segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Com inauguração prevista para outubro, Mercadoteca contará com 16 boxes

Peixes frescos, cortes especiais de angus, frutas, verduras, queijos, vinhos, massas, pães, doces, cervejas, preparos japoneses e árabes, hambúrgueres, café Premium e sorvetes. Todos esses itens e muito mais estarão disponíveis na Mercadoteca, que será inaugurada no próximo mês de outubro, em Curitiba. O espaço vai oferecer um mix diversificado de produtos e serviços, prezando sempre pela valorização dos produtores e da gastronomia regional, propondo experiências gastronômicas diferenciadas ao público. Seguindo um conceito muito difundido no exterior, onde os mercados gastronômicos são frequentados por turistas de todo o mundo, e focando na qualidade dos itens que serão oferecidos, a Mercadoteca acaba de divulgar os empreendimentos que farão parte de sua estrutura fixa. Inicialmente, serão 16 boxes que vão oferecer uma grande variedade de preparos especiais que poderão ser consumidos no local, em um ambiente integrado, informal e aconchegante, ou levados para casa. A Mercadoteca foi implantada na Rua Paulo Gorski (nº 1309), no bairro Campo Comprido, e vai funcionar de segunda a sábado, das 9h às 21h, e aos domingos, das 10h às 18h30. Mais informações no site www.mercadoteca.com.br ou pelo telefone 3205-3901.
Empreendimentos participantes: JPL Burgers, Al Baba Empório Árabe, Degusto Café, Anis Presto (foto), Doce Fado, Gelataio, Fujii, Mundo Verde, Verd & Co, Templo da Cerveja, Vino!, Bon Vivant (Mercado Municipal), 100% Angus – Boutique da Carne, Rosângela Pescados, Harue Hortigranjeiros e Esalflores.

Pernambucano Cezzinha é a atração do Samba de Bamba de setembro

O músico e cantor pernambucano Cezzinha, é a atração no projeto Samba de Bamba de setembro, se apresentando nesta terçca-feira (1º), às 20h. Cezzinha tem como proposta colocar sanfona e sotaque nordestino em sambas autorais bem como em faixas de outros compositores.
O músico e cantor preparou um repertório especialmente para o projeto, com sambas que vão desde composições de Jackson do Pandeiro a Zeca Pagodinho. “Nossa ideia é reafirmar a célebre frase de Jackson do Pandeiro: no Brasil, tudo é coco”, diz o sanfoneiro referindo-se às afinidades rítmicas brasileiras.
No repertório do show, vou cair no samba com muito Jackson do Pandeiro, Gordurinha e temas de minha autoria. Mas vai ter um pouco de forró também. Existe um diálogo musical muito interessante entre esses ritmos e é isso que eu pretendo mostrar no projeto Samba de Bamba”, promete Cezzinha, que vem acompanhado por Junior Xânfer (guitarra), Heraldo Bandeira (baixo), Raminho (zabumba), Ulisses (triângulo) e Hito Pereira (bateria).
Músico autodidata que vem se firmando como um dos maiores sanfoneiros da atualidade, Cezzinha tem intimidade com a música brasileira, especialmente o forró e o samba mais tradicional. Entre seus trabalhos, já gravou com a sambista maranhense Alcione e com Zeca Pagodinho, que fez uma participação em seu mais recente álbum Eu gosto de tudo em você.

Trajetória - Cézar Thomaz ou Cezzinha, como é conhecido, é autodidata e começou a carreira aos 13 anos por incentivo do pai. Seus primeiros passos no caminho da profissionalização musical aconteceram ainda na adolescência, na Orquestra Sanfônica. Rapidamente, Cezzinha tornou-se um grande instrumentista e suas habilidades surpreenderam grandes nomes do cenário musical brasileiro.
O músico Dominguinhos foi o primeiro a reconhecer sua desenvoltura e passou então a não apenas convidá-lo para participar de seus shows, como também a indicá-lo para acompanhar vários artistas. Foi assim que ele se apresentou ao lado de nomes como Elba Ramalho, Belchior, Antônio Nóbrega, Geraldo Azevedo, Margareth Menezes, Daniela Mercury, entre outros.

Samba de Bamba - Em sua terceira temporada, o projeto Samba de Bamba tem a proposta de mostrar ao público que o ritmo brasileiro transcendeu as fronteiras de rodas de samba do Rio de Janeiro. “Se por um lado, o recorte temporal se dá a partir das novas vozes reveladas na revitalização musical da Lapa carioca, por outro é importante observar que seus representantes estão espalhados por todo o país”, explica o coordenador e curador Rodrigo Browne.
O formato é semelhante ao programa de mesmo nome, que Browne comanda há 19 anos na rádio E-Paraná FM. Durante a transmissão, os convidados comentam a escolha de seus sambas prediletos. No palco, cada artista faz o mesmo, contando o porquê de suas escolhas, bem como suas influências.

Os ingressos para esta apresentação de Cezzinha custam R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia, conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito Caixa). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura. Mais informações: 2118-5111.

+55 tem festa de inauguração do Colóquio de Moda nesta terça

A arte toma conta do Bar +55 nesta terça-feira (1º) para a festa Artsy, que marca o início do 11º Colóquio de Moda. Serão mais de dois mil participantes entre profissionais e estudantes da área circulando pela cidade durante o encontro, e que terão no +55 sua primeira noite de arte, música e gastronomia na capital paranaense. O evento tem início às 20h e entrada de R$ 20.
Dez expositores compõem o bazar em uma união de multimarcas, peças autorais, calçados e brechós. Entre os participantes, estão Oficina da Gasp, Twenty One Days, Colete e Corselet, Farrapo, Álbum, Hi Stuff, W. Ritzdorf, Conbase e Laffayetteria. Do clássico ao moderno, muitas tendências participam do bazar. Uma instalação artística da criadora multimídia Paraguaya, com referências à moda, estará na galeria do Bar +55, ao lado do bazar. As esculturas com argila e partes de materiais de costura fazem referência ao universo fashion. Enquanto isso, curtas metragens são transmitidos nos telões da casa.
A banda Cavernoso Viñon dá o tom musical da noite com suas composições autorais em francês, retratando as ruas, a vida noturna e divagações da alma. A banda, criada em 2012, conta com dois EPs de músicas próprias; “Fakir”, o mais recente, estará à venda no dia. A Dj Feko, do projeto Repulsa, também se apresenta, com sua música eletrônica experimental e destaque da cena local.
Na gastronomia, a chef Ariana Lenti criou pratos inspirados por grandes estilistas. O Valentino é formado por barquetes de endívias com salmão gravlax e creme azedo, enquanto Stella McCartney conta com minialcachofras na conserva de azeite e ervas frescas. Carolina Herrera é homenageada com canudinhos recheados com creme de gemas ao tartufo bianco, e Louboutin com cestinha crocante de frango ao curry vermelho artesanal. Chanel é representada pelo blinis com creme azedo e ovas, e Westwood com o copinho com mix de quinua, frutas secas e água de rosas. O cardápio é completado com Zac Posen, copinho de cheesecake com calda de goiabada.
O bartender Mister, inspirado em Coco Chanel, criou o In Love. O drink é preparado com Grand Mernier, bebida clássica do Ritz Hotel onde Coco viveu por 40 anos, combinado a vermute seco, espumante e perfume de Chatreuse. Chanel dizia que só bebia espumante em duas ocasiões: quando estava apaixonada, e quando não estava. Um drink ideal para saborear o clima apaixonante do mundo da moda.

