quinta-feira, 30 de agosto de 2012

voz de mulher

Maria Rita, "Mente ao Meu Coração"

Espaço Cultural BRDE mostra pinturas de Daniel Escudero

(AEN) - O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) abre as portas do seu espaço cultural em Curitiba, o Palacete dos Leões, para o pintor e designer Daniel Escudero. A exposição “Endereços (In)Certos” segue até 27 de setembro e reúne 17 obras em tamanhos variados.
Escudero não possui formação artística de academia. Aos 13 anos, iniciou aulas de desenho e pintura, mas era preciso primeiro aprender as técnicas do desenho para depois começar a pintar. Não satisfeito, largou o curso e seguiu só a sua jornada. O artista diz acreditar que este é o motivo de sua obra ser tão particular. “Fui aprendendo no fazer. E, por simples falta de influência externa, esse isolamento imprimiu características sui generis à minha forma de pintar”.
Com uma técnica poética que leva o expectador ao paradoxo subjetivo de encontrar beleza no ordinário e leveza no pesado, Escudero busca compartilhar o seu olhar e mostrar a beleza do mundo. O conjunto de pinturas da mostra foi inspirado no calçamento das ruas que o artista percorre diariamente em Curitiba. Ora andando no centro da cidade, ora de ônibus ou de carro em direção aos bairros.
Palacete - Considerado por artistas e críticos um dos espaços culturais mais nobres da capital paranaense, o Palacete dos Leões, por si só, é uma obra de arte. Construído em 1902, o espaço é tombado pelo patrimônio histórico e é testemunho do ciclo da erva-mate, um dos períodos mais prósperos da economia paranaense. Inaugurado em junho de 2005 como Espaço Cultural BRDE, o casarão já recebeu artistas de muitos segmentos. Além do incentivo a exposições, o espaço também é propício para apresentações musicais e lançamentos de livros.
O Palacete dos Leões fica na Avenida João Gualberto, 570, no Alto da Glória. O local possui estacionamento próprio e gratuito e a exposição estará aberta para visitação das 12h30 às 18h.

O piano de Bernardo Manita na Biblioteca Pública do Paraná

O pianista Bernardo Manita é a atração do projeto “Música na Biblioteca” desta sexta-feira, 31 de agosto. A partir das 17h30, o instrumentista interpretará, no hall térreo da Biblioteca Pública do Paraná, canções da música popular brasileira e temas de jazz e blues. A entrada é franca.
Manita nasceu em 1983 e toca piano desde os 7 anos. Estudou na Escola de Música e Belas Artes do Paraná e no Conservatório de Música Popular Brasileira, em Curitiba. Já se apresentou em variados palcos, de casas noturnas a shopping centers, ao lado de músicos renomados - entre os quais Jeff Sabbag, Boldrini e Kadu Lambach.
Iniciativa da Biblioteca Pública do Paraná, o “Música na Biblioteca” é um projeto que dá visibilidade a cantores e compositores locais. “Mais do que apenas viabilizar o empréstimo de livros, a Biblioteca Pública se afirma como espaço cultural diversificado que fomenta a arte e a cultura. Trazer a música para o cotidiano do público faz parte de uma proposta de integração de linguagens”, diz Tatjane Garcia, responsável pela curadoria do projeto.

“Crítica Genética” na Caixa Cultural Curitiba

A Caixa Cultural Curitiba apresenta, de 31 de agosto a 2 de setembro (sexta a domingo), o espetáculo de dança “Crítica Genética”, baseado na teoria da crítica genética, área que trata dos registros que um artista faz ao longo do percurso de construção de sua obra. A direção é da coreógrafa Claudia de Souza, que encontrou inspiração para uma reflexão sobre o corpo como um documento que congrega, em si, uma história genética e cultural. O espetáculo conta com um elenco composto por Claudia de Souza, Cristiana de Souza, Ítalo Ramos, Júnior Domingos, Kleber Santos, Rafael Abreu, Rafael Valentim e Yeda Peres.
Para a diretora, as histórias e experiências, que estão no corpo, são fator de influência para o comportamento do ser humano e suas relações. “No meu trabalho como coreógrafa e diretora, tanto a história pessoal de cada intérprete, quanto o olhar dele para o que apresento em processos e pesquisas, é material para pesquisa e improvisação”, explica Claudia. “Acredito que não dá para descolar da atuação as suas histórias e vivências/experiências, então uso isso para potencializar a criação”, completa. O espetáculo é, justamente, um mergulho nessas escolhas, caminhos, atalhos e recuos, que constroem o corpo do artista, além de promover uma reflexão sobre o processo criativo da coreógrafa e do corpo heterogêneo que é a companhia de dança.
As apresentações de “Crítica Genética” acontecem sexta e sábado, às 20h e domingo, às 19h. Os ingressos custam R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia-entrada, conforme legislação e correntista Caixa). Informações: 2118-5111.

Kid Abelha se apresenta no Guairão

A banda Kid Abelha, de Paula Toller, George Israel e Bruno Fortunato, comemora 30 anos e leva seus grandes sucessos para os fãs de todo o Brasil com a nova turnê Multishow Ao Vivo – Kid Abelha 30 Anos. A apresentação chega a Curitiba no dia 1º de setembro às 21 horas.
No roteiro do show estão hits que há muito tempo o trio não executava, como Todo Meu Ouro, Em 92, Garotos, Dizer não é dizer sim e Amanhã é 23. Além dos sucessos mais recentes, Nada sei, Por Que Eu Não Desisto de Você, e a releitura de Na Rua, Na Chuva, Na Fazenda.
Uma das bandas da era de ouro da geração 80, única liderada por uma mulher e sinônimo de pop inteligente, o Kid Abelha lançou em agosto o projeto Multishow ao Vivo - Kid Abelha 30 Anos, com direção de Jodele Larcher e direção musical de Nilo Romero. Gravado diante de cerca de 10 mil pessoas no dia 28 de abril de 2012, no Rio de Janeiro, DVD chega como um presente elétrico para os fãs após dez anos do DVD acústico, que já ultrapassou os 2 milhões de cópias vendidas (o projeto também terá a versão em CD e Blue-ray).
Os ingressos para Kid Abelha – 30 Anos variam de R$ 100,00 a R$ 240,00. Mais informações: 3304-7982 ou www.kidabelha.com.br

