terça-feira, 28 de junho de 2011

Exposição mostra as primeiras obras do Museu Oscar Niemeyer

O Museu Oscar Niemeyer abriu a exposição “MAP: O Início do Acervo MON”, composta por 120 obras selecionadas da coleção do antigo Museu de Arte do Paraná (MAP), que deram origem ao primeiro acervo do MON. De tridimensionais a pinturas, de gravuras a desenhos, o público vai ter acesso a um recorte do que há de mais expressivo na produção de artistas visuais que viveram no Paraná.

Michaud, João Turin, Hermann Schiefelbein, Theodoro De Bona, Freyesleben, Erbo Stenzel, Fernando Velloso, João Osório Brzezinski, Eugênio Sigaud e Helena Wong são alguns dentre os muitos artistas que têm trabalhos expostos na sala Pancetti.

O curador da exposição, Ennio Marques Ferreira, conta que o MAP foi criado no dia 18 de março de 1987 e instalado num casarão de três andares na Praça Professor João Cândido, no Alto São Francisco, em Curitiba, onde atualmente funciona o Museu Paranaense.

O MAP surgiu para reunir obras que pertenciam ao patrimônio do governo e estavam espalhadas em gabinetes e outros espaços administrativos. Esse acervo, desde o início, aglutinou obras expressivas, tanto de estrangeiros que aqui fixaram residência como de artistas nascidos no Paraná e que aqui realizaram as suas manifestações”, afirma.

A diretora do MON, Estela Sandrini, observa que o surgimento do MAP foi um momento raro, no qual artistas e críticos deram as mãos para tornar possível a criação de um espaço expositivo.

Essa exposição tende a despertar muitas emoções. Para os que vivenciaram o MAP, será um reencontro com um período fascinante, bonito e inesquecível. Para os mais novos, será uma redescoberta da produção de visuais que aconteceu no Paraná”, analisa.

Biblioteca Pública do Paraná tem nova logomarca

A Biblioteca Pública do Paraná passa a ter uma nova identidade visual. Desenvolvida pela Coordenação de Desenho Gráfico da Secretaria de Estado da Cultura, a logo vai estampar todo o suporte gráfico da Biblioteca.

“A nova logomarca não é apenas um símbolo diferente. Ela representa uma série de projetos que já estão ocorrendo, como o incremento do acervo, com a chegada de oito mil livros, o novo jornal da instituição e o início de projetos culturais importantes, como as oficinas de criação literária e a retomada do evento 'Um Escritor na Biblioteca', que até o final do ano vai trazer 13 grandes escritores”, disse o diretor da Biblioteca Pública, Rogério Pereira.

MODERNIZAÇÃO – A logo da Biblioteca Pública foi desenvolvida com base na fachada do prédio histórico, que é tombado pelo Patrimônio Cultural do Paraná. As formas retangulares e repetidas também remetem a livros em uma estante. “Com a nova logomarca, damos um passo importante no projeto de modernização, que vai se completar com a reforma estrutural do prédio e seu mobiliário”, destaca Pereira.

A coordenadora de desenho gráfico da Secretaria da Cultura, Rita Solieri Brandt, diz que a mudança não é somente visual. “Uma logo agrega e transmite valores. Nesse caso, é mais do que uma marca. Ela representa uma nova identidade associada a novas ações, a um novo momento da Biblioteca Pública do Paraná”, afirma.

Juizado Móvel de Trânsito deve ser implantado também em Curitiba

O programa Juizado Móvel de Trânsito deve ser implantado também em Curitiba. O 2º vice-presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Ivan Bortoleto, tratou do tema em reunião na tarde desta terça-feira (28) com representantes do Detran e do Gabinete do governador Beto Richa. O programa começou a funcionar este mês em Maringá, onde uma van equipada para realização de audiências vai até os locais de acidentes de trânsito quando acionada por telefone. “Em dez dias de funcionamento em Maringá, o programa realizou 20 audiências, todas com acordos entre as partes”, afirma Bortoleto.

O Detran tem interesse e vai ajudar na implantação desse programa em Curitiba”, afirmou o coordenador da assessoria jurídica do Detran, Roberlei Queiroz. Também participaram da reunião o juiz Jederson Suzin; a assessora jurídica do Detran, Maristela Busetti; e o integrante do Gabinete do governador, Cristiano Holtz.

De acordo com a coordenadora do programa em Maringá, Liéje Bonetti, o objetivo é propiciar aos envolvidos em acidentes de trânsito atendimento jurídico de forma rápida e gratuita, visando à mediação para solução do conflito. Não são atendidos casos de acidentes em que há vítimas com ferimentos, nem aqueles em que estejam envolvidos veículos oficiais.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

vozdemulher


Maria Rita canta "Inquieta, Tonta e Encantada",
uma versão livre do clássico americano
"Bewitched, Bothered and Bewildered"
feita por Carlos Rennó e Jaques Morelembaum
para o álbum "Nego", da Biscoito Fino.

Luciano Ducci entrega obra e autoriza reabertura da Rua 24 Horas

O prefeito Luciano Ducci entregou à cidade na tarde desta segunda-feira (27) as obras de reforma e revitalização da Rua 24 Horas. Na entrega das obras, Ducci e o presidente da Urbs, Marcos Isfer, assinaram a ordem de serviço que autoriza o administrador da rua a iniciar a implantação das lojas de comércio e serviços que vão compor a nova 24 Horas.
A entrega desta obra é mais um passo para devolver a Curitiba um ponto de turismo, serviços e comércio, que será também um novo ponto de encontro das famílias curitibanas”, disse Luciano Ducci.
Todos os detalhes arquitetônicos que tornaram a Rua 24 Horas conhecida no mundo inteiro foram preservados na reforma, entre eles, os grandes arcos internos e externos e o relógio que marca as 24 horas do dia. A previsão é que a Rua 24 Horas reabra ao público, com lojas e serviços, em setembro deste ano, exatos 20 anos depois de sua inauguração, em setembro de 1991.
Luciano Ducci disse ainda que a reabertura da 24 Horas beneficiará todo o entorno. “Teremos aqui comércio, serviços, lazer, gerando uma movimentação importante para a região. Esta rua, por sua importância histórica e econômica, faz parte de um amplo projeto de revitalização do Centro, que inclui o Paço Municipal e a rua Riachuelo, reformados há pouco tempo”, afirmou.
Participaram da entrega da obra o deputado federal Fernando Francischini e os vereadores Julieta Reis e Professor Galdino, além do idealizador da Rua 24 Horas, o arquiteto Abraão Assad.
Clique e leia mais.

Feriadão teve menos acidentes e mais mortes nas estradas paranaenses

(AEN) - O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) registrou 164 acidentes de trânsito nas rodovias paranaenses neste feriado de Corpus Christi, contra 186 no ano passado. O número de mortos aumentou de sete no ano passado para 17 neste. As ações de policiamento para o feriado foram iniciadas às 16h da quarta-feira (22) e seguiram até as 24h deste domingo (26) em todas as rodovias de responsabilidade do BPRv em todo o Estado.

Além das mortes, o BPRv também registrou aumento no número de feridos, que subiu de 134 no feriado de 2010 para 184 no deste ano. O índice de atropelamentos também cresceu: três no feriado de 2010 e cinco neste último.

As equipes de fiscalização estiveram atentas para aspectos como excesso de velocidade, ultrapassagens em locais proibidos ou forçadas, uso do cinto de segurança, principalmente no banco traseiro, uso das cadeirinhas e embriaguez ao volante. O transporte de bagagens também foi verificado. Foram feitas várias blitzes nas principais vias de acesso aos balneários e cidades turísticas da orla marítima do Paraná.

O tenente-coronel João Vieira, comandante do BPRv, disse que um dos objetivos foi impedir o consumo de bebidas alcoólicas pelo condutor. “Durante o feriadão 11 pessoas foram multadas por embriaguez, sendo sete condutores autuados e encaminhados para delegacias por crime de embriaguez”, conta.

Concurso de fotografia celebra 'criatividade e paixão' da construção

O Chartered Institute of Building, um instituto internacional voltado para a indústria da construção e com base na Grã-Bretanha, anunciou os finalistas de seu concurso internacional de fotografia.
A segunda edição do concurso Art of Building (Arte da Construção, em tradução livre) contou com cerca de 2 mil participantes de vários países, entre fotógrafos profissionais e amadores, e escolherá as melhores imagens digitais de ambientes construídos.
A competição, segundo os organizadores, celebra "a criatividade da indústria (de construção), a paixão das pessoas que nela trabalham e o impacto do seu trabalho sobre as pessoas que farão uso da construção final".
Destes, o painel de jurados - entre eles arquitetos, fotógrafos e críticos de arte e fotografia - escolheu 12 concorrentes. O vencedor ganhará 1,5 mil libras (cerca de R$ 3,8 mil).
"Com cerca de 2 mil imagens para escolher, foi uma tarefa extremamente desafiadora para o painel de jurados chegar a uma decisão sobre os finalistas", afirmou o gerente do Art of Building, Saul Townsend.
Entre as fotos finalistas está a de manchas nas paredes de uma estação do metrô de Londres, uma fonte no Parque Olímpico de Sydney, na Austrália, o Muro das Lamentações, em Israel.
"Todos os 12 finalistas interpretaram (a proposta) de uma forma muito diferente, o que deve deixar a votação pelo público muito excitante", acrescentou.
O público poderá escolher as fotos pelo site do concurso, www.artofbuilding.org.

Jaqueta de "Thriller" usada por Jackson é vendida por US$ 1,8 mi

A jaqueta de couro usada por Michael Jackson em seu clipe "Thriller" foi vendida por 1,8 milhão de dólares em um leilão no domingo para um comerciante de ouro do Texas que pretende usá-la para arrecadar dinheiro para hospitais infantis pelo mundo.
A jaqueta de couro de bezerro em vermelho e preto com ombreiras é uma das duas peças iguais usadas na filmagem. A outra, que está mais desgastada, pertence à entidade responsável pelos bens de Michael Jackson.
A jaqueta vendida na casa de leilões Julien, em Beverly Hills, está em melhor estado e tem a assinatura de Jackson na manga. O modelo foi criado pela estilista Deborah Landis, esposa do diretor de "Thriller", John Landis.
Jackson deu a jaqueta de presente a seus estilistas de longa data Dennis Tompkins e Michael Bush, que venderam a peça no leilão de domingo.
O artigo foi comprado por Milton Verret, de Austin, no Texas, que compareceu pessoalmente ao leilão para exibir a jaqueta diante de dezenas de concorrentes de todo o mundo.
"É uma das peças mais importantes de memória do rock 'n' roll da história", disse Verret à Reuters. Sua coleção também inclui outra jaqueta de Jackson e guitarras assinadas por integrantes do U2.
Os planos estão em andamento para exibir a jaqueta de "Thriller" no hospital infantil Dell, em Austin, antes de ser enviada em viagem pelo mundo para ser exibida em eventos beneficentes. Parte da arrecadação no leilão será doada à uma reserva animal onde vivem dois tigres de Bengala que eram de Jackson.
Jackson, que morreu há dois anos, gravou o clipe para a música título do álbum de sucesso "Thriller" em 1983. O clipe de 14 minutos, no qual Jackson se transforma em zumbi e dança com outros mortos-vivos, é considerado um dos videoclipes mais influentes de todos os tempos.

