáveis continuam em exibição: "Todo o Dinheiro do Mundo", "Lady Bird: A Hora de Voar", "The Post: A Guerra Secreta", "O Insulto", "Três Anúncios Para um Crime", "A Forma da Água", "Eu, Tonia", "Me Chame Pelo Seu Nome" e "Extraordinário". Além deles, “Pantera Negra”.
Para as crianças, as animações "O Touro Ferdinando", "Meu Amigo Vampiro" e "Viva - A Vida é uma Festa",

A GRANDE JOGADA – Baseado em obra autobiográfica de Molly Bloom, este drama biográfico marca a estréia do roteirista Aaron Sorkin (“A Rede Social”) na direção. Na trama, após perder a chance de participar dos Jogos Olímpicos, a esquiadora Molly Bloom decide tirar um ano de folga dos estudos e ir trabalhar como garçonete em Los Angeles, onde acaba se tornando milionária e famosa por organizar os mais exclusivos jogos de pôquer da região. O elenco tem Jessica Chastain, Idris Elba, Kevin Costner, Michael Cera e Chris O’Dowd, entre outros.
Indicação etária: 14 anos

PEQUENA GRANDE VIDA – Comédia dirigida por Alexander Payne (“Os Descendentes”) e estrelada por Matt Damon, Kristen Wiig, Christoph Waltz e Hong Chau. Como uma solução para a superpopulação, cientistas noruegueses descobrem como encolher os humanos para 13 cm de altura e propõem uma transição global ao longo de 200 anos do grande para o pequeno. As pessoas logo percebem o quanto o dinheiro dura mais em um mundo miniaturizado e, com a promessa de uma vida melhor, o homem comum Paul Safranek e sua esposa Audrey decidem abandonar suas vidas estressadas em Omaha, Estados Unidos, para se tornarem pequenos e se mudarem para uma nova comunidade em miniatura – uma escolha que dá início a situações que mudam suas vidas.
Indicação etária: 14 anos

TRAMA FANTASMA – Drama dirigido por Paul Thomas Anderson (“Sangue Negro”) e estrelado por Daniel Day-Lewis, que anunciou que este será seu último filme antes da aposentadoria. O filme se passa na glamorosa Londres pós-guerra, onde o renomado criador de vestidos Reynolds Woodcock e sua irmã Cyril são o foco da moda britânica, vestindo a realeza, estrelas do cinema, socialites, debutantes e damas com o distinto estilo da Casa de Woodcock. Mulheres vêm e vão na vida de Woodcock, enchendo o solteiro convicto de inspiração até que ele encontra a jovem e decidida Alma, que rapidamente o encanta e torna-se sua musa e amante. Uma vez controlado e planejado, ele percebe que sua vida perfeita é desbalanceada por esse amor. Vicky Krieps, Lesley Manville, Sue Clark, Joan Brown e Harriet Leitch completam o elenco.
Indicação etária: 12 anos

Orquestra Sinfônica do Paraná abre temporada 2018 no Guairão


A Orquestra Sinfônica do Paraná, sob regência do maestro titular Stefan Geiger, fará a primeira apresentação de 2018 no Guairão. O concerto da OSP será no domingo (25), às 10h30, no Auditório Bento Munhoz da Rocha Netto. A entrada custa R$ 30,00.
No programa estão obras de Peter Grimes, “Quatro interlúdios marítimos, op. 33ª”; Benjamin Britten, “Concerto para violoncelo e orquestra em mi menor, op.85”; Edward Elgar, “Variações sobre um tema original: “Enigma” e TanjaTetzlaff, violoncelo solo.

Maestro titular - Stefan Geiger recebeu formação musical em Colonia, Trossingen, Bremen, Paris e Philadelphia. Foi bolsista da “Studienstiftung des deutschen Volkes” e ganhou prêmios em diferentes concursos internacionais. A atenção do maestro está tanto para a interpretação do repertório básico de sinfonia como pela busca do novo: Geiger é um dos fundadores e presidente do Júri do “German Music Award”, concurso em cooperação com a Rádio Bremen que, a cada dois anos, oferece um fórum para jovens que compõem músicas para videogames.
Entre os trabalhos que realizou junto à orquestra paranaense estão diversos concertos apresentados desde 2012, incluindo os concertos, tocados ao vivo, com projeção dos filmes: “As Aventuras do Príncipe Achmed (As Die Abenteuer des Prinzen Achmed)”, de Lotte Reiniger, trilha sonora de Wolfgang Zeller; “Metropolis”, de Fritz Lang, trilha sonora de Gottfried Hupertz; “Marinheiro de encomenda (Steamboat Bill Junior)”, de Buster Keaton, trilha sonora de Timothy Brock.

Biblioteca Pública apresenta o 8º Festival Comédia EnCena


A Biblioteca Pública do Paraná (BPP) mostra a partir desta sexta-feira (23) 12 apresentações do 8º Festival Comédia EnCena, evento que acontece entre 22 de fevereiro e 25 de março em vários espaços de Curitiba. Na Biblioteca, as montagens acontecem em frente ao prédio histórico (ou no hall térreo, em caso de chuva). A entrada é gratuita.
A primeira peça, “Lugar de ser inútil”, do grupo teatral Olhar Rasteiro, será nesta sexta-feira (23), às 10h. Na peça, encenada a partir das imagens da poesia de Manoel de Barros, dois personagens desvendam o significado da palavra “bocó” com a ajuda da plateia. No mesmo dia, às 16h, o grupo também encena “Terreno baldio”.
No sábado (24), às 11h, a companhia Arte da Comédia apresenta “Miranda ciranda do amor”, com texto e direção do ator, diretor, cenógrafo e dramaturgo italiano Roberto Innocente.
Em março, o grupo se apresenta nos dias 2, 3, 10 (“Comédia da Panela”), 16 e 17 (“As Espertezas de Arlequim”). O espetáculo “Toca Raul”, com textos de Adriana Sottomaior e Jeff Franco, acontece no dia 9 (em dois horários). Já nos dias 14 e 15 os atores Edy Nascimento, Paulo Chierentini e William Barbier apresentam “A Incrível Aventura de Benjamin e Vovô Ludovico”.
As apresentações do 8º Festival Comédia EnCena também acontecem no Teatro Barracão EnCena (necessário ingresso), na Praça Santos Andrade e nas Ruínas São Francisco.

