sexta-feira, 29 de outubro de 2010

vozdemulher


Regina Spektor e seu sucesso, On the Radio.

No teatro: Milkshakespeare

Uma inusitada visão do maior dramaturgo da história, William Shakespeare, é a linha principal do bem-humorado Milkshakespeare, da companhia gaúcha Face e Carretos. O espetáculo, inspirado nas obras Hamlet e Macbeth, tem apresentação neste sábado (30), às 20h, no Teatro HSBC (Rua das Flores).

A peça conta a fictícia história de William Stanley, que se auto intitula o verdadeiro criador das obras shakespereanas. Para mudar sua vida, ele decide reencontrar o autor inglês mas, na busca pelo acerto de contas, personagens, fast foods e um clima obscuro, porém divertido, geram risadas e surpresas.

Com direção do gaúcho Camilo de Lélis e texto de Julio Zanotta Vieira, a montagem foi contemplada este ano com o prêmio de incentivo à pesquisa do Teatro de Arena de Porto Alegre. O elenco tem Eduardo Mendonça, Felipe de Paula, Juliana Kussler e Renata de Lélis.

No cinema: Atração Perigosa

Vencedor do Oscar pelo roteiro de Gênio Indomável, em 1997, o ator e também diretor Ben Affleck (Armageddon e Pearl Harbor) está novamente nas salas de cinema. Na ação policial Atração Perigosa, ele exerce as três funções. Encenando, interpreta o líder de um grupo de ladrões de Boston.

Doug MacRay segue os passos do pai realizando bem-sucedidos assaltos a bancos. Morador de Charlestown, conta com a ajuda de outros três parceiros, entre eles, Jem (Jeremy Renner), uma pessoa explosiva e de temperamento forte, mas que Doug considera um irmão.

Mesmo estando na lista de procurados pelo FBI, o grupo consegue sair impune de todos os crimes cometidos. Porém, este panorama começa a mudar quando, depois de um assalto, levam Claire Keesey (Rebecca Hall) como refém. Com medo do que ela possa ter visto, Doug se aproxima da funcionária do banco sem imaginar que poderia se apaixonar por ela. Quando a relação evolui, ele abandona o crime para viver esse amor - o que pode conduzí-los a um destino muito perigoso.

Adaptação do romance O Príncipe dos Ladrões, de Chuck Hogan, a película teve orçamento de US$ 40 milhões e estreou em primeiro lugar nas bilheterias norte-americanas, arrecadando US$ 23 milhões no primeiro final de semana.

No cinema: A Suprema Felicidade

Depois de duas décadas longe da direção cinematográfica, Arnaldo Jabor volta a assinar um longa-metragem em A Suprema Felicidade. Com orçamento de R$ 12,5 milhões, a obra foi exibida na abertura do Festival do Rio deste ano. Em 1986, o crítico e jornalista escreveu seu nome na história do cinema nacional com Eu Sei Que Vou Te Amar, que deu a Fernanda Torres a Palma de Ouro de melhor atriz no Festival de Cannes.

Ambientado no Rio de Janeiro entre as décadas de 40 e 50, o filme acompanha a formação de Paulo (interpretado por Caio Manhente, Michel Joelsas e Jayme Matarazzo em fases diferentes), desde sua infância - quando assiste às comemorações pelo fim da 2ª Guerra Mundial - até a adolescência - quando se dá sua iniciação sexual, o primeiro amor e o primeiro porre.

Paulo vive em uma bucólica rua carioca com seus pais Marcos (Dan Stulbach) - um aviador frustrado que não consegue realizar o sonho de pilotar um jato - e Sofia (Mariana Lima), uma mulher reprimida pelos padrões da sociedade. Mas é na figura do avô Noel (Marco Nanini), seu grande companheiro, que Paulo procura conforto nos momentos de crise e que passa a desfrutar da vida noturna. É quando conhece seu primeiro amor e, consequentemente, tem sua primeira decepção amorosa.

Uma das idas ao cabaré Eldorado marca definitivamente sua vida. Lá, conhece a sensual dançarina Marilyn (Tammy di Califiori), com quem vive uma história de amor. Atrelado a isso, precisa lidar com a deterioração mental da mãe, o envelhecimento do avô e uma aproximação repentina do pai.

No cinema: A Última Música

Miley Cyrus retorna às telas de cinema interpretando Ronnie Miller, uma adolescente rebelde que vive em Nova York com sua mãe Kim (Kelly Preston). Após mais uma confusão, sua mãe decide enviá-la para passar o verão ao lado de seu pai, Steve Miller (Greg Kinnear), que vive em uma pequena cidade praiana do sul dos EUA. A relação entre os dois é tumultuada, pois Ronnie preferia estar em sua casa em Nova York. Aos poucos, seu pai se aproxima e conquista o carinho e atenção de sua filha por algo que eles têm muito em comum: a música.

O filme fala de valores como amizade, família e perdão. Até uma romântica história de amor acontece durante as férias. Desde o lançamento, a produção alcançou a marca de 61 milhões de dólares em bilheterias.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Lado B


Na época dos compactos simples, sempre era bom dar uma ouvida no lado B. Lá, sempre uma agradável surpresa. Como é o caso dessa música da dupla Antônio Carlos & Jocafi - autores do sucesso "Você Abusou" -, Nego Me Chamou de Imbecil.

"Tropa de Elite 2" atinge público de 6,2 milhões e é o brasileiro mais visto desde a Retomada

Em nota divulgada à imprensa, a Zazen Produções, produtora de José Padilha, informa que "Tropa de Elite 2", há três semanas em cartaz, consagra-se como o filme nacional mais visto desde a Retomada (período a partir do qual a produção brasileira começa a reaquecer, em 1991, após o desmanche da Embrafilme), com público acumulado de cerca de 6,2 milhões de espectadores. Os números são resultado de apuração da Rentrak EDI até o momento, faltando a coleta do resultado desta terça (26) de cerca de 40 salas de cinemas. O recordista era "Se Eu Fosse Você 2", com 6,1 milhões de espectadores.

“Tropa de Elite 2” vem batendo recordes desde a sua estreia. No primeiro fim de semana em cartaz, o longa arrebatou cerca de 1,25 milhão de espectadores, o que lhe deixou com mais do dobro de público do segundo lugar em abertura entre filmes nacionais, ocupado por “Chico Xavier”, com 585 mil ingressos vendidos. O filme de José Padilha ganhou ainda do longa “Eclipse”, que era até pouco tempo o filme com melhor abertura em 2010, com 1.185 milhão de espectadores.

O filme estreou com 570 cópias, distribuidas em 696 salas - a primeira parte foi lançada em 170 salas e teve, no primeiro fim de semana em cartaz, 178 mil ingressos vendidos. Na madrugada do dia 10 de outubro, Sergio Sá Leitão, presidente da RioFilme, distribuidora da Prefeitura do Rio de Janeiro, já havia tuitado algumas informações sobre a performance de "Tropa de Elite 2" nos cinemas em seu primeiro fim de semana em cartaz.

Sá Leitão previu, a partir dos números apurados pela Zazen, produtora de José Padilha, que o filme superaria um milhão de ingressos vendidos logo na estreia e ainda projetou seis milhões pagantes ao final da carreira comercial.

Raul de Souza comemora 55 anos de carreira

O trombonista Raul de Souza se apresenta hoje em Curitiba, no Teatro HSBC (rua das Flores), dentro da turnê nacional que está realizando para comemorar seus 55 anos de carreira. Músicas novas e dos discos mais antigos permitem que o público acompanhe um verdadeiro raio-x da carreira de Raul de Souza, que tem reconhecimento nacional e internacional. Em Curitiba, ele terá a companhia do grupo local NaTocaia durante a apresentação.

O show será especial em Curitiba porque o trombonista tem uma ligação íntima com a cidade. Morou aqui por cinco anos no final da década de 1950 e foi aqui que seus filhos nasceram. “Quando eu falo que estou completando 55 anos de carreira, a pessoa me olha e diz: “esse cara está maluco’. E eu digo que não falo a minha idade”, brinca o simpático músico. “Estou muito feliz por chegar aos 55 anos de carreira, Não foi fácil. Mas a vida também não é só tristeza. Eu tive muitas alegrias. Eu estou muito feliz. Com saúde, cabeça jovem e espírito jovem”, fala, dando risada.

Na carreira, Raul de Souza fez parcerias e tocou com grandes nomes da música nacional e internacional, como Hermeto Pascoal, Cal’Tjader, Lionel Hampton, Sarah Vaughan, George Duke, Stanley Clarke, Ron Carter, Frank Rosolino, Airto Moreira, Flora Purim e Milton Nascimento. Hoje em dia, o instrumentista se divide entre o Brasil e a França, país de sua esposa. Quando vai para a Europa, Raul de Souza participa de diversos festivais. “A gente não para. Não pode parar”, ressalta.

O grupo curitibano NaTocaia, que acompanha Raul de Souza na apresentação, é formado por Glauco Sölter, Mário Conde, Jeff Sabbag e Endrigo Bettega. O trombonista já se apresentou outras vezes com o grupo. Composições de Glauco Sölter também estão no show desta quinta-feira.