"Senna" leva prêmio de filme estrangeiro no Festival de Los Angeles

O festival de cinema de Los Angeles elegeu neste domingo o documentário "Senna", sobre a vida do piloto Ayrton Senna, como filme estrangeiro, na categoria júri popular.
Dirigido pelo inglês Asif Kapadia, "Senna" ficou ao lado da comédia canadense "Attack the Block", que foi premiada na categoria narrativa, e "Beats Rhymes & Life", que ganhou na categoria documentário.
Em janeiro, o filme ganhou, também por voto popular, na categoria documentário do Festival de Sundance.

Gaetano Pesce. arquiteto e designer italiano, faz palestra no Museu Oscar Niemeyer

Nesta segunda-feira, às 19h, o arquiteto e designer italiano, Gaetano Pesce, fará uma palestra no Auditório Poty Lazzarotto, no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba. O evento - com entrada franca - é uma realização da Associação de Decoração Ponto de Apoio e conta com produção da Planeta Brasil, e apoio da Secretaria de Estado da Cultura, Associação dos Amigos do Museu Oscar Niemeyer, Consulado Geral da Itália em Curitiba, Caixa Econômica Federal e Stop And Go Turismo.

“Esse evento vai de encontro com um dos nossos objetivos, que é a promoção de atividades ligadas à arquitetura e ao design. Buscamos trazer expoentes dessas áreas, a fim de aprimorar e contribuir com o segmento”, revela Marcos Pereira, presidente da Associação de Decoração Ponto de Apoio.

Pesce é conhecido por seus objetos de cores intensas, formas orgânicas e materiais inusitados. Como arquiteto, propõe uma integração total entre o indivíduo, construção e ambiente, valorizando o lado prático sem esquecer o aspecto emocional. O Italiano de La Spezia tem escritório em Nova Iorque, mas suas criações estão espalhadas pelo mundo e seus trabalhos integram coleções permanentes do MoMA (Museu de Arte Moderna de Nova Iorque); do Musee des Arts Decoratifs e no Centro George Pompidou, de Paris; do Design Museum, de Londres; do Moka, de Los Angeles; da Trienalle di Milão; e do CCA, de Montreal.

“Gaetano cria os materiais com que trabalha. A arquitetura e o design dele extrapolam a forma e o conforto. Ele faz o anti-design. Seus trabalhos expressam pontos de vista filosóficos, existenciais, políticos, surpreendendo e inovando sempre”, observa a produtora Consuelo Cornelsen.

Desde os anos 70, Gaetano Pesce acredita que a arquitetura e o design devem ser uma representação da realidade e um documento dos tempos. “Tudo nele é inusitado, irreverente, ousado e magnífico. Diante de suas criações ninguém fica impassível. Ele consegue fazer a mágica de ser único”, completa Consuelo.

Sobre Gaetano Pesce – Nascido em 1939 em la Spezia, Gaetano Pesce é considerado um dos mais versáteis e não-convencionais designers da última metade do século e tem expandido noções e estruturas do Novo Design Italiano durante toda a sua carreira. Depois de estudar arquitetura e desenho industrial em Veneza no início da década de 60, passou a produzir trabalhos em pintura, escultura, filme, teatro, design e arquitetura, além de ser um dos fundadores do Grupo N, grupo de artistas envolvidos na arte emergente do movimento Bauhaus.

Informações e inscrições: (41) 3018 9720.

Segundo o Inmet, a madrugada desta segunda-feira é a mais fria da Região Sul

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou nesta segunda-feira (27) a madrugada mais fria do ano na Região Sul. Em Urubici (SC), os termômetros marcaram a temperatura mais baixa: -5ºC.

Na noite de ontem (26), nevou na região serrana do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. A ocorrência de neve pela primeira vez este ano na Região Sul foi em São Joaquim, por volta das 21h, quando os termômetros marcavam -2,2ºC. Em Bom Jesus (RS), caiu neve à tarde e à noite, e a temperatura chegou a -3ºC.

Segundo o meteorologista Flávio Varone, do Inmet de Porto Alegre, “o tempo ainda é favorável para a ocorrência de neve na manhã desta segunda-feira”. “A partir da tarde, as temperaturas tendem a cair ainda mais, mas sem possibilidade de neve”, explicou o meteorologista.

No Paraná, também foi registrada a madrugada mais fria do ano, no distrito de Entre Rios, em Guarapuava (-3,4ºC). Em Curitiba, também foi registrado o dia mais frio. Os termômetros marcam agora pela manhã 1,3°C.

Temperaturas negativas foram observadas nas estações meteorológicas do Simepar de Palotina, Toledo, Cascavel, Clevelândia, Palmas, Guarapuava, São Mateus do Sul, Ivaí, Fernandes Pinheiro e da Lapa.

Geou em todo o estado do Paraná. De acordo com o Simepar, a presença da massa de ar frio e seco deixa o céu com poucas nuvens e sem chuvas hoje no Paraná.

domingo, 26 de junho de 2011

Cinema perdeu o ator Peter Falk, famoso pelo papel do detetive Columbo

Conhecido por seu papel como o detetive Columbo em uma série de TV, o ator americano Peter Falk morreu na noite de quinta-feira, 23, segundo um comunicado divulgado por sua família.
Falk, que tinha 83 anos, ele estava em sua casa em Beverly Hills, na Califórnia, nos Estados Unidos, quando teve falência múltipla dos órgãos.
Filho de mãe russa e de pai com origem polonesa e tcheca, Falk nasceu em Nova York, em 1927.
Ele começou atuando no teatro, mas foi na televisão que ganhou fama internacional.
Por mais de 30 anos, ele interpretou o detetive Columbo, da série de mesmo nome, que lhe rendeu quatro prêmios Emmy. O casaco, o cigarro e a voz grave viraram a marca do personagem e do próprio ator.
Falk também atuou no cinema, em filmes como Dama por um Dia, de 1961, ao lado de Bette Davis. Por duas vezes, chegou a ser indicado ao Oscar.
Olho de vidro
Aos três anos, o futuro ator teve um tumor no olho, que foi retirado e substituído por uma prótese de vidro, que carregou por toda a vida. O incidente não impediu que ele se tornasse um esportista na juventude.
Mais tarde, ele se alistou nas Forças Armadas, estudou administração pública e até tentou um emprego na CIA (agência de inteligência americana).
Aos 29 anos, deixou o emprego burocrático em um escritório de Connecticut decidido a virar ator. Voltou a Nova York, onde deu início à sua carreira. Anos depois, mudou-se para Hollywood.
Em 2006, Falk lançou seu livro de memórias, Just One More Thing (“Só Mais Uma Coisa”, em tradução livre).

"Carros 2" lidera bilheterias na América do Norte

"Carros 2", a sequência da Pixar considerada por muitos críticos o pior filme já produzido pelo estúdio de animação da Disney, liderou as bilheterias da América do Norte neste final de semana.
Segundo estimativas do estúdio divulgadas neste domingo, o filme de animação arrecadou 68 milhões de dólares nos primeiros três dias de estreia nos Estados Unidos e no Canadá.
O primeiro "Carros" estreou com 60 milhões de dólares em 2006, ou 72 milhões de dólares considerando o ajuste nos preços dos ingressos. "Carros 2" também teve o benefício dos preços premium cobrados pelos recursos 3D.
O único outro lançamento que estava entre as dez maiores vendas nas bilheterias deste final de semana foi a comédia de Cameron Diaz "Professora Sem Classe", que estreou em segundo lugar com 31 milhões de dólares, acima das expectativas. O campeão da semana passada, "Lanterna Verde", escorregou para o terceiro lugar, com 18,4 milhões de dólares.
Os críticos foram duros com "Carros 2", um feito chocante, considerando que estão sempre ansiosos para elogiar os filmes da Pixar. De fato, "Toy Story 3", da Pixar, que estreou com 110 milhões de dólares há um ano, esteve entre os filmes que receberam as melhores críticas em 2010.
"Carros 2", visto mais como uma oportunidade de merchandising para a Walt Disney Co. do que um marco criativo para o estúdio inovador de animação, recebeu a aprovação de apenas 34 por cento dos críticos entrevistados pelo site Rotten Tomatoes. A baixa anterior para um filme da Pixar foi de 74 por cento para o primeiro filme de "Carros".

Foto rara de Billy the Kid é leiloada por R$ 3,7 milhões nos Estados Unidos

O único retrato reconhecidamente autêntico do célebre criminoso americano Billy the Kid alcançou o preço de US$ 2,3 milhões (cerca de R$ 3,7 milhões) em um leilão nos Estados Unidos.
A foto em placa de metal, que teria sido feita em 1879 ou 1880 em Fort Summer, no Novo México, mostra Billy the Kid em roupas de caubói e chapéu, olhando direto para câmera e descansando a mão sobre um rifle Winchester.
Uma clássica imagem de caubói fora-da-lei do Velho Oeste, nas palavras da porta-voz da casa de leilões Brian Lebel, em Denver, Melissa McCracken.
Só existe uma foto de Billy the Kid, e acho que é por isso que ela cativa tanto a imaginação das pessoas”.
Figura imortalizada nos clássicos filmes de faroeste, Billy the Kid supostamente nasceu em Nova York, mas se mudou para o Colorado com a mãe e os irmãos após a morte do pai.
Famoso por sua rapidez no gatilho, o bandido foi responsabilizado pela morte de 21 pessoas, embora algumas fontes elevem este número para até 27.
O homem caçado em todo o sul dos Estados Unidos e norte do México deu a sua própria foto ao amigo Dan Dendrick, cuja família guardou o retrato por todos esses anos.
A imagem agora passará às mãos do colecionador privado William Koch, que pagou um preço seis vezes maior que os leiloeiros estavam esperando.
Billy the Kid foi capturado e sentenciado à morte por enforcamento pela morte de um xerife em 1878.
Ele conseguiu escapar, mas foi novamente encontrado e morto pelo xerife Patrick Floyd Garrett, no dia 14 de julho de 1881.

