segunda-feira, 30 de maio de 2011

Luciano Ducci anuncia nova presidente da Fundação Cultural

O prefeito Luciano Ducci anunciou nesta segunda-feira (30) que a publicitária Roberta Storelli será a nova presidente da Fundação Cultural de Curitiba. Roberta substituirá a Maria Christina de Andrade Vieira, que pediu afastamento por motivos de ordem pessoal.
"Maria Christina fez um excelente trabalho à frente da Fundação Cultural e só temos a agradecer pelo seu empenho enquanto esteve em nossa equipe", disse Luciano Ducci. "Tenho certeza que, com Roberta Storelli e com o ótimo quadro funcional da Fundação, a política cultural do Município continuará avançando".
Roberta Storelli é atualmente diretora artística da Rádio e TV Educativa é-Paraná, do Governo do Estado. De 2006 a 2011, ela foi diretora de marketing da Prefeitura de Curitiba.
De 2005 a 2009, Roberta Storelli fez parte de diversas comissões julgadoras de editais do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, da Fundação Cultural.
Na área publicitária, Roberta Storelli trabalhou em diversas agências de Curitiba, como Get, Mercer e Opus Multipla. Roberta nasceu em São Paulo, em 1971, mas foi criada em Curitiba. Roberta tem MBA em Marketing pelo ISAE/FGV.
Roberta Storelli convidou o servidor de carreira da Fundação Cultural José Roberto Lança, o Beto Lanza, para ser superintendente. Beto Lanza ocupa atualmente o cargo de diretor de Planejamento da Fundação.

FCC promove ciclo de leitura sobre o Tropicalismo

A Fundação Cultural de Curitiba promove a partir desta semana um ciclo especial de leitura sobre o Tropicalismo, um dos movimentos mais criativos e abrangentes da arte e da cultura brasileira no século 20.
O ciclo “Tropicália – Leituras do Movimento”, sob a orientação da escritora Monica Berger, será realizado às terças-feiras, das 14h30 às 16h30, na Casa da Leitura Augusto Stresser, parque São Lourenço, e às quartas-feiras, no mesmo horário, na Casa da Leitura Dario Vellozo, praça Garibaldi, 7.
Num total de 20 encontros semanais, os participantes vão conhecer o panorama em que se deu o movimento, de acordo com a ordem cronológica dos acontecimentos que antecederam e sucederam à explosão do Tropicalismo no Brasil.
Serão feitas leituras de textos críticos (reportagens e entrevistas) e teóricos (ensaios), de trechos de peças teatrais e das letras das canções. Também serão exibidos vídeos e filmes.
De acordo com Monica Berger é possível dividir o movimento em três fases, que se subdividem nas áreas artísticas que pontuaram sua expressão no teatro, na música, nas artes plásticas, nas artes gráficas e no cinema.
Serão apresentados o pensamento filosófico, artístico e comportamental de seus principais expoentes, em contraste com o contexto político, social e econômico do país.
Especialista em Literatura e Linguística, Monica Berger é formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná e pela Universidade Federal de Ouro Preto. Tem alguns de seus poemas publicados pela revista Coyote, nas revistas eletrônicas Germina Literatura e Zunái. Recentemente lançou seu livro O Devorador de Quimeras.

Projeto na Câmara dos Deputados proíbe concursos e vestibulares aos sábados

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 605/11, do deputado Weliton Prado (PT-MG), que proíbe a realização de concursos públicos e vestibulares aos sábados.
O autor da proposta argumenta que o sábado é o principal dia de culto religioso de muitos brasileiros. Segundo ele, alguns candidatos têm recorrido ao Judiciário para tentar impugnar os editais e mudar o horário das provas.
Essa situação atenta contra o princípio constitucional da liberdade religiosa”, afirma o deputado.
A proposta tramita apensada ao PL 5/99, junto com outras 15 proposições, que estão prontas para serem votadas em Plenário.

Livros digitais são destaque da Feira de Nova York

As editoras norte-americanas se reuniram em Nova York nesta semana para promover o que haverá de melhor no próximo ano, num evento em que cada vez mais a atenção se volta para a crescente influência das publicações digitais.
As editoras participantes da BookExpo America concordam que, mesmo que a indústria editorial esteja perdendo dinheiro em geral, o aumento das vendas de e-books e leitores eletrônicos estão oferecendo aos investidores uma oportunidade de apostar em vencedores e perdedores do futuro do setor, onde os livros impressos podem se tornar obsoletos.
Enquanto as empresas digitais estavam ainda relegadas a um canto do enorme espaço de exposição da feira, o número de editoras e de tráfego na área aumentou muito, com o mundo editorial admitindo que os livros e leitores eletrônicos estão aqui para ficar.
"Eu brincava, chamando isso de gueto digital", disse o executivo-chefe da Kobo, Michael Serbinis, que lançou uma edição nova de seu leitor eletrônico nesta semana, por 129 dólares.
A empresa canadense, que também vende livros online e tem aplicativos para dispositivos móveis, anunciou nesta semana que fechou uma rodada de investimentos de 53 milhões de dólares.
No primeiro trimestre de 2011, as vendas de livros eletrônicos aumentaram mais de 159,8 por cento, para 233,1 milhões de dólares, de acordo com a associação de editoras americanas.
No mesmo período, os livros impressos tiveram uma queda nas vendas de 23,4 por cento em comparação ao ano anterior. A livraria online Amazon anunciou neste mês que agora vende mais e-livros do que livros de papel.

"Se Beber Não Case 2" lidera cinemas da América do Norte

A comédia "Se Beber Não Case 2" arrecadou 86,5 milhões de dólares nas bilheterias dos Estados Unidos e do Canadá neste final de semana, a maior estreia da história na América do Norte para um filme de comédia.
Segundo estimativas do estúdio divulgadas no domingo, a sequência do filme da Warner Bros Pictures sobre homens mal-comportados, que fez sucesso em 2009, também foi um recorde de estreia para filmes de classificação "R", acima de 18 anos.
O final de semana, que emendou a segunda-feira do Dia da Memória, teve o maior volume de vendas da história para esse feriado prolongado, devendo à grande estreia de "Kung Fu Panda 2" e à segunda semana de "Piratas do Caribe 4 - Navegando em Águas Misteriosas".
Os 12 filmes de maior venda nas bilheterias da América do Norte já arrecadaram 216,4 milhões de dólares, e os números devem subir depois de incluir os dados do feriado desta segunda-feira nos Estados Unidos.
Apesar de as críticas terem sido mornas para o filme, com comentários dizendo que o segundo filme foi praticamente uma cópia da versão original, "Se Beber Não Case 2" superou a animação "Os Simpsons - O Filme", de 2007, e o sucesso de 2008 "Sex and the City", para se tornar a comédia e o filme de classificação "R" de maior venda na história das bilheterias da América do Norte.
"Se Beber Não Case 2", que reuniu Bradley Cooper, Ed Helms, Zach Galifianakis e Justin Bartha para outra confusão em uma festa de solteiro, também arrecadou três vezes o valor acumulado pelo filme original nas bilheterias internacionais, disse a Warner Bros.

domingo, 29 de maio de 2011

Enem 2011 já tem mais de 1,8 milhão de inscritos

O número de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já passa de 1,8 milhão, segundo informações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). O órgão espera que o total de participantes da edição deste ano chegue a 6 milhões. As inscrições seguem abertas até 10 de junho, exclusivamente pela internet.
Até as 18h de sexta-feira (27), São Paulo liderava em número de inscritos, com 316 mil, depois vem Minas Gerais (196 mil), Rio de Janeiro (139 mil) e Bahia (137 mil). As inscrições começaram na segunda-feira (23). As provas serão aplicadas nos dias 22 e 23 de outubro.
Em 2009, o MEC deu início a um projeto de substituição dos vestibulares tradicionais pelo Enem como forma de ingresso na universidade. A partir do resultado da prova, os alunos se inscrevem no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e podem pleitear vagas em instituições públicas de ensino superior de todo o país.
A participação no Enem também é pré-requisito para os estudantes interessados nas bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni). Os benefícios são distribuídos a partir do desempenho do candidato no exame e podem ser integrais ou parciais, dependendo da renda da família.

Jovem maior de 16 anos emancipado pode ser autorizado a dirigir

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 571/11, do deputado Wladimir Costa (PMDB-PA), que autoriza maiores de 16 anos, desde que emancipados, a obter habilitação de motorista. A proposta altera Código de Trânsito Brasileiro (CBT - Lei 9.503/97). Atualmente, apenas os penalmente imputáveis podem ser habilitados, o que significa, na prática, idade mínima de 18 anos.

A emancipação é um mecanismo legal que concede ao adolescente alguns direitos civis de adulto. De acordo com o Código Civil (Lei 10.406/02), para se emancipar, o jovem precisa da autorização dos pais (registrada em cartório) ou comprovar independência financeira: possuir negócio próprio ou trabalho com carteira assinada.

O projeto de lei estabelece que, caso cometam crimes na direção de veículos, os habilitados maiores de 16 e menores de 18 anos serão responsabilizados de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA - 8.069/90). Entre as sanções estão previstas advertência, prestação de serviços comunitários e internação por até três anos em estabelecimento educacional.

O parlamentar destaca que a permissão para dirigir seria válida por um ano, renovável por igual período. Ao completar 18 anos, caso tenha a permissão por mais de um ano ininterrupto, o condutor poderá requerer a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). “Um jovem de 16 anos já pode escolher o presidente da República, casar, ter emprego público e praticar tantos outros atos da vida civil de enorme responsabilidade”, destaca o autor.

Imagens históricas de Arthur Wischral no Museu da Fotografia

Parte da coleção de negativos em chapas de vidro de Arthur Wischral, uma das mais importantes do acervo municipal, poderá ser conferida na exposição “Documentos de um Olhar” que inaugura na próxima quarta-feira (1º), no Museu da Fotografia de Curitiba.
Painéis com 94 imagens sugerem uma viagem pelo tempo, permitindo que o visitante contemple cenas históricas de Curitiba e de outras cidades paranaenses, ao lado de registros do cotidiano do século 20, no período entre 1910 e 1964.
A mostra, que alimenta o conhecimento sobre as raízes curitibanas, segue a proposta da Fundação Cultural de Curitiba de divulgar e preservar o patrimônio artístico e cultural da cidade.
A primeira vez que a coleção esteve exposta foi em 2007, quando também ganhou um Boletim Casa Romário Martins, com a publicação das imagens. Naquela ocasião, o evento significou o término de um longo trabalho de recuperação dos negativos, que vinha sendo realizado desde 1999 pela Diretoria do Patrimônio Cultural da FCC.
O acervo de negativos em chapas de vidro de Arthur Wischral, fotógrafo curitibano pioneiro da fotografia documental, é composto por 6.750 chapas e 170 fragmentos. A maior parte da coleção foi adquirida dos herdeiros pelo IPPUC – Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba e, posteriormente, doada à Fundação Cultural.
A partir de 1999, a Diretoria do Patrimônio iniciou o trabalho de seleção, higienização, acondicionamento, reprodução, identificação e catalogação em base de dados, o que garante que esse material esteja hoje disponível, na Casa da Memória, para consulta e pesquisas de toda a população. Para realizar o trabalho, a Fundação Cultural contou com o patrocínio da Universidade de Harvard (EUA), que possibilitou a compra de equipamentos adequados para o melhor tratamento da coleção.
Filho de imigrantes alemães, Arthur Wischral nasceu em 1894 e registrou por mais de 50 anos os momentos marcantes da evolução de Curitiba e do Paraná, documentando o cotidiano da cidade, sua urbanização, obras ferroviárias, a agricultura, o homem do interior e do litoral.

