terça-feira, 30 de novembro de 2010

It Must Have Been Love


Nos anos 80 e 90, a dupla sueca Roxette, formada por Marie Fredriksson e Per Gessle, fazia enorme sucesso. Um dos maiores foi a música “It Must Have Been Love”, também fez parte da trilha sonora de “Uma Linda Mulher”, filme que tornou Julia Roberts um dos maiores nomes femininos do cinema.

Guaíra 2 Cia de Dança está no Teatro José Maria Santos

Depois de participar da edição 2010 do Festival de Foz do Iguaçu, com “Portfólio”, o Guaíra 2 Cia de Dança estará se apresentando no Teatro José Maria Santos, de 2 a 5 de dezembro, às 20h, com o mesmo espetáculo. Os ingressos custam R$ 10,00, com 50% de desconto com o Cartão Teatro Guaíra.

“Portfólio” faz uma retrospectiva dos 10 anos de existência do grupo de dança e abrange coreografias criadas neste período. A seleção foi determinada por cenas representativas das diversas obras do repertório da companhia e que guardam uma coesão entre si, permitindo uma sequencia harmônica entre cada uma das cenas e possibilitando um melhor diálogo entre elas.

Serão apresentados trechos da obra “Instável Sonata”, do ano 2000, com coreografia de Adriana Grechi. O trabalho explora a instabilidade e o desiquilíbrio, trazendo possibilidade de fluxo do movimento.

Também estão incluídas cenas de “Pare! Pense! Faça Alguma Coisa!...”, também de 2000, com coreografia de Tuca Pinheiro. É um estudo que traz uma abordagem física, momento e reflexões do cotidiano e se transformam em movimento.

“Portfólio” foi criado pelos próprios bailarinos. “O espetáculo laça um olhar sobre o passado ao mesmo tempo que abre futuras possibilidades de projetos, que se espera possam se concretizar em novas criações”, diz Grazianni Canalli, coordenador da Companhia.

Criado em dezembro de 1999, o Guaíra 2 Cia. de Dança é formado por bailarinos que atuaram no Balé Teatro Guaíra e que agora utilizam sua técnica aliada à maturidade artística num espaço de pesquisa de movimento, criação coletiva e busca de novos rumos e estéticas na linguagem da dança.

Eliane Prolik assina nova intervenção no Espaço de Arte Urbana

A artista plástica Eliane Prolik assina a nova intervenção do Espaço da Arte Urbana, aberta neste domingo (28). A obra “Aceite - Cor, Forma, Ação”, ocupa o Espaço de Arte Urbana e se estende pela fachada das lojas da Galeria Júlio Moreira (Largo da Ordem). O trabalho, que vem sendo desenvolvido ao longo de 2010, é composto por papel de seda colorido e película adesiva transparente.

“Aceite” tem a proposta de ampliar o conceito de arte urbana, que na opinião da artista não se limita ao grafite. No seu caso, a proposta leva em consideração que as pessoas devem “aceitar” a obra que ocupa o espaço coletivo, por isso optou pelo uso de materiais singelos, do qual as pessoas se apropriam no seu cotidiano.

O papel de seda traz uma tradição popular presente em nosso imaginário. Colorido, transparente, delicado, o material permite uma ação poética e visual inscrita sobre diversos lugares, em comunicação direta com a cidade”, explica Eliane, que é um dos principais nomes da arte paranaense contemporânea.

Uma prévia da sua exposição foi feita durante a Corrente Cultural, promovida no início de novembro pela Fundação Cultural de Curitiba. Naquela semana, a artista aplicou as colagens em diversas bancas de revistas do centro da cidade, chamando atenção para a sobreposição de cores e formas geométricas. As pessoas eram atraídas pela imagem e quando chegavam perto se davam conta da simplicidade poética da proposta.

FCC abre edital para produção do bloco Rancho das Flores

A Fundação Cultural de Curitiba abriu edital de chamamento público para produtores artísticos interessados em realizar a produção do bloco Rancho das Flores para o desfile de carnaval de 2011. O Rancho das Flores é um bloco tradicional do carnaval curitibano formado por pessoas da terceira idade participantes dos programas sociais da Prefeitura de Curitiba.
Para a concepção artística do desfile do Rancho das Flores, a Fundação Cultural disponibiliza um total de R$ 42 mil, que devem ser empregados na confecção dos figurinos, adereços e fantasias para 400 integrantes, bem como na implementação das atividades de organização e apresentação no desfile de rua. Também deve estar incluída a criação da música e letra da marcha rancho que conduzirá a apresentação. A produção deve se basear no enredo “Circo”.
A documentação e a proposta dos interessados devem ser entregues até às 17h do dia 8 de dezembro, no protocolo geral da Fundação Cultural de Curitiba (R. Engenheiros Rebouças, 1732). O edital está disponível na Fundação Cultural em horário comercial (das 9h30 às 12h e das 14h às 17h30) e no site www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br.

Diretor italiano Mario Monicelli morre aos 95 anos

O cineasta Mario Monicelli, que dirigiu alguns dos filmes mais famosos no pós-guerra da Itália e lançou a carreira de alguns dos maiores atores do país, pulou para a morte de uma janela do hospital na segunda-feira, disse a mídia italiana.
Monicelli dirigiu clássicos como "Os Companheiros", "O Incrível Exército de Brancaleone" e a série "Meus Caros Amigos" com Ugo Tognazzi e Philippe Noiret.
Segundo informações da mídia, ele saltou do quarto andar do hospital San Giovanni, em Roma, onde estava recebendo tratamento para um câncer de próstata terminal.
Monicelli, conhecido como um gênio da comédia italiana, também dirigiu alguns filmes mais sérios, como "A Grande Guerra", que conta a história trágica de um homem que busca fazer justiça com as próprias mãos depois que seu filho é morto em um assalto.
Ele foi indicado ao Oscar quatro vezes, mas nunca recebeu o prêmio. Produziu cerca de 70 filmes e escreveu praticamente todos os seus roteiros.
Monicelli fez seu primeiro curta-metragem aos 19 anos e estreou como diretor em 1949, dirigindo o gênio da comédia italiana Totò, uma parceria que ajudaria os dois na conquista da fama.
Trabalhou com alguns dos maiores atores italianos do período pós-guerra, incluindo Marcello Mastroianni, Sophia Loren, Vittorio Gassman, Alberto Sordi, Anna Magnani, Claudia Cardinale e Monica Vitti.
Monicelli recebeu diversos prêmios, incluindo o Leão de Ouro por sua carreira no Festival de Cinema de Veneza.
Nascido na Toscana, o cineasta permaneceu ativo em sua fase de mais idade, fazendo aparições breves em diversos filmes que não dirigiu.
Ele teve um pequeno papel em "Sob o Sol de Toscana" em 2003, filme com Diane Lane e Raul Bova, interpretando um idoso que aparece todos os dias para colocar flores em frente a uma estátua da Virgem Maria.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Against All Odds


Phil Collins e seu grande sucesso: Against All Odds (Take a Look at me Now). A música embalou o triângulo amoroso do filme "Paixões Violentas", de 1984, que merece ser (re)visto.

sabedoria...

"Há noites que eu não posso dormir de remorso por tudo o que eu deixei de cometer".
Mário Quintana

"Harry Potter" mantém o trono nas bilheterias mundiais

Harry Potter ficou à frente nas bilheterias mundiais pelo segundo final de semana consecutivo no domingo, mas o jovem mago está disputando a liderança com uma princesa peluda da América do Norte.
O sétimo filme da franquia de sucesso, "Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1", vendeu 163,5 milhões de dólares em ingressos pelo mundo, com 50,3 milhões de dólares arrecadados apenas nos Estados Unidos e no Canadá, segundo a distribuidora Warner Bros.
Mas o destemido jovem herói quase perdeu seu trono norte-americano para Rapunzel, a heroína da nova animação em 3D da Walt Disney, "Enrolados". O conto de fadas arrecadou 49,1 milhões de dólares nos três dias, superando as previsões da indústria.
O presidente de distribuição da Disney, Chuck Viane, disse que o filme incorpora fortemente o tema familiar e muitas meninas se vestiram de princesas para ir ao cinema.
As outras três estreias da semana tiveram um desempenho dentro das expectativas.
"Burlesque: Noites de Encanto", um musical com Cher e Christina Aguilera, dividiu o quarto lugar com o filme de ação "Incontrolável". Cada filme arrecadou 11,8 milhões de dólares no período de três dias.
"O Amor e Outras Drogas", a comédia romântica de 30 milhões de dólares, com Jake Gyllenhaal e Anne Hathaway, ficou em sexto lugar com 9,9 milhões de dólares.
O público masculino mais jovem preferiu "Vingança Rápida", com o ator Dwayne Johnson. A produção ficou em sétimo lugar com 8,7 milhões de dólares.

Leslie Nielsen, de "Corra que a Polícia Vem Aí", morre aos 84

O ator e comediante canadense Leslie Nielsen, astro de uma série de filmes de paródia, incluindo "Apertem os Cintos, o Piloto Sumiu!" e "Corra que a Polícia Vem Aí", morreu no domingo de complicações ligadas à pneumonia, na Flórida, disse um porta-voz. Ele tinha 84 anos.
Nielson provavelmente é mais conhecido por seu papel como o atrapalhado policial tenente Frank Drebin na série "Corra que a Polícia Vem Aí", mas teve uma ampla carreira de mais de 60 anos no cinema e na televisão.
Segundo seu porta-voz, Nielsen morreu em um hospital perto de sua casa em Fort Lauderdale, na Flórida, ao lado de sua esposa, Barbaree, e amigos às 5h34 (8h34, horário de Brasília).
Nascido em 11 de fevereiro de 1926, em Regina, na província de Saskatchewan, filho de um respeitado policial canadense, Nielsen fez aparições como um atirador da Força Aérea e um DJ, de rádio antes de estudar teatro em Toronto e depois na cidade de Nova York.
Seu primeiro grande trabalho foi em 1950 em uma participação na série de TV "Studio One". Ele chegou a Hollywood em 1954 para estrelar no filme "O Rei Vagabundo", do diretor de "Casablanca", Michael Curtiz.
Durante os primeiros 30 anos de carreira, Nielsen trabalhou em séries de TV como "Peyton Place" e "The Virginian", e ficou conhecido por interpretar figuras de autoridade, como o capitão do navio cruzeiro no filme "O Destino do Poseidon", de 1972.
Mas as gerações seguintes conheceram o ator de cabelos brancos em comédias dos anos 1980, como "Apertem os Cintos, o Piloto Sumiu!" e a trilogia de "Corra que a Polícia Vem Aí".
Nielson também apareceu em 1996 na comédia "Duro de Espiar", como o agente WD-40, e em "O Foragido" (1998), uma paródia de "O Fugitivo". Mais recentemente, o ator interpretou o cômico presidente na paródia de 2003 "Todo Mundo em Pânico" e participou também do segundo filme em 2006.

