quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Improviso de Dança e Música retoma atividades na Casa Hoffmann

A Casa Hoffmann – Centro de Estudos do Movimento recebe no domingo (1º) a primeira edição de 2015 do Improviso de Dança e Música. A atividade é gratuita e acontece das 10h às 13h para toda a população, que pode se juntar à roda, improvisar seu número e trocar experiências relacionadas a essas linguagens. O evento é realizado pelo UM – Núcleo de Pesquisa Artística em Dança da FAP e da SummuS Contato e Improvisação e apoiado pela Fundação Cultural de Curitiba.
Segundo Yuki Dói, um dos fundadores do SummuS e organizador do evento, o Improviso é uma maneira de romper as barreiras entre os diversos gêneros da dança (clássico, folclórico, contemporâneo entre outros), e fazer desta uma atividade acessível a todos. "Nossa intenção é fazer com que a dança não fique restrita apenas a instituições especializadas e às academias particulares", revela Yuki.
Aberto à comunidade em geral, o Improviso de Dança e Música acontece de março a dezembro no primeiro domingo de cada mês, na Casa Hoffmann – Centro de Estudos do Movimento – com o apoio da Fundação Cultural de Curitiba. A programação de abertura das atividades em 2015 contará também com uma aula aberta de dança contato improvisação (C.I.) que possibilitará maior entrosamento aos participantes.
A Casa Hoffmann Centro de Estudo do Movimento está situada na rua Claudino dos Santos, 58, Largo da Ordem.

Curta fala sobre a Praça de Bolso do Ciclista

A Cinemateca de Curitiba exibe nesta quinta-feira (26), às 19 horas, a pré-estreia do curta-metragem Praça de Bolso do Ciclista, de Rafael Bertelli. O filme produzido pelos próprios criadores da praça retrata um olhar sobre as motivações e os desafios de promover a transformação da cidade coletivamente.
Localizada na esquina das ruas São Francisco e Presidente Faria, no Centro de Curitiba, o espaço foi inaugurado em setembro de 2014. A pequena área de 127,8 metros quadrados foi cedida pelo Município e a implantação realizada em parceria entre a Prefeitura de Curitiba e a ONG Ciclo Iguaçu, contando com a participação ativa da comunidade que, em regime de mutirão, construiu a Praça de Bolso do Ciclista. À Prefeitura coube o empréstimo de maquinário e repasse de material para a obra.
Ao longo dos três meses de construção, a praça sediou inúmeros eventos culturais e o espaço que antes era cercado por muros se tornou um charmoso ponto de encontro de ciclistas que atravessam a cidade diariamente. Hoje o local é a porta de entrada para a São Francisco, rua que está se consolidando como ponto turístico e tem atraído também a atenção dos moradores de Curitiba. Em quatro quadras, gastronomia, serviços, artes, bares e restaurantes reúnem especialidades de diversas culturas e etnias.

Daniel Siwek apresenta seu trabalho autoral no palco da Fnac

O primeiro disco autoral de Daniel Siwek, “Entropy nº 1”, lançado recentemente, ganha pocket show na Fnac Curitiba nesta sexta-feira (27). A partir das 19h30, o músico apresenta as canções que compõem o álbum, em uma jornada pessoal com diversas influências musicais. O evento tem entrada gratuita.
Trabalhando profissionalmente com música há mais de 10 anos, o artista já realizou projetos solos, em duplas e bandas, focando em versões de outros músicos. Agora, desenvolve seu primeiro trabalho autoral, todo em inglês. Este foi o caminho mais natural pelas vivências, referências e experiências que teve ao longo de sua vida, como conta.
A construção musical remete ao folk de maneira contemporânea, com foco na simplicidade e na organicidade dos instrumentos acústicos. Na transposição para o palco, ele interpretará com voz, violão e piano. As composições, intimistas, partem de relatos pessoais do cantor. “Senti uma necessidade de expressar minhas experiências, uma jornada pessoal que reflete uma fase da vida”, explica Siwek. O processo de concepção do disco se desenvolveu ao logo de quase três anos, resultando num trabalho maduro.

Mais informações: www.agendafnac.com.br.

Exposição de mosaicos no MASAC representa a força das mães

O Museu de Arte Sacra de Curitiba – MASAC recebe a partir deste sábado (28) a exposição "Nossa Senhora", do artista Mauro Dacol. Com curadoria de Mary Dacol, a mostra é composta por obras produzidas com a técnica do mosaico contemporâneo e que representam a força da mãe que jamais abandona seu filho. A exposição ficará em cartaz até o dia 31 de maio.
Para a curadora, Mauro é um artista com uma linguagem peculiar, versátil e com estilo próprio. Transforma e ousa na escolha e combinação de materiais, ampliando a discussão no atual contexto da estética do mosaico contemporâneo. “Com um caráter transformador e uma visão ampla da arte do mosaico, ele cria possibilidades com resultados surpreendentes e reinventa a técnica, sem perder a sua essência. Possui uma identidade própria, onde combina materiais, diversifica temas, estuda suportes e cria recursos de forma muito criativa”, diz.

O Museu de Arte Sacra de Curitiba – MASAC está situado na rua Claudino dos Santos, s/nº, anexo à Igreja da Ordem e a exposição pode ser visitada das 9 às 18h (3ª a 6ª feira) e das 9 às 14h (sábado, domingo e feriado), com entrada franca.

Museu Oscar Niemeyer recebe “Domingo + Arte” de março

O Museu Oscar Niemeyer (MON) recebe, no dia 1º de março, o “Domingo + Arte”. Com programação especial e entrada gratuita, o público poderá conferir visitas mediadas e oficinas de escultura de papel com a artista do acervo, Bernadete Amorim.
Às 11h e 15h, na sala 6, o público poderá assistir a visita mediada por Ricardo Freire, historiador do Museu. Será na mostra “Jaime Lerner – Das Vozes da Cidade”.
Já no Espaço da Ação Educativa, acontecerá a oficina de escultura em papel, “Repouso e Movimento”, com a artista do acervo Bernadete Amorim, às 14h, 15h15 e 16h30.
Os visitantes também poderão visitar as seguintes exposições: “IDEA Brasil 2014- o melhor do design brasileiro”, “Acervo MON – 2013/2014”, “Genesis – Sebastião Salgado”, “Histórias do Acervo MON – em aberto”, “Das vozes da cidade – Jaime Lerner”, “Museu em Construção”, “Cones”, “Espaço Niemeyer”, “Pátio das Esculturas” e o projeto especial “Isolde Hötte, sua obra”.

Sobre a artista - Bernadete Amorim nasceu em Belo Horizonte (MG), em 1955. Dedica-se à escultura, ao desenho, à instalação e à arte-educação. Graduou-se em Educação Artística pela Universidade Federal do Paraná em 1976. Especializou-se em História da Arte do Século XX pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná em 2004. Sua primeira exposição, Brincando com a Imaginação, foi realizada na Secretaria de Estado da Cultura do Paraná em 1993. Em 2002 participou da Residência de Artistas de Faxinal das Artes. Em 2006  assinou a cenografia da peça Um dia fora do tempo, no Teatro Guairinha; em 2007, lançou o livro Abismais. Em 2009 participou da 5ª Bienal Latino-Americana de Artes Visuais – Ventosul, da exposição Do umbigo ao ouvido: coração dormente, no Museu de Arte Contemporânea do Paraná e da Poética da Percepção – questões da fenomenologia na arte brasileira, no Museu Oscar Niemeyer. Em 2010 participou da mostra O Estado da Arte, também no Museu Oscar Niemeyer.
Suas obras fazem parte das coleções do Museu de Arte Contemporânea do Paraná e Secretarias de Estado da Cultura de Santo André (SP), de Piracicaba (SP), e Galeria SESC Paulista São Paulo (SP), dentre outras.