Guairinha tem Concerto de Câmara nesta segunda-feira

Mais um projeto do Centro Cultural Teatro Guaíra estreia em maio. É o Concerto de Câmara, uma parceria entre o Teatro Guaíra e a Associação dos Músicos Profissionais da Orquestra Sinfônica do Paraná. A primeira apresentação será nesta segunda-feira (30), às 20h, no Guairinha, e terá a participação dos músicos Marcelo Lemos da Silva e Marcos Antônio De Lazzari Júnior.

O projeto, que será apresentado até o mês de dezembro, foi criado para diversificar o repertório de música de câmara explorando obras pouco lembradas. No programa estão “Duo para Violino e Viola em Sol M”, de Mozart; “Pequena Suíte para Violino e Viola”, de Marcos de Lazzari Junior e “Passacaglia para Violino e Viola”, de Händel/Halvorsen.

O paranaense Marcos Antônio De Lazzari Júnior trabalha ativamente com música de câmara, integrando o Quarteto de Cordas Pantalla, grupo curitibano que desenvolve, além de projetos didáticos, concertos em várias cidades brasileiras, tendo em seu repertório a preferência por composições nacionais.

Marcelo Lemos da Silva, 1ª Viola da Orquestra Sinfônica do Paraná, é professor substituto da graduação em Viola da Udesc. Em seu currículo constam importantes trabalhos realizados, como o solo em “Romance”, de Max Bruch; “O Trauermuisk”, de Hindemith; “A Fantasia”, de Hummel; “A Brasiliana”, de Edino Krieger; o “Concerto de Telemann” e “Concerto de Stamitz”, com diversas orquestras.

007 volta em romance escrito por norte-americano

Como é apropriado para a ocasião, no lançamento do novo romance autorizado de James Bond, "Carte Blanche", havia um carro de luxo, champanhe à vontade, chegadas espetaculares de soldados britânicos e uma garota de longas pernas em uma moto vintage.
A divulgação do livro do escritor policial norte-americano Jeffery Deaver, sobre 007 e suas mais recentes aventuras, que chegou às livrarias inglesas durante a semana, estava mais para Hollywood do que para o geralmente mais discreto mundo das editoras.
Mas Bond é ainda uma excelente aposta comercial em forma de livro, bem como na telona, o que explica o evento de alto nível na recém-reformada estação de trem St. Pancras, em Londres, com seu ostentoso bar, anunciado como o mais longo da Europa.
Deaver sempre afirmou que tinha as qualidades "camaleônicas" necessárias para entrar na mente de um personagem essencialmente inglês, mas admitiu que a pesquisa ajudou.
"Eu me tornei um britânico durante os cerca de oito meses que me levaram para escrever o livro", disse ele à Reuters durante o lançamento.
A editora britânica Hodder & Stoughton fez questão de manter a história em segredo antes do lançamento. "Carte Blanche" se passa nos dias de hoje, na Sérvia e em Dubai, entre outros locais.
Deaver já escreveu 28 livros e vendeu mais de 20 milhões de cópias em todo o mundo. Ele continua uma longa tradição de romances pós-Fleming autorizados pelo espólio de Fleming, que incluíram Kingsley Amis, John Gardner e Raymond Benson.
Mais de 100 milhões de livros de Bond foram vendidos no total.

Amy Winehouse volta para centro de reabilitação

A cantora inglesa Amy Winehouse vai voltar ao centro de reabilitação, segundo sua porta-voz. Winehouse, ironicamente conhecida pela sua música de sucesso de 2006 "Rehab", internou-se em uma clínica na Grã-Bretanha na quarta-feira pouco tempo antes de fazer várias apresentações na Europa.
"Amy entrou em tratamento na clínica Priory", informou a agente Tracey Miller em nota oficial. "Ela quer estar pronta para suas performances neste verão europeu e decidiu procurar ajuda. Ela vai seguir em Priory seguindo os conselhos dos médicos".
Vencedora do Grammy, Winehouse tem uma batalha contínua contra o abuso de drogas e problemas de saúde.
O site de celebridades People.com publicou reportagem nesta sexta-feira que a decisão de voltar ao centro de reabilitação foi motivada pelo seu pai, Mitch Winehouse, que achou que a filha estava bebendo demais de novo.
De acordo com o site de Winehouse, ela deve se apresentar em festivais na Sérvia, Turquia, Grécia, Espanha e outras nações européias a partir do dia 18 de junho.

sábado, 28 de maio de 2011

Figurinos de Hepburn, Garland e Monroe vão a leilão

Figurinos de filmes clássicos usados por Charlie Chaplin, Judy Garland e Marilyn Monroe vão a leilão em junho. As roupas pertencem a uma coleção da atriz Debbie Reynolds, anunciou a casa de leilões "Profiles in History", da Califórnia.
O vestido do metrô de Marilyn Monroe em "O Pecado Mora ao Lado", o vestido de algodão azul de Judy Garland e suas sandálias vermelhas de "O Mágico de Oz" e o chapéu-coco de Charlie Chaplin em "O Vagabundo" estão entre os 3.500 itens do leilão de Beverly Hills, em 18 de junho.
O vestido de veludo dourado com joias incrustadas de Barbra Streisand em "Alô, Dolly" - considerado o vestido mais caro já feito para um filme - também estará à venda, assim como o vestido de Audrey Hepburn em "Minha Querida Dama" e o guarda-roupa de Julie Andrews em "A Noviça Rebelde".
Reynolds, 79 anos, que estrelou filmes como "Cantando na Chuva" e "Inconquistável Molly Brown", coleciona artigos de filmes há mais de 50 anos.

vozdemulher


Isabella Taviani canta "Presente-Passado".

No cinema: Se Beber, Não Case! 2

Na sequência do sucesso de 2009 Se Beber, Não Case!, Phil (Bradley Cooper), Stu (Ed Helms), Alan (Zach Galifianakis) e Doug (Justin Bartha) viajam para Bangcoc, para o casamento de Stu. Após a inesquecível festa de despedida de solteiro em Las Vegas do capítulo anterior, Stu resolve fazer algo tranquilo: apenas um café da manhã pré-casamento.

As coisas, claro, não saem como planejadas, e os quatro amigos se envolvem em confusões ainda mais estrondosas e inimagináveis no paraíso sexual. O que acontece em Las Vegas pode ficar em Vegas, mas o que acontece em Bangcoc não pode sequer ser imaginado.

Se Beber, Não Case! 2 é dirigido por Todd Philips e tem roteiro de Scot Armstrong. O primeiro filme teve a maior bilheteria da história em comédias para maiores de 18 anos nos Estados Unidos, um verdadeiro sucesso de público.

No cinema: O Poder e a Lei

No thriller O Poder e a Lei, Matthew McConaughey estrela como Michael "Mick" Haller, um carismático advogado criminalista de defesa que roda pela cidade farejando novas oportunidades de ganhar dinheiro.

Seu objetivo são aqueles serviços fáceis, nos quais o lucro é garantido. Os clientes são motoqueiros ou prostitutas, e algumas vezes traficantes de drogas. Mas certo dia, Haller se depara com o caso que promete mudar sua vida: ele terá que defender o rico playboy Louis Roulet (Ryan Phillippe), de Beverly Hills, detido por agressão e tentativa de estupro.

O que inicialmente parece ser um caso simples com uma grande compensação em dinheiro, logo se transforma numa partida mortal entre dois mestres da manipulação e numa crise de consciência para o advogado.

Dirigido por Brad Furman a partir de um roteiro de John Romano, The Lincoln Lawyer, no original em inglês, é baseado no best-seller homônimo de Michael Connelly. O elenco também inclui Marisa Tomei, Josh Lucas, John Leguizamo, Frances Fisher, Bob Gunton e Laurence Mason.

No cinema: Natimorto

Já faz algum tempo que o verso dos maços de cigarro vêm acompanhados de fotos que advertem sobre as consequências do tabagismo. Foi com base nestas imagens que o desenhista e escritor brasileiro Lourenço Mutarelli criou a obra literária "Natimorto - Um Musical Silencioso", agora adaptada às telonas.

O filme conta a insólita história de amor entre um agente musical (vivido pelo próprio Mutarelli) e uma cantora que não sabe cantar (Simone Spoladore). O caça-talentos traz a jovem a São Paulo, a fim de apresentá-la a um renomado maestro. Enquanto esperam o dia da audição, permanecem num quarto de hotel.

É lá que, entre cigarros e cafezinhos, ele lê o futuro da cantora nas advertências dos maços de cigarro, como se fossem cartas de tarô. Durante essa espera, os dois são confrontados com a solidão e as verdadeiras intenções do agente são reveladas.

Dirigido pelo paulistano Paulo Machline, Natimorto foi finalizado em 2009 e, no mesmo, ano participou do Festival do Rio e da 33ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. O diretor realizou seu primeiro curta, Uma História de Futebol, em 1999, pelo qual foi indicado ao Oscar em 2001.

No cinema: Amor?

Vencedor do Prêmio do Júri Popular e do Prêmio Vagalume do 43º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o longa-metragem Amor? é uma espécie de híbrido entre documentário e ficção. Dirigido por João Jardim (Lixo Extraordinário), o filme parte da premissa de Charles Baudelaire de que "o mais irritante no amor é que se trata do tipo de crime que exige um cúmplice".

O tema e foco da película são as relações amorosas pautadas pela violência, seja qual a forma em que ela se manifesta. A trama apresenta relatos verdadeiros de quem já viveu relacionamentos em que a violência era parte de um cotidiano muitas vezes doentio, e em outras vezes foi a gota d'água para o despertar de uma nova fase.