Gucci em 3 dimensões

Para quem está interessado mesmo em originalidade na moda, a Gucci saiu na frente e deu um passo bastante pertinente a esta altura do desenvolvimento tecnológico no cinema: lançou um óculos especial para assistir a filmes 3D.
Como, daqui para frente, a expectativa é que mais e mais filmes em três dimensões sejam lançados, ter o seu próprio par é muito mais apropriado do que pegar os óculos a cada vez que se vai ao cinema.
Só tem um probleminha, que já era possível de se imaginar: eles custam US$ 225. E ninguém vai te ver com eles, a não ser que você tire da bolsa para mostrar aos amigos antes do filme começar. Um preço um pouco alto para manter o estilo no escurinho do cinema, não?

Espetáculo de dança percussiva contemporânea

O espetáculo de dança e percussão "Combo" estará no Teatro Caixa Cultural Curitiba, de 29 a 31 de outubro. A montagem é da companhia paulista Steven Harper. O sapateado é a estrela, mas serve também de fundo sonoro para uma dança solta e contemporânea. É um espetáculo de encontros e desencontros cênicos e rítmicos, de buscas e misturas, de fantasias gestuais e de texturas sonoras.

A Companhia Steven Harper construiu o espetáculo com referência nos dois trabalhos realizados com o coreógrafo Mário Nascimento: "Sincopizante" (2002) e "Sensorial" (2004). "Combo" é um recorte do melhor dessas duas montagens, com a inclusão de novas pinceladas. A movimentação cênica, o som dos pés e dos instrumentos são frutos de uma intensa pesquisa de linguagem, um dos pilares das atividades desenvolvidas pela Companhia. O sapateado norte-americano é apresentado com um gingado diferente, contemporâneo e brasileiro. "Combo" tem um só ato de aproximadamente uma hora de duração.

A Companhia Steven Harper oferece ainda uma oficina de dança percussiva intitulada "Música do Corpo". Pulos, palmas, bate pé, coxa, peito, boca, tempo, contratempo, quiálteras, polirritmia e muitos risos são os elementos empregados para criação de uma sinfonia sonora em movimento. É uma aula aberta a todos, sem experiência prévia necessária.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Milton Nascimento


O mineiro faz aniversário nesta terça-feira: 68 anos. Criador de sucessos como "Canção da América", "Travessia" e "Coração de Estudante", entre muitos outros, canta nesse clip "Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor". Você também faz ou fez aniversário por esses dias? Então parabéns... prá você e pro Milton!!!!

Morreu Paul, o polvo que entendia mais de futebol que Dunga

O polvo Paul, que ficou famoso por acertar os resultados de oito jogos que "analisou" na Copa do Mundo, morreu na noite desta segunda-feira, no oceanário Sea Life, na cidade alemã de Oberhausen. O molusco, que nasceu em 2008, teve morte natural e será cremado.

De acordo com Stefan Porwoll, diretor geral do oceanário, Paul deverá ser homenageado com um monumento no Sea Life, que virou atração turística em Oberhausen por causa da fama do "polvo profeta".

- Ele era muito querido por nós e fará muita falta. Como ele virou celebridade em vida, parece apropriado uma estátua para ele - afirmou o Stefan.

A previsão de Paul funcionava com potes de comida em seu aquário: ele era atraído com mexilhões colocados em dois recipientes iguais adornados com as bandeiras dos países que iriam se enfrentar. Nas oito partidas da Copa do Mundo que fez o ritual, Paul escolheu a seleção que acabou vencendo (todos os jogos da Alemanha e a final, entre Espanha e Holanda).

O molusco mais famoso do planeta era um polvo comum, da espécie Octopus vulgaris, encontrada no Mar Mediterrâneo e numa faixa do Oceano Atlântico que vai do Atlântico Norte à costa oeste da África.

Michael Jackson é a celebridade morta mais rentável

A Forbes soltou nesta segunda (25) a nova lista das celebridades mortas mais lucrativas. Quem encabeça a lista deste ano é Michael Jackson, com uma arrecadação de US$ 275 milhões entre 1º de outubro de 2009 e 1º de outubro de 2010. Para se ter uma ideia de como o número é absurdo, a cifra é maior do que o faturamento do U2 e do AC/DC juntos, que são as bandas em atividade mais lucrativas do momento. Isso é um reflexo principalmente das vendas dos discos do cantor e do interesse dos antigos e novos fãs no filme This Is It, que mostra os bastidores daquela que seria a última turnê de Michael.

E não contente em passar aqueles que ainda estão vivos, o Rei do Pop, morto em junho do ano passado, também "ganhou" mais do que o valor combinado dos outros 12 famosos que figuram na lista.

O segundo lugar ficou com uma figura que já está neste ranking há muito tempo: Elvis Presley. A venda vinculada ao nome deste outro "rei" somou US$ 60 milhões. Seguindo estes gigantes está J.R.R. Tolkien, o escritor da trilogia "O Senhor dos Anéis", com US$ 50 milhões arrecadados em direitos autorais e venda de produtos durante o último ano.

A lista ainda continua com figuras como John Lennon, Albert Einstein e Jimi Hendrix. Para conferir o ranking completo das celebridades mortas mais rentáveis, visite a página da Forbes neste link.

TV paga exibe show inédito de Maria Gadú nesta terça

Após percorrer o Brasil para divulgar o primeiro trabalho, premiado com disco de platina, Maria Gadú parte para um novo desafio: o primeiro DVD. Antes de chegar às lojas, o registro será exibido nesta terça-feira, 26, a partir das 22h30, pelo canal Multishow da TV paga (com reapresentações quarta, 27, às 13h; e sexta, 29, às 9h).

O repertório do especial conta com os sucessos que a consagraram como uma das revelações de 2009. Gadú canta composições próprias como Encontro, Bela Flor, Altar Particular, Escudos, Dona Cila e, claro, o hit de novela das oito Shimbalaiê. Outras músicas do setlist que também estão no primeiro CD da cantora são Ne Me Quitte Pas, de Jacques Bel, e Linda Rosa, de Gugu Peixoto e Luis Kiari.

Além de lançar DVD, Gadú tem sido vista em parcerias no palco. Na festa de 20 anos da MTV, última quarta-feira, interpretou O Segundo Sol, ao lado de Nando Reis. A música foi composta por ele e gravada em dueto com Cassia Eller, morta em 2001. Maria Gadú também está se preparando para sair em turnê com Caetano Veloso - tem shows marcados para novembro em Salvador (dia 7), São Paulo (24) e Belo Horizonte (26); em dezembro no Rio (5) e em Recife (9).

Petrobras investirá R$ 110 milhões em 113 projetos culturais

A Petrobras vai investir R$ 110 milhões nos próximos dois anos em 113 projetos beneficiados em seu programa cultural, anunciado ontem (25) no Centro Cultural Waly Salomão, em Vigário Geral, zona norte do Rio de Janeiro. O programa recebeu a inscrição de 5,1 mil projetos e chegou aos 113 beneficiados por meio de uma comissão de seleção que inclui representantes da empresa, do governo, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e de outras entidades sociais.

Na divisão regional, a região Nordeste tem o maior número de projetos beneficiados (40), seguida pelo Sudeste (31), pelo Sul (16) e pelo Norte (14). Dois projetos são de abrangência regional e dois de abrangência nacional.

Segundo o gerente de responsabilidade social da Petrobras, Luis Fernando Nery, o regulamento do programa estabelece que, nos Estados do semiárido, há um mínimo de dois projetos por Estado, por conta dos maiores índices de pobreza, mortalidade infantil e evasão escolar, dentre outros. Além disso, o Nordeste tem o maior número de Estados, lembrou Nery, o que se reflete em mais projetos na região.

A Petrobras assina ainda nova parceria com o grupo cultural Afroreggae, de Vigário Geral, para a realização de eventos regulares no espaço em frente ao centro cultural Waly Salomão, que deve ser transformado em palco oficial do Viradão Cultural do Rio.

Peça inédita de Debussy no Música nos Museus

O Projeto Música nos Museus, da Secretaria de Estado da Cultura, do mês de outubro apresenta um recital de piano e canto com Raul Passos e a mezzo-soprano inglesa, Penelope White. A novidade desta edição do evento, que acontece na próxima quarta-feira, dia 27, às 18h30, no Museu Paranaense (Rua Kellers, 289), fica por conta da música Les Soirs Illuminés par l’Ardeur du Charbon(As noites iluminadas pelo ardor do carvão), última peça escrita por Debussy, nunca antes apresentada no Brasil. Além dessa, também estão no programa peças do Poulenc e Satie, como Je Nommerai ton Front e Le Chapelier, respectivamente. A apresentação tem uma hora de duração, com classificação livre e entrada franca.

A escolha do repertório aconteceu de acordo com a afinidade musical de Raul e Penolope, que têm preferência pelos compositores franceses da primeira metade do século XX. “De certa maneira, o começo do século passado foi o ápice do desenvolvimento da linguagem musical e, infelizmente, é pouquíssimo explorado no Brasil”, comenta Raul. Em um recital didático, os presentes poderão saber um pouco mais sobre os compositores e contexto histórico da época. “Quando o espectador conhece o que está ouvindo, aprecia a música de maneira diferente”.

O Música nos Museus é um projeto da Secretaria de Estado da Cultura que mensalmente apresenta uma atração musical do Paraná em seus espaços de exposição. A idéia é contemplar todos os gêneros musicais, buscando como critério principal a qualidade dos músicos.