Lista dos aprovados em primeira chamada para o ProUni sai nesta segunda-feira

O Ministério da Educação (MEC) divulga nesta segunda-feira (27) a lista dos candidatos pré-selecionados para receber uma bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni). Para o primeiro semestre de 2011, foram disponibilizadas 92 mil bolsas em instituições privadas de ensino superior.
Os aprovados deverão comparecer às instituições de ensino para as quais foram selecionados até o dia 6 de julho, a fim de comprovar as informações prestadas durante as inscrições. A lista dos documentos que precisam ser apresentados está disponível no site do programa.
Ainda estão previstas mais duas chamadas, nos dias 12 e 25 de julho, para preencher as vagas remanescentes. Caso ainda haja bolsas disponíveis, será gerada uma lista de espera que poderá ser utilizada pelas instituições de ensino para preenchê-las.
Para receber uma bolsa do ProUni o aluno precisa ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou estabelecimento privado com bolsa. Também é necessário ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010 e atender aos critérios de renda do programa. O benefício integral pode ser pleiteado por candidatos que tenham renda familiar per capita mensal de até 1,5 salário mínimo. Já as parciais destinam-se a estudantes com renda familiar per capita de até três salário mínimos.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

vozdemulher


Elis Regina canta "Triste", um clássico de Tom Jobim.

Lula ganha prêmio internacional por contribuir no combate à fome

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi nomeado vencedor do prêmio World Food Prize, concedido a personalidades que deram contribuição relevante no combate à fome no mundo, informou a fundação que concede o prêmio, sediada no Iowa, Estados Unidos.
O ex-presidente de Gana John Agyekum Kufuor também recebeu o prêmio.
Segundo comunicado da World Food Prize Foundation, Lula foi escolhido por antecipar as Metas do Milênio da Organização das Nações Unidas ao garantir que 93 por cento das crianças e 82 por cento dos adultos façam três refeições por dia.
A fundação também destacou programas sociais do governo Lula, como Fome Zero, Bolsa Família, Mais Alimentos, e o programa de aquisição de alimentos para merenda escolar.
"Ao longo dos oito anos de sua administração, o comprometimento e a visão do presidente Lula da Silva conseguiram reduções dramáticas na fome, na pobreza extrema e na exclusão social, melhorando grandemente a vida do povo brasileiro", afirmou a fundação.
Em comunicado divulgado pelo Instituto Cidadania, fundado por Lula, o ex-presidente comemorou a escolha.
"Eu estou emocionado de saber que o Brasil foi escolhido como um país que conseguiu boas políticas na área da agricultura e combate à fome", disse Lula.
O World Food Prize foi criado em 1986 pelo cientista norte-americano Norman Borlaug, responsável pela chamada "Revolução Verde" e vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 1970.
Além de Lula, outros dois brasileiros já foram agraciados com o prêmio: o pesquisador aposentado da Embrapa Edson Lobato e o ex-ministro da Agricultura Alysson Paulinelli, que receberam o prêmio em 2006 por terem contribuído para transformar o cerrado numa região fértil para a agricultura.

Grupo de MPB da UFPR apresenta "Musicae Brasilis"

Uma forma diferente de olhar a história brasileira através da música. Essa é a ideia do novo espetáculo do Grupo de MPB da Universidade Federal do Paraná. "Musicae Brasilis" será apresentado até 26 de junho, às 20h30 (sexta-feira e sábado) e às 19 horas (domingo), no Teatro da Reitoria. A entrada é gratuita.

"Musicae Brasilis" é uma coletânea de músicas pontuando passagens históricas do Brasil. A diretora musical do espetáculo, Doriane Rossi, conta que o repertório foi selecionado para transmitir ao público uma visão emotiva de cada um dos fatos apresentados, sem compromisso com cronologia ou coerência histórica. "Não há preocupação com a cronologia, pois é como se o povo brasileiro estivesse vivendo a história, conforme suas emoções", explica.

O repertório é uma viagem pela história da música brasileira, com sambas de todas as épocas, MPB - tradicional e atual - até o rock. De Chiquinha Gonzaga a Lenine, passando por Ary Barroso, Herivelto Martins, Ataulfo Alves e Gilberto Gil até Djavan, Chico Buarque, Edu Lobo e Cazuza. O Grupo de MPB apresenta também Linda Flor, o primeiro samba-canção registrado na história, do início do século XX, e uma mistura interessante, na mesma música, de obras de Carlos Gomes e Tom Jobim.

A direção musical é de Doriane Rossi e a direção cênica de Luis Berthier.

No cinema: Carros 2

Em Carros 2 a Pixar conseguiu acertar novamente. Não só criou uma animação caprichada e sofisticada, mas também um roteiro engenhoso, que combina filmes de ação e uma trama de espionagem internacional que poderia muito bem ser interpretada por humanos - mas aqui são carros, aviões, caminhões e, especialmente, um guincho chamado Tom Mate.
O filme, que chegou ao circuito brasileiro, tem cópias dubladas e legendadas nas versões tradicional (35mm), 3D e IMAX.
Lançado em 2006, Carros, talvez o filme menos celebrado do catálogo da Pixar, ganha uma sequência superior ao original. O primeiro filme se concentrava numa nostalgia bastante americana, com símbolos e referências à cultura e tradições dos Estados Unidos que nem sempre eram identificadas e compreendidas fora de suas fronteiras.
No caso do novo filme, seu codiretor, John Lasseter (Toy Story 2), expande os horizontes e transforma a ação digna de um filme de James Bond, com cenas em Tóquio, Paris, Londres e, claro, na terra natal dos personagens, Radiator Springs, no interior dos EUA, onde Mate, com seu jeito simples e ingênuo, vive de guinchar carros quebrados e exibir suas ferrugens e batidas, que são as lembranças de momentos alegres de sua vida.
Ao contrário dele, Relâmpago McQueen, campeão de corridas, não apresenta um risco em sua lataria, e seu motor é poderoso. Essa diferença não impede que sejam grandes amigos, nem que o piloto leve Mate para um campeonato para o qual foi desafiado. A equipe, que inclui uma Kombi hippie e um par de italianos, vai para o Japão, onde participam da primeira prova.
O campeonato automobilístico cruza com a trama de espionagem, quando o próprio Mate é confundido com um espião disfarçado, com quem Finn McMíssil e Holley Caixadibrita devem trabalhar. A trama, claro, vai envolver uma série de mal-entendidos, perseguições e vilões assustadores. Já McQueen deve lidar com um carro italiano arrogante, que garante que irá ganhar o Grande Prêmio.
Na versão nacional, há várias vozes famosas. Os locutores da corrida são dublados por Luciano do Valle e José Trajano. Um dos carros tem a voz do piloto brasileiro Emerson Fittipaldi, enquanto a cantora Claudia Leitte dubla um carro-fêmea brasileiro.
Veja o trailer. E acesse o site oficial.

No cinema: Potiche - Esposa Troféu

Em Potiche - Esposa Troféu, o diretor francês François Ozon retoma, como em 8 Mulheres (2002), um filme de gênero e de época. Assim, embaralha clichês de melodrama e comédia de boulevard, além de contar com um elenco estelar e afiado - Catherine Deneuve, Gérard Depardieu, Fabrice Luchini, Jérémie Renier e Karin Viard.
Não se trata de um roteiro original e sim da adaptação (do próprio Ozon) de uma peça com o mesmo nome, de autoria de Pierre Barillet & Jean-Pierre Grédy, que aborda um formidável arsenal de temas relevantes, especialmente o sexismo, a hipocrisia de costumes e as semelhanças e diferenças entre direita e esquerda.
Deneuve interpreta uma rica burguesa, Suzanne Pujol, uma rainha do lar um tanto fútil e submissa que sai de sua rotina ao assumir a direção de sua empresa de guarda-chuvas, herdada de seu pai mas dirigida com mão de ferro por seu marido, Robert (Fabrice Luchini).
A mudança de comando acontece no meio de uma greve, que provoca uma crise cardíaca no marido, logo depois de ser mantido refém pelos grevistas.
A reviravolta permite que "Potiche - Esposa Troféu" inclua uma série de comentários irônicos sobre a política. O fato é que, com o marido de escanteio, Suzanne desabrocha. Se suas primeiras intervenções nas reuniões com os funcionários parecem dar razão às costumeiras piadas sobre a inteligência das loiras, logo ela revela um inesperado instinto para renovar o clima de trabalho, inclusive em proveito próprio.
No ambiente familiar, também racha o esmalte da família perfeita, quando surgem evidências do velho caso mantido entre o Sr. Pujol e sua dedicada secretária, Nadège (Karin Viard) e também do passado nada pudico da própria madame Pujol - que esconde um antigo e tórrido caso com o prefeito comunista e sindicalista, Babin (Gérard Depardieu).
Veja o trailer

no cinema: Carros 2

O mundo se prepara para ver o astro das corridas Relâmpago McQueen em mais uma aventura - agora, o objetivo é provar qual é o carro mais veloz. Em Carros 2, o campeonato é o Grand Prix Mundial e a trama visita países da Europa, além do Japão.

Em meio às surpresas, no caminho que leva à vitória, o carro-guincho Mate se envolve em uma missão secreta de espionagem internacional, o que faz ele se dividir entre a nova aventura e o apoio ao amigo piloto. As situações engraçadas acompanham o desafio, que chega recheado de novos carros - competidores, vilões e até agente secretos.

Na versão em português, o brasileiro campeão mundial Emerson Fittipaldi dubla um ídolo das pistas que leva o seu nome. Nas outras versões pelo mundo, esse personagem se chama Lewis Hamilton. Outras personalidades famosas estão entre os dubladores da animação que chega aos cinemas em exibições 3D, entre elas o locutor Luciano do Valle, o comentarista José Trajano e a cantora Claudia Leitte, que dá voz a uma personagem brasileira.

Veja o trailer.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Sinfônica faz concerto sob a regência de Fernando Malheiro

Um dos principais nomes da ópera no Brasil, Fernando Malheiro será o regente do concerto que a Orquestra Sinfônica do Paraná faz nesta quarta-feira (22), às 20 horas, no Guairão. Compõem o programa obras de Edmundo Villani-Cortes (1930); Claudio Santoro (1919-1989) e Hector Berlioz (1803- 1869).

Fernando Malheiro é diretor artístico e regente titular da Orquestra Amazonas Filarmônica e do Festival Amazonas de Ópera. Em seu extenso currículo consta a realização de mais de 40 óperas. Em 2008 abriu o Festival Amazonas de Ópera apresentando, com um grande coro infantil, ''Ça Ira'', ópera composta por Roger Waters, ex-guitarrista da lendária banda Pink Floyd.