Portão Cultural recebe shows e oficina de ritmos tradicionais brasileiros


O grupo Paranambuco realiza neste fim de semana, de 23 a 25/2, no Auditório Antônio Carlos Kraide – Portão Cultural, o projeto Orun Ayê, com oficina seguida de pocket show, além de shows do Paranambuco com participações especiais. A programação pretende aproximar o público curitibano de ritmos tradicionais brasileiros. A entrada é gratuita.
Criado em 2010, o Paranambuco é formado pelo pernambucano Matheus Braga, os paranaenses Jô Nunes e Bruno Klammer, o mineiro Fred Pedrosa e o catarinense José Navarro. O trabalho autoral surgiu a partir do estudo da musicalidade tradicional brasileira, sendo parte dele dedicada aos Orixás cultuados na Umbanda.
Toda manifestação cultural tem o objetivo de fazer permanecer uma história. Então, ao reunir e apresentar diferentes regionalidades, nossa intenção é fortalecer a identidade do Brasil. Por meio de ritmos brincantes e da interação com a plateia, queremos propor que a diversidade do nosso país seja valorizada”, conta Matheus.

Programação - A minitemporada começa na sexta-feira, dia 23 de fevereiro, às 14h, com a oficina Brincando Coco e um pocket show. Os participantes terão contato com a história do coco, além de aprender a tocar alguns instrumentos e fazer uma roda de dança. Com duração de 1h30, a oficina é aberta a pessoas de todas as idades e não requer inscrição prévia.
No sábado, dia 24, o show será às 20h e, no domingo, dia 25, às 19h. O grupo traz o repertório do álbum Orun Ayê, com ritmos como baião, coco, samba, maracatu e xote, além de ijexá, toruá, barravento, puxada de rede e jongo. As apresentações também terão a presença do rabequeiro e percussionista Carlos Ferraz, uma das principais referências da cultura popular e da capoeira Angola em Curitiba.
Carlos já integrou o grupo Mundaréu e atuou no espetáculo Rosa Armorial. O artista fez turnês pela Europa com o grupo Forró de Rabeca e fundou a Orquestra de Berimbaus, do grupo Capoeira Angola Resistência e Arte. Também criou o primeiro Festival de Forró de Curitiba e executou o trabalho autoral Carlinhos Ferraz e Forró de Rabeca.

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Teatro Regina Vogue ganha novo nome


Um dos mais importantes cenários da dramaturgia curitibana, o Teatro Regina Vogue, localizado no Shopping Estação, ganhou novo nome: o local passará a se chamar Teatro EBANX Regina Vogue pelos próximos anos.
A mudança é fruto da parceria entre o espaço e o EBANX, fintech criada em Curitiba em 2012 e que hoje tem presença global oferecendo pagamentos locais da América Latina para sites internacionais do porte de AliExpress, Airbnb, Spotify, Udacity e Wish. Com o EBANX, brasileiros, mexicanos, argentinos, chilenos, colombianos, peruanos e equatorianos podem comprar em sites como esses pagando com os métodos aos quais já estão acostumados, sem precisarem de um cartão de crédito internacional.
E o novo nome vai estrear em grande estilo, com a Mostra Fringe, do Festival de Curitiba, que também é patrocinado pelo EBANX. A programação da mostra no teatro contará com espetáculos como "Tesão, Piá", recorde de público no Fringe dos últimos anos, com os sucessos de público infantil "Bita e os Animais" e "Bita e as Brincadeiras", e com "O Bêbado", já tradicional na história do festival, há 14 anos em cartaz no evento. As apresentações do Fringe no Teatro EBANX Regina Vogue começam no dia 30 de março.
"No Teatro Regina Vogue, temos o objetivo de fazer do teatro uma ferramenta na construção da cidadania em todas as camadas sociais, levando a produção cultural a todos os lugares. Essa preocupação com o acesso é muito forte também no EBANX. Com o alcance global e, ao mesmo tempo, local que o EBANX tem, queremos potencializar o trabalho que já desenvolvemos há quase 15 anos, de impulsionar a produção e os talentos de Curitiba pelo Brasil afora", afirma a atriz e produtora Regina Vogue, fundadora do espaço.
O EBANX também vê a colaboração como uma oportunidade de fomento ao patrimônio cultural da cidade e ao acesso. "Somos uma fintech curitibana com orgulho. Temos escritórios em São Paulo e Londres e atuação global, mas fazemos questão de manter nossa sede em Curitiba, que é a nossa casa. E o Teatro Regina Vogue tem esse mesmo ímpeto, de valorizar e promover as raízes, além de ser um grande celeiro de novos talentos. Com a parceria, queremos contribuir com o cenário local e mostrar ainda mais a capital paranaense para o mundo, por meio da arte", explica o cofundador e CEO do EBANX, Alphonse Voigt.  