O +55 está situado na rua Vicente Machado, 866, Batel. A festa incia às 20h e os ingressos custam R$ 20,00. Mais informações: 3322-0900 ou www.cincocinco.com.br.

Feiras do Seminário, Santa Felicidade, Mossunguê e Vista Alegre terão apresentações teatrais

Desde a última terça-feira, a Companhia Arte da Comédia faz uma série de apresentações na Regional Santa Felicidade. No total serão 36 encenações da peça "As Espertezas de Arlequim" nas Feiras Livres Volantes do Mossunguê, Santa Felicidade, Seminário e Vista Alegre e também na Feira Noturna de Santa Felicidade.
Viabilizado pelo Edital das Regionais – Ações Culturais e Costituição de Memória do Fundo Municipal da Cultura, o projeto Teatro nas Feiras pretende proporcionar gratuitamente momentos de cultura para a comunidade, promover a formação de público, apoiar o pequeno comércio criando um atrativo a mais para os usuários, além de ampliar o sentido de encontro social que as feiras oferecem.
O edital inédito destinou R$ 924 mil do Fundo Municipal da Cultura para 20 projetos no valor máximo de R$ 45 mil cada e ainda, R$ 24 mil para as atividades de apoio ao edital. O apoio financeiro foi ofertado para iniciativas, em diversas linguagens, que tenham como objetivo promover a cultura nos bairros da cidade de Curitiba e incentivar a constituição da memória artística cultural e social das regionais e dos bairros da cidade. A relação de projetos aprovados está no link http://www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br/pub/file/multimidia/pdf/775-1507-edital-n-117-14.pdf
Segundo o idealizador do projeto, Roberto Innocente, é importante criar o hábito da realização de eventos culturais nos bairros criando uma agenda intensa. "O projeto será um ótimo instrumento de promoção do Teatro de Rua e de seu valor de democratização do bem cultural", completou Roberto.

Sobre - O espetáculo "As Espertezas de Arlequim" trata dos encontros e desencontros amorosos de Pantaleão, Ricciolina e Arlequim. O velho Pantaleão, assim como seu criado Arlequim, deseja casar com Ricciolina, que por sua vez não quer nenhum dos dois. Entre confusões e acrobacias, Arlequim demonstra sua esperteza dando uma lição no velho pantaleão em um final surpreendente.

PROGRAMAÇÃO:

Terças-feiras - 1º, 8, 15, 22 e 29 de setembro.
* 17h – Feira do Mossunguê (Rua Paulo Gorski)
* 18h15 – Feira Noturna Santa Felicidade (Praça São Marco)

Sextas-feiras - 4, 11, 18 e 25 de setembro e 2 de outubro.
* 10h – Feira Santa Felicidade (Rua N. Neves de Nascimento)

Sábados - 5, 12, 19 e 26 de setembro e 3 de outubro.
* 8h – Feira Jardim Pinheiros (Rua José Martini)
* 10h e 11h30 – Feira Seminário (Rua J.A de Loyola)

Domingos - 6, 13, 20 e 27 de setembro e 4 de outubro.
* 10h30 – Feira Vista Alegre (Rua Arthur Leining)

Gibiteca abre inscrições para curso de histórias em quadrinhos

A Gibiteca de Curitiba abre nesta terça-feira (1º) as inscrições para o Curso de Roteiro de Histórias em Quadrinhos, com o roteirista e redator Emílio Baraçal.  O curso acontece de 16 de setembro a 16 de dezembro e de 10 de fevereiro a 3 de agosto de 2016, todas as quartas feiras, das 8h30 às 11h30. Para participar é preciso ter mais de 14 anos. São 25 vagas e a mensalidade é de R$ 50,00.
Inscrições e informações na Gibiteca de Curitiba – R. Carlos Cavalcanti, 533. Aberta de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 18h, sábados das 14h às 18h. Telefone: (41) 3321-3250.

CiaSenhas inicia temporada de “Os Pálidos”

A CiaSenhas de Teatro apresenta, a partir desta segunda-feira, 31 de agosto, seu novo trabalho, “Os Pálidos”, que foi criado a partir de dois polos: a relação com a espectação, já experimentada em outros trabalhos do grupo, e a reflexão sobre o momento atual do Brasil. 
Tendo como ponto de partida dois clássicos de Luis Buñuel, “O Anjo Exterminador” e “O Discreto Chame da Burguesia”, “Os Pálidos” reflete sobre estados de inércia, paralisação e anestesia, em um ato urgente de pensar o mundo e a cena.
A peça, com texto e direção de Sueli Araujo, acontece em dois ambientes simultaneamente, dividindo a plateia e propondo um diálogo permanente com o público, recortando-o e sugerindo todo tipo de cisão. Em cena, em vez de personagens tradicionais, os atores exploram vozes contraditórias, visões de mundo e formas de pensamento e conduta que tentam forjar uma atitude, construir um gesto que faça a diferença no mundo. Porém, são seres paralisados, medicados e em estado de absoluta suspensão. Em dissonância a esse estado das coisas, a cena é revestida com diversos tipos de plantas, investindo na possibilidade de percepção da vida para além da quase morte e apatia das figuras da montagem.
Ao mesmo tempo em que o espetáculo aciona um tipo de humor desestabilizante e estabelece pontos de relação com o espectador, cria espaços de discussão sobre criação de condições de sobrevivência e de formas de estar junto. São situações em que um tipo de micropolítica está sugerida.
Em “Os Pálidos”, artistas e público buscam saídas e entradas em um jogo potente de presença. Trabalha com a ideia de que, segundo Eliane Brum: “estamos esvaziados de ilusões e de formas, aquele que precisa construir um rosto tem medo. Em vez de disputar democraticamente, o que dá trabalho e envolve perdas, prefere o caminho preguiçoso da adesão. E adere àquele que grita, saliva, vocifera, confundindo oportunismo com força, berro com verdade”. 

CIASENHAS - A CiaSenhas de Teatro, companhia que atua em Curitiba desde 1999 é formada por artistas-pesquisadores das Artes Cênicas. Desde sua fundação a companhia desenvolve trabalho continuado na cidade e têm procurado nortear suas atividades segundo três princípios fundamentais: investigar a linguagem cênica com enfoque no trabalho do ator-criador e no desenvolvimento de dramaturgia original, disponibilizar seus espetáculos às mais diferentes plateias e promover ações para o fortalecimento estético e político do teatro de grupo. É a partir destes fundamentos que a Companhia, através de seus integrantes, constrói uma trajetória de 16 anos de atividades em diálogo com a cena contemporânea brasileira. Acrescenta-se à realização dos espetáculos, ações que fomentam o encontro e o diálogo entre artistas e público. A Mostra Cena Breve Curitiba – a linguagem dos grupos de teatro, o CiaSenhas ACIONA! e o projeto Gilda são exemplos destas ações.