O concerto desta quarta-feira será aberto com “Cinco Miniaturas Brasileiras para Orquestra de Cordas”,(Prelúdio, Toada, Choro, Cantiga de Ninar e Baião), de Edmundo Villani-Cortes, compositor mineiro que tem mais de 300 obras escritas para diversas formações instrumentais e vocais.

“Brasiliana”, segunda obra do programa, é do brasileiro Claudio Santoro, natural de Manaus. A última obra do programa, “Sinfonia Fantástica” (Episódio da Vida de um Artista), do compositor francês Hector Berlioz, foi composta em 1830, inspirada na paixão que ele tinha pela atriz irlandesa Harriry Smithson.

"Lanterna Verde" arrecada menos do que esperado na estreia

O caríssimo filme de super-herói "Lanterna Verde" liderou as bilheterias no fim de semana na América do Norte enquanto "Os Pinguins do Papai" excedeu as previsões de que teria baixa arrecadação.
De acordo com estimativas dos estúdios, divulgadas no domingo, "Lanterna Verde" faturou cerca de 52,7 milhões de dólares nos três primeiros dias de lançamento nos Estados Unidos e Canadá.
O filme em 3-D da Warner Bros terá de se sair bem no exterior para pagar o estimado orçamento de 200 milhões de dólares e a projeção mundial de 125 milhões de dólares gastos em marketing. O estúdio disse que esses números estão muito elevados, mas se negou a dar seus próprios dados sobre a produção.
Num cenário ideal, o filme teria estreado arrecadando cerca de 55 milhões de dólares, afirmou Dan Fellman, presidente da distribuição de filmes na América do Norte da unidade da Time Warner Inc. Mas ele disse ser ainda muito cedo para ter um quadro preciso do futuro do filme no mercado.
Os críticos classificaram o filme, que tem no papel principal Ryan Reynolds, como um policial intergaláctico. O personagem relativamente obscuro teve origem em uma história em quadrinhos e é o último super-herói a invadir os cinemas nas últimas semanas, depois de "Thor" (65 milhões de dólares na estréia) e "X-Men: Primeira Classe", o quinto da série, que arrecadou 55 milhões de dólares no lançamento.
É de certo modo um mau presságio para "Lanterna Verde" o fato de que 45 por cento da receita veio de ingressos pelos quais o espectador pagou um valor extra por ser 3-D.
Os grandes filmes geralmente tiram 60 por cento de sua renda no 3-D. Mas essa novidade perdeu força nos últimos meses, já que o público questiona o mérito de pagar mais por uma experiência normalmente considerada abaixo da expectativa.

Vestido ícone de Marilyn Monroe é vendido por US$4,6 milhões

O vestido marfim pregueado que Marilyn Monroe usou na cena ícone de "O Pecado Mora ao Lado" foi vendido por 4,6 milhões de dólares em um leilão para figurinos de Hollywood no final de semana, excedendo de longe as estimativas.
O vestido, conhecido pela cena em que é soprado pelo vento da estação de metrô, talvez seja o mais lembrado da história do cinema. No filme de Billy Wilder, de 1955, um trem de passagem sopra um vento pela grade na calçada, levantando o vestido de Monroe, enquanto ela diz: "Não é delicioso?"
A estimativa era de que a criação de William Travilla fosse vendida por 1 milhão a 2 milhões de dólares, a peça mais valiosa de um leilão de 12 horas com quase 600 trajes e itens vendidos no sábado pela atriz Debbie Reynolds, em Beverly Hills.
O vestido vermelho de lantejoulas de Monroe, usado no filme "Os Homens Preferem as Loiras" foi vendido por 1,2 milhão de dólares. A estimativa inicial era de 200 mil a 300 mil dólares. O vestido estilo Ascot de Audrey Hepburn, de "Minha Bela Dama", que foi estimado no mesmo valor, arrecadou 3,7 milhões de dólares.
A coleção também incluiu figurinos de outras estrelas de Hollywood como Grace Kelly, Natalie Wood, Elizabeth Taylor, Madonna e Mike Myers.
Reynolds, de 79 anos, reuniu uma coleção impressionante quando era uma jovem atriz contratada pela MGM. Quando o estúdio leiloou tudo menos seus bens imobiliários em 1970, ela transformou um passatempo em algo que chamou de "obsessão".
Mas seu sonho de expor seus amados artigos de vestimenta em um museu foi frustrado quando um projeto de Tennessee faliu em 2006, obrigando a atriz a vendê-los para pagar seus credores.
"Agora todos têm a oportunidade de tê-los", disse Reynolds.

Biblioteca Britânica e Google fecham acordo para digitalizar 250 mil livros

A Biblioteca Britânica e o Google anunciaram nesta segunda-feira uma parceria para ditigalizar 250 mil livros do acervo da biblioteca.
Os artigos que serão digitalizados não possuem restrições relativas a direitos autorais.
Os títulos, que abrangem um total de 40 milhões de páginas, datadas de 1700 a 1870, foram selecionados pela Biblioteca Britânica e digitalizados pelo Google, que irá arcar com todos os custos do processo.
Entre os primeiros itens a ser digitalizados estão panfletos feministas a respeito da rainha Maria Antonieta, de 1791, um documento sobre o primeiro submarino movido por um motor de combustão, de 1858, e um texto que oferece um relato detalhado de um hipopótamo empalhado do príncipe de Orange, de 1775.
Uma vez digitalizados, os textos poderão ser consultados na íntegra, baixados e lidos por meio do programa Google Books.
Pesquisadores e estudantes em qualquer parte do mundo poderão ter acesso aos itens digitalizados e copiá-los e compartilhá-los desde que o façam sem fins comerciais.
A parceria com o Google é o mais recente acordo firmado pela Biblioteca Britânica com entidades privadas para digitalizar a coleção da biblioteca.
Recentemente, a instituição anunciou uma parceria com a editora online britânica brightsolid para digitalizar 40 milhões de páginas de sua coleção de periódicos e já havia firmado anteriormente um acordo com a Microsoft para digitalizar 65 mil livros do século 19, alguns dos quais estão disponíveis atualmente por meio de aplicativos do iPad, da Apple.

domingo, 19 de junho de 2011

No cinema: Meia Noite em Paris

Como uma viagem pode mudar vidas? Uma das possíveis respostas a essa pergunta pode ser encontrada na história de Meia Noite em Paris. A comédia se desenvolve a partir da ida de uma família à Cidade Luz, na qual os mais afetados pelas surpresas do destino são dois jovens com casamento marcado.

Os noivos são Gil e Inez, vividos por Owen Wilson e Rachel McAdams. Passeios, jantares e a relação dos personagens ficam em evidência, mas o grande mote do enredo é a cidade que Gil descobre sozinho. O roteirista, que não está realizado na profissão e ainda enfrenta a desaprovação do sogro, caminha pela capital francesa durante as madrugadas e descobre lugares e pessoas que o cativam.

Em suas andanças noturnas, ele conhece Adriana, interpretada pela premiada atriz Marion Cotillard. A mulher é linda e inteligente, e será capaz de inspirar o personagem em suas descobertas.

Dirigido por Woody Allen, Meia Noite em Paris é uma homenagem do cineasta à cidade que ele tanto admira. O filme também marca a segunda atuação de Rachel McAdams e Owen Wilson como casal - a primeira oportunidade foi em Penetras Bons de Bico (2005).

Veja o trailer

No cinema: O Ciúme Mora ao Lado

Assinado por Mika Kaurismäki, mesmo diretor de 3 Homens e Uma Noite Fria, O Ciúme Mora ao Lado conta a história de Juhani (Hannu-Pekka Björkman) e sua mulher Tuula (Elina Knihtilä). Ele é um terapeuta familiar e ela, uma consultora de negócios.

Enquanto todos se divertem no verão finlandês, o casal vive em pé de guerra. Na tentativa de acabar com as constantes brigas, decidem se divorciar amigavelmente e mudar para endereços diferentes. Porém, antes de conseguir vender a casa, o casal é capaz de fazer as maiores loucuras para provocar ciúme no outro.

Assim, quando Tuula aparece com um charmoso piloto de avião para jantar, Juhani contrata uma prostituta para se passar por sua amante. Essas atitudes se transformam numa divertida disputa, que parece não ter fim.

Com o orçamento aproximado de US$ 2 milhões, o filme foi a segunda maior bilheteria da Finlândia em 2009, vendendo mais de 140 mil ingressos. O longa é o mais popular da carreira do diretor, que mora no Brasil e já assinou os documentários Brasileirinho - Grandes Encontros do Choro e Moro no Brasil.

Veja o trailer

No cinema: Top Models - Um Conto de Fadas Brasileiro

A concepção do documentário Top Models - Um Conto de Fadas Brasileiro se deu em 2005, ocasião em que a SPFW (São Paulo Fashion Week) completava dez anos e algumas modelos brasileiras participaram do calendário especial do evento, sendo clicadas pelo conceituado fotógrafo Bob Wolfenson.

Foi aí que Paulo Borges, idealizador do projeto, teve a ideia de contar a trajetória dessas modelos, tendo como fator em comum o maior evento de moda do Brasil. Gisele Bündchen, Carol Trentini, Isabelli Fontana, Fernanda Tavares, Raquel Zimmerman e Shirley Mallman, entre outras, falam sobre seu cotidiano, as dificuldades da carreira e as pessoas que fizeram a diferença em suas vidas.

O documentário é narrado pela atriz Alice Braga, que interpreta uma jornalista pautada para descobrir como as modelos conseguem parecer tão extraordinárias. O filme dirigido por Richard Luiz se divide entre os depoimentos e os registros nas principais passarelas do mundo.

Veja o trailer

No cinema: Estamos Juntos

Dirigido por Toni Venturi (Cabra Cega), o longa Estamos Juntos conta a história de Carmem (Leandra Leal), uma jovem e talentosa médica para quem o mundo começava a se moldar conforme seus planos.

Ela tem uma vida independente na agitada São Paulo, ao lado do seu divertido amigo DJ, Murilo (Cauã Reymond), e distante das amarras da cidade provinciana de onde veio. Mas tudo muda quando sintomas de uma grave e inesperada doença surgem na vida da residente.

Sua rotina se transforma e ela passa a se relacionar cada vez mais com um enigmático homem (Lee Taylor) ao mesmo tempo em que se entrega a uma intensa paixão com o impetuoso músico Juan (Nazareno Casero). Com o passar das semanas, Carmem fará com que as duas realidades em que vive se confrontem, mesmo que elas acabem conquistando ou destruindo uma à outra.