Tropa de Elite 2 atinge 10 milhões de espectadores

Após escapar da pirataria prévia, Tropa de Elite 2, de José Padilha, já atingiu 10 milhões de espectadores e é o filme nacional mais visto do ano.

A expectativa é se a produção ainda alcançará a marca de Dona Flor e Seus Dois Maridos (1976), o atual filme brasileiro mais visto de todos os tempos, com 10 milhões e 700 mil espectadores.

O segundo filme estrelado por Wagner Moura concorre nos cinemas com produções internacionais de peso e já ultrapassou o número de espectadores da animação Shrek Para Sempre, assistida por cerca de 7,3 milhões de pessoas.

Nosso Lar e Chico Xavier são os outros dois grandes sucessos do cinema nacional este ano. Ambos somam perto de 7,5 milhões de expectadores.

Beatles vendem mais de 2 mi de músicas em uma semana no iTunes

Os Beatles já venderam mais de 2 milhões de músicas e mais de 450 mil álbuns em todo o mundo na primeira semana desde seu lançamento do iTunes, loja virtual da Apple, segundo informou a companhia.

"Abbey Road" foi o álbum digital mais vendido no iTunes nos Estados Unidos, encerrando a semana em 6o lugar. Já o "Beatles Box Set" ficou em 10º lugar no ranking do iTunes.

"Here Comes the Sun" foi o single digital mais vendido dos Beatles, mas a música não ficou entre as 10 mais vendidas da semana, de acordo com a Apple.

O catálogo dos Beatles foi lançado pela primeira vez no iTunes, maior loja de música digital do mundo, em 16 de novembro, após anos de negociações entre o fundador da Apple, Steve Jobs, e a agência e gravadora dos Beatles, EMI.

Livros contam história do teatro no Paraná

Três livros ligados à história do teatro paranaense serão lançados no evento Conexões Teatrais, dia 1º de dezembro, às 20h, no Teatro Novelas Curitibanas. São eles: “Dramaturgias Curitibanas – Textos Inéditos”, “Anuário do Teatro Curitibano” e “Memórias de Pavilhão”. Antes do lançamento será feita a leitura dramática da peça “O Cavalo Branco de Muriah”, de Renato Perré, com os integrantes da Associação dos Deficientes Físicos do Paraná.

O livro “Dramaturgias Curitibanas – Textos Inéditos” contém o texto de duas peças teatrais, entre elas “O Cavalo Branco de Muriah”. Renato Perré conta a história de um menino sonhador que, em sua cadeira de rodas, consegue fazer com que todos andem ao encontro do seu estimado Cavalo Branco. Já a peça “Reivaldo e Dagobé”, de Carlos Enéas Lour, tem como fonte referencial o universo de Guimarães Rosa. É um mergulho na obra deste escritor que registrou regionalismos jamais escritos na literatura brasileira.

O livro “Memórias de Pavilhão”, com texto de Zeca Corrêa Leite e produção de Dimas Bueno e Tatiane Iovanovitchi, faz uma homenagem aos grandes artistas paranaenses que por muitos anos levaram alegria e emoção pelas cidades do país. O evento também conta com o lançamento do “Anuário do Teatro Curitibano”, obra que contempla toda a produção do ano de 2009 com imagens e ficha técnica dos espetáculos e a relação dos indicados e vencedores do Prêmio Gralha Azul.

O Anuário do Teatro Curitibano é organizado todos os anos, desde 2001, pela Fundação Cultural de Curitiba. O anuário traz também os indicados e premiados no Troféu Gralha Azul, principal premiação oferecida aos profissionais do teatro do Paraná. Além da versão impressa, ele está disponível em formato eletrônico.

domingo, 28 de novembro de 2010

No cinema: Você Vai Conhecer o Homem dos Seus Sonhos

Você Vai Conhecer o Homem dos Seus Sonhos é a nova comédia romântica assinada por Woody Allen. Exibida no Festival de Cannes deste ano, a trama apresenta as paixões, ambições e insanidades de dois casais: Alfie (Anthony Hopkins) e Helena (Gemma Jones), e sua filha Sally (Naomi Watts) e o marido Roy (Josh Brolin).

No auge dos seus 70 anos, Alfie decide se divorciar de Helena, a fim de recuperar sua juventude perdida. Depois de 40 anos de casamento, ele se envolve com a loira e jovem Charmaine (Lucy Punch), uma ex-prostituta. Enquanto isso, Helena, arrasada pelo abandono, busca forças na conversa de uma vidente charlatã.

Sally tenta alertar a mãe, mas também tem seus problemas amorosos. Casada com o escritor fracassado Roy, ela está infeliz no casamento. O homem, que conseguiu emplacar somente um sucesso, aguarda a resposta da editora para seu último manuscrito enquanto briga com a esposa e se encanta pela misteriosa Dia (Freida Pinto), sua vizinha de prédio. Sally, por sua vez, se engraça com seu chefe, proprietário da galeria de arte onde trabalha Greg (Antonio Banderas), um homem charmoso e elegante.

Entre tantos amores e desamores, encontros e desencontros, Woddy Allen, responsável também pelo roteiro do longa, mescla momentos de drama, comédia e romance. No currículo do cineasta estão mais de 40 produções, entre elas, Todos Dizem Eu Te Amo (1996), Ponto Final - Match Point (2005) e Tudo Pode Dar Certo (2009).

No cinema: Os Outros Caras

Em Os Outros Caras Terry Hoitz (Mark Wahlberg) e Allen Gamble (Will Ferrel) são dois policiais desastrados que sonham em ser como os queridinhos Highsmith (Samuel L. Jackson) e Chis Danson (Dwayne Johnson), os melhores no combate ao crime na violenta Nova Iorque.

Porém, quando Terry e Allen têm a oportunidade de mostrar seu trabalho nas ruas e se tornarem os melhores tiras da cidade, nada sai como imaginavam e o resultado é uma sequência de trapalhadas que rendem boas risadas.

Com assinatura de Adam McKay, mesmo diretor de Quase Irmãos (2008) - no qual Will Ferrel também atuou -, a comédia já arrecadou mais de US$ 115 milhões nos EUA, em sete semanas em cartaz no mercado norte-americano.

No cinema: Centurião

Na Grã-Bretanha, no ano de 117, Quintus Dias (Michael Fassbender) é o único sobrevivente de um ataque aos soldados romanos realizado pelos Picts, uma tribo que vivia onde hoje é o norte da Escócia. Para se vingar, Quintus marcha ao lado do general Virilus (Dominic West) e da lendária Nona Legião Hispânica rumo ao norte.

No entanto, no meio do caminho o grupo é alvo de um ataque-surpresa no qual Virilus é capturado e mantido prisioneiro. Mas Quintus não vai desistir de sua missão. O herói está disposto a enfrentar todos os perigos para resgatar o general, proteger seus homens e conseguir, finalmente, eliminar seus inimigos, principalmente o líder do grupo, Gorlacon (Ulrich Thomsen).

Centurião tem assinatura do diretor Neil Marshall, responsável também pelo suspense Abismo do Medo (2005) e pelo terror Juízo Final (2008). A aventura épica teve orçamento de US$ 12 milhões.

No cinema: Demônio

Escrito e produzido pelo cineasta indiano M. Night Shyamalan (O Sexto Sentido), Demônio traz a misteriosa história de um grupo de cinco pessoas desconhecidas que ficam presas no elevador de um prédio comercial. O incidente não é causado por falta de energia nem por problemas técnicos.

Enquanto uma equipe tenta resolver a situação do lado de fora, estranhos acontecimentos violentos e inexplicáveis tomam conta do pequeno ambiente, aterrorizando os cinco passageiros. A tensão e o medo aumentam quando descobrem que uma das pessoas não é quem parece ser; o demônio está entre eles.

Este é o primeiro filme da série de crônicas de Shyamalan, batizadas de The Night Chronicles, que serão adaptadas para o cinema. Com direção dos irmãos John Erick e Drew Dowdle (produtores e roteiristas de Quarentena, adaptação hollywoodiana de REC), o longa arrecadou US$ 12,5 milhões no final de semana de estreia nos Estados Unidos.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

violência no trânsito


Com o traço de Marco Jacobsen.

Orquestra Sinfônica do Paraná e Blindagem em Rock Concerto 3

Um encontro inusitado do rock com a música erudita acontecerá nesta quinta-feira (25), às 21 horas, no Guairão. É o “Rock em Concerto 3”, unindo a Orquestra Sinfônica do Paraná e Banda curitibana Blindagem.

A apresentação é resultado de inúmeros pedidos de fãs e do público para que um novo encontro acontecesse, agora com o novo vocalista da Blindagem, Rodriggo Vivasz. “Quem viu a primeira e a segunda edição do concerto terá algumas surpresas, pois o espetáculo ganhou novidades, especialmente quanto ao repertório e convidados especiais”, diz o baixista Paulo Juk.

Cuidadosamente selecionado, grande parte do repertório foi mantido e reúne um pouco de cada um dos discos da Blindagem, incluindo clássicos como "Oração de um Suicida", "Cheiro do Mato" e "Além do Silêncio".

Para adaptar o repertório roqueiro à realidade de uma orquestra com 70 integrantes, cinco arranjadores trabalharam nas canções: Alexandre Brasolin, Davi Sartori, Marco Aurélio Koentopp, Marcos Antonio de Lazzari Junior e Ricardo Petracca.

O encontro da Orquestra com a Banda surgiu de um sonho do maestro Alessandro Sangiorgi. “Sou da geração que nasceu nos anos 60 e cresceu ouvindo rock”, conta ele, que chegou a ter uma banda quando ainda vivia em Milão, Itália, seu país de origem. “São gêneros tão diferentes, mas, quando bem executados, se complementam”, afirma Sangiorgi.