FICHA TÉCNICA
Dramaturgia e Direção – Sueli Araujo
Atuação: Anne Celli, Ciliane Vendruscolo, Greice Barros, Luiz Bertazzo e Rafa di Lari
Cenário e Figurino – Paulo Vinícius
Designer de Som – Ary Giodani
Designer de Luz – Wagner Corrêa
Direção de Produção – Marcia Moraes
Produção Executiva – Edran Mariano
Assistente de Produção – Mariana Freitas
Designer Gráfico – Adriana Alegria
Assessoria de Imprensa – Fernando de Proença
Fotos – Elenize Dezgeniski

As encenações de “Os Pálidos” - indicada para maiores de 12 anos - acontecem no período de 31 de agosto a 1º de outubro, de segunda a quinta, às 20h, na sede da CiaSenhas de Teatro (Rua São Francisco, 35, Centro, f: 3222-0355). ENTRADA FRANCA através de reservas pelo: ospalidos@gmail.com. A peça foi viabilizada pelo Edital Teatro para Adultos – Fomento 2015.

Grupo Baque Solto apresenta novo show: “cinematerapiareligiãoecarnaval”

O Pequeno Auditório do Teatro Positivo recebe, nesta segunda-feira (31), às 19 horas, o mais recente show da banda Baque Solto: “cinematerapiareligiãoecarnaval”. O evento, com entrada franca, marca o início da tour que a banda fará por seis cidades do país.
Em “cinematerapiareligiãoecarnaval” o grupo explora uma sonoridade vivaz e atual, resultado da combinação entre música brasileira, pop e rock. É uma música sem rótulos, que propõe misturar ritmos e estilos criando uma atmosfera “neotropicalista contemporânea” e através dessa liberdade, o Baque Solto estabelece sua identidade.
No show “cinematerapiareligiãoecarnaval” estão presentes, além das canções autorais do álbum homônimo, novas composições como: “A fantástica viagem através do autodesconhecimento”, “Até o Sol” e “Maquinada”.
A banda, que está completando onze anos, tem em seu currículo shows em teatros, bares e projetos culturais, prêmios em festivais de música e um compacto independente (2006). Em 2012 lançou seu primeiro álbum “cinematerapiareligiãoecarnaval”, uma alusão à maneira descontraída do grupo de misturar assuntos aparentemente desconexos à primeira vista, mas que acabam ganhando um novo sentido, uma nova interpretação através da justaposição de temas; gerando assim, uma nova perspectiva sobre os conflitos psicológicos da sociedade moderna.
O Baque Solto é um grupo de música autoral que tem como principal característica a fusão de ritmos brasileiros tradicionais com vertentes do rock e do pop.
Além de Curitiba, o show passará por espaços importantes que difundem a música popular brasileira independente nas cidades de Belo Horizonte (Virada Cultural), Maringá, São José dos Pinhais, Salvador (Dominicaos), Rio de Janeiro e São Paulo (Puxadinho da Praça). A tour do grupo pode ser acompanhada através do facebook: baquesolto.
O Projeto foi realizado com o apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba, com incentivo dos grupos Positivo e Volvo.

Mais informações: 3317-3107 ou www.baquesolto.mus.br.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Dot Club promove festa de encerramento do Shot Solidário

Nesse sábado (29), a partir das 22h30, o Dot Club abre as portas por uma boa causa: a campanha Shot Solidário. A noite será de comemoração pelas mais de 2.000 peças de roupas arrecadadas durante toda a campanha, que teve início no mês de maio. Durante a festa, mais agasalhos serão arrecadados para o projeto. Quem colaborar com uma peça de roupa, ganha - em troca - um shot gratuito do club.
Durante a noite de sábado, para esquentar o piano do hotspot, o Dot contará com a apresentação inédita de George Israel, saxofonista do Kid Abelha. O carioca, que também é compositor e violonista da banda desde 1981, mantém carreira solo paralelamente ao projeto com o grupo. Já são 80 canções gravadas, 15 discos com o Kid Abelha, dois prêmios Sharp como compositor, além de 3 discos solos. Canções como “Brasil”, “A Palavra Certa”, “4 Letras” entre outras, já foram gravadas por artistas como Gal Costa, Ney Matogrosso, Herbert Vianna e outros destaques da música brasileira.
Os ingressos para a noite de sábado são vendidos ao preço de R$ 40,00 (masculino) e R$ 20,00 (feminino), porém, o valor está sujeito a alteração sem aviso prévio e conforme lotação do club. As reservas de camarotes e mesas, assim como mais informações sobre a programação, podem ser obtidas pelo telefone: 9901-5800 ou www.facebook.com/pages/Dot-Bar/333401350181117.

Teatro Positivo recebe nova montagem do clássico “Mágico de Oz”

O clássico da literatura mundial chega aos palcos de Curitiba neste final de semana. Com roteiro baseado na obra e livro original de L. Frank Baum, a nova montagem do espetáculo O Mágico de Oz recebeu uma roupagem atualizada e modernos efeitos especiais em 3D. Com realização da Like Entretenimento, no domingo, dia 30 de agosto, “O Grandioso Mágico de Oz - O Musical” tem única apresentação no palco do Teatro Positivo, às 16 horas.
O elenco composto por 16 integrantes, bailarinos, canções interpretadas ao vivo, dá vida ao espetáculo que conta a história de Dorothy, uma garotinha que mora em uma fazenda no Kansas, interior dos EUA. Sempre ao lado de seu cachorrinho Totó, ela vive com os tios Emily e Henry. Um dia, um tornado leva Dorothy e Totó para uma terra mágica e distante, além do arco-íris: a Terra de Oz.
Em Oz, Dorothy conhece o Homem de Lata, o Espantalho e o Leão. Eles ficam amigos e saem em busca do grande Mágico de Oz para realizarem seus desejos e ajudarem Dorothy a voltar para casa. No caminho, encontram-se com a bruxa boa Glinda. E, como em todos os contos, neste também há um vilão, ou melhor, uma vilã: a Bruxa Má do Oeste, que tenta impedir a volta para casa.
A história de Dorothy encanta crianças e adultos do mundo todo há décadas. O primeiro a contá-la foi o escritor L. Frank Baum, autor do livro O Mágico de Oz. Baum certamente não esperava que seu livro fosse se tornar um dos filmes de maior sucesso de todos os tempos. Feito nos Estados Unidos em 1939, este filme imortalizou Dorothy na figura da atriz Judy Garland.
Provas desta redescoberta são a notícia do investimento de mais de US$ 860 milhões na criação de um parque temático em Kansas/EUA e ainda a regravação da música-tema “Over the Rainbow” por artistas de peso, como o lendário guitarrista inglês Eric Clapton.

Os ingressos deste espetáculo variam de R$ 36,00 (meia) a R$ 96,00 (inteira), de acordo com o setor.  Mais informações: 3315-0808 ou www.diskingressos.com.br.