Estamos Juntos conta em seu elenco principal com o argentino Nazareno Casero, eleito Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Revelação Masculina pelo Clarín Entertainment Awards em Crónica de una Fuga, produção que concorreu à Palma de Ouro em Cannes, em 2006.

Veja o trailer

terça-feira, 14 de junho de 2011

vozdemulher


Mara Bethânia canta "Até o Fim", de Cesar Mendes & Arnaldo Antunes.

Dicionário de língua morta há 2 mil anos é completado após 90 anos de pesquisas

Após nove décadas de pesquisas, o dicionário de uma língua que deixou de ser falada há quase 2 mil anos foi finalmente completado, com o lançamento de seu último volume.
O dicionário de assírio – ao lado do babilônico, um dos dois dialetos da língua acádia, falada na Mesopotâmia antiga – tem 21 volumes e é enciclopédico em seu alcance.
Volumes inteiros são dedicados a uma única letra, e a obra traz referências extensivas a fontes originais da língua.
Este é um momento heroico e significativo na história”, declarou Irving Finkel, do departamento de Oriente Médio do Museu Britânico e que nos anos 1970 participou por três anos do projeto The Chicago Assyrian Dictionary.
O projeto, lançado pelo Instituto Oriental da Universidade de Chicago em 1921, envolveu quase uma centena de pesquisadores que catalogaram registros e referências num trabalho que gerou mais de dois milhões cartões de indexação de registros.
Para o professor Matthew W. Stolper, do Instituto Oriental, o trabalho de pesquisa para o dicionário era “muitas vezes tedioso”, mas ao mesmo tempo “fascinante e recompensador”.
É como olhar por uma janela um momento de milhares de anos no passado”, disse ele.
Clique e leia mais.

Um ano depois da morte de Saramago, cinzas do escritor serão colocadas em uma oliveira

As cinzas do escritor português José Saramago serão colocadas em uma oliveira, no Campos das Cebolas em Lisboa, no próximo sábado (18). A árvore centenária onde ficarão as cinzas de Saramago é a citada por ele no livro As Pequenas Memórias. No sábado, fará um ano da morte do escritor. Em homenagem a ele, ocorrerá uma cerimônia às 11h na presença de parentes, amigos e autoridades.
Na cerimônia, escritores homenagearão Saramago, como Jorge Vaz e Carvalho, que vai ler um trecho do texto Palavras para uma Cidade, de Saramago, no qual ele fala de Lisboa e suas lembranças sobre a capital, e Lídia Jorge que fez um material dedicado ao Nobel de Literatura.
A Fundação José Saramago informou que, ao lado da oliveira, será instalado um banco de jardim para que as “pessoas ali se possam sentar, recordar o escritor ou ler as suas obras". Para tornar o local eterno, será colocada uma placa com a frase: "Mas não subiu para as estrelas, se à terra pertencia" – do romance Memorial do Convento.
Na ocasião, será lançado o livro Palavras para José Saramago, uma coletânea com artigos publicados por ele em veículos de vários locais do mundo, e a obra infantil O Silêncio da Água, ilustrado pelo espanhol Manuel Estrada com um texto retirado de As Pequenas Memórias. Também será lançado o livro A Última Entrevista de José Saramago, do jornalista e escritor José Rodrigues dos Santos.

Festa junina e MPB para crianças na Biblioteca Pública

Dois programas animam a Sessão Infantil da Biblioteca Pública do Paraná neste fim de semana. Na sexta (17), a partir das 15 horas, a escritora e jornalista Adriana Sydor participa do projeto Aventuras Literárias, no qual um autor de livros infantojuvenis conversa com o público.
Adriana produziu “MPB para crianças”, série que apresenta grandes nomes da Música Popular Brasileira. Elis Regina, Carmen Miranda, Ari Barroso, Adoniran Barbosa, Pixinguinha, Tim Maia, Tom Jobim, Noel Rosa e a dupla paranaense Nhô Belarmino e Nhá Gabriela formam a coleção. Quem se interessar por estes livros de Adriana Sydor pode emprestá-los na BPP, mediante apresentação de carteirinha do leitor.
FESTA JUNINA - No sábado (18), a BPP promove a Festa Junina, das 10h às 12h30. Estão programadas brincadeiras, quadrilha e lanches típicos desta época do ano, além da tradicional Hora do Conto, em que é feita leitura de um livro em voz alta para as crianças.
Os dois eventos acontecem na seção infantil, no piso térreo da BPP, e têm entrada gratuita.

Teatro Guaíra e UFPR lançam concurso de música sinfônica

Estão abertas as inscrições para o I Concurso Nacional de Composição, lançado pelo Teatro Guaíra e pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) para estimular a produção de música sinfônica no Brasil. Nesta primeira edição, a competição tem como tema o Centenário da UFPR. As obras finalistas serão executadas pela Orquestra Sinfônica do Paraná (OSP) durante a I Bienal Música Hoje, a ser realizada em setembro.
A obra vencedora entrará para o repertório da temporada 2012 da OSP e o compositor ganhará um prêmio no valor de R$ 5.000 (com os descontos previstos em lei).
Compositores brasileiros natos ou radicados, residentes no Brasil ou no exterior, podem inscrever obras no concurso, desde que elas tenham entre sete e dez minutos de duração, sejam inéditas e escritas para a Orquestra Sinfônica do Paraná.
O edital de lançamento do concurso está disponível no site: www.teatroguaira.pr.gov.br

Leitores poderão "entrar" em clássicos infantis em livro digital

Os leitores poderão "mergulhar" de uma nova série de histórias de aventura para dentro dos clássicos da literatura infantil "A Ilha do Tesouro" e "O Mágico de Oz", em uma nova iniciativa em livros digitais lançada na terça-feira no Kindle, da Amazon.
Escrita pelo autor de livros infantil David Gatward e voltada para crianças de 9 a 12 anos, a série "Booksurfers" é protagonizada por quatro crianças - Jake, Becca, Ryan e Harriet - que são sequestradas por um vilão e sua assistente malévola.
Elas são forçadas a mergulhar "dentro" de clássicos de aventura para roubar artefatos ficcionais famosos, como o mapa da "Ilha do Tesouro", usando um artefato chamado o Náutilo.
Os leitores que usam o Kindle poderão passar para o texto original do clássico literário. Segundo os organizadores, é uma maneira original de fazer crianças conhecer clássicos famosos com os quais elas muitas vezes só têm contato no cinema.
A série "Booksurfers" foi criada pela empresa de desenvolvimento de propriedade intelectual FourteenFiftyFour Ltd e estará disponível apenas em formato de e-livro na língua inglesa, através da Amazon. Cada aventura vem acompanhada da história original.

domingo, 12 de junho de 2011

"Super 8" bate ceticismo e emplaca primeiro lugar nos cinemas

"Super 8", uma história de suspense e ficção científica sem grandes nomes no elenco, chegou ao topo das bilheterias dos cinemas da América do Norte neste fim de semana, apesar das dúvidas a respeito de sua campanha de lançamento, baseada no segredo sobre a trama.
De acordo com a estimativa do estúdio divulgada neste domingo, o lançamento da Paramount faturou cerca de 37 milhões de dólares nos seus primeiros três dias em cartaz, acima das estimativas de entre 25 a 30 milhões.
O filme, que trailers promovidos pelo Twitter, arrecadou um milhão adicional na quinta-feira.
Numa temporada de sequências de sucesso e super-heróis nos cinemas dos Estados Unidos, "Super 8" é o primeiro filme de ação original a chegar no primeiro posto em três meses.
O campeão do fim de semana passado, "X-Men: Primeira Classe", o quinto da série, caiu para o segundo lugar, com 25 milhões de dólares. "Se Beber Não Case 2", com 18,5 milhões, completou o pódio.
A bilheteria de "Super 8" não deixou de ser uma surpresa, apesar do filme contar com J.J. Abrams na direção e ter Steven Spielberg como produtor.
Abrams convenceu os céticos executivos da Paramount a realizar uma campanha de lançamento que privilegiasse um senso de mistério já fora de moda. A indústria fez pouco da estratégia, e pesquisas mostraram baixo entusiasmo do público em potencial.
Na trama, um grupo de garotos de uma pequena cidade de Ohio em 1979 faz um filme com uma câmera super 8 e testemunham um acidente de trem, fato que desencadeia uma série de eventos inexplicáveis. O trailer não mostrava a criatura alienígena em torno da qual o filme se desenvolve.
Na semana passada, a Paramount anunciou que um dia antes da estreia nos cinemas promoveria trechos curtos do filme pelo Twitter. Uma imagem de relance da criatura foi disponibilizada na Internet
A tática de último minuto e críticas positivas parecem ter incentivado o público. De acordo com a Paramount, o filme custou modestos 50 milhões de dólares.
“Super8” estreia nos cinemas brasileiros no próximo dia 12 de agosto.

Lady Gaga canta em Roma pelos direitos dos gays no mundo

A rainha do pop, Lady Gaga encerrou uma enorme turnê européia pelos direitos dos homossexuais em Roma, no sábado à noite, com um forte apelo para que os governos defendam os direitos dos homossexuais.
"Hoje e todos os dias, lutamos pela liberdade. Lutamos por justiça. Clamamos por compaixão e compreensão e, acima de tudo, queremos a igualdade plena agora", gritou ela para uma multidão de centenas de milhares de pessoas no Circus Maximus na capital italiana.
"Temos o mesmo DNA. Apenas 'nascemos assim'", disse ela, usando o título do seu mais recente álbum de sucesso.
Com o cabelo pintado de verde e uma roupa do falecido estilista Gianni Versace, ela disse que estava "zangada" e acusou diversos governos da Europa e do Oriente Médio que ela disse que discriminam os gays.
"Estou consciente que muitos países e governos do mundo todo continuam impedindo seus cidadãos de lerem sobre problemas dos LGBT e é isso que mais importa na minha carreira. Quero que suas histórias sejam ouvidas no mundo todo", disse.
Ela mencionou a Rússia, a Polônia, a Lituânia, a Hungria e o Líbano.
"Estamos aqui para exigir o fim da intolerância", gritou, antes de cantar versões acústicas de algumas de suas canções.
Autoridades de Roma temiam que ela lançasse um ataque direto ao Papa Bento 16 e ao Vaticano por conta da posição da Igreja contra atos homossexuais, mas ela não os mencionou.
Ela simplesmente disse que respeitava a religião, mas que as religiões precisam reconhecer e aceitar a diversidade das pessoas.
Seu mais recente álbum "Born This Way", disparou para o topo das paradas da Grã-Bretanha no mês passado, depois de vender mais cópias do que o resto dos primeiros dez colocados nas paradas juntos.

