sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Filmes para todos os gostos entre as estreias da semana

Looper: Assassinos do Futuro - Ficção científica que se passa no ano é 2042 onde viagens no tempo são uma realidade disponível apenas no mercado negro. O principal cliente é a máfia, que traz pessoas do futuro para eliminá-las.
Os loopers são enviados do futuro para o presente, para matarem criminosos antes que os crimes sejam cometidos. Mas quando um deles descobre que foi enviado para o passado para matar a si mesmo, o sistema começa a ser questionado.
O longa-metragem é dirigido por Rian Johnson e no elenco estão os atores Joseph Gordon-Levitt, Bruce Willis, Emily Blunt e Paul Dano, entre outros.

Medianeras: Buenos Aires na Era do Amor Virtual - Esta comédia romântica, co-produzida entre Argentina, Espanha e Alemanha, traz a história de Martin e Mariana, ou melhor, trata dos desencontros que, de alguma forma, unem os dois jovens. O casal se relaciona via internet e nunca se encontrou pessoalmente, mesmo morando em apartamentos um de frente para o outro.
Dirigido por Gustavo Taretto, o filme tem os atores Pilar López de Ayala e Javier Drolas na pele dos protagonistas, que não conseguem ficar juntos no mundo offline.
Talvez as personalidades dos personagens ajudem a explicar o refúgio encontrado por ambos na internet. Martin, um web designer, se trata de fobias e, aos poucos, tenta se livrar do isolamento que o consumiu. Já Mariana, uma vitrinista, acaba de sair de um relacionamento de muitos anos e está vivendo uma verdadeira bagunça, refletida em seu apartamento.

O Garoto da Bicicleta - Filme de abertura da 35ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e vencedor do Grande Prêmio do Juri do Festival de Cannes 2011, este drama belga-ítalo-francês traz a história de Cyril, um garoto de 12 anos capaz de tudo para encontrar seu pai.
Para isso, ele conta com a ajuda de Samantha, uma mulher que administra um salão de cabeleireiro e aceita que Cyril fique com ela nos fins de semana. No entanto, a rejeição sofrida pelo abandono do pai, torna o garoto raivoso e com dificuldades para aceitar o amor e o carinho que pessoas como Samantha lhe dão.
O longa é dirigido pelos irmãos Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne - os mesmos de "O Silêncio de Lorna" - e estrelado por Thomas Doret, Cécile De France e Jérémie Renier.

Polissia - Drama francês que mostra o cotidiano dos policiais da Brigada de Proteção ao Menor, de Paris, que é composto por confissões de abuso infantil, prisões de menores infratores; mas também pela pausa na hora do almoço quando se desabafa sobre as crises no casamento. É composto de interrogatórios com pais suspeitos de abuso, depoimentos de crianças, desvios de sexualidade em adolescentes; mas também pela solidariedade entre os colegas. Sabendo que o pior existe, mas seguindo em frente apesar disso.
Ao mesmo tempo que estes policiais tentam conciliar o trabalho e a vida pessoal, o imprevisível Fred (Joey Starr) deverá aprender a cooperar com a impassível Melissa (Maïwenn), fotógrafa enviada pelo Ministério do Interior para realizar um livro sobre o trabalho da corporação.

Paiol apresenta o espetáculo teatral “Me Leva Pra Casa”

O espetáculo teatral “Me Leva Pra Casa”, de João Fábio Cabral, será apresentado nesta sexta-feira e sábado (28 e 29), no Teatro do Paiol. Com direção de Fabiana Carlucci, a peça narra o momento de despedida de um casal que, após perder a única filha em uma fatalidade, vê sua relação alterada e sem qualquer possibilidade de retorno. A montagem traz no elenco os atores Guilherme Gonzalez e Mariana Blanski.
A peça se apresenta como um fragmento da história desse jovem casal – Ana é poetisa e Sergião, dono de um sebo. Eles se encontram numa cena de despedida, após a morte da filha, vitimada por uma bala perdida. Mesmo havendo amor em excesso, eles não conseguem retomar a vida juntos. A perda da única filha é o estopim que desperta os sentimentos presos numa relação calcada na fuga e na dor da saudade, nos encontros e desencontros.
Os ingressos de “Me Leva Pra Casa” custam R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia) e a classificação etária é de 14 anos.

Camerata apresenta spirituals com maestro norte-americano

O próximo concerto da Camerata Antiqua de Curitiba, nesta sexta-feira e sábado (28 e 29), traz um repertório peculiar, exclusivamente de spirituals, ou negro spirituals, como é conhecido esse gênero musical originalmente cantado pelos escravos nos Estados Unidos. O concerto “Images, shadows and dreams: cultural transformations” (Imagens, sombras e sonhos: transformações culturais), com regência do maestro norte-americano Keith McCutchen, mostra como esse gênero popular afro-americano se transformou e evoluiu para diversas formas de música coral.
O maestro Keith McCutchen explica que, assim como as pessoas saíram da condição de escravos para cidadãos, a música evoluiu da simples canção para a arte da canção. Consequentemente, a transformação também é sentida na temática, que, do seu contexto inicial de opressão e luta, passou a focalizar a herança da identidade. “Tratam-se de histórias que valem a pena ser eternizadas em grandes obras dramáticas para coral, bem como para vários gêneros instrumentais, incluindo sinfonias”, diz o maestro.
O spiritual ecoa como um grito profundo de humanidade. É cantado em termos simples, entretanto como em nenhuma outra canção tradicional é carregada de um simbolismo (imagens) que clama a busca da libertação humana (sonhos) e evidencia o triunfo em meio à adversidade (sombras). Muito da essência do spiritual está ligada aos personagens judeus bíblicos, sua circunstância e sua libertação pela mão de Deus. Para os escravos, a situação dos israelitas fazia um paralelo com sua própria história. Das histórias daqueles personagens – de liberdade e redenção – ecoou o grito de libertação da opressão para o corpo, mente e espírito.
As apresentações da Camerata Antiqua de Curitiba acontecem às 20h de sexta-feira (28) e às 18h30h de sábado (29). Os ingressos custam R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada)