Os ingressos para o “Domingo + Arte” podem ser retirados até às 17h30. Mais informações: 3350-4400 ou museuoscarniemeyer.org.br.

Rua São Francisco vira palco neste final de semana

"Gilda convida Maria Bueno" é a segunda edição do projeto Gilda que ocorreu em 2010, promovido pela CiaSenhas de Teatro e realizado na sede da companhia na rua São Francisco. Na primeira edição houve uma curadoria que reuniu diferentes artistas que, juntos, produziram performances, instalações e cortejos a partir da Gilda - figura emblemática da Curitiba da década de 80. Gilda foi um homem de barba grande e vermelha que, vestido com roupas de mulher, assediava homens na rua XV de novembro e a eles oferecia ou roubava beijos. Ela foi uma pessoa à frente de seu tempo que, através de atitudes audaciosas e comportamento irreverente enfrentava a sociedade da época. Gilda foi assassinada sem que o culpado tenha sido identificado e julgado.
Gilda pertence à história recente de Curitiba e representa a coragem, a liberdade e exuberância e de Ser e de Viver. Essas premissas inspiraram as ações artísticas que tomaram a sede da Senhas em 2010. Neste ano o projeto foi reeditado com o nome Gilda Convida Maria Bueno e a CiaSenhas “aliciou” amigos, profissionais, técnicos, atores e atrizes, artistas visuais, músicos, compositores, performers, diretores de teatro e cinema, importantes nomes do cenário cultural da cidade para criar cenas, ações e proposições artísticas a partir de suas impressões e afetações sobre o que significa hoje as figuras de Gilda e de Maria Bueno.
Maria Bueno é a Santa que os curitibanos elegeram para reverenciar, porém, apesar de haver controversa, a história oficial conta que Maria Bueno foi tomada como santa pela população, após ser degolada por seu amante, no final do século XIX, nos arredores da hoje, Praça Osório. Mesmo diante de todas as provas condenatórias do bárbaro crime o assassino foi absolvido porque o júri, ao considerar Maria Bueno uma prostituta, minimizou o delito.
A contradição e a atração existentes entre os sentidos de santa e puta, sagrado e profano, liberdade e preconceito dão o contorno da identidade da cidade e unem Gilda e Maria Bueno em uma ocupação artística na sede da CiaSenhas e na rua São Francisco.
Outro objetivo deste projeto é estabelecer espaços de diálogo e propor formas de convivência com moradores, comerciantes e frequentadores da rua São Francisco, tendo a Arte como princípio gerador de vínculos. Para tanto, estão programados 03 Cabarés nos quais os artistas convidados expressarão suas percepções, opiniões e discursos poéticos tendo Gilda e Maria Bueno como mote inspirador. Durante os dois dias de Gilda convida Maria Bueno ainda ocorrerão pequenos shows com importantes cantores, cantoras, compositores e instrumentistas da cidade.
Todas as ações, apresentações e participações dos artistas ocorrem através de uma Atitude de parceria e de engajamento adotada por todos para a realização do projeto. Isso porque não existem recursos para o pagamento de cachês e da produção do evento, haja vista que Gilda convida Maria Bueno participou do edital da Corrente Cultural/2014 tendo recebido a melhor pontuação na avaliação de mérito, mas, foi desclassificada por impedimento burocrático. Mesmo diante das adversidades, a CiaSenhas e seus colaboradores resolveram juntar forças para realizar um encontro fundamental para os artistas e para o público.
Simbolicamente, Gilda convida Maria Bueno é um ato e um rito de “abrir os caminhos” da arte e da cultura no ano de 2015 frente às dificuldades anunciadas pelos poderes municipais e estaduais. É também um momento de realizar praticas artísticas para além dos espaços oficiais e celebrar a coragem de Ser e Fazer Arte com e para o público.

Programação

27/02 (sexta) – das 17h às 22h

17h – Cabarés

Mangueiraço Público - Problematizando o espaço público como lugar de diversificadas disputas, a ação coletiva mangueiraço público traz a água como elemento simbólico para promover a relação de distintos corpos e sua ressignificação na rua São Francisco. Com Bia Figueiredo, Fabio Costa, Felix Varejão, Guilherme Jaccon, Leonarda Glück, Luana Navarro, Luciano Faccini, Rubia Romani, Renato Tortorella, Stéfano Belo e Tamíris Spinelli.

Gilda Bueno - Gilda das encruzilhadas rasga a boca com resto de batom. Gilda após  noites de pancadas percorre caminhos por onde já perambulou. Gilda toda homem, com seu beijo carmim fatal. Gilda assombração dos bons costumes de uma Curitiba que já não mais. A cidade, uma utopia, que pelos olhos de uma santa parda-profana recebe sua iluminação. Putas, santas, loucas, noivas, mães, irmãs... todas as mulheres mortas nas ruas de ontem, hoje e não mais amanhãs. Com Ricardx Nolascx, Nena Inoue e Tatiana Dias.

Santa-Me Processo de beatificação de Santas Gourmet. Com Anne Celli, Greice Barros, Janaína Matter e Gabriela Buel

19h – Shows - Canciones para lavar El corazon - Melina Mulazani / Luciano Faccini / Amira Massabki + Andreas Garcia / Uma dose e a gilete - Roseane Santos / Luis Otávio / Du Gomide

28/02 (sábado) – das 15h às 22h

15h – Shows - Canciones para lavar El corazon - Melina Mulazani / Léo Fressato / Luiz Felipe Leprevost

Exibição do documentário etnográfico “A santa de casa e o povo de santo”, com direção de Gesline Giovana Braga e Otávio Zucon

17:30h – Cabarés

Mangueiraço Público - Problematizando o espaço público como lugar de diversificadas disputas, a ação coletiva mangueiraço público traz a água como elemento simbólico para promover a relação de distintos corpos e sua ressignificação na rua São Francisco. Com Bia Figueiredo, Fabio Costa, Felix Varejão, Guilherme Jaccon, Leonarda Glück, Luana Navarro, Luciano Faccini, Rubia Romani, Renato Tortorella, Stéfano Belo e Tamíris Spinelli.

Gilda Bueno - Gilda das encruzilhadas rasga a boca com resto de batom. Gilda após  noites de pancadas percorre caminhos por onde já perambulou. Gilda toda homem, com seu beijo carmim fatal. Gilda assombração dos bons costumes de uma Curitiba que já não mais. A cidade, uma utopia, que pelos olhos de uma santa parda-profana recebe sua iluminação. Putas, santas, loucas, noivas, mães, irmãs... todas as mulheres mortas nas ruas de ontem, hoje e não mais amanhãs. Com Ricardx Nolascx, Nena Inoue e Tatiana Dias.

Santa-Me Processo de beatificação de Santas Gourmet. Com Anne Celli, Greice Barros, Janaína Matter e Gabriela Buel


19:30h – Shows - Simone Magalhães / Banda e/ou / Brasilidades (DJ Luiz Bertazzo).

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Mostra apresenta obras-primas do cinema expressionista alemão

O Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS-PR) apresenta de 25 a 27 de fevereiro, às 19h30, no Auditório Brasílio Itiberê (anexo à Secretaria de Estado da Cultura), a mostra “Obras-Primas do Cinema Expressionista Alemão”. A entrada é gratuita e os filmes são indicados para maiores de 14 anos.
O cinema expressionista surgiu no início da década de 1920, na Alemanha, e revolucionou a estética cinematográfica vigente com filmes que se destacavam pelo trabalho criativo da fotografia, em preto e branco de alto contraste, com o uso de cenografia estilizada e da interpretação dos atores fora dos padrões naturalistas. As obras apresentam uma visão sombria da vida, com personagens atormentados e grotescos em histórias que exploram o sobrenatural, o terror e a criminalidade. Sua influência afetou diversas cinematografias e ainda é muito presente no cinema contemporâneo.
O longa "Nosferatu - Uma Sinfonia de Horror" é a primeira adaptação para o cinema do livro "Drácula", de Bram Stoker, cujo título foi alterado por questões de direitos autorais. "M, O Vampiro de Dusseldorf" foi inspirado na história real de um serial killer alemão e "O Gabinete do Dr. Caligari" é o filme que tornou o movimento conhecido mundialmente.