Inspirado num trabalho semelhante feito entre a banda Scorpions e a Filarmônica de Berlim, e também em uma parceria entre a Deep Purple e a Royal Filarmônica de Londres, Sangiorgi apresentou sua ideia ao Centro Cultural Teatro Guaíra e à banda Blindagem em 2007. A Blindagem é a primeira banda no Brasil a participar de um projeto com esse porte, a exemplo do que fizeram Beatles, Queen, Kiss e Metallica.

A Blindagem foi fundada no final dos anos 70 e tornou-se a banda mais conhecida do Paraná ao longo dos anos. É formada pelo vocalista Rodriggo Vivazs, por Paulo Teixeira (guitarra), Alberto Rodriguez (guitarra), Paulo Juk (baixo) e Rubén “Pato” Romero (bateria).

Novas exposições ocupam as salas do Museu da Gravura

As salas do Museu da Gravura de Curitiba, no Solar do Barão (Rua Carlos Cavalcanti, 533 – Centro), ganharam novas exposições. Com as mostras que estão abrindo, mais as que foram inauguradas anteriormente, o espaço oferece cinco diferentes exposições, dando oportunidade ao público de apreciar numa só visita uma diversidade de técnicas e linguagens artísticas.

A mostra “Eussoutro Soumos” é dos artistas Alex Cabral, Clovis Cunha, Daniel Duda, Denise Roman, Jucimarley Totti, Luiz Rodolfo Hannes, Maikel da Maia, Pierre Lapalu, Ricardo Humberto e Rui Werneck. Os trabalhos são apresentados em diferentes linguagens: desenho, performance, gravura, vídeo, fotografia e texto.

“Fronteiras: uma jornada pelas Américas” mostra em fotografias e vídeos a percepção de Cleverson Antunes de Oliveira sobre uma viagem que realizou do Estado do Texas (EUA), passando pelo México e América Central, até chegar ao Brasil. “Esta aventura implica experimentar limites não apenas geográficos, mas também culturais, psíquicos e sensoriais, além dos próprios limites da arte, onde o deslocamento físico se mistura ao deslocamento de sentidos”, diz o artista.

A terceira exposição é composta por doze gravuras que foram criadas nos ateliês do Museu da Gravura, no Solar do Barão, por artistas brasileiros que vieram a Curitiba em 1995, como integrantes da XI Mostra da Gravura. Naquela época, foram convidados a conhecer os ateliês e a desenvolver ali alguns trabalhos que depois foram incorporados ao acervo do Museu.

Ainda em cartaz no Solar do Barão a exposição “Universos Paralelos”, que reúne artistas gravadores residentes em Curitiba e em Minneapolis (EUA). A mostra propõe um diálogo entre as culturas artísticas brasileira e norte-americana com o intuito de promover novas discussões sobre a produção contemporânea de gravura.

Completa o rol de exposições a coletiva “Pequenos Formatos”, com exposição e venda de gravuras, desenhos, fotografias, publicações, catálogos e pequenos objetos criados por artistas paranaenses. Além do próprio acervo da Loja, estão obras e objetos produzidos pelos artistas especialmente para essa mostra.

Pianista da Croácia e Orquestra de Câmara neste final de semana

A Orquestra de Câmara de Curitiba apresenta-se neste fim de semana com a jovem pianista Ivana Maria Vidovic, da Croácia. O repertório escolhido para os dois concertos na Capela Santa Maria (Rua Conselheiro Laurindo, 273 – Centro) – sexta-feira (26), às 20h, e sábado (27), às 18h30 – é composto essencialmente de música espanhola, com raízes no flamenco e em outros estilos regionais folclóricos. Faz parte também do programa uma obra do argentino Astor Piazzolla. A regência será do maestro Luís Gustavo Petri.

O diretor artístico da orquestra, Wagner Polistchuk, conta que conheceu o trabalho da pianista croata pelo facebook e vídeos no youtube, reconhecendo as inúmeras possibilidades que as mídias digitais oferecem também no mundo da música erudita. “Com estas novas ferramentas e sua operacionalidade podemos alcançar mundos e desbravar inúmeras fronteiras”, diz.

De acordo com Polistchuk, a partir do contato pela internet, surgiu a ideia de fazer um programa voltado à música espanhola. O ponto de partida foi a obra de Joaquín Turina (1882-1949), “Rapsódia Sinfônica”. Também foram agregadas peças de Joaquín Rodrigo (1901-1999) e, para encerrar, uma de Piazzola (1921-1992), que se relaciona com o restante do programa pela característica de sua obra, inserida no limite entre o popular e o erudito.

Ivana e a Orquestra de Câmara estarão sob a regência de Luís Gustavo Petri, convidado especialmente para este concerto. Petri passou por importantes orquestras brasileiras e, desde 1994, é titular da Orquestra Sinfônica de Santos.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

You'll Never Find Another Love Like Mine


O canadense Michael Bublé recebe a italiana Laura Pausini e cantam um sucesso de Lou Rawls, dos anos 80.

sabedoria...

"O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo..."
Mário Quintana

Consuelo de Paula, cantora e compositora, é a atração desta terça no Solo Música

Consuelo de Paula emociona. Sua voz e suas composições, marcadas por uma profunda coerência e dedicação aos elementos da cultura musical brasileira, fazem dela uma artista especial no atual cenário da MPB, ao mesmo tempo influenciada pela Folia de Reis, quanto por outros ritmos como samba e a seresta. A cantora, instrumentista e compositora é a atração desta terça-feira, dia 23 de novembro, no projeto Solo Música, no Teatro da Caixa, às 20h30min.

Será um show mágico, de uma cantora que fala muito do país e de sua principal riqueza, que são as pessoas”, diz o produtor da série Solo Música, Alvaro Collaço. Para ele, é um privilégio ter Consuelo de Paula na Série, artista que tem profundas relações com Curitiba. Aqui, há dois anos, ela apresentou o show “Três Mulheres”, com Etel Frota e Luhli. Em maio deste ano, como convidada da Orquestra a Base de Cordas, mostrou pela primeira vez as canções do trabalho “Casa”, em parceria com Rubens Nogueira.

Cantora, compositora, instrumentista, poeta e produtora musical, Consuelo de Paula é natural de Pratápolis, Minas Gerais e está radicada há mais de vinte anos em São Paulo. Possui quatro Cds: “Samba, Seresta e Baião” (1998), “Tambor e Flor” (2002), e “Dança das Rosas” (2004), além “Patchwork” (2008): coletânea lançada no Japão e cujas faixas foram escolhidas pela Koala Records. Atualmente prepara três CDs, repertório em parceria com Rubens Nogueira. Suas canções já foram gravadas por Maria Bethânia, Ana Cascardo, Cris Lemos e José Luiz Mazzioti.

MIS promove show em homenagem a Stelinha Egg

Stelinha Egg (1914-1991), considerada a maior cantora paranaense de todos os tempos, vai receber uma homenagem nesta quarta-feira (24), às 20h30, no auditório Salvador de Ferrante do Teatro Guaíra (Guairinha), com entrada franca. O Museu da Imagem e do Som promove o show Eu, Stellinha, um tributo musical que vai relembrar o repertório da cantora em grande estilo.

O espetáculo, com direção geral do jornalista Rodrigo Browne, roteiro de Etel Frota e direção musical de Sérgio Justen, vai relembrar as canções imortalizadas na voz de Stelinha Egg, sob interpretação do primeiro time de cantoras paranaenses: Edith de Camargo, Helena Bel, Lais Mann, Margareth Makiolke, Rogéria Holtz e Selma Baptista. No programa estão canções de Dorival Caymmi, Luiz Gonzaga, Catulo da Paixão Cearense e Chico Buarque. A entrada é grátis.

No roteiro do show, escrito pela poeta Etel Frota, serão lembrados os principais momentos musicais da cantora paranaense que fez parte do elenco de intérpretes da Rádio Tupi, São Paulo e Cultura, em plena época de ouro do rádio no Brasil. O espetáculo será pontuado por trechos de gravação da própria Stelinha em depoimento histórico que ela concedeu para o jornalista Aramis Milarch. “A história da cantora será contada por ela mesma. Acredito que conseguimos fazer um recorte da personalidade dessa grande intérprete paranaense”, comenta Etel que também realizou a pesquisa histórica e musical.

Teatro Guaíra divulga indicados ao Troféu Gralha Azul 2010

O Centro Cultural Teatro Guaíra, em co-promoção com o Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversões (Sated/PR) e Sindicato dos Empresários e Produtores (Seped/PR), divulgou a lista de indicados para o Troféu Gralha Azul de 2010, 31ª edição. A solenidade de premiação será em 15 de dezembro, às 20h30, no Auditório Salvador de Ferrante (Guairinha), com entrada grátis.

Foram inscritos 38 espetáculos, que concorrem em 14 categorias. Este ano o Prêmio Especial será dedicado ao ator Manoel Kobachuk Filho, escolhido pela classe teatral em assembleia geral conjunta e aberta das entidades co-promotoras do Troféu. É uma homenagem pelos longos anos dedicados ao teatro de bonecos para o público infantil, juvenil e adulto, além do exaustivo e apaixonado trabalho artístico desenvolvido no Teatro de Bonecos Dr. Botica.

O vencedor da categoria “Espetáculo” receberá também o “Troféu Epidauro” concedido pelo Consulado da Grécia para o Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, através do cônsul honorário e professor Constantino Comninos.

O prêmio foi criado em 1974, pelos artistas Yara Sarmento, Waldir Manfredini, Edson e Delcy D’Ávila, e é concedido anualmente aos destaques do teatro paranaense. Os premiados recebem uma estatueta em metal, criada pelo artista plástico Ivens Fontoura e quantia em dinheiro. A Comissão Julgadora deste ano é formada por: Christiane de Macedo, Eloá Petreca, Babiana Gomes Porrat Reiner, Sinval Ferreira Martins e Vitória Arabela Sahão.