Devido à delicadeza do tema, em vez de revelar as identidades dos entrevistados, João Jardim traz atores e atrizes interpretando os depoimentos, impossibilitando o filme de ser classificado como documentário ou ficção. O elenco conta com Lilia Cabral, Eduardo Moscovis, Leticia Collin, Cláudio Jaborandy, Silvia Lourenço, Fabiula Nascimento, Mariana Lima, Ângelo Antônio e Júlia Lemmertz.

Para o processo de pesquisa e seleção dos entrevistados, Jardim contou com o trabalho de Renée Castelo Branco. A fase de pesquisa, realizada em centros, organizações e delegacias, consumiu um ano de trabalho. Foram gravadas 50 entrevistas. Destas, oito foram selecionadas para serem interpretadas pelos atores.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

vozdemulher


Ana Cañas canta "Luz Antiga", de Nando Reis.

Mostra de artistas paranaenses no Museu de Arte Sacra

Religião e arte unem-se na exposição “Linguagens do Sagrado”, em cartaz no Museu de Arte Sacra da Arquidiocese de Curitiba – Masac (Largo da Ordem), espaço gerenciado pela Fundação Cultural de Curitiba. Sob a curadoria de Nilza Procopiak, a mostra coloca ao alcance do público importantes trabalhos do acervo municipal, assinados por cinco dos mais representativos artistas paranaenses que, nessas obras, abordaram aspectos da vida espiritual.
De Guido Viaro, um dos mestres da arte paranaense, foi escolhido o desenho em crayon sobre papel “Os Profetas”. Dando sequência à seleção de trabalhos, Jair Mendes expressa a paixão pela pintura na obra “Ceia”, forte e colorida, onde as superfícies das tintas ganham um toque gráfico. De Edílson Viriato está presente a obra tridimensional denominada “Coroa do Salvador”, que une materiais diversos no limite entre a seriedade e a transgressão. Cultura, religião, mitos e rituais são dissecados e revisados pelo artista, em réplicas que mostram o desmanche dos tabus, feito sob o ponto de vista da polêmica.
Tecnologia digital e complexa elaboração manual são os instrumentos de Uiara Bartira para a gravura da série “Pixel”, também na exposição. O trabalho é um exemplo do modo como a artista conseguiu passar toda a luminosidade e transparência da cor obtida pela luz digital para a cor da tinta, por meio da gravura em metal. “Além disso, a obra possui uma característica fluída, que inegavelmente remete aos aspectos etéreos da vida espiritual”, destaca a curadora Nilza Procopiak.
A pintura intitulada "Anunciação - Zwiastowanie", de Everly Giller, fecha a relação de obras selecionadas para a mostra no Museu de Arte Sacra. Com uma visão extremamente lírica, o trabalho fascina pelo uso das cores e pela composição fantástica e onírica de um universo que se complementa nele mesmo. Produto intelectual, além de artístico, a obra alude a ícones religiosos, à arte medieval e à lei áulica que determina o tamanho maior para a personagem mais importante: a Virgem Maria.

Senador Alvaro Dias entra com representação contra ministro da Educação por livros didáticos com erros de português

Os livros didáticos com erros de português distribuídos a alunos do ensino fundamental e médio pelo Ministério da Educação (MEC) levaram o líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), a entrar com representação contra o ministro da Educação junto ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel. O anúncio da providência foi feito pelo parlamentar em discurso da tribuna nesta quarta-feira (25).
Na opinião do senador, os livros em questão transmitem "um ensinamento que compromete a formação dos jovens". Ele também apontou, nas obras, "proselitismo político afrontoso à Constituição", argumentando que "todos eles criticam a gestão de um ex-presidente, Fernando Henrique Cardoso".
Alvaro Dias disse que o ministro Fernando Haddad foi convidado a comparecer à Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) na semana passada, mas não o fez e que, por isso, optou pela representação. O parlamentar embasou a representação considerando que as obras em questão causam prejuízo ao patrimônio cultural e histórico brasileiro, conforme previsto no art. 1º, inciso IV, da Lei 7.347/85. Ele afirmou que entrará também com ação cautelar para suspender a prática dos atos lesivos, com base no artigo 4º dessa lei.
Para o senador, a opção por esse material didático que faz a apologia de um partido político em detrimento de outro gera contaminação ideológica e uso inadequado do vernáculo, previsto no artigo 205 da Constituição. Fere, segundo ele, por razões óbvias, também o princípio da impessoalidade e da moralidade. O parlamentar avalia que Haddad infringiu ainda o artigo 206 da Carta Magna, que prevê como princípio do ensino brasileiro a gestão democrática do ensino público, e a garantia do seu padrão de qualidade.
"Há que haver responsabilização. O Ministério da Educação não é comitê eleitoral. O livro didático não é panfleto doutrinário ou partidário", criticou.
O parlamentar disse que o livro História e Vida Integrada do 9º ano do ensino fundamental, por sua vez, relata diversas passagens do governo Lula, todas elogiosas, inclusive o episódio do "mensalão", citado em um contexto positivo.
Porém, o mesmo livro, ao se referir ao governo Fernando Henrique Cardoso, observou o senador, critica as privatizações, a votação da reeleição no Congresso com a suposta compra de votos de parlamentares e acusa FHC de ter-se aliado a políticos conservadores e que apoiaram a ditadura militar.

Mais de 1,2 milhão de estudantes já se inscreveram no Enem 2011

Até as 17h desta quarta-feira (25), 1.260.235 de pessoas se inscreveram para participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011. Desse total, cerca de 500 mil não estão confirmados, porque os candidatos ainda não fizeram o pagamento da taxa de inscrição de R$ 35. Alunos que cursam o 3° ano do ensino médio em escola pública são isentos do pagamento.
As inscrições para o Enem 2011 começaram na segunda-feira (23) e seguem até 10 de junho, exclusivamente pela internet. Até o momento, São Paulo lidera em número de inscritos, com 213 mil, seguido por Minas Gerais (131 mil), Rio de Janeiro (95 mil) e Bahia (92 mil).
As provas serão aplicadas nos dias 22 e 23 de outubro. A previsão do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) é que o número de inscritos chegue a 6 milhões. Em 2009, o Ministério da Educação deu início a um projeto de substituição dos vestibulares tradicionais pelo Enem como forma de ingresso na universidade. A partir do resultado da prova, os alunos se inscrevem no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e podem pleitear vagas em instituições públicas de ensino superior de todo o país.

Duo Fukuda-Astrachan na série Música de Câmara

A Capela Santa Maria apresenta nesta quinta-feira (26), às 20h, o recital do Duo Fukuda-Astrachan, formado pela violinista Elisa Fukuda e pela pianista Vera Astrachan. Com mais de 20 anos de carreira e apresentações no Brasil e exterior, o duo mostra em cena toda a afinidade e entrosamento conquistados em duas décadas de parceria. Em Curitiba, o duo apresenta o projeto “Compositores Nacionalistas”, que conta com repertório formado por peças de Edvarg Grieg e Camargo Guarnieri. Os ingressos custam R$ 15,00 e R$ 7,50 (meia).
Além das duas apresentações, no dia 27 de maio, às 14h, o duo ministra um workshop voltado para músicos cujo tema será "A Articulação e o Fraseado nas Sonatas para violino e piano de Wolfgang Amadeus Mozart e Ludwig van Beethoven". Informações: 3321-2840 e 3228-1044.

Coro da Camerata apresenta música francesa e espanhola

Com um repertório dedicado à música coral francesa e espanhola, o Coro da Camerata Antiqua de Curitiba faz seu primeiro concerto da atual temporada patrocinada pela Volvo nesta sexta-feira e sábado (27, 20h e 28, 18h30), na Capela Santa Maria.
O grupo formado pelos coralistas da Camerata Antiqua desenvolve um repertório a cappella, produzindo espetáculos que mostram as potencialidades vocais dos seus integrantes. Neste concerto, o coro estará sob a regência da maestrina Eliane Fajioli, de Minas Gerais.
O programa escolhido para o concerto inclui três canções francesas de Gabriel Fauré (“Pavane”, “Cantique de Jean Racine para Coro e Órgão” e “Madrigal para Coro e Piano”), uma obra de Maurice Duruflé (“Quatro motetos sobre temas gregorianos para coro”) e a última de Mario Castelnuovo-Tedesco (“Romancero Gitano para Coro Misto e Violão”), baseada em poemas de Federico Garcia Lorca.
O repertório resulta num contraste interessante entre a elegância da música francesa e o tom inflamado da música espanhola. É um concerto muito bonito, o público vai sair satisfeito”, garante a maestrina. Segundo Eliane Fajioli, essas composições são pouco exploradas pelos grupos corais.
Esse é um grupo especial, que faz música de diversos gêneros e épocas, é eclético e tem muito preparo vocal. Está sendo um prazer trabalhar com a Camerata”, afirma a maestrina, que se apresenta pela primeira vez em Curitiba. Eliane Fajioli é regente titular do Coral da Copasa, do Minas Tênis Clube, do Coral Häendel, e regente assistente do Coral Lírico de Minas.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

vozdemulher


Maria Bethania canta "Casinha Branca", clip do dvd "Maricotinha ao Vivo".

No cinema: Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas

Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas é um dos longas mais aguardados de 2011. Produzido por Jerry Bruckheimer e dirigido por Rob Marshall, o filme reúne diversão, aventura e humor - características que deflagraram a franquia de sucesso - no formato Disney Digital 3DT.

Nesta nova trama, o Capitão Jack Sparrow (Johnny Depp) reencontra Angelica (Penélope Cruz), uma enigmática mulher de seu passado. A pirata o força a embarcar no Vingança da Rainha Ana, o barco do lendário Barba Negra (Ian McShane), e Jack se vê em uma jornada inesperada à Fonte da Juventude.

O lendário local, cuja água supostamente devolve a juventude a qualquer um que a beber, foi objeto de uma intensa busca pelo explorador espanhol Ponce de León nos anos 1500. Agora, depende de Jack Sparrow encontrar a fonte mágica.

O elenco do filme inclui os veteranos da franquia Geoffrey Rush, como o vingativo Capitão Hector Barbossa, e Kevin R. McNally, como Joshamee Gibbs, o parceiro de longa data do Capitão Jack. Sam Claflin, que interpreta um vigoroso missionário, e Astrid Bergès-Frisbey, no papel de uma misteriosa sereia, completam o time de estrelas.

No cinema: Abutres

Indicado pela comissão Argentina para concorrer ao Oscar, Abutres, o novo filme do diretor Pablo Trapero (Leonera, Família Rodante e Do Outro Lado da Lei), apresenta a história do corrupto advogado Sosa (Ricardo Darín). Ele é especialista em acidentes de trânsito - que na Argentina mata mais de oito mil pessoas por ano - e vive em portas de hospitais, emergências e delegacias, buscando novos clientes.

