terça-feira, 30 de junho de 2015

Museu Oscar Niemeyer tem visita guiada e horário prolongado nesta quinta

O Museu Oscar Niemeyer (MON) promoverá na próxima quinta-feira (2) a programação Quinta + MON. Neste dia, o horário de funcionamento é prolongado até às 20h e a entrada é gratuita a partir das 18h. Além do museu, o café e a loja também ampliam o horário.
Às 19 horas haverá visita mediada com o professor Fabricio Nunes na mostra “Audácia Concreta – Obras de Luiz Sacilotto”, na sala 6. Sacilotto (1924-2003) nasceu em Santo André (SP) em uma família de imigrantes italianos. Começou os estudos na própria região e profissionalizou-se ao formar-se técnico em 1943. Transitou entre as artes e o ofício de forma linear e paralela. A retrospectiva, com 134 obras, traz desde os primeiros trabalhos do artista até a série de colagens, produzida no período final de sua vida.
O público também poderá visitar as exposições “Crash – Regina Silveira”, “Wifredo Lam: o Espírito da Criação”, “Ukiyo-e”, “Obras-primas de Hokusai” e “Hiroshige – Coleção Museu de Arte Fuji de Tóquio”, “Obras Sob Guarda do MON”, “Museu em Construção”, “Cones”, “Espaço Niemeyer”, “Pátio das Esculturas”, o projeto especial “Isolde Hötte, sua Obra”, além de três salas com cerca de 250 obras da coleção do museu: “Acervo MON – 2013/2014” e “Histórias do Acervo MON – em Aberto”, que ocupa as salas 8 e 9.

HISTÓRIA DA ARTE - Fabricio Vaz Nunes é professor de História da Arte na Unespar/Embap, bacharel em Gravura e Especialista em História da Arte Moderna e Contemporânea pela Embap e mestre em História da Arte e da Cultura pela Unicamp, onde desenvolveu pesquisa sobre a arte concreta paulista.
Atualmente é doutorando em Estudos Literários pela UFPR. Trabalha como professor, historiador e crítico de arte.

Mais informações: www.museuoscarniemeyer.org.br.

Infantil “O menino e a caixa de brinquedos” faz apresentações no Teatro Sesi Portão

A história de um garoto que faz muitas maldades e as aprendizagens que ele tem após encontrar uma caixa com uma boneca encantada é o enredo de “O menino e a caixa de brinquedos”. O espetáculo infantil ganha duas apresentações no Teatro Sesi Portão, neste final de semana, dias 4 e 5 de julho, às 16h.
Além da linda história, a peça também repassa lições importantes para as crianças, como o respeito pelos pais, professores, animais domésticos e aborda até a higiene pessoal. O espetáculo é narrado em áudio e os atores trabalham apenas com mímica.
Também nos dias 4 e 5, no Teatro Sesi Portão, será realizada a “Oficina de teatro para crianças”, que inclui na sua grade de conteúdo temas como primeiros contatos com o teatro; jogos de aquecimento; expressão corporal; e jogos teatrais. A oficina acontece das 14h30 às 15h30 e custa R$ 20,00 (já com ingresso incluído para a peça infantil “O menino e a caixa de brinquedo”). Para reservas e mais informações no emailteatroeventos@hotmail.com (as vagas são limitadas).

O Teatro Sesi Portão está situado na rua Padre Leonardo Nunes, 180 e os ingressos para “O menino e a caixa de brinquedos”.custam R$ 5,00 (preço único). Mais informações: 3271-8469.

Centro Juvenil de Artes Plásticas abre mostra dos alunos e matrículas para o segundo semestre

Foi aberta a exposição coletiva intitulada “Contemporâneos”, com obras produzidas pelos alunos do Centro Juvenil de Artes Plásticas (CJAP). A exposição permanece até 9 de agosto e a entrada é gratuita.
As obras foram produzidas durante as oficinas do primeiro semestre de 2015 pelos alunos do CJAP, que conheceram a produção cultural de artistas que se destacaram por meio da arte contemporânea, entre eles Tomie Ohtake, Cildo Meireles, Bela Borsodi e outros. Após saber mais sobre estes artistas os alunos produziram trabalhos em papéis coloridos, argila modelada, linhas, manchas e traços coloridos em folhas de papel que estarão expostos nesta mostra.

2º semestre - A partir de 1º de julho começam as rematrículas para os alunos que já participam das oficinas no CJAP. Já no dia 13 de julho abre o período de matrículas para alunos de escolas públicas que desejam participar das oficinas. A partir de 20 de julho abrem as inscrições para toda a comunidade. Os cursos são gratuitos e as aulas começam no dia 03 de agosto de 2015. Para efetuar a matrícula é necessário que o responsável pela criança ou adolescente compareça ao CJAP com a fotocópia da certidão de nascimento ou carteira de identidade de quem irá realizar o curso e uma foto 3x4.
Cada oficina é indicada para uma faixa etária específica, que vai de 6 a 17 anos. Serão ofertadas aulas de modelagem, pintura, desenho, múltiplas linguagens, escultura e teatro. As vagas são limitadas. O Centro Juvenil de Artes Plásticas fica na Rua Mateus Leme, 56, em Curitiba (PR). Informações podem ser obtidas nos telefones (41) 3323-5643 e 3223-3805 e no site www.cjap.seec.pr.gov.br, no qual também é possível conferir a grade horária completa dos cursos.

Escultura de Tomie Ohtake ganha pintura de conservação

A Fundação Cultural de Curitiba iniciou nesta segunda-feira (29) a pintura de conservação da escultura de Tomie Ohtake instalada Museu Municipal de Arte (MuMA) – Portão Cultural. A obra em concreto tem 11 metros de altura e foi criada especialmente para Curitiba, em 1996, para celebrar o centenário de amizade Brasil-Japão.
Segundo a coordenadora de acervo da FCC, Maria Isabel Soppa, os trabalhos devem durar mais alguns dias pois a obra receberá ao menos três camadas de tinta. "Antes de iniciar a pintura fizemos vários testes para chegar no tom de vermelho mais próximo da cor original desde a instalação da escultura", revela Maria Isabel.

Cores – A pintura de conservação da escultura de Tomie Ohtake é uma parceria da Prefeitura de Curitiba com as Tintas Coral e faz parte do projeto “Tudo de Cor para Curitiba” que já realizou ações no Setor Histórico, na Rua Riachuelo, com a repaginação de 53 imóveis, e em 14 imóveis da Rua São Francisco.

A artista – Considerada a “dama das artes plásticas brasileiras”, Tomie Ohtake chegou ao Brasil em 1936 e só começa a pintar aos 40 anos de idade, construindo uma trajetória como poucos artistas brasileiros conseguiram. Os anos 1960, quando se naturalizou brasileira, foram decisivos para a sua maturação como pintora originária da abstração informal.
Além da pintura e da gravura, Tomie realizou esculturas em grandes dimensões para espaços públicos e, desde a 23ª Bienal Internacional de São Paulo, em 1995, quando teve uma sala especial de esculturas, vem expandiu sua produção tridimensional. Hoje, 27 obras públicas de sua autoria fazem parte da paisagem urbana de algumas cidades brasileiras.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Documentário “Espírito de Contradição”, sobre pensador Newton da Costa, será lançado na Caixa Cultural