Programação:

Dia 25 - NOSFERATU - UMA SINFONIA DEHORROR (1922), de F. W. Murnau, com Gustav von Wangenheim, Max Schreck e Greta Schröder. Hutter, agente imobiliário, viaja até os Montes Cárpatos para vender um castelo no Mar Báltico cujo proprietário é o excêntrico conde Graf Orlock, que na verdade é um milenar vampiro que, buscando poder, se muda para Bremen, Alemanha, espalhando o terror na região. Curiosamente quem pode reverter esta situação é Ellen, a esposa de Hutter, pois Orlock está atraído por ela.

Dia 26 - M, O VAMPIRO DE DUSSELDORF (1931), de Fritz Lang, com Peter Lorre, Otto Wernicke e Gustaf Gründgens. Franz Becker é um assassino em série de crianças, que se aproxima das suas vítimas enquanto assobia sempre uma mesma música. Depois de diversos crimes, a cidade é tomada pelo frenesi da investigação policial, e se torna um caos, enquanto o assassino vive uma vida simples e normal. A cobertura da imprensa, a ação de vigilantes e a pressão política acabam por atrapalhar o trabalho dos policiais. Na caçada ao homem que mata crianças, além de toda a sociedade e a polícia, os bandidos marginalizados também se juntarão.

Dia 27 - O GABINETE DO DR. CALIGARI (1920), de Robert Wiene, com Friedrich Feher, Hans Heinrich von Twardowski e Conrad Veidt. Francis e o amigo Alan visitam o gabinete do Doutor Caligari, onde conhecem Cesare, um homem sonâmbulo que diz a Alan que ele morrerá. Assim acontece e Alan acorda morto no dia seguinte, o que faz com que Francis suspeite de Cesare. Francis então começa a espionar o que o sonâmbulo faz com a ajuda da polícia. Para descobrir todos os mistérios, Francis acredita só haver uma solução: adentrar no misterioso gabinete do Doutor Caligari.

O Auditório Brasílio Itiberê (anexo à Secretaria de Estado da Cultura) está situado na rua Cruz Machado, 138, Centro. Mais informações: 3321- 4729.

Sinal de internet sem fio no litoral será prorrogado até o fim de março

A Copel Telecom manterá ativos até fim de março os pontos de internet sem fio e gratuita que estão à disposição dos veranistas no Litoral. São 50 pontos de acesso distribuídos por Guaratuba, Matinhos, Caiobá, Praia de Leste, Santa Terezinha, Ipanema, Shangri-lá, Pontal do Sul e Ilha do Mel.Foto: Divulgação A Copel Telecom manterá ativos até fim de março os pontos de internet sem fio e gratuita que estão à disposição dos veranistas no Litoral. São 50 pontos de acesso distribuídos por Guaratuba, Matinhos, Caiobá, Praia de Leste, Santa Terezinha, Ipanema, Shangri-lá, Pontal do Sul e Ilha do Mel.
Este é o quarto ano que a Copel Telecom disponibiliza o serviço no Litoral. Os equipamentos receberam uma atualização técnica que permitiu ampliar a capacidade de sinal da conexão.
Para usar, o usuário deve procurar a conexão "Copel Telecom" e preencher um cadastro no portal que abre automaticamente ao usar o navegador, seja no laptop, tablet ou celular. Basta digitar CPF e número de telefone para receber a senha de acesso.
Neste ano, a Copel Telecom deverá lançar internet fixa para clientes residenciais e pequenas e médias empresas de Guaratuba, Matinhos, Paranaguá e Pontal do Paraná. São planos de 20 a 100 Mbps (megabits por segundo), totalmente em fibra óptica, com garantia de velocidade de download e também de upload.
Em 2014, a internet da Copel Telecom passou a ser comercializada em 47 municípios do Paraná, aumentando o número de consumidores de 7,4 mil para 21 mil. Dessas localidades, 25 são atendidas pelo programa Paraná Conectado, que fornece internet de 1 Mbps a preços populares.

Os endereços dos 50 pontos de acesso de internet sem fio gratuita da Copel Telecom estão AQUI

Biquini Cavadão participa do “Trajeto Lumen Ao Vivo”

A banda Biquini Cavadão comemora 30 anos de carreira e acaba de lançar o CD e DVD “Me Leve Sem Destino”, gravado em dezembro do ano passado. Dois motivos mais que especiais para a banda celebrar com os fãs da capital paranaense no “Trajeto Lumen Ao Vivo”, projeto da Lumen FM em parceria com o Shopping Curitiba.
O grupo surgiu na década de 80, se consagrou na década de 90 e se reinventou no século XXI. Suas músicas se desatrelaram do estereótipo saudosista para conquistar novos fãs, com letras atemporais, sem gírias datadas, sem conceitos que marquem uma época ou lugar.
Os músicos Bruno, Coelho, Miguel e Álvaro participam do programa desta quarta-feira (25), no Largo Curitiba (piso L2), às 18h. O evento é aberto ao público. Após o bate papo com público e pocket show, haverá sessão de autógrafos para a qual serão distribuídas 50 senhas, que estarão disponíveis no dia do evento, a partir das 10h, no caixa da Livraria Cultura.
O evento será transmitido ao vivo pela Rádio Lumen FM (99.5). Mais informações no fone 3271-4700 (Rádio Lumen FM) ou www.shoppingcuritiba.com.br.

TRAJETO LUMEN AO VIVO - A Rádio Lumen FM realiza o projeto “Trajeto Lumen ao Vivo” desde 2011 com intuito de fomentar e divulgar a cultura em Curitiba e aproximar artistas do público curitibano. Em 2013, o projeto passou a contar com a parceria do Shopping Curitiba e já está em sua quarta temporada. Ao longo de 2014, o “Trajeto Lumen ao Vivo” trouxe importantes nomes como Ronaldo Fraga, Paula Lima, Luiza Possi, Fernanda Takai, Jorge Vercillo, Luciana Mello, Negra Li, Paulinho Moska, Suricato e Humberto Gessinger. O ano de 2015 começou com apresentação da paulista Tiê.

José Aguiar lança novo livro: “Nada Com Coisa Alguma”

O quadrinista José Aguiar lança nesta terça-feira (24) seu mais novo livro, reunindo pela primeira as tiras de humor da série “Nada Com Coisa Alguma”, publicadas semanalmente desde 2011 no jornal Gazeta do Povo, de Curitiba. Uma edição de colecionador de tiragem limitada, com acabamento de alta qualidade e um projeto gráfico inovador. A noite de autógrafos acontece no Restaurante Menina Zen (rua Itupava 1353, Alto da XV, f: 3018-5178), a partir das 19h, com uma exposição com ampliações de tiras publicadas no livro.
Sem personagens fixos e sem limitação de tema, gênero ou formato, “Nada Com Coisa Alguma” é uma tira totalmente inusitada e experimental. Nela o também colaborador do Guia Curitiba Apresenta, José Aguiar, exercita as possibilidades gráficas e narrativas do pequeno espaço de uma tira de humor.
É meu cantinho particular, um lugar onde faço aquilo que não poderia fazer em nenhuma outra HQ. É onde reflito sobre o mundo, sobre mim mesmo, divago, fantasio e me divirto. Sem a obrigação de ser engraçado. Essa motivação da tira também se estendeu ao projeto gráfico do livro. Não faria sentido simplesmente reunir as tiras como se faz num livro convencional do gênero. No espaço do livro, diferente do jornal, eu pude repensá-las e remontá-las. Dar-lhes outro peso e significado. Há tiras que interferem na diagramação de outras, algumas que tem uma ou duas páginas e outras que se espalham por todo o livro. Minha proposta foi a de valorizar não só o conteúdo, mas também o objeto tridimensional, o prazer de folhear a edição. É quase como se um livro de tiras pudesse se tornar uma graphic novel”.
O livro "Nada Com Coisa Alguma" foi viabilizado através do site de financiamento colaborativo Catarse, com o apoio de 415 pessoas que compraram antecipadamente o livro. Na noite de lançamento ele estará à venda ao público pelo valor de R$ 50,00. Também serão comercializadas outras obras de Aguiar publicadas pela Quadrinhofilia como “Folheteen- Direto ao Ponto”, “Vigor Mortis Comics” e “Reisetagebuch – Uma Viagem Ilustrada pela Alemanha”, indicado ao Prêmio Jabuti. Após o lançamento a obra estará à venda online em www.lojaquadrinhofilia.com.br.