Com milhões de pesos argentinos sendo movimentados por seguradoras e famílias que buscam indenizações, o mercado se torna cada vez mais promissor para mafiosos como Sosa, que enxergam uma possibilidade de negócio em cada desgraça que acontece. Seu trabalho é lidar com testemunhas, policias, juízes e companhias de seguro, enquanto a família está sensibilizada demais para isso. Mas o que seus clientes não sabem é que a empresa para a qual trabalha está envolvida em grandes esquemas de corrupção e desvio de dinheiro.

Porém, uma jovem médica, Luján (Martina Gusman), recém-chegada à cidade, faz esse homem ter vontade de se tornar uma pessoa melhor. Ela trabalha em hospitais, ambulância e centros de emergência; sua vida corrida fez dela uma pessoa solitária, com tempo apenas para dormir e trabalhar. Mas quando Sosa e Luján se conhecem - ela tentando salvar uma vida, ele tentando ganhar mais um cliente - sentem a mesma vontade de mudar o rumo de suas vidas. No entanto, o passado sujo que ele carrega, pode não permitir que isso aconteça.

No cinema: Homens e Deuses

Dirigido por Xavier Beauvois e escrito por ele em conjunto com Etienne Comar, também produtor do longa, Homens e Deuses é baseado na história real de sete monges franceses que foram sequestrados e assassinados. O episódio é um dos pontos altos das atrocidades que aconteciam na Argélia, resultado do confronto entre o governo e os grupos extremistas que queriam tomar o poder.

Em um mosteiro nas montanhas de Maghreb, na década de 90, um grupo de monges cristãos franceses liderados por Christian (Lambert Wilson), vive em harmonia com seus irmãos mulçumanos. Mas o terror e a violência começam vagarosamente a tomar conta da região. Apesar do perigo crescente ao redor, os monges decidem ficar, custe o que custar.

O exército oferece proteção contra as ameaças que surgem, mas os monges a recusam. Preferem levar sua vida de forma simples, dando continuidade à sua missão, independentemente do que pudesse acontecer com eles. O elenco do filme conta com Michael Lonsdale, Olivier Rabourdin, Philippe Laudenbach e Jacques Herlin. Des Hommes et des Dieux, no original em francês, foi vencedor do Grand Prix no Festival de Cannes 2010.

No cinema: Transcendendo Lynch

Em 2008, David Lynch fez uma viagem pelo Brasil, percorrendo o Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre, onde realizou palestras em universidades e associações de empresários e lançou seu livro sobre meditação transcendental (MT).

Durante uma semana, duas câmeras - além de outras duas que vieram com o diretor - acompanharam o diretor em sua viagem, que se mostrou incansável na missão de divulgar o tema.

Em Minas Gerais, Lynch visitou o projeto Cidade dos Meninos, onde a Fundação David Lynch apoia o programa de ensino da Meditação Transcendental aos mais de dois mil alunos da escola.

Transcendendo Lynch revela seu humor e o fervor com que defende a MT como a única forma de trazer paz e bem-estar para os homens, especialmente em regiões violentas e socialmente instáveis.

No cinema: O Último Voo do Flamingo

Dirigido pelo moçambicano João Ribeiro, o longa O Último Voo do Flamingo mostra a história do tenente-coronel italiano Massimo Risi (Carlos D'Ursi), que é enviado ao Moçambique pelas Nações Unidas para conduzir uma investigação policial.

A trama se passa poucos meses depois do fim da Guerra Civil, em Tizangara - uma pequena vila perdida no interior do país. Cinco misteriosas explosões matam soldados da Missão de Paz da ONU. As únicas provas que apontam para um crime são orgãos genitais decepados e os emblemáticos capacetes azuis.

Este é o ponto de partida para uma enigmática investigação conduzida pelo oficial, que mergulha num mundo diferente e precisa das explicações do tradutor Joaquim (Elliote Alex), que rapidamente lhe ensina que na vida não se pode compreender tudo.

Baseado no romance homônimo do escritor Mia Couto, o filme ganhou o prêmio de Melhor Longa-Metragem na terceira edição do FIC Luanda, em 2010.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Trilhas sonoras raras estarão no programa “Cinemaskope, A Maravilhosa Música do Cinema”

O programa radiofônico "Cinemaskope, A Maravilhosa Música do Cinema", produzido por Tiomkim e que vai ao ar há 17 anos pela FM 97.1 E-Paraná, traz com exclusividade na edição deste domingo (22), às 22h, duas trilhas sonoras de colecionadores: “O Rancoroso” (The Strange One/1957), dirigido por Jack Garfein; composições de Kenyon Hopkins, e “Olhos Azuis, Sentença de Morte” (Tony Arzenta/1973), direção de Duccio Tessari e músicas de Gianni Ferrio. Ambas as trilhas são peças raras, sendo que seus vinis (LPs) originais chegam a custar 500 dólares no circuito de colecionadores.

“O RANCOROSO” - Lançado no ano passado em DVD nos EUA, e inédito no Brasil, o filme “O Rancoroso” é a estreia dos atores Ben Gazzara e George Peppard. Trazendo na direção o desconhecido Jack Garfein e trilha sonora composta por um dos mestres da música no cinema, Kenyon Hopkins. Uma trilha com forte influência jazzística, também nunca foi lançada comercialmente no Brasil.

Hopkins é autor de soundtracks de filmes de Elia Kazan (Baby Doll, Rio Violento), Sidney Lumet (Doze Homens e Uma Sentença) e Robert Rossen (Lilith). O filme ficou famoso na época por ter dado muita dor de cabeça ao seu produtor Sam Spiegel, que foi abrigado a atenuar a temática homossexual da história, devido à censura nos anos 50.

“OLHOS AZUIS, SENTENÇA DE MORTE” - O compositor italiano Gianni Ferrio, mais conhecido como autor da música do spaghetti western “O Dólar Furado” (1965), tem em seu curriculum uma pequena obra-prima – a trilha sonora de “Olhos Azuis – Sentença de Morte” (Big Guns/Tony Arzenta/ 1973), um violento drama policial dirigido por Duccio Tessari e estrelado por Alain Delon, no auge do sucesso e da beleza. Recentemente o compositor foi redescoberto por Quentin Tarantino, que incluiu temas musicais de Ferrio em “Bastardos Inglórios”.

Abertas inscrições para laboratório de jornalismo cultural

A Biblioteca Pública do Paraná, em parceria com o Rumos Itaú Cultural, traz a Curitiba o laboratório “Em Busca do Personagem: Um Olhar Singular”, coordenado pelo escritor, jornalista e crítico literário José Castello. O evento acontece na próxima quinta-feira (24) e aborda a reportagem em jornalismo cultural, com destaque para a construção de personagens.

Direcionada a profissionais e estudantes de jornalismo, a atividade tem como foco a reflexão sobre o que é um olhar singular para o jornalista cultural, livre de clichês, do óbvio e do mero exótico. Definição de projetos, organização da pauta e técnicas de entrevista são alguns dos tópicos abordados.

As inscrições devem ser feitas via e-mail para laboratorio@bpp.pr.gov.br. O evento é gratuito e as vagas são limitadas. Esta é mais uma viagem da caravana Rumos Itaú Cultural, composta por equipes formadas pelo instituto para divulgar, em todo o País, os recém abertos editais Rumos Itaú Cultural para Educação, Cultura e Arte, Artes Visuais e Jornalismo Cultural.

ESCRITOR – José Castello é jornalista, escritor e crítico literário. Mestre em Comunicação pela UFRJ, atuou em veículos como O Estado de S. Paulo, Jornal do Brasil e IstoÉ, entre outros, e mantém a coluna “A Literatura na Poltrona” no jornal O Globo. Castello também é colaborador do jornal Rascunho e do site Vida Breve e autor de “Vinícius de Moraes: O Poeta da Paixão” (Companhia das Letras), “Inventário das Sombras” (Record), “A Literatura na Poltrona” (Record) e “Ribamar” (Bertrand Brasil).

Abertas as inscrições para o Prêmio Jovem Cientista

As inscrições para a 25ª edição do Prêmio Jovem Cientista estão abertas até o dia 31 de agosto. O tema deste ano é “Cidades Sustentáveis”. Promovido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão ligado ao Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT), o prêmio conta com a parceria da Fundação Roberto Marinho, Gerdau e General Eletric do Brasil (GE), e tem como objetivos propor a reflexão e a pesquisa, revelar talentos, além de investir em estudantes e profissionais que procuram alternativas para os problemas brasileiros.
No total, quatro modalidades serão beneficiadas: graduado, estudante do ensino superior, estudante do ensino médio e mérito institucional. É concedida ainda uma menção honrosa para pesquisador com título de doutor com destaque em sua trajetória na área relacionada ao tema da premiação.
Os orientadores das três categorias e as escolas dos três classificados do ensino médio recebem laptops, como forma de estimular e reconhecer o aprendizado. Além disso, o CNPq concederá aos vencedores bolsas de iniciação científica, mestrado, doutorado e pós-doutorado. A universidade e a escola do ensino médio premiadas com o mérito institucional recebem R$ 35 mil, cada uma. A entrega da premiação será realizada pela presidente da República, Dilma Rouseff.
PRÊMIO – Considerado uma das mais importantes premiações científicas na América Latina, o Prêmio Jovem Cientista foi criado em 1981 com o objetivo de incentivar a pesquisa no Brasil. No ano passado, recebeu 2.158 inscrições de todo o País, sendo 158 na categoria graduado; 75 na categoria estudante do ensino superior e 1.925 na categoria estudante do ensino médio.
O regulamento e outras informações podem ser obtidas no endereço www.jovemcientista.cnpq.br

Museu Oscar Niemeyer lança o projeto Desinstalação

O Museu Oscar Niemeyer lançou o projeto Desinstalação, que integra a exposição Da Materialidade ao Vazio, do artista plástico Márcio Prado. O projeto, que se estenderá até 18 de novembro, foi desenvolvido no Atelier de Escultura da Fundação Cultural de Curitiba (FCC).

A exposição é constituída de três etapas. No primeiro momento foi instalado um cubo, no pátio externo do museu, de 2,0 x 2,0 x 2,0m, formado por 4.096 cubos maciços de cerâmica refratária, tendo cada unidade sido recoberta por esmalte cerâmico. Passadas seis semanas, o cubo será fragmentado em 64 partes, gerando módulos de 64 unidades. Estes módulos serão deslocados gradualmente para espaços de Curitiba. Ao término do último deslocamento será instalada uma peça de 2,0 x 2,0 x 2,0m no mesmo local onde anteriormente encontrava-se o cubo de cerâmica refratária.