Quinteto de Metais na Série Música de Câmara

A segunda edição da Série Música de Câmara, promovida pelo Centro Cultural Teatro Guaíra e Associação dos Músicos Profissionais da Orquestra Sinfônica do Paraná, acontece nesta segunda-feira (13), às 20h, no Guairinha. Desta vez a apresentação será do Quinteto de Câmara de Metais de Curitiba, com dois convidados, o pianista Fernando Deddos e o percussionista Marcio Douglas Soares. No repertório obras de importantes compositores nacionais e internacionais.
O Quinteto, criado em 1986 por integrantes da Orquestra Sinfônica do Paraná, mantém atuações contínuas divulgando seu trabalhando e motivando o surgimento de grupos semelhantes.
Integram o grupo os músicos Carlos Domingues e Alexandro Rodrigues (trompetes), Fábio Jardim (trompa), Rodrigo Brazão (trombone), Bruno Brandalise (tuba).
O programa está composto por “Dance of the Courtesans”, de Randy Stainberg; “Quinteto Nº 3 em Re bemol maior”, de Victor Ewald; “Quintet for Brass Op. 73”, de Malcolm H. Arnold e “James Bond Theme”, de Monty Norman.

Fotos inéditas do início da Beatlemania vão a leilão

Elas ficaram acumulando poeira em um porão por mais de 40 anos, mas agora o fotógrafo norte-americano Mike Mitchell decidiu leiloar as fotos que capturam o momento em que os Beatles se tornaram um fenômeno mundial.
Mitchell, agora na casa dos 60 anos, recebeu uma credencial pra cobrir o primeiro show nos Estados Unidos do quarteto Liverpool, no Washington Coliseum, em 1964, logo depois de o grupo ter sido apresentado no programa de Ed Sullivan na TV.
Naquele mesmo ano ele também esteve no show em Baltimore, num momento em que a fama dos Beatles havia aumentado consideravelmente.
"Ouvi a música e eu tinha de estar lá", disse Mitchell, cercado por uma seleção de fotos em preto-e-branco que possuem espontaneidade que muitos fotógrafos não conseguiram captar depois.
Ele vai vender a coleção por meio da casa de leilões Christie's, em Nova York, mas está exibindo-as antes em Londres, para aumentar o interesse de potenciais compradores.
"Naquela época as coisas eram muito diferentes", disse o fotógrafo à Reuters nesta sexta-feira. "Não havia nenhuma grande presença da segurança, a imprensa não ficava encurralada e eu estava um pouco livre para dar vazão à minha ambição".
Várias das fotos, de preço estimado entre 1.000 e 6.000 dólares cada, foram tiradas a partir de ângulos vantajosos e com foco em detalhes.
A fotografia escolhida pela Christie's para ilustrar a coleção mostra os quatro Beatles vistos de trás, olhando para as luzes brilhantes que os acompanhariam onde quer que fossem depois da onda de "Beatlemania" em 1964.
Uma outra foi tomada do lado de uma mesa à qual os quatro se sentaram para dar uma entrevista coletiva à imprensa, e outras fotos focam apenas nas mãos de Ringo Starr ou nos pés de Paul McCartney em um palco entulhado de doces atirado pelas fãs que gritavam.
Ao explicar seu estilo pessoal nas imagens, Mitchell afirmou que tentou fazer o que os outros fotógrafos não estavam fazendo no show.
Mitchell, então com 18 anos de idade, disse que por volta dos anos 1970 sabia ter sido privilegiado por ter participado da história do rock and roll.
Quando foi pego pela recente crise nos EUA, Mitchell decidiu que era hora de tirar a poeira de seu arquivo, e vendê-lo. A coleção é estimada em cerca de 100 mil dólares.
"Não se pode esquecer 8 mil garotas gritando", disse ele, sobre suas primeiras recordações dos Beatles. "Era como o nascimento da minha geração".

Paris vai virar "laboratório" de design urbano

Paris, a cidade que inspirou inúmeros artistas e pensadores criativos ao longo dos séculos, está com os olhos voltados ao futuro, procurando projetos de design urbano que estejam na vanguarda da inovação e da utilidade.
Desde plantações urbanas de cogumelos até redes de deitar com Wifi espalhadas pela avenida Champs-Elysées, 40 projetos temporários serão instalados por toda a capital francesa entre julho e dezembro, e será pedido aos parisienses que dêem sua opinião sobre a conveniência de mantê-los no longo prazo.
"A ideia é converter a cidade em um 'laboratório vivo', um laboratório experimental", disse Jean-Louis Missika, o vice-prefeito encarregado da inovação, pesquisas e universidades.
"Alguns dos projetos terão utilidade zero, mas outros serão tremendamente populares, tenho certeza".
Pode ser este o caso de detectores de estacionamento que poderão guiar os motoristas parisienses para lugares vagos para estacionar nas redondezas, ou de um guichê na rua onde as pessoas poderão gravar mensagens em vídeo e enviá-las a amigos ou pessoas queridas.
Outros projetos são mais esdrúxulos. É o caso de um cultivador de cogumelos alimentado por borra de café ou de um jardim aquático móvel no qual podem ser criados peixes e cultivadas verduras.
A prefeitura de Paris subsidiou mais ou menos metade dos projetos, no valor de até 30 mil euros (43.820 dólares).
Os locais turísticos não foram esquecidos nos esforços para modernizar a cidade. Um terminal multimídia vai ajudar a guiar visitantes pelo famoso cemitério de Montparnasse, lugar do descanso final de luminares literários como Charles Baudelaire, Simone de Beauvoir e Jean-Paul Sartre.
E, na praça movimentada em volta da Saint-Sulpice, a popular igreja na margem esquerda do Sena que data do século 17, turistas poderão enviar cartões postais virtuais a partir de um quiosque.
Enquanto alguns podem fazer pouco caso da praticidade ou do valor estético de alguns dos projetos de design, a ideia toda é fazer experimentos, disse o vice-prefeito Missika.
Afinal, disse ele, até mesmo a torre Eiffel-- hoje o símbolo de Paris mais reconhecido por pessoas em todo o mundo - criou polêmica quando foi erguida.
"Cada século tem sua própria revolução", disse Missika.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

No cinema: Kung Fu Panda

Desmentindo a norma de que sequências são menos criativas do que os originais, Kung Fu Panda 2 não só amplia a animação pioneira de 2008 como injeta novidades e uma energia autêntica, que fortalece o projeto de um terceiro capítulo.
O filme chega ao circuito brasileiro em quase 700 cópias, sendo 540 dubladas e 152 legendadas. Quase metade do total, 328, são 3D.
O atrapalhado Po é agora o Dragão Guerreiro, com a missão de proteger o Vale da Paz e a arte do kung fu das garras de quem possa querer destruí-los.
Em Kung Fu Panda 2, o urso e seus amigos, os Cinco Furiosos, têm de deter uma nova ameaça, o pavão Lorde Shen. O vilão, além de muito inteligente, é movido pela ambição e quer conquistar o mundo, a começar pela China. Seu trunfo é a invenção de uma arma nunca vista antes.
O mestre Shifu, que na primeira animação foi elevado ao posto de Mestre Oogway como líder espiritual do Vale, demostra tensão por conta da grande missão de Po. Novos personagens estão na trama, entre eles a idosa Falamacia, que é a conselheira dos pavões, e os Gorilas, formadores do exército do astuto vilão.

No cinema: Namorados Para Sempre

Indicado ao prêmio de júri do Festival de Sundance, Namorados Para Sempre entrou no páreo da premiação ao Oscar 2011, com a volta de Michelle Williams à disputa na categoria de Melhor Atriz. Ela já tinha sito indicada na Academia ao prêmio de coadjuvante por seu papel em O Segredo de Brokeback Mountain.
A narrativa independente dirigida por Derek Cianfrance é inundada de recordações românticas, sobre o amor perdido, o afeto encontrado e momentos que passam. Com uma filha e um casamento consolidado há anos, Cindy (Michelle Williams) e Dean (Ryan Gosling) vivem um momento de crise e veem o relacionamento ser contaminado por uma série de incertezas.
Dispostos a seguir em frente, o casal tenta superar as adversidades, procurando no passado e no presente os motivos que os mantiveram unidos até aquele momento e as razões que os levaram a se apaixonar.

No cinema: Qualquer Gato Vira-Lata

A comédia Qualquer Gato Vira-Lata, baseada no espetáculo teatral Qualquer Gato Vira-lata Tem Uma Vida Sexual Mais Sadia que a Nossa (assinada por Juca de Oliveira), traz a atriz Cleo Pires como protagonista.
A produção nacional fala de Tati, uma jovem às voltas com dúvidas amorosas. Ela é o centro de um triângulo amoroso que envolve seu infiel namorado, Marcelo (Dudu Azevedo), e o desajeitado professor de biologia, Conrado (Malvino Salvador). Para conquistar, de vez, o namorado, Tati testa a teoria criada pelo professor, na qual o comportamento dos jovens casais é comparado ao dos animais.
Qualquer Gato Vira-Lata, filmado no Rio de Janeiro, também é a estreia de Tomás Portella como diretor de um longa. O diretor já trabalhou com outros grandes nomes do cinema contemporâneo, como Fernando Meirelles, Guel Arraes, Heitor Dhalia e Mauro Lima.

No cinema: Dois Tempos - Família Braz

Grande vencedor do Festival É Tudo Verdade de 2011, Dois Tempos - Familia Braz faz uma radiografia de uma classe social em ascensão no Brasil.
Os diretores Arthur Fontes e Dorrit Harazin voltam à Brasilândia - bairro de periferia da cidade de São Paulo - e reencontram os personagens de um documentário feito ali mesmo, dez anos atrás, A Família Braz.
O filme é a ilustração e a prova concreta de um termo tão em evidência no país: a nova classe média. Os Braz - formados por seu Toninho e dona Maria, os filhos Anderson, Denise, Gisele e Éder - tinham seu mundo povoado por sonhos, aspirações e metas quando foi realizado o primeiro documentário. Agora, o novo filme atualiza o retrato.
Para pontuar a comparação, Fontes e Dorrit alternam cenas do primeiro documentário - aqui mostradas em preto-e-branco - e as imagens feitas no final de 2009, começo de 2010, com essas pessoas.
Vemos sonhos concretizados, carreiras alavancadas e um notável aumento do poder aquisitivo, com direito a aquisição de bens de consumo antes impensáveis, como notebooks, celulares e até um carro que cada filho comprou para si.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Orquestra À Base de Sopro e André Mehmari gravam DVD no Teatro HSBC

O compositor e pianista André Mehmari e a Orquestra À Base de Sopro fazem duas apresentações neste sábado e domingo (11 e 12), no Teatro HSBC. O show será realizado para gravação de um DVD, contendo repertório inédito de composições de André Mehmari, entre elas duas peças escritas exclusivamente para a orquestra – “Curitiba Noturna” e “Passeio”. Entre as demais obras estão “Uma Valsa em Forma de Árvore”, “Brilha o Carnaval”, “Segundo Tema” e “De Sol a Sol”, em arranjos exclusivos para o grupo.