O autor - José Aguiar é quadrinista, roteirista e editor da Quadrinhofilia, seu selo independente que publica as séries de quadrinhos Folheteen e Vigor Mortis Comics. Recebeu diversos prêmios por suas HQs no Brasil e publicou na França a série Ernie Adams para Éditions Paquet. É cocriador e curador do Cena HQ, que realiza leituras dramáticas mensais de quadrinhos no Teatro da Caixa e da Gibicon, eventos realizados em Curitiba e premiados com o Troféu HQMIX. Foi também indicado ao Prêmio Jabuti pelas ilustrações de seu livro Reisetagebuch – Uma Viagem Ilustrada pela Alemanha e ao HQMIX de melhor roteirista pela graphic novel Folheteen – Direto ao Ponto. Atualmente publica suas tiras Folheteen na revista cultural Curitiba Apresenta e Nada Com Coisa Alguma no jornal Gazeta do Povo.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Comédia “Tudo Por Ela” chega aos palcos curitibanos

Com apenas duas apresentações em Curitiba (PR), dias 21 e 22 de fevereiro no Teatro Fernanda Montenegro, o espetáculo “Tudo Por Ela” é uma comédia que traz aos palcos Eddie Cosby, um grande astro do entretenimento, interpretado pelo ator Júlio Rocha. Escrita por Mara Carvalho e dirigida por Patrícia Vilela, a peça expõe o lado frágil e engraçado do protagonista após o término de seu namoro, momentos antes de subir ao palco para mais um espetáculo.
O personagem Eddie Cosby é conhecido pela autenticidade, irreverência e estilo. Está sempre criando novos conceitos na arte e, desta vez, está eufórico, ansioso, para lançar ao público um novo single de hip hop. A caminho do teatro, porém, ele recebe uma ligação que muda todo rumo daquela noite. A namorada Lika termina o namoro por telefone sem motivo aparente. Ao entrar em cena, não consegue disfarçar sua indignação. A pinta de durão coloca toda comicidade no personagem, que, fragilizado, tenta se convencer do fim. “Com senso de humor, “Tudo Por Ela”, retrata a fragilidade de um pop star na eminência de perder seu grande amor”, comenta Júlio Rocha.
O espetáculo conta com duas músicas de hip hop escritas por Júlio Rocha e DuckJay, que além da parceria nas letras é responsável pela direção musical. O espetáculo conta também com preparação corporal de Ds Fuel. Em cada cidade onde o espetáculo se apresenta, um grupo de hip hop é convidado para participar do espetáculo, dando uma interatividade ainda maior e promovendo a arte hip hop da região.
O ator Júlio Rocha acumula mais de sete novelas, diversas participações em séries, filmes e peças de teatro. Sua última aparição na televisão foi no papel do médico Dr. Jacques na novela “Amor à Vida” da Rede Globo.  Ele também esteve presente nas novelas “Fina Estampa”, “Bang Bang”; “Pé na Jaca”; “Duas Caras”; “Paraíso Tropical” e “Caras e Bocas”, todas da Globo. No teatro viajou o Brasil, ao lado de Danielle Winits, com a comédia “Quem Ri Por Ultimo, Ri Melhor”, com direção de Cininha de Paula.

A apresentação de “Tudo Por Ela” de sábado acontece às 21h e a de domingo às 19h, com ingressos custando R$ 60,00 e R$ 30,00 (meia). Mais informações: 3315-0808 ou pelo site www.diskingressos.com.br.

Affostic lança novo show em Curitiba

Considerado um dos melhores tributos do Foo Fighters no Brasil, a banda Affostic começa 2015 com novidades: o grupo volta ao palco do Crossroads, nesta sexta-feira (20), a partir das 22h, para apresentar seu novo show. A abertura será com seus conterrâneos da Soulshine.
Formada em 2008, com o objetivo de fazer um tributo fiel da banda norte-americana, o Afoostic conta na formação com Hermes Bruchmann (voz e guitarra), Marcello Stancati (guitarra), Thiago Rosiak (guitarra), Gustavo Slonk (baixo) e Bruno Zotto (bateria) e ganha uma nova integrante, Lilian Nacahodo (teclados).
A intenção é transmitir a mesma energia de palco e reproduzir o som com a mesma pegada do Foo Fighters, promovendo uma verdadeira homenagem aos fãs e a essa grande banda de rock.
Outra novidade é o novo repertório, que inclui músicas do último disco do Foo Fighters, Sonic Highways, como “Something from nothing” e “Congretion”, além dos clássicos “Everlong”, “Best of you” e “Learn to fly”.
O Crossroads está situado na Av. Iguaçu, 2310 (Água Verde) e os ingressos custam R$ 30,00 (masc) e R$ 25,00 (fem). Mais informações: 3243-3711 /  3024-2004 ou www.crossroads.com.br. O show é indicado para maiores de 18 anos.

Emiliano Queiroz autobiográfico na Caixa Cultural

A Caixa Cultural Curitiba apresenta, de 20 a 22 de fevereiro, a peça “Na Sobremesa da Vida”, em que o ator Emiliano Queiroz interpreta sua própria história, em um passeio por seus 76 anos – 60 deles dedicados à atuação. O elenco da peça, dirigida por Ernesto Piccolo, conta com Antonio Gomes, Ana Queiroz e Ivone Hoffmann, esposa de Emiliano. O texto de Maria Letícia é uma adaptação da biografia do ator publicada pela Imprensa Oficial de São Paulo para a coleção “Aplauso”.
A peça narra a trajetória do ator desde a infância em Aracati, no Ceará, quando aos quatro anos descobriu que queria ser ator, até os dias atuais. Faz um paralelo com a história do país ao falar de episódios importantes da biografia do ator como, por exemplo, a encenação da peça Navalha na Carne em plena ditadura no Brasil. Ao longo da encenação, o ator relembra inúmeros personagens de sucesso que interpretou no rádio, no teatro, na televisão e no cinema, e que marcaram a dramaturgia brasileira.
Os atores Antonio Gomes e Ana Queiroz interpretam diferentes personagens de diferentes épocas, que contracenaram e fizeram parte da vida de Emiliano Queiroz. A peça tem a participação especial de Ivone Hoffmann, e celebra o encontro com Emiliano Queiroz, seu parceiro de palco e vida. Em 1964, os dois encenavam peças de Arthur Miller, em Porto Alegre: ele atuava em “Depois da Queda”, pela Companhia Maria Della Costa, e ela era bailarina e atriz do espetáculo “Feiticeiras de Salém”.
As apresentações de “Na Sobremesa da Vida” acontecem sexta-feira e sábado, às 20h; domingo; às 19h. Os ingressos estão disponíveis na bilheteria do teatro e custam R$ 10,00 e R$ 5,00 (Conforme legislação e clientes Caixa). Mais informações: 2118-5111.