Orquestra Sinfônica do Paraná presta homenagem ao centenário da UFPR

Com regência do maestro Marcio Steuernagel, e a participação do violinista suíço Egidius Streiff, a Orquestra Sinfônica do Paraná se apresenta nesta sexta-feira (28), às 20 horas, no auditório da Reitoria, com entrada gratuita. No repertório, obras de músicos ligados à Universidade. A peça Terra Incógnita, de Flíbio de Souza, abre o concerto. Ela foi vencedora do 1º Concurso Nacional de Composição, promovido em 2011 pelo Teatro Guaíra, Orquestra Sinfônica do Paraná e UFPR.
Em seguida, será executada Escapade II, em primeira audição no Brasil. Criada em 2009, pela compositora suíça Heidi Baader-Nobs por sugestão do violinista Egidius Streiff, para quem foi escrita a primeira versão da obra.
A próxima peça, o Concerto Nº 2 para violino e orquestra, composta por Harry Crowl, também é dedicada a Egidius Streiff, que fará o solo, e foi inspirada no livro Olímpia, da musicista Patrícia Maês. A obra narra as experiências com reflexo de luz sobre os objetos de uma sala. Introduz no percurso as cores amarelo, ouro, cobre e laranja, associadas ao teclado de cores proposto pelo compositor russo Alexander Scriabin.
Maurício Dottori, compositor e professor da UFPR, é autor de A Rosa Trismegista aberta ao mundo. A peça, inspirada em um poema de Carlos Drummond de Andrade, ganhou o Prêmio Funarte 2010, na categoria Orquestra Sinfônica.

"Disney Killer" estreia no Guairinha

O Guairinha recebe nos dias 28, 29 e 30 de setembro a peça "Disney Killer" ("The Pitchfor Disney"), um jogo fantasmagórico com lances de surrealismo, e o texto mais bem sucedido do dramaturgo e cineasta Philip Ridley. As sessões serão sexta-feira (28) e sábado (29), às 21 horas, e domingo (30), às 20 horas.
No espetáculo - estrelado por Darson Ribeiro, Juliana Calderón, Alexandre Tigano e Dan Nakagawa -, o ambiente é soturno, repleto de escombros. Ali moram os gêmeos Presley e Haley Stray, sobrevivendo à base de chocolates e comprimidos pra dormir, debatendo-se em pesadelos nos quais transbordam violência e luxúria. A frágil estabilidade da casa é rompida pela chegada do demoníaco Cosmo Disney, protegido por seu capanga mascarado Pitchfork Cavalier – e, dali em diante, os gêmeos embarcam num trem fantasma de medo, choques táticos e, finalmente a emersão dos desejos soterrados.
O contraponto do externo versus interno, e a conjunção de beleza e náusea são chaves para acompanhar o texto de Ridley. A beleza física do vilão, o nightclub entertainer que tem o rosto perfeito como o de um astro de Hollywood: bronzeado, dentes branquinhos, olhos resplandecentes e cabelos brilhantes, contrasta com suas atitudes, ele come insetos para sobreviver, porque acredita que todos necessitamos de uma dose diária de desgraça. Ridley usa os seus recursos dramáticos diretamente contra todos os medos coletivos, atingindo até os mais inconscientes da lista
Os ingressos para "Disney Killer" custam R$ 40,00 (sábado) e R$ 30,00 (sexta-feira e domingo) e as respectivas meia-entradas conforme previsto em lei. Informações: 3304-7982.

O samba de Nilze Carvalho na Caixa Cultural

A Caixa Cultural Curitiba apresenta, até 30 de setembro, uma das mais importantes artistas da nova geração de sambistas cariocas: Nilze Carvalho. A artista mostra toda a sua versatilidade musical diante da riqueza da música popular brasileira, com o álbum “O que é meu”, com destaques para as canções “Barracão” (Luiz Antônio/Oldemar Magalhães), “Festa” (Gonzaguinha) e “Banho de Manjericão (Paulo Cesar Pinheiro/João Nogueira).
O álbum ganhou, em duas categorias, o Prêmio da Música Brasileira – Samba na Lapa (melhor CD e melhor cantora), e registra, além de composições próprias, a produção recente e inédita de jovens compositores ao lado de grandes clássicos. Os arranjos ficaram por conta de Alessandro Cardozo, Paulão 7 cordas, Marcelo Caldi, Cristóvão Bastos, Ruy Quaresma e da própria Nilze.
A artista - Ao ser flagrada, pelo irmão mais velho, tocando "Acorda Maria Bonita" no cavaquinho, Nilze Carvalho começou uma verdadeira história de amor com a música. Aos seis anos já se apresentava em público, na Rádio Solimões, na extinta TV Rio e no Fantástico da TV Globo.
Dos 11 aos 14 anos, gravou como bandolinista a série de LP “Choro de Menina”, em quatro volumes, e iniciou, aos 15 anos, a carreira internacional, com turnês em países como Itália, Suíça, Estados Unidos e Japão. Nilze lançou o álbum “Estava Faltando Você”, com o qual foi indicada ao Prêmio TIM para melhor cantora de samba. Com o grupo Sururu na Roda, viajou para Costa Rica, Guatemala e Estados Unidos.
Nilze já cantou e tocou ao lado de grandes nomes da música popular brasileira, como Dona Ivone Lara, Zeca Pagodinho, Jair Rodrigues, Martinália, Hamilton de Holanda, Dudu Nobre, Sadao Watanabe e Stefano Bollani, entre outros.
As apresentações de Nilze Carvalho acontecem sexta e sábado, às 20h e domingo, às 19h. Os ingressos custam R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia, conforme legislação e correntista Caixa).  Informações: 2118-5111.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Filme Nervo Craniano Zero será exibido hoje no Guairinha com atuações ao vivo