Sob a direção musical de Gabriel Schwartz e coordenação geral de Sebastião Interlandi, o espetáculo reúne dois destaques da música instrumental brasileira da atualidade. André Mehmari é apontado como uma das revelações da música brasileira recente, premiado tanto na área erudita como popular. Nascido em Niterói, teve sua formação musical em São Paulo. Tornou-se mais conhecido pelo grande público quando venceu em 1998 o primeiro Prêmio Visa de MPB.

André teve suas composições e arranjos tocados por alguns dos mais expressivos grupos orquestrais e de câmara brasileiros, entre eles OSESP, OSUSP, Banda Sinfônica do Estado (para a qual compôs “Enigmas” em 1999), Jazz Sinfônica, Quarteto da Cidade de São Paulo, Quinteto Villa-Lobos e Sujeito a Guincho. Como instrumentista atuou e gravou com importantes artistas da MPB como Mônica Salmaso, Sérgio Santos, Joyce, Milton Nascimento, Guinga, Toninho Horta e Dori Caymmi. Com o álbum “Nonada” foi indicado ao Grammy latino em 2008.

A Orquestra À Base de Sopro, mantida pela Fundação Cultural de Curitiba, é considerada um dos principais grupos de música instrumental brasileira. Foi criada por Roberto Gnattali a partir da divisão da Orquestra do Conservatório em Cordas e Sopros. O grupo é formado por 17 músicos que tocam flautas transversais, clarinetes, clarone, sax alto, sax tenor, trompetes e trombones. Possui ainda uma base rítmico-harmônica formada por piano, guitarra, baixo, bateria e percussão. Desde 2002, a direção artística está a cargo do clarinetista Sérgio Albach. A Orquestra já se apresentou ao lado de Roberto Sion, Toninho Ferragutti, Vittor Santos, Mauro Senise, Gabriele Mirabassi e Arrigo Barnabé.

Mistério cerca estreia de "Super 8", nova produção de Spielberg

O pedigree dificilmente poderia ser melhor - produzido por Steven Spielberg e o mestre da ficção científica J.J. Abrams.
Mas "Super 8" chega aos cinemas da América do Norte nesta sexta-feira mergulhado em tal sigilo que pode se tornar difícil atrair o público, em meio a sequências de filmes de sucesso e super-heróis famosos.
A trama se concentra em um grupo de crianças de uma pequena cidade do Estado de Ohio que passa o verão de 1979 fazendo um filme caseiro, usando o formato 8mm, popular na época. Elas testemunham um acidente de trem, que desencadeia uma série de desaparecimentos e eventos inexplicáveis.
Abrams, de 44 anos, escreveu o roteiro e dirigiu o filme, enquanto Spielberg o ajudou a dar forma à história. Mas sem nenhum astro e com um trailer que não mostra a criatura de ficção científica que está no âmago da trama, é um mistério o futuro da obra de 50 milhões de dólares.
Mas manter intacto esse elemento de mistério é exatamente o que Abrams queria, algo que desagradou aos executivos da Paramount Pictures.
"Uma das discussões que tivemos sobre como vender o filme é sobre o quanto contar. O que vamos mostrar?", disse Abrams à Reuters. "Há a sensação de 'bom, se eles não conhecem, então você tem de mostrar tudo para que compreendam antes de vê-lo'."
"Minha impressão é que se você mostra tudo, eles não vão querer ir ver. Por isso há internamente uma batalha", disse ele.
Abrams - que revigorou "Guerra nas Estrelas " e "Missão Impossível" para a Paramount e foi co-criador de Lost, sucesso na TV - parece ter tido a palavra final.
O website Deadline Hollywood definiu a campanha de marketing de "Super 8" como um "jogo ousado", uma vez que a estratégia normal dos estúdios de Hollywood é conseguir a maior audiência possível no fim de semana de lançamento dos filmes. Já a revista New York disse que "Super 8" era uma homenagem a Spielberg produzida por ele mesmo.

Aerosmith volta ao estúdio para gravar novo álbum

Agora que Steven Tyler terminou sua bem-sucedida primeira temporada como jurado do "American Idol", o astro volta para seu cotidiano normal no Aerosmith.
O cantor e seus quatro colegas de banda se unem novamente com o produtor veterano Jack Douglas no próximo mês para começar a trabalhar no próximo álbum, já muito atrasado, segundo o guitarrista Joe Perry.
"A banda tem planos para entrar no estúdio com Jack Douglas na segunda semana de julho para trabalhar no novo CD do Aero", disse Perry, no Twitter.
O álbum será gravado no estúdio Massachusetts, construído pela banda há seis anos especificamente para trabalhar com Douglas, disse Perry no mês passado. A banda, sem Perry que tinha outro compromisso, realizou uma sessão de oito dias no início do ano para compor novas músicas.
O Aerosmith não lança um álbum com material novo desde o disco "Just Push Play", de 2001. Tentativas de gravar um álbum desde então foram interrompidas por conflitos internos e uma série de problemas de saúde que afetou a maioria de seus integrantes.
Tyler esteve em desacordo com seus colegas de banda nos últimos anos, ao tentar buscar diversos projetos solo. Sua entrada para o júri de "American Idol" foi muito bem recebida nesta temporada, e o astro usou a popularidade do programa para promover seu primeiro single solo e uma autobiografia.
O Aerosmith fará um intervalo das gravações para começar uma turnê na América do Sul, com início no Peru em 22 de outubro. Uma viagem pelos Estados Unidos, inclusive uma passagem pelo "American Idol", está prevista após a conclusão do álbum, disse Perry.

Seguradoras de shows de Jackson se recusam a pagar indenizações

As seguradoras dos prometidos shows de retorno de Michael Jackson pediram que um juiz anulasse uma apólice de 17,5 milhões de dólares feita pelos organizadores, dizendo que nunca souberam que o cantor tomava remédios fortes.
Subscritores no Lloyds de Londres entraram com uma ação contra a AEG Live e a empresa de Jackson na Corte Superior de Los Angeles na segunda-feira, pedindo que um juiz resolvesse a disputa sobre os seguros quase dois anos depois da morte do cantor.
Jackson morreu aos 50 anos em Los Angeles em 25 de junho depois de ensaiar para uma série de 50 shows em Londres. Autoridades afirmaram que ele morreu em decorrência de uma dose grande do anestésico propofol e de um coquetel de sedativos e analgésicos.
O médico pessoal de Jackson deverá comparecer a um julgamento em setembro sob a acusação de dar ao cantor a dose fatal de propofol para ajudá-lo a dormir.
A apólice de seguros foi feita para cobrir o cancelamento ou o adiamento dos shows de Londres em caso de morte, acidente ou doença de Jackson.
A ação alegou que a AEG, que contratou o médico Conrad Murray, não informou o histórico de saúde do cantor aos seguradores "incluindo, mas não limitado, o seu aparente uso de drogas receitadas e/ou vício de drogas."

Filme erótico em 3D bate recorde de bilheteria em Hong Kong

Uma comédia erótica em 3D surpreendeu e assumiu a liderança das bilheterias em Hong Kong, superando o recorde de estreia estabelecido pelo blockbuster americano Avatar.
O filme Sex and Zen: Extreme Ecstasy faturou o equivalente a R$ 564 mil em seu primeiro dia de exibição, na semana passada, em comparação com os R$ 533 mil arrecadados por Avatar.
Sex and Zen arrecadou, nos seus cinco primeiros dias em cartaz, um total de R$ 3,45 milhões, em parte porque muitos chineses do continente - onde o filme não está em exibição - viajaram a Hong Kong para assisti-lo.
A comédia, remake de um filme de Hong Kong de 1991, é ambientada na China antiga e conta a história de um acadêmico sexualmente frustrado que vai parar no harém de um duque de quem fica amigo.
A produção cantonesa é estrelada por atores pornôs japoneses e por uma atriz de Hong Kong.
O filme também fez sucesso em Taiwan e se tornou o filme em idioma chinês mais visto no ano até agora na província, disse o produtor Stephen Shiu.
Censura
Como a China não tem um sistema de classificação etária para os filmes – permitindo que espectadores de qualquer idade assistam a qualquer filme -, o país proíbe conteúdo erótico em seus cinemas. Hong Kong escapa da censura.
Não é a primeira vez que espectadores do continente viajam à ilha para assistir a filmes proibidos: muitos já haviam feito o trajeto para ver o filme Lust, Caution, em 2007, do premiado diretor taiwanês Ang Lee.

terça-feira, 7 de junho de 2011

Vale-cultura pode ser votado ainda neste semestre

A ministra da Cultura, Ana de Holanda, reuniu-se com o presidente da Câmara, Marco Maia, para pedir apoio para a votação de propostas de interesse do seu ministério.
Segundo ela, o presidente afirmou que o projeto de lei que cria o vale-cultura (PL 5798/09) poderá ser votado ainda neste semestre.
O projeto do vale-cultura já foi aprovado pela Câmara, mas precisará ser votado de novo por ter sido alterado no Senado. Conforme a propostas, benefício de R$ 50 será concedido a trabalhadores que ganharem até cinco salários mínimos e permitirá acesso a produtos e serviços de artes visuais, artes cênicas, audiovisual, literatura, música e patrimônio cultural.
A ministra também pediu a votação do Programa Nacional de Fomento à Cultura-Procultura (PL 6722/10), que substitui a Lei Rouanet (8.313/91) e da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 150/03, que prevê 2% do Orçamento da União para a cultura.