Sobre o Teatro Regina Vogue - Fundado em abril de 2004 por Regina Vogue, o Teatro Regina Vogue – agora Teatro EBANX Regina Vogue – já recebeu centenas de encenações e artistas, além de milhares de espectadores de todo o país. O espaço caminha lado a lado com a Cia. Regina Vogue, criada pela atriz e produtora na década de 1980 e que foi palco para a formação de alguns dos mais importantes artistas brasileiros da atualidade, como Alexandre Nero, Guta Stresser, Katiuscia Canoro e Fabiula Nascimento. A companhia tornou-se referência na produção de peças teatrais para crianças no Paraná. Deu vida a mais de 40 obras e proporcionou à Regina alguns dos mais importantes prêmios da sua carreira, que somam mais de 50. Um deles foi o Gralha Azul de melhor espetáculo para crianças em 1991 por “Pluft, o Fantasminha”. Em 1994, ela foi agraciada com um Gralha Azul de melhor atriz, pela peça "A Outra", e com o Prêmio Qualidade Brasil como melhor produtora de teatro para crianças no país. Em 2016, tornou-se Cidadã Honorária do Estado do Paraná pelos trabalhos culturais realizados.
O Teatro EBANX Regina Vogue tem 331 lugares e está localizado no Shopping Estação, na Av. Sete de Setembro, 2775. Para mais informações, visite http://reginavogue.com.br/.

Programação semanal do MON tem atividades para todas as idades


O Museu Oscar Niemeyer (MON) convida o público a participar da programação semanal. Haverá atividades de domingo a quarta-feira, dias 18, 20 e 21 de fevereiro. Vale ressaltar que em todas as quartas a entrada ao museu é gratuita.
No domingo e na quarta, 18/02 e 21/02, acontece a oficina “Pintura com materiais alternativos”, das 11h às 17h, e haverá também visita mediada pela Bienal de Curitiba 2017, em dois horários: às 11h e às 15h. A programação é livre para o público de todas as idades e não é necessária inscrição prévia.

ARTE PARA MAIORES - Na terça-feira, 20, haverá a primeira edição de 2018 do programa “Arte para Maiores”, destinado ao público adulto, principalmente para quem tem mais de 60 anos. Este encontro tem como tema a exposição “Luz = Matéria” e acontece das 14h às 17h, com vagas para 40 participantes.
A mostra apresenta uma seleção de cerca de 90 obras do acervo do museu, com nomes como Claudio Alvarez, Alfredo Andersen, José Bechara, Maureen Bisilliat, Martin Chambi, Flavio Damm, Theodoro de Bona, Alberto Guignard, Julio Le Parc, Abraham Palatnik, Vik Muniz, Daniel Senise, entre outros.
A participação em todas as atividades é gratuita, tendo apenas o custo do ingresso do museu. A entrada ao MON custa R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada). Maiores de 60 e menores de 12 anos têm entrada franca. Nas quartas a entrada é sempre gratuita. A retirada de ingressos no museu pode ser feita até as 17h30, na bilheteria.
Mais informações: 3350-4400 ou www.museuoscarniemeyer.org.br.

Cantora Ana Vilela realiza pocket show gratuito em Curitiba


Reconhecida nacionalmente com o sucesso “Trem Bala”, canção que viralizou na internet, a cantora e compositora paranaense Ana Vilela participa do “Conexão Shopping Curitiba” desta quinta-feira, 22 de fevereiro.
Natural de Londrina, Ana Vilela tem em seu repertório músicas que encantam todas as gerações, como “Promete”, “Entrelinhas”, “E Se” e “Maíra”.
O pocket show acontece no espaço de eventos que fica no vão central do shopping, no piso L2. O show tem início às 18h, é aberto ao público e com entrada gratuita.
Para a sessão de fotos e autógrafos, serão distribuídas senhas, que devem ser retiradas no dia da apresentação, a partir das 12h, na recepção do shopping, no piso L3.
Mais informações no fone 3331-1717 (Rádio Transamérica Light).

Sobre o “Conexão” - Com o objetivo de viabilizar encontros e aproximar artistas de seus fãs da capital paranaense, o “Conexão Shopping Curitiba” é um projeto musical gratuito e aberto ao público, resultado de uma parceria entre a Rádio Transamérica Light e o Shopping Curitiba.
As apresentações, bate-papos e pocket shows acontecem mensalmente e são transmitidos ao vivo na frequência FM 95.1 e pelas redes sociais da rádio, para todo o todo o país. Já passaram pelo palco os artistas Juca Novaes, Jane Duboc, Sergio Sá, Paulinho Moska, a inglesa Jesuton, Paulo Ricardo, Kiko Zambianchi e Luiza Possi.

Caixa Cultural exibe filmes de David Bowie na mostra “O Homem que Caiu na Terra”


A Caixa Cultural traz a Curitiba, entre os dias 20 e 28 de fevereiro de 2018, a mostra itinerante de cinema “O Homem que Caiu na Terra”.
Bowie escreveu roteiros, dirigiu videoclipes, assinou trilhas sonoras e atuou em dezenas de filmes e programas de TV em seus mais de 40 anos de carreira. Esse período de quase meio século da cultura pop é percorrido na programação da mostra “O Homem que Caiu na Terra”, que reúne filmes de ficção com música de primeira qualidade, de curta, média e longa durações.
Os títulos apresentados reúnem desde clássicos – como o longa-metragem que dá nome à mostra, “O Homem que Caiu na Terra” (1976) – até obras mais obscuras, como curtas-metragens nos quais Bowie atuou nos anos 1960 e 1970, e também filmes infantis.