A Caixa Cultural Curitiba apresenta, nesta terça-feira (30), o lançamento do documentário “Espírito de Contradição”, um longa-metragem do diretor Fernando Severo sobre o matemático e filósofo curitibano Newton da Costa. Serão duas sessões gratuitas, às 19h e às 20h30.
Quase desconhecido no Brasil, Newton da Costa ganhou fama mundial no meio acadêmico ao propor um novo ramo na lógica contemporânea que admite contradições, batizado de lógica paraconsistente. Suas teorias se tornaram referência em universidades do mundo inteiro e são objeto de estudos acadêmicos e seminários em diversos países. Seus escritos são tema de discussões em congressos internacionais e as aplicações se estendem à ciência da computação, inteligência artificial, robótica, psicanálise e ao direito.
Newton da Costa é autor de uma obra cuja repercussão internacional segue aumentando. Ele começou a se destacar em 1963, quando publicou a tese de cátedra Sistemas formais inconsistentes na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Autor de cerca de 200 trabalhos sobre lógica, teoria da ciência e fundamentos da física, ele é o único brasileiro membro do seleto Instituto Internacional de Filosofia de Paris, que inclui os mais notáveis filósofos vivos e tem a filiação limitada a 116 pessoas no mundo todo.
As filmagens foram feitas durante cinco dias, em 2014, quando Newton da Costa concedeu longas entrevistas ao cineasta Fernando Severo. A produção percorre diversos pontos da capital paranaense, cidade onde o filósofo nasceu e realizou sua formação acadêmica. Seus depoimentos abrangem tanto dados biográficos quanto suas principais formulações científicas. Antes de realizar o documentário, Severo já havia produzido, em 2006, um curta-metragem sobre o professor.

Pensador curitibano - Newton Carneiro Affonso da Costa nasceu em 1929 e tem três graduações pela UFPR: engenharia civil (1952) e bacharelado (1955) e licenciatura (1956) em matemática. Tornou-se doutor em análise matemática e análise superior em 1961, tendo sido professor da UFPR, da USP e da Unicamp.
O curitibano alcançou grande repercussão mundial quando demonstrou que a lógica clássica, “mãe de todas as lógicas”, não se aplica a alguns campos complexos da ciência, para o qual a lógica paraconsistente é mais indicada.

Fernando Severo - Diretor e roteirista de Curitiba, seus filmes e vídeos venceram mais de 70 prêmios nacionais e internacionais. Faz curtas-metragens desde 1979 e, em 2003, com o média-metragem “Paisagem de Meninos”, conquistou os prêmios de melhor filme, roteiro, ator e direção de arte no Festival de Gramado. Estreou em longas em parceria com Marcos Jorge no filme “Corpos Celestes” (2009).
Os ingressos serão gratuitos e distribuídos a partir de uma hora antes de cada sessão. Não será permitida a entrada após o início da sessão. 

Cena HQ faz reflexão sobre a juventude em leitura na Caixa Cultural

A Caixa Cultural Curitiba apresenta, no dia 1º de julho (quarta-feira), às 20h, a leitura cênica do quadrinho “As Coisas que Cecília Fez”, do curitibano Liber Paz. Depois da apresentação, que faz parte do projeto Cena HQ, o público poderá participar de um bate-papo com o autor, o elenco de atores e a diretora Angela Stadler.
Lançado em 2013, “As Coisas que Cecília Fez” é o primeiro álbum publicado pelo curitibano Liber Paz, que assina o texto e as ilustrações em preto e branco. Na história, Cecília é uma mulher que leva uma vida estável aos trinta e poucos anos de idade. Mãe de Pedrinho e casada com Leonardo, ela reencontra na rua por acaso uma pessoa que não via há 15 anos e acaba abalada por lembranças e emoções.
O encontro traz à tona as experiências que Cecília viveu em outras épocas, desde a instabilidade da adolescência, passando por suas escolhas, maturidade, drogas e sexualidade. Esse passeio por sua memória é dosado com humor e repleto de referências à cultura pop dos anos 1990. O filme “Romeu e Julieta”, estrelado pelo ator Leonardo Di Caprio em 1996, bem como as bandas Nirvana, Pearl Jam e Smashing Pumpkins, são citados no decorrer da trama.
Liber Paz, o autor, participou de diversas coletâneas de quadrinhos e é professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), onde leciona desenho no curso de Design. Em seu mestrado e doutorado, estudou a produção brasileira de histórias em quadrinhos. Foi premiado no Troféu HQMix por sua dissertação de mestrado em 2008.

Cena HQ - Recém-indicado ao Troféu HQ Mix 2015 na categoria produção para outras linguagens, o projeto Cena HQ segue a proposta de ler em cena obras publicadas originalmente em quadrinhos. O evento é uma parceria entre a Cia Vigor Mortis e a Quadrinhofilia, com curadoria dos autores feita pelo quadrinhista José Aguiar e escolha dos encenadores pelo diretor Paulo Biscaia Filho. Cada leitura é seguida por um debate envolvendo público, autores, diretor e atores. No ano passado, a iniciativa já havia sido premiada com o Troféu HQ Mix na mesma categoria em que concorre agora.

Recomendado para maiores de 14 anos, a Cena HQ – “As Coisas que Cecília Fez” tem entrada franca e a retirada de ingressos pode ser feita a partir das 19h do dia da apresentação. Mais informações: 2118-5111.

“A Saga - Da Terra Vermelha Brotou o Sangue” estreia na TV Brasil

Após 13 anos de produção, estreia nesta segunda-feira (29), às 23h, na TV Brasil, “A Saga – Da Terra Vermelha Brotou o Sangue” – série épica que conta a história da ocupação e colonização do estado do Paraná em 16 capítulos. A obra envolveu quase cinco mil pessoas, entre atores, figurantes e técnicos, e passou por mais de 30 locações e cidades do estado do Paraná e de Santa Catarina.
Dirigida por Manaaos Aristides, a série é um documento da formação, vida, costumes e lutas do povo paranaense e retrata histórias de muitas cidades, importantes na colonização do Paraná. O que antes eram vilarejos, ou apenas “lugarejos” de passagens de tropas e tropeiros, constituem o marco verdadeiro da colonização, e hoje são as importantes cidades do interior como Foz do Iguaçu, Ponta Grossa, Laranjeiras do Sul, Pirai do Sul, Castro, Santa Helena, Tibagi, Cascavel, Guarapuava, Toledo, Marechal Rondon, entre tantas outras.
"O intuito maior é fazer com que “A Saga” seja um entretenimento dos mais agradáveis e interessantes enquanto minissérie televisiva. Mas é evidente que não podemos desprezar o grande valor histórico e educacional, como um documentário da formação do Estado do Paraná”, conta Manaaos.

Perseverança - As primeiras gravações de “A Saga” aconteceram em 1999 com a construção das duas primeiras cidades cenográficas, uma em Porto Mendes e a outra em Cascavel. Em 2003 foi erguida também em Foz do Iguaçu uma cidade com 26 edificações entre elas o Hotel das Cataratas. Enfim num total de 82 edifícios e cabanas representando a época das casas de madeira inclusive com o telhado em tabuas lascadas no machado. Segundo Manaoos, a obra acabou sendo uma saga dentro da própria A Saga. “Enfrentamos diversas dificuldades, o que levou a interromper os trabalhos dezenas de vezes”, revela.
O elenco conta Roberto Bomtempo, Raymundo de Souza, João Vitti, Valdir Fernandes, Gabriela Alves, Munir Kanaan, Alessandro Malvão, Adilson Girardi, Helio Zach, Denis Derkian, Emilio Pitta, Claudete Pereira Jorge, Helena Portela, Carlos Vilas Boas e o radialista e compositor Claudio Ribeiro. Além do elenco principal, foram convidados para participações especiais a apresentadora de TV Olga Bongiovanni. A trilha sonora é de Waltel Branco, Arthur de Carvalho e Marlos Garcia e sonorização do produtor Kennedy Telles.

Mais informações na Fanpage da obra noFacebook.