Bilheteria mundial de novo "Harry Potter" supera US$330 milhões

O jovem mago britânico Harry Potter encantou as bilheterias do mundo todo no fim de semana com o capítulo mais recente de sua saga, "Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1", que estreou em mais de 50 países e arrecadou 330 milhões de dólares em vendas globais de ingressos.
Foi a melhor estreia nos EUA e Canadá - 125 milhões de dólares - de uma aventura do mago adolescente e seus amigos da escola Hogwarts. Os seis filmes anteriores de Harry Potter renderam 5,4 bilhões de dólares em todo o mundo para o estúdio Warner Bros.
No mercado norte-americano e canadense, o campeão da semana passada, a animação "Megamente", foi a segunda colocada com diferença enorme, arrecadando 16,2 milhões de dólares, logo à frente de "Incontrolável", sobre um trem desgovernado, com 13,1 milhões.
Os 125,1 milhões de dólares em Relíquias da Morte: Parte 1 superaram a melhor abertura anterior de um filme de Harry Potter nos EUA e Canadá: 102,7 milhões de "Harry Potter e o Cálice de Fogo", em novembro de 2005.
Relíquias da Morte: Parte 1 tornou-se o número 6 na lista de melhores aberturas de todos os tempos em um fim de semana, logo atrás dos 128,1 milhões de "Homem de Ferro 2", também deste ano.
O filme é baseado no último livro da série de best-sellers da autora J.K. Rowling.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Tristeza do Jeca


Um dos maiores clássicos da música caipira, "Tristeza do Jeca" ganha nova vida nas vozes de Renato Teixeira, Sérgio Reis e Paula Fernandes. Renato e Sérgio acabam de lançar um novo trabalho, "Amizade Sincera", em CD e DVD.
Música gostosa para se ouvir bem cedinho, numa cidadezinha do interior, muito campo em volta, rádio antigo, AM, em volta de um fogão a lenha, tomando um café recém-coado...
Quem já viveu essa experiência, sabe do que estou falando.

Antes do Fim estreia no Novelas Curitibanas

Antes do Fim estréia nesta quinta-feira (18), no Teatro Novelas Curitibanas, com texto inédito de autor revelado por centro de formação de novos dramaturgos. Nesta reescritura do mito grego de Ifigênia, o exílio, o abandono, a solidão e o sacrifício são os componentes de uma longa espera, permeada pelas confissões, remorsos e discórdias de uma família que aguarda o retorno da filha mais velha. A direção é de Marcos Damaceno e no elenco estão Rosana Stavis, Zeca Cenovicz, Giovana de Liz, entre outros.

Escrita por Marcelo Bourscheid, no âmbito do Núcleo de Dramaturgia do SESI, com orientação de Roberto Alvim entre outros renomados dramaturgos nacionais, Antes do Fim dialoga tanto com a tradição através da mitologia clássica, quanto com as estratégias mais influentes da dramaturgia contemporânea, para falar do mundo atual.

"O que nos fascina em Antes do Fim é a poética, os jogos de linguagem, que longe da mera experimentação estéril, se concretiza pela espontaneidade do autor. É um texto que nos incita a nos debruçarmos sobre o teatro e sobre o ser humano por novos olhares e sensibilidade. A sua poética nos revela o modo como esses personagens se relacionam com o mundo e, principalmente, com seus próprios sentimentos, repletos de perturbações, confusões, desejos e contradições próprios da consciência humana", diz Damaceno.

As apresentações acontecem até dia 12 de dezembro, de quinta a domingo, às 20h. Os ingressos custam R$ 10,00 e R$ 5,00.

5ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos na Cinemateca

Realizada pela Secretaria Especial de Direitos Humanos, com produção da Cinemateca Brasileira, a 5ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos da América do Sul comemora cinco anos em 2010, exibindo 41 filmes de dez países da América do Sul. Inicialmente exibida em quatro cidades, a quinta edição da Mostra será apresentada, ao todo, em 20 cidades brasileiras, quatro a mais que na edição anterior. Curitiba está recebendo a mostra na Cinemateca (rua Carlos Cavalcanti, 1174).

Com entrada gratuita para todos os filmes, a 5ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos da América do Sul também apresenta sessões com audiodescrição e closed caption, o que auxilia e garante o acesso a pessoas com deficiência visual e ou auditiva.

A coordenadora da Mostra, Christiana Freitas, explica que o evento “pretende difundir as temáticas dos Direitos Humanos por meio da linguagem cinematográfica, com temas como valorização da pessoa idosa, inclusão das pessoas com deficiência, garantia dos direitos da criança e do adolescente, população de rua, saúde mental, igualdade de gênero, diversidade sexual, preconceito racial, liberdade religiosa, acesso à terra, direito ao trabalho decente, inclusão social, direito à memória e à verdade, entre outros”.

Ainda segundo ela, essa quinta edição da Mostra consolida uma experiência de ação de educação em Direitos Humanos prevista no Programa Nacional de Direitos Humanos.
As obras participantes estão divididas em três seções: Contemporâneos, Retrospectiva Histórica e Homenagem.

Informações sobre a programação você encontra aqui: http://www.cinedireitoshumanos.org.br/2010/curitiba.php#atalhos

Vogue elege as celebridades mais estilosas

A revista Vogue americana inventou uma lista para protagonizar uma edição especial que já está nas bancas. É a World’s Most Sartorially Stylish Celebrities, ou “celebridades mais estilosas”. O editorial selecionou 11 mulheres que marcaram a década e deu a cada uma delas um nome específico. A medalha de ouro de Mais Bem Vestida da Década ficou com a polêmica modelo Kate Moss.
De acordo com Alexandra Kotur, diretora de estilo da publicação, eles pensaram em premiar personalidades que pensam além dos limites e barreiras de vestimenta que conhecemos hoje. Ou seja, pessoas que têm uma forma de vestir inovadora e que influencia positivamente o público e os fãs. Kate Moss teria um estilo “sexy desgrenhado” bastante inspirador. Alexandra explica mais: “Escolhemos para a lista mulheres que usam o que elas realmente querem usar. Ninguém tem mais influência na forma como as meninas se vestiram na última década do que Kate Moss. Em todos os momentos, ela esteve chique e cool”.
Também entraram na lista: Marion Cotillard como Screen Siren (o troféu para a mais fotogênica na TV e cinema), Michelle Obama como The Independent, Alexa Chung como Street Cool, Lyia Kebede como Conscious Chiq, Carey Mulligan como Free Spirit e Shala Monroque como New Classicist.

Robert de Niro ganhará Globo de Ouro por carreira

O ator Robert De Niro já ganhou dois Oscars e em breve conquistará um Globo de Ouro por sua carreira de 40 anos no cinema, anunciaram os organizadores do evento.
De Niro, de 67 anos, receberá o prêmio na cerimônia do Globo de Ouro, em 16 de janeiro, unindo-se assim a outros artistas a quem foi concedida a honraria, como Steven Spielberg, Al Pacino, Barbra Streisand e Anthony Hopkins.
Ele atuou em mais de 70 filmes desde que começou na carreira, em 1968. Ganhou o Oscar de melhor ator coadjuvante por seu papel do jovem Vito Corleone, em "O Poderoso Chefão II" e o prêmio de melhor ator por interpretar o boxeador Jake laMotta, em "Touro Indomável".
O taciturno ator surpreendeu o público posteriormente com papéis cômicos em "Entrando numa Fria" e no terceiro filme da série, "Little Fockers", que ainda não foi lançado no Brasil.
De Niro também fundou o festival de cinema de Tribeca, em 2001, como um meio de revitalizar a parte sul de Manhattan depois dos atentados de 11 de Setembro contra o World Trade Center e de promover a cidade de Nova York como um centro de filmagem.
Ele receberá o prêmio na cerimônia do Globo de Ouro em Beverly Hills, em 16 de janeiro.

“Vuvuzela” está entre as principais palavras de 2010

"Spillcam" e "vuvuzela" foram as principais palavras de 2010, refletindo o impacto global do derramamento de óleo de meses de duração no Golfo do México e dos instrumentos ruidosos sul-africanos usados durante a Copa do Mundo, de acordo com uma pesquisa divulgada no domingo.
"Refudiate" - uma palavra inventada pela norte-americana Sarah Palin, uma mistura de refutar e repudiar - também está entre as principais 10 palavras, segundo a pesquisa anual Global Language Monitor.
A pesquisa usa uma fórmula matemática para rastrear a frequência de palavras e frases em países de língua inglesa que somam mais de 1,58 bilhão de pessoas.
A pesquisa ainda apontou o presidente Hu Jintao, da China, e o novo iPad da Apple como os dois principais nomes do ano em uma lista que também contou com "Chilean Coal Miners", refletindo o fascínio do mundo com o salvamento televisionado em outubro de 33 homens presos no fundo de uma mina.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Aniversariante


Diana Krall nasceu em 16 de novembro de 1964.
E o presente de aniversário é ela quem dá: uma interpretação definitiva para "The Look of Love", um clássico de Burt Bacharach & Hal David.

Sabedoria...

"Se me esqueceres, só uma coisa: esquece-me bem devagarinho...
Mário Quintana

200 filmes para fazer download livremente

Essa é mais uma dica do ótimo Open Culture: uma lista com 200 filmes livres de copyright. O acervo é incrível. Dá para passear pela história do cinema com obras de Alfred Hitchcock, Stanley Kubrick, Martin Scorsese, Roman Polanski, Francis Ford Coppola, Jean-Luc Godard e David Lynch, só para citar alguns.
Alguns títulos listados são restritos aos americanos, como Dr. Strangelove (Dr. Fantástico), de Stanley Kubrick (o filme é uma cortesia do Netflix). Mas esses são minoria. A maior parte dos filmes está disponível sem nenhuma restrição.
O OpenCulture ainda lista alguns bons lugares para garimpar filmes livres.
Divirta-se: http://www.openculture.com/freemoviesonline.

Fundação Cultural lança edital para o Carnaval 2011

A Fundação Cultural de Curitiba abriu inscrições para o edital “Carnaval 2011”, que selecionará escolas de samba curitibanas para o recebimento de recursos destinados ao desfile programado para o dia 05 de março de 2010. O prazo de inscrição prossegue até o dia 03 de dezembro. Para ter informações acesse o edital na íntegra, disponível no site www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br – editais e portarias ou entre em contato com a Comissão Executiva do Carnaval 2011 (Rua Engenheiros Rebouças, n.º 1.732), das 9h às 12h e das 13h às 17h.

O edital “Carnaval 2011” dispõe de uma verba de R$ 189.500,00 dos quais R$ 106 mil serão distribuídos para até quatro agremiações do Grupo A – correspondente a R$ 26.500,00 para cada uma – e R$ R$ 76 mil irão para até quatro agremiações do Grupo B, sendo R$ 19 mil para cada uma das escolhidas. O grupo ao qual a escola pertence foi definido conforme o número de participantes: mínimo de 230 para aquelas do Grupo A e 160 para as do Grupo B.