Para a Secretária de Cultura Vera Mussi, essa é uma oportunidade de reunir num só espaço música e outras artes. "O projeto Música nos Museus quer trabalhar a excelência dos instrumentistas do nosso estado em espaços não-convencionais para espetáculos musicais. Assim podemos aproximar o público dessas duas linguagens artísticas numa ação de integração cultural", finaliza.

Atividade Paranormal 2 lidera bilheterias na América do Norte

Atividade Paranormal 2, segundo filme da série de terror de baixo orçamento, antecipou o Halloween e gerou 41,5 milhões de dólares nos primeiros três dias de seu lançamento nas bilheterias da América do Norte, informou a distribuidora do filme, Paramount Pictures, no domingo.

O filme - em exibição nos cinemas curitibanos - sobre uma casa mal-assombrada surpreendeu tanto o público quanto a indústria, que esperava apenas 20 milhões de dólares no fim de semana de lançamento.
"Com certeza, estou surpreso", disse Don Harris, o vice-presidente executivo da Paramount, que esperava lucrar no máximo 30 milhões de dólares nos primeiros dias.

O lançamento em primeiro lugar dá à distribuidora, unidade da Viacom, os dois filmes mais assistidos do fim de semana nos Estados Unidos e Canadá, com o último líder de audiência "Jackass 3D" em segundo lugar com 21,6 milhões de dólares nas bilheterias. O terceiro filme da série já gerou 87,1 milhões de dólares, acima do total lucrado com os dois filmes anteriores.

Com um orçamento de apenas 3 milhões de dólares, Atividade Paranormal 2 deve gerar um bom lucro para a Paramount. O primeiro filme custou cerca de 15 mil dólares, e acabou ganhando 107 milhões de dólares nas bilheterias norte-americanas, praticamente apenas com o boca-a-boca, uma vez que o filme propositalmente não teve nenhuma campanha de marketing.

sábado, 23 de outubro de 2010

vozdemulher


"Só você prá dar / A minha vida direção / O tom, a cor /Me fez voltar a ver..."
Vanessa da Mata canta Um Dia, Um Adeus, de Guilherme Arantes.
O clip é do dvd "Vanessa da Mata - Multishow ao Vivo".

A vida de Elvis Presley em quadrinhos

Já está nas livrarias Elvis, a biografia em quadrinhos do “rei do rock” organizada por Reinhard Kleist - autor de “Johnny Cash: Uma Biografia”, sucesso de vendas da Editora 8inverso em 2009 - e por Titus Ackermann. A obra reúne alguns dos melhores quadrinhistas da atualidade na Alemanha.

Elvis foi organizada como uma coleção de dez histórias curtas sobre a vida de Elvis Presley. Cada uma dessas histórias é assinada por grandes quadrinhistas alemães como Nic Klein, Uli Oesterle, Isabel Kreitz e Thomas von Kummant. Reinhard Kleist assina dois dos “episódios”.

O livro funciona, assim, como uma vitrine do que há de melhor e mais atual na produção de quadrinhos de não-ficção na Alemanha – além de ser um livro obrigatório para os fãs e para os que desejam conhecer um pouco mais desse que é até hoje um dos mais emblemáticos artistas do século XX.

Publicado na Alemanha em 2007, Elvis foi lançado naquele mesmo ano na França; na Holanda, foi publicado em abril de 2010. O livro custa R$ 63,00 e chega às livrarias brasileiras antes mesmo de receber uma versão em inglês na terra natal do cantor, os Estados Unidos da América.

No cinema: Atividade Paranormal 2

Chega aos cinemas um dos filmes de terror mais esperados do ano, Atividade Paranormal 2, seguindo o mesmo molde do primeiro filme. O longa segue os mesmos moldes do primeiro filme, com câmeras na mão e a história sendo contada sob o ponto de vista dos personagens.

O primeiro filme arrecadou mais de 20 milhões de dólares e custou apenas US$ 10 mil. Para o segundo, espera-se um lucro no mínimo igual ao anterior.

Na seqüência do filme, uma mulher é perseguida por estranhos acontecimentos paranormais. Mas, desta vez, a família terá que enfrentar uma casa de campo mal-assombrada.

No primeiro filme, de 2007, Katie (Katie Featherston), desde criança, ouve ruídos estranhos, sussurros e sente sensações inesperadas. Já adulta, ela mora com seu namorado Micah (Micah Sloat), que meio cético quanto aos depoimentos resolve usar uma câmera para gravar tudo o que acontece enquanto eles dormem e vivem dentro da casa. E o que era para ser apenas uma forma de esclarecer o mistério, torna-se uma experiência intrigante e assustadora.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

caetaneando...


Caetano Veloso sempre surpreendeu ao dar nova roupagem a músicas de compositores populares. Assim foi com "Sozinho", de Peninha, e também com "Você Nâo Me Ensinou a Te Esquecer", de Fernando Mendes. O sucesso de "Você Não..." foi tão grande que fez parte da trilha do filme "Lisbela e o Prisioneiro".

No cinema: Homens em Fúria

Jack (Robert De Niro) é um agente de condicional que está prestes a se aposentar depois de anos no cargo. Antes, porém, decide avaliar mais uma vez seus processos pendentes e resolve se dedicar a um último caso: o de Gerald "Stone" Creeson (Edward Norton). O presidiário, acusado de incendiar a casa da avó para encobrir sinais de um assassinato, terá sua última audição, mas apresenta um comportamento agressivo e perturbado.

Em meio a este cenário, Lucetta (Milla Jovovich) aparece para tentar convencer Jack de que agora seu marido é uma pessoa diferente e merecedora da liberdade. Cúmplice de Stone, ela manipula o agente com jogos de sedução e chantagem, onde os interesses pessoais estão acima de tudo.

Homens em Fúria tem assinatura de John Curran - mesmo diretor de O Despertar de uma Paixão - e foi selecionado para o Festival de Toronto deste ano. Não é a primeira vez que Robert De Niro e Edward Norton atuam juntos; eles contracenaram, em 2001, no drama A Cartada Final. Já a atriz Milla Jovovich ficou conhecida por sua atuação na franquia Resident Evil.

No cinema: Instinto de Vingança

Baseado no livro The Tell-Tale Heart, de Edgar Allan Poe, e dirigido por Michael Cuesta (roteirista de Os Mercenários), Instinto de Vingança conta a história de Terry (Josh Lucas), um viúvo que acaba de passar por um transplante de coração e se recupera em casa ao lado da pequena Angela (Beatrice Miller), sua filha.

Porém, em uma de suas frequentes visitas ao hospital, percebe que alguma coisa não vai bem. Ao se aproximar de alguns paramédicos, Terry se descontrola emocionalmente e seu coração dispara, como se eles já se conhecessem.

A fim de obter alguma resposta sobre esse estranho fenômeno, o transplantado busca a identidade de seu doador, descobrindo algo surpreendente. O coração recebido pertencia a um assassino e agora possui vontade própria, podendo matá-lo ou levá-lo à loucura. A única saída é desvendar o mistério que o órgão traz.

No cinema: Reflexões de um Liquidificador

Elvira (Ana Lúcia Torre) é uma dona de casa de aparência pacata e simpática, mas que esconde um segredo. A senhora, já da terceira idade, é cúmplice, junto com seu liquidificador, de um crime: a morte de Onofre (Germano Haiut), seu marido, que foi assassinado e moído com o uso do eletrodoméstico.

Num tom de sarcasmo, o liquidificador narra (voz de Selton Mello) a história do casal, fazendo paralelos com o medo que Elvira sente de ser descoberta pela polícia. O aparelho, que adora filosofar sobre a vida das pessoas, aproveita para dar seus conselhos e fazer suas ponderações.

Reflexões de um Liquidificador é um longa de André Klotzel, mesmo diretor de Memórias Póstumas e A Marvada Carne.

No cinema: O Solteirão

Ben Kalmen (Michael Douglas) foi um bem sucedido administrador quando dono de uma rede de concessionárias. Porém, escolhas erradas o fizeram perder tudo o que tinha. No amor, o resultado foi o mesmo ao se separar de Nancy (Susan Sarandon), por quem era apaixonado desde os tempos da faculdade, e perdeu o respeito de sua filha ao sair com uma de suas amigas.

Apesar dos quase 60 anos e de alguns problemas no coração - aos quais não dá atenção -, Ben continua levando uma vida de mulherengo. Na tentativa de recomeçar sua vida, encontra Jordan (Mary-Louise Parker), filha de um magnata do ramo automobilístico. No entanto, mais uma vez é incapaz de manter a linha.

Sem mais expectativas e na encruzilhada, é hora de O Solteirão decidir se continua com a vida de azaração ou se volta para Nova Iorque, a fim de ficar com a família, dar mais atenção para o neto e cuidar de sua saúde.

O longa-metragem tem assinatura de Brian Koppelman e David Levien, com produção de Steven Soderbergh. O trio já atuou junto nos filmes Confissões de uma Garota de Programa e Treze Homens e um Novo Segredo.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Passeio no tempo...


Um dos principais nomes da Jovem Guarda, Jerry Adriani continua fazendo shows através do país. Aqui, ele canta a música Indiferença, de José Augusto. O clip é do dvd "Jerry Adriani Acústico ao Vivo", gravado em 2008, no Canecão (RJ).