Festival de Inverno da UFPR começará no dia 11 de julho

O 25º Festival de Inverno da UFPR, que é realizado anualmente em Antonina (PR), neste ano ocorrerá entre os dias 11 e 18 de julho. Na programação, estão as já tradicionais oficinas, espetáculos e outras atividades paralelas. Boa parte das atividades já está confirmada, e as inscrições para as oficinas estão abertas.
Serão ofertadas 720 vagas, em 27 oficinas, divididas por categorias - infantis; adulto; aprimoramento; educação especial; maturidade; e arte-educação. Os interessados devem se inscrever até o dia 30 de junho. As oficinas abrangem as mais diversas áreas, como música e gastronomia, por exemplo.
Além das oficinas convencionais, os participantes podem optar pelas Vivências, que consistem em palestras ou oficinas de curta duração. O objetivo é alcançar os públicos que não têm disponibilidade para participar das oficinas em formato tradicional. Serão três opções de Vivências, que serão ministradas por bolsistas de Extensão da UFPR.
Entre os espetáculos, haverá apresentações musicais, de dança e teatrais. As atividades serão realizadas majoritariamente no Teatro Municipal, na Igreja São Benedito e no Palco Principal. Nos próximos dias, será divulgada a programação cultural completa, além da programação de atividades paralelas. Segundo a organização do Festival, estima-se que passem pelo evento cerca de 40 mil pessoas durante toda a semana. Todas as atividades são gratuitas.
Para conferir a programação completa, fazer a inscrição para as oficinas e obter mais informações sobre o Festival, acesse o site http://www.proec.ufpr.br/festival2015/index.html

Sopros5 faz seu segundo concerto no Guairinha

Está agendada para esta terça-feira (30), às 20h30, no Guairinha, mais uma apresentação do Quinteto Sopro5, formado por músicos da Orquestra Sinfônica do Paraná, Fabrício Ribeiro (flauta), João Vitor Silva (fagote), Marcelo Oliveira (clarinete), Marcos Vicenssuto (oboé), Fabio Jardim (trompa).
Para essa apresentação estão no repertório quatro compositores e inicia com “Ajubete Jepê Amo Mbaê”, do brasileiro Liduino Pitombeira. Suas obras são conhecidas também no exterior, já foram executadas por grupos como o Quinteto de Sopros da Filarmônica de Berlim. O músico também se destacou em alguns concursos e alcançou o 1º lugar no II Concurso Nacional de Composição Camargo Guarnieri com Suite Guarnieri e no Concurso Nacional de Composição “Sinfonia dos 500 Anos” com “Uma Lenda Indígena Brasileira”. A segunda peça do concerto será “Quinteto de Sopros em dó maior, Op. 79”, do alemão August Klughardt, publicada em 1901. Em seguida será apresentada “Kleine Kammermusik, Op. 24 nº 2”, do austríaco Paul Hindemith, considerada verdadeira obra-prima da música de câmara do século 20 e uma das mais executadas. E, para encerrar o concerto, outro brasileiro será lembrado, Mario Tavares, um dos compositores nacionais mais importantes. Dele será tocada a obra “Quinteto para Instrumentos de Sopro”.

O concerto do quinteto Sopro5 é indicado para maiores de 7 anos e tem ingressos a R$ 20,00.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

“A Nave dos Insensatos” estreia temporada no Teatro Guaíra

A peça “A Nave dos Insensatos” é uma sátira política que instiga o espectador a refletir sobre temas da sociedade contemporânea será apresentada até dia 5 de julho, de quinta e sábado às 20 horas e domingos às 19 horas, no Teatro José Maria dos Santos, sob a direção de Mauro Zanatta.
“Lenda de Sal” é o nome da Nave dos Insensatos, o navio onde os espectadores embarcam e do qual serão marujos comandados pelo capitão Sebastião Corvino, capitão-mor que recepciona e orienta todos a seguirem a cartilha de navegação, sem a qual, ao longo da peça, o barco não avança. Logo no início da viagem, o resgate de um náufrago - o misterioso Antuérpio de Outam - abala o rumo aparentemente tranquilo da embarcação e dá início a um intenso jogo entre personagens, atores e plateia, envolvendo o destino do navio e o papel de cada na viagem.
Partindo da metáfora da barca, herança medieval tão cara ao pensamento humanista e à arte renascentista presente até hoje na cultura ocidental, "A Nave dos Insensatos" encontra na realidade social a matéria-prima para refletir sobre os comportamentos, ideias e contradições do ser político contemporâneo, em especial, do brasileiro.
Considerado uma sátira política, o espetáculo pretende provocar o espectador e despertar o cidadão através do lúdico, sem incorrer no discurso meramente panfletário ou partidário. Originalmente escrita por Mustafá Ali Kanso, "A Nave dos Insensatos" bebe na mesma fonte de inspiração d’O Navio dos Loucos, pintura do artista flamengo Hieronymus Bosch (1450-1516), e d’O Elogio da Loucura, de seu conterrâneo e contemporâneo Erasmo de Roterdam (1466-1536).
A Companhia autoPeças criaCorvos juntou-se ao diretor Mauro Zanatta numa livre adaptação do texto original e construiu um espetáculo de risco, onde a interação com a plateia explora as possibilidades e limites do tradicional jogo de improviso. Na medida em que o espectador é convidado a participar, abre-se espaço para o incerto e o inesperado.
O elenco e composto por Danilo Correia e Jully Mar, com iluminação de Rodrigo Ziolkowski. Sonoplastia de Célio Savi, Cenografia de Aorelio Domingues, figurino e adereços de Mariana Zanette com Produção de Juliana Pedrozo.

Informações sobre ingressos: 3315-0808 ou www.diskingressos.com.br.

Vigor Mortis estreia espetáculo com tema infantil

Produzido pela companhia curitibana Vigor Mortis, a peça “Lobo nas Paredes” está sendo encenada no Guairinha. O espetáculo é uma adaptação do livro homônimo do escritor britânico, Neil Gaiman.
Está é a primeira peça da Vigor Mortis direcionada para toda a família. Conhecida por suas montagens cheias de sangue e humor, a companhia curitibana surpreende ao trazer ao palco um tema infantil. A partir da obra “Wolves in the Walls”, best seller do escritor e roteirista britânico Neil Gaiman - conhecido por sua HQ Sandman e pelos livros Coraline e O Oceano -, “Lobos nas Paredes” não foge completamente do universo de mistérios e fantasias que permeiam as obras da Vigor Mortis. No entanto a adaptação para os palcos de um livro direcionado para o público infantil, surpreende os fãs da companhia. O livro ilustrado por Dave Mckean se tornou um clássico nas prateleiras de adultos e crianças desde sua publicação em 2003. O enredo conta como a família da menina Lucy lida com suas vidas, depois que lobos saem de dentro das paredes da sua casa.
O elenco é formado por Uyara Torrente (conhecida por seu trabalho à frente da Banda Mais Bonita da Cidade); Guenia Lemos (a vilã de “Nervo Craniano Zero”); Luiz Bertazzo; Lucas Ribas; Renato Sbardelotto e Michelle Rodrigues. A direção é de Eliane Campelli e produção de Marco Novack.
A trilha e composta Demian Garcia e Denis Nunes será apresentada ao vivo. A música de destaque é “Canção para o Porquinho”, composição original para a montagem, interpretada por Uyara Torrente.
Livre para todas as idades, a peça “Lobos nas Paredes” fica em cartaz até dia 12 de julho em dias e horários diversos: dia 26, 20h; 27, 16h e 20h; 28, 11h e 18h. Em julho, dias 3, 20h; 4, 16h e 20h; 5, 11h e 16h; 10, 20h e 16h; 11, 16h e 20h; 12, 11h e 16h. Informações sobre ingressos: 3315-0808 ou www.diskingressos.com.br.