Distribuído de uma forma inédita em Curitiba, o filme Nervo Craniano Zero dá sequência a suas sessões realizadas em locais escolhidos pelo público, muitas vezes ocupando espaços diferentes das tradicionais salas de cinema. Desta vez, o novo longa-metragem de Paulo Biscaia Filho (o mesmo de Morgue Story – Sangue, Baiacu e Quadrinhos) será apresentado no Guairinha nesta quinta-feira (27), às 20h30.
Além do diferencial no espaço, haverá também novidades durante a projeção. Esta será a sessão especial que ganhou o nome de Encena-Ação, que conta com participações ao vivo de integrantes do elenco: as atrizes Guenia Lemos e Michelle Rodrigues, além da cantora Ana Cardon e da banda Melpomene, especialmente formada para a ocasião, batizada com um nome que faz referência a um elemento importante do filme.
Na história de Nervo Craniano Zero, a escritora de sucesso Bruna Bloch põe em prática um plano inescrupuloso para evitar que tenha um bloqueio criativo: adquirir um chip indutor de descargas de dopamina que, quando implantado no cérebro humano, gera surtos de inspiração. Para isso, ela contrata os serviços do criador desta invenção, Dr. Bartholomeu Bava. Mas antes que Bruna implante o chip em si mesma, ela o testa em uma cobaia humana, a simplória garota Cristi.
Antes de chegar ao Guairinha, Nervo Craniano Zero foi bem recebido nos principais festivais brasileiros dedicados ao gênero fantástico – foi o filme que abriu o Festival de Cinema Fantástico de Porto Alegre (Fantaspoa) em maio, e integrou a programação do Festival Fantástico do Rio (RioFan) em agosto. No mesmo mês, contou com pré-estreias em Curitiba, incluindo as sessões especiais Blood-O-Rama, em que jorrava sangue cênico no público em sincronia com as cenas mais sangrentas (todos receberam capas de chuva para a ocasião).
Os ingressos para o Encena-Ação custam R$ 14,00 e R$ 7,00 (meia-entrada conforme previsto em lei). Informações: 3304-7982.

“Valsa nº 6” traz ao palco texto atípico de Nelson Rodrigues

O monólogo "Valsa Nº 6", será apresentado no Teatro José Maria Santos até dia 30 de setembro, sempre às 20 horas e no domingo às 19 horas. Na montagem, os artistas exploram linguagens distintas, como o universo cinematográfico de Dario Argento e David Lynch, a tradição do burlesco e do vaudeville e a discussão do espaço e do contexto teatral.
Na peça, Leonarda Glück, a atriz, e Gustavo Bitencourt, o diretor, ambos atuantes em vários campos artísticos, como teatro, dança, música e artes visuais, encontraram no texto consagrado de Nelson Rodrigues uma forma de reunir seus interesses comuns e de se aproximar novamente da tradição do teatro com um olhar renovado.
"Valsa nº 6" é uma peça atípica na obra de Nelson Rodrigues e na história da dramaturgia brasileira, não apenas por se tratar de um monólogo, mas também pela forma de incluir o público em sua narrativa, pela complexidade da personagem, que traz em si diversos outros, pelo ambiente sobrenatural em que se situa, pela revelação melódica, consistente e obscura da história.
O Teatro José Maria Santos fica na rua 13 de Maio, 655, Centro e os ingressos para "Valsa nº 6" custam R$ 5,00 e R$ 2,50 (meia-entrada conforme previsto em lei). Informações: 3322-7150.

Venda e consumo público de bebida alcoólica estão proibidos no dia da eleição

(AEN) - A Secretaria de Estado da Segurança Pública editou uma resolução nesta quinta-feira (27/9) que proíbe, em todo o Paraná, a venda, a compra e o consumo público de bebidas alcoólicas no período compreendido entre as 6 horas e as 18 horas do dia 7 de outubro, data do primeiro turno das eleições municipais de 2012.
A decisão consta na resolução nº 208/2012, assinada pelo secretário Cid Vasques, e é justificada como medida de cautela e para “garantir a ordem e a tranquilidade públicas, no transcurso do pleito eleitoral”.
De acordo com o artigo 296 do Código Eleitoral, é crime promover a desordem que prejudique os trabalhos eleitorais. A pena é de detenção de até dois meses e pagamento de multa.
Com a assinatura da nova resolução, fica revogada a resolução nº 192/2012. De acordo com Cid Vasques, a nova resolução é mais abrangente no que se refere às condutas, para que a pessoa não alegue desconhecimento, em caso de desobediência.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Festival CEL.U.CINE 2012 tem inscrições abertas até 4 de novembro

O festival de micrometragem CEL.U.CINE, com patrocínio da Oi e apoio cultural do Oi Futuro, recebe inscrições para sua edição 2012 até o dia 4 de novembro. Poderão ser inscritos filmes com duração de 30 segundos a três minutos, produzidos em qualquer plataforma digital, incluindo aparelhos celulares. 
O festival, que vai ocupar o Oi Futuro em Ipanema de 22 a 24 de outubro com o Fórum Cel.U.Cine Transmídia, chega à sua quinta edição cheio de novidades. Além de ser realizado, agora, por categorias – Doc, Ficção, Animação e Música – e não mais por etapas, inclui a criação do Fórum Cel.U.Cine Transmídia, agregando ao festival uma plataforma de discussão sobre conteúdos.
Inscrições e informações: www.celucine.com.br

Acervo do Museu Oscar Niemeyer recebe novas obras

O Museu Oscar Niemeyer (MON) abre nesta quinta-feira (27), às 18 horas, na sala 3, a mostra “Acervo MON - Novas Aquisições - para exibir ao público as obras que compõem seu acervo.  São várias expressões artísticas reunidas, como desenho, pintura, gravura, escultura, fotografias impressas e digitais.
Os autores são artistas locais e artistas reconhecidos no cenário nacional, como André Rigati, Arthur Nísio, Daniel Senise, Denise Roman, Elizabeth Titton, Fernanda Castro, Leonor Botteri, Fernando Calderari, Luiz Henrique Schwanke, Maureen Bisilliat, Rones Dumke, Tomie Ohtake, entre outros. A entrada no dia da abertura é gratuita, nos demais, o ingresso custa R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia-entrada).