Da Imaterialidade ao Vazio pretende estabelecer um campo transitório para a escultura, um campo de passagem. Uma massa que fragmentada e deslocada nos remete ao materializar e ao desmaterializar. Busca deixar uma silhueta como memória, como marca de passagem, que pode situar este trabalho em sua transitoriedade.

Mais informações podem ser obtidas no site do artista: www.marcioprado.art.br/desinstalação

Lançado o maior e mais completo guia com informações sobre os 3 mil museus brasileiros

Para marcar o Dia Internacional de Museus, o Ministério da Cultura lançou quarta-feira (18), no Rio de Janeiro, um guia que reúne informações variadas sobre mais de 3 mil museus espalhados pelo território nacional. Fazem parte da publicação dados como endereço das instituições, tipo de acervo, acessibilidade, ano de criação, horário de funcionamento e infraestrutura disponível.
De acordo com a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, a compilação dos dados, desenvolvida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), pode estimular o brasileiro a conhecer melhor a memória do país. “Esse guia é importante para que a população conheça sua história, sua identidade. É um trabalho minucioso e, com isso, o Brasil todo vai ter acesso às informações que existem na nossa memória”, destacou.
Segundo ela, o país já conta com um número satisfatório de instituições desse tipo, mas ainda é necessário popularizá-las, incentivando de forma mais efetiva a visitação por estudantes e famílias.
A coordenadora-geral de Sistemas de Informação Museal do Ibram, Rose Miranda, explicou que o guia foi criado com base no banco de dados do Cadastro Nacional de Museus, criado pelo instituto em 2006. Segundo ela, há 11 anos não era lançada no Brasil uma publicação semelhante.
Rose Miranda destacou que, entre os museus listados, há os tradicionais, como o Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro – que reúne um acervo de quase 280 mil itens que contam fatos importantes da história do país – e outros menos conhecidos pela população que, muitas vezes, trazem temas até pitorescos, como o Museu da Cachaça, em Miguel Pereira (RJ); do Computador, em Maringá (PR); e dos Brinquedos, em Belo Horizonte.
A museóloga explicou que, inicialmente, foram impressos 6 mil exemplares. Parte deles será distribuída em diversas instituições relacionadas à cultura no país. Outra parte será vendida em livrarias comerciais. Ainda segundo a coordenadora do Ibram, o conteúdo será disponibilizado gratuitamente para download e consulta no site do instituto.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

voz de mulher


Nina Simone canta "I Put a Spell on You".
As imagens são de Jack Vettriano.

Oscar Niemeyer expõe obras do colombiano Fernando Botero

(AEN) - O Museu Oscar Niemeyer abre ao público nesta quinta-feira (19) a mostra “Dores da Colômbia”, com 67 obras de Fernanco Botero que poderão ser vistas em Curitiba até 14 de agosto. A abertura para jornalistas e convidados acontece um dia antes, na quarta-feira (18), às 19h.
A mostra reúne 67 obras, incluindo seis aquarelas, 36 desenhos e 25 pinturas, produzidos entre 1999 e 2004. Ao contrário do sentido satírico encontrado na maioria das obras de Fernando Botero (Medellín, 1932), nesta série o que se destaca é a força pictórica do artista para descrever a violência sofrida pelo seu povo na Colômbia. Ele queria chamar a atenção do mundo e fez isso com seu próprio testemunho da história colombiana.
“Dores da Colômbia” dialoga com uma corrente artística que vincula a arte à política. Desse contexto fazem parte outros artistas representativos que imprimiram discurso e fatos históricos em suas telas. Francisco Goya com “Desastres da Guerra” e Pablo Picasso com “Guernica” recriam, à sua maneira, atos cometidos durante períodos de turbulência vividos em seus países.
Em mais um gesto de solidariedade ao seu povo, Botero fez a doação da coleção ao Museu Nacional da Colômbia e declarou: “Não vou fazer negócio com a dor do meu país”. “Longe de pensar em benefícios econômicos, o artista quer que as obras pertençam à nação e sejam um convite à reflexão sobre as trágicas circunstâncias que temos enfrentado nas últimas décadas”, explica a diretora do museu colombiano, Maria Victoria Robayo.
A exposição tem curadoria do próprio Museu Nacional da Colômbia, localizado em Bogotá. O conjunto de obras faz parte do programa de exposições itinerantes que tem entre os objetivos fazer um apelo à consciência para evitar que os horrores da guerra se repitam, assim como desejava Botero.

Dia dos Museus será comemorado ao ar livre em Curitiba

A Fundação Cultural de Curitiba (FCC) vai comemorar o Dia Internacional dos Museus, nesta quarta-feira (18), com atividades ao ar livre, que mostram o que acontece além das salas de exposições. Os bastidores dos espetáculos visuais dos museus serão revelados a alunos de escolas agendadas e àqueles que passarem pelo Largo da Ordem, em frente à Casa Romário Martins, das 9h30 às 17h. Em caso de chuva, o evento toma conta da Praça do Iguaçu, no Memorial de Curitiba.
Painéis de lona servirão de suporte para obras que englobam esculturas, pinturas, gravuras, plantas arquitetônicas, documentos manuscritos, fotos, cartazes e partituras integrantes dos acervos dos museus municipais. Também haverá demonstração de reprodução por monotipia, o processo de impressão pelo qual se transfere, por compressão, a imagem pintada numa placa – geralmente de vidro – para o papel.
Funcionários e estagiários da Diretoria do Patrimônio Cultural da FCC recepcionarão os visitantes, mostrando como se monta uma exposição. Paralelamente, serão apresentados materiais utilizados na conservação dos acervos fotográfico, documental e artístico, além de orientações ao público sobre a preservação de fotografias e obras de arte. Os atendentes também estarão à disposição para repassar informações sobre dados históricos e utilização de acervos para exposições.

Medida provisória que desonera tablets produzidos no país sai esta semana

O governo federal vai publicar nesta semana uma medida (MP) provisória que inclui os computadores portáteis do tipo prancheta, conhecidos como tablets, na mesma categoria dos computadores e notebooks, concedendo ao produto desoneração de impostos. A medida estabelece uma classificação técnica para os tablets e determina isenção de Pis e Cofins.
A medida provisória vai criar uma nova classificação para os tablets, incluindo na mesma desoneração que já têm os computadores”, explicou o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.
Além da MP, o governo vai publicar uma portaria incluindo os tablets no Processo Produtivo Básico, que possibilita a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de 15% para 3%. Além disso, alguns estados poderão oferecer desoneração de ICMS, que poderá baixar ainda mais o custo de produção dos tablets.
A expectativa do Ministério das Comunicações é que, com a redução de impostos, o preço dos tablets produzidos no Brasil caia cerca de 30% na comparação com o similar importado.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

No cinema: Os Agentes do Destino

Nós mesmos controlamos nosso destino ou forças superiores o manipulam? Essa é a questão que ronda Os Agentes do Destino, longa protagonizado por Matt Damon. O ator interpreta o político David Norris, um homem que vai contra seu destino quando percebe que está em busca de um algo a mais.

Para conseguir driblar o futuro que estava reservado, ele precisa da única mulher que já amou: Elise Sellas (Emily Blunt) - uma bailarina diferente de todas as mulheres de Nova Iorque. Quando David se dá conta de que quer estar perto dela, homens misteriosos fazem de tudo para separá-los.

Ao perceber que está lidando com agentes do destino, o político se envolve em um dilema: desistir do amor de Elise e aceitar seu destino já escrito ou arriscar tudo para acabar com o futuro pré-determinado e ficar com ela?

"The Adjustment Bureau", no original em inglês, foi escrito e dirigido por George Nolfi - conhecido pelos roteiros de "Doze Homens e Outro Segredo" e "O Ultimato Bourne". O filme é baseado em um conto de Philip K. Dick, conhecido pelos trabalhos em "Minority Report" e "Blade Runner".

No cinema: O Noivo da Minha Melhor Amiga

Em O Noivo da Minha Melhor Amiga, Rachel (Ginnifer Goodwin) é uma talentosa profissional que trabalha em um dos melhores escritórios de advocacia de Nova Iorque. Também é uma amiga leal e generosa e, para sua tristeza, solteira - fato que sua melhor amiga Darcy (Kate Hudson), que está noiva, a recorda constantemente.

Mas após celebrar seu aniversário de 30 anos, a bondosa mulher acaba inesperadamente nos braços do homem com quem quase namorou na época de faculdade, o bonitão Dex (Colin Egglesfield), que, fatidicamente, é o noivo de Darcy.

Com as semanas passando e o casamento chegando, vários acontecimentos levam Rachel a se ver num beco sem saída, dividida entre uma amizade de ouro e o amor de sua vida.

"Something Borrowed", no original em inglês, é dirigido por Luke Greenfield, conhecido pelo seu trabalho em "Um Show de Vizinha". O longa é baseado no best-seller homônimo de Emmily Giffin.

No cinema: Padre

A história do longa de Scott Stewart gira em torno de um lendário padre guerreiro (Paul Bettany) e da última guerra contra os vampiros, que agora vivem na obscuridade entre outros habitantes humanos indesejados, presentes nas cidades governadas pela Igreja.

Quando sua sobrinha (Lily Collins) é sequestrada por um grupo de vampiros assassinos, o sacerdote quebra seu juramento sagrado para se aventurar em uma busca obsessiva para encontrá-la antes que ela se torne um deles.

Nesta cruzada, ele é acompanhado pelo namorado de sua sobrinha (Cam Gigandet), um jovem xerife, e um ex-sacerdote guerreiro (Maggie Q.) que possui incríveis habilidades de combate.

Padre é um thriller western pós-apocalíptico e se passa em um mundo alternativo. O elenco do filme já é conhecido por longas e seriados como "Crepúsculo" (Cam Gigandet), "True Blood" (Stephen Moyer) e "A Lista" (Maggie Q).

Ashton Kutcher fecha contrato para "Two and a Half Men"

O ator Ashton Kutcher se uniu ao elenco da comédia de sucesso de TV "Two and a Half Men", disse a emissora CBS nessa sexta-feira, substituindo o astro Charlie Sheen.
"Temos muita sorte de ter alguém tão talentoso, alegre e simplesmente extraordinário como Ashton se unindo à nossa família", disse em comunicado Chuck Lorre, criador e produtor executivo da série.
A CBS disse que a produção para a 9a temporada do programa começaria em meados do ano para ser exibida na segunda metade de 2011. O comunicado desta sexta-feira não disse que papel Kutcher irá interpretar.
Kutcher, de 33 anos e marido da atriz Demi Moore, é mais conhecido por seu papel como o jovem atrapalhado da série "That '70s Show", que ficou no ar por oito temporadas na Fox e continua sendo popular.
Sua última aparição foi na comédia romântica que estreou em janeiro "Sexo Sem Compromisso", com Natalie Portman. Ele também é fã do Twitter, e tem nada menos que 6,8 milhões de seguidores.
"Two and a Half Men" é a série de comédia mais assistida nos Estados Unidos, com uma audiência habitual de 15 milhões de telespectadores, e tem sido uma fonte lucrativa de receita publicitária para a CBS e para a Warner Bros.