Maestro alemão Stefan Geiger rege concerto da Orquestra Sinfônica do Paraná

Esta é a terceira vez que Stefan Geiger trabalha com a orquestra paranaense. O concerto será no dia 28, domingo, às 10h30, no Guairão, com ingressos a R$ 20,00. Para compor o repertório o regente escolheu duas obras: Suíte do Balé “Pulcinella” de Igor Stravinsky e a “Sinfonia n°4 em lá maior, Op. 90”, conhecida também como “Italiana” de Felix Mendelssohn. Leia mais ››
Mas este não é o único compromisso dele, em julho Geiger retorna para apresentar um programa especial, o concerto/filme “Metropolis”, com exibição da película e a Orquestra Sinfônica do Paraná tocando ao vivo.

Programa - a suíte do Balé Pulcinella abre o concerto. A obra do compositor russo Igor Stravinsky foi composta em 1920, por encomenda por Sergei Diaghilev, para o seu Ballets Russes.
Stravinsky é considerado um dos compositores mais importantes e influentes do século 20, assim como Pablo Picasso na pintura e James Joyce na literatura. Entre suas composições mais famosas estão “O Pássaro de Fogo”, “Petruchka” e “A Sagração da Primavera”. A segunda peça musical do concerto, “Sinfonia n°4 em lá maior, Op. 90”, também conhecida como “Italiana” é do alemão Felix Mendelssohn. A obra levou três anos para ser escrita ficando pronta em 1833. Entre as obras mais conhecidas do compositor se destacam “Sonho de uma Noite de Verão” - que inclui a famosa marcha nupcial - e os oratórios “São Paulo” e “Elijah” (Elias). 

Projeto Sesi Música apresenta show de Filipe Catto

O projeto Sesi Música traz para Curitiba o show de Filipe Catto neste final de semana. Amante da MPB, o artista apresenta as faixas de “Entre Cabelos, Olhos e Furacões” no domingo (28), às 19 horas, no Teatro Sesi – Campus da Indústria.
O repertório da apresentação é baseado no último trabalho de Filipe, seu primeiro DVD gravado em São Paulo, no Auditório Ibirapuera, em fevereiro de 2014. Entre as músicas, estão composições que vão de Nelson Cavaquinho a Cachorro Grande. O show mistura músicas próprias como “Saga”, música das mais conhecidas do repertório autoral de Filipe, e “Adoração”, levada na voz e na guitarra.
A banda completa, que acompanha Filipe nessa turnê, é formada pelos músicos Peo Fiorin (bateria), Fabio Sameshima (baixo), Lucas Vargas (piano e acordeon) e Fabá Jimenez (guitarra).

Sesi Música - O projeto Sesi Música existe há oito anos e já contou com a apresentação de diversos artistas. Por meio dele, o Sesi Cultura aproxima o público a grandes nomes da música brasileira.
O Teatro Sesi – Campus da Indústria está situado na av. Comendador Franco, 1341, Jardim Botânico e os ingressos custam R$ 30,00 e 15,00 (meia, conforme legislação). Mais informações: 3315-0808 ou www.diskingressos.com.br.

“Lente de Aumento” com Leandro Hassum volta a Curitiba

Leandro Hassum volta a Curitiba com sua stand up comedy, “Lente de Aumento”, domingo (28), às 18 horas, no Guairão. O espetáculo lança um olhar curioso sobre as pequenas coisas da vida que estão à nossa volta e que nunca tivemos oportunidade ou paciência para analisar.
A identificação do público com as situações do dia-a-dia é a matéria prima para que Leandro Hassum cative o público e chegue ao seu produto final: Risadas!
Leandro Hassum ficou nacionalmente conhecido através da TV, no humorístico “Zorra Total”, onde ele interpretou personagens inesquecíveis, dentre eles, o medroso Delegado Valente, o médico gay Doutor Rossetii, ao lado do mestre Chico Anysio e Jorginho, no quadro Os Seguranças, com Marcius Melhem, uma das atrações de maior sucesso do domingo da TV Globo.
Como não poderia deixar de ser, o sucesso no teatro e na TV, abriu as portas para o cinema, onde Leandro teve a oportunidade de atuar em grandes sucessos de bilheteria.
O espetáculo é indicado para maiores de 12 anos. Informações sobre ingressos: 3315-08080 ou www.diskingressos.com.br.

"Escritibas na Rua" comemoram seu primeiro ano na Feira do Poeta deste domingo

Com o intuito de divulgar seus trabalhos e também enriquecer a cena literária curitibana, um grupo de escritores independentes criou em junho de 2014 os "Escritibas na Rua". A partir de então, passaram a fazer saraus literários em cafés, bares, teatros, bibliotecas e livrarias e conquistaram um espaço na Boca Maldita e no Largo da Ordem, onde aos sábados e domingos vendem seus livros, uma oportunidade de fazer um corpo a corpo diretamente com o leitor.
O grupo é formado por escritores de diversos estilos: romancistas, poetas, cronistas, haicaístas, minicontistas, trovadores. Cada um buscou no mercado editorial sua forma de publicação, seja em parceria com editoras ou de forma independente. Mas o coletivo não é formado só por escritor que publicou, muitos têm seus textos divulgados em redes sociais ou guardados na gaveta. Aliás, uma das formas de fortalecimento do grupo é o fato de incentivar quem tem seus escritos ainda engavetados ou escondidos entre a timidez e a vontade de mostrar, de ser lido, de ser descoberto.
Com a reabertura da Feira do Poeta, o grupo encontrou uma casa, um cantinho especial, onde acontecem eventos semanalmente, como lançamentos, saraus e oficinas, além de ser um ponto de encontro e uma das grandes referências literárias de Curitiba. Dentre os projetos dos Escritibas estão a publicação de uma antologia, a de poemas em embalagens de pão e a de um livreto com poemas de cada integrante para distribuição gratuita.
Em comemoração ao primeiro ano do grupo, acontecerá neste domingo, dia 28, na Feira do Poeta, das 9h às 15h, um evento especial com declamações, música e autógrafos. Mais informações na página dos Escritibas.

Peça “Revolução das Mulheres” será encenada no Teatro Cleon Jacques

O Grutun! Grupo de Teatro UniBrasil apresenta a peça “Revolução das Mulheres”, neste sábado e domingo (27 e 28), às 20h, no Teatro Cleon Jacques (Parque São Lourenço). O musical foi escolhido para homenagear os 15 anos do UniBrasil Centro Universitário, completados no mês de abril, e foi apresentado no último Festival de Teatro de Curitiba. A entrada é franca e o espetáculo é indicado para maiores de 14 anos.
“Revolução das Mulheres” é uma adaptação do texto de Aristófanes embalada por músicas de Rita Lee. A crítica política, as questões de gênero, os defeitos da personalidade dos homens e mulheres, entre outros assuntos são abordados de forma divertida e intercalados por musicais. A direção é de Alex Wolf.

Após 47 anos, James Taylor chega pela 1ª vez ao topo da Billboard

Mais de 40 anos depois de lançar seu primeiro álbum, em 1968, o cantor e compositor James Taylor enfim conseguiu chegar ao número 1 do Billboard 200, principal ranking de discos dos Estados Unidos. O responsável pelo feito é o álbum "Before This World”, lançado no último dia 15, que já vendeu 97 mil cópias. Este é o primeiro trabalho de músicas inéditas de Taylor desde October Road, de 2002.
O cantor, hoje com 67 anos, já havia ficado perto do número 1. O disco “Mud Slide Slim and the Blue Horizon” (1971) chegou à segunda colocação. Os dois últimos trabalhos de estúdio de James Taylor, “October Road” e “Covers” ficaram na quarta posição.
Com o número 1, James Taylor supera o Black Sabbath como o segundo artista que mais demorou a chegar na liderança do Billboard. O líder da estatística ainda é o cantor Tony Bennett, que só conseguiu o feito com “Duets” II (2011), 54 anos após estrear com o álbum “Tony” (1957). No ranking de singles, Taylor tem no currículo apenas um número 1, o sucesso “You've Got a Friend” (1971), composto por Carole King.