Liana Leão é a próxima convidada do projeto Aventuras Literárias

A escritora Liana Leão é a convidada de setembro do projeto “Aventuras Literárias”. O evento acontece nesta sexta-feira (28), às 15h, no Auditório Paul Garfunkel da Biblioteca Pública do Paraná. Promovido pela Seção Infantil da BPP, o evento traz todo mês um autor para falar sobre a importância da literatura, leitura e cultura em geral.
Liana vai falar às crianças sobre a sua trajetória literária, seu método de trabalho e suas leituras preferidas. Autora de mais de 15 livros, Liana escreveu A caixinha de narizes, O livro das casas e Julieta de bicicleta. Também teve obras traduzidas para o espanhol e adaptadas para o cinema.
Após a palestra, a autora conversa com o público. Os encontros do projeto “Aventuras Literárias” são destinados a alunos das redes pública e privada, e também abertos ao público em geral. A entrada é franca.

Acaba prazo para o eleitor solicitar segunda via do título

Termina nesta quinta-feira (27) o prazo para que o eleitor que perdeu o título solicite a segunda via do documento.
O pedido só pode ser feito no domicílio eleitoral do cidadão, ou seja, na cidade em que ele vota. Nesta fase do processo eleitoral não é mais possível pedir o documento em qualquer cartório.
Para votar, só é preciso apresentar um documento oficial de identificação com foto (como carteira de identidade ou de habilitação e passaporte), mas o título é importante para que o eleitor saiba qual é a sua seção de votação.
Além disso, o eleitor que não puder comparecer à sua seção para votar e tiver que justificar a ausência precisará do número do título para preencher o formulário de justificativa.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Seminário apresenta novas pesquisas sobre patrimônio cultural de Curitiba

A Fundação Cultural de Curitiba promove nesta semana, de 26 a 28 de setembro, no Memorial de Curitiba, o II Seminário de Patrimônio Cultural, com apresentação de trabalhos e pesquisas incentivados pelo Fundo Municipal da Cultura. Os projetos têm como produto final livros e documentários sobre diferentes aspectos da cultura e da história de Curitiba, que serão lançados durante o evento. Também haverá palestras com especialistas convidados, entre eles o promotor de justiça Marcos Paulo de Souza Miranda, do Ministério Público de Minas Gerais, e os professores José Reginaldo Gonçalves, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e Henrique Carneiro, da Universidade de São Paulo.
As palestras com os convidados são sempre às 14h. Na sequência, são apresentados os trabalhos contemplados pelos editais de patrimônio cultural do Fundo. Nesta segunda edição do seminário, serão apresentadas as pesquisas “A estrada do Assungui” e “Retratos do Belém: a trajetória de um rio urbano”, de Gabriel Gallarza Rossi, “Nossa Senhora da Luz dos Pinhais: padroeira e testemunha da fundação e do desenvolvimento de Curitiba”, de Renata Simone Domit, “Arruda, reza e agulha: o caminho da cura pelas benzedeiras tradicionais de Curitiba”, de Victor Augustus Silva, “Garibaldis e Sacis: uma iniciação à alegria”, de Julia Basso Driessen, “Costura secreta”, de Luciane Falcon Anselmi, “Diz-me o que comes e te direi quem és: alemães, comida e identidade”, de Juliana Cristina Reinhardt, e “Bar Palácio: uma história de comida e sociabilidade em Curitiba”, de Marina Corção. 
Na abertura, no dia 26, às 14h, o promotor Marcos Paulo de Souza Miranda apresenta o tema “O inventário como instrumento de proteção do patrimônio cultural brasileiro” e lança o seu livro “Estudos de Direito do Patrimônio Cultural”. No dia 27, às 14h, o professor José Reginaldo Gonçalves aborda em sua palestra o tema “Antropologia do espaço: arquitetura, urbanismo e preservação”.  No dia 28, no mesmo horário, Henrique Carneiro discorre sobre “Alimentação, entre o gosto dos sabores e os significados simbólicos”.  
Veja a programação completa: bit.ly/Rf1YIC

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Duo Teixeira Santos no programa Terça Brasileira

O Duo Teixeira Santos, formado pelos músicos Marcelo Teixeira (violão de 7 cordas) e Iê dos Santos (ceramofone), é a atração da série Terça Brasileira no Paiol, nesta terça-feira (25), às 20h, no Teatro do Paiol. O duo tem a proposta de trabalhar a sonoridade camerística, com um repertório permeado pela música popular e erudita. No programa estão composições de Hermeto Pascoal, Egberto Gismonti, Ernesto Nazareth e Heitor Villa-Lobos.
Os compositores escolhidos para o repertório são representantes da música que fica na fronteira entre o popular e o erudito, permitindo ao Duo Teixeira Santos desenvolver um trabalho com elementos de ambas as escolas. Sem ligação a um gênero específico, o duo tem liberdade de escolher um repertório que melhor possibilite a exploração dos timbres peculiares de sua formação (violão de 7 e ceramofone).

Os músicos - Instrumentista, pesquisador e arranjador, Marcelo Teixeira tem transitado entre diferentes estilos musicais, seja na música de câmara e de concerto em geral, seja em vertentes ligadas à música brasileira e ao jazz. É mestre em música pela Universidade Federal do Paraná onde desenvolveu uma pesquisa ligada ao violão de 7 cordas.  
Iê dos Santos é autor do livro "Estudos e peças para pandeiro brasileiro". Como instrumentista tem atuado em diversos trabalhos, tendo se apresentado com músicos como Ronaldo do Bandolim, Gabrielle Mirabassi, Toninho Carrasqueira, André Mehmari, Léa Freire, Toninho Ferraguti, Laércio de Freitas, Arrigo Barnabé, Joyce, entre outros. Dentre seus principais trabalhos estão o Duo Teixeira Santos, o grupo Rosa Armorial e a Orquestra à Base de Sopro.  
Os ingressos para a apresentação do Duo Teixeira Santos custam R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada). Informações: 3213-1340.