Inscrições para a Conta Cultura terminam neste sábado

Termina neste sábado (14) o prazo para inscrições de projetos na Conta Cultura, ação da Secretaria de Estado da Cultura (Seec) que irá incentivar a produção de diferentes manifestações artísticas no Paraná.

Para se inscrever, é preciso preencher formulários no site da Seec (www.cultura.pr.gov.br) e encaminhar, via Sedex, cópia dos projetos aprovados nos termos do Art. 18 da Lei Federal nº. 8.313/91 - Lei Rouanet ou na Lei Federal nº.8.685/93 – Lei do Audiovisual.

O objetivo da Conta Cultura é beneficiar a arte paranaense, facilitando a parceria entre empreendedores e empresas interessadas em patrocinar projetos culturais. As estatais Sanepar, Copel, Compagas e Agência de Fomento do Paraná são algumas empresas que já aderiram à ação.

Uma equipe técnica da Seec vai escolher os projetos aprovados, que receberão a chancela para o patrocínio de até 100% do valor dos trabalhos.

O controle dos recursos da Lei Rouanet e da Lei do Audiovisual nas empresas estatais estava previsto nas metas de governo para a área da cultura. O intuito é fazer com que empresas privadas também participem da ação em edições futuras.

João Ubaldo Ribeiro abre a sexta temporada do Paiol Literário 2011

O escritor João Ubaldo Ribeiro abre a sexta temporada do Paiol Literário, projeto desenvolvido pelo jornal Rascunho em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba, o Sesi Paraná e a Fiep. O encontro - que acontece nesta sexta-feira, 13, às 20h, no Teatro do Paiol - será mediado pelo editor e jornalista Rogério Pereira. Até o final do ano serão realizados oito encontros com grandes nomes da literatura brasileira.
Membro da Academia Brasileira de Letras, João Ubaldo Ribeiro possui várias obras publicadas, entre elas "O sorriso do lagarto", "Viva o povo brasileiro" e "Sargento Getúlio". Além dos romances, Ubaldo assinou roteiros para televisão e participou da elaboração do texto que deu origem ao filme "Deus é brasileiro", dirigido por Cacá Diegues. Ganhou o Prêmio Camões de 2008, considerado o mais importante prêmio literário para autores de língua portuguesa.

Zizi Possi comemora 30 anos de carreira em show no Teatro da Caixa

O Teatro da Caixa apresenta Zizi Possi em "Cantos e Contos", de 12 a 15 de maio, show que comemora os seus 30 anos de carreira. Zizi canta grandes sucessos da MPB, músicas que marcaram sua carreira e canções inéditas em sua voz, além de lançar o DVD homônimo.
O repertório da apresentação conta com canções como "Asa Morena", "A Paz", "Amor da Minha Vida", "Sentado à Beira do Caminho", "Sei lá, Mangueira", "As Rosas Não Falam", "Porta Estandarte", entre outras.O DVD "Cantos e Contos" reúne 36 canções que marcaram a carreira de Zizi, uma das maiores intérpretes da música brasileira.
As canções foram selecionadas em uma série de 12 shows. Participaram do álbum Edu Lobo, Alcione, Ivan Lins, João Bosco, Eduardo Dussek, Alceu Valença, Ana Carolina, Luiza Possi, Roberto Menescal e Toninho Ferragutti. Ao longo de sua vitoriosa carreira, Zizi Possi já gravou 18 álbuns e quatro DVDs, conquistando importantes prêmios de música, como discos de ouro e discos de platina, além de ter concorrido ao Grammy Latino.
As apresentações acontecem nesta sexta e sábado, 21h e no domingo, 19h. Os ingressos custam R$ 20,00 e R$ 10,00.

“Os Catecismos Segundo Carlos Zéfiro" apenas neste final de semana no Guairinha

Nos dias 13, 14 e 15 de maio, chega ao palco do Guairinha a montagem “Os Catecismos Segundo Carlos Zéfiro”, após aplaudida temporada no Rio de Janeiro. A peça desvenda um dos mistérios do submundo do mercado editorial carioca - a verdadeira identidade de Carlos Zéfiro - frequentador do melhor da boemia carioca dos anos 50 e 60, fonte inesgotável de inspiração para a criação de mais de 500 contos pornôs, sob a forma de quadrinhos, que fizeram a iniciação sexual de toda uma geração e o transformaram em lenda do erotismo brasileiro.

O enigma da identidade real de Zéfiro é desvendado por meio de uma reportagem investigativa do então editor da revista Playboy, Juca Kfouri, publicada em 1991 na mesma revista masculina, ao ligar a personalidade do artista ao carioca Alcides Caminha, morador da Zona Norte do Rio, considerado um pacato funcionário do Ministério do Trabalho e pai de cinco filhos. Casado desde os 25 anos com Dona Serat, Alcides Caminha trabalhou no setor de Imigração do Ministério do Trabalho e sempre escondeu a dupla identidade por medo de perder a aposentadoria – havia uma lei que condenava as chamadas “condutas escandalosas” dos servidores públicos.

“Os Catecismos Segundo Carlos Zéfiro” retoma a parceria de Paulo Biscaia Filho e da atriz Clara Serejo, que trabalharam juntos quando a atriz produziu um espetáculo da companhia Vigor Mortis, e teve sequência em 2009 com a peça “A janela e o jardim”. Contemplada com patrocínio pelo edital da Eletrobrás, Clara teve longa jornada até obter a autorização da família para encenar a história sobre a vida de Alcides/Zéfiro: “não foi fácil conseguir os direitos de adaptação, mas valeu muito a pena. A história do Zéfiro é linda, muito interessante, eu precisava encená-la”. Biscaia, por sua vez, ganhou uma bolsa da Funarte para escrever o texto: “o Carlos Zéfiro é um mito do erotismo nacional, e é um prazer levar a história dele para os palcos”, admite o diretor, que utilizou a fusão das artes cênicas com o cinema para contar a história deste obscuro e popular artista.

Além de Leandro Daniel Colombo, como Juca, e Clara Serejo, no papel de Irene - mulher emblemática que representa as musas do artista -, compõem o elenco Marino Rocha, que vive Gordo, o livreiro que vendia os “catecismos” e manteve pacto de sangue de jamais revelar a verdadeira identidade de Zéfiro; Mariana Cônsoli, como Serat Caminha, esposa do artista; Rafa de Martins, como Carlos Zéfiro; e Martina Gallarza e Jandir Ferrari, que interpretam em cena alguns textos escritos pelo autor.

terça-feira, 10 de maio de 2011

EMI vai lançar músicas inéditas do Pink Floyd

A EMI vai lançar a partir de setembro canções do Pink Floyd nunca antes ouvidas, anunciou nesta terça-feira a gravadora da banda de rock inglesa.
As faixas serão tiradas dos arquivos e integrarão uma programação de lançamentos que se estenderá por vários meses e incluirá conjuntos de CDs para colecionadores e gravações de estúdio remasterizadas.
"Trabalhamos juntos por mais de um ano sobre esse programa, que incorpora todos os elementos que fizeram do Pink Floyd uma das forças mais inspiradoras da música moderna", disse em comunicado à imprensa Roger Faxon, executivo-chefe da EMI.
O anúncio foi feito quatro meses depois de a banda e a gravadora, que têm uma parceria de longa data, terem anunciado um novo contrato válido por cinco anos e o encerramento de sua disputa judicial.
O Pink Floyd, que assinou contrato com a EMI há mais de 40 anos, é famoso principalmente por seus álbuns influentes e aclamados "The Dark Side of the Moon", "Wish You Were Here" e "The Wall".
De acordo com a EMI, a banda já vendeu mais de 200 milhões de álbuns em todo o mundo. Apenas nos Estados Unidos, "The Dark Side of the Moon", de 1973, vendeu 45 milhões de álbuns, o terceiro maior álbum da história do país em matéria de vendas.
No ano passado o Pink Floyd e a EMI se envolveram em uma batalha na Justiça sobre o direito da gravadora de "decompor" seus álbuns e vender faixas individuais online.

Hollywood e diretores de renome esquentam o ambiente em Cannes

Grandes nomes de Hollywood e alguns diretores de peso do cinema independente vão dividir as atenções no Festival de Cannes deste ano, que começa na quarta-feira com a exibição de "Midnight in Paris", de Woody Allen.
Numa edição da maior vitrine do cinema mundial que alguns críticos prevêem que tenha qualidade acima da média, está prevista a presença no tapete vermelho de Angelina Jolie, Brad Pitt, Sean Penn, Penelope Cruz, Robert De Niro, Mel Gibson e Johnny Depp.
Vão se juntar a eles alguns queridinhos do circuito dos festivais de cinema europeus: Pedro Almodóvar, Nanni Moretti, os irmãos Dardenne, Aki Kaurismaki e Lars Von Trier, todos concorrendo pela cobiçada Palma de Ouro de melhor filme.
E o veterano diretor norte-americano Terrence Malick finalmente está de volta à competição principal com o filme que é apenas seu quinto longa-metragem, o ansiosamente aguardado "A Árvore da Vida", em que Brad Pitt e Sean Penn protagonizam uma saga familiar ambientada no meio-oeste americano nos anos 1950.
Leia mais.

Whitney Houston volta a se tratar contra dependência de drogas

A cantora Whitney Houston está novamente passando por tratamento para combater a dependência de drogas e álcool, disse sua porta-voz na segunda-feira.
A cantora várias vezes premiada com o Grammy se inscreveu em um programa de tratamento que não envolve internação em clínica.
"Whitney iniciou o programa por vontade própria, para ajudar seu processo de recuperação de longo prazo", disse a agente publicitária Jill Fritzo.
Whitney, uma das cantoras que mais vendeu da história, com sucessos como "I Will Always Love You", lutou contra a dependência de drogas por anos e iniciou sua volta aos palcos no fim de 2009. Mas teve problemas em algumas das apresentações de sua turnê de 2010.
Na parte inicial de sua turnê britânica, um ano atrás, ela pareceu estar com falta de ar. Em Paris, foi hospitalizada com uma infecção respiratória e adiou várias apresentações. E, na Austrália, foi criticada por fãs e a crítica especializada.
Em abril de 2010, ela descreveu como "ridículos" os relatos da mídia segundo os quais teria voltado a usar drogas.
O site de notícias sobre celebridades TMZ.com disse na segunda-feira que Houston se inscreveu no programa de reabilitação há dez dias e que ela pode sair em público, desde que esteja acompanhada de um monitor
A TMZ citou uma fonte não identificada como tendo dito que Houston estaria fazendo uma desintoxicação de seu organismo para se preparar para um novo filme. Não foram dadas outras informações.