CICLO DE IDEIAS - A programação montada especialmente para o público de Curitiba apresenta duas atividades: bate-papo sobre Berlim e a influência da cidade na obra de Bowie, com a participação do jornalista cultural Abonico Smith e do DJ Hermes Pons, no dia 21 de fevereiro, às 19h; e um debate sobre o milenar interesse do ser humano por substâncias psicoativas e sua relação com a contracultura, com a presença do jornalista musical e escritor Alessandro Andreola e do músico e pesquisador cultural Cassiano Fagundes, no dia 23 de fevereiro, às 19h. A programação paralela é gratuita; e os debates contam com tradução simultânea em Libras.

PROGRAMAÇÃO

20 de fevereiro

14h – LABIRINTO – A MAGIA DO TEMPO (101min, 12 anos): Frustrada por ter de cuidar do irmão, Sarah sonha em se livrar da criança. Atendendo seu pedido, o Rei dos Duendes sequestra o bebê. Arrependida, ela terá de enfrentar um labirinto e resgatar o irmão antes da meia-noite.

16h30 – APENAS UM GIGOLÔ (100 min, 14 anos): Ao fim da Primeira Guerra, um militar da Prússia retorna a Berlim. Sem habilidades, ele não consegue um emprego e logo passa a trabalhar como um gigolô em um bordel.

19h – O HOMEM QUE CAIU NA TERRA (138 min, 14 anos): Um alienígena chega a Terra com a missão de levar água a seu planeta natal. Usando sua tecnologia avançada, ele fica milionário como líder de um conglomerado tecnológico.

21 de fevereiro

14h – REAÇÃO COLATERAL (88min, 14 anos): Em agosto de 2001, um mês antes dos ataques de 11 de setembro dois irmãos brigam para manter sua próspera companhia em Wall Street.

16h30 – EU, CHRISTIANE F., 13 ANOS, DROGADA E PROSTITUÍDA (138 min, 18 anos): Na Berlim dos anos 70, a jovem Christiane F. consegue entrar ilegalmente na boate The Sound. Lá ela é apresentada ao mundo das drogas, onde vai afundar cada vez mais.

19h – Bate-papo sobre Berlim e a influência da cidade na obra de Bowie

22 de fevereiro

14h – BASQUIAT – TRAÇOS DE UMA VIDA (108 min, 16 anos): Vivendo nas ruas, em uma caixa de papelão, o street artist Jean-Michel Basquiat é descoberto por Andy Warhol e logo se transforma em uma estrela. Mas o sucesso cobra um preço caro.

16h30 – ABSOLUTE BEGINNERS (108 min, 14 anos): No universo da moda da Londres dos anos 50, o fotógrafo Colin se apaixona pela modelo Crepe Suzette. A fim de alcançar a fama, ele se envolve com um popular promoter.

19h – A ÚLTIMA TENTAÇÃO DE CRISTO (164 min, 14 anos): Na cruz, Jesus Cristo imagina como seria sua existência se, ao invés de assumir o peso da salvação dos homens, tivesse levado uma vida comum com esposa e filhos.

23 de fevereiro

14h – ARTHUR E OS MINIMOYS (104 min, livre): Para evitar que a casa do seu avô seja demolida, o pequeno Arthur procura a Judá dos Minimoys, seres minúsculos que convivem em constante harmonia com a natureza.

16h30 – REAÇÃO COLATERAL (88min, 14 anos): Em agosto de 2001, um mês antes dos ataques de 11 de setembro dois irmãos brigam para manter sua próspera companhia em Wall Street.

19h – Debate: o milenar interesse do ser humano por substâncias psicoativas e sua relação com a contracultura

24 de fevereiro

14h – LABIRINTO – A MAGIA DO TEMPO (101min, 12 anos): Frustrada por ter de cuidar do irmão, Sarah sonha em se livrar da criança. Atendendo seu pedido, o Rei dos Duendes sequestra o bebê. Arrependida, ela terá de enfrentar um labirinto e resgatar o irmão antes da meia-noite.

16h30 – BASQUIAT – TRAÇOS DE UMA VIDA (108 min, 16 anos): Vivendo nas ruas, em uma caixa de papelão, o street artist Jean-Michel Basquiat é descoberto por Andy Warhol e logo se transforma em uma estrela. Mas o sucesso cobra um preço caro.

19h – FURYO – EM NOME DA HONRA (123 min, 14 anos): Durante a Segunda Guerra, soldados britânicos estão confinados em um campo de prisioneiros no Japão, comandado por um oficial que acredita na disciplina, na honra e na glória.

25 de fevereiro

14h – O SEGREDO DE MR. RICE (113 min, 12 anos): Owen tem 12 anos e um câncer sob controle. Ele acaba de perder seu melhor amigo, o Mr. Rice, um vizinho solitário. O velho senhor lhe deixou um anel que vai levá-lo a um grande segredo.

16h30 – APENAS UM GIGOLÔ (100 min, 14 anos): Ao fim da Primeira Guerra, um militar da Prússia retorna a Berlim. Sem habilidades, ele não consegue um emprego e logo passa a trabalhar como um gigolô em um bordel.

19h – O GRANDE TRUQUE (130 min, 14 anos): Na Londres do século XIX, dois amigos ilusionistas constroem uma rivalidade que se transforma em obsessão. Logo essa batalha por supremacia irá se transformar em tragédia.