Cinemateca de Curitiba homenageia Odete Lara

A Fundação Cultural de Curitiba promove na Cinemateca de Curitiba uma homenagem à atriz Odete Lara, a musa do Cinema Novo, que faleceu no último dia 4 de fevereiro. O espaço exibe, com entrada franca, nos dias 20, 21, 22 e 25 de fevereiro, seis filmes com a atriz.
A abertura do ciclo é nesta sexta-feira (20), às 18h, com o documentário sobre as chanchadas "Assim era a Atlântida", de Carlos Manga. No sábado (21), às 16h e às 18h, serão exibidos os filmes "Absolutamente Certo", de Anselmo Duarte e "Bonitinha, Mas Ordinária", adaptação da peça homônima de Nelson Rodrigues.
No domingo, às 16h e 18h, as produções "Copacabana me Engana", de Antonio Carlos de Fontoura e "O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro”, de Glauber Rocha, são as atrações. Para fechar a mostra, na terça-feira (25), às 19h, a Cinemateca exibe em 35 mm o filme "Copacabana me Engana" (foto).

A atriz - A musa do Cinema Novo, Odete Lara atuou em mais de 40 filmes, como “O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro”, de Glauber Rocha e clássicos como “Vai Trabalhar Vagabundo” e “Bonitinha, Mas Ordinária”.
Filha de imigrantes italianos, Odete Lara nasceu em 17 de abril de 1929, em São Paulo, sob o nome Odete Righi. A beleza de Odete a levou à carreira de modelo. Ela participou do primeiro desfile da história da moda brasileira, realizado pelo Museu de Arte Moderna de São Paulo (Masp), e de comerciais de TV.

Programação

20 de fevereiro, sexta-feira
18h - ASSIM ERA A ATLÂNTIDA, de Carlos Manga (1974, 105’)
Documentário sobre as chanchadas do tempo da Atlântida, com cenas de todos os filmes que a empresa possuía em seu arquivo e depoimentos de atores falando daqueles tempos gloriosos. Há dramas, comédias e policiais – que sobreviveram a um incêndio e uma inundação nos depósitos da empresa. Mas a era de ouro da Atlântida Cinematográfica foi nos anos 1940 e 1950 com a produção de chanchadas que lançou mitos como Grande Otelo & Oscarito.
Classificação: 10 anos

21 de fevereiro, sábado
16h - ABSOLUTAMENTE CERTO, de Anselmo Duarte (1957, 93’)
Após memorizar a lista telefônica, um rapaz que trabalha em uma gráfica resolve se inscrever em um programa de televisão, de perguntas e respostas. As trapalhadas começam pois, sem ele saber, uma pequena quadrilha que controla as apostas tenta se aproveitar de sua ingenuidade. O filme foi sucesso de público em sua época e vencedor de prêmios importantes, marcando a estréia de Anselmo Duarte na direção de longas-metragens de ficção.
Classificação: 12 anos

18h - BONITINHA, MAS ORDINÁRIA, de J.P. de Carvalho (1963, 101’)
O filme é uma adaptação da peça de mesmo nome de Nelson Rodrigues. Na versão para o cinema, Odete Lara vive Rita, moça trabalhadora que cuida das irmãs e é alvo do amor de Edgar (Jece Valadão). O filme ganhou duas refilmagens, em 1981 e 2008, e para a TV, em um especial da Globo com Claudia Raia, Paulo Betti e Alessandra Negrini.
Classificação: 16 anos

22 de fevereiro, domingo
16h - COPACABANA ME ENGANA, de Antonio Carlos de Fontoura (1968, 95’)
Jovem mimado e de bairro rico, Marquinhos (Carlos Mossy) não trabalha nem estuda, apenas curte a vida em Copacabana. Sua vida muda completamente quando se apaixona por Irene, uma mulher mais velha, papel de Odete Lara.
Classificação: 14 anos

18h - O DRAGÃO DA MALDADE CONTRA O SANTO GUERREIRO, de Glauber Rocha (1969, 99’)
O filme do gênero aventura e western, dirigido por Glauber Rocha, conta a história de Antônio das Mortes, contratado para matar um novo líder cangaceiro que surge no interior do Brasil. Ele realiza sua missão, mas ao fazê-lo reflete sobre todas as suas ações passadas e, numa crise de consciência, entra em confronto com jagunços e um velho coronel que domina a região. A história é contada de uma forma alegórica, misturando cordel e ópera, priorizando a música e os ritos folclóricos próprios da população nordestina. Glauber envolve a narrativa dentro do olhar metalinguistico comum ao cinema novo. Classificação: 14 anos

25 de fevereiro, quarta-feira
19h - COPACABANA ME ENGANA, de Antonio Carlos de Fontoura (1968, 95’, 35mm)
Jovem mimado e de bairro rico, Marquinhos (Carlos Mossy) não trabalha nem estuda, apenas curte a vida em Copacabana. Sua vida muda completamente quando se apaixona por Irene, uma mulher mais velha, papel de Odete Lara.
Classificação : 14 anos

Últimos dias da exposição sobre João Turin no Museu Oscar Niemeyer

A mostra “João Turin - vida, obra, arte” entra na última semana em cartaz no Museu Oscar Niemeyer (MON). A exposição, que traz mais de 130 obras do artista paranaense, encerra neste domingo, 22 de fevereiro, no salão principal, o Olho. Em 8 meses, do dia 5 de junho de 2014 ao dia 8 de fevereiro de 2015, já passaram pela mostra mais de 250 mil pessoas.
Com curadoria de Teixeira Leite, além dos bronzes de Turin, a exposição traz documentos, desenhos, estudos e cartas do artista. Outro destaque é a reconstrução da “Casa Paranista”, símbolo maior do “Paranismo”, movimento artístico onde Turin foi um dos idealizadores, que buscava expressar na arte e arquitetura em geral, símbolos tipicamente paranaenses, como o pinheiro e o pinhão. O horário de visitação é de terça a domingo, das 10h às 18h, e os ingressos custam R$ 6,00 e R$ 3,00 (meia).
O público poderá conferir também as exposições “Acervo MON – 2013/2014”, “Genesis – Sebastião Salgado”, “Histórias do Acervo MON – em aberto”, “Das vozes da cidade – Jaime Lerner”, “IDEA/Brasil”, “Museu em Construção”, “Cones”, “Espaço Niemeyer”, “Pátio das Esculturas” e o projeto especial “Isolde Hötte, sua obra”.

João Turin - O artista nasceu em Porto de Cima, município de Morretes, no ano de 1878, um ano após a chegada de seus pais ao Brasil, vindos da Itália. Desde criança demonstrou interesse pelas artes e pela escultura. Já adulto, Turin recebeu do governo paranaense uma bolsa de aperfeiçoamento e, aos 27 anos, ingressou na “Académie Royale des Beaux Arts” de Bruxelas, na Bélgica. Em sua temporada na Europa, Turin foi contemporâneo de Auguste Rodin, Picasso, Modigliani, Mondrian, Chagall, Matisse, Rilke, Jean Cocteau, Victor Brecheret, entre outros.
Retornando ao Brasil, o ‘bom gigante’, como era conhecido o artista pelos seus quase dois metros de altura, optou por instalar-se em Curitiba, onde permaneceu até a sua morte, em 1949.

Teixeira Leite - José Roberto Teixeira Leite dedica sua vida à arte e mantém um rico currículo. Professor universitário de História da Arte no Brasil, lecionou em instituições como a Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Gama Filho, Instituto de Artes do Rio de Janeiro e Universidade Estadual de Campinas; pesquisador, fez crítica de arte em grandes veículos da imprensa, como os jornais “O Globo” e “Folha de São Paulo” e as revistas “Bravo!” e “Veja”. Foi curador de inúmeras exposições no Brasil e no exterior, autor colaborador de mais de 30 livros e diretor do Museu Nacional de Belas Artes, entre os anos de 1961 e 1964. Exerceu cargos na Associação Brasileira de Críticos de Arte por diversas vezes, foi membro do Conselho de Orientação da Pinacoteca do Estado de São Paulo de 1989 a 2010.