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

voz de mulher

Isabella Taviani, "A Canção Que Faltava"

Curitiba recebe espetáculo “Filha da Anistia”

Produzida em parceria com a Associação de Pesquisadores sem Fronteira e o Projeto Marcas da Memória, da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, a peça “Filha da Anistia” pretende fazer uma reflexão sobre o período da ditadura pós-golpe de 64, uma história que ainda influencia e permeia as relações políticas, econômicas e sociais da sociedade brasileira.
O espetáculo - que tem direção de João Otávio e interpretações de Alexandre Piccini e Carolina Rodrigues - acontece no Teatro José Maria Santos nos dias 30 e 31 de agosto e 1 º e 2 de setembro, às 20 horas, com uma sessão extra dia 31, às 16 horas. Todas as apresentações terão entrada franca.
Em “Filha da Anistia”, a personagem Clara é uma jovem que, após a morte de sua avó, parte em busca do pai que jamais conheceu e, nessa procura, um passado de mentiras e omissões, forjado durante a ditadura militar, acaba sendo desvendado. Todo o seu mundo e suas verdades caem por terra diante das descobertas sobre o passado de sua família, que resvalam num período da história do país que poucos de sua geração conhecem.
A peça provoca no espectador uma reflexão sobre a época usando como metáfora os desencontros de uma família despedaçada pela truculência do período. Mas também evoca a necessidade de reconhecimento da própria identidade das pessoas enquanto participantes ativos das mudanças e transformações da sociedade.
Mais informações: 3322-7150

Bandas vencedoras da Mostra de Novos Talentos fazem show no Portão Cultural

As doze bandas vencedoras da Mostra de Novos Talentos – Bandas Pop Rock, promovida pela Fundação Cultural de Curitiba por meio do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, apresentam-se neste fim de semana (31 de agosto, 1º e 2 de setembro), no auditório Antonio Carlos Kraide do Portão Cultural. Cada grupo gravará uma música para fazer parte do CD da Mostra. Sexta-feira e sábado, os shows começam às 20h, e domingo, às 18h. A entrada é gratuita.
O objetivo da mostra, que teve curadoria do músico Sérgio Albach e da jornalista Adriane Perin, é revelar novos talentos musicais e divulgar a produção das bandas curitibanas nas diferentes regiões da cidade. Por isso,  cada banda escolhida representa uma regional de Curitiba, sendo que algumas regionais têm dois representantes. Foram mais de 40 grupos inscritos. Puderam se inscrever bandas de até seis integrantes (de no mínimo 16 anos) e experiência comprovada de um ano. Como prêmio, além do show e da gravação de uma faixa, cada grupo terá direito a 80 cópias do CD. 
Veja a programação: bit.ly/PQRc8Y  E conheça as bandas: bit.ly/Orx65t

Fundação Cultural promove Encontro de Coletivos de Cinema

A Fundação Cultural de Curitiba promove neste fim de semana, na Cinemateca, o I Encontro de Coletivos de Cinema. De 31 de agosto a 2 de setembro (sexta a domingo), serão exibidos filmes realizados coletivamente, modelo que tem obtido destaque no circuito cinematográfico brasileiro nos últimos anos, conquistando prêmios em grandes festivais.  Serão realizadas também mesas-redondas, com a presença de realizadores de diversos coletivos de cinema do Brasil.
As mesas-redondas acontecem na sexta-feira e sábado às 19h30. A primeira contará com a participação dos representantes do Coletivo Símio (Recife), Coletivo Duas Mariola (Rio de Janeiro), Coletivo Alumbramento (Ceará) e Coletivo Atalante (Curitiba); a segunda mesa será sobre distribuição de filmes alternativos, com a presença de representantes da Vitrine Filmes e Lume Filmes. Os filmes serão exibidos em sessões às 16h e 18h, e no domingo também às 20h.
De acordo com a coordenadora da Cinemateca de Curitiba, Solange Stecz, a produção dos coletivos é o que existe de mais novo na linguagem do cinema brasileiro. “A ideia é mostrar para a comunidade essa nova produção, e também estabelecer laços com esses realizadores, oferecendo os espaços da Fundação Cultural de Curitiba para a exibição de seus filmes, já que a distribuição é uma das maiores dificuldades desses grupos”, explica Solange. Por isso, além de reunir os realizadores, o encontro traz também representantes de distribuidoras independentes. “Será um espaço de discussão para que essas pessoas mostrem suas experiências”, afirma.
Solange Stecz conta que a base teórica para a organização do evento é um artigo acadêmico de Fábio Ribeiro, seu aluno no Curso de Cinema da FAP – Faculdade de Artes do Paraná. Fábio fez uma reflexão a respeito dos coletivos de cinema e integrará uma das mesas-redondas. A programação é gratuita para todo o evento.
Confira a programação completa em bit.ly/POmoIq

UCI Music apresenta, com exclusividade nos cinemas, o show de FatBoy Slim

A Rede UCI preparou uma surpresa para os fãs de música eletrônica! O UCI Music vai apresentar  o show do badalado DJ inglês FatBoy Slim, que promete transformar o escurinho do cinema numa festa nunca vista antes. A apresentação do DJ das multidões, que fez um show memorável no encerramento dos jogos Olímpicos de Londres, será exibida com exclusividade nos cinemas UCI, à meia noite do dia 31 de agosto e com a transmissão simultânea em 15 salas da rede espalhadas pelo Brasil.  Em Curitiba, o show será apresentado no UCI dos shoppings Estação Plaza e Palladium.
Gravado na cidade de Brighton - Inglaterra -, cidade natal do DJ, os fãs poderão curtir a última edição da festa Big Beach Bootique, que arrastou mais de 40 mil pessoas para o estádio de futebol AMEX, em junho desse ano. Direto das telonas dos cinemas da rede, o público brasileiro poderá viver a melhor e maior experiência de uma festa eletrônica, com efeitos de luzes, laser e pirotecnia de tirar o fôlego, além de um som de 5.1 surround.
Famoso por aqui, FatBoy Slim já se apresentou em diversas cidades brasileiras e em seus shows sempre expressa seu amor pelo país. Nessa apresentação o DJ das multidões, dono de seis estatuetas do MTV Music Vídeo Awards, toca vários dos seus grandes hits como “Rockafella Skank”, “Praise You” e “Right Here, Right Now”.
Os ingressos custam R$ 30,00 (inteira) e poderão ser adquiridos nas bilheterias e nos terminais de autoatendimento. Os bilhetes também podem ser comprados no site da rede: www.ucicinemas.com.br.