Braseiro e muito samba na Sociedade Treze de Maio

O grupo Braseiro promete esquentar o inverno curitibano com muito samba de roda e terreiro, além de choro e maxixe, de autores locais e músicos consagrados, como Cartola, Nelson Cavaquinho, Candeia, Paulo César Pinheiro e Paulinho da Viola, entre outros. A apresentação acontece neste sábado (27), na Sociedade Treze de Maio (Rua 13 de Maio, 629, Largo da ordem. Os ingressos podem ser adquiridos no local a R$ 15,00 e R$ 20,00. A abertura da casa é às 23h e o show está programado para iniciar às 24h.
O Braseiro, formado por cinco amantes do samba, organizou um show muito especial com o objetivo de se aproximar do público. A Banda está afastada da rotina semanal de apresentações, para preparar o primeiro CD da carreira do Grupo, que será lançado em novembro próximo, por meio do edital Medianeira Nossa Música. “Não dá para ficar longe, pois o público que acompanha o Braseiro é nossa inspiração para seguir fazendo samba de qualidade”, destaca Luciane Alves, vocalista do Braseiro.

Novo CD – Neste primeiro disco do Grupo, o Braseiro fez questão de se manter fiel ao estilo que dá personalidade à banda: muito samba, de composições inéditas e, também, com releituras consagradas. Além dos cinco integrantes do Braseiro, formado por Luciane Alves, no vocal, Luiz Ivanqui, violão de sete cordas, Jonas Lopes, cavaquinho e bandolim, Otto Lenon, pandeiro, e Ricardo Salmazo, percussão e voz, o público será presenteado com a participação especial de nomes do sambista de Curitiba, como Luís Rolim, Julião Boêmio e Daniel do Sax, entre outros. O lançamento está previsto para novembro de 2015. O projeto faz parte do edital Medianeira Nossa Música, que visa estimular a cultura curitibana.

Braseiro – Uma banda Curitibana, formada por amantes e pesquisadores do samba e do choro. O Braseiro defende as composições de sambistas da cena local, sem deixar de lado os compositores consagrados que permeiam as rodas de vários locais do Brasil. Sem perder a identidade da raiz, o grupo tem por intuito buscar a sonoridade do samba mais tradicional, como a dos regionais que fizeram a história na música brasileira em outros tempos. Os integrantes são ativos dentro da cena do samba em Curitiba e contribuem com a disseminação do estilo musical, buscando propagar a filosofia do samba, principalmente em Curitiba.

Mais informações: 9820-4520 ou Facebook: braseirobanda.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Lenda de “O Negrinho do Pastoreio” chega ao Teatro Bom Jesus

Uma das mais belas lendas do folclore brasileiro, “O Negrinho do Pastoreio” é o destaque, neste mês, da programação no “II Festival de Teatro Infantil – Brinque, Lendas Brasileiras”. O projeto, que estreou em março em Curitiba, segue até agosto. Com realização do Ministério da Cultura, apresentação da Montenegro Produções Culturais e apoio do Hospital Pequeno Príncipe, a lenda autêntica gaúcha ganha uma versão inédita da Mataveri Produções Culturais e Cia Pé No Palco. O espetáculo será encenado neste sábado e domingo, dias 27 e 28 de junho, no palco do Teatro Bom Jesus (rua 24 de Maio, 135), às 16h. Toda a renda da bilheteria será doada ao Hospital Pequeno Príncipe.
“O Negrinho do Pastoreio” é uma adaptação do texto de Simões Lopes Neto e tornou-se uma das mais conhecidas lendas do folclore gaúcho, que conta a dura vida de um pequeno menino escravo que vivia numa estância no interior do Rio Grande do Sul. Mesmo maltratado pelo seu patrão, nunca desistia de seus afazeres e de seu amigo inseparável: o Cavalo Baio. Negrinho do Pastoreio também é conhecido como procurador de coisas perdidas.
Uma fantástica história de superação e fé, apresentada pelos atores Helena Portela, Léo Moita e Marcel Szymanski. A montagem se passa nos terrenos verdes do pampa, onde mora o menino Querêncio, que acaba de perder um objeto muito importante. Sua madrinha sabe quem poderá ajudá-lo: o Negrinho do Pastoreio, que com a ajuda da Nossa Senhora, vai resolver todo esse mistério.

Informações sobre ingressos: 3315-0808 / 2105-4034 ou www.diskingressos.com.br.

Minions tomam conta dos cinemas curitibanos

Com a proximidade das férias escolares - não as estaduais, claro - as distribuidoras começam a lançar filmes direcionados ao público infantil. O primeiro deles é a animação “Minions”, com os personagens amarelos que surgiram em “Meu Malvado Favorito”. Ao lado deles, Hugh Grant na comédia romântica “Virando a Página”; os dramas “Jauja”, argentino, e “Rainha e País”, inglês; e o documentário nacional “Vilanova Artigas: O Arquiteto e a Luz”.
Continuam em exibição “Enquanto Somos Jovens”, “Minha Querida Dama”,  “Jurassic World - O Mundo dos Dinossauros”, “Sob o Mesmo Céu”, “A Espiã Que Sabia de Menos”, “A Estrada 47”, “Terremoto: A Falha de San Andreas”, “Mad Max: A Estrada da Fúria”, “Vingadores: Era de Ultron” e o infantil “Divertida Mente”.
E uma pré-estreia: “O Vingador do Futuro: Genesis”, com Arnold Schwarzenegger retomando o personagem que lhe trouxe fama.

JAUJA - Drama argentino dirigido por Lisandro Alonso (“La Libertad”) e estrelado por Viggo Mortensen, Ghita Nörby, Viilbjork Agger Malling e Adrian Fondari. O capitão Gunnar Dinesen veio do exterior com sua filha de quinze anos de idade para trabalhar como engenheiro no exército argentino. Sendo a única mulher no local, Ingeborg cria bastante inquietação entre os homens. Ela se apaixona por um jovem soldado e durante uma noite eles fogem juntos. Ao acordar, o capitão percebe o que aconteceu e decide se aventurar em território inimigo para encontrar o jovem casal. Este filme está sendo exibido apenas em uma sessão noturna no Cinesystem Total.
Indicação etária: 12 anos

MINIONS - Os simpáticos personagens amarelos que fizeram enorme sucesso em “Meu Malvado Favorito” ganham um filme só deles, sob a direção da dupla Kyle Balda (“O Lorax: Em Busca da Trúfula Perdida”) e Pierre Coffin (“Meu Malvado Favorito”). No longa, depois de entrarem em depressão com a morte do seu mestre, os Minions, que têm como missão de vida servir aos grandes vilões, tentam encontrar um novo chefe. Para a missão, três voluntários, Kevin, Stuart e Bob, vão até uma convenção de vilões nos Estados Unidos e lá se encantam com Scarlet Overkill (voz de Sandra Bullock), que tenta ser a primeira mulher a dominar o mundo.
Indicação etária: Livre