Biblioteca Pública realiza premiação de gincana neste sábado

A Biblioteca Pública do Paraná promove neste sábado (21), a partir das 10 horas, na Seção Infantil, a premiação da Gincana da Leitura. O evento foi realizado durante as férias escolares, reunindo 50 crianças, de 5 a 12 anos, que participaram de atividades envolvendo a palavra, o livro e a leitura. A entrada é franca.
Neste ano, a Gincana conta com patrocinadores, que vão disponibilizar prêmios aos participantes que fizeram mais pontos em cada faixa etária: o primeiro lugar na faixa dos 5 a 7 anos leva ingressos para o Parque do Golinha. Na faixa de 9 a 10 anos, o primeiro colocado ganha ingressos para o UCI Cinemas, e o vencedor de 11 a 12 anos recebe passagens para Morretes via Serra Verde Express. Além disso, todos que completaram no mínimo 20 atividades ganham ingressos para a Magic Games e certificado.
O chefe da Seção Infantil, Bruno Leonardi, explica que a Gincana tem como objetivo principal promover a leitura. “A ideia deste projeto é mostrar ao público que a leitura não está presente apenas nos livros, mas também no cordel, na música e no teatro. De modo geral, atingimos o nosso objetivo, que é ampliar os horizontes e o repertório cultural das crianças”, afirma.
Mais informações: 3221-4980.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

“Cinquenta Tons de Cinza” chega aos cinemas

Depois da trilogia erótica de E.L.James vender quase 100 milhões de exemplares no mundo todo, o primeiro volume da série chega às telas com lançamento de blockbuster e toma conta de muitas salas de cinema. Ele encabeça uma semana fraca, que tem o musical “Annie”, o terror “A Casa dos Mortos”, o drama “O Segredo das Águas” e o movimentado “O Imperador”. Continuam em cartaz “O Jogo da Imitação”, “Corações de Ferro”, “A Teoria de Tudo”, “Birdman”, “Relatos Selvagens” e “Whiplash - Em Busca da  Perfeição”. E temos a pré-estreia do aguardado “Sniper Americano”, novo filme de Clint Eastwood.

A CASA DOS MORTOS - Terror americano dirigido por Will Canon (“Brotherhood”) e estrelado por Maria Bello, Frank Grillo, Cody Horn, Dustin Milligan, Megan Park e Scott Mechlowicz. Um detetive de polícia investiga uma casa abandonada  e descobre por lá os corpos de uma equipe de investigadores paranormais amadores. O sobrevivente, John, em estado de choque, não consegue lembrar-se do que aconteceu, mas sabe que há dois integrantes do grupo desaparecidos. Com a ajuda de uma psicóloga, o rapaz começa a recordar partes dos episódios fatídicos daquela noite, enquanto Lewis resgata as imagens gravadas pelo grupo. Mas as respostas acabam criando ainda mais mistérios.
Indicação etária: 12 anos

ANNIE - Comédia musical dirigida por Will Gluck (“Amizade Colorida”). Annie é uma jovem órfã que vive em um orfanato comandado com mão de ferro pela senhorita Hannigan. Sua vida muda ao ser escolhida para passar alguns dias na mansão de um milionário candidato a prefeito de Nova York, que faz uma manobra de campanha arriscada e assume sua tutela. Stacks acredita que ele é seu anjo da guarda, mas a natureza brilhante e autoconfiante de Annie mostra a ele que é apenas o contrário. Quvenzhané Wallis, Cameron Diaz, Jamie Foxx, Adewale Akinnuoye-Agbaje, Rose Byrne, Bobby Cannavale e David Zayas estão à frente do elenco.
Indicação etária: Livre

CINQUENTA TONS DE CINZA - Adaptação do romance erótico homônimo de E.J. James, dirigido por Sam Taylor-Johnson (“O Garoto de Liverpool”) e estrelado por Dakota Johnson, Jamie Dornan, Jennifer Ehle, Max Martini, Eloise Mumford, Marcia Gay Harden e Luke Grimes). A estudante de literatura Anastasia Steele é convocada para entrevistar o jovem bilionário Christian Grey para a revista de sua faculdade, e logo o acha atraente, enigmático e intimidador. Convencida de que seu encontro correu mal, ela tenta tirar Grey de sua cabeça, mas logo surge uma complexa relação entre ambos. E com a descoberta amorosa e sexual, Anastasia conhece os prazeres do sadomasoquismo, tornando-se o objeto de submissão do sádico Grey.
Indicação etária: 16 anos

O IMPERADOR - Filme de ação que marca a estreia do dublê Nick Powell na direção. Quando o herdeiro do trono imperial torna-se alvo de assassinato por seu irmão mais velho, a única esperança do jovem príncipe é buscar proteção junto a sua irmã e do cavaleiro desacreditado Jacob, que deverá superar seus próprios demônios e conseguir o apoio do lendário guerreiro Gallain conhecido como Fantasma Branco. O elenco conta com Nicolas Cage, Yifei Liu, Hayden Christensen, Andy On, Anoja Dias, Ron Smoorenburg, Fernando Chien e Preston Baker.
Indicação etária: 14 anos

O SEGREDO DAS ÁGUAS - Drama japonês dirigido por Naomi Kawase (“Floresta dos Lamentos”) e estrelado por Nijirô Murakami, Jun Yoshinaga e Miyuki Matsuda. Em Amami-Oshima, uma ilha subtropical do Japão, tradições sobre a natureza permanecem eternas. Durante a noite de lua cheia das tradicionais danças de agosto, o jovem Kaito, de 16 anos, encontra um corpo flutuando no mar. Sua namorada Kyoko tentará ajudá-lo a desvendar o mistério. Juntos, Kaito e Kyoko aprenderão a ser adultos experimentando a tessitura dos ciclos da vida, da morte e do amor.
Indicação etária: 14 anos

Jornal Cândido de fevereiro destaca a relação entre literatura e quadrinhos

A edição de fevereiro do Cândido, jornal editado pela Biblioteca Pública do Paraná, traz um especial sobre o romance gráfico ou graphic novel, expressão que passou a ser utilizada na década de 1960. Tratam-se das publicações que misturam texto e imagem, uma tendência do mercado editorial. Reportagem de Jones Rossi apresenta os pioneiros e os principais nomes em atividade do gênero, além de mostrar, detalhadamente, que há obras literárias adaptadas para o formato de histórias em quadrinhos e romances gráficos concebidos em parceria por escritores e desenhistas.
A equipe do Cândido convidou quatro artistas para recriarem ou adaptarem livremente obras literárias. DW Ribatski reinventou Trapo, romance de Cristovão Tezza. “A causa secreta”, conto de Machado de Assis, ganhou versão de José Aguiar. Arnaldo Branco recriou em traços Zero, romance de Ignácio de Loyola Brandão. E o conto “Uma vela para Dario”, de Dalton Trevisan, foi desenhado por Fabiano Vianna. Além disso, há 18 sugestões de leitura para quem quiser se aprofundar no assunto.
A edição 43 do jornal da BPP traz ainda poemas de Armando Freitas Filho e Mário Bortolotto, um conto de Tailor Diniz, reportagem sobre a tradição paranaense de produzir revistas de cultura, fotos de Theo Marques na seção Cliques em Curitiba e uma entrevista com Adriana Griner, vencedora do Prêmio Paraná de Literatura 2014 na categoria conto - seguido de um texto de ficção da autora.

O Cândido tem tiragem mensal de 10 mil exemplares e é distribuído gratuitamente na Biblioteca Pública do Paraná e em diversos pontos de cultura de Curitiba. O jornal também circula em todas as bibliotecas públicas e escolas de ensino médio do Estado. É enviado, via correio, para assinantes a diversas partes do Brasil. É possível ler a versão online do jornal no seguinte endereço: www.candido.bpp.pr.gov.br. O site também traz conteúdo exclusivo, como entrevistas, vídeos e inéditos.