Clube de Xadrez Erbo Stenzel promove palestra

No mês de agosto, o Clube de Xadrez Erbo Stenzel dá continuidade ao ciclo de palestras mensais sobre xadrez. O encontro deste mês, que acontece gratuitamente nesta quarta-feira (29), a partir das 16h, terá como palestrante o enxadrista Clóvis Teixeira Netto. A palestra, voltada para iniciantes, abordará os princípios do xadrez magistral.
Clóvis é engenheiro eletrônico por formação, mas está envolvido com o mundo do xadrez há mais de 30 anos. Teixeira Netto já esteve à frente da Federação Paranaense de Xadrez, como diretor escolar, e do Campeonato Brasileiro de Xadrez. Atualmente, o enxadrista se dedica ao ensino do jogo para deficientes visuais na Biblioteca Pública do Paraná e na Primeira Igreja Batista de Curitiba.
Com mais de dois mil anos de história, o jogo de raciocínio lógico e estratégia já passou por diversas versões. Além de ser um estímulo para a criatividade e o intelecto, a atividade é uma excelente opção para as horas vagas. Em 30 anos de existência, o Clube de Xadrez Erbo Stenzel se dedica a ensinar e incentivar crianças, jovens e adultos a praticar um dos mais complexos jogos já inventados.
 O Clube de Xadrez Erbo Stenzel fica na Galeria Julio Moreira, Centro. Informações: 3323-7899.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Prêmio Vivaleitura 2012 incentiva projetos que estimulam o acesso aos livros

(AEN) - A Fundação Biblioteca Nacional (FBN) lançou nesta segunda-feira (27) o edital do Prêmio Vivaleitura 2012, que nesta edição oferece um total de R$ 540 mil a projetos comprometidos com o fomento à mediação da leitura no país. As inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 1º de novembro a instituições públicas, privadas e comunitárias.
Serão premiados 18 projetos, cada um com R$ 30 mil. Criado em 2006 e com abrangência nacional, o Vivaleitura já reuniu mais de 13 mil iniciativas de incentivo à leitura. O prêmio é uma realização da FBN, com a coordenação e execução da Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), em conjunto com o Ministério da Educação e parceria de outras instituições.
O Vivaleitura é dividido em três categorias. A primeira é destinada às bibliotecas públicas, privadas e comunitárias sem ligação com instituições de ensino. Trabalhos realizados em colégios públicos e particulares, sob a responsabilidade de docentes, diretores, coordenadores e bibliotecários, concorrem na categoria Escolas Públicas e Privadas.
Já a categoria Sociedade avalia projetos formais ou informais executados por bibliotecas ligadas a universidades, cidadãos vinculados a organizações não governamentais (ONGs) e instituições sociais.
Segundo a FBN, serão selecionados pela comissão organizadora do prêmio 18 projetos finalistas, seis em cada categoria, a serem contemplados cada um com prêmio no valor de R$ 30 mil. A cerimônia de premiação será realizada em dezembro.
As inscrições podem ser feitas via internet, no site, ou via postal, por carta registrada endereçada a Prêmio Vivaleitura/Fundação Biblioteca Nacional, Av. Rio Branco, 219, Centro, Rio de Janeiro-RJ, CEP 20040-008. Os trabalhos enviados pelo correio deverão estar acompanhados da ficha de inscrição disponível no site, devidamente preenchida.

Guairinha recebe etapa final da Mostra Paranaense de Dança

A Associação de Bailarinos e Apoiadores do Balé Teatro Guaíra (ABABTG) realiza a etapa final da Mostra Paranaense de Dança 2012 nos dias 31 de agosto e 1º de setembro, às 20 horas, e dia 2 de setembro, às 19 horas.
Nesta etapa, haverá trabalhos de escolas, academias e grupos dos mais variados estilos de dança, aprovados em seis seletivas realizadas no primeiro semestre nas cidades de Curitiba, Francisco Beltrão, Apucarana, União da Vitória, Ponta Grossa e Paranavaí.
Serão apresentados 83 trabalhos de 57 grupos de 24 cidades do Paraná, Santa Catarina e São Paulo e os grupos convidados: Cia. Masculina de Dança Jair Moraes, Brainstorm – Dance Sempre Espaço Cultural, Emilie Siqueira e Erickson de Oliveira, Cia. Eliane Fetzer de Dança Contemporânea e EF Jazz Company.
A programação completa está em: www.ababtg.org.br
Mais informações: 3304-7982.

“Mercenários 2” lidera bilheteria dos Estados Unidos e Canadá pela segunda semana consecutiva

(Reuters) - O filme de ação “Mercenários 2” manteve o primeiro lugar nas bilheterias dos Estados Unidos e do Canadá pela segunda semana enquanto dois novos filmes representaram pouca concorrência durante um fim de semana de pouco movimento nos cinemas.
“Mercenários 2” - que estreia sexta-feira (31) nos cinemas brasileiros - ganhou a corrida da semana com 13,5 milhões de dólares em vendas de entradas de sexta-feira até domingo, de acordo com estimativas do estúdio, compiladas pela Reuters. O filme, com Sylvester Stallone, Arnold Schwarzenegger e outros atores durões dos anos 80, já arrecadou 52,3 milhões de dólares em dois fins de semana.
Com a temporada de verão chegando ao fim, os estúdios não lançaram nenhum filme de super-heróis, sequências ou blockbusters.
Outra sequência, “O Legado Bourne”, ficou com a segunda posição, com 9,3 milhões de dólares nos cinemas dos EUA e Canadá na sua terceira semana de exibição. O filme tem Jeremy Renner no papel principal da franquia que antes pertenceu a Matt Damon.
A animação stop motion “ParaNorman” arrecadou 8,6 milhões de dólares, ficando com o terceiro lugar nas bilheterias.
A comédia “A Campanha”, com Will Farrell e Zach Galifianakis, ficou em quarto lugar e arrecadou 7,4 milhões de dólares em sua terceira semana de exibição.
O blockbuster “Batman: o Cavaleiro das Trevas Ressurge” ficou com o quinto lugar, com 7,2 milhões de dólares, acumulando 422,2 milhões de dólares desde o lançamento, em julho.