A Grande Volta estréia no Fernanda Montenegro


Em 2001, Paulo Autran se apaixonou pela peça “Le Grand Retour de Boris S.”, de Serge Kribus, começou a traduzi-la e a preparar a sua montagem. Mas o grande sucesso de “Visitando o Sr. Green” acabou por mudar seus planos. Agora, passados alguns anos, Marco Ricca dirige A Grande Volta, montagem do texto que tanto interessou ao grande mestre, com Fúlvio Stefanini e Rodrigo Lombardi interpretando pai e filho, protagonistas de uma história que fala de amor, comprometimento, medo, solidão, sonhos, falhas e de um belo encontro.

O espetáculo estará em cartaz neste final de semana no Teatro Fernanda Montenegro (Shopping Novo Batel), sexta e sábado, às 21h e domingo, às 19h. O ingresso tem o valor único de R$ 80,00.

O momento é de crise para o publicitário Henrique (Rodrigo Lombardi): ele acaba de perder o emprego, sua esposa o deixou levando o filho pequeno, e, para completar, seu pai Boris (Fúlvio Stefanini), sem aviso prévio, mudou-se para sua casa. Boris é um ator velho, ultrapassado, há muito tempo fora dos palcos, que acaba de ser chamado para viver um personagem clássico - e dos mais importantes da dramaturgia mundial: o Rei Lear, de Shakespeare.

A peça de Serge Kribus, tocante e muito bem construída, explora a relação entre pai e filho e as questões de identidade delas decorrentes. O tom às vezes irônico e rude leva, a uma profunda humanidade. Nós somos o que somos, mas também aquilo que os nossos pais nos transmitiram. Henrique não pode fugir de seu pai, apesar do profundo desejo que ele tem de distanciar-se dele. A verdade está aí, os dois homens se parecem. Como em um espelho, pai e filho devolvem um para o outro o mesmo discurso, os mesmos erros, o mesmo medo e a mesma loucura.

Com produção local de Verinha Walflor, A Grande Volta tem cenografia de André Cortez, figurinos de Letícia Barbiere, iluminação de Maneco Quinderé, trilha sonora de Eduardo Queiroz e produção de Germano Soares Baia e Giuliano Ricca. A direção é de Marco Ricca.

Trombones em destaque no concerto da Orquestra de Câmara

Na agenda musical do fim de semana, uma excelente opção é o concerto da Orquestra de Câmara de Curitiba, grupo mantido pela Prefeitura Municipal, com apresentações às 20h de sexta-feira (22), na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, e às 18h30 de sábado (23), na Capela Santa Maria. O espetáculo, que integra a temporada 2010 patrocinada pela Volvo, tem Abel Rocha como maestro convidado.

Com o título de “Trombone Cocktail”, o concerto conta com a participação dos trombonistas Eduardo Machado, Raphael Paixão, Agnaldo Gonçalves e Maurício Martins, integrantes da Academia da OSESP – Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, unindo às cordas da Orquestra de Câmara de Curitiba o som desse importante instrumento de sopro. A execução do repertório - que reúne obras de Stravinsky, Schreker, Koetsier, Jenkins e Gershwin - completa-se com a performance do tenor Alexandre Mousquer, do Coro da Camerata Antiqua de Curitiba.

Parte instrumental da Camerata Antiqua de Curitiba, a Orquestra de Câmara de Curitiba também desenvolve carreira própria e é considerada um dos principais grupos do país. A participação de músicos convidados fortalece a orquestra e a regência de Abel Rocha confirma a importância do grupo.

Eleições 2010: Santinhos...


Com o traço do cartunista Humberto.

Formatação de projetos é tema de oficina da Fundação Cultural

A Fundação Cultural de Curitiba promove neste sábado (23), das 9h às 12h e das 14h às 17h, mais uma edição da Oficina de Formatação de Projetos. A iniciativa é voltada aos interessados em participar dos editais do Fundo Municipal da Cultura, uma das modalidades do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura da Prefeitura de Curitiba, que concede apoio financeiro para a realização de projetos nas diversas áreas artísticas.

O encontro é gratuito e tem como endereço a sede da Fundação Cultural de Curitiba (Rua Engenheiros Rebouças, 1.732 – Rebouças), sob a orientação de José Augusto Gemba Rando, sendo que uma nova reunião já está agendada para o dia 27 de novembro. A proposta da oficina é preparar os proponentes para a formatação de projetos de qualquer edital. Para isso, os participantes recebem informações teóricas e práticas.

No período da manhã, acontece a abordagem teórica sobre os itens que compõem um projeto, com ênfase na definição do foco e na elucidação das necessidades e objetivos. À tarde, as informações são fixadas por meio da definição de um plano de ação, estabelecendo-se metas e indicadores.

A confirmação de inscrição deve ser feita pelo telefone (41) 3213-7511, que também fornece mais informações, ou pelo endereço eletrônico paicatendimento@fcc.curitiba.pr.gov.br.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Bruno e Marrone


A dupla canta a romântica "Te Amo Tanto", uma versão livre do sucesso italiano "Tanto Cara".
O clip é do dvd "De Volta aos Bares", um campeão de vendas.

Eric Clapton lança CD de inéditas com toques de jazz

A guitarra característica de Eric Clapton está lá. Mas há algo de ligeiramente diferente. Talvez, seja o peso dos quase 50 anos de experiência de um dos melhores guitarristas do mundo, que botou sua expertise a serviço do blues em seu novo álbum, "Clapton", o 19º da carreira, lançado recentemente. Esse é o primeiro disco de inéditas do cantor e guitarrista, depois de um hiato de 5 anos, e conta com participações de Steve Winwood, Wynton Marsalis, Derek Trucks - do Allman Brothers - e Allen Toussaint, além de Sheryl Crow, com quem ele teve um romance na década de 90. O disco foi batizado com o nome de Clapton porque o músico cuidou pessoalmente de tudo, da produção às composições, passando pela escolha do repertório.

As três primeiras canções - "Rockin' Chair", "River Runs Deep" e "Judgement Day" - soam como uma volta ao tempo, numa viagem sem escalas para Nova Orleans, na mais profunda tradução do que é o blues. Em "River Runs Deep", Clapton faz parceria com J.J. Cale. Na sequência, vem "How Deep is This Ocean", uma balada romântica com uma pegada jazzística para ninguém botar defeito. Para, em seguida, o músico retornar ao blues, em "My Very Good Friend The Milkman", ao som de trompetes, tumbas e, claro, guitarra.

Surpresa é "Diamonds Made From Rain", a décima do álbum, gravada com Sheryl Crow. Infelizmente a participação da cantora se resume apenas a fazer backing vocal para Clapton, nada que mereça muito destaque.

A música que mais destoa do álbum é "Run Back To Your Side", em que Clapton se afasta um pouquinho do blues que permeia todo o CD, para exagerar nos solos de guitarra, dos quais ele é um dos mestres. Até mesmo Clapton, aos 65 anos, não se incomoda em afirmar que esse álbum saiu melhor do que a encomenda. Em entrevistas recentemente publicadas na imprensa especializada, ele disse que o disco se trata de uma "coleção eclética de canções que pouca gente conhece e de que gosto muito. Deve surpreender aos fãs, porque me surpreendeu muito".

Nem Freud Explica marca os 15 anos da Cia. Máscaras de Teatro

Depois de se apresentar simultaneamente no Rio de Janeiro e São Paulo, o grupo curitibano Cia. Máscaras de Teatro comemora seus 15 anos de atividade com uma sessão especial no Guairão, neste sábado, às 21h.

O espetáculo Nem Freud Explica é um marco na história do teatro curitibano. Estreou em 2000 no Teatro José Maria Santos, foi visto por mais de 100.000 pessoas e fez mais de 350 apresentações. Desde 2004 é recordista de público durante o Festival de Curitiba. Atualmente finaliza suas temporadas no eixo Rio-São Paulo. O balanço das apresentações em ambas as cidades é a comprovação do sucesso do espetáculo. Mais de 3.500 espectadores em cada uma das capitais.

Com texto e direção de João Luiz Fiani, a peça brinca com as formas tradicionais de terapia e discute de forma ampla o estado da arte da psicanálise em uma comédia inteligente e divertida.

O enredo conta a história de Frederico, homem atormentado por um problema incomum - todos que olham para ele morrem de rir - literalmente. O espetáculo brinca com as relações entre pacientes e analistas, em uma crítica bem humorada a todas as teorias psicanalíticas

Stand-up com Fábio Rabin e Dany Calabresa no Guairão

Neste domingo, o Guairão recebe a dupla Fábio Rabin e Dany Calabresa para um espetáculo stand-up muito bem-humorado. A apresentação acontece às 19h e os ingressos custam R$ 60,00 (platéia); R$ 50,00 (1º balcão) e R$ 40,00 (2º balcão).

A partir do trabalho em um dos maiores grupos de stand-up comedy do Brasil, o “Comédia ao Vivo”, e após o sucesso dos dois humoristas no quadro “Programa dos Velhinhos”, na MTV, surgiu a idéia de se realizar um show de stand-up em dupla com os comediantes Dani Calabresa e Fabio Rabin. O espetáculo já foi realizado em diversos eventos corporativos e está iniciando uma excursão por todo o país.