Festival Psycho Carnival começa nesta sexta, no Espaço Cult

A 16ª edição do festival Psycho Carnival começa nesta sexta-feira (13) no Espaço Cult, em Curitiba. Além de 20 bandas nacionais e internacionais que irão se apresentar, o festival também oferecerá ao público várias formas de entretenimento. Bazar de produtos rocker, durante o festival, e a Zombie Walk, no domingo de carnaval, estão garantidos.
Reconhecido como um dos mais importantes eventos de Psychobilly do mundo, a edição 2015 terá quatro noites no Espaço Cult, de 13 a 16, com  14 bandas nacionais e seis internacionais. A americana Barnyard Ballers, o quarteto inglês The Ricochets e a russa The Magnetix fazem suas estreias em palcos sul-americanos. Ao lado delas, como já é uma tradição, uma fina seleção das mais importantes bandas de Psycho do Brasil e da vizinhança completam o line up de um dos carnavais alternativos mais prestigiados do País. O Espaço Cult está situado na rua Dr. Claudino dos Santos, 72, Largo da Ordem.  A casa abre às 21h e os shows iniciam às 22h

Psycho Carnival mundo afora - Uma das grandes atrações desta edição do festival é a banda americana Barnyard Ballers, que fecha o Psycho Carnival 2015, na segunda-feira (16). Será sua primeira apresentação na América do Sul. O que chama a atenção é o respeito dos músicos pela história do festival. O reconhecimento da sua importância para a cena brasileira e sul-americana é nítido nas palavras do vocalista do Ballers, Spike. “Apesar de nunca termos ido ao Brasil antes, já ouvimos muito sobre a cena Psychobilly brasileira e mais ainda sobre esse festival”, elogia.
Fora do país, a imagem do Psycho Carnival não poderia ser melhor, devido à seriedade com que o festival é tratado por seus organizadores e também pela participação dos fãs. “Na minha opinião ele pode ser comparado aos grandes festivais da Europa e dos Estados Unidos”, afirma Spike. “Eu conheci diversas pessoas ao redor do mundo que disseram coisas boas sobre o Psycho Carnival. E eu sei que a maioria das grandes bandas Psycho tocam lá. Nós queremos muito tocar lá também”, complementa.
Outro destaque é a banda argentina Jinetes Fantasmas (foto), que fará a sua terceira apresentação no festival. “Para nós, o Psycho Carnival é muito importante. Ele nos ajudou a crescer e entender melhor as cenas do Psychobilly. Nele, nós podemos ver e conhecer bandas de todos os lugares do mundo. É um evento único, onde a amizade está acima de tudo”, afirma o guitarrista do Jinetes, Gabba.
De acordo com o músico, o festival foi e é um divisor de águas na carreira da banda. “No nosso último CD nós temos uma música chamada ‘Psycho Carnival’. Para nós, tocar pela primeira vez no festival, em 2011, significou um antes e um depois para o Jinetes Fantasmas”, complementa.

Ingressos - Os ingressos do Psycho Carnival 2015 podem ser adquiridos pelo site e pontos de vendas da Ticket Brasil (https://ticketbrasil.com.br/festival/2709-psychocarnival2015-pr/ingressos/). O valor é acrescido da taxa de serviço da empresa.
A compra também pode ser feita diretamente com a produção do evento, por meio de depósito bancário em conta corrente. Todos os detalhes para a compra neste modelo estão disponíveis no site na página do evento no Facebook (https://www.facebook.com/events/1571953409683017/?fref=ts) e no site Festival (www.psychocarnival.com) que está sendo finalizado.  Os depósitos podem ser feitos até o dia 6 de fevereiro ou até os ingressos esgotarem. Informações pelo e-mail zombiesunion@gmail.com

Bazar - Além da parte musical, o Psycho carnival oferece outras formas de entretenimento ao público. Uma delas é o bazar que será montado dentro do Espaço Cult e onde serão vendidos produtos relacionados à cultura rocker, como camisas, camisetas, acessórios, vestidos, biquínis, literatura e itens de decoração. “A intenção do bazar é oferecer uma atração a mais ao público do festival. Além dos shows, as pessoas também poderão conhecer marcas de produtos relacionados ao universo do Rock, Rockabilly, Psychobilly, terror e da kustom kulture. Como o público do Psycho é exigente e bem específico, os expositores são todos convidados seguindo uma curadoria onde os temas, a qualidade e a exclusividade dos itens são priorizados”, diz a organizadora do bazar, Flávia Salarini.

Sertanejo e reggae no Carnaval do Curaçao em Guaratuba

Quem optar para passar o carnaval nas praias do Paraná, tem duas boas opções. Um dos pontos mais badalados do litoral, o Café Curaçao (rua Brejatuba, 500) em Guaratuba, oferece a melhor folia para encerrar a temporada em grande estilo. Com realização da Prime, o "Carnaval Curaçao 2015” terá duas noites para agitar os foliões. No sábado (14), o abre alas é o astro do pop sertanejo Luan Santana, e no domingo, dia 15 de fevereiro, será a vez do reggae do cantor gaúcho Armandinho comandar a festa. As apresentações acontecem no palco da Prime Arena Curaçao, a partir das 23h59.
Luan chega a Guaratuba, com o show da turnê do seu novo trabalho, “O Nosso Tempo É Hoje”. O show é baseado no CD e DVD de mesmo nome, terceiro da carreira, lançado em outubro do ano passado. Luan tratou a produção deste DVD como “uma festa ousada e grandiosa”. A direção de vídeo é assinada por Joana Mazzucchelli, com produção musical de Dudu Borges e realização da produtora Polar Filmes. Gravado em julho do ano passado, em Itu (SP), “O Nosso Tempo É Hoje”, é um divisor de águas na trajetória do cantor, pois além da tecnologia e produção internacional, ele foi inspirado nos grandes festivais eletrônicos do mundo, algo novo no sertanejo. Tal investimento repercutiu efeito às telonas de cinema, a iluminação do palco - totalmente em LED - transborda aos olhos de quem assiste pela primeira vez. A sensação é de que as imagens são em 3D e de que é possível interagir com o show.
Este DVD traz algumas regravações que vocês transformaram em sucesso e as inéditas também que prometem tocar no coração das pessoas em casa. Pelo menos, esta foi a nossa intenção: fazer com que quem assistir o DVD em casa sinta a mesma energia de quem estava lá e que eu senti ao subir no palco e cantar pra essa galera, que foi perfeita, impecável e que, realmente, fez o show”, conta Luan.
A apresentação no litoral paranaense contará com cerca de 20 canções, entre inéditas e sucessos clássicos. Devem fazer parte do repertório,“Um Brinde Ao Nosso Amor”, “Cabou, Cabou”, lançada como EP e sucesso em todo país, “Tudo Que Você Quiser”, com mais de 73 milhões de visualizações no YouTube, “Garotas Não Merecem Chorar”, “Te Vejo Linda”, “Sogrão Caprichou”, “Mais que Amigos”, “Nega” e “Voar Outra Vez”, além de “Anjo Loiro”, clássico da moda de viola eternizado por Milionário & José Rico. Luan também adianta que o show terá números de mágica e efeitos especiais.
Já no domingo (15), o cantor gaúcho Armandinho retorna ao litoral paranaense para comandar a segunda noite do Carnaval Curaçao 2015, com seu reggae de levada praieira. Além dos clássicos de mais de 10 anos de carreira, Armandinho traz na bagagem o show do seu novo álbum, intitulado “Sol Loiro”.
Sucessos como “Ursinho de Dormir”, “Desenho de Deus” e “Semente” devem fazer parte do repertório da apresentação. Músicas do novo disco, como “Sol Loiro” e o novo hit “A Ilha”, que já está entre as top-10 nas rádios, também prometem estar no set list.  O novo disco está mais maduro e o artista trabalha com outras influências. Segundo Armandinho, “A Ilha”, por exemplo, é bem rock australiano, com um piano lisérgico bem colocado.
Armandinho se apresenta ao lado da sua banda, formada por Vini Bodam (bateria), Pedro Porto (baixo), Lúcio Dorffmam (teclado), Luciano Granja (guitarra), Gordo Lopes (percussão) e João Coiote (vioão e backing vocal).