Ensemble do Coro Feminino da Camerata se apresenta neste domingo

As vozes femininas da Camerata Antiqua de Curitiba se preparam para uma apresentação especial neste domingo (30), às 18h30. O concerto que acontece na Capela Santa Maria é o último ensemble dos vocais deste ano e tem o acompanhamento do harpista Hélio Leite e de Clenice Ortigara, ao piano.
O projeto dos ensembles faz parte de uma série especial que acontece na temporada de 2015 da Camerata. Além da subdivisão do grupo para apresentar repertórios clássicos compostos para formações menores, estes concertos ainda contam com um valor e um horário mais acessível. “A ideia é explorar o talento individual dos músicos e, com isso, criar mais um espaço para a música de câmara, possibilitando novos públicos”, explica Janete Andrade, coordenadora de Música Erudita da Fundação Cultural de Curitiba.
O programa transita poeticamente por alguns aspectos da vida no que diz respeito à natureza, o ser humano e suas vivências. Para isso, composições do inglês Gustav Theodore Holst (1874-1934) abrem o concerto, fazendo as vozes do coro feminino em harmonia com a harpa apoiarem o canto suave de "Hymn to the Dawn", a assinatura de tempo incomum que é empregada em "Hymn to the Waters" e a delicadeza de "Hymn to Vena”.
Destaque ainda para a obra escolhida para finalizar a apresentação, a intensa "Apocalipse" ou “Revelation”, de Z. Randall Stroope. A obra é um trabalho dramático que anuncia uma seqüência de eventos com base no texto do Apocalipse, o último livro da Bíblia cristã. Também são esperadas obras de Villa-Lobos (1887-1959), Llibre Vermell de Montserrat (século XIV), Daniel E. Gawthrop (1949), Francis Poulenc(1899-1963), entre outros.
Esta apresentação do Ensemble Vocal Feminino tem ingressos custando R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia).

Secretaria da Cultura do Paraná abre cadastramento para agentes de leitura

A Secretaria de Estado da Cultura (SEEC) deu início nesta quinta-feira, dia 27 de agosto, ao cadastramento de pessoas interessadas em atuar no programa Agentes de Leitura do Paraná, que tem como objetivo facilitar o acesso ao livro e incentivar a leitura entre crianças e adolescentes. Os agentes vão atuar nas quatro cidades escolhidas para receber o projeto: Apucarana, Foz do Iguaçu, Paranaguá e Pinhais. O edital e o passo a passo para o cadastramento estão disponíveis no site www.cultura.pr.gov.br.
No total, serão 80 agentes de leitura selecionados, 20 para cada cidade, e quatro agentes articuladores, um por município. Os agentes de leitura deverão atender crianças e adolescentes, semanalmente, em bibliotecas públicas municipais e em outros espaços públicos como CRAS, CREAS, Associação de Moradores e Bibliotecas Comunitárias. A programação é definida pelos agentes articuladores, que atuam como supervisores do projeto.
Nesses espaços serão realizadas atividades como rodas de leitura, contação de histórias, oficinas de leitura e poesia, mediação de leitura, entre outras. Cada município recebe um acervo de mil livros, que serão utilizados nos atendimentos feitos pelos agentes. Ao término do projeto, os livros serão doados aos municípios que sediaram as ações.

Requisitos - Podem participar como agentes de leitura jovens a partir de 18 anos de idade, que estejam cursando ensino superior nas áreas de Ciências Humanas, Ciências Sociais Aplicadas e Linguística, Letras ou Artes. Para agente articulador, o interessado deve comprovar a conclusão da graduação nas áreas acima citadas, preferencialmente em Letras ou em Pedagogia. Para ambos é necessário apresentar, conforme descrito em edital, uma carta de aptidão do município, comprovando a habilidade dos interessados em exercer o papel de agente de leitura e articulador.

Agentes de Leitura do Paraná - O projeto Agentes de Leitura do Paraná é uma realização da Secretaria de Estado da Cultura e da Biblioteca Pública do Paraná em parceria com a Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Programa Família Paranaense) e apoio do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA). Os recursos são provenientes do Fundo para a Infância e Adolescência do Paraná (FIA).
A ação está inserida nas diretrizes do Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura do Paraná (PELLL), que promove a continuidade de projetos de leitura, por meio de parcerias entre a SEEC, demais órgãos do Estado e instituições da sociedade civil.

Galeria Centro Europeu recebe a mostra fotográfica “Universo Neon”

Até dia 17 de setembro, a Galeria Centro Europeu, em Curitiba (PR), vai sediar a exposição “Universo Neon”, do premiado fotógrafo capixaba Hid Saib. Composta por 12 imagens, a mostra traz toda a técnica de Saib na produção de fotografia artística que une pintura facial e criatividade com as cores, potencializadas pelo brilho e pela magia do neon.
Natural do Espirito Santo, Hid Saib é um dos grandes nomes da fotografia publicitária e artística no Brasil. O profissional é formado em Comunicação Social e possui pós-graduação em "Fotografia: O discurso da Imagem". Com vasta experiência no segmento, Hid Saib tem seu trabalho reconhecido internacionalmente, sendo destacado, inclusive, pelo tradicional jornal inglês Daily Mail.
Além disso, as fotografias do capixaba já ganharam espaço especial em diversos veículos de grande porte, entre eles ABC News, O Estado de São Paulo e The Telegraph.
A mostra “Universo Neon” poderá ser visitada na Galeria Centro Europeu, localizada no Shopping Crystal (Rua Comendador Araújo, 731 – Piso L4), de segunda a sábado, das 8h às 22h30, e aos domingos, das 14h às 20h. A entrada para a exposição é gratuita. Mais informações pelo telefone 3026-6669 ou no site www.centroeuropeu.com.br.

Seminário debate legislação e proteção ao patrimônio cultural

A Fundação Cultural de Curitiba promove na segunda-feira (31), no Auditório Londrina, do Memorial de Curitiba, o Seminário Legislação e Patrimônio. O evento pretende colocar em discussão importantes aspectos da proposta de Lei de Proteção ao Patrimônio Cultural encaminhada para a Câmara Municipal de Curitiba em janeiro deste ano.
Entre os temas que serão debatidos por especialistas convidados estão a preservação do patrimônio histórico urbano, tombamento na esfera municipal e a gestão de sítios históricos. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo e-mail seminariodepatrimonio@fcc.curitiba.pr.gov.br.

Projeto de lei - A proposta da lei de Proteção do Patrimônio Cultural de Curitiba, que tramita na Câmara Municipal, entre outros pontos cria instrumentos fiscais que vão permitir a preservação do patrimônio cultural, como a utilização do patrimônio construtivo, que poderá ser renovado a cada 15 anos, mediante a boa conservação ou apresentação de alvará de restauro do imóvel de valor cultural, histórico ou arquitetônico.
Outros incentivos de preservação são a redução de Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), o enquadramento em leis de incentivo à cultura e parcerias entre poder público e a iniciativa privada. Ainda cria o Conselho Municipal do Patrimônio Cultural e institui o Fundo de Proteção ao Patrimônio Cultural (Funpac).
Aproximadamente 600 imóveis são hoje considerados de interesse de preservação e estariam enquadrados com a aprovação da lei.
No projeto, elaborado por equipes da Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Fundação Cultural de Curitiba, Secretaria Municipal de Urbanismo e Procuradoria Geral do Município, são regulamentados os instrumentos de proteção ao patrimônio cultural, dentre eles o inventário, o tombamento, o registro e a vigilância.
No projeto, são estabelecidas regras de fiscalização, procedimento administrativo e penalidades para dar condições de efetivo cumprimento e acompanhamento das medidas de preservação previstas. O foco está na conscientização da importância da proteção do patrimônio, criando controle compartilhado na fiscalização com a colaboração da população através do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural.
A proposta também cria as chamadas medidas alternativas para o cumprimento da lei, como a possibilidade da apresentação de plano de trabalho pelo proprietário do bem protegido, concedendo-lhe prazo para que promova o restauro na hipótese de iminente dificuldade financeira.