No início do show, os comediantes fazem uma introdução no palco em conjunto, onde discorrem sobre assuntos locais, criando um clima de cumplicidade com o público presente. A partir daí, Dani Calabresa fica sozinha no palco para uma sessão de stand-up e, posteriormente, chama Fabio Rabin para fazer sua apresentação. Os humoristas encerram o show juntos no palco.

Exposição sobre Hitler se torna atração turística em Berlim

Hitler e os Alemães, exposição do Museu Histórico Alemão em Berlim que investiga a sociedade na qual Hitler surgiu, já recebeu mais de 10 mil visitantes desde sua inauguração na sexta-feira.

Segundo o porta-voz do museu, Rudolf Trabold, 4 mil pessoas estiveram na exposição apenas no primeiro dia. Alguns visitantes disseram ter esperado entre uma hora e uma hora e meia para entrar na exposição.

Trabold disse que Hitler e os Alemães fazia tanto sucesso por ser "a primeira exposição que explica como um homem que viveu às margens da sociedade durante 30 anos, nos albergues de Viena, conseguiu se tornar um líder quase mítico do povo alemão".

"Todos somos afetados por Hitler, portanto tem um sentido para cada um e ajuda alemães e estrangeiros a fazerem as pazes com o passado".

A mídia alemã expressou receios de que a exposição poderia atrair admiradores neonazistas de Hitler, mas Trabold disse que apesar de terem recebido alguns visitantes extremistas, eles não haviam causado nenhum problema.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Joe Cocker


O canto nervoso e a voz rouca do cantor inglês garantem: "You Are So Beautiful"!!!

Esculturas em metal no Museu de Arte Sacra

Para comemorar 91 anos de idade, o artista plástico Sergius Erdelyi apresenta, no Museu de Arte Sacra - Masac (Largo da Ordem), a exposição “Um anjo veio em meu sonho”, a partir das 9h desta quinta-feira (21). A mostra, que marca o início da fase de trabalhos em metal do artista, é composta por dois anjos, um em alumínio e outro em latão coberto de cobre. As obras podem ser apreciadas até o dia 21 de novembro de 2010.

Austríaco de nascimento e vivendo no Brasil desde 1953, Sergius Erdelyi atuou em diversas áreas, desenvolvendo trabalhos científicos em foto e termoeletricidade. No campo das artes, Sergius Erdelyi experimentou diversas técnicas e, depois de muitos anos sem mostrar suas obras, retorna com a exposição de anjos em metal.

As peças são imponentes e definidas pelas formas vazadas. Com asas no formato de penas, rostos expressivos e mantos em retalhos, os trabalhos transmitem algo intocável, mas que instiga o espectador.

Compositores de hoje em dia são "terríveis", diz Elton John

Em uma entrevista publicada nesta terça-feira, o cantor britânico Elton John descreveu os compositores da atualidade como "bem terríveis", a música pop como sendo sem inspiração e programas de reality show na televisão ao estilo "American Idol" como chatos.

O compositor de "Your Song", um dos artistas de pop mais bem-sucedidos de todos os tempos, acrescentou que a fama instantânea que shows de talento podem trazer não é uma forma de se tornar uma estrela de verdade.

"É importante que cantores componham suas próprias canções, para que não estejam à mercê de qualquer um", disse John, de 63 anos, em entrevista à revista Radio Times.

"Compositores hoje em dia são bem terríveis, e esse é o motivo por que tudo parece igual. O pop contemporâneo não é muito inspirador". Ele disse ser fã de jovens artistas femininas do pop como Lily Allen, Amy Winehouse e Lady Gaga, antes de acrescentar:

"Não sou fã desses shows de talentos. Eu provavelmente não teria durado muito se tivesse participado de um. Me pediram para ser juiz no American Idol. Eu não pude fazer isso porque não vou criticar ninguém. Eu também não quero estar na televisão. É algo que se tornou chato, paralisador do corpo e incapacitador de cérebros".

John está lançando um novo álbum nesta semana, "The Union", com a colaboração de seu herói musical Leon Russell.

Feijoada beneficente no sábado

O Armazém Tavares, no Bigorrilho, promoverá neste sábado (23), a partir das 11h30, feijoada beneficente em prol da Fundação de Ação Social (FAS) e Instituto Pró-Cidadania de Curitiba (IPCC). Os recursos arrecadados serão destinados aos projetos sociais voltados ao atendimento de pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Todos estão convidados a participarem desta ação solidária que trará os melhores sabores da culinária brasileira em um clima de confraternização e amizade”, afirma a presidente do IPCC, Helena Pereira Oliveira. O restaurante fica na rua Fernando Simas, 1.330.

Além da tradicional feijoada, serão também servidos acarajé, vatapá e caldinho de feijão, como acompanhamentos. O almoço será preparado pelo Chef Paulo Nunes. O evento também conta com música ao vivo, com o melhor do samba em seu repertório.

O ingresso individual pode ser adquirido por R$ 60,00 que já inclui o consumo de bebidas e os convidados também ganham uma camiseta personalizada para usarem durante o evento.

A feijoada solidária é patrocinada pelas seguintes empresas: Häagen-Dazs; Academia Corpus; Sol Comércio de Bebidas; Grupo Net Cabos; Kirei Yassai Frutas e Verduras; Bela Vista Indústria e Comércio de Carnes e Johnnie Walker.

Espiã russa deportada pelos EUA posa de lingerie em revista

A espiã russa Anna Chapman posou de lingerie para a revista Maxim, nas fotos mais provocativas já feitas pela agente secreta desde quando foi deportada dos Estados Unidos em julho. Uma foto colocada no site www.maximonline.ru mostra a ruiva Chapman vestida com uma cinta-liga preta, uma calcinha de renda e empunhando uma pistola.

"Anna Chapman fez mais para estimular o patriotismo russo do que a seleção nacional russa", escreveu a revista sobre a espiã, que foi deportada pelos EUA junto com outros nove espiões.

O Kremlin aproveitou os aspectos de Guerra Fria do caso para prestigiar seu setor de inteligência e evitar prejuízos no que foi amplamente visto como uma grande vergonha para o Serviço de Inteligência Externa (SVR) da Rússia, agência sucessora da KGB.

Embora celebrado pelo Kremlin e pela imprensa russa, o círculo de espiões russos não conseguiu assegurar nenhuma façanha de inteligência antes das prisões nos Estados Unidos.

Fotografias e uma entrevista com Chapman estarão na próxima edição da Maxim, que incluiu a espiã na lista das 100 mulheres mais sexy do país.

Os dez espiões, acusados de serem agentes de prontidão, foram trocados por quatro prisioneiros russos que foram acusados de ter compartilhado segredos com o Ocidente.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

vozdemulher


"Malafemmena” é uma canção escrita em 1951 pelo cantor e comediante italiano Totò. A música, escrita no dialeto napolitano, trata do dramático fim de um relacionamento entre um homem e uma mulher "desonesta" e muito atraente e as dores que ele sente com esse término.
Por muito tempo acreditou-se, na Itália, que Totò tivesse dedicado a canção à atriz Silvana Pampanini, com quem contracenou em “47 Morto Che Parla”, mas, em um texto à Società Italiana degli Autori ed Editori, revelou que a canção era, na verdade, dedicada a Diana - Diana Bandini Lucchesini Rogliani -, sua ex-esposa.
A música foi regravada por uma série de intérpretes, entre eles Zizi Possi, no disco Passione, e faz parte da trilha sonora da novela Passione, numa versão com o cantor Paolo Luna.

Tropa de Elite 2 já é o filme brasileiro mais visto do ano

Após dois fins de semana de exibição, Tropa de Elite 2 é o filme brasileiro mais assistido em 2010, com 4,14 milhões de espectadores, informou a assessoria de imprensa do filme na segunda-feira.
De acordo com dados do site especializado Filme B, cerca de 1,216 milhão de pessoas assistiram a Tropa de Elite 2 nos cinemas no último fim de semana, enquanto quase 3 milhões viram a sequência da saga do "capitão Nascimento" no fim de semana de estreia. A arrecadação chega a 40 milhões de reais.
Tropa de Elite 2 superou os filmes espíritas Nosso Lar e Chico Xavier, segundo e terceiro colocados na lista deste ano, com 3,840 milhões e 3,412 milhões de espectadores, respectivamente.
"O sucesso do filme contribui para o processo de amadurecimento do mercado brasileiro em todos os seus segmentos, quebrando paradigmas importantes na nossa indústria", disse em nota o presidente da Rede Cinemark, Marcelo Bertini.
O filme mais visto no Brasil neste ano foi Avatar, com 9,108 milhões de espectadores e 102,3 milhões de reais de arrecadação, segundo o Filme B.
Para o diretor do Filme B, Paulo Sérgio Almeida, 2010 será marcado como o ano do cinema no Brasil.
Em Tropa de Elite 2, o ator Wagner Moura retoma o personagem "capitão Nascimento", na sequência de Tropa de Elite, também dirigido por José Padilha. Nascimento, dez anos mais velho, passa ser comandante do Bope e depois subsecretário de Inteligência do Rio de Janeiro.