RAINHA E PAÍS - Drama inglês dirigido por John Boorman com Caleb Landry Jones, Callum Turner e David Thewlis nos principais papéis. No período da Segunda Guerra Mundial, Bill Rohan tem dezoito anos e um futuro pela frente. Seu sonho é se alistar no exército para lutar na guerra. Assim que inicia um romance com uma bela moça da vizinhança, é obrigado a se separar dela para realizar um treinamento de dois anos numa missão militar na Coréia. Lá,Bill faz amizade com Percy com quem irá conspirar contra o insuportável sargento Bradley. Em momentos raros, eles conseguem escapar e se distrair dos horrores da guerra e numa destas saídas Bill conhece uma moça inacessível por quem se apaixona. Rodado na Irlanda, França e Romênia, é a sequência de “Esperança e Glória” (1987), do mesmo Boorman.
Indicação etária: 14 anos

VILANOVA ARTIGAS: O ARQUITETO E A LUZ - Documentário nacional que remonta a trajetória do icônico arquiteto brasileiro João Batista Vilanova Artigas por meio das lembranças de familiares, amigos, alunos, imagens de arquivo e visitas a seis de suas principais obras. A direção é da dupla Pedro Gorski e Laura Artigas, neta do arquiteto.
Indicação etária: Livre

VIRANDO A PÁGINA - Comédia romântica que marca o quarto trabalho reunindo o astro inglês Hugh Grant e o diretor Marc Lawrence (“Amor à Segunda Vista”). Keith Michaels já foi um roteirista de sucesso, vencedor do Oscar, mas décadas mais tarde, a fama desapareceu e ele enfrenta graves problemas financeiros. Por isso, este homem amargo e machista aceita dar aulas de roteiro para universitários, embora despreze a profissão de professor. Durante os cursos, ele deve lidar com a sua fama, com a falta de prática no ensino e com a atração pela mãe solteira Holly Carpenter, que decide assistir às suas aulas. Marisa Tomei, Bella Heathcote, Allison Janney, J.K. Simmons e Chris Elliott completam o elenco.
Indicação etária: 10 anos
Veja o trailer 

Artista mineiro apresenta show de música e poesia no Paiol

O cantor, compositor e escritor mineiro Marcos Almeida se apresenta neste sábado (27), às 20h, no Teatro do Paiol, e traz para o público curitibano o show “Eu Sarau”. No espetáculo, Marcos canta clássicos da música popular brasileira e declama poesias de Adélia Prado, Carlos Drummond de Andrade e Carlos Nejar.
Natural de Belo Horizonte, Marcos Almeida está à frente do movimento transmídia “Nossa Brasilidade”. É autor do livro “Retuíte: frases curtas de longa duração” e de canções como “Minha Menina”, “Rookmaaker”, “Vem me Socorrer”, “Branca”, “Rio Torto” e “Casa”. Também publicou recentemente o conto “Natal nos Trópicos” com o single “Biquini de Natal”.
No espetáculo solo, Marcos Almeida mostra toda sua versatilidade, interpretando a música brasileira, tocando bumbo, guitarra, violão e teclado, declamando poesias, e revelando sua versão intimista para as principais canções que compôs e gravou nos últimos anos.
Os ingressos para o show “Eu Sarau” custam R$ 60,00 e R$ 30,00 (meia). Informações: 3213-1340.

Thiaguinho lança seu novo álbum no Guairão

O cantor Thiaguinho vem para Curitiba apresentar seu quarto disco solo, “Hey, Mundo!”, no Guairão. O intérprete transita, sem nenhuma dificuldade, entre as canções românticas como “Tudo Que Eu Não Tive Com Você” e “Mesmo Podendo Voar”, e os pagodes animados muito bem representados por “Papinho Bobo”, “Vou Voltar Pro Rolé” e “Só de Sacanagem”.
O trabalho mostra um artista mais maduro e uma sonoridade repleta de misturas de elementos, vocais ousados e influências do R&B, do pop, do rap e da black music. No novo disco, Thiaguinho utiliza solos de guitarra, violões de aço, metais, vasos e cajon. As 14 faixas do disco demostram grande diversidade.
“Pra Que Viver Nesse Mundo”, a primeira faixa escolhida para representar o álbum nas rádios, é a música que mais define esse trabalho. “É um samba que tem uma letra romântica, mas possui uma levada dançante com um arranjo diferenciado. Tem um rap e uma melodia muito pop. É uma música que fiz junto com o Rodriguinho e com o Gabriel que é filho do Rodriguinho e representante dessa nova geração”, explica. Aliás, essa é a estreia de Gabriel Fernando como compositor. Além de assinar a primeira música de trabalho do disco, ele também é o autor da balada “Já Não Dá” e “Moda” (em parceria com Thiaguinho e Rodriguinho), canção com grande influência da black music.
 “Hey, Mundo!” chega também recheado de participações especiais. Thiaguinho e Péricles, que estavam há três anos sem gravar algo inédito, matam a saudade e cantam juntos novamente na faixa “Fantasma”. A singularidade do cantor se destaca em “Não Pare!”, ao lado de Rogério Flausino ele ousa mais uma vez e inclui metais no seu trabalho. Em “Para Prá Pensar”, música que há muito tempo tinha vontade de registrar, Thiaguinho canta com Mr. Dan, um grande amigo e um artista que ele admira muito e na canção “O Amor Venceu” faz um dueto com a talentosa e promissora Hellen Caroline.

As apresentações de Thiaguinho acontecem nos dias 25 e 26 de junho, às 21 horas. Informações sobre ingressos: 3315-0808 ou www.diskingressos.com.br.

Final de semana de “Blues Brasil” na Caixa Cultural

A Caixa Cultural Curitiba apresenta dois músicos consagrados no show “Blues Brasil”: Nuno Mindelis, apontado pela crítica especializada como um dos maiores guitarristas do gênero da atualidade, e o gaitista Flávio Guimarães, fundador da banda Blues Etílicos. Mindellis sobe ao palco nos dias 25 e 26 de junho, enquanto Guimarães se apresenta nos dias 27 e 28.
Angolano de origem portuguesa, Nuno Mindelis veio com a família para o Brasil ainda muito jovem, em meados dos anos 1970, fugindo da guerra civil em seu país. Suas influências são ricas, consequência de alguém com uma trajetória pessoal singular. O músico sonhava tanto em tocar guitarra que, quando criança, na impossibilidade de comprar uma, fez ele próprio o seu primeiro instrumento com uma lata de azeite, um cabo de madeira e cordas de aço. Em Curitiba, Mindelis apresentará seu trabalho mais recente, o álbum “It's All About Love”.
Flávio Guimarães é o principal nome da gaita de blues no Brasil. O músico é fundador e membro da mais popular banda nacional nesse estilo, a Blues Etílicos, com quem já lançou onze álbuns. Flávio se dedica ainda à carreira solo, que já rendeu oito discos. Gravou com Alceu Valença, Cássia Eller, Djavan, Ed Motta, Erasmo Carlos, Luiz Melodia, Paulo Moura, Renato Russo, Rita Lee, Titãs, Zeca Baleiro e Zélia Duncan, entre outros. Pode se orgulhar de já ter dividido o palco com grandes ícones do blues americano, como Buddy Guy, Taj Mahal e Charlie Musselwhite, além de ter feito shows de abertura para B. B. King e Robert Cray.
Flávio também é presença frequente em importantes festivais dos EUA e Europa. No projeto “Blues Brasil”, ele terá a companhia do guitarrista Netto Rockfeller. Os dois apresentarão o primeiro resultado dessa parceria, intitulado “Nice and Easy”, álbum de composições próprias, vocais e instrumentais.

As apresentações do “Blues Brasil” acontecem de quinta-feira a sábado, às 20h; no domingo, às 19h e os ingressos custam R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia, conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito Caixa. A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura). 