A música da renascença italiana em um raro recital de voz e viela

O termo exato é frótola. Um gênero da canção italiana, predominante do final do século XV a início do século XVI, que caracteriza-se por apresentar uma melodia dominante sob o acompanhamento de duas ou três partes baixas, vocais ou instrumentais. É a forma precursora do madrigal italiano. Há anos a italiana Vivabiancaluna Biffi dedica-se a este repertório realizando recitais solos de viela e voz pela Europa e América do Norte. Vivabiancaluna é a atração do Solo Música desta terça-feira (28), na Caixa Cultural, mostrando o programa “Fermate il passo” (Parar o passo), em que une a literatura à música, neste que é um recital absolutamente raro.  
No recital, Vivabiancaluna Biffi canta acompanhando-se da viela, um dos instrumentos antecessores do violino, em um programa que demandou dela cinco anos de análise e pesquisa musical. Traz obras dos compositores fundamentais de Frótola: Bartolomeu Tromboncino, Cara Marchetto e d'Francesco Ana, que criaram  música sobre poemas de Petrarca, Sannazzaro Jacopo, Pulci, Maquiavel, Poliziano e Serafino Aquilano. Um recital com canto e declamação, com um  programa estruturado em três atos: Por  do Sol, Noite e Amanhecer. “Os três atos descrevem um caminho perfeito e idealizado de amor, uma viagem no tempo hipotético”, explica Vivabiancaluna Biffi. Neste programa, “os textos descrevem um ideal de amor, dor, emoção e sentimento, que pode ser interpretado a partir de muitos pontos de vista diferentes”.
A apresentação de Vivabiancaluna Bifffi dentro da Série Solo Música tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e é uma realização de Alvaro Collaço Produções, com ingressos a R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada). Informações pelo fone 2118-5111.

Terça Brasileira apresenta o grupo Sambaia

Entre ensaios e troca de ideias durante a preparação para o “Afina-se” - evento didático do Conservatório de MPB de Curitiba - surgiu o grupo Sambaia. Músicos convidados se uniram a alunos de canto e percussão, dos professores Joubert Guimarães e Alex Figueiredo.Imaginando o que teria acontecido se Elis Regina e Ney Matogrosso tivessem dividido o mesmo palco, surge o show “Trem Azul“, formalizando o início do grupo. A primeira apresentação acontece nesta terça-feira (28), às 20h, no Teatro do Paiol, pelo programa Terça Brasileira no Paiol.
Em 2011, Ney Matogrosso completou 70 anos de idade e, naquele ano também se completaram os 30 anos da morte de Elis Regina. Estes dois grandes nomes da música popular brasileira nunca estiveram num mesmo palco. Além da vontade de homenageá-los, este fato impulsionou o Sambaia a estimular a imaginação do público, para uma viagem através das canções tão bem interpretadas por estes dois ícones do cenário musical brasileiro.
O grupo Sambaia é formado por Jacqueline Cardoso (voz), Joubert Guimarães (voz), Raffaela Henriques (voz e percussão), Isaac Dias (violão) e Luciano Grube (baixo) e os ingressos para a apresentação do grupo custam R$ 20,00 e R$ 10,00.

Saúde promove testes e orientações para fumantes na Boca Maldita

Os fumantes ativos e passivos que têm curiosidade de saber como o tabagismo está afetando os seus pulmões podem passar na Boca Maldita, nessa quarta-feira (29), e se submeter ao teste gratuito de monoximetria. A testagem fará parte da programação organizada pela Secretaria Municipal da Saúde para celebrar o Dia Nacional de Combate ao Fumo e estará disponível das 9h às 17h.
O objetivo da testagem é sensibilizar o público para a toxicidade do cigarro e mostrar as alternativas existentes para beneficiar não só quem fuma mas também as pessoas no seu entorno. “O fumante pode procurar a unidade de saúde perto da sua casa e se informar sobre o grupo de apoio mais próximo. Já quem não fuma mas conhece pessoas que usam cigarro têm o dever de repassar essa dica. Reduzir esse vício e seus efeitos é papel de todos”, diz a coordenadora do Programa Municipal de Controle do Tabagismo, médica Cláudia Weingaertner Palm.
Para tornar o exame mais rápido, haverá dois equipamentos disponíveis, com bocais descartáveis. A pessoa sopra forte no bocal e o aparelho indica a percentagem de monóxido de carbono nos pulmões. Dependendo da quantidade encontrada do gás, as pessoas são classificadas em não fumante, fumante leve, fumante pesado ou, nos casos mais críticos, sob suspeita de envenenamento. Para cada uma dessas classificações o aparelho sinaliza com as cores verde, amarelo e vermelho. O último estágio, além da cor vermelha, se caracteriza pela emissão de um sinal sonoro.
Qualidade de vida - Além dos prejuízos à saúde - como risco cardiológico, de aborto e de nascimento de bebês prematuros e de baixo peso -  a idéia também é mostrar as vantagens de não fumar. Isso porque o nível de oxigenação do sangue volta ao normal apenas 8 horas depois do último cigarro. “Na 14ª hora, os pulmões já funcionam melhor. Em dois dias, olfato e paladar se normalizam e, vinte dias depois, fica mais fácil respirar e a circulação melhora”, frisa a coordenadora.
Para quem persiste na meta de manter longe o cigarro, a qualidade de vida só aumenta. Passado 1 ano da última tragada, o risco de morte por enfarte cai pela metade e, entre 5 e 10 anos, as chances de enfartar são semelhantes às observadas entre as pessoas que nunca fumaram.