Mais informações: 3315-0808 / 3442-6851 / www.maisumadaprime.com.br ou www.curacaoguaratuba.com.br

Mostra com obras de Emília Piaskowski traz a wycinanka para a Sala do Artista Popular

A partir desta sexta-feira, dia 13, a Sala do Artista Popular recebe a exposição “Wycinanki e Arte Popular Polonesa de Emília Piaskowski”, que fica em cartaz até 10 de abril de 2015 com entrada gratuita.
A exposição “Wycinanki e Arte Popular Polonesa de Emília Piaskowski” busca, a partir das obras e do acervo pessoal da autora, demonstrar a intensa beleza dessa forma tradicional de arte. Emília Piaskowski, filha dos imigrantes poloneses José e Amélia Kopciuszynski, nasceu em Curitiba, em 29 de julho de 1928. Iniciou seu aprendizado da técnica wycinanka com a professora Apolônia Kozak, desenvolvendo um método próprio de dobrar e recortar o papel, com preferência pelos temas florais, em círculos, faixas e adornos nas manifestações do cotidiano, galos, pavões e pássaros.
A wycinanka é uma prática antiga realizada pelos poloneses por meio de papéis recortados. Pesquisas indicam que a prática surgiu em meados da década de 1800, pouco tempo depois que os camponeses conseguiram expulsar a fumaça de dentro de suas casas por meio de chaminés. Com isso, as paredes brancas passaram a precisar de decoração, especialmente para as festas tradicionais e religiosas, como o Natal e a Páscoa. As combinações e formas delicadas, ricas em detalhes e muitas vezes confundidas com pequenos crochês, tornaram-se uma espécie de marca registrada das colônias polonesas.

A Sala do Artista Popular está situada na rua Saldanha Marinho, s/nº, anexo à Secretaria de Estado da Cultura e a exposição “Wycinanki” pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h. Mais informações: 3321-4743 ou www.sap.cultura.pr.gov.br.

Portão Cultural tem agenda especial no fim de semana de Carnaval

Rodas de leitura, brincadeiras, cinema e música ao ar livre são algumas das atrações para o sábado e domingo (14 e 15) de Carnaval no Portão Cultural. O espaço funciona das 10 às 19h no fim de semana e conta com atividades gratuitas para crianças e adultos.
No sábado (14), a Casa da Leitura Wilson Bueno recebe, às 14h, a roda de leitura de contos populares brasileiros com a mediação de Diamila Medeiros. A atividade é gratuita e indicada para crianças acima dos 9 anos de idade. Mais duas atividades de leitura acontecem no domingo, às 11h tem contação de histórias para crianças acima dos 06 anos com Sueelem Witsmiszyn e a partir das 14h Diamila Medeiros conduz a Roda de Leitura  "Restos do Carnaval".
No sábado e domingo, a Secretaria Municipal de esporte e Lazer promove das 13h às 19h uma série de brincadeiras infantis na calçada da entrada principal, em frente ao Terminal do Portão.

Cinema - O Cine Guarani também terá uma programação especial para o final de semana de Carnaval. No sábado e no domingo, às 14h, um programa para as crianças com sete animações realizadas em diversas técnicas e condições. Também nos dois dias, às 16h, o programa Curtas Infantis: Diversidade exibe sete curtas-metragens para crianças, selecionados entre os melhores de 2009 e 2010, que mostram um pouco da diversidade cultural do país, em histórias atraentes para o público infanto-juvenil.
Para os maiores de 16 anos, no sábado, às 18h, a dica é conferir o filme a "Lira do Delírio", do diretor Walter Lima Jr. A produção foi inteiramente filmada durante o carnaval e marca a última aparição da atriz Anecy Rocha, mulher do diretor e irmã de Glauber Rocha, morta tragicamente. O elenco ainda conta com Cláudio Marzo, Paulo César Pereio e Tonico Pereira.
No domingo, às 18, Rodrigo Santoro, Alessandra Negrini, Claudia Abreu e Selton Mello são as estrelas do filme "Os Desafinados", produção também dirigida por Walter Lima Jr. que mostra o movimento musical da Bossa Nova e o momento político no Brasil na década de 1060.

Cultura Soundsystem e Reggae - No domingo, a praça Professora Hildegard Schmah (atrás do Portão Cultural) recebe o evento musical "Adubando o Pinhão no Carnaval". Das 13h às 18h, o espaço recebe dois dos maiores colecionadores de discos de reggae do mundo para uma apresentação ao ar livre. Do Japão Tommy Far e dos Estado Unidos Dr.Sapatoo estarão ao lado de UhuruSelector (CaêTraven), RebornSoundsystem (Rodrigo Tone) seletor e produtor, Coletivo CWBlacks (André Mod e Gabriel Miranda) e também os novos seletores do coletivo Adubando o Pinhão para divulgar um pouco mais a cultura soundsystem em Curitiba.

MON recebe novas obras apreendidas na Operação Lava Jato

Um novo lote de obras de apreendidas pela Polícia Federal na 9ª fase da Operação Lava Jato ficará sob a guarda do Museu Oscar Niemeyer. As obras, que estavam no Rio de Janeiro, chegaram na manhã desta quarta-feira (11) ao MON. Elas foram entregues pelos delegados Marcio Adriano Anselmo (coordenador da operação) e Igor Romário de Paula (de combate ao crime organizado). A vinda para Curitiba contou com apoio da empresa Millenium, especializada em transporte de obras de arte.
No lote estão 48 peças de importantes artistas como Vik Muniz, Salvador Dalí, Nelson Leirner, Sergio Ferro, Cícero Dias, Daniel Senise, Carlos Vergara, Miguel Rio Branco, Amilcar de Castro entre outros. Elas se somam às demais 16 obras recebidas pelo MON no ano passado, também assinadas por artistas importantes como Di Cavalcanti, Iberê Camargo, Mario Gruber entre outros e que podem ser vistas na exposição Acervo MON - Aquisições 2013/2014.
A diretora do MON, Estela Sandrini, afirma que é muito importante para o espaço receber essas obras. Segundo ela a equipe do museu irá agora fazer a conferência e identificação de todas as obras para formular os laudos técnicos. Depois as obras serão mantidas em quarentena para analisar se há agentes como cupins e fungos que podem pôr em risco outras peças do acervo. Após esse período elas passam pela higienização e conservação e entram na reserva técnica do Museu e também devem ser expostas no futuro. “Para o museu, receber mais este lote é algo de valor inestimável. São peças de artistas importantíssimos que teremos o papel de guardar e esperamos mostrar para o público em breve”, afirma Estela.
O delegado que coordena a operação, Marcio Adriano Anselmo, explicou que as obras foram levadas ao MON por conta do espaço já ter a guarda das outras peças, além das condições adequadas para abrigá-las. “O museu já é nosso parceiro no armazenamento de outras obras e não seria diferente com estas, pois ele tem as condições necessárias à sua correta conservação e armazenagem”, explica Anselmo.

Exposição - As obras recebidas no ano passado estão em exposição na mostra “Acervo MON - Aquisições 2013/2014” que fica em cartaz até o dia 8 de março e tem quadros de artistas como Di Cavalcanti, Iberê Camargo, Aldemir Martins, Cícero Dias, Claudio Tozzi, Heitor dos Prazeres, entre outros.

O Museu Oscar Niemeyer fica aberto à visitação de terça-feira a domingo, das 10 às 18h e os ingressos custam R$ 6,00 e R$ 3,00 (meia). Menores de 12 anos e maiores de 60 têm entrada franca.