Ira! apresenta novo show no Positivo

O Ira! volta à cidade nesta sexta-feira (26), para mais uma apresentação que, na ocasião, marca também o lançamento do Projeto Prime Cultural, iniciativa que dará oportunidade única para os artistas locais/regionais mostrarem seu potencial criativo a grandes plateias ao lado de renomes nacionais da música e da cultura brasileira.
Com realização da Prime, o guitarrista Edgard Scandurra e o vocalista Nasi sobem ao palco do Teatro Positivo com a turnê intitulada “Núcleo Base” para destilar os clássicos da carreira e apresentar novidades, como alguns hits em formato acústico. Antes, acontecerá pocket-show com a curitibana Adriane Grott e Banda, escalada para a estreia do projeto cultural. As apresentações têm início às 20h30.
O repertório do show será recheado de clássicos, como “Envelheço na Cidade”, passando por “Dias de Luta”, “Flores em Você”, “Tolices”, “Quero Sempre Mais”, “Tarde Vazia” e “Girassol” e “Núcleo Base”, entre outras.
Completam agora a banda paulistana, os músicos Johnny Boy (teclados), Daniel Rocha (filho de Edgard, baixo) e Evaristo Pádua (bateria).

Informações sobre ingressos: 3317-3283 / 3315-0808 ou www.diskingressos.com.br.

Martinho da Vila apresenta novo show em Curitiba

Um dos principais representantes do samba brasileiro, Martinho da Vila estará em Curitiba com o lançamento do novo show “Sambas, Enredos e Algo Mais”, no dia 27 de junho, no Teatro Guaíra. O espetáculo baseado na sua mais recente produção “Sambas & Enredos”, um box com cd, dvd e livro. O “Algo Mais” é a surpresa instrumental e percussiva de alto nível, apresentada por músicos da Banda Família Musical, da qual fazem parte dois filhos do consagrado intérprete.
No repertório sambas de enredo clássicos, intercalados com alguns dos grandes sucessos do Martinho da Vila, tais como "Grande Amor", "Mulheres", "Casa de Bamba", "Ex-Amor" e "Disritmia". O show que é coordenado pelo produtor Celso Luis Filho, com programa de luz de Antônio Antunes e sonorização do Luiz Carlos T. Reis.
O intérprete estará acompanhado dos músicos Wanderson Martins (Direção Musical e cavaco), Claudio Jorge (violão), Ivan Machado (Cavaco), Maíra Freitas (Teclados), Victor Neto (sopros), Paulinho Black (bateria), Juliana Ferreira (vocal) e Tunico da Vila (percussão).
      
Carreira - Em 1969, Martinho da Vila lançou seu primeiro álbum homônimo, emplacando grandes sucessos e fazendo sucesso nacional desde então. Conhecido como um grande sambista, Martinho conta com várias composições gravadas no país e no exterior, e é considerado, por muitos críticos, um dos grandes cantores do Brasil. Ao todo, o artista já lançou 42 álbuns.

A apresentação de Martinho da Vila inicia às 21h e o valor dos ingressos varia de R$ 86,00 (meia) a R$ 366,00, de acordo com o setor no teatro. Mais informações: 3315-0808 ou www.diskingressos.com.br.

Moedas romanas raras ficarão expostas no Museu Paranaense

A partir desta sexta-feira, dia 26, às 18h, os visitantes do Museu Paranaense (MP) poderão ver de perto uma coleção de moedas romanas que passa a integrar o setor de numismática do MP. A entrada é gratuita.
A exposição “Moedas Romanas: Coleção acervo do Museu Paranaense” é composta por 29 moedas de diferentes épocas, a partir do século 5 a.C. em período anterior ao Império Romano. Trata-se de acervo raro, com alguns exemplares desconhecidos de grandes museus internacionais, o que vem despertando o interesse de especialistas da França, Espanha e Inglaterra.
Acredita-se que algumas dessas moedas, como tantos outros objetos, tenham vindo na bagagem das grandes levas de imigrantes que vieram ocupar o Paraná. Portugueses, italianos, franceses, espanhóis, ingleses, alemães, poloneses, ucranianos e russos, entre outros povos que se instalaram nas colônias próximas à capital.
Das 29 moedas que compõem esta coleção há vários exemplares cunhados nos séculos 2.º, 3.º e 4.º, da era cristã, em excelente estado de conservação. Duas moedas, de grande formato, chegam a se assemelhar a medalhas, que remontam aos tempos de Roma Republicana, nos séculos 4.º a 6.º a.C. Por fim, há pelo menos seis moedas reconhecidas como sendo do século 15.
Na ocasião será também lançado o livro “Moedas Romanas: Coleção Acervo do Museu Paranaense”, em edição bilíngüe, contendo a pesquisa feita em parceria entre o Museu Paranaense e o Departamento de História da UFPR, com o catálogo das moedas expostas.

O Museu Paranaense está situado na rua Kellers, 289, São Francisco e a exposição pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 9h às 18h; sábados, domingos e feriados das, 10h às 16h. Mais informações: 3304-3300 ou www.museuparanaense.pr.gov.br.

Obra inspirada na Segunda Guerra faz parte de concerto da Orquestra de Câmara

A Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba realiza neste final de semana um concerto com repertório variado, que inclui duas composições românticas de Tchaikovsky e Edino Krieger, e uma obra de Schostakovich inspirada no drama da Segunda Guerra Mundial. As apresentações, com direção musical do violonista Winston Ramalho, acontecem nesta sexta-feira (26), às 20h, e sábado (27), às 18h30, na Capela Santa Maria Espaço Cultural, com ingressos custando R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia).
Abre o concerto a composição “Quarteto de Cordas nº 8”, do russo Dmitri Schostakovich, composta em 1960, em Dresden (Alemanha). A obra expressa toda a emoção do autor quando estava imerso numa das cidades mais destruídas por bombardeios aéreos durante a Segunda Guerra Mundial. É uma espécie de autobiografia musical, que começa com as notas musicais que em alemão registram as letras de seu nome, como uma assinatura.
Conta-se que o Quarteto Borodin tocou essa obra na casa de Schostakovich em Moscou, esperando por suas críticas, mas, repleto dessa bela execução de seus sentimentos mais pessoais, o compositor colocou sua cabeça entre as mãos e chorou. Quando terminaram de tocar, os quatro músicos em silêncio guardaram seus instrumentos e saíram da sala.
No programa também estão composições românticas, como a “Suíte para Orquestra de Cordas”, do brasileiro Edino Krieger. Completa o repertório a obra hoje considerada uma das composições mais definitivas e marcantes do final da era romântica – a “Serenata para Cordas em Dó Maior Op. 48”, do russo Pyotr Ilyich Tchaikovsky.
As apresentações contam ainda com palestra - que inicia 15 minutos antes do espetáculo - do compositor e violinista William Lentz, regente e diretor artístico do Coral Mokiti Okada. Nesta conversa, o palestrante repassa ao público mais informações sobre as obras, os compositores e o contexto histórico para um melhor aproveitamento do espetáculo.

Direção musical - O diretor musical Winston Ramalho, violinista curitibano que venceu vários concursos nacionais e internacionais, tendo sido aluno e assistente do consagrado professor e solista Tibor Varga, na Universität für Musik und darstellende Kunst Graz (Áustria). Winston foi membro e violinista convidado de importantes orquestras brasileiras e estrangeiras, como a Orquestra Sinfônica do Paraná, Orquestra Sinfônica de São Paulo, Grazer Synphonishes Orchester, Recreation Orchester Graz, Orquestra Filarmônica de Viena e Orquestra de Câmara de Viena, além de ter atuado, durante 2011, como “spalla” ensaiador da Camerata Antiqua de Curitiba. Também participou como professor de violino em edições da Oficina de Música de Curitiba.