domingo, 26 de agosto de 2012

voz de mulher

Elza Soares, "Paciência"

“O Ditador”, “Rock of Ages” e as outras estreias nos cinemas curitibanos

A Casa Silenciosa - Filmado em plano sequência, esta co-produção franco-americana - dirigida pela dupla Chris Kentis e Laura Lau - surge com a promessa de ser um terror diferente de tudo o que já foi feito anteriormente, já que os mais de 80 minutos do filme são transmitidos sem cortes nem edição.
A história é protagonizado por Elizabeth Olsen, irmã mais nova das gêmeas Ashley e Mary Kate Olsen, e apresenta momentos de tensão vividos por pai (Adam Trese) e filha (Olsen).
Tudo acontece quando eles decidem que é hora de reformar a casa de campo, que há tempos não é usada pela família. Um lugar onde o silêncio é absoluto, mas que dura pouco tempo.

Bel Ami, o Sedutor - Inspirado no romance do escritor francês Guy de Maupassant, fala do jovem Georges Duroy, que transita entre bares imundos e salões opulentos em busca de fortuna e reconhecimento social em Paris.
Para conquistar o que deseja, ele utiliza seu poder de sedução e se torna amante das três mulheres mais influentes da capital francesa. Na trajetória, ele se torna um jornalista reconhecido do famoso jornal francês “La Vie Française” e aprende a lidar com uma sociedade corrupta, com colegas traidores, amantes manipuladoras e empresários nada confiáveis.
O filme é dirigido por Declan Donnellan e Nick Ormerod. No elenco estão os atores Robert Pattinson, Uma Thurman, Kristin Scott Thomas e Cristina Ricci, entre outros.

Fanaa - Depois do sucesso em países como Estados Unidos e Inglaterra, este drama indiano marca a chegada dos filmes da indústria de Bollywood ao circuito comercial do Brasil.
O filme conta a história de uma jovem cega Zooni (Kajol) que faz uma viagem e conhece Rehan (Aamir Khan), um incorrigível mulherengo guia turístico, que muda de cidade em cidade, explorando a arquitetura e conhecendo novas mulheres. Ela apaixona-se por Rehan e decide viver este amor, mesmo sendo avisada por suas amigas sobre este Don Juan. Chegou a hora de viver a vida e o amor. Será essa a decisão correta?
O que não se pode negar é que Rehan também está fascinado por Zooni e que pretende mostrar à jovem o mundo, com todas as suas cores e de uma maneira diferente. O que Zooni não sabe é que Rehan tem uma outra vida e que ele a manteve escondida. Um segredo que pode não só mudar a vida de Zooni, mas até mesmo destruí-la.

O Ditador - Responsável por dar vida a divertidos personagens como Borat, Ali G e Brüno, Sacha Baron Cohen agora é o general Aladeen nesta comédia norte-americana. É a terceira vez que o ator trabalha com o cineasta Larry Charles.
A trama traz a heroica história do general Aladeen, o ditador de um país localizado no Oriente Médio que é capaz de colocar a própria vida em risco para garantir que a democracia nunca chegue ao país que governa.
Assim, ao lado de um pastor de cabras, Aladeen resolve viajar aos Estados Unidos e cruzar o país para conhecê-lo melhor.
No elenco do filme ainda estão Anna Faris ("Qual Seu Número?"), John C. Reilly ("Deus da Carnificina"), Ben Kingsley ("A Invenção de Hugo Cabret) e Megan Fox ("Solteiros com Filhos").

Rock of Ages: O Filme - Adaptação cinematográfica para o musical de mesmo nome da Broadway, assinado por Chris D’Arienzo. O elenco conta com nomes como Tom Cruise ("Missão Impossível"), Julianne Hough (Burlesque), Paul Giamatti ("A Luta Pela Esperança"), Catherine Zeta-Jones ("Chicago") e Alec Baldwin ("Quebrando a Banca").
A trama mistura romance e rock'n'roll traz a história de Sherrie, uma garota do interior, e Drew, um jovem da cidade. Eles estão em busca de seus sonhos em Hollywood e acabam se encontrando no Sunset Strip. Enquanto se conhecem e vivem momentos incríveis em meio aos anos 1980, clássicos da música embalam os acontecimentos.
Tom Cruise, que interpreta a lenda dos palcos Stacee Jaxx, canta o clássico de Bon Jovi "Wanted Dead or Alive", o sucesso do Def Leppard "Pour Some Sugar On Me" e "Paradise City", do Guns N' Roses. Na trilha sonora ainda estão músicas de Joan Jett, Journey, Foreigner, Night Ranger, REO Speedwagon, Pat Benatar, Twisted Sister, Poison, Whitesnake e muito mais.
A direção de Rock of Ages é de Adam Shankman ("Hairspray - Em Busca da Fama") e a produção musical é assinada por Adam Anders, o mesmo do seriado Glee.

Soberano 2 - Documentário que revive o momento da conquista do título do Campeonato Mundial Interclubes FIFA 2005 pelo São Paulo Futebol Clube e traz imagens das partidas e entrevistas exclusivas com membros da equipe e de torcedores do São Paulo e do Liverpool.
No filme, jogadores como Rogério Ceni, Mineiro, Lugano, Amoroso e de membros da comissão técnica tricolor, além de torcedores, viram protagonistas.

Trabalhar Cansa - produção nacional, misto de drama e terror, dirigida pela dupla Juliana Rojas e Marco Dutra e estrelada pelos pouco conhecidos Helena Albergaria, Marat Descartes, Naloana Lima.
A jovem dona-de-casa Helena resolve realizar um desejo antigo e abrir seu primeiro empreendimento: um minimercado. Ela contrata a empregada doméstica Paula para tomar conta das tarefas do lar e de Vanessa, sua filha. Quando seu marido Otávio perde o emprego como gerente em uma grande corporação, as relações pessoais e de trabalho entre os três personagens sofrem uma inversão inesperada, ao mesmo tempo em que ocorrências perturbadoras passam a ameaçar os negócios de Helena.