Poderão apresentar projetos as agremiações carnavalescas (pessoas jurídicas) que comprovem experiência anterior na execução de projeto semelhante ao proposto, com no mínimo um ano de atuação e efetiva participação nos desfiles oficiais do carnaval de rua de Curitiba. O processo de seleção dos projetos será composto por duas fases, sendo a primeira delas a análise documental, seguida pela avaliação de mérito da proposta. A relação dos classificados e dos contemplados será publicada no Diário Oficial – Atos do Município de Curitiba e disponibilizada no site www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br.

Sucessos dos Beatles chegam finalmente ao iTunes

Finalmente, os Beatles estão disponíveis no iTunes. Os 13 álbuns do lendário grupo pop agora podem ser baixados através da maior varejista digital de música do mundo, anunciou a Apple nesta terça-feira.
"Estou particularmente feliz que não me perguntarão mais quando os Beatles entrarão no iTunes", disse Ringo Starr em comunicado. "Finalmente, se você quiser, pode tê-los."
As músicas estarão a venda por 1,29 dólar cada, os álbuns a 12,99 dólares, e os álbuns duplos a 19,99 - em linha com as outras músicas a preços premium no iTunes.
O acordo foi fechado depois de anos de negociação entre o fundador da Apple, Steve Jobs, a empresa que administra os Beatles, a Apple Corps, e a gravadora dos Beatles, a EMI Group.
As negociações por um acordo foram frustradas anteriormente por preocupações das pessoas que protegem o legado dos Beatles, incluindo receios de que o valioso catálogo de canções perderia o valor ao ser vendido como músicas individuais ou aumentando o potencial de pirataria digital.

Novo álbum do Take That bate recorde de vendas no primeiro dia

"Progress", o novo álbum do Take That lançado nesta semana, estabeleceu um novo recorde de vendas de primeiro dia na Grã-Bretanha nos últimos anos, com 235 mil cópias vendidas, segundo a Official Charts Company.
O álbum conta com a volta do vocalista Robbie Williams, que retornou ao grupo depois de ter se lançado em carreira solo em 1995.
Os números incluem todos os discos vendidos até o final de segunda-feira, e foi a maior venda de estreia desde "Be Here Now", da banda britânica Oasis, que registrou pouco mais de 350 mil discos vendidos em 1997.
Take That e Robbie Williams, que seguiu uma carreira de solo bem-sucedida antes de desaparecer dos holofotes nos últimos anos, venderam juntos mais de 80 milhões de discos na carreira.
Segundo a Official Charts Company, "Progress" desafiaria as vendas do último disco do Take That (sem Williams), "The Circus", que vendeu 1 milhão de cópias em 18 dias.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Armandinho


Um reggae para quem ainda está perto do mar: "Desenho de Deus".

Eventos da Semana da Cultura Negra no Teatro Guaíra têm entrada franca

A edição de 2010 da Semana da Cultura Negra será realizada de 16 a 21 de novembro, no Guairinha, com entrada franca. Espetáculos teatrais, musicais e de dança mostraram a beleza da cultura afro-brasileira cultivada no Paraná. O evento faz parte das comemorações da comunidade, que celebra em 20 de novembro o Dia da Consciência Negra. O espetáculo “Samba de Roque”, da cantora Clécia Queiroz, abre as celebrações, às 20h.

Na quarta-feira (17), às 19h, o grupo da Escola Municipal Terezinha Mariano apresenta a peça teatral “Branca de Neve”. Às 20h, a cantora parnanguara Lucélia Salgado apresenta um show de Música Popular Brasileira, reunindo composições de cantores e intérpretes de destaque na comunidade negra. O espetáculo “Prondi Vai o Sopro di Vento?”, da Pedro Quintino Cia de Dança, é a apresentação da quinta-feira, às 20h. A sexta-feira (19), será totalmente dedicada ao Festival de Samba, que tem início às 16h. Já no sábado (20) o público poderá assistir ao 1º Festival de Cantigas de Umbanda do Paraná, com início às 16h.

A Semana da Cultura Negra será encerrada no domingo (21) com a apresentação de três espetáculos. Às 16h o Grupo Afro-cultural Kanaombo apresenta “Mundo Cor-de-Rosa”. O Grupo Ginga Total estará no palco do Guairinha, às 17h, com “Espetáculo Afro Pop”. “Hip Hop, Um Povo, Uma História, Uma Identidade”, da Session Cia. de Dança, fecha as apresentações.

Espanha bate recorde em compartilhamento de livros

Madri, na Espanha, foi cenário neste domingo da liberação de 30 mil livros, a maior da história, divididos por pontos aleatórios da capital com o objetivo que as pessoas os leiam e, depois, os coloque novamente na rua para outros, uma atividade conhecida como "bookcrossing".
Entre os livros depositados por fontes, bancos e outros lugares estratégicos da cidade, estão exemplares do último Vargas Llosa.
Com este "bookcrossing", no qual participaram 600 voluntários, bateu-se o recorde em número de livros liberados, porque nunca antes se havia colocado tantos livros na rua para compartilhamento em uma ação do tipo, segundo explica o coordenador dos voluntários, Antonio Gárgoles.
"Esta iniciativa supera em mais de duas vezes qualquer projeto similar a este, em qualquer outra cidade", diz. Cada um dos exemplares compartilhados pelos voluntários está coberto com plástico para protegê-los em dias chuvosos, como ocorreu neste domingo em Madri.
O coordenador sabe que alguns leitores não irão devolver o livro, mas confia que predominará a boa educação e a vontade de compartilhar as obras. A iniciativa reuniu também cantores, atores, modelos, jornalistas, humoristas, escritores e esportistas que autografaram seu livro favorito ao leitor anônimo que o encontrar na rua.
No Brasil, a Biblioteca Mario de Andrade, em São Paulo, tem um projeto semelhante. A organização Livro Livre também é outra entidade com a iniciativa.

Chico traduzido em imagens

Aos 66 anos e 45 de carreira, Chico Buarque não precisou de qualquer efeméride para fazer de 2010 seu ano de homenagens. Além dos recentes Prêmio Jabuti de melhor ficção e Prêmio Portugal Telecom, pela obra Leite Derramado, o cantor e compositor foi agraciado com o projeto multimídia Chico Paratodos. Desde que saiu do papel, em dezembro passado, a ideia já rendeu o livro Essa História Está Diferente - Chico por Dez Contos, o longa em produção Olhos nos Olhos, de Karim Aïnouz, e, em janeiro, chega à TV sob forma de minissérie da Globo, Amor em Quatro Atos, gravada em São Paulo e no Guarujá, na Baixada Santista.

Com direção de núcleo do expert em programas musicais Roberto Talma, a série de quatro capítulos é inspirada em cinco canções de Chico: Ela Faz Cinema e Construção - que viraram um só episódio dirigido por Talma, com roteiro de Antônia Pellegrino -; Mil Perdões, com texto de Estela Renner e Tadeu Jungle e direção de Jungle; Folhetim e As Vitrines, capítulos roteirizados por Márcio Alemão e dirigidos por Bruno Barreto - que, aliás, faz sua estreia na TV.

Criador do projeto, Rodrigo Teixeira, sócio da RT Features (produtora de O Cheiro do Ralo e coprodutora da minissérie juntamente com a Globo) explica que, apesar de já ter trabalhado com Barreto em dois longas, a escolha do diretor não foi sua. "O Tadeu Jungle foi convite meu e, quando conheci o Talma, ele disse que seriam ele o Bruno os diretores dos outros episódios", explica Teixeira. "E sabe que nunca vi o Bruno tão feliz? Ele está trazendo para a TV uma linguagem de cinema".

Festival gastronômico é atração em bares curitibanos

Turistas e moradores de Curitiba terão uma atração extra para se divertir de 15 de novembro a 5 de dezembro. Com apoio do Instituto Municipal de Turismo, o Festival Bar em Bar apresentará as delícias gastronômicas de 19 bares curitibanos.
"O festival é mais uma possibilidade para consolidar Curitiba como um destino turístico de qualidade, sede de eventos gastronômicos e de lazer", diz a presidente do Instituto Municipal de Turismo, Juliana Vosnika.
No festival os bares curitibanos participantes oferecerão um petisco e uma bebida da Ambev, patrocinadora do evento, com desconto de até 40%. A promoção tem três faixas de preços, entre R$ 15,00, R$ 25,00 ou R$ 40,00, dependendo do bar, do petisco e do combinado.
Esta é a quarta edição do festival promovido pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) em mais de 400 bares de 15 estados brasileiros. A intenção é valorizar a cultura do bar como local democrático de lazer.
"Uma ação como essa ajuda a fortalecer o turismo da cidade", afirma Juliana. "O Instituto Municipal de Turismo quer sempre atuar em conjunto com o trade para posicionar Curitiba como um destino de qualidade, uma referência para a realização de eventos e para aumentar a taxa de permanência dos visitantes, beneficiando a economia e as entidades e empresas do setor”, concluiu.
Bares participantes: Alice Bar, Aos Democratas, Arrumadinho Café Bar, Babilônia, Bar Curityba, Baroneza, Cachaçaria Mambembe, Cana Benta, Casa Di Bel, Citra Bel, Happy Burger, Hora Extra, Jacobina, Quermesse, Ripa na Chulipa, Santa Marta, Santillana Lounge Bar, Taj Bar e Zé Pelin.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Bailão do Ruivão


"Bailão do Ruivão" é o novo trabalho de Nando Reis & Os Infernais, lançado em CD e DVD. No clip, Nando canta "Você Pediu e Eu Já Vou Daqui" acompanhado pela dupla Zezé Di Camargo & Luciano.

No cinema: Senna

Para os apaixonados por Fórmula 1, para quem não teve a oportunidade de ver Ayrton Senna num circuito ou para aqueles que querem matar a saudade desse grande ídolo nacional, chega aos cinemas o longa-metragem Senna, o primeiro documentário sobre o piloto brasileiro.

O filme apresenta a constante busca pela perfeição, tanto nas pistas como fora delas, e as realizações do mito do automobilismo nacional. Ao longo dos 107 minutos são pontuada suas conquistas pessoais e profissionais, desde sua temporada de estreia, em 1984, até sua morte, durante o Grande Prêmio de San Marino, na Itália, uma década depois.