Sons da Índia na Caixa Cultural de Curitiba

A Caixa Cultural Curitiba apresenta, na próxima terça-feira (25), a indiana Ratnabali, em um concerto solo de voz e harmônio. No programa, a artista aborda a riqueza cultural da Índia, com música devocional em diversas línguas: sânscrito e hind, entre outras. Durante a apresentação, Ratnabali fala sobre o significado e a história de cada música.
Natural de Calcutá, na Índia, Ratnabali se formou em canto clássico indiano aos 16 anos. Após se formar em canto folclórico, se tornou discípula do renomado músico Pandit Prasun Kumar Banerjee. Nos anos 1980, a artista se mudou para Recife e, em 1992, se fixou em São Paulo. Trabalhou com Alberto Marsicano, que também esteve no Solo Música, Marcus Santurys, Leilah Moreno, grupo Mawaca e companhia de dança Andrea Prior e Patrícia Romano.
Ratnabali gravou, com as bandas Titãs e Sepultura, a trilha sonora do filme “Bellini e a Esfinge” e prestou consultoria para o elenco da novela “Caminho das Índias”, da Rede Globo, além de atuar interpretando mantras. Entre os principais álbuns estão “Music of India”, “Anand / Shiva Lounge” e “Índia”.
A apresentação de Ratnabali dentro da Série Solo Música, nesta terça-feira (25), às 20 horas, tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e é uma realização de Alvaro Collaço Produções. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria da Caixa Cultural (rua Conselheiro Laurindo, 280), a R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia-entrada). Informações: 2118-5111.

Atividades para o público marcam a 6ª Primavera dos Museus no Museu Oscar Niemeyer

O Museu Oscar Niemeyer (MON) preparou uma programação especial para a 6ª Primavera dos Museus, uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) que ocorre entre os dias 24 e 30 de setembro em mais de 800 museus do País. O tema escolhido para este ano é “A Função Social dos Museus”.
No dia 25 de setembro, terça-feira, haverá o lançamento do catálogo da mostra “Poty, de todos nós”, às 19 horas, no 2º andar da Torre. No dia 26, às 19 horas, Olívio Guedes, curador da exposição "Modigliani - imagens de uma vida" (em cartaz no MON até 30/09), dará a palestra “Homenagem a Modigliani” no auditório Poty Lazzarotto. Na quinta-feira, dia 27, às 18 horas, na sala 3, será inaugurada a mostra "Acervo MON – Novas aquisições”. Todos estes eventos têm entrada franca.  
Um percurso de ônibus com visita mediada por obras públicas de Poty Lazzarotto ocorre no sábado às 16 horas e no domingo às 11 e às 16 horas. A mediadora é Daniela Pedroso, autora do livro "Poty: Murais Curitibanos". A inscrição é gratuita e obrigatória na bilheteria do museu até meia-hora antes das saídas. As vagas são limitas de acordo com os assentos e menores de idade devem estar acompanhados de um responsável maior de 18 anos. O ônibus sai do MON e o percurso tem duração de 1h30.
Do dia 25 até o dia 28, o público visitará e ouvirá explicações sobre “Poty, de todos nós”, das 10 horas ao meio-dia e das 14 às 17 horas.  Nos mesmos dias, às 10h30 e às 15 horas, é a vez de ver “Modigliani, imagens de uma vida”, junto com apresentação do grupo teatral Auto-Peças. As duas atividades não necessitam de agendamento prévio. 
Oficinas de origami e kirigami também estão programadas para estes dias, das 10 às 11h45 e das 14 às 17 horas, na sala da Ação Educativa. Para participar desta oficina, os interessados devem se inscrever antecipadamente. Os ingressos para estas atividades custam R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia-entrada).
Para completar a programação da 6ª Primavera dos Museus no MON, nos dias 29 e 30 de setembro, ocorre a apresentação da peça "Ex Turvo COM/SENsibilidade", livre adaptação do romance Estorvo, de Chico Buarque, com elenco composto por pessoas com deficiências visuais, no sábado às 16h30 e domingo às 11 e 15 horas. Os ingressos também custam R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia-entrada).

sábado, 22 de setembro de 2012

uma música

Fábio Cadore, "Na Atividade"

Sinfônica executa a trilha do primeiro filme de animação do cinema europeu no Guairão

O primeiro longa-metragem europeu de animação será apresentado no auditório Bento Munhoz da Rocha Netto, do Teatro Guaíra, neste domingo (23), com trilha sonora executada ao vivo pela Orquestra Sinfônica do Paraná. O filme As Aventuras do Príncipe Achmed foi produzido entre 1923 e 1926 e é considerado a obra-prima da alemã Lotta Rininger e de seu marido, o fotógrafo Carl Koch. A apresentação começa às 10h30 e os ingressos custam R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia).
São mais de 96 mil quadros, criados com recortes de papel e jogo de luzes e sombras. As músicas que serão executadas pela orquestra foram compostas pelo compositor alemão Wolfgang Zeller para acompanhar a ação na tela. Ele criou fotogramas para as orquestras, que eram comuns nos melhores cinemas da época.
O enredo se baseia em elementos retirados do clássico Mil e Uma Noites, que narra as aventuras do príncipe Achmed em seu cavalo voador, em busca do amor da princesa Peri Banu, a quem tem que defender do ataque de um exército de demônios.