PROGRAMAÇÃO

14h - Abertura

14h15
Preservação do Patrimônio Cultural Urbano: novas perspectivas com o Estatuto das Cidades - Prof.ª Dr.ª Sônia Rabello de Castro (Professora do Lincoln Institute of Land Policy (Mass. EUA) e do Programa de Mestrado Profissional do IPHAN/PEP; presidente da FAM-RIO – Federação das Associações de Moradores da Cidade do Rio de Janeiro).

15h
Tombamentos na esfera municipal: protegendo experiências sociais plurais
Prof. Dr. Paulo César Garcez Marins Docente do Museu Paulista da USP e dos Programas de Pós-Graduação em Museologia e em Arquitetura e Urbanismo da USP

15h45
Gestão de Sítios Históricos – Desafios contemporâneos e responsabilidade coletiva - Prof. Dr.ª Natália Miranda Vieira-de-Araújo (Coordenadora Mestrado Profissional em Arquitetura, Proj e Meio Ambiente DARQ-PPGAU-UFRN)


Coordenação da Mesa e Mediação: Prof. Dr.ª Maria da Graça Rodrigues Santos (Coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo da UP).

Em turnê nacional, Dani Black faz show no Paiol

Um dos principais nomes da nova geração da MPB, o cantor e compositor Dani Black apresenta-se neste domingo (30), às 20h, no Teatro do Paiol. O compositor está em turnê pelo Brasil para lançar o seu segundo álbum, “Dilúvio”, com canções autorais que registram sua identidade com a música pop e conceitual.
O disco de canções autorais conta com a participação de Milton Nascimento. No show, acompanhado pelos músicos Zé Godoy (piano e teclados) e Sandro Moreno (bateria), Dani Black interpreta também suas já consagradas canções como “Linha Tênue”, “Aurora”, “Só Sorriso”, “Miragem” e “Deixa o Barco Ir”.
O artista já foi gravado por Ney Matogrosso, Maria Gadu, Elba Ramalho, Pedro Mariano, Bruna Caram e 5 a Seco. Suas músicas fizeram parte da trilha musical de novelas como “Flor do Caribe” e “7 Vidas”, da Rede Globo. Realizou de 2012 a 2014 turnês pelo Brasil, Argentina e Europa, em show ao lado de Chico César, como participação especial, após gravar o DVD “Aos Vivos Agora”, do renomado artista.
Dani Black vem chamando a atenção do público e da crítica com sua voz marcante, carisma e performance vigorosa de um exímio violonista e guitarrista. Foi vencedor de diversos festivais em que concorreu com suas composições. Fundou o grupo 5 a Seco e participou de sua formação até 2012. Gravou seu primeiro CD solo no mesmo ano, lançando-o pelo Brasil em shows que contaram com as participações de Zélia Duncan, Chico César, Maria Gadú, Paulinho Moska e Mariana Aydar.

Os ingressos para a apresentação de Dani Black custam R$ 40,00 e R$ 20,00 (meia).

Bosque do Papa terá festa em homenagem à padroeira da Polônia

O Memorial da Imigração Polonesa será palco neste domingo (30) da celebração em homenagem a Nossa Senhora de Czestochowa. A programação começa às 11h, com almoço típico e venda de produtos da comunidade polonesa. A missa em louvor à padroeira da Polônia será às 14h, oficiada pelo padre provincial da Sociedade de Cristo, Kazimierz Dlugosz.
A festividade contará com a participação do Grupo Vocal e Instrumental Wolosatki, da Universidade Tecnológica de Kielce, da Polônia, que ofertou ao Memorial Polonês uma pintura do Santo Papa João Paulo II. Outras atrações são o grupo folclórico polonês Wisla e o Madrigal Chanson.

Programação:

11h – Quiosques com produtos típicos da culinária polonesa

13h30 – Abertura com a Banda Lyra Curitibana.

14h – Missa em louvor a Nossa Senhora de Czestochowa, oficiada pelo padre provincial da Sociedade de Cristo, Kazimierz Dlugosz, com acompanhamento do Coral Wolosatki, da Polônia. Homenagem ao Santo Padre Papa João Paulo II – Pintura ofertada pela Universidade Tecnológica de Kielce, Polônia, ao Memorial João Paulo II

15h – Concerto com o Grupo Vocal e Instrumental Wolosatki da Universidade Tecnológica de Kielce, Polônia.

16h – Grupo Folclórico Polonês do Paraná Wisla.

17h – Madrigal Chanson, com o espetáculo "Em Cantos do Mundo”.

Muitas estreias nos cinemas, mas o destaque é o novo filme de Woody Allen

Pitadas de drama, comédia e suspense formam o mosaico de “Homem Irracional”, o aguardado novo filme de Woody Allen. Junto chegam os dramas nacionais “Que Horas Ela Volta?” e “O Último Cine Drive-in”, o terror “A Corrente do Mal”, o documentário “Dior e Eu”, a comédia “Ted 2”, o drama futurista “Expresso do Amanhã” e o violento “Hitman: Agente 47”.
Continuam em exibição “Missão Impossível: Nação Secreta”, “A Dama Dourada”, “Gemma Bovery: A Vida Imita a Arte”, “Quarteto Fantástico”, “Que Mal eu Fiz a Deus?”, “Obra”, “Sexo, Amor e Terapia” e “Sobre Amigos, Amor e Vinho”. Para as crianças, “O Pequeno Príncipe”, “Minions” e “Divertida Mente”. Dois clássicos com sessões especiais: “A Doce Vida”, no Itau Cinemas, e “Os Intocáveis”, no Cinemark. E temos uma pré-estreia: o drama francês “Diário de uma Camareira”, de Benoit Jacquot.

CORRENTE DO MAL - Terror escrito e dirigido pelo estreante David Robert Mitchell e estrelado pelos pouco conhecidos Keir Gilchrist, Carollette Phillips e Loren Bass. A trama gira ao redor de Jay, jovem que leva uma vida tranquila para uma garota de sua idade. Tudo muda quando, após uma transa, o garoto com quem passou a noite explica que ele carregava no corpo uma força maligna, transmissível às pessoas apenas pelo sexo. Jay tem a decisão de carregar esta sina consigo, ou passá-la adiante. Enquanto isso, a jovem começa a ser perseguida por figuras estranhas que tentam matá-la, e que não podem ser vistas por mais ninguém. Jay enfrenta um dilema: como explicar o caso às pessoas ao redor, e como interromper esta corrente?
Indicação etária: 14 anos

DIOR E EU - Documentário francês assinado por Frédéric Tcheng que mostra o que existe por trás dos manequins da primeira coleção de alta costura do estilista Raf Simon para a marca Dior. Com pleno acesso ao dia a dia da equipe, concedido pelo estilista em seu primeiro ano como diretor de arte da marca, as câmeras puderam retratar as pressões e agitações de uma das maiores representações do mundo da moda. Jennifer Lawrence, Marion Cotillard, Sharon Stone e Isabelle Hupert têm participações especiais.
Indicação etária: Livre