26 de fevereiro

14h – ARTHUR E OS MINIMOYS (104 min, livre): Para evitar que a casa do seu avô seja demolida, o pequeno Arthur procura a Judá dos Minimoys, seres minúsculos que convivem em constante harmonia com a natureza.

16h30 – UM ROMANCE MUITO PERIGOSO (115 min, 14 anos): Cansado após noites sem dormir, um homem sai dirigindo pelas ruas de Los Angeles. Por acaso, uma mulher muito bonita pula na frente do carro dele e, juntos, embarcam em uma perseguição.

19h – O PIRATA DA BARBA AMARELA (96 min, 14 anos): O pirata Barba Amarela está preso por seus crimes. No entanto, como ele possui o cobiçado mapa de um tesouro, a Marinha Britânica o deixa fugir para segui-lo até a riqueza.

27 de fevereiro

14h – IL MIO WEST (95 min, 14 anos): Depois de 20 anos, o pistoleiro Johnny Lowen, volta pra casa para rever o filho, um médico que tem horror à violência. Mas a chegada de um inimigo de Johnny acaba com o sossego da cidade.

16h30 – EVERYBODY LOVES SUNSHINE (97 min, 16 anos): Os primos Ray e Terry acabam de sair da cadeia. Ray quer deixar os crimes de lado, mas Terry está determinado a não deixar que ele abandone a gangue.

19h – FOME DE VIVER (97 min, 18 anos): A vampira Mirian se mantém viva com o sangue de seus amantes, mas John, seu atual parceiro, está envelhecendo extremamente rápido e procura a ajuda da médica Sarah.

28 de fevereiro

14h – Sessão de curtas (18 anos)

16h30 – ROMANCE POR INTERESSE (98 min, 14 anos): Lucy é uma ilusionista frustrada que trabalha como garçonete em um restaurante. Obcecada por Harry Houdini, ela arma um plano para assaltar o local com seu colega, o barman Monte.

19h – TWIN PEAKS – OS ÚLTIMOS DIAS DE LAURA PALMER (135 min, 18 anos): Na cidade de Twin Peaks, a jovem Laura Palmer vive seus últimos dias entre indecisões amorosas que a levam a alternar como amantes, dois colegas de escola, Bobby e James.

As sessões ocorrem diariamente às 14h, 16h30 e 19h e os ingressos custam R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia, conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito Caixa). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura e os ingressos serão vendidos apenas para as sessões do dia de apresentação.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Mais indicados ao Oscar chegam aos cinemas curitibanos


Três das estreias da semana chegam com nada menos que quinze indicações ao Oscar: “Eu, Tonia” chega com três; “Lady Bird - A Hora de Voar” tem cinco e o excelente e imperdível “Três Anúncios Para um Crime” tem sete. A aventura “Pantera Negra” - mais um herói da Marvel - completa a lista de novidades.
Outros oscarizáveis continuam em exibição: "A Forma da Água", "Me Chame Pelo Seu Nome", "O Destino de Uma Nação", "Todo o Dinheiro do Mundo" e "The Post - A Guerra Secreta". Também vale dar uma olhada em "O Insulto", "Extraordinário" e "O Sacrifício do Cervo Sagrado".
Para as crianças, as animações "O Touro Ferdinando", "Paddington 2", "Meu Amigo Vampiro" e "Viva - A Vida é uma Festa",

EU, TONIA – Margot Robbie, Allison Janney e Sebastian Stan estão à frente do elenco deste drama biográfico dirigido pelo australiano Craig Gillespie (“Horas Decisivas”). Tonya Harding dominava o gelo com perícia sem rivais. Ela conseguiu superar sua infância pobre e ser campeã do Campeonato de Patinação no gelo do Reino Unido e segunda colocada no campeonato mundial. Porém, ela dominou as manchetes por algo totalmente diferente depois que seu marido tentou incapacitar uma de suas concorrentes quebrando a perna dela durante as Olimpíadas de 1994. O filme recebeu três indicações ao Oscar: melhor atriz (Margot), atriz coadjuvante (Allison) e montagem.
Classificação etária: 14 anos

LADY BIRD: A HORA DE VOAR – Comédia dramática dirigida pela atriz e roteirista Greta Gerwig e estrelada por Saoirse Ronan,Laurie Metcalf e Tracy Letts. Christine McPherson está no último ano do ensino médio e o que mais deseja é ir fazer faculdade longe de Sacramento, Califórnia, ideia firmemente rejeitada por sua mãe. Lady Bird, como a garota de forte personalidade exige ser chamada, não se dá por vencida e leva o plano de ir embora adiante mesmo assim. Enquanto sua hora não chega, no entanto, ela se divide entre as obrigações estudantis no colégio católico, o primeiro namoro, típicos rituais de passagem para a vida adulta e inúmeros desentendimentos com a progenitora. Indicado a cinco Oscar (filme, direção, atriz, atriz coadjuvante e roteiro original), o filme ganhou o Globo de Ouro de melhor comédia.
Classificação etária: 14 anos

PANTERA NEGRA – Mais um herói Marvel chega às telas. O diretor americano Ryan Coogler (“Creed: Nascido Para Lutar”) conta a história de um personagem africano criado em 1966 pela dupla Stan Lee e Jack Kirby: T‘Challa, príncipe do reino de Wakanda, um paraíso futurista africano, em que carros voadores coexistem com florestas e cachoeiras, mas cuja superioridade é mantida oculta aos olhos do mundo. O grande segredo deste progresso é o vibranium, elemento extraído de um meteoro alienígena, altamente poderoso e quase indestrutível. Mas, apesar de todo o sigilo, criminosos já descobriram o material, conseguindo roubar alguma quantidade dele, façanha do traficante de armas Ulysses Klane. Este incidente, aliado à morte do rei de Wakanda, vai exigir a tomada de posição de T’Challa, seu filho, que se tornará o Pantera Negra. Chadwick Boseman, Michael B. Jordan e Lupita Nyong‘o encabeçam o elenco.
Classificação etária: 14 anos