Mostras no Museu Alfredo Andersen trazem gravuras e pinturas

O Museu Alfredo Andersen está recebendo duas novas exposições. “Frágeis Criaturas”, de Camila Vieira, e “Estudos”, de Eduardo Custódio, ficam em cartaz até o dia 23 de setembro. A entrada é gratuita.
Em “Frágeis Criaturas” (foto), a artista parte da mancha como viés artístico, deixando vir à tona um universo infinito de figuras que nascem do acaso e da aleatoriedade. Assim, surgem seres imaginários: personagens que refletem a subjetividade e a forma da artista de interpretar a vida e as questões mundanas. Ao criar elementos inexistentes em nosso cotidiano, Camila mostra que, por trás de todo este caos civilizatório, há um mundo imaginário camuflado e que o mesmo necessita ser desvendado.
Na mostra “Estudos”, Eduardo Custódio questiona o espaço limitado da obra com o espaço ilimitado do observador por meio da fragmentação da imagem no imaginário humano com pinturas e gravuras. O espaço contemporâneo e a música levaram o artista a estes estudos nos anos de 2010 e 2011.

“Preto no Branco” na Caixa Cultural de Curitiba

Na Caixa Cultural Curitiba a exposição “Passageiro do Preto & Branco – fotografias 1946 – 2012”, do fotógrafo gaúcho Flávio Damm, que reúne os mais marcantes “instantes decisivos” do artista, desde 1946 até os dias de hoje. A intenção da mostra é celebrar a arte da fotografia, sem cortes ou edição, a foto em preto e branco e a estética do olhar sensível, registrado num instante pelo artista. Com 80 fotografias selecionadas pelo designer Felipe Taborda, curador da exposição, a mostra tem entrada franca e ocupa a galeria da CAIXA Cultural até o dia 21 de outubro.
Nascido em Porto Alegre (RS), Flávio Damm começou a fotografar aos 14 anos, na época da 2ª Guerra Mundial. Ao saber que quem fazia as fotos dos combates, como a das tropas alemãs em frente ao Portão de Brandenburgo, não eram soldados e sim fotojornalistas, teve a certeza do que queria fazer: “ver pelos outros”, como lhe explicou seu pai na ocasião.
Esse “ver pelos outros” guiou toda a trajetória profissional de Flávio, fazendo-o integrar a equipe de fotojornalistas das revistas “O Cruzeiro” e “Time Magazine”, fotografar para as agências “Black Star” e “Globe Photos”, em Nova Iorque, e fundar a agência “Image”, no Rio de Janeiro. O reconhecimento do seu trabalho fez dele verbete no “Dicionário Nungesser de Fotografia”, editado na Alemanha, e título do “Concurso Flávio Damm de Fotografia” da Fundação Assis Chateaubriand. Essa experiência o aproximou da concepção de arte fotográfica, iniciada pelo fotógrafo alemão Erich Salomon, nos anos 1920, e consagrada mundialmente pelo fotógrafo francês Henri Cartier-Bresson, nos anos 1930-1940, que a adjetivou como “Bressoniana”.
A ideia de “instante decisivo” / “instante roubado”, da fotografia “Bressoniana” é captar um instante único e mágico, que não se repetirá mais, e que guarda uma imagem celebrando a sensibilidade e a graça do olhar atento do artista para a vida cotidiana. Para Flávio, são necessárias três condições: a sorte de encontrar o bom motivo, a paciência para esperar o momento certo do clique e o talento para obter um bom resultado. Flávio se tornou um apaixonado pelo desconhecido em uma busca incansável de “ver pelos outros”.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

voz de mulher

Ana Carolina, "And I Love You So"

Adriana Calcanhotto se apresenta no Guairão

A cantora e compositora Adriana Calcanhotto volta a Curitiba para apresentar seu novo show, “O Micróbio do Samba”, neste sábado (25), às 21 horas, no Guairão. O novo espetáculo marca o reencontro de Adriana com seu grande público, já que a última vinda dela à cidade foi com o projeto infanto-juvenil “Partimpim”. Elogiada pela crítica, a compositora vai mostrar um show consagrado que já passou pelo Japão e Europa.
No repertório, constam todas 12 canções autorais do último álbum, e se mantém estritamente ligado ao conceito do disco. Entre elas, Mais Perfumado, pela qual ela acaba de ser indicada ao Grammy de Melhor Canção em Língua Portuguesa. No roteiro do show, Adriana incorpora ainda outros compositores que ela considera alicerces para o novo trabalho como Paulinho da Viola (Argumento), Lupicínio Rodrigues (Esses moços), Péricles Cavalcanti (Dos prazeres, das canções) e o trio Domenico Lancellotti, Pedro Sá e Maurício Pacheco (Te convidei pro samba).
No palco do Guairão a artista gaúcha será acompanhada por um trio de primeira: Domenico Lancellotti toca uma bateria minimalista, sem pratos, com um surdo deitado, explorando os aros. Alberto Continentino apresenta no seu baixo acústico um estilo discretamente moderno. Pedro Sá (substituto de Davi Moraes) mantém as harmonias e o ritmo base ao violão.
Os ingressos para o show de Adriana Calcanhoto custam R$ 120,00 (inteira) e R$ 60,00 (meia-entrada). Cliente Caixa têm 40% de desconto no preço de inteira. Informações: (41) 3304-7982.