Gibiteca recebe lançamento de livro e conferência de caricaturistas

A Gibiteca de Curitiba recebe nesta sexta-feira (26), a partir das 18h, o lançamento do “Catálogo da 1ª Bienal de Caricatura” de autoria de Luciano Magno. A publicação reúne em 304 páginas, obras de 180 artistas apresentadas em 800 imagens. Após a sessão de autógrafos o caricaturista, historiador e também autor do livro História da Caricatura Brasileira conversa com o público.
Além da palestra e do lançamento do catálogo, a Gibiteca também recebe na sexta a “1ª Conferência Livre dos Profissionais de Caricatura”. A ideia do encontro é reunir profissionais do setor para mobilizar um movimento pela regulamentação da profissão, além de debater a produção atual de caricaturas, entre outros temas de interesse dos caricaturistas.
A Gibiteca de Curitiba está situada na rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533, Solar do Barão, Centro.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Parque temático de Hollywood inaugura brinquedo "Velozes e Furiosos"

(Reuters) - O parque temático Universal Studios Hollywood inaugurou nesta quarta-feira uma nova atração dedicada à franquia de sucesso "Velozes e Furiosos", oferecendo aos fãs a chance de ficar atrás do volante para vivenciar corridas de carro nas ruas.
Usando efeitos especiais e imagens em 3D-HD, no que definiu como “as mais expansivas telas 360 graus do mundo", a Universal Studios disse que o brinquedo "Fast & Furious - Supercharged" leva os visitantes a uma perseguição em alta velocidade de cerca de 200 quilômetros por hora.
Os atores do filme, Vin Diesel, Michelle Rodriguez, Tyrese Gibson e Jason Statham, compareceram à inauguração do brinquedo na noite de terça.
"Quando você coloca as pessoas em uma sala de cinema ou elas veem um DVD blu ray, elas estão assistindo no conforto da sua casa", disse Gibson. "Mas, ficar fisicamente dentro de um carro (do parque) e vivenciar seu filme favorito como um passeio de parque temático, definitivamente, eleva o patamar".

Jovem ator inglês Tom Holland será novo "Homem-Aranha"

(Reuters) - O pouco conhecido ator inglês Tom Holland foi escolhido para interpretar o super-herói aracnídeo no próximo filme da franquia "Homem-Aranha", que deve ser lançado em julho de 2017, anunciaram a Sony Pictures e a Marvel Studios nesta terça-feira.
Holland, de 19 anos, vai interpretar Peter Parker, um aluno de colegial cujo alter ego é o Homem-Aranha. O filme ainda não tem título definido.
Ele seguirá os passos dos atores Tobey Maguire e Andrew Garfield, que interpretaram, em cinco filmes anteriores, um super-herói mais velho, em outro estágio da vida.
Holland atuou como o filho de Naomi Watt no drama de 2012 "O Impossível" e recentemente apareceu na minissérie britânica de televisão "Wolf Hall".
Ele foi selecionado após uma busca mundial por um ator para protagonizar o filme, que será dirigido por Jon Watts.
"Nós vimos muitos atores jovens excelentes, mas os testes de Tom foram especiais", disse o presidente do conselho da Sony Pictures Motion Pictures Group, Tom Rothman, em comunicado.
Holland deve fazer sua primeira aparição como Homen-Aranha no filme "Capitão América: Guerra Civil", que deve ser lançado em meados de 2016.

Música autoral do trio Coração Mambembe no palco da Fnac

A mescla de vertentes da música brasileira e mundial são o ponto de partida das canções do Trio Coração Mambembe, que sobe ao palco da Fnac Curitiba nesta quarta-feira (24), às 19h30. A mistura de linguagens dos músicos em busca de um som autoral e original vai à raiz dos estilos mais clássicos e populares. Referências ao baião nordestino, ao chamamé da Bacia do Prata e a valsa francesa, entre outras viagens sonoras, estão presentes no repertório do grupo. O evento tem entrada gratuita.
O Trio Coração Mambembe é formado por Mirela Fortunatti (flauta transversal), Guilherme Silveira (violão de sete cordas e bandolim) e Daian Gobbi (acordeon/bayan). As apresentações vêm emocionando o público com uma música instrumental elaborada e ao mesmo tempo, simples, intimista. O Coração Mambembe vem se destacando com shows não só em Curitiba, como também em outras cidades do Sul. As canções próprias do grupo, formado em 2013, embalam o público em uma emocionante apresentação.

Trabalho com cerâmica é tema de exposição no Museu Alfredo Andersen

Abre nesta quinta-feira (25), às 18h30, no Museu Alfredo Andersen, a mostra "Cerâmica Sem Segredos", da artista Ocléris Muzzillo. Na ocasião também haverá o lançamento do livro homônimo, no qual a artista apresenta algumas técnicas para trabalhar com cerâmica. A entrada é gratuita.
A cerâmica apresenta um vasto campo de possibilidades de trabalho. Esta mostra traz informações sobre o processo de criação, além das peças elaboradas para o livro, abrangendo os processos da cerâmica desde a modelagem até a peça pronta. Isso mencionando as matérias-primas necessárias, ferramentas e equipamentos, técnicas de modelagem com imagens ilustrativas, entre outras coisas.

Ocléris Muzzillo - Ceramista e artista plástica, formada pela Faculdade de Artes do Paraná, em 2001, cursou as Escolas Waldorf em 1985-1986, em São Paulo, onde se interessou pela cerâmica. Em 2009 e 2011, participou e ministrou cursos na London Clay Art Center, em Londres, e em Ontário, no Canadá.
Participou de várias exposições coletivas e individuais, e também dos principais Salões de Cerâmica e Arte no Paraná.
O Museu Alfredo Andersen está situado na rua Mateus Leme, 336, Centro, e a mostra “Cerâmica Sem Segredos” pode ser visitada até dia 16 de agosto, de terça a sexta-feira, das 9h às 18h; sábado e domingo, das 10 às 16h. Mais informações: 3222-8262 / 3323-5148 / www.cultura.pr.gov.br ou www.maa.pr.gov.br.

Drama francês será exibido na “Sessão Sabedoria” de junho

Nesta sexta-feira, dia 26 de junho, às 15 horas, o Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR), com apoio do Conselho Estadual dos Direitos do Idoso (CEDI), promove a Sessão Sabedoria, no Auditório Brasílio Itiberê (Rua Cruz Machado, 138, Centro, anexo à Secretaria de Estado da Cultura). A entrada é franca e o filme é indicado para maiores de 12 anos.
Neste mês será apresentado o filme francês “A Família Bélier”, de Eric Lartigau, que traz a história de Paula, uma adolescente enfrentando todas as questões comuns de sua idade: o primeiro amor, os problemas na escola, as brigas com os pais. Porém, sua família tem algo diferente: seu pai, sua mãe e o irmão são surdos e mudos. É Paula quem administra a fazenda familiar e que traduz a linguagem de sinais nas conversas com os vizinhos. Um dia, ela descobre ter talento para o canto, podendo entrar para uma escola de prestígio em Paris, mas precisa lidar com o dilema de abandonar os pais e o irmão para seguir sua vocação.

Sessão Sabedoria - A ideia do projeto, que é voltado para a terceira idade e aberto a toda a comunidade, é exibir e discutir filmes que abordam temas relevantes para a sociedade com inteligência e leveza. Ao final da sessão é realizado um debate incentivando o público presente a se manifestar em relação à obra ou ao tema apresentados, fazendo uso de sua grande experiência de vida. Todas as sessões são apresentadas e mediadas pela socióloga Rosângela Diniz Chubak.