Realizado com o apoio da família e do Instituto Ayrton Senna, será possível ver nas telonas imagens inéditas retiradas dos arquivos da F1, que também colaborou para o projeto. A produção inglesa é assinada pelo diretor Asif Kapadia, com roteiro de Manish Pandey.

No cinema: Minhas Mães e Meu Pai

Nic (Anette Benning), Jules (Julianne Moore), Joni (Mia Wasikowska) e Laser (Josh Hutcherson) são os integrantes de uma família harmoniosa e nada convencional. Nic e Jules são casadas e dividem uma casa na Califórnia, onde criaram seus filhos, agora adolescentes, Joni e Laser - frutos de técnicas de inseminação artificial, o que permitiu que cada uma das mães gerasse uma criança.

As relações familiares, porém, são viradas de cabeça para baixo quando os jovens resolvem ir atrás de seu pai biológico, Paul (Mark Ruffalo), que logo começa a participar do cotidiano da casa. O que parecia ser complicado fica ainda pior quando Jules se envolve com Paul, estremecendo o relacionamento duradouro que mantinha com a parceira.

Minhas Mães e Meu Pai teve orçamento de US$ 10 milhões e ganhou o Teddy Bear na categoria melhor filme com temática GLS do Festival de Berlim deste ano, além de considerado um dos grandes sucessos do Festival de Sundance. Uma curiosidade é que o título original do filme, The Kids Are Alright, é baseado na música homônima do grupo de rock inglês The Who.

No cinema: Muita Calma Nessa Hora

Com a presença de jovens humoristas brasileiros no elenco, com Bruno Mazzeo, Lucio Mauro Filho, Marcelo Adnet e Marcos Mion, Muita Calma Nessa Hora leva para as salas de cinema a história de três amigas que embarcam numa viagem que pode mudar suas vidas.

Mari (Gianni Albertoni) é uma linda publicitária com uma carreira promissora, porém, seu chefe passa dos limites do profissionalismo. Tita (Andreia Horta) é louca para se casar, até que na véspera de seu casamento flagra seu noivo com outra. Já Aninha (Fernanda Souza) trocou de faculdade sete vezes e ainda não conseguiu decidir o que quer para seu futuro. Decididas a mudar o rumo de suas vidas, as amigas partem para um final de semana inesquecível em Búzios.

Logo no início da viagem, conhecem Estrella (Débora Lamm), que pede carona na estrada a fim de ir para o balneário encontrar o pai que nunca conheceu. Com sua samambaia de estimação e suas frases de efeito, a jovem hippie se une às garotas nessa aventura.

Romances de verão, um luau inesquecível, micos e bebedeiras são os elementos que garantem boas doses de risadas e fazem com que as garotas aprendam mais sobre si mesmas num final de semana de muita diversão.

No cinema: Red - Aposentados e Perigosos

Red - Aposentados e Perigosos, o novo filme do diretor Robert Schwentke - que assinou Plano de Voo e Te Amarei Para Sempre - chega às salas de cinema trazendo diversão e um grande elenco. A comédia policial conta com Bruce Willis interpretando Frank Moses, Morgan Freeman no papel de Joe, John Malkovich como Marvin e Helen Mirren como Vitória.

Considerados os melhores agentes da CIA no passado, o grupo agora aposentado passa a ser misteriosamente perseguido e quem está por trás dessa caçada é a própria agência. Para tentar entender o que está acontecendo, Frank Moses reúne novamente a equipe, para um retorno aos velhos tempos.

Acusados de assassinato e na mira de agentes jovens e treinados, o quarteto deve usar toda a experiência acumulada em anos de trabalho para realizar uma missão impossível: invadir a sede da CIA. Nessa jornada, além da descoberta de uma das maiores conspirações da história do governo, também estão presentes diálogos com muito humor e sarcasmo.

O longa é baseado na cultuada história em quadrinhos homônima, criada por Warren Ellis e Cully Hamner. Após três semanas em cartaz nos cinemas norte-americanos, o filme conseguiu bater o orçamento de US$ 58 milhões. Motivo de curiosidade para muitos, a sigla RED no título do filme significa Retired Extremely Dangerous, ou seja, Aposentados Altamente Perigosos.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Norah Jones


A cantora apresenta nesta sexta-feira (12), às 21 horas, no Positivo, o seu novo trabalho, "The Fall".
No clip, a música "Chasing Pirates", que faz parte do disco.

Bethânia lança CD e DVD do show “Amor Festa Devoção”

No show "Amor Festa Devoção", que sai agora em CD duplo e DVD, pela Biscoito Fino, Maria Bethânia diz no texto que introduz um bloco de modas de viola: "Gosto de cantar o Brasil caboclo como se fosse uma prece, para que ele resista apesar da mão do progresso vazio que insiste em dizimá-lo". Coincidentemente, parte da resistência desse Brasil está na obra de Paulo César Pinheiro. Não é por acaso que a cantora e o compositor mais produtivos da música brasileira convergem em mais uma significativa colaboração.

A discografia de Maria Bethânia é bem servida de discos ao vivo. Agora, com procura maior pelo DVD e menor pelo CD, embora a íntegra do show "Amor Festa Devoção" esteja registrada em CD duplo, a ênfase da produção é pelo DVD. Não só pela sempre expressiva atuação da cantora, como pelo deslumbre da cenografia de Bia Lessa para o show e pelos extras, representando os três temas: amor, festa e devoção.

Bethânia inseriu um registro de sua viagem a Aparecida do Norte em 2004, acompanhando sua mãe devota, e cantando temas religiosos, além de "Romaria" (Renato Teixeira), para a multidão que comparece à celebração da padroeira do Brasil. Há também "Eu Velejava em Você" (Eduardo Dussek/Luiz Carlos Góes) e "Sete Trovas" (Consuelo de Paula/Etel Frota/Rubens Nogueira), gravadas no palco sem plateia.

O bem amarrado roteiro dela e Fauzi Arap mescla canções dos dois álbuns mais recentes e simultâneos ("Encanteria" e "Tua"), enfatizando Roque Ferreira e Paulo César Pinheiro, com clássicos de Chico Buarque, Caetano Veloso, Lamartine Babo, Vinicius de Moraes.

Camerata Antiqua de Curitiba mostra o Romantismo Alemão

O maestro mineiro Jayme Guimarães, convidado para comandar a Camerata Antiqua de Curitiba neste fim de semana, preparou um repertório que reúne obras de W. A. Mozart, Johannes Brahms, Felix Mendelssohn Bartholdy e Franz Schubert. O espetáculo, que integra a temporada 2010 patrocinada pela Volvo, tem apresentações na Igreja Bom Jesus, às 20h de sexta-feira (12), e na Capela Santa Maria, às 18h30 de sábado (13).

O público terá a oportunidade de apreciar a produção de alguns dos compositores expoentes do Romantismo Alemão, movimento que nasceu no final do século 18, espalhando-se por todo o Ocidente e renovando as raízes culturais da civilização. O concerto está na programação da Corrente Cultural, movimento que até o dia 14 de novembro faz de Curitiba palco das mais diversas manifestações artísticas.

A obra "Adágio e Fuga", do austríaco Mozart, abre o programa, representando os compositores clássicos, que tinham por objetivo atingir o equilíbrio entre a estrutura formal e a expressividade. Na sequência, estão composições de Brahms, Mendelssohn e Schubert, retratando a liberdade de forma buscada pelos românticos, com a expressão mais intensa e vigorosa das emoções, frequentemente revelando os seus pensamentos mais profundos, inclusive as suas dores.

"As melodias tornam-se apaixonadas, semelhantes à canção. As harmonias tornam-se mais ricas, com maior emprego de dissonâncias. Apesar disto nossos representantes do romantismo e suas obras escolhidas para esta apresentação basearam suas obras em textos sacros, mas são certamente os grandes nomes deste período musical na Alemanha", destaca Wagner Polistchuk, diretor artístico da Camerata Antiqua de Curitiba.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

passeio no tempo


Ele surgiu nos anos 70 e por muito tempo o que Benito Di Paula gravava era sucesso instantâneo. Deu uma longa sumida e reapareceu agora em 2010, lançando CD e DVD de um show ao vivo onde ele dá uma modernizada nos seus hits. E é deste DVD o clip da música "Ah... Como Eu Te Amei".

Sabedoria...

"Tão bom morrer de amor e continuar vivendo".
Mário Quintana

Teatro Político no Café Parangolé

O Café Parangolé irá exibir nesta quinta-feira (11), o documentário “Teatro Político: Uma História de Utopia”. A história de um movimento político e artístico realizado na Curitiba dos anos 60 por artistas, estudantes, intelectuais e jornalistas que acreditavam no teatro como instrumento revolucionário. Depoimentos de ex-integrantes como Euclides Coelho de Souza (Dadá, do Teatro de Bonecos), Zelia Passos, Alcidino Bittencourt, Marly Genari e relatos de jornalistas que escreviam sobre cultura na década de 60, como Mazza, Edésio Passos e René Dotti.

O documentário conta ainda com a participação especial de Ferreira Gullar e de Artur Poerner, escritor do livro “O Poder Jovem” e jornalista do JB. As peças teatrais encenadas na época são reencenadas para o documentário pelas atrizes Chris Macedo, Maureen Miranda e Chiris Gomes, com a direção de Octávio Camargo, cenário e figurino de Marcelo Scalzo.

A exibição do documentário marca o início do projeto Quintas Especiais que trará uma atração diferente toda semana. Estão programados shows musicais, exposições de artes plásticas, e clube do vinil, sempre às quintas-feiras. O Parangolé fica na rua Benjamin Constant, 400.