TRÊS ANÚNCIOS PARA UM CRIME – Drama anglo-americano assinado pelo diretor britânico Martin McDonagh (“Na Mira do Chefe”) e com grandes interpretações do trio central: Frances McDormand, Woody Harrelson, Sam Rockwell. Inconformada com a ineficácia da polícia em encontrar o culpado pelo brutal assassinato de sua filha, Mildred Hayes decide chamar atenção para o caso não solucionado alugando três outdoors em uma estrada raramente usada. A inesperada atitude repercute em toda a cidade e suas consequências afetam várias pessoas, especialmente a própria Mildred e o delegado Willoughby, responsável pela investigação. A obra recebeu sete indicações ao Oscar: melhor filme, roteiro original, montagem, trilha original, atriz (Frances McDormand) e duas para atores coadjuvantes (Sam Rockwell e Woody Harrelson).
Classificação etária: 14 anos

MIS promove mostra de clássicos de Alfred Hitchcock a partir de segunda-feira


O Museu da Imagem e do Som do Paraná promove, de segunda-feira (19) a quarta-feira (21), a Mostra de Filmes do MIS – Especial Hitchcock. Os clássicos filmes do cineasta britânico “Psicose”, “Os Pássaros” e “Um Corpo que Cai” serão exibidos no miniauditório do museu às 19h. A entrada é gratuita e os filmes são indicados para maiores de 14 anos.
Para estrear a mostra, na segunda-feira (19), o clássico “Psicose” (1960). Marion Crane (Janet Leigh) é uma secretária que rouba 40 mil dólares da imobiliária onde trabalha para se casar e começar uma nova vida. Durante a fuga de carro ela enfrenta uma forte tempestade, erra o caminho e chega em um velho hotel. O estabelecimento é administrado por um sujeito atencioso chamado Norman Bates (Anthony Perkins), que nutre um forte respeito e temor por sua mãe. Marion decide passar a noite no local, sem saber o perigo que a cerca.
Na terça-feira (20) é a vez de “Os Pássaros” (1963). O filme conta a história de Melanie Daniels (Tippi Hedren), uma bela e rica socialite que vai atrás do que quer. Um dia ela conhece o advogado Mitch Brenner (Rod Taylor) em um pet shop e fica interessada nele. Após o encontro ela decide procurá-lo em sua cidade. Ela dirige por uma hora até a pacata cidade de Bodega Bay, na Califórnia, onde Mitch costuma passar os finais de semana. Mas Melaine não esperava vivenciar algo assustador: milhares de pássaros se instalam na cidade e começam a atacar as pessoas.
Para encerrar a mostra, “Um Corpo que Cai” (1958) será exibido na quarta-feira (21). Em São Francisco, o detetive aposentado John Scottie Ferguson (James Stewart) sofre de um terrível medo de alturas. Certo dia encontra com um antigo conhecido, dos tempos de faculdade, que pede que ele siga sua esposa, Madeleine Elster (Kim Novak). John aceita a tarefa e fica encarregado da mulher, seguindo-a por toda a cidade. Ela demonstra uma estranha atração por lugares altos, levando o detetive a enfrentar seus piores medos. Ele começa a acreditar que a mulher tenha possíveis tendências suicidas, quando algo estranho acontece nesta missão.
Mais informações: 3232-9113 ou www.mis.pr.gov.br.