Exposição na Biblioteca Pública leva a passeio por bairro de Curitiba

A exposição Viagens, da artista plástica Lucile Justus, leva o público a passeio pelo Ahu. Os 45 mais recentes trabalhos, produzidos especialmente para esta mostra, estão no hall térreo da Biblioteca Pública do Paraná (rua Cândido Lopes, 133), até o dia 31.
A exposição reflete um mundo lúdico, que nos transporta às lembranças da infância no bairro, sentindo o gosto de chuva na grama verde, do vento fresco do sol da primavera”, diz Lucile. A artista plástica destaca que “as pipas no céu dão mesmo a impressão de olhos acompanhando de longe, numa visão panorâmica, o que embaixo vai acontecendo minuto após minuto, sem sabermos onde começa ou termina esse percorrer”.
Nascida no Ahu, Lucile desenha desde criança. Nos trabalhos usa lápis de cor, hidrográfica e nanquim. Seus desenhos mostram o bairro quase sempre de uma visão aérea. Suas marcas estão nas casas com lambrequins e a passagem do trem. “É uma recriação do tempo que, aos poucos, o mundo tentou cegar, mas que, diante das lembranças, traz à tona o sabor dos tempos em que esperar o trem nos trilhos dava a sensação de viagem ao redor do mundo; o mundo que construímos de olhos abertos e com o coração transbordando de saudade”.
Lucile é formada pela Faculdade de Artes do Paraná, Instituto de Desenho do Paraná e Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Atuou em diversas instituições da cidade, como professora de desenhos, orientando alunos em diversos ateliês, ministrando aulas de encadernação e restauro de livros.

Selos raros de Audrey Hepburn são leiloados por valor recorde

Uma folha com 10 selos raros mostrando a atriz Audrey Hepburn no filme Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany's) foi leiloada em Berlim neste sábado por US$ 600 mil – o equivalente a R$ 990 mil.
Em 2001, o serviço postal alemão imprimiu 14 milhões de selos com a imagem de Holly Golightly, personagem de Hepburn no filme, com um cigarro entre os dedos.
No entanto, quase todos os selos foram destruídos porque o filho da atriz, Sean Hepburn Ferrer, vetou sua comercialização. Ele alegou que a foto havia sido alterada.
Segundo a agência de notícias alemã Dapd, Ferrer afirmou que na foto original sua mãe estava segurando um óculos de sol e não uma piteira.
Ferrer autorizou o leilão por ser um evento beneficente. Dois terços do valor arrecadado irá para a Fundação Audrey Hepburn para a Infância, que ajuda a educar crianças na África. O restante irá par a Unicef.
O fato de algo que pertencia à minha mãe poder agora ajudar crianças necessitadas em todo o mundo é simplesmente fantástico”, disse Ferrer, que é diretor da fundação.
Pudemos transformar um processo que começou com o pé esquerdo em algo extremamente positivo”.

domingo, 17 de outubro de 2010

vozdemulher


Alcione canta "Quando o Amor Bateu na Porta", momento romântico do dvd "De Tudo Que Eu Gosto".

Arte paranaense no Hall da SEEC

A exposição Retrospectiva – Mostra Regional de Artes Visuais, que abriga obras de artistas plásticos premiados nas mostras regionais de cultura do Paraná no período de 2007 a 2010, está em cartaz no Hall Secretaria de Estado da Cultura (Rua Ébano Pereira, 240 – Centro). No local estarão expostas 54 obras de artistas diferentes, em diversas técnicas – da escultura a pintura - e em tamanhos variados A mostra permanece aberta até 29 de outubro e tem entrada franca.

Revelar a arte contemporânea, estimulando a criatividade e valorizando a produção artística do Paraná é um dos desafios da Secretaria de Estado da Cultura. Para alcançar esse propósito, foi criado o projeto Mostra Regional de Artes Visuais que, de 2007 a 2010, percorreu as 18 regionais de cultura do estado, dando oportunidade de promoção e divulgação do trabalho ao artista paranaense. Foram mais de 500 selecionados e, entre eles, 55 receberam um prêmio de incentivo, designado por uma comissão de artistas de renome no estado do Paraná.

A secretária de Cultura, Vera Mussi, explica que a exposição é o resultado de um projeto que vem ao encontro com a proposta do Governo do Estado de estimular as manifestações artísticas em todo o Paraná. “Nós vamos apresentar uma exposição que resume o que fizemos nas várias regiões do Estado. Agora nós vamos mostrar um pequeno painel da arte contemporânea paranaense, sua criatividade e a qualidade da produção artística regional” finaliza.

Jackass 3D estreia no topo das bilheterias da América do Norte

Explodir coisas nunca sai de moda nos cinemas, como provaram novamente os protagonistas do reality show da MTV Jackass nas bilheterias da América do Norte neste fim de semana.

Jackass 3D, o terceiro da série sobre uma equipe de jovens viciada em adrenalina, superou as previsões ao vender um valor estimado de 50 milhões de dólares em ingressos nos primeiros três dias de estreia nos Estados Unidos e no Canadá, segundo a distribuidora Paramount Pictures.

Se as projeções se mantiverem quando os dados finais forem divulgados na segunda-feira, o filme irá superar "Todo Mundo em Pânico" de 2003 (com 48,1 milhões de dólares arrecadados) como a maior estreia de outubro na história.

Especialistas haviam previsto que a estreia de Jackass 3 arrecadaria cerca de 30 milhões de dólares. O resultado atual é o melhor desde o lançamento do suspense com Leonardo DiCaprio "A Origem", há três meses, com 63 milhões de dólares.

A série acompanha as aventuras de uma equipe liderada por Johnny Knoxville, que suporta dores físicas agonizantes ao realizar façanhas perturbadoras. Abuso de genitália e vômitos frequentes são alguns dos favoritos. Críticos no geral elogiaram o filme, apesar de o elemento 3D ter contribuído pouco para o efeito da produção.

Os dois filmes anteriores de Jackass também abriram em 1º lugar: o primeiro com 23 milhões de dólares em outubro de 2002 e o segundo com 29 milhões de dólares em setembro de 2006.

Novas exposições do Museu de Arte Contemporânea

O Museu de Arte Contemporânea (Rua Des. Westphalen, 16), espaço da Secretaria de Estado da Cultura, inaugura na próxima quinta-feira, dia 07 de outubro, três novas exposições com propostas contemporâneas. Objeto Amado: Vanitas, de Ângela Vidigal; Ocorrências Silenciosas, de Elke Coelho; e Limites, de Hugo Mendes; na Sala Theodoro De Bona. Todas as mostras têm entrada franca e permanecem até o dia 05 de dezembro de 2010.

Objeto Amado: vanitas
Ângela Vidigal, artista mineira, sempre apreciou porcelanas preciosas e raras com representação da figura humana. A partir daí, começou a fotografá-las, de vários ângulos, descobrindo que nas fotos elas pareciam estar vivas. Começou a criar cenários, de acordo com o que as porcelanas sugeriam, e registrava as montagens. Das montagens vieram as narrativas.

Ocorrências Silenciosas
Pincéis, telas ou lápis, materiais tradicionais no campo da arte, são substituídos por pequenos objetos cotidianos, como palitos de fósforos, alfinetes, lâminas de barbear. Esse é o trabalho de Elke Coelho em Ocorrências Silenciosas, que, devido à grande quantidade e a maneira a qual são expostos, faz com que a familiaridade que se tem com esses objetos do dia-a-dia acabe.

Limites
Os trabalhos de Hugo Mendes (foto), intencionalmente, parecem industrializados, mas todos são feitos manualmente. A exposição Limites mistura estilos da história da arte, um mesmo objeto abriga várias linguagens. Na mostra são apresentadas 27 obras, algumas inéditas, produzidas planejamento prévio, sem desenho, apenas da ideia na cabeça direto para a produção.

sábado, 16 de outubro de 2010

Naquela Mesa


Zélia Duncan, Hamilton de Holanda e Nilze Carvalho dão um show de talento e sensibilidade neste clip do dvd “Samba Social Clube 4”.
“Naquela Mesa” foi composta por Sérgio Bittencourt em homenagem ao seu pai, o mestre Jacob do Bandolim.

Kibeloco nas eleições

Adiantem seus relógios: começa o horário de verão

Começa neste final de semana mais uma edição – a 36ª – do horário de verão brasileiro. À meia-noite de hoje (sábado, 16) para domingo, os moradores dos dez estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país, além do Distrito Federal, deverão adiantar seus relógios em 60 minutos, providência que reduzirá a 23 horas a duração do domingo.

A medida irá vigorar durante 126 dias, terminando à zero hora do dia 20 de fevereiro de 2011, também um domingo: nessa ocasião, os ponteiros deverão voltar a marcar 23 horas de sábado (dia 19), repondo os 60 minutos que serão subtraídos agora.

Adotado regularmente no país desde 1985, o horário de verão tem por finalidade permitir o melhor aproveitamento da luminosidade natural, maior nesta época do ano, para proporcionar um alívio nas condições de operação do sistema elétrico no período de maior demanda – o chamado horário de ponta, que se dá entre 18 e 21 horas, ou entre 19 e 22 horas durante a vigência da medida.

Esse artifício evita a concentração e sobreposição da demanda máxima das diferentes categorias de consumidores, distribuindo melhor a curva de carga ao longo do tempo. Como resultado, a ponta do sistema – que é o momento onde se dá a máxima solicitação simultânea de instalações como usinas geradoras, linhas de transmissão e subestações – é reduzida, melhorando a segurança operacional no período crítico do dia.