Obra "Coca-Cola", de Warhol, é leiloada por mais de US$ 35 mi

Uma tela com a pintura de uma garrafa de Coca-Cola preta e branca, de Andy Warhol, foi vendida por 35,36 milhões de dólares na terça-feira, em um leilão de obras de arte contemporânea e do pós-guerra.
A vendagem de 54 trabalhos, dos quais 91 por cento tiveram compradores, totalizou 222,4 milhões de dólares, incluindo comissões, superando as estimativas pré-venda, de 214 milhões de dólares.
Cinco artistas estabeleceram recordes de leilão, com colecionadores disputando trabalhos da arte do pós-guerra, um setor cada vez mais procurado do mundo da arte.
"Nesse novo mercado, foi um grande sucesso", afirmou Tobias Meyer, chefe mundial de arte contemporânea da Sotheby's e que também trabalha como leiloeiro.
Foi a quarta venda bem-sucedida em duas semanas para a Sotheby's, a Christie's e a Phillips de Pury & Co.
Depois de uma grande queda nas vendas devido à crise financeira de 2008, o mercado conseguiu uma sólida recuperação neste ano, causada em parte pela grande entrada de novos colecionadores de todo o mundo, com novas fortunas obtidas por meio do petróleo, do gás e do ouro.
Liderada pela tela de Warhol chamada "Coca-Cola (4) (Grande Coca-Cola)", que superou as previsões de ser vendida por até 25 milhões de dólares, a vendagem foi mais uma evidência do crescente apetite pelos trabalho do pós-guerra.
Tal mercado, ao lado da arte contemporânea, tem chegado perto e às vezes ultrapassado a demanda pelas categorias de leilão de obras impressionistas e "modernas".
"O que está acontecendo é que as pessoas estão saindo do mercado impressionista e entrando nesse mercado. Está se tornando um mercado", afirmou Meyer.
Os preços pagos por importantes obras de Warhol colocaram o artista na mesma categoria de Matisse e Picasso, disse.
Na segunda-feira, "Men in Her Life", um retrato com imagens de Elizabeth Taylor, foi vendido por 63,4 milhões na Phillips.

Rádios dos EUA tocam nova música de Michael Jackson

"Breaking News", uma faixa do novo álbum "Michael", foi tocada em mais de 150 estações de rádio na segunda-feira, logo após seu lançamento no site do cantor Michael Jackson.
A canção faz parte do primeiro álbum póstumo do rei do pop com material original. O CD deve ser lançado em 14 de dezembro pela Epic Records. A faixa permanecerá uma semana no site de Jackson, onde o álbum "Michael" já pode ser encomendado.
De acordo com a empresa Nielson, 151 estações norte-americanas tocaram "Breaking News" ontem em emissoras que variam do pop e R&B/hip-hop a adulto, rock e antigas. A canção foi tocada 246 vezes em seu primeiro dia de disponibilidade e estima-se que tenha sido escutada por 2,2 milhões de pessoas.
"A reação dos ouvintes foi variada", disse o diretor de programação da KJLH/Los Angeles, Terri Thomas. "Não acho que a canção será um sucesso. Acho que é uma novidade".
"As pessoas sentem falta de Jackson, mas é difícil competir com os clássicos dele mesmo e com o seu legado", afirmou Thomas.

Metallica é primeiro estrangeiro anunciado para o Rock in Rio

O Metallica é o primeiro grupo internacional confirmado para tocar no Rock in Rio de 2011, que será realizado nos dias 23, 24, 25 e 30 de setembro e 1º e 2 de outubro de 2011, na capital fluminense. A informação foi divulgada no site oficial do evento, que também anunciou os nomes dos grupos brasileiros Sepultura e Angra. As três bandas vão se apresentar na terceira noite do evento, reservada aos fãs de heavy metal.

De acordo com a organização do Rock in Rio, o Metallica foi a banda mais votada pelo público numa pesquisa feita pelo Ibope sobre quem os brasileiros gostariam de ver no festival. No site oficial da banda, os músicos escreveram que não poderiam dizer "não" ao convite para tocar no Rock in Rio "original". "Então esperamos que vocês peguem um calendário e marquem 25 de setembro de 2011 para uma data com o Metallica no Rio de Janeiro", disseram aos fãs.

Os norte-americanos, precursores do thrash metal, estiveram no Brasil em 2010 para realizar três shows: um em Porto Alegre e dois em São Paulo. As apresentações fizeram parte da turnê de divulgação do álbum "Death Magnetic", lançado em 2008.

Os ingressos para o Rock in Rio começam a ser vendidos no dia 19 de novembro, por meio do site www.rockinrio.com.br. O preço dos ingressos será de R$ 190, com a entrada para os estudantes custando R$ 95. Segundo a organização do evento, não haverá pista premium no festival, que contará com dois palcos e uma tenda para música eletrônica.

domingo, 7 de novembro de 2010

Paul McCartney


Com a música “Jet”, Paul McCartney abriu seu show em Porto Alegre na noite deste domingo.
Um show que os curitibanos não tiveram chance de assistir, pois a Pedreira Paulo Leminski continua fechada, graças a uns poucos moradores da região que acionaram a Justiça e conseguiram a proibição de qualquer tipo de evento no local. E também ao descaso da Prefeitura, que não tentou reverter a situação.
Estranhamente, a opinião de poucos curitibanos vale muito mais do que a de todos os outros. Resta saber para quem: à Justiça ou à Prefeitura. Talvez o ex-prefeito, já sabendo que a população do Paraná ia “exigir” sua saída da Prefeitura para candidatar-se ao Governo do Estado, não quisesse uma polêmica na Justiça. E o atual? Já estaria pensando na reeleição e não vai colocar a mão em vespeiro? Vamos ver...
Enquanto isso, a melhor saída para os curitibanos assistirem shows deste nível é o Aeroporto Afonso Pena.
A música “Jet” fez parte do disco “Band on the Run”, primeiro trabalho de McCartney após a dissolução dos Beatles. O clip é de uma apresentação no programa “Later With Joos Holland”, em outubro deste ano.

'Megamind' em 3D anima bilheterias norte-americanas

Um desenho animado em 3D sobre um vilão infeliz levou as bilheterias norte-americanas a sua melhor semana em mais de três meses, de acordo com estimativas dos estúdios divulgadas no domingo.

"Megamind", da DreamWorks, estreou em 1º lugar, com 47,7 milhões de dólares, quase alcançando as previsões da indústria de mais de 50 milhões de dólares para seu lançamento. O resultado é semelhante ao lançamento de "Como Treinar o seu Dragão", em março, que se tornou um grande sucesso mais tarde.

"Megamind" gira em torno de um criminoso desastrado dublado por Will Ferrell, e não deve ser confundido com o recente hit "Meu Malvado Favorito", também sobre um criminoso desastrado dublado por Steve Carell.

"Um Parto de Viagem", que ficou em 2º lugar, com 33,5 milhões de dólares, correspondeu às expectativas. A comédia, da Warner, é estrelada por Robert Downey Jr e Zach Galifianakis como uma dupla de estranhos forçados a suportar um ao outro em uma viagem.

Outra novidade foi a exploração mais recente do prolífico diretor Tyler Perry sobre a condição das mulheres negras: "For Colored Girls". A adaptação de uma peça sobre um grupo de mulheres que lidam com questões de abuso alcançou o 3º lugar com 20,1 milhões de dólares, também de acordo com as previsões.

Entre os cinco primeiros, está "Red", estrelado por Bruce Willis, que se manteve em 4º lugar, com 8,9 milhões de dólares, pela quarta semana. O campeão da semana passada, o filme de horror "Jogos Mortais - O Final", caiu para a 5ª a colocação com 8,2 milhões de dólares.

A renda dos 12 filmes mais vistos ficou em cerca de 146 milhões de dólares, de acordo com a divisão de bilheterias da Hollywood.com. É a maior bilheteria desde 23 a 25 de julho, quando "A Origem" impulsionava as vendas pra 155 milhões de dólares.

Álbuns do Legião Urbana são relançados em CD e vinil

"Esse material coloca o Legião Urbana no seu devido lugar", diz Dado Villa-Lobos, ex-guitarrista do grupo de Brasília, sobre uma nova edição de toda a discografia de estúdio da banda, em CD e vinil, inclusive os dois últimos, "A Tempestade" (1996) e "Uma Outra Estação" (1997), que não foram lançados em LP. Soa como se a banda estivesse esquecida no ostracismo desde seu fim, em 1996, após a morte de Renato Russo. Muito pelo contrário. O fenômeno é outro. E a legião nunca chegou ao fim.

Os números comprovam isso. No ano passado, somando todos os discos da banda, entre coletâneas e gravações ao vivo, e os trabalhos solos do Trovador, como Renato Russo era conhecido, foram vendidas 250 mil unidades. Desde o primeiro disco, "Legião Urbana" (1985), os números são mais expressivos: 14 milhões de cópias vendidas de toda a obra. Os números são da gravadora EMI.

Trata-se de uma adoração que nem o próprio Dado consegue explicar. "Conseguimos realizar nossos sonhos de garotos. Conseguimos produzir uma música que é relevante até hoje. É incrível estar inserido nesse coletivo cultural brasileiro. Fazemos parte de tudo isso", completa o músico.

E para comemorar os 25 anos do lançamento do primeiro disco, a gravadora e os dois ex-membros da banda, Dado e Marcelo Bonfá, prepararam uma edição definitiva com todos os oito álbuns de estúdio da banda, em três formatos: uma caixa com oito discos, em vinil de 180 gramas e com os CDs vendidos separadamente. Todo o áudio, já remasterizado em Abbey Road (o mundialmente famoso estúdio dos Beatles), em 1995, foi novamente tratado.

Além de capas e encartes originais, cada item possui um material extra caprichado, com fotos e textos de bastidores produzidos pela jornalista Christina Fuscaldo, com ajuda de depoimentos de todos os músicos envolvidos na gravação dos oito discos. Foi um processo que, desde sua concepção, levou um ano e meio para ser finalizado.

"Eles (gravadora) não fizeram nada sem a gente. Tudo deveria ter a nossa autorização primeiro, de todo o material fotográfico aos textos dos bastidores", explica Dado. A ideia de incluir os bastidores é mostrar o contexto no qual cada álbum foi concebido. Toda essa edição luxuosa teve um investimento de R$ 300 mil. E os valores dos produtos nas lojas não são módicos. Um disco sai por R$ 29,90. Já os vinis vão de R$ 120 a R$ 190.

No cinema: José e Pilar

José e Pilar, o documentário assinado pelo diretor Miguel Gonçalves Mendes, é um retrato intimista do casal José Saramago - escritor português, vencedor do prêmio Nobel da literatura - e de sua esposa Pilar Del Rio - jornalista espanhola, 28 anos mais nova que o marido.

O processo de criação, produção e promoção do romance "A Viagem do Elefante" serviu de ponto de partida para o documentário. Dessa forma, o longa acompanha o escritor desde o início da construção da história em 2006 - na sua casa em Lanzarote, nas Ilhas Canárias - até o lançamento do livro no Brasil, em 2008.