Teatro de bonecos anima o fim de semana

Neste final de semana, o Teatro Dr. Botica recebe o espetáculo “Aniversário do Palhaço, o que é?”. As apresentações acontecem no sábado (25) e no domingo (26), com sessões às 15h e às 17h. Outra opção para as crianças, também no domingo (26), é o espetáculo “O Saci e a Pipa”, em cartaz no Teatro do Piá com apresentação gratuita às 11h.
Montada originalmente em 1987, a peça “Aniversário do Palhaço, o que é” lotou plateias. Agora, o espetáculo volta aos palcos sob a direção de Renato Perré. A narrativa conta a história de uma família de palhaços que precisa organizar o aniversário de Churumela. O local escolhido para a festa é o Gran Circo de La Lona Furada , onde todos se reúnem para celebrar mais um ano de vida do palhaço.
Cheio de situações engraçadas e muita aventura, o espetáculo “O Saci e a Pipa” é garantia de diversão. O enredo, marcado por travessuras e confusões, fala sobre Pépi, que, após sair para brincar com sua pipa, acaba perdendo o brinquedo. Triste, o menino volta para casa e, como mágica, a reencontra. Infelizmente sua alegria dura pouco. Um ser mascarado desaparece com a pipa, o que obriga Pépi a sair em busca do misterioso ser.
As apresentações no Teatro Dr. Botica têm ingressos a R$ 15,00 e R$ 7,50 (estudantes, idosos e crianças de até 5 anos). No Teatro do Piá, as apresentações têm entrada franca.

Memorial Ucraniano tem festa neste fim de semana

Neste domingo (26) tem festa no Memorial da Imigração Ucraniana. É a festa do 21º Aniversário da Independência da Ucrânia – Dia Nacional da Comunidade Ucraniana Brasileira, que acontece a partir das 10h, no Parque Tingui. Durante o dia, o Memorial terá barracas de artesanato e comidas típicas, e apresentação de grupos folclóricos.
O Memorial Ucraniano fica no Parque Tingüi (rua Dr. Mba de Ferrante, 1116) 

“Dos Gardenias Social Club” em cartaz no Teatro José Maria Santos

O espetáculo “Dos Gardenias Social Club” chega a Curitiba para duas únicas apresentações no Teatro José Maria Santos: sábado (25), às 21 horas, e domingo (26), às 19  horas. Na peça de improvisação, o teatro se transforma em uma casa de baile: ao som do bolero, os atores improvisam histórias inéditas, construídas a partir de estímulos do público.
A proposta é transportar para o teatro o ambiente dos clubes de dança. Para isso, o bolero foi escolhido como protagonista, um ritmo que condensa o charme e a passionalidade das casas de dança de salão. No processo, os atores se aprofundaram na investigação da impro long-form, ou seja, improvisação não esportiva, com cenas de longa duração.
Montado pela UMA companhia, de Belo Horizonte, que desenvolve um trabalho contínuo de pesquisa e difusão da improvisação teatral, sendo uma das principais referências brasileiras nessa linguagem. A companhia já realizou grandes eventos internacionais de improvisação como espetáculos, oficinas e debates.
Criação coletiva, “Dos Gardenias Social Club” tem direção de Débora Vieira e, no elenco, conta com Bella Marcatti, Carloman Bonfim, Fabiano Lana, Guilherme Théo, Mariana Vasconcelos, Rafael Protzner e Renata Correia.
O Teatro José Maria Santos fica na rua 13 de Maio, 655 , São Francisco. Os ingressos custam R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada conforme previsto em lei). Informações: (41) 3322-7150.

Circo “Zé Priguiça” tem espetáculo no fim de semana

O Circo da Cidade “Zé Priguiça”, unidade da Fundação Cultural de Curitiba, instalado no Alto Boqueirão, apresenta neste sábado (25), às 15h, o espetáculo gratuito “Urbe et Orbi”, da companhia Orego Promoções Humanas e Culturais. O grupo, selecionado por meio do Edital de Difusão em Circo do Fundo Municipal da Cultura, cumpre durante o mês de agosto uma movimentada agenda de espetáculos e oficinas circenses para crianças e adolescentes. 
Repleto de acrobacias e efeitos especiais, “Urbe et Orbi” é um espetáculo educativo voltado à conscientização da preservação do meio ambiente. Seu personagem principal é o Doutor Biotec, que foi contaminado por um acidente radioativo e resolve, então, juntar-se a outros personagens para salvar o planeta. Nessa empreitada, surgem várias cenas em que eles ensinam as atitudes corretas que todos os cidadãos devem adotar para garantir um ambiente mais saudável. Falam da separação do lixo, do problema gerado pelas sacolas plásticas, da poluição do ar e da água, e do estresse das grandes cidades.
Além do espetáculo aberto ao público, a companhia Orego promove, durante a semana, sessões dirigidas a alunos de escolas públicas e entidades sociais. Já das oficinas de circo participam 70 alunos, na faixa etária de 7 anos a 17 anos, vindos das escolas da rede municipal de ensino e da comunidade, que recebem 30 horas de aulas, com atendimento das 9h às 11h e das 14h às 16h. As oficinas, que colocam os jovens em contato com a arte circense, têm por objetivo o desenvolvimento pessoal dos participantes, sem o intuito de profissionalização.
O Circo da Cidade “Zé Priguiça” está armado na rua Benedicto Siqueira Branco, s/n, Alto Boqueirão (próximo ao Armazém da Família Jardim Paranaense), telefone: (41) 3287-5307.

Orquestra À Base de Corda convida compositora Lucina para o próximo show

A compositora Lucina, que formou com a cantora Luli uma das duplas mais bem-sucedidas da época da bossa nova, é a convidada da Orquestra À Base de Corda para o show do próximo final de semana, dias 25 (21h)  e 26 (19h), no Teatro do Paiol. Luli e Lucina são autoras de músicas que viraram grandes sucessos, principalmente na voz de Ney Matogrosso. No repertório estão algumas dessas composições: A música em mim, Há tempos, Maria pode crer, Música na feira, Samba da Zinha, Tom Zé, Êta nóis e Povo do Beira Rio, todas com arranjos feitos especialmente para o show.  
A história musical de Luli e Lucina nasceu com a bossa nova e com os famosos Festivais da Canção. Quem mais gravou a dupla, autora de mais de 800 canções, foi Ney Matogrosso. São delas Bandoleiro, Coração Aprisionado, Êta Nóis, Pedra de Rio e O Vira, entre tantos outros sucessos do cantor. Foram também gravadas pelas Frenéticas, Nana Caymmi, Tetê e Alzira Espíndola, Joyce, Rolando Boldrim e Wanderléa. A dupla se manteve até 1998. Agora, as duas seguem carreira solo. Lucina lançou em 2009 o álbum "+ Do que parece", que traz composições inéditas feitas em parceria com Zélia Duncan.
A Orquestra À Base de Corda completa o show com algumas composições próprias. Sob a direção de João Egashira, o grupo curitibano tem se apresentado com convidados importantes da MPB. Mais recentemente fez shows com Consuelo de Paula, André Marques, Siba Veloso e, em duas ocasiões, com Paulinho da Viola (na Virada Cultural de Curitiba, em 2010, e na Virada Cultural de São Paulo, em 2011).
Os ingressos para o espetáculo “Orquestra À Base de Corda convida Lucina”, custam R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada). Informações: (41) 3213-1340.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

voz de mulher

Elle Varner, "So Fly"