UCI traz para o Brasil os melhores espetáculos do Balé Bolshoi


Em 2018, o Balé Bolshoi retorna aos cinemas UCI (Estação e Palladium) com a espetacular temporada 2017-2018, exibindo mais cinco clássicos da companhia russa. “O Corsário”, “A Dama das Camélias”, “Romeu e Julieta”, “Giselle” e “As Chamas de Paris” serão apresentados em alta definição nas telas da rede pelo país.  As apresentações acontecem a cada mês entre fevereiro e junho, por dois sábados, sempre às 15h30. Os ingressos custam R$ 50,00 (inteira em salas convencionais) e R$ 60,00 (inteira em salas DE LUX) e já estão à venda através do site ucicinemas.com.br. Clientes Unique pagam meia-entrada.
Em fevereiro, “O Corsário” (17 e 24) abre as exibições deste ano. Derivada da coreografia de Marius Petipa, baseado no poema de Lord Byron, com música de Adolphe Adamé é um balé de repertório sobre um grupo de piratas, Conrado, Birbanto e o escravo Ali, que são surpreendidos no mar por uma forte tempestade e vão parar em uma ilha. Lá, conhecem as odaliscas Gulnara e Medora, que os mantém escondidos do mercador de escravos da região, Lankedem, em uma caverna. Medora e Conrad se apaixonam à primeira vista, mas as jovens acabam capturadas por mercenários turcos que trabalhavam para Lankedem, o que incita a fúria de Conrad, que jura resgatá-las. 
Em março é a vez de “A Dama das Camélias” (17 e 24) ocupar as telas da UCI. O tradicional balé conta a história de Marguerite Gautier, uma cortesã francesa que encanta os homens com seu luxo e beleza.  O jovem Armando, fruto de uma família burguesa tradicional, se apaixona por ela, mas descobre que seu pai é contra o romance e convenceu Marguerite a deixá-lo. Mas Armando não vai desistir fácil e provocará muitas reviravoltas no romance.
“Romeu e Julieta” é o clássico de abril (7 e 14). A trágica história de amor se passa em Verona, onde a rivalidade entre os Capuletos e os Montecchios é enaltecida quando Romeu e Julieta se apaixonam loucamente em um baile de máscaras e ficam destroçados quando descobrem que pertencem a famílias rivais. Ao oficializarem a união em segredo, um confronto que termina com a morte de seu amigo Mercúrio, faz com que o príncipe expulse Romeu da cidade e obriga Julieta a casar-se com Páris. Mas a jovem recorre ao frei e juntos bolam um plano: ela tomará uma poção que a fará parecer estar morta. Enquanto isso, ele avisará a Romeu o local onde deverá encontrá-la. Mas o plano falha e Romeu acredita que sua amada realmente faleceu. Quando chega ao túmulo para se despedir de Julieta, ele se envolve em uma briga com Páris e mata-o. Logo em seguida, bebe um veneno. Ao acordar, Julieta se desespera ao ver seu amor morto e se suicida com o punhal de Romeu.
O balé de maio é “Giselle” (5 e 12), sobre a história do amor de uma camponesa por um nobre disfarçado de aldeão. Ao descobrir a verdadeira identidade de seu amado, ela morre de decepção e sua alma passa a fazer parte das Willis, grupo de fantasmas de garotas que morrem às vésperas do casamento.  Apesar de morta, Giselle manifesta seu amor quando o nobre visita seu túmulo. Ele é atacado pelas Willis, que o obrigam a dançar até a morte, mas a camponesa o salva ao dançar em seu lugar e quebrar o encanto do grupo de almas.
Para fechar a temporada, “As Chamas de Paris” (9 e 16/6) onde o autor principal é o próprio povo francês. O ballet conta a história de Philippe, Jeanne e Jerome e o envolvimento deles na Revolução Francesa, incluindo em seu cenário o assalto das Tulherias pelos marselheses e sua marcha vitoriosa em Paris. A trama é tirada do livro de Felix Gras Marceliers Les.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

27ª edição do Festival de Curitiba abre bilheterias nesta quinta-feira


O Festival de Curitiba começa a transformar a capital paranaense em um palco pela 27ª vez. De 27 de março a 8 de abril, mais de 400 atrações – entre produções teatrais, musicais, variedades, debates, palestras, oficinas e gastronomia – reúnem artistas e plateias, do Brasil e do exterior, em mais de 90 espaços da cidade e da região metropolitana.
Teatros, praças, ruas e até uma Kombi e uma garagem se transformarão em ribalta para artistas conhecidos do público, como Denise Stoklos, Denise Fraga, Tuca Andrada, Ricardo Tozzi e Luisa Arraes, Mel Lisboa, Reynaldo Gianecchini, Caio Blat, Renata Sorrah, Malvino Salvador e banda Titãs.
Os ingressos para o Festival de Curitiba estão à venda pelo site www.festivaldecuritiba.com.br, pelo aplicativo “Festival de Curitiba 2018” e nas bilheterias instaladas no Shopping Mueller e ParkShoppingBarigüi. O valor dos ingressos varia entre gratuito e R$70. Há 384 sessões grátis e 138 no sistema “pague o quanto vale”, em que o público escolhe o quanto paga.
O Festival de Curitiba é composto por: Mostra 2018 – com espetáculos convidados por uma curadoria; Interlocuções – integra a Mostra com debates, palestras e eventos que aprofundam a experiência artística para o público, com programação gratuita;Fringe –  nesta edição traz centenas de atrações com participação espontânea de companhias; e o MishMash – show de variedades. Também fazem parte o Guritiba – o Festival para crianças; o Risorama – trazendo o stand up comedy há 15 anos ao Festival; e o Gastronomix – com música e delícias para o paladar.

Abertura e atrações

A coreografia “Gira”, do mineiro Grupo Corpo, abre o Festival e integra o Movva, divisão de dança da Mostra 2018, que inclui os espetáculos “Inoah” e “Corpo Sobre Tela”. Este ano, a Mostra tem 29 atrações convidadas pelo ator Guilherme Weber e pelo diretor Marcio Abreu, em sua terceira participação como curadores.
Sete trabalhos convidados são estreias nacionais: “Inoah”, “Denise Stoklos em Extinção”, “Domínio Público”, “Tristeza e Alegria na Vida das Girafas”, “A Ira de Narciso”, “Se o Título Fosse um Desenho Seria um Quadrado em Rotação” e “Cabaret Macchina”, da curitibana Selvática, com participação da cantora Karina Buhr e que se apresenta na Rua da Cidadania da Matriz. Estas duas últimas, mais os espetáculos “Colônia” e “The Machine To Be Another – A Máquina de Ser Outro” são atrações grátis da Mostra 2018.
Também há a pré-estreia de “Doze Flores Amarelas”, a ópera rock dos Titãs, de Branco Mello, Sérgio Brito e Tony Bellotto (foto).
“The Machine to Be Another – A Máquina de Ser Outro” (Espanha), “Vamos Fazer Nós Mesmos – Let’s Do It Ourselves” (Holanda) e “Tristeza e Alegria na Vida das Girafas” (França) são as três atrações internacionais da Mostra 2018.