EXPRESSO DO AMANHÃ - Uma rara produção entre Coréia do Sul, França, Eua e República Tcheca dirigida por Joon-ho Bong (“O Hospedeiro”) e com um elenco de primeira: Chris Evans, Jamie Bell, Tilda Swinton, Ed Harris e John Hurt. Quando um experimento para impedir o aquecimento global falha, uma nova era do gelo toma conta do planeta Terra. Os únicos sobreviventes estão a bordo de uma imensa máquina chamada Snowpiercer. Lá, os mais pobres vivem em condições terríveis, enquanto a classe rica é repleta de pessoas que se comportam como reis. Até o dia em que um dos miseráveis resolve mudar o status quo, descobrindo todos os segredos deste intrincado maquinário.
Indicação etária: 16 anos

HITMAN: AGENTE 47 - O filme do diretor polonês estreante Aleksander Bach conta a história de um assassino de elite geneticamente modificado criado para ser a máquina de matar perfeita. Agora, ele precisa caçar uma megaoperação que pretende usar o segredo de sua criação para a formação de um exército imbatível. Ao juntar forças com uma misteriosa jovem, que pode ser o diferencial para o sucesso desta missão, ele vai descobrir segredos de sua origem em uma batalha contra seu maior inimigo. Rupert Friend, Zachary Quinto e Hannah Ware estão à frente do elenco.
Indicação etária: 16 anos

HOMEM IRRACIONAL - Um pouco de drama, comédia e suspense neste novo filme de Woody Allen (“Meia-Noite em Paris”) que conta com um elenco de alto nível: Emma Stone, Joaquin Phoenix, Parker Posey, Jamie Blackley, Meredith Hagner e Ethan Phillips. Em crise existencial, o professor de filosofia Abe Lucas chega para lecionar em uma pequena cidade dos Estados e Unidos. Logo uma de suas alunas, Jill, se aproxima dele devido ao fascínio que sente pelo seu intelecto, além da tristeza que sempre carrega consigo. Simultaneamente, ele é alvo de Rita, uma professora casada que tenta ter um caso com ele. A vida começa a melhorar para Abe quando, numa ida à lanchonete com Jill, ouve a conversa de uma desconhecida sobre a perda da guarda do filho devido à uma decisão do juiz Spangler. Abe logo começa a idealizar o assassinato de Spangler e como, por ser um completo desconhecido, jamais seria descoberto.
Indicação etária: 14 anos

O ÚLTIMO CINE DRIVE-IN - Drama nacional que marca a estreia na direção de Iberê Carvalho e estrelado por Othon Bastos, Breno Nina, Rita Assemary, Chico Sant'Anna e Fernanda Rocha, O jovem Marlombrando se vê obrigado a voltar à Brasília, sua cidade de natal, devido à doença de sua mãe, Fátima. Lá, ele vai reencontrar seu pai, Almeida, dono do Cine Drive-in, há 37 anos. Ele insiste em manter vivo o cinema, mesmo não atraindo mais espectadores como na década de 70. Para isso, conta com a ajuda de apenas dois funcionários: Paula, que cuida da projeção e da lanchonete; e José, um velho amigo de Almeida, que ajuda a vender ingressos no caixa e da limpeza do local. Com a ameaça de demolição do Cine Drive-in e o agravamento da doença de Fátima, pai e filho vão ter que se unir e tentar reviver o passado.
Indicação etária: 12 anos

QUE HORAS ELA VOLTA? - Drama nacional assinado por Anna Muylaert (“Durval Discos”) e com Regina Casé à frente do elenco. A pernambucana Val se mudou para São Paulo a fim de dar melhores condições de vida para sua filha Jéssica. Com muito receio, ela deixou e a menina no interior de Pernambuco para ser babá de Fabinho, morando integralmente na casa de seus patrões. Treze anos depois, quando o menino vai prestar vestibular, Jéssica lhe telefona, pedindo ajuda para ir à São Paulo, no intuito de prestar a mesma prova. Os chefes de Val recebem a menina de braços abertos, só que quando ela deixa de seguir certo protocolo, circulando livremente, como não deveria, a situação se complica. Camila Márdila, Michel Joelsas, Karine Teles e Lourenço Mutarelli completam o elenco.
Indicação etária: 14 anos

TED 2 - Segunda aventura do urso de pelúcia que agitou as telas em 2012. Agora, completamente apaixonado, o ursinho decide oficializar a sua união com Tami-Lynn. Como já era de se esperar, no entanto, não demora muito para que o casal entre em crise. Querendo evitar um possível divórcio, Ted resolve ter um filho. Tami-Lynn logo fica empolgada com a ideia, o que faz com que o casal inicie uma busca sobre quem poderia ser o doador de esperma ideal para o bebê. Seu grande amigo John o ajuda na tarefa, mas logo Ted descobre que não pode ter um filho porque, legalmente, ele não é uma pessoa, e sim uma propriedade. Começa aí uma batalha judicial em que o urso de pelúcia tenta provar que merece ser considerado um cidadão como qualquer outro ser humano. O filme é novamente dirigido por Seth MacFarlane, que também está no elenco ao lado de Mark Wahlbert, Amanda Seyfred, Jessica Barth e Giovanni Ribisi.
Indicação etária: 16 anos

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Museu da Imagem e do Som do Paraná promove a estreia do filme "Dias de Trovão"

Nesta sexta-feira (28), às 20h, no Auditório Poty Lazzarotto do Museu Oscar Niemeyer, ocorre a estreia do filme "Dias de Trovão", dirigido por Alexandre Rafael Garcia, com roteiro de Wellington Sari. A sessão faz parte da série "MIS no MON", evento que promove a estreia de filmes produzidos no Paraná e inéditos em Curitiba. A sessão tem entrada gratuita e a classificação indicativa é livre.
Com duração de 44 minutos, o filme é o trabalho mais recente da produtora paranaense O Quadro, que tem se especializado em obras cinematográficas infanto-juvenis com trabalhos premiados e selecionados para diversos festivais e mostras de cinema. Entre os destaques da produção está o trabalho do jovem ator curitibano Gustavo Piaskoski, que atualmente integra o elenco da novela da Rede Globo "I Love Paraisópolis", e a finalização de som feita por Alexandre Rogoski, responsável também pelo som de um dos filmes selecionados para o próximo Festival de Veneza.
O filme mostra a história de Eric, garoto apaixonado pela melhor amiga, Eduarda, mas que perde o amor da moça para Michel. Entretanto, em uma competição de kart, Eric tem a chance de superar o adversário. Uma mistura de amor e velocidade e amor pela velocidade.