Maestro – O renomado maestro alemão Stefan Geiger é o convidado para reger a Orquestra Sinfônica do Paraná e dirigir os trabalhos com o longa-metragem. No ano passado, ele esteve em Curitiba para conduzir a Orquestra de Câmara de Curitiba. Geiger é professor de trombone e música de câmara na Universidade de Música e Teatro de Hamburgo e diretor artístico da “Landesjugendorchester”, em Bremen, na Alemanha. Entre outros lugares, apresentou-se na China, em 2002, com a Filarmônica de Câmara de Bremen.

Museu Paranaense comemora 136 anos com programação especial

Para comemorar os 136 anos do Museu Paranaense, uma programação especial será realizada na semana de 23 a 29 de setembro. Debates, abertura de exposição, visitas guiadas e apresentação musical, com entrada gratuita, marcam o aniversário do terceiro museu mais antigo do Brasil.
A Semana do Museu Paranaense será aberta no domingo (23), às 11 horas, com apresentação da Big Belas Band, da Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP). Nesse dia haverá visitas guiadas, das 12 às 15 horas, com funcionários caracterizados com roupas de época.
Ainda no domingo será aberta a exposição “O Mundo do Trabalho”, que faz uma reflexão sobre as diferentes formas de afazeres, entre intelectual e braçal, feminino, masculino e infantil, rural e urbano. Também haverá palestra - “Um Olhar para o Museu Paranaense” - das 12 às 14 horas, com o professor Cláudio Ogliari e convidados.
Nos dias 25, 26 e 27, das 14 às 17 horas, haverá três mesas redondas. A primeira tem como tema a “Origem e extinção da megafauna pleistocênica na América do Sul”, com o palestrante Fernando Sedor e a debatedora Cláudia Parellada. A seguinte é sobre “Museus contra a violência urbana”, com Rhodrigo Deda e Guilherme Durães. E a última será sobre “A função social dos museus”, comVilma Chiara e Márcia Kersten.
Durante toda a semana serão oferecidas visitas guiadas às exposições, sempre das 11h30 às 13h30. A programação integra a Primavera dos Museus, evento promovido pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM).

Museu Alfredo Andersen abre inscrições para o 18.° Simpósio Paranaense de Cerâmica


O Museu Alfredo Andersen promove o 18.º Simpósio Paranaense de Cerâmica, com palestras, conferências, exibição de filme, relatos de experiência e demonstração de profissionais do Brasil e exterior. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site da Secretaria Estadual da Cultura (www.cultura.pr.gov.br). O evento será realizado de 8 a 9 de novembro, no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba.
O tema do simpósio é “Poéticas da Cerâmica: mudanças, permanências e desafios da contemporaneidade” e pretende pensar o lugar da arte cerâmica nas artes plásticas. O trabalho do homem com a argila remete há pelo menos 5 mil anos e é uma das formas mais antigas de processo poético. Utilizada para a confecção de objetos utilitários, decorativos e de arte, a argila é matéria-prima que ultrapassa fronteiras geográficas, culturais e sociais.
O mexicano Gustavo Pérez irá demonstrar algumas das técnicas que utiliza para trabalhar com cerâmica. Pérez é formado pela Escola de Artesanato e Design da Universidade do México e membro da Academia Internacional de Cerâmica. Realizou exposições nos Estados Unidos, Cuba, Japão, Alemanha, França e Espanha.
A norte-americana Anna Calluori Holcombe, mestre em Cerâmica pela Louisiana State University (EUA), também participa do Simpósio com duas conferências sobre o auxílio da tecnologia 3D para os ceramistas e o ensino para futuros profissionais. Atualmente Anna é diretora da Escola de Artes e História da Universidade da Flórida.
A docente do curso de Escultura na Universidade de Lisboa, Virgínia Fróis, fará palestra sobre o trabalho individual e coletivo do ceramista. Ela pesquisa etnocerâmica em Cabo Verde e dirigiu a recuperação de esculturas em terracota, no Mosteiro de Alcobaça (Portugal). Outros profissionais de destaque participam do evento. É possível conferir a programação completa no site www.cultura.pr.gov.br.

Show de poesia e música no Projeto para Piás e Gurias

O musical Pássaro Livre é o espetáculo desta semana no Projeto para Piás e Gurias, o show de poesias musicadas dirigido a todos os públicos, com ênfase no público infantil, que acontece neste domingo (23), às 11 horas, no Teatro José Maria Santos. Os ingressos custam R$ 5,00 e crianças até 12 anos não pagam.
Um espetáculo sensível, delicado e encantador, onde, ao longo de cinquenta minutos Rosy Greca, acompanhada de Ervin Fast (arranjos e teclado) e Marcela Zanette (flauta), interpreta canções de sua autoria, além de poemas escritos especialmente às crianças por Cecília Meireles, Sidônio Muralha, Roseana Murray, José Paulo Paes, Elias José e Mario Quintana.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

uma música

Tim Maia, "Primavera"

prá entender o fim do mundo...

Museu do Prado coloca toda a obra de Goya na internet

(Reuters) - O Museu do Prado colocou na internet à disposição do público todo o catálogo da obra do famoso pintor Francisco de Goya, dentro de uma seção exclusiva do site da pinacoteca de Madri (www.museodelprado.es).
Em um comunicado, o museu e seu patrocinador, a Telefónica, assinalaram que colocaram na rede imagens de alta qualidade e informações sobre as "mais de mil obras e sobre as 122 cartas manuscritas guardadas no Prado".
O Prado abriga a maior coleção de pinturas de Goya do mundo, abrangendo mais da metade de toda a obra conhecida do autor de "La maja desnuda".