Mostrar uma maçã cortada e pagar menos para assistir um filme? Só na Rede Cinesystem Cinemas

Imagine a cena: um cliente chega à bilheteria do cinema e apresenta a metade de uma maçã cortada? O funcionário vai pensar que ele é louco? Não na Rede Cinesystem Cinemas. A partir desta sexta-feira (24), quem apresentar a metade de qualquer coisa, desde que não seja um simples papel cortado na hora, vai pagar meia-entrada. Esta é a Promoção “Sexta da Meia”, que vale para as unidades de Curitiba (PR), Paranaguá (PR), Praia Grande (SP), São Leopoldo (RS) e Rio de Janeiro (RJ).
 O que vale é ser criativo. A Rede procura, com estas promoções, promover uma interatividade maior com cliente, sempre apostando no humor e na irreverência. É uma forma de levar um pouco as situações que vemos nos filmes para os outros ambientes do cinema”, ressalta a gerente de Marketing do Cinesystem, Sâmara Kurihara.
Quinta do Beijo - Outra promoção inovadora da Rede, a “Quinta do Beijo”, ganhou um novo formato. Agora, o cliente sorteia na bilheteria um cartão com uma opção de beijo e, ao reproduzi-lo diante da bilheteria, tem direito a desconto nos ingressos. São nove opções: borboleta, esquimó, metralhadora, na testa, escambo, francês, cafona, selinho e o surpresa.
Inspirada no espírito jovem e inovador da Rede, a premiada campanha é sucesso de público e crítica e já foi citada na Revista Variety, a maior publicação de cinema do mundo. A promoção é válida para maiores de 16 anos, não ocorre em feriados e não é cumulativa com outras promoções.

Exposição de Sergio Camargo encerra neste domingo no Museu Oscar Niemeyer

O público que estiver em Curitiba tem até este domingo, 26/08, para conferir a mostra “Percurso escultórico”, de Sergio Camargo (1930-1990), no Museu Oscar Niemeyer (MON). São 46 obras, 26 delas tridimensionais, além de desenhos e estudos. A curadoria é de Paulo Venancio Filho.
Camargo é um dos mais premiados escultores brasileiros e durante décadas de intensa atividade submeteu a sua produção a júris, em salões e bienais, e foi reconhecido no Brasil e no exterior. Participou da 4ª Bienal de São Paulo, em 1957, e do 9º Salão de Arte Moderna, em 1960. Realizou exposições na Itália, Venezuela, Nova York, Alemanha, França e outros países.
 Nesta exposição é possível acompanhar parte significativa da trajetória do artista. Desde as esculturas da década de 1960, os cilindros inclinados de madeira, passando pela produção dos anos 1970, os chamados sólidos móveis em mármore, até as realizações de 1980, período no qual ele utilizou um tipo especial de mármore duro, o Negro-Belga.

Camerata apresenta o concerto “Cantico delle Creature”

O concerto que a Camerata Antiqua de Curitiba apresenta neste fim de semana tem como maestro convidado o alemão Helmut Riebl, que propôs ao grupo curitibano a execução de obras instrumentais e para coro que enaltecem as dádivas da natureza. Um delas, a que dá nome ao concerto, é “Cantico delle Creature”, do compositor tcheco Petr Eben, feita sob inspiração da obra poética de São Francisco de Assis. As apresentações acontecem na Paróquia Bom Pastor, com entrada franca, na sexta-feira (24), às 20h, e na Capela Santa Maria Espaço Cultural, a R$ 20,00 e R$ 10,00, no sábado (25), às 18h30.
Além do “Cântico das Criaturas” para coro a cappella, também será executada uma peça do músico sueco Gunnar Hahn que faz referência à música do povo Sami, da Lapônia, região ao norte da Noruega, Suécia e Finlândia. Também apresentada pelo coro a cappella, “Rondo Lapponico” é construída sobre uma canção tradicional do lapões, o jojk. Povo nômade que vaga em uma ampla área com seus rebanhos de rena, os Sami expressam por meio dessa canção a afinidade de sua cultura com a natureza. 
Completam o repertório obras de Johann Bernhard Bach (primo de Johann Sebastian Bach), Edvard Grieg e Antonio Vivaldi. Bernhard Bach foi um compositor fecundo, porém a maioria de suas obras se perdeu. A suíte que será executada no concerto é uma das poucas que chegaram à atualidade. A peça de Edvard Grieg foi composta para celebrar o bicentenário de nascimento do dramaturgo Ludvig Holberg. Encerra o concerto a “Magnificat” de Vivaldi, um dos melhores exemplos da vitalidade e criatividade desse compositor.
Helmut Riebl veio da Holanda, onde reside, especialmente para reger a Camerata neste concerto. Depois de estudos de violino, saxofone e piano em escolas da Alemanha, Riebl foi para a Holanda estudar regência e violino barroco. Como maestro, vem dirigindo um amplo repertório dos séculos 16 ao século 21. É um músico atuante em todo o continente europeu.
Também são convidados especiais deste concerto os violinistas Adriano Vargas e a cravista Elizabeth Fadel. A temporada 2012 da Camerata Antiqua de Curitiba tem o patrocínio do Ministério da Cultura e da Volvo.
Mais informações: (41) 3321-2840.