O diretor utiliza a ficção do livro para traçar um paralelo entre a história de Saramago e sua obra. A jornada do autor durante o processo de criação é comparada à custosa viagem do elefante entre a corte de D. João III, em Lisboa, e a corte do arquiduque Maximiliano, na Áustria.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Michael Bublé


Você me dá sua mão / Então me diz "oi" / E eu quase não consigo falar / Meu coração está batendo tanto / E qualquer um pode perceber / Você pensa que me conhece bem / Mas, você não me conhece...

Depois de Ray Charles, Elvis Presley, Diana Krall, John Legend e dezenas de outros cantores, o canadense Bublé apresenta sua versão para "You Don't Konw Me".

Perfeita para dançar...
Mas, você não me conhece... nós ainda não dançamos...

Para pensar

"Na vingança e no amor, a mulher é mais bárbara do que o homem".
(Friedrich Nietzsche)

Show de Roberto Carlos, Paulinho da Viola e muitas atrações na Virada Cultural

Começa neste sábado (6), às 12 horas, a Virada Cultural, evento que vai movimentar a cena curitibana com 24 horas seguidas de programação cultural. Até as 12 horas de domingo (7) serão promovidas mais de 33 atrações com bandas, orquestras e shows com grandes artistas como Roberto e Erasmo Carlos, Paulinho da Viola, Arrigo Barnabé, Pato Fu e Hermeto Pascoal, Sandra de Sá e Mart’Nália. Os shows serão realizados em quatro palcos: Riachuelo, Ruínas São Francisco, Praça da Espanha e Praça Nossa Senhora de Salete. A programação completa pode ser conferida no site www.correntecultural.com.br.

A Virada faz parte da Corrente Cultural, aberta na última quarta-feira (3) com a oferta de 350 atrações em 70 espaços da cidade, entre espetáculos, exposições, debates, mostras, shows e outras atividades nas Regionais. A Corrente se estenderá até o dia 14 de novembro.

Praça Nossa Senhora de Salete
A maior atração da Virada Cultural será o show de Roberto Carlos, em comemoração aos 50 anos da RPC TV, no sábado (6), a partir das 20 horas.

Riachuelo
Paulinho da Viola será o primeiro artista a subir no palco Riachuelo neste sábado (6), às 13 horas, com a Orquestra À Base de Cordas. Às 17 horas, a atração será Sandra de Sá. Arrigo Barnabé se apresentará no mesmo palco, com a Orquestra À Base de Sopro, no domingo (7), às 0h30. E Mart’Nália fará seu show às 12 horas.

Ruínas de São Francisco
Nas Ruínas de São Francisco, a grande atração será a banda Pato Fu, que se apresentará às 00h00, na virada de sábado para domingo.

Praça da Espanha
No palco da Praça da Espanha, Hermeto Pascoal fará um espetáculo com a Orquestra Sinfônica do Paraná, das 15h30 às 16h30. O concerto de Hermeto e da Orquestra conta com a participação dos músicos Fábio Pascoal e Aline Morena.

No cinema: Um Parto de Viagem

Diretor consagrado pela comédia "Se Beber, Não Case" (2009), Todd Phillips escala um dos atores daquele filme, Zach Galifianakis, ao lado de Robert Downey Jr. ("Homem de Ferro"), para compor a dupla central de Um Parto de Viagem.

A comédia estréia em todo o Brasil, com cópias dubladas e legendadas. O enredo: arquiteto chato e careta, Peter (Downey Jr.), está a serviço em Atlanta, louco para voltar para casa. Motivo: seu primeiro filho está para nascer. O seu azar começa quando ele encontra a bordo do avião para Los Angeles o gordinho espaçoso Ethan (Galifianakis).

Ethan cria tanta encrenca que acabam os dois postos para fora do avião. Peter entra na lista dos "proibidos de voar", uma norma que passou a vigorar depois do 11 de Setembro, quando alguém age de modo suspeito a bordo.

O arquiteto quer ir para casa de automóvel. Mas sua carteira ficou no avião... Ele não encontra outra saída senão aceitar a carona do mesmo Ethan que lhe causou toda a encrenca, ao lado de seu cachorrinho.

Ethan é o tipo mais imprevisível do mundo. Egocêntrico e carente, ele é um ator que botou na cabeça que vai se dar bem na meca do cinema, atuando em algum seriado de TV de sucesso - seu favorito é "Two and a Half Men".

A jornada da dupla é, como se pode imaginar, repleta de incidentes desagradáveis - envolvendo uma briga com um funcionário de um posto de correspondência que acaba com o espancamento de Peter.

No cinema: Jogos Mortais - O Final

Com a participação especial de Chester Bennington, vocalista da banda de rock americana Linkin Park, a franquia “Jogos Mortais” chega ao fim com a estreia do sétimo filme: Jogos Mortais - O Final. Pela primeira vez com a tecnologia 3D, o longa promete aterrorizar ainda mais o público e explicar pontos que ficaram em aberto nas outras edições.

Depois da morte de Jigsaw (Tobin Bell) - um maníaco com câncer terminal que torturava psicologicamente suas vítimas antes de matá-las, para que aprendessem a valorizar a vida - os sobreviventes das sessões de tortura se unem para buscar respostas sobre os acontecimentos. Com o objetivo de superar os traumas e sequelas, buscam auxílio com perito de auto-ajuda Bobby Dagen (Sean Patrick Flanery), também vítima do psicopata.

O que o grupo não imaginava é que poderia passar por mais momentos difíceis e perigosos, já que Bobby Dagen também guarda segredos obscuros que irão desencadear mais uma onda de horror, revelando todo o legado deixado por Jigsaw.

O último filme desta que é a mais bem-sucedida franquia de terror arrecadou US$ 22,5 milhões no final de semana do Dia das Bruxas nos Estados Unidos. Para garantir o sucesso da sequência, David Hackl - que comandou o quinto filme e produziu o segundo, o terceiro e o quarto - é quem assina a película.

No cinema: Ondine

Um conto de fadas para gente grande. Assim pode ser classificado o filme do premiado cineasta irlandês Neil Jordan - diretor de "Entrevista com Vampiro" (1994) e vencedor do Oscar de melhor roteiro original pelo filme "Traídos Pelo Desejo" (1992). Uma história que usa a fantasia para falar sobre amor e esperança.

Com base na lenda das sereias, a narrativa conta a história de Syracuse (Colin Farrell), um simples pescador que sofre uma grande transformação em sua vida quando, em um dia normal de trabalho, é surpreendido por uma mulher presa nas redes que puxa do mar. Aparentemente morta, ela ganha vida quando ele se aproxima.

Sem se lembrar de onde veio, Ondine (Alicja Bachleda), a linda e misteriosa jovem, ganha abrigo na casa do pescador e logo conquista seu coração e a admiração de sua filha, a pequena Annie (Alison Barry). A garotinha de 11 anos acredita que a mulher seja uma criatura mágica que sai do mar para viver na terra. Mas, como em todos os contos de fadas, a linha que separa a magia e a escuridão é bem tênue.

Sem exagero nos efeitos visuais e sonoros, o longa teve uma passagem de sucesso em diversos festivais pelo mundo. Além disso, venceu o IFTA Award nas categorias melhor ator (Colin Farrell), melhor atriz (Dervla Kirwa), melhor design de produção (Anna Rackard) e melhor sonorização (Brendan Deasy).

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

ritmo


A adolescente Andrea Motis e o veterano Ricardo Gili apresentam “Basin Street Blues”, um clássico de Louis Armstrong.
Os dois estão à frente da Sant Andreu Jazz Band, na gravação do dvd “Jazzing”, realizada no Jazz Club Del Café Vienès, no hotel Casa Fuster, em Barcelona.

Presidentes do Brasil


Com o traço de Duke.

Grupos da FCC tocam com Arrigo e Paulinho da Viola

O compositor Paulinho da Viola toca com a Orquestra À Base de Corda, num dos shows mais emocionantes da Virada da Corrente Cultural. A única apresentação do compositor com o grupo curitibano abre a programação do Palco da Riachuelo, na tarde de sábado (6 de novembro).

Outro show especial é o da Orquestra À Base de Sopro com o compositor Arrigo Barnabé, que marcará o lançamento do DVD gravado por Arrigo junto com a orquestra em comemoração aos 30 anos da música “Clara Crocodilo”, um dos seus maiores sucessos.

Tocar com Paulinho da Viola é um desejo que vem sendo acalentado há muito tempo pela Orquestra À Base de Corda. Com uma formação muito peculiar, que inclui instrumentos característicos da MPB, como bandolim, cavaquinho e viola caipira, o grupo fez contatos com os produtores de Paulinho da Viola visando a uma oportunidade de montar um espetáculo juntos. “Ele é um compositor de refinamento extraordinário e de uma interpretação fina, elegante. Essa troca de experiências está sendo riquíssima para nós”, diz João Egashira, diretor artístico da orquestra.

No mesmo palco, por volta da meia-noite, estarão a Orquestra À Base de Sopro e Arrigo Barnabé, que aproveitam a oportunidade da Virada para lançar o DVD comemorativo dos 30 anos da suíte “Clara Crocodilo”, símbolo do movimento musical Vanguarda Paulistana, um dos marcos da história da música brasileira recente. Além desse grande sucesso dos anos 80, a orquestra tocará a obra “Metamorfose”, que foi escrita por Arrigo Barnabé especialmente para a orquestra curitibana e também faz parte do DVD.

O Coral Brasileirinho apresenta o show “Álbum de Família”. O coral, formado por 26 crianças entre 8 e 13 anos, apresenta-se no sábado (6), às 18h, e no domingo (7), às 16h, no teatro da Universidade Federal Tecnológica do Paraná. Sob a direção de Milton Karam e Helena Bel, o espetáculo reúne canções populares que retratam o amor à primeira vista, o namoro, o casamento, os filhos, os dilemas e alegrias da vida em família.

O Vocal Brasileirão tem o seu show “Duetos” agendado para o domingo (7), às 11h, na Praça Jacob do Badolim, no Conservatório de Música Popular Brasileira. Nesse espetáculo, o Vocal Brasileirão faz uma visita ao repertório de duetos que marcaram a música brasileira. De Sinhô a Chico Buarque, passando por Ary Barroso e Tom Jobim, o repertório contempla as mais diversas fases e estilos da história da canção popular. A regência e a direção artística são de Vicente Ribeiro.