Tiziu faz show com músicas do seu novo CD, no Portão Cultural

O músico curitibano Fabiano Silveira, o Tiziu, apresenta neste fim de semana, no auditório Antonio Carlos Kraide – Portão Cultural, o show “Ectoplasma”, com músicas do seu novo CD.  Neste show, Tiziu mostra a sonoridade inovadora desse seu primeiro trabalho autoral, caracterizado pela mistura do samba de raiz, do chorinho e de composições instrumentais contemporâneas.  O show “Ectoplasma” será apresentado sábado (22), às 20h, e domingo (23), às 18h, com entrada franca.
O CD contém 15 faixas gravadas em estúdio que unem experiência de vida e a criatividade do músico. Lançado oficialmente em novembro de 2011, no Teatro do Paiol, em Curitiba, este projeto se baseia em tendências da MPB, como o samba de raiz, o afro-samba e o chorinho. Tem cunho regionalista, com valorização das raízes musicais brasileiras. A proposta é enaltecer a cultura brasileira e enriquecer a cena musical nacional com um trabalho originalmente paranaense.
Fabiano Silveira, o Tiziu, é professor do Conservatório de MPB de Curitiba. Tem inúmeros trabalhos com grupos musicais variados, seja como compositor, arranjador ou instrumentista. Com o Trio Quintina já gravou cinco discos e dois DVDs. Apresenta-se em casas de shows na cidade desde 1997. Participou de turnês pela Europa e América Latina. Dedica-se à pesquisa da música popular brasileira nas suas mais variadas linguagens. Neste momento finaliza seu segundo disco, que será lançado em breve.

Produção curitibana resgata ópera infantil inédita

Após um século adormecida, a ópera infantil “A Vovozinha”, de Emiliano Perneta – considerado o maior poeta paranaense –, ganhará os palcos de Curitiba neste final de semana. Essa é a primeira vez que a peça, genuinamente paranaense, será montada integralmente desde sua concepção, em 1909. As apresentações acontecem sábado (20h) e domingo (19h), na Capela Santa Maria – Espaço Cultural, com ingressos a R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada).
As partituras originais, ainda a lápis, e o texto foram reagrupados pelo pesquisador Gehad Ismail Hajar em um estudo que levou sete anos de apuração e restauração. Isso porque texto e partituras nunca foram impressos e partes estavam perdidas. “Esta é seguramente uma peça inédita e histórica, com o diferencial de ter sido composta no início do século XX para crianças”, avaliou Hajar.
De acordo com o pesquisador, dificilmente se produziam escritos destinados ao público infantil naquela época, tampouco no que tange à ópera. “Nada mais oportuno do que oferecer hoje, aos nossos pequenos, uma obra tão original, que lega a Curitiba o desconhecido título de “berço da literatura infantil do Brasil”, reforçou Hajar.
Em cena – Com direção de Denise Sartori e regência do consagrado maestro Jaime Zenamon, 15 cantores líricos dividem a cena em um espetáculo leve e ao mesmo tempo criativo. A opereta contará com adereços e figurinos assinados por Gustavo Krelling, que traz o contraste de tecidos, cores e brilhos para o palco sem perder a poética infantil. Do lixo ao luxo, Krelling ainda resgata sacolas plásticas para a composição artística empregada na confecção das roupas moldadas para os atores.
Esta inédita montagem, com produção de Hajar, Beth Capponi e equipe, conta com incentivo do Fundo Municipal de Cultura. Toda produção pode ser acompanhada pelo site da peça (www.avovozinha.com).

Nova apresentação do show “Eu Canto Samba”, no Paiol

Atendendo aos pedidos do público, o Vocal Brasileirão volta ao palco do Teatro do Paiol para novas apresentações do espetáculo "Eu Canto Samba", dedicado a um dos mais importantes e representativos gêneros da música popular brasileira. As apresentações, sob a regência e direção artística de Vicente Ribeiro, acontecem às 20h de sábado (22) e às 19h de domingo (23), com ingressos a R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada).
Com um repertório que vai de Noel Rosa a Arlindo Cruz e Sombrinha, passando por Dorival Caymmi, Haroldo Barbosa, Paulinho da Viola, Elton Medeiros e Wilson das Neves, o Brasileirão procura resgatar o clima descontraído das rodas de samba em fundo de quintal.
Grupo mantido pela Fundação Cultural de Curitiba, o Brasileirão é composto por Suzie Franco e Renildes Chiquito (sopranos), Cida Airam e Fernanda Sabbagh (mezzo-sopranos), Beth Lopes e Renata Melão (contraltos), Bruno Mazanek e Levi Brandão (tenores), Reginaldo Nascimento e André Barroso (barítonos), e Marcos Appel e Freddy Branco (baixos). A parte instrumental reúne Fábio Cardoso (piano), Sandro Guaraná (baixo), Vicente Ribeiro (cavaquinho), Cláudio Menandro (violão 7 cordas), Luis Rolim e Marcos Saldanha (percussão).
Criado em 1994 pelo maestro e compositor Marcos Leite (1953 – 2002), que comandou o grupo até 2001, o Brasileirão foi quatro vezes vencedor do prêmio Saul Trumpet de Melhor Grupo Vocal do Paraná (1997, 1998, 1999 e 2002). De 2002 a 2006, esteve sob a coordenação de Reginaldo Nascimento. Desde 2006 sob a direção de Vicente Ribeiro, o Brasileirão passou a dedicar-se à montagem de shows homenageando conjuntos vocais brasileiros, como o Quarteto em Cy e o Boca Livre.
Em 2008, o Vocal Brasileirão gravou seu primeiro CD, "Invisível Cordão", inteiramente dedicado às canções de Chico Buarque e Edu Lobo. Em 2010 subiu ao palco com Joyce Moreno e a Orquestra À Base de Sopro. Com um som personalizado, original e envolvente, conquistou um lugar de destaque na vida cultural curitibana.