Diferentemente do entendimento de boa parte da população, a principal finalidade do horário de verão não é o de proporcionar redução no consumo de energia elétrica – muito embora ela efetivamente exista. Os efeitos práticos dessa medida, segundo registros da Copel, não ultrapassam a 0,5% sobre os níveis habituais de consumo e decorrem fundamentalmente do menor tempo de uso de iluminação artificial.

Já a diminuição da demanda simultânea por energia elétrica durante o período crítico do dia é bastante representativa: no sistema elétrico paranaense, a expectativa da Copel é de que a redução de carga no horário de ponta se situe entre 4,5% e 5%, o que corresponde a deixar de adicionar 200 MW de potência ao sistema. Isso equivale à demanda máxima de duas cidades como Foz do Iguaçu.

Neste domingo, o programa Música nos Parques acontece no Bacacheri

O programa Música nos Parques acontece neste domingo (17), às 15h30, no Parque Bacacheri. O espetáculo do acordeonista João Pedro estava previsto para o Jardim Botânico, mas houve uma alteração na programação. João Pedro apresenta o show “Sanfonando no Parque”, com um repertório variado que resulta num verdadeiro passeio pela música popular brasileira.

O músico viaja pelos acordes da bossa nova e do jazz, passa pelo choro, forró e música de raiz. Homenageia seus conterrâneos na interpretação de “Mocinhas da Cidade”, de Nhô Belarmino e Gabriela, e também apresenta composições próprias. João Pedro estará acompanhado do trio formado por Lu Pasinato, na viola caipira e violão, Cris Julian, no baixo acústico e elétrico, e Endrigo Bettega, na bateria e percussão.

O programa desenvolvido pela Fundação Cultural de Curitiba, que desde 2006 transforma em palco os parques da cidade, tem suas atrações selecionadas por meio de edital do Fundo Municipal da Cultura. A temporada do Música nos Parques prossegue até o dia 1º de maio de 2011, proporcionando lazer e diversão para milhares de curitibanos. A programação gratuita, sempre aos domingos, valoriza os artistas locais e é um dos destaques da agenda cultural dos finais de semana.

Keith Richards diz em livro que Mick Jagger ficou "insuportável"

O guitarrista dos Rolling Stones Keith Richards diz em sua nova autobiografia que Mick Jagger se tornou insuportável com o passar dos anos e revela que chama o autoritário vocalista da banda de "Vossa Majestade" ou "Brenda".

O livro de memórias é repleto de referências a outras celebridades, desde Johnny Depp a John Lennon, mas é a dinâmica espinhosa entre Richards e Jagger que domina o volume de 527 páginas, que será publicado em fascículos no jornal The Times.

Richards, de 66 anos, conheceu Mick Jagger aos 4 anos de idade. Ele diz que não põe os pés no camarim de Jagger há 20 anos.

"Foi no início dos anos 1980 que Mick começou a ficar insuportável", escreve Richards na autobiografia "Life", que lhe valeu um adiantamento de 4,8 milhões de libras (7,7 milhões de dólares), após uma enorme briga de lances entre diferentes editoras.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

O tempo me guardou você...


Ivan Lins estava inspiradíssimo quando compõs essa música.
"Você não acredita / O quanto era escuro / Ter a luz e não lhe ver..."
O clip é do dvd "Cantando Histórias", gravado em 2004 no Café Teatro Arena (RJ).

Nos cinemas: Juntos Pelo Acaso

Holly Berenson (Katherine Heigl) é uma banqueteira de sucesso que sonha em expandir sua sofisticada cafeteria e transformá-la num restaurante. Eric Messer (Josh Duhamel) é o coordenador de transmissão que aspira um dia ser promovido a diretor efetivo do canal nacional de esportes. A única coisa em comum entre eles é a aversão que têm pelo outro. Melhores amigos de Alison (Christina Hendricks) e Peter Novack (Hayes MacArthur), são obrigados a uma convivência forçada já que são padrinhos da pequena Sophie, filha do casal.

Um telefonema no meio da noite, porém, muda totalmente a vida e a direção dos planos de Holly e Eric. A morte inesperada de seus amigos faz deles os tutores legais e a única família da garotinha de um ano. O amor pelo bebê e a consideração pelos pais os obrigam a deixar as diferenças de lado para compartilhar o mesmo teto e descobrir que ter um filho pode ser uma grande aventura.

Entre trocas de fraldas, papinhas, noites em claro e divisão de tarefas, percebem que precisam um do outro tanto quanto Sophie precisa dos dois e que os três juntos podem formar uma verdadeira família.

O roteiro de Juntos Pelo Acaso foi escrito por Ian Deitchman e Kristin Rusk Robinson, dois estreantes no cinema, e tem assinatura do diretor Greg Berlanti, conhecido por seu trabalho como roteirista de seriados como Everwood, Eli Stone e Brothers & Sisters, e que também dirigiu a comédia romântica O Clube dos Corações Partidos, de 2000.

Nos cinemas: Como Esquecer

Sucesso de público na Première Brasil, evento que aconteceu durante o Festival do Rio deste ano, Como Esquecer aborda o sofrimento causado pela perda de alguém, no qual três personagens, cada um a seu modo, encontram uma forma diferente de superar as dores do passado em busca de uma nova chance de ser feliz. O drama dirigido por Malu de Martino é uma adaptação do livro Como Esquecer - Anotações Quase Inglesas, de Myriam Campello.

Como num diário, Júlia (Ana Paula Arósio), uma professora universitária de literatura inglesa, narra suas emoções e pensamentos durante o momento mais difícil de sua vida. Depois de um casamento de dez anos com a misteriosa Antonia, ela se vê obrigada a se readaptar ao mundo e reconstruir sua rotina, mas, dona de um temperamento difícil e autocentrado, sente muita dificuldade de conviver com as pessoas. Sozinha em seu apartamento, sofre ao se lembrar dos momentos que viveu com a parceira.

Seu melhor amigo é Hugo (Murilo Rosa), uma pessoa alto-astral e com um grande prazer pela vida, que faz de tudo para tentar ajudá-la, apesar de também estar sofrendo com a morte de seu companheiro. Ele chega a morar com Julia, mas acredita que ela precisa mesmo é de um novo amor e uma nova casa, onde não existam os fantasmas de Antonia.

Junto com Lisa (Natalia Lage), que foi abandonada pelo namorado quando engravidou, eles se mudam para uma casa em Pedra de Guaratiba, região afastada do Rio de Janeiro. Mesmo com o misticismo de Lisa e a alegria de Hugo, Julia não consegue sair do mar de sofrimento em que se colocou. Porém, a chegada de Helena (Arieta Correa), prima de Lisa, reacende seus sentimentos, despertando a vontade de viver novamente.

Nos cinemas: Avatar - Edição Especial

Com sessões exclusivamente em tecnologia 3D, o longa Avatar: Edição Especial estreia nas salas de cinema trazendo de volta ao Brasil o premiado filme de James Cameron, vencedor de três Oscar (fotografia, efeitos especiais e direção de arte) e de dois Globos de Ouro (melhor filme e diretor). Agora, o público terá oito minutos de cenas inéditas que apresentam mais detalhes da história e dos personagens, além de trazer novas criaturas e cenas de ação. É uma ótima oportunidade para quem ainda não assistiu ou para quem deseja rever a história da civilização de Pandora.

Lançado em dezembro de 2009, Avatar é o recordista de bilheteria de todos os tempos: arrecadou mais de US$ 2,7 bilhões ao redor do mundo. Só no Brasil, o filme foi assistido por aproximadamente nove milhões de pessoas.

Na narrativa, Jake Sully (Sam Worthington) é um ex-fuzileiro naval que, apesar de não ter mais os movimentos da perna, ainda sente que pode ser um guerreiro. Ele é convocado para viajar até a estação espacial montada no planeta Pandora, onde os humanos pretendem explorar o minério unobtanium. Com uma atmosfera fatal para qualquer terrestre, oficiais criaram o programa Avatar. Com isso, um corpo biológico híbrido de homem e Na´vi - os seres azuis que habitam o planeta - pode facilmente explorar o novo mundo.

Escolhido para controlar o Avatar, Jake consegue realizar seu sonho de voltar a andar e se infiltra entre os habitantes de Pandora com a missão de descobrir um meio de extrair o minério. Seu objetivo, no entanto, fica abalado quando Neytiri (Zoe Saldana) salva sua vida e o leva para a sua comunidade. Em contato direto com os Na´vi, Jake passa a conhecer melhor essa raça e se torna, em pouco tempo, uma peça fundamental para impedir o fim dos habitantes de Pandora.

Espetáculo une Coro da Camerata e grupo alemão

A Capela Santa Maria sedia neste sábado, 18h30, um concerto que une o Coro da Camerata Antiqua de Curitiba e o grupo alemão Carmina Mundi, dentro da temporada 2010 patrocinada pela Volvo. O espetáculo, que permite a troca de experiências entre os coros, também evidencia a importância do canto coral para a integração cultural. A regência estará a cargo de Helma Haller e Harald Nickoll (Alemanha) e o repertório tem obras de compositores brasileiros, além de representantes da Suíça, Estônia, Alemanha, França e Estados Unidos.