Galeria britânica quer reduzir aglomerações em exposição de Da Vinci

A National Gallery britânica planeja limitar os ingressos disponíveis para uma exposição de Leonardo da Vinci, numa tentativa de reduzir a frustração dos amantes de artes que vão se acotovelar na mostra.
O número de visitantes autorizados em cada período de meia hora em sua Ala Sainsbury será restrito a 180, em vez dos 230 permitidos pelas normas de segurança. A decisão foi motivada por reclamações sobre multidões grandes demais em exposições anteriores.
O diretor da galeria, Nick Penny, disse que a mostra de Da Vinci provavelmente será uma das mais importantes da história do museu.
Ele explicou que "um desenho com detalhes belíssimos, por exemplo, é mais bem visto por uma ou duas pessoas de cada vez, quer o espaço de exposição seja pequeno ou enorme".
A galeria localizada na Trafalgar Square vai elevar sua capacidade normal em 20 por cento, ficando aberta por mais tempo diariamente e abrindo no dia do Ano Novo, o que ajudará a combater qualquer perda de receita resultante da limitação de visitantes.
A exposição "Pintor na Corte de Milão" reunirá o maior número de telas sobreviventes de Da Vinci já expostas em um só lugar, incluindo a famosa obra-prima "Dama com Arminho".
Muitos críticos consideram o retrato de Cecilia Gallerani, amante de Ludovico Il Moro, como a melhor obra do mestre renascentista.
A "Mona Lisa" não estará presente, mas a mostra vai incluir trabalhos internacionais nunca antes vistos na Grã-Bretanha. Entre as obras notáveis presentes na exposição estarão a "Madonna Litta", do museu Heritage, em São Petersburgo, e "La Belle Ferronnière", do Louvre, em Paris.
A mostra ficará em cartaz entre 9 de novembro e 5 de fevereiro de 2012, e os ingressos poderão ser reservados com antecedência desde esta terça-feira (10).

domingo, 8 de maio de 2011

vozdemulher


Karolina Pasierbska, "Love me Tender".
Quer conhecê-la melhor? http://www.karolinapasierbska.com/

"Thor" e "Velozes & Furiosos 5" impulsionam bilheterias dos EUA

O Deus do Trovão reinou nas bilheterias norte-americanas com o lançamento de "Thor", o último super-herói dos quadrinhos da Marvel a chegar à telona.
De acordo com estimativas divulgadas no domingo, a adaptação em 3D da história em quadrinhos da Marvel vendeu 66 milhões de dólares em ingressos nos três primeiros dias de lançamento nos Estados Unidos e no Canadá, confirmando as previsões da indústria.
O filme se classificou como o segundo maior lançamento do ano, uma semana depois de "Velozes & Furiosos 5 " estabelecer um novo recorde, com 86 milhões de dólares.
Internacionalmente, os filmes trocaram de lugar, com "Velozes & Furiosos 5" arrecadando 87 milhões dólares durante o fim de semana e "Thor" 46 milhões de dólares.
Os dois filmes de ação são a principal tentativa de recuperação de Hollywood, em um ano sombrio que viu uma queda de 14 por cento nas bilheterias dos Estados Unidos.
A indústria ainda espera ganhar mais terreno nas próximas semanas com sequências de "Piratas do Caribe", "Se Beber Não Case"e "Kung Fu Panda."
"Thor," com o australiano Chris Hemsworth no papel principal, foi dirigido por Kenneth Branagh, ator e cineasta britânico conhecido por seu trabalho com a obra de Shakespeare.
Mas o lançamento de 66 milhões dólares ficou muito aquém de outros filmes da Marvel, como "Homem Aranha" em 2002 (115 milhões de dólares) e "Homem de Ferro" em 2008 (99 milhões).
"Velozes e Furiosos 5" caiu para a segunda posição com 32,5 milhões de dólares, chegando a um total de 140 milhões de dólares nos Estados Unidos. Ele substituiu a animação "Rango" (120 milhões de dólares) como o maior lançamento do ano até agora.
Seu total internacional subiu para 185 milhões de dólares, à frente de "Thor," com 176 milhões. Já o maior lançamento internacional até agora neste ano é a animação "Rio," com 292 milhões dólares em apenas um mês.

Vestidos de princesa Diana são leiloados por US$276 mil

(Reuters) - Um par de vestidos usados pela princesa Diana foi vendido em um leilão cultural em Beverly Hills por 276 mil dólares.
As duas peças, que foram mantidas em um ambiente climatizado desde a morte da princesa em agosto de 1997, foram arrematadas por um importante museu por 144 mil e 132 mil dólares cada, disse Darren Julien, presidente da Julien's Auctions.
"Nós tivemos participantes de todo o mundo, e é muito bom eles irem para um museu onde serão mostrados e apreciados pelo público", disse Julien.
Julien acrescentou que não poderia identificar o museu sem a permissão dele.
O vestido arrematado por 144 mil dólares foi descrito como um vestido preto de crepe para noite, que Diana usou em uma visita de Estado em 1992.
O outro vestido, um tomara-que-caia de seda de chiffon, foi usado no Festival de Cannes de 1987 e em uma apresentação de Miss Saigon no Teatro Real de Londres em 1989.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Mais de 600 projetos culturais inscritos no Mecenato

A Fundação Cultural de Curitiba recebeu inscrições de 633 projetos culturais de artistas profissionais e iniciantes interessados em receber recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, por meio do Mecenato Subsidiado. A maior parte dos projetos é das áreas de música (31%), audiovisual (21%) e artes cênicas (21%). Os projetos recebidos já foram encaminhados às comissões que farão a análise de mérito.
Do total de projetos apresentados, 489 são de artistas não iniciantes, enquanto 144 são propostas apresentadas por iniciantes. Entre os empreendedores iniciantes, as áreas mais procuradas são de audiovisual (33%) e música (29%). Entre os mais experientes, além desses dois segmentos, é também significativo o percentual de projetos de artes cênicas. As outras áreas contempladas são artes visuais, literatura, patrimônio histórico, artístico e cultural, e folclore, artesanato, cultura popular e demais manifestações culturais tradicionais.
O valor máximo dos projetos aprovados pelo Mecenato será de R$ 88 mil para os não iniciantes e de R$ 44 mil para os iniciantes. Ambos têm o compromisso de apresentar uma contrapartida social, conforme prevê a Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Os recursos devem ser captados junto a empresas que, mediante renúncia fiscal do município, podem destinar até 20% do imposto devido ao projeto cultural. A previsão é que até julho sejam divulgados os resultados dos julgamentos de mérito pelas comissões, quando então os proponentes poderão iniciar a captação de recursos.

Sá & Guarabira apresentam sucessos no Teatro da Caixa

Entre os dias 6 e 8 de maio, Sá & Guarabyra, dois consagrados músicos da MPB, se apresentam em Curitiba, no Teatro da Caixa (sex/sáb, 21h; dom, 19h). A dupla traz o show “A Dois”, um resumo dos seus grandes sucessos, além de algumas novas canções, pinçadas entre as quase duzentas composições gravadas.

Os artistas se conheceram em uma reunião na casa do letrista e poeta Nelson Lins de Barros, em 1966. De imediato ficaram amigos, mas a parceria só se solidificou quando Sá, após o término do primeiro casamento em 1970, foi hospedado por Guarabyra. Era lá que aconteciam os ensaios de Sá & Zé Rodrix, que na época formavam uma dupla. Não demorou muito para que anfitrião se juntasse à dupla e, o então trio, gravasse o primeiro disco na Odeon.

O trio durou três anos e dois discos de sucesso, com a execução maciça de hits como “Hoje Ainda é Dia de Rock”, “Mestre Jonas“ e “Primeira Canção da Estrada”. Com a saída de Zé Rodrix para uma carreira solo, em 1974, começou a trajetória da dupla remanescente, que emplacou sucessos como “Espanhola”, “Sobradinho”, “Caçador de Mim”, “Dona”, “Verdades e Mentiras”, “Roque Santeiro” e “Estrela Natureza”.

Vinte e seis anos, doze CDs de músicas inéditas e dezenas de compilações e relançamentos depois, por ocasião de sua apresentação no “Rock In Rio III”, em 2001, a dupla convidou o parceiro Rodrix para reintegrar o trio. Com o sucesso da apresentação, eles lançaram “Outra Vez na Estrada”, CD e DVD gravados ao vivo pela Som Livre, ambos até hoje em catálogo.

O trio seguiu na estrada por mais oito anos, fazendo centenas de shows, até o súbito falecimento de Zé Rodrix, em maio de 2009. Sá e Guarabyra voltaram à estrada lançando o CD “Amanhã” – último trabalho do falecido parceiro com eles. A continuidade do trabalho é a melhor homenagem que eles poderiam prestar ao amigo Zé Rodrix.

No cinema: Velozes & Furiosos 5

Em Velozes & Furiosos 5, o ex-policial Brian O'Conner (Paul Walker) torna-se parceiro do ex-condenado Dom Toretto (Vin Diesel) do lado oposto da lei. Desde que ele e Mia (Jordana Brewster) tiraram Dom da cadeia, o trio vive atravessando muitas fronteiras para enganar as autoridades. Agora, encurralados no Rio de Janeiro, eles precisam fazer um último trabalho para garantir sua liberdade.

Enquanto montam uma equipe de elite de pilotos de corrida, os aliados sabem que a única possibilidade de se saírem bem é confrontar o empresário corrupto que quer vê-los mortos. Mas ele não é o único que está atrás deles, pois o agente federal Lucas Hobbs (Dwayne Johnson) foi indicado para perseguir Dom e Brian.

Ele e sua equipe de ataque iniciam um caçada para capturá-los. Mas, enquanto seus homens se espalham pelo Brasil, Hobbs descobre que é impossível separar os mocinhos dos bandidos. Agora, ele deve confiar em seus instintos para encurralar suas presas, antes que alguém mais o faça.

Completam o elenco do quinto filme da série Chris Bridges, Tyrese Gibson, Sung Kang, Gal Gadot, Matt Schulze, Tego Calderon e Don Oma.