Ficha técnica

Elenco: Gustavo Piaskoski, Bruna Roveda, João Maurílio, Wellington Sari, Jean Guilherme Filho, Pedro Gaeta, Izabela Cruz e Pâmela Branchi

Direção: Alexandre Rafael Garcia

Roteiro e produção: Wellington Sari

Produção executiva: Anderson Simão

Produção: Evandro Scorsin

Montagem e assistência de direção: Christopher Faust

Direção de fotografia: Daniel Florencio

Direção de arte: Wildebrand S. Loyola

Finalização de som: Alexandre Rogoski
O Cine Guarani, no Portão Cultural, exibe nesta sexta-feira (28) uma programação voltada para a música eletrônica e o rock nacional dos anos 1990. Na programação especial, em virtude do evento Rio Music Conference, o espaço exibe os filmes “Theremin: Uma Odisséia Eletrônica” (17h), “Moog” (19h) e “Sem Dentes: O Banguela Records e a Turma de 1994” (21h).
Com curadoria do jornalista Ramiro Pissetti, o Cine RMC também promove, na sexta-feira às 20h30, um bate-papo com o jornalista Abonico Smith e o guitarrista da banda O Rappa, Xandão Menezes. Os ingressos custam R$ 10,00 e R$ 5,00.

Geração 90 - Dirigido pelo jornalista e escritor Ricardo Alexandre (foto), "Sem dentes: Banguela Records e a Turma de 94" conta a história de um ano muito especial para o pop nacional: foi em 1994 que os Raimundos e Chico Science & Nação Zumbi estrearam, foi o ano em que o Skank, recém-chegado do circuito independente, lançou o álbum Calango para mais de um milhão de compradores, o ano da consagração de festivais como Juntatribo, Superdemo e Abril pro Rock, o ano em que revistas e fanzines, programas de rádio e televisão construíram uma cena renovada e forte, o ano em que bandas como Mundo Livre S/A, Planet Hemp e Pato Fu entraram em estúdio para marcar para sempre a história do pop brasileiro. Sem dentes, pela primeira vez, trata toda essa movimentação incrível com olhar histórico.
O eixo central do filme, como seu nome diz, é a história do Banguela Records, um selo independente criado pelos Titãs ao lado do produtor Carlos Eduardo Miranda, com financiamento e distribuição da gravadora Warner Music.
O filme começou a ser rodado no início de 2014, e para ele foram feitas mais de 20 entrevistas com músicos, produtores, jornalistas e vários personagens que construíram a história do selo e da geração do início dos anos 90. Imagens raras e inéditas misturam-se a vídeos clássicos compondo um mosaico revelador, divertido, informativo e emocionante.

Vicentina chega à sua 10ª edição movimentando arte, moda e design curitibanos

Comemorando a sua décima edição, o evento Vicentina mostra sua força e segue agitando a Rua Vicente Machado com o melhor da moda, design música e gastronomia locais. Dessa vez, o evento ocorre nos dias 29 (das 10 às 21h) e 30 de agosto das 14 às 21h).
Durante os dois dias, as lojas Arad, Tristano e Ateliê Luis Lopes abrem seus espaços para novos designers, estilistas, artistas e marcas locais, que vão expor e comercializar moda, design e acessórios. Nesta edição, participam do evento como expositores as marcas Apuê, Arad Tailored Jeans, Barista Coffee Bar, EnTorno, Feito a Mãe, W. Ritzdorf, GuerraGalas, Jacu, MaMavie, Midalia, Noiga, Ovelha Negra Underwear, Pine AX e Sapatilha Colorida.
O Vicentina conta ainda com outros estabelecimentos de rua participantes, como o Pizza, que oferece o melhor da gastronomia, muita cerveja e chope gelado, diversas atrações musicais, e ainda vai montar “parklets” (ou vagas vivas) na Avenida. Os parklets são uma forma de utilizar com maior democracia o espaço urbano, destinando parte do espaço que era usado como estacionamento, para a instalação de bancos, floreiras e mesas, ou seja, espaços de convivência, sem retirar o espaço dos carros.
A Boiler Galeria e o Ateliê Luis Lopes abrem seus acervos de arte para o público. No sábado, a Boiler ainda terá apresentações de jazz ao vivo, uma sessão de cine “clandestino” e uma instalação artística do grupo “Dois.
O Vicentina foi criado pela marca Arad para incentivar a economia criativa e valorizar a produção de designers, marcas e artistas com trabalhos autorais locais. De acordo com o designer e idealizador do evento, Roberto Arad, o objetivo é atrair um público que busca estilo e exclusividade: “O Vicentina é uma opção de consumo para quem deseja a diferenciação, mas é também uma ótima oportunidade para conhecer novos criadores, trocar ideias, confraternizar ou simplesmente tomar um drink e se divertir”, explica.

Apresentações musicais:

Sábado – 29/08
16h – Lindberg Hotel – Arad
17h – Nomad Magush – Pizza
17h Jazz Unplugged – Boiler
18h – She Is Dead – Arad
19h – Cabes – Pizza

Domingo – 29/08
16h – April 7th – Arad
17h – Samuríndios – Pizza
18h – The Shorts – Arad
19h – Luis Cilho – Pizza

Cinema
Sábado 29/08
19h – Cine Clandestino – Boiler Galeria

Apoio: Agência Cupola, Luma Produções, Ontwerp e Som e Furia Records

Crystal Sessions recebe Ronnie Blues Trio

O blues irá envolver o público na edição de agosto do Crystal Sessions, tradicional projeto musical do Shopping Crystal. O Ronnie Blues Trio comandará o show que será realizado neste sábado (29), às 18h30, no piso L2. O trio é formado pelo músico Ronnie Panzone, responsável pela guitarra e vocal, pelo baixista Rodrigo Canales e pelo baterista Lucas Schroeder Rossi.
O Ronnie Blues Trio tem como base a amizade de mais de 25 anos entre Panzone e Canales. A relação, fortalecida pela música, resultou no projeto Ronnie Blues Trio, que ficou completo com a vitalidade e musicalidade de Rossi. Os músicos, entrosados graças ao trabalho conjunto em outros projetos, foram unidos pelo companheirismo e sobem ao palco para fazer música inspirados pelo momento e seguros por sua experiência.
O repertório para o show do Crystal Sessions contará com músicas do rock e do pop, todas com uma linguagem voltada para o blues. “Nós buscamos tocar canções de outros gêneros aproximando-as do blues e, ao mesmo tempo, dar um ritmo para que as pessoas dancem e se divirtam. Queremos que o público veja que as músicas já conhecidas podem ser tocadas de outra maneira”, ressalta Canales.
Mais informações: 3883-3000 / facebook.com/shoppingcrystal ou www.shoppingcrystal.com.br.

Gabriel, o Pensador em show especial no sábado do +55

O cantor Gabriel, o Pensador é o convidado deste sábado (29) no bar +55. De volta à casa após o sucesso de sua estreia no palco do bar, no primeiro semestre, ele retorna para apresentar seus maiores hits, desde “Cachimbo da Paz” até “2345meia78”. Faixas do último disco, “Sem Crise”, também fazem parte do repertório.
Em mais de 20 anos de carreira, Gabriel, o Pensador apostou em suas rimas rápidas com espaço para poesia urbana e crítica social, numa mescla entre a música popular e o rap nacional. Após uma polêmica com a canção “Tô Feliz (Matei o Presidente)”, quando Fernando Collor ocupava tal cargo, Gabriel lança seu primeiro disco em 1993, com participações de peso como Martinho da Vila, Toni Garrido e Zeca Baleiro. “LôraBúrra” e “Retrato de um Playboy” dominaram as rádios e TVs do país na época, consolidando desde cedo sua carreira.
Abriu um show do U2 no Brasil, sendo escolhido pela própria banda irlandesa, e faz uma turnê em Portugal, estendendo seu reconhecimento. O Pensador fez, ainda no fim dos anos 90, novas parcerias consagradas, com Evandro Mesquita em “Festa da Música Tupiniquim” e Lulu Santos em “Cachimbo da Paz”. Após um DVD de dez anos, em 2003, dedicou-se a projetos paralelos, como livros e um disco infantil. O disco “Sem Crise” retoma suas canções de questionamento social e muita criatividade, incluindo “Surfista Solitário”, parceria com Jorge Ben Jor.
Reservas e mais informações sobre o evento, podem ser obtidas através do telefone 3322-0900 ou do site www.cincocinco.com.br. A noite tem abertura dos DJs residentes Murillo Mongelo e Schasko com muito soul e hip hop, a partir das 19h30, e encerramento com DJ Flem. Gabriel se apresenta à meia-noite e meia. O +55 está situado na rua Vicente Machado, 866, Batel.