Prêmio Paraná de Literatura recebeu 878 inscrições de livros inéditos

A Biblioteca Pública do Paraná (BPP) divulgou o número de concorrentes à primeira edição do Prêmio Paraná de Literatura, que teve inscrições encerradas no dia 31 de agosto. No total, foram enviados 878 livros inéditos, divididos em três categorias: Poesia - Prêmio Helena Kolody (413), Romance - Prêmio Manoel Carlos Karam (201) e Contos - Prêmio Newton Sampaio (264).
Autores de todos os estados do Brasil e do Distrito Federal, além de brasileiros residentes em vários países do exterior, enviaram trabalhos. Os estados com mais participantes são, pela ordem, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.
O resultado do concurso será divulgado na primeira quinzena de dezembro. O vencedor de cada categoria receberá R$ 40 mil e terá sua obra publicada pela Biblioteca Pública do Paraná, com tiragem de mil exemplares. Os premiados também receberão 100 cópias de seus livros. As obras concorrentes serão avaliadas por uma comissão julgadora formada por um presidente e nove membros (três em cada categoria).
José Castello, João Cezar de Castro Rocha e Luiz Ruffato são os jurados da categoria Romance (prêmio Manoel Carlos Karam). Marçal Aquino, Rodrigo Lacerda e Caetano Galindo escolhem o melhor livro de contos (prêmio Newton Sampaio). Heloisa Buarque de Hollanda, Miguel Sanches e Antonio Carlos Secchin analisam as obras de poesia (prêmio Helena Kolody). O presidente da comissão é o jornalista Rogério Pereira, diretor da BPP.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

uma música

Zeca Pagodinho, "Beija-me"

Miniauditório do Guaira recebe temporada de No Retrovisor

A peça de Marcelo Rubens Paiva, No Retrovisor, inicia temporada no Miniauditório do Teatro Guaíra a partir do dia 20 de setembro e fica em cartaz até o dia 30, com sessões de quinta a sábado às 20 horas, e aos domingos às 19 horas.
Encenada pela Cia. Insaio, conta a história de dois amigos se reencontram em meio ao vazio de um acidente em que eles se envolveram, e um ficou cego e enfrenta um fatalismo desarmante. O sobrevivente do desastre circula em meio aos LPs de rock. Tem olhos, um apartamento sujo, um filho de colo e uma mulher distante.
A montagem não prova nada contra ou a favor dos personagens, mas assume o preço da juventude, e aqui entra a maestria literária e a coragem pessoal de Rubens Paiva.
Os ingressos para No Retrovisor custam R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada conforme previsto em lei). Informações: 3304-7982.

Música e teatro infantil na BPP nesta sexta-feira

Os músicos Marcelo Oliveira e Rodrigo Oliveira se apresentam nesta sexta-feira (21), a partir das 17h30, no hall térreo da Biblioteca Pública do Paraná, para prestar homenagem ao compositor francês Claude-Achille Debussy (1862-1918). O duo também vai apresentar repertório instrumental que contempla clássicos da música brasileira, de Villa-Lobos a Hermeto Paschoal, e uma composição autoral de Rodrigo. A apresentação faz parte do projeto “Música na Biblioteca” e tem entrada franca.
Carioca radicado em Curitiba, o clarinetista e flautista Marcelo Oliveira, de 43 anos, integra a Orquestra Sinfônica do Paraná. É um dos instrumentistas mais festejados no cenário musical paranaense, com 30 anos de carreira. Rodrigo Oliveira, de 23 anos, é pianista do Klezmorin CWB e do JumpJazz, grupo que se notabilizou por apresentar jazz tradicional do início do século XX.
O projeto “Música na Biblioteca” visa valorizar os talentos da música local e ampliar as opções culturais oferecidas pela BPP. “Trazer a música para o cotidiano do público faz parte dessa proposta de integração de linguagens”, afirma o diretor da Biblioteca, Rogério Pereira.

Teatro - A adaptação para os palcos de "O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá", um dos livros infanto-juvenis de maior sucesso de Jorge Amado, será apresentada nesta sexta-feira (21), na Biblioteca Publica do Paraná, pelo projeto “Aventuras Teatrais”. O espetáculo será às 15h, no auditório Paul Garfunkel, com entrada grátis.
A história, escrita em 1948, foi um presente de Jorge Amado para seu filho João Jorge, que completava um ano de idade. Um gato mau e uma adorável andorinha se apaixonam e mostram que duas criaturas bem diferentes podem não só viver em paz como também mudar a maneira de ver o mundo.
O espetáculo fica por conta de Tiago Kerscher, da Companhia de Teatro Oxigene Cultural. O grupo faz apresentações em escolas e eventos infantis falando, de forma lúdica, sobre a importância da leitura. O projeto “Aventuras Teatrais” é uma iniciativa da Seção Infantil da BPP e reúne, mensalmente, crianças da rede pública de educação.

Brasil escolhe "O Palhaço" para concorrer a indicação ao Oscar

(Reuters) - O Ministério da Cultura escolheu nesta quinta-feira o filme "O Palhaço", dirigido e protagonizado por Selton Mello, para representar o Brasil na disputa por uma indicação ao Oscar de melhor filme em língua estrangeira em 2013.
O filme, que conta a história de um palhaço que passa por uma crise existencial e pensa em abandonar o circo em que trabalha com seu pai, foi escolhido entre uma lista de 16 filmes inscritos.
A escolha foi feita por uma comissão especial formada por Ana Paula Dourado Santana, Ana Luiza Azevedo, Andre Sturm, Carlos Eduardo Rodrigues, Flávio Tambellini, George Torquato Firmeza, José Geraldo Couto e Lauro Escorel.
"Creio que a maior inovação que fazemos com a escolha do 'Palhaço', reside no seu potencial. Esta indicação tem que ser vista como um prêmio também, é um aval de que um filme pode ir além. Espero que isso seja positivo para uma produção que já é sucesso", afirmou a secretária do Audiovisual do Ministério da Cultura, Ana Paula Dourado Santana, em comunicado.
O último filme brasileiro indicado ao Oscar foi "Cidade de Deus", em 2003, que concorreu nas categorias melhor fotografia, melhor direção, melhor edição e melhor roteiro adaptado.
Na categoria de melhor filme estrangeiro, o Brasil disputou o Oscar pela última vez com "Central do Brasil", em 1998.
A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood vai anunciar no dia 10 de janeiro a lista de indicados ao Oscar. A 85a edição do Oscar será realizado em 24 de fevereiro, em Los Angeles.