Curadoria

Os curadores Guilherme Weber e Marcio Abreu convidaram os espetáculos da Mostra de acordo com o momento de intenso debate que o Brasil vive. Não à toa, um dos espetáculos da Mostra 2018 é “Domínio Público”. Em seu elenco estão os artistas que passaram a ser conhecidos popularmente como o homem nu do MAM (Wagner Schwartz), a travesti que interpreta Jesus (Renata Carvalho), o homem nu da bolha (Maikon K) e a mulher que permitiu que sua filha tocasse o homem nu do MAM (Elizabeth Finger).
“Domínio Público” é uma das coproduções celebradas pelo Festival de Curitiba, além de Denise Stoklos em Extinção, Se o Título Fosse um Desenho Seria um Quadrado em Rotação e A Ira de Narciso.

O que é o Festival de Curitiba

Verdadeira maratona cultural, o Festival de Curitiba começou em 1992 com 14 espetáculos e, ao longo de sua história, se transformou em um dos eventos mais tradicionais do calendário cultural brasileiro. Nasceu como Festival de Teatro de Curitiba e cresceu com a proposta de promover o encontro das artes com o entretenimento, se transformando em Festival de Curitiba.
Sob este nome ampliou seu foco de atuação, com o objetivo de atender novos e diferentes públicos, tomando o cuidado de manter-se como um canal de formação, atualização e reflexão, promovendo também debates, palestras e oficinas. Atualmente abriga o Festival de Teatro de Curitiba, com a Mostra 2018 e o Fringe; e os eventos simultâneos: MishMash, Guritiba, Risorama e Gastronomix.

Os segmentos do Festival de Curitiba

Mostra – Reúne os espetáculos convidados pela curadoria, formada por profissionais atuantes que acompanham o cenário nacional e internacional para traçar um panorama relevante e diverso do que é produzido;

Interlocuções - integrante da Mostra, e com programação inteira gratuita, o Interlocuções promove debates, oficinas, encontros, lançamento de livros, exibição de filmes e outras experiências para aprofundar a troca de ideias entre artistas e público;

Fringe – não tem curadoria, isto é, a participação é voluntária e os espetáculos recebem apoio de produção do Festival de Curitiba. Em 2018 serão 372 atrações, em 1500 apresentações. Algumas companhias se organizam por afinidades artísticas e criam suas próprias mostras dentro do Fringe. Este ano serão 20;

Guritiba – Voltado ao público infantil e juvenil chega a sua 10ª edição com espetáculos teatrais, musicais, além de promover ações sociais itinerantes;

MishMash – Com o foco em programação familiar oferece atrações variadas como mágica, malabarismo e comédia para divertir todas as idades;

Risorama – Sob os cuidados do humorista Diogo Portugal reúne os melhores performers de stand up comedy do país;

Gastronomix – Evento musical e gastronômico, carinhosamente chamado de “quermesse de alta gastronomia”, oferece um variado cardápio criado por grandes chefs brasileiros, a preços acessíveis, em um clima descontraído que muda a rotina do Museu Oscar Niemeyer no último final de semana do Festival.

Apresentadores, patrocinadores e apoiadores

O Festival de Curitiba tem parceiros fundamentais para sua realização e é apresentado pela Cielo, com patrocínio da Vivo, Denso do Brasil, Uninter, Copel Telecom, Sanepar, Governo do Estado, Ebanx, Tradener Comercialização de Energia e GRASP. A mobilidade oficial do Festival de Curitiba é Uber.
Os eventos simultâneos - Guritiba, MishMash e Risorama -, igualmente, contam com o apoio de parceiros importantes para levar a arte, cultura e entretenimento ao público.
O Guritiba é apresentado por Perkins Motores, Mili, Parati e Unimed Curitiba, com patrocínio da Caterpillar e New Holland e apoio da Peróxidos do Brasil e Brose do Brasil.
O Grupo Boticário, este ano, apresenta o MishMash, evento que tem também o patrocínio da Schattdecor.
O Risorama é apresentado pela Potencial Petróleo, Havan, Sistema Fiep e Madero. E este ano, o segmento de stand up comedy do Festival de Curitiba tem também o apoio da Aveo Vision e da FH.
O Gastronomix, quermesse de alta gastronomia do Festival de Curitiba, por sua vez, tem o patrocínio da Melitta, com apoio da Lowçucar, Da Magrinha, Booking.com e conta ainda com a Oxford Porcelanas como fornecedora da louça oficial do evento.
As bilheterias do Festival de Curitiba são uma parceria com o ParkShoppingBarigüi e o Shopping Mueller.

Ingressos

A venda dos ingressos será pelo site www.festivaldecuritiba.com.br, pelo aplicativo “Festival de Curitiba 2018” e nas bilheterias oficiais do evento, no ParkShoppingBarigüi, com funcionamento das 11h às 23h, de segunda a sexta; no sábado, das 10h às 22h e, aos domingos, das 14h às 20h; e no Shopping Mueller, de segunda a sábado, das 10h às 22h, domingos e feriados das 14h às 20h.
O valor dos ingressos para os espetáculos da Mostra vai de gratuito a R$ 70,00 (inteira) mais taxa administrativa.
Os preços para os espetáculos do Fringe variam de gratuitos a R$ 60,00 (inteira), além da taxa administrativa.
Clientes Ebanx têm desconto de 50% em espetáculos da Mostra e do Fringe.
O ingresso do MishMash custa R$ 40,00 (inteira) mais taxa administrativa.
O preço da entrada do Risorama é R$ 70,00 (inteira) mais taxa administrativa.
O Gastronomix, este ano, custa R$ 12,00 (não consumível) mais taxa administrativa.
O Guritiba custa R$ 40,00 (inteira) mais taxa administrativa.