Veja o thriller: http://migre.me/4t5uL

No cinema: Reencontrando a Felicidade

Howie Corbett (Aaron Eckhart) e Becca (Nicole Kidman) tinham uma vida a dois quase perfeita. Com estabilidade financeira e um bom espaço para morar, tudo vira de cabeça para baixo depois que o filho Danny (Phoenix List) morre em um acidente de carro.

A partir de então, a mãe busca redefinir sua vida se cercando dos amigos para ajudar a superar a dor e acaba se aproximando do jovem Jason (Miles Teller), que dirigia o carro no fatídico dia do acidente. Enquanto isso, Howie mergulha no passado, buscando apoio em estranhos que podem oferecer algo que a esposa não pode dar. Assim, perdidos em seu sofrimento, os dois fazem escolhas surpreendentes para seu futuro.

Adaptado da peça homônima de David Lindsay-Abaire, Reencontrando a Felicidade (Rabbit Hole) foi dirigido por John Cameron Mitchell em 28 dias. Recebeu indicações ao Globo de Ouro e colocou Nicole Kidman na disputa pelo Oscar de Melhor Atriz. A própria atriz afirmou à imprensa que o papel em que atuou deixou-a profundamente perturbada.

Veja o thriller: http://migre.me/4t5xr

quinta-feira, 5 de maio de 2011

vozdemulher


"Ah! que bom seria se eu pudesse te abraçar
Beijar, sentir como a primeira vez
Te dar o carinho que você merece ter
Eu sei te amar como ninguém mais"
Leila Pinheiro, "Um Dia, Um Adeus"

Romance anterior a "Poderoso Chefão" deve ser lançado em 2012

Poderia ser descrito como uma oferta irrecusável. Um livro que conta a história que antecede à do romance best-seller "O Poderoso Chefão", de Mario Puzo, está previsto para chegar às livrarias em junho de 2012.
Intitulado "The Family Corleone" (A Família Corleone), o livro será escrito por Ed Falco e é baseado em um roteiro de Puzo que nunca chegou a ser produzido. A história acontece em Nova York, nos anos 1930, a época da Grande Depressão, e conta como Vito Corleone ascendeu no submundo criminoso para tornar-se o influente Don Corleone de "O Poderoso Chefão".
O romance foi autorizado pelos herdeiros de Puzo, que morreu em 1999, aos 78 anos, depois de conquistar dois Oscar pela adaptação de "O Poderoso Chefão" para os filmes dos anos 1970 "O Poderoso Chefão" e "O Poderoso Chefão II", que também narram o início da vida de Vito Corleone e sua ascensão nas fileiras do submundo ítalo-americano.
O romance de Mario Puzo foi publicado originalmente em 1969 e já vendeu mais de 21 milhões de exemplares. Puzo escreveu dois outros livros da série: "O Siciliano", em 1984, e "Omerta", publicado em 2000.
James Raab, vice-presidente executivo da editora Grand Central Publishings, disse que "The Family Corleone" é um romance "que traz os personagens clássicos de Puzo de volta, de maneira emocionante, em uma história que faz jus ao original e merece ser lida por si só".

COB seleciona Curitiba para receber seleções olímpicas

Dez equipamentos esportivos de Curitiba foram selecionados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) para receber delegações olímpicas internacionais durante o período de aclimatação dos atletas que irão disputar as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. No próximo dia 23 o COB realizará um congresso técnico com as cidades selecionadas.
Durante o congresso, será discutido e repassado para as cidades os termos do caderno de encargos, procedimentos que deverão ser adotados para o seguimento dos trabalhos visando as Olimpíadas de 2016 e informações gerais de cada cidade, que deverão ser coletadas e repassadas ao COB”, diz o secretário municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Marcello Richa.
As informações coletadas serão catalogadas e distribuídas para as delegações internacionais poderem escolher as cidades onde farão a aclimatação. O objetivo é distribuir os 11 mil atletas de 205 países que disputarão as Olimpíadas. “A aclimatação é um período fundamental para os atletas se adequarem as condições de fuso horário, temperatura, umidade do ar e outras características do país sede das Olimpíadas”, disse o diretor de Esporte da Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude, Felipe Daher.
Temos certeza de que Curitiba será muito visada pelas delegações devido à excelente infraestrutura que a cidade dispõe e as condições climáticas que favorecem a adaptação dos atletas”, acrescentou o diretor.

Maxixe Machine encerra temporada do Música nos Parques

A produção musical do grupo Maxixe Machine toma conta do Parque Bacacheri, a partir das 15h30 deste domingo (8), no encerramento da quinta edição do programa Música nos Parques.
O programa desenvolvido pela Fundação Cultural de Curitiba, que desde 2006 transforma em palco os parques da cidade, tem as atrações selecionadas por meio de edital do Fundo Municipal da Cultura. A entrada é franca.
A quinta temporada do Música nos Parques começou no dia 26 de setembro do ano passado e proporcionou lazer e diversão a milhares de curitibanos.
Os 13 shows selecionados tiveram 26 apresentações em parques e praças, contemplando os diversos estilos e tendências musicais. A programação gratuita, sempre aos domingos, que há cinco anos valoriza os artistas locais, é um dos destaques da agenda cultural dos finais de semana.

Maxixe Machine - Poesia e inovação marcam o espetáculo com o qual o Grupo Maxixe Machine presenteia os frequentadores do Parque Bacacheri, neste domingo (8). Dono de uma produção eclética, que une samba, polka e etnopunk, o grupo tem na liderança o músico Luiz Ferreira (voz e cavaquinho).
Formado em 1994, o Maxixe Machine reúne compositores e cantores de forte atuação no cenário artístico curitibano, com a proposta de difundir suas criações e conquistar novas plateias, executando um repertório extenso e autoral.

Orquestra Sinfônica homenageia Dia das Mães com apresentação especial

Em homenagem ao Dia das Mães, a Orquestra Sinfônica do Paraná (OSP) realiza um concerto especial neste domingo (8), às 11h, no Auditório Bento Munhoz da Rocha Netto (Guairão), com entrada franca. A cantora lírica Marília Vargas é a convidada do concerto. Mundialmente conhecida, ela irá interpretar as obras “Ah se in ciel benigne stele” KV 538 e “Bella mia fiamma” KV 528 (árias de concerto para soprano), de Mozart, e Sinfonia nº 4 em sol maior, de Gustav Mahler.

Esse é o terceiro concerto da Orquestra este ano e será comandado pelo maestro convidado Abel Rocha, diretor artístico do Teatro Municipal de São Paulo e regente titular da Orquestra Sinfônica Municipal. Reconhecido pela crítica como um especialista em óperas, Rocha acumula experiências na área musical com trabalhos realizados em importantes orquestras brasileiras apresentando óperas, balés e programas sinfônicos.

Outra novidade agendada para este domingo é o lançamento do calendário com todas as apresentações que a Orquestra Sinfônica do Paraná irá realizar durante o ano. O programa terá o custo de R$ 10,00.

PARANAENSE – O maestro titular da Orquestra, Osvaldo Ferreira, diz que trazer Marília Vargas ao Guairão significa valorizar o que é nosso. “Ela é uma cantora paranaense, reconhecida internacionalmente e está fazendo grande sucesso com sua voz e interpretação”, afirma.

Espaço Cultural BRDE seleciona exposições para 2011/2012

Pintura, fotografia, gravura e escultura são algumas das opções da agenda 2011/2012 que acaba de ser definida pela comissão responsável pelas atividades do Espaço Cultural BRDE - Palacete dos Leões. Das 23 propostas apresentadas, foram selecionados dez projetos para o segundo semestre de 2011 e todo o ano de 2012.

A comissão, formada por funcionários do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), mantenedor do Espaço Cultural, contou com a assessoria do crítico de arte Fabrício Nunes, também professor de História da Arte e Estética na Escola de Música e Belas Artes do Paraná (Embap), que coordenou a seleção dos trabalhos.

De acordo com o professor Fabrício Nunes, as motivações para escolher os trabalhos foram, em linhas gerais, qualidade artística, maturidade da proposta, compreensão do espaço e adequação. “Por qualidade artística entendo a capacidade da obra de veicular valores formais e de pensamento: a obra de arte, através da forma, faz o espectador pensar, imaginar, sentir: não se trata simplesmente de ‘ser bonito’, mas principalmente de ativar a imaginação, que é uma dimensão fundamental da experiência humana”, disse.

PALACETE DOS LEÕES - Considerado pelos artistas como um espaço nobre, o casarão da João Gualberto, por si só é uma obra de arte. Construído em 1902, o espaço é tombado pelo patrimônio histórico e é testemunho do ciclo da erva-mate, um dos períodos mais prósperos da economia paranaense. Inaugurado em junho de 2005, o Espaço Cultural BRDE, instalado no Palacete, já recebeu artistas dos mais variados segmentos. Além do incentivo a exposições, também proporciona apresentações de grupos musicais, concertos e lançamentos de livros.

Confira os projetos selecionados:

1 André Barroso da Veiga pintura, gravura, objeto
2 Daniel Gustavo Escudero pintura
3 Edénei Brizot escultura
4 Edisa de Athayde Costa e Silva pintura
5 Elisangela Felber gravura, objeto, fotografia
6 Luiz Lavalle Filho pintura
7 Michelle Behar Ribeiro gravura
8 Sander Vital Riquetti fotografia
9 Silvana Maria Camilotti pintura
10 Valdir Francisco gravura

quarta-feira, 4 de maio de 2011

vozdemulher


Cantando em português ou inglês, um talento:
Laura Rizzotto, "Better Place"

Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba apresenta concerto para flautas

O concerto que a Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba realizará neste fim de semana contempla composições escritas para flautas e terá como convidado José Ananias Lopes Souza, um dos mais destacados flautistas brasileiros. As apresentações acontecem sexta-feira (6), às 20h, na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, e sábado (7), às 18h30, na Capela Santa Maria.
Nascido no Amapá e integrante da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, José Ananias realiza este concerto com a orquestra curitibana para comemorar os seus 35 anos de carreira. Outro solista convidado é Sebastião Interlandi Jr, seu amigo flautista dos tempos da Orquestra Sinfônica Juvenil do Estado de São Paulo. A direção musical é do violinista e spalla Mauricio Aguiar.
José Ananias será o solista no Concerto em Ré menor para Flauta e Cordas, de Carl Bach (1714-1788). Junto com Sebastião Interlandi ele executa o Concerto para Duas Flautas e Orquestra de Cordas, do compositor gaúcho Dimitri Cervo (1968). A orquestra curitibana faz a estreia nacional dessa obra, composta em 2009, com três movimentos que fazem referências ao folclore brasileiro. O concerto encerra com a Serenata para Cordas em Mi Maior, de Anton Dvorak (1841-1904).