O programa será dividido em três partes, começando pela interpretação do Coro da Camerata, sob a regência de Helma Haller, de obras dos brasileiros José Maurício Nunes Garcia e Chico Buarque de Hollanda e do suíço Ernst Widmer. Na sequência, o Coro Carmina Mundi, comandado por Harald Nickoll, apresenta composições de Urmas Sisask, da Estônia, dos alemães Johannes Brahms e Fanny Mendelssohn Hensel, do francês Adam de La Hale e do norte-americano Eric Whitacre.

Para encerrar, Helma Haller e Harald Nickoll dirigem os dois grupos na execução de peças dos compositores alemães Johannes Brahms e Johann Sebastian Bach. Na útima música do concerto, os coros interpretam Oração pela Paz, numa homenagem ao compositor Henrique de Curitiba.

A oportunidade da apresentação conjunta destes dois importantes grupos musicais é comemorada pelo maestro Wagner Polistchuk, diretor artístico da Camerata Antiqua de Curitiba: “O Grupo Carmina Mundi viaja ao Brasil sob os auspícios do Instituto Goethe de Curitiba, que tem nos acompanhado em vários e importantes projetos, reforçando nossos ânimos e contribuindo para as oportunidades de interação e troca de experiências entre os coros”.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Flores


Prá quem manda flores, Titãs e Marisa Monte, num clip do dvd "Titãs Acústico MTV".

Para Vargas Llosa, Lula tem conduta 'esquizofrênica' no governo

Em sua primeira visita ao Brasil desde que foi agraciado com o prêmio Nobel de Literatura na semana passada, o escritor peruano Mario Vargas Llosa, 74, chamou de “esquizofrênica” a conduta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no governo brasileiro.

Lula fez evolução notável na política interna. Há no Brasil um desenvolvimento que impressiona o mundo inteiro, conduzido por posições democráticas admiráveis. O que lamento é que (ele) não tenha uma política internacional equivalente”, disse Vargas Llosa, que criticou a relação que Lula mantém com o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad.

Lá (Irã) estão atirando pedras em mulheres adúlteras! Como (Lula) vai legitimar um tirano assassino que representa uma forma anacrônica de fanatismo? (...) Há razões políticas, geopolíticas, mas não há razão ética ou moral que justifique esse tipo de esquizofrenia na conduta de um governante”, disse o peruano.

Ele ainda se disse “desconcertado, entristecido e indignado” com o encontro entre Lula e o líder cubano Raúl Castro em janeiro, quando o dissidente político cubano Orlando Zapata morreu em razão de uma greve de fome. “Por que um democrata no Brasil vai se abraçar com um ditador repelente como o sr. Castro no mesmo momento em que está morrendo um dissidente?

Vargas Llosa falou nestta quarta-feira a funcionários do Grupo Abril, em São Paulo, em entrevista conduzida pelo jornalista Ricardo Setti. Ao longo de uma hora, ele tratou da sua reação ao Nobel, da relação entre política e literatura e dos motivos que o fazem estar “mais otimista” quanto aos destinos do mundo e da América Latina.

Curitiba ganha primeiro Biblioparque nesta sexta, no Barigui

Passar o domingo lendo no parque é um programa que o curitibano vai poder fazer, mesmo que não tenha trazido um livro de casa. O prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, e o presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Paulino Viapiana, inauguram nesta sexta-feira (15), às 10h30, no Parque Barigui, o primeiro Biblioparque da cidade, um posto móvel de empréstimo gratuito de livros que vai percorrer os parques da cidade aos domingos.

Um dos projetos que integra o programa Curitiba Lê, o Biblioparque é composto por um veículo movido à energia elétrica e uma estrutura adaptada para acomodar livros, periódicos, ombrelones, cadeiras para adultos e crianças, pufs e mesas desmontáveis. O espaço ocupa 200 metros quadrados e vai funcionar todos os domingos, das 10h às 18h.

Esta primeira unidade foi patrocinada pela Vivo, que também será a responsável pelo gerenciamento da operação até abril de 2011, em parceria com a FCC. A programação inclui sessões de contação de histórias ao longo do dia, distribuição de marcadores de livros, além de pintura em livros de quadrinhos.

A empresa também disponibilizará uma tela interativa que dá acesso à sinopse dos livros que podem ser emprestados e dois notebooks para navegação na internet. Junto ao Biblioparque, o público encontrará ainda um local para descarte de aparelhos celulares e baterias velhas.

O projeto será lançado nesta sexta-feira (15) e o equipamento começa a funcionar no domingo (17). Na abertura, o público terá à disposição 300 títulos, com um total de 900 volumes. Nos próximos meses, o acervo atingirá 1.350 títulos e quatro mil volumes que oferecem uma variada gama de autores.

Projeto proíbe venda de jogos violentos a menor de 18 anos

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 7319/10, da deputada Sueli Vidigal (PDT-ES), que proíbe a locação e a venda de videogames que contenham cenas de violência a menores de 18 anos. Pela proposta, o estabelecimento comercial que descumprir a lei perderá o alvará de funcionamento.

A autora argumenta que, nos Estados Unidos, alguns estados já impõem restrições à venda de videogames que contenham cenas de violência. "Alguns desses jogos causam horror até em adultos. Eles banalizam a violência e mostram cenas chocantes da forma mais explícita. Não levam em conta nenhum valor moral ou ético e podem produzir distúrbios psicológicos nos menores", disse a deputada.

A matéria tramita em conjunto com o PL 5712/05, que proíbe a comercialização e a locação de jogos eletrônicos que contenham cenas de violência contra policiais.

Mutirão do emprego nesta sexta e sábado na Rui Barbosa

Mais de 8 mil vagas para empregos temporários estarão disponíveis nesta sexta-feira (15) e sábado (16) no 2.º Mutirão do Emprego Temporário, promovido pela Secretaria Municipal do Trabalho e Emprego. Ao todo serão 8.700 vagas para empregos temporários neste fim de ano. As inscrições para concorrer às vagas serão gratuitas e feitas na praça Rui Barbosa, das 9h às 17h. Ao todo, 29 empresas vão participar do mutirão e oferecer vagas no setor de comércio, serviços e supermercados.

Nesta época de fim de ano, com as festas de Natal e Ano Novo, muitas empresas abrem vagas para preenchimento de emprego temporário. "É uma grande oportunidade para jovens que buscam o primeiro emprego. Mesmo que não sejam efetivados depois, já terão uma experiência para mostrar na carteira de trabalho", disse o secretário municipal do Trabalho e Emprego, Paulo Bracarense.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Te Ver


Clip oficial do Skank. Te ver e não te querer, é improvável, é impossível. Agora, te ver - e só te ver! -, é de endoidecer...

Thadeu Wojciechowski lança “Os Bêbados Amam Demais” no Café Parangolé

O escritor e compositor curitibano Antônio Thadeu Wojciechowski lança nesta quinta-feira (14), o livro Os Bêbados Amam Demais no Café Parangolé (rua Benjamin Constant, 400, Centro). A obra, chamada pelo autor de “novelha” é uma ficção escrita em versos dodecassílabos.

Também conhecido como “Polaco da Barreirinha”, Thadeu nasceu em Curitiba, em 1950. Já publicou dezenas de livros em prosa e poesia; sozinho ou em diversas parcerias. É letrista e compositor, autor de diversas canções gravadas por bandas como Beijo AA Força e Maxixe Machine, e também por ele próprio. Recentemente vem trabalhando com o também compositor Octávio Camargo e a cantora Bárbara Kirchner no projeto “Língua Madura” unindo música e poesia.

Os textos do livro Os Bêbados Amam Demais já foram publicados em capítulos no blog do escritor. Mas para a publicação impressa receberam as ilustrações de Alessandro Ruppel, o “Magoo”, reforçando a estética punk do texto. O livro tem o formato de cordel e 52 páginas, custa R$ 10,00 e somente 300 cópias numeradas foram produzidas.

Amor é tema de mostra de grafites em Paris

Uma galeria do Grand Palais, em Paris, abriga uma exposição com 300 obras de 150 grafiteiros de inúmeros países, incluindo o Brasil. Esta é a primeira vez que uma exposição de grafites é realizada em um prestigioso museu da França.
A mostra TAG (grafite, em francês) exibe os trabalhos que integram a coleção do arquiteto francês Alain-Dominique Gallizia. Durante três anos, ele pediu a grafiteiros do mundo todo para criar obras sobre o tema do amor, sempre em um mesmo formato: duas telas de 60 centímetros de altura por 1,80 metro de largura cada.
Na parte esquerda, o artista deveria assinar seu nome e, à direita, representar sua visão ilustrada do amor.
A coleção do arquiteto é considerada uma das mais excepcionais do mundo. Ela reúne os maiores nomes da arte do grafite, desde os fundadores do movimento, há 40 anos, em Nova York, a artistas contemporâneos de variados países como o Irã, China, Brasil, Islândia e do continente africano.
Alguns grafiteiros preferem ser chamados "writers" (escritores). "O grafite é uma arte efêmera. Quis fazer uma coletânea de obras e protegê-las do tempo", afirma o arquiteto.
Muitos artistas têm nomes insólitos, como Toxic, Crash, Psyckoze, Lady Pink, Popay, Ghost ou o paulistano Nunca.