“Relações Aparentes” tem única apresentação no Positivo

Depois do estrondoso sucesso na Broadway, em Londres, no Rio de Janeiro e em São Paulo, chega a Curitiba a peça “Relações Aparentes”, que marca o retorno de Vera Fischer aos palcos. Após 17 anos, a atriz está de volta à cena ao lado dos atores Tato Gabus Mendes, Michel Blois e Anna Sophia Folch, numa das principais comédias do mundialmente aclamado Alan Ayckbourn, um dos grandes nomes do teatro contemporâneo, com direção de Ary Coslov e Edson Fieschi. Com realização da Like Entretenimento, a apresentação inédita acontece apenas neste sábado (29), no palco do Teatro Positivo – Grande Auditório, às 21h15.
Com mais de 70 textos escritos e encenados em mais de 35 países, Alan Ayckbourn pode ser considerado um dos grandes dramaturgos da atualidade. As relações humanas são o principal tema de trabalho, como acontece em “Relações Aparentes”. O autor inglês, dono de uma poderosa e requintada carpintaria teatral, é capaz de comunicar com todas as plateias do mundo através de diálogos repletos de significados e humor, está entre os mais produzidos no mundo.
Ayckbourn consagrou sua carreira com “Relações Aparentes”, texto que arrematou os mais importantes prêmios do teatro inglês e na Broadway, e que atualmente é um dos maiores sucessos da temporada inglesa, em cartaz há três anos. A adaptação brasileira reúne alguns dos maiores talentos do cenário teatral do país.
A história narra os desencontros vividos entre dois casais. Greg desconfia que sua esposa, Ginny, está o traindo e decide ir atrás dela em uma viagem para supostamente visitar seus pais. Na verdade, a jovem está realmente indo visitar Philip, seu amante e um homem bem mais velho, para dar um fim ao relacionamento. Greg segue até a casa do rival e, ao vê-lo com sua esposa Sheila, acaba realmente acreditando que são seus sogros, o que gera desdobramentos surpreendentes. O casal mais novo é vivido por Michel Blois e Anna Sophia Folch. Tatu Gabus Mendes retorna no papel de Philip, enquanto Vera interpreta magistralmente Sheila.
Apesar de Ayckbourn ser pouco conhecido no Brasil, essa não é a primeira adaptação para os palcos de “Relações Aparentes”. O texto foi montado em 1968 e apresentado no Teatro Copacabana. O elenco composto na época por Paulo Gracindo, Tarcísio Meira, Glória Menezes e Yara Cortes era dirigido por João Bethencourt.

Indicado para maiores de 10 anos, “Relações Aparentes” tem ingressos que variam de R$ 36,00 (meia) a R$ 126,00, de acordo com o setor do teatro. Mais informações: 3315-0808 / 3317-3283 ou www.diskingressos.com.br.

Curupira encerra temporada do II Festival de Teatro Infantil

Habitante das florestas, protetor de sua flora e fauna contra os caçadores, o menino ruivo, com os pés ao avesso e calcanhares para frente, o Curupira encerra neste final de semana a temporada 2015 do “II Festival de Teatro Infantil – Brinque, Lendas Brasileiras”, que fez sua estreia em março em Curitiba. Com realização do Ministério da Cultura, apresentação da Montenegro Produções Culturais e apoio do Hospital Pequeno Príncipe, a lenda ganha uma versão inédita com o espetáculo “Uma História do Curupira”, através da Mataveri Produções Culturais e Cia Pé no Palco. As apresentações do musical infantil acontecem neste sábado e domingo, dias 29 e 30 de agosto, no Teatro Bom Jesus (rua 24 de Maio, 135), às 16h. Toda a renda da bilheteria será doada ao Hospital Pequeno Príncipe.
A montagem, que leva Fátima Ortiz e Rosy Greca ao mesmo palco após um hiato de dez anos, visita os principais contos lendários da Amazônia, resgata a contação de histórias, prima pela linguagem simples e brinca com o público. O enredo envolve as pessoas e aguça o pensar e a conscientização sobre o futuro do meio ambiente. Enquanto semeia flores para alegrar a natureza, Curupira surpreende os atores com suas peraltices. “É uma grande honra encerrar o festival com Fátima e Rosy dividindo o mesmo palco. O resultado mostra o quanto as equipes de produção e criação artística estão integradas no propósito maior desse projeto, em formar platéias mais críticas e conscientes do seu papel na sociedade", destaca Carolina Montenegro, diretora da Montenegro Produções Culturais.
A segunda edição do “Festival Brinque – Lendas Brasileiras” contou com seis montagens inéditas e reuniu um público estimado em mais de 5 mil pessoas. Contações de histórias e apresentações exclusivas aos alunos da Associação Eunice Weaver também integraram a programação do projeto, que retorna em 2016 com o “II Festival de Teatro Infantil – Era uma Vez…Eram duas…Eram três”.

A lenda - O Curupira é uma lenda amazônica, que  revela a relação dos índios brasileiros com a natureza, indicando que  não é uma relação de exploração, de uso indiscriminado dos  recursos naturais, mas de respeito pela vida. Ele é  o protetor daqueles que sabem se relacionar com a natureza, utilizando-a apenas para a sua sobrevivência.
Reza a lenda, que o homem que derruba árvores para construir sua casa e seus utensílios, ou ainda, para fazer o seu roçado e caçar apenas para alimentar-se, tem a proteção do Curupira. Mas aqueles que derrubam a mata sem necessidade, os que caçam indiscriminadamente, estes têm no Curupira um terrível inimigo e acabam caindo em suas armadilhas.
Curupira é o guardião das florestas e dos animais. Possui traços de índio, cabelo de fogo e os pés virados para trás. Dizem que possui o dom de ficar invisível. Para se vingar dos predadores  o Curupira se transforma em caça.
Pode ser uma paca, onça ou qualquer outro bicho que atraia os caçadores para o meio da floresta, fazendo-o perder a noção de seu rumo e ficar dando voltas no mato, retornando sempre ao mesmo lugar.  Outra forma de atingir os maus caçadores é fazendo com que sua arma não funcione ou fique incapaz de acertar qualquer tipo de alvo, principalmente a caça.

Livre para todas as idades, “Uma História do Curupira” tem ingressos custando R$ 16,00 (inteira) e R$ 11,00 (meia). Mais informações: 3315-0808 / 2105-4034 ou www.diskingressos.com.br.