Compositores do século 20 na Capela Santa Maria

O precoce modernismo do polonês Witold Lutoslawski, o estilo revolucionário do francês André Jolivet, a maturidade musical do italiano Nino Rota e uma peça de Dmitri Dmitriyevich Shostakovitch, um dos mais célebres compositores russos, estão reunidos no concerto que a Orquestra de Câmara de Curitiba executa neste fim de semana. As apresentações do espetáculo “Piano, Trompete e o Século XX” acontecem às 20h de sexta-feira (10) e às 18h30 de sábado (11), na Capela Santa Maria, dentro da temporada 2011 patrocinada pela Volvo.
A orquestra terá Rodrigo de Carvalho como maestro convidado e contará com as participações da pianista russa Olga Kopylova e do trompetista paulista Flávio Gabriel, dentro da proposta de fortalecer a carreira do grupo curitibano com a presença de músicos renomados. Tendo atuado como maestro titular da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo e diretor artístico da Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí, Rodrigo de Carvalho também é regente convidado permanente da Orquestra Sinfônica de Budapeste (Hungria) e dedica-se à divulgação de um repertório raramente apresentado.
A pianista Olga Kopylova e o trompetista Flávio Gabriel são os instrumentistas convidados a mostrar seu talento no concerto da Orquestra de Câmara de Curitiba. Nascida na extinta União Soviética, Olga Kopylova estudou em importantes escolas, entre elas o Conservatório Tchaikovsky, e apresentou-se nas principais salas de concerto de Moscou e outras cidades russas, em recitais solo e de câmara. Olga mudou-se para o Brasil em 1999 para assumir o posto de pianista titular da Orquestra Sinfônica de São Paulo e, desde 2006, é orientada pelo pianista Arnaldo Cohen.
Um dos mais destacados trompetistas de sua geração, o paulista Flávio Gabriel conquistou a segunda colocação no Concurso Internacional de Música Primavera de Praga (República Tcheca), em 2010, em premiação inédita na história do trompete no Brasil. Atualmente no naipe de trompetes da Orquestra Sinfônica de São Paulo, foi o primeiro estrangeiro convidado a integrar o “Ensamble de Metales de Venezuela”, trabalhando sob a direção do trompetista da Filarmônica de Berlim, Thomas Clamor.

Exposição marca os 50 anos do BRDE

Como parte da comemoração dos 50 anos do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), será aberta nesta quinta-feira (9), às 19 horas, no Espaço Cultural BRDE (av. João Gualberto, 530), a exposição “Obras do Acervo”, que inclui trabalhos de artistas como Uiara Bartira, Guita Soifer, Geraldo Leão e Ostrower. As 15 peças expostas, de um total de 90 de que o banco dispõe, poderão ser vistas até o dia 22 de julho.

De acordo com o curador Silvio De Bettio, os trabalhos expostos foram escolhidos dentre os mais representativos da coleção. “Compõem a mostra obras de importantes nomes da arte paranaense e brasileira feitas nos anos 80 e que pela primeira vez serão exibidas ao público”, disse.

Outro atrativo é conhecer o local da exposição. O Palacete dos Leões, hoje Espaço Cultural BRDE, é um casarão concluído em 1902 para ser a residência da família de Ermelino de Leão Júnior. O imóvel é tombado pelo patrimônio histórico e é testemunho do ciclo da erva mate, um dos períodos mais prósperos da economia paranaense.

Mantido pelo BRDE, o Palacete dos Leões entrou no calendário cultural da capital paranaense em junho de 2005 e, desde então, recebeu mostras das mais variadas técnicas e linguagens, tanto de artistas consagrados quanto de iniciantes. Além das exposições de artes visuais, também abrigou apresentações de grupos musicais e lançamentos de livros.

O “casarão”, como é conhecido, recebeu no ano passado cerca de 1.500 visitantes.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

vozdemulher


Leila Maria canta "Você Vai Ser o Meu Escândalo".

Orquestra Sinfônica do Paraná apresenta sinfonia de Bruckner

Uma das mais importantes obras do compositor austríaco Anton Bruckner, a “Sinfonia Nº. 4 em Mi bemol maior”, conhecida como “Romântica”, será apresentada no concerto da Orquestra Sinfônica do Paraná nesta quarta-feira (8), às 20h, no Guairão (Auditório Bento Munhoz da Rocha Netto).

O maestro Osvaldo Ferreira explica que devido às características e dimensão da música, que tem duração de mais de 1 hora, ela é sempre apresentada sozinha. “Essa obra é fisicamente exigente. Os instrumentistas de sopros e cordas devem estar muito bem preparados porque a execução exige deles um grande esforço físico”, diz o regente.

Segundo ele, a obra possui seis versões. A original foi escrita em 1874 e dedicada ao príncipe Constantin de Hohenlohe. Porém, ficou desconhecida até 1975 quando foi publicada pela editora Nowak.

O título “Romântica” foi usado pelo próprio compositor, no entanto não se refere ao amor romântico, mas sim ao amor espiritual. Bruckner tinha como principal inspiração a religião.

Ele criou o gênero da missa sinfonia, empregando todos os recursos da arte sinfônica e da orquestra moderna. Deixou de lado os gêneros tipicamente românticos como o Lied, Poema Sinfônico, da ópera e da música de câmara.

Suas composições espantavam o público, os editores e até os intérpretes. Suas missas são obras modernas, mas inspiradas por mentalidade barroca e fé humilde.

Colin Hay faz uma escala em Curitiba para o lançamento do novo álbum

O cantor australiano, Colin Hay, conhecido como vocalista da banda de rock Men At Work, que liderou as paradas musicais em todo o mundo na década de 80, chega ao Brasil no mês de junho e faz uma escala na capital paranaense para divulgar o seu novo trabalho “Gathering Mercury”, nesta quinta-feira (9), no Curitiba Master Hall. Hay mescla canções do novo álbum com sucessos consagrados de sua carreira, com algumas músicas em versões alternativas. A abertura da casa será às 21 horas.
Em turnê internacional para divulgar o novo álbum “Gathering Mercury”, o 11º da carreira, lançado no mês de março, Colin Hay também traz as canções do DVD “Live At The Corner” e os grandes sucessos como Everything I Need, Into My Life , “Who Can It Be Now”, “Down Under”, “Overkill” e “It’s A Mistake”. Quanto ao novo álbum, o cantor aposta como sendo o melhor de sua carreira, já que as canções foram inspiradas pela perda do seu pai no ano passado, e reproduzem emoções fortes através das composições.
Colin James Hay, músico, cantor e compositor iniciou a carreira na década de 70, com o guitarrista Ron Strykert. Os dois começaram a compor e tocar juntos canções que serviram de base para o início da banda Men At Work, grande sucesso do rock na década de 80.
Os ingressos para o show estão à venda e custam R$ 54,00 (meia-entrada). Podem ser adquiridos através do Disk-Ingressos (41 – 3315-0808, www.diskingressos.com.br e nos quiosques instalados nos shoppings Mueller, Estação e Total)

No Dia dos Namorados, Discovery Home & Health exibe "Os Números do Amor"

O Discovery Home & Health exibe no domingo, 12 de junho, às 23h, o especial “Os Números do Amor” (“Love in Numbers”) que na data especial para os casais apaixonados responderá a muitos questionamentos relativos ao amor.
O programa apresenta de maneira descontraída novos dados estatísticos e descobertas científicas sobre amor, sexo e romance, ilustrados com dramatizações, gráficos, entrevistas com especialistas e depoimentos de pessoas comuns.
O especial explica, por exemplo, porque achamos uma determinada pessoa atraente e analisa o complexo ritual da conquista. Segue ainda decifrando as primeiras fases do amor, exemplificando o que se passa nas várias etapas de um compromisso e mostra ainda estatísticas a respeito do tão falado "amor verdadeiro". Além disso, expõe nossa capacidade de melhorarmos como seres humanos e nos "moldarmos" a partir do momento que alguém nos interessa.

Dia dos Namorados de cinema: Jin Jin Wok leva casal à Hollywood

A Jin Jin Wok, rede de culinária asiática, vai levar um casal para viver um amor de cinema em Hollywood! Até dia 19 de junho, a compra de qualquer prato do cardápio dá direito a um cupom para concorrer a uma viagem com direito a um acompanhante à Hollywood, distrito da cidade de Los Angeles, na Califórnia, Estados Unidos.
Os ganhadores da promoção serão conhecidos em 29 de junho. Para os indecisos na hora de escolher o que comer, o chef Kiko Hwang sugere um prato típico da culinária chinesa, o Peixe apimentado, para aquecer o paladar.

domingo, 5 de junho de 2011

vozdemulher


Karolina Pasierbska canta "You Don't Have to Say You Love Me"

Novo "X-men" lidera bilheterias norte-americanas

O quinto filme da série "X-Men" - em exibição nos cinemas curitibanos - assumiu a primeira posição nas bilheterias da América do Norte, vendendo cerca de 56 milhões de dólares em ingressos, segundo a 20th Century Fox.
A estreia de "X-Men: Primeira Classe", um relançamento da franquia da Marvel Comics, ficou de acordo com as expectativas relativamente modestas do estúdio e quase garante que não haverá mais filmes. Não estava imediatamente disponível o total de vendas para os 75 países em que o filme estreiou.
"X-Men: Primeira Classe", que custou cerca de 160 milhões de dólares, mostra os anos de formação dos personagens que, mais tarde, formariam o grupo de super-heróis mutantes.
Ao invés de buscar talentos mais conhecidos pelo público, a Fox ficou com Matthew Vaughn (de "Kick-Ass"), diretor britânico aclamado pela crítica, e os atores James McAvoy e Michael Fassbender.
McAvoy e Fassbender interpretam os protagonistas, encarnados pela primeira vez por Patrick Stewart e Ian McKellen em "X-Men", de 2000, e nas duas sequências da película. O spin-off de 2009 "X-Men Origens: Wolverine", contou com Hugh Jackman no papel principal. Jackman faz uma curta aparição no novo filme.
Como único lançamento do top 10, "X-Men: Primeira Classe" derrubou os outros filmes em uma posição no ranking.
O campeão da semana passada, "Se Beber, Não Case! Parte II" rendeu 32,4 milhões de dólares, levando o total dos últimos 10 dias para 186,9 milhões. A comédia apimentada está bem à frente de seu predecessor de 2009, que vendeu 105 milhões de dólares no mesmo período e saiu de cartaz com um total de 277 milhões.
"Kung Fu Panda 2" somou 24,3 milhões de dólares na segunda semana e ficou com o terceiro lugar. "Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas" acumulou 18 milhões de dólares no terceiro fim de semana.

Biblioteca Pública expõe trabalhos de pacientes do Hospital Pequeno Príncipe

A mostra “Colorindo as flores, os bichos e as paisagens de Curitiba”, produzida por pacientes do Hospital Pequeno Príncipe e ilustradores profissionais, será aberta nesta segunda-feira (6), às 16 horas, no hall da Biblioteca Pública do Paraná (BPP). Os autores dos trabalhos, que incluem pinturas, fotografias, gravuras e colagens, estarão presentes. A entrada é gratuita e a mostra segue até o dia 17.
A exposição reúne 100 obras produzidas durante oficinas realizadas com crianças e adolescentes atendidos pelo hospital. Mais de mil pacientes participaram das atividades realizadas ao longo de seis meses. O projeto foi viabilizado por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, patrocinado pela empresa Britânia, e faz parte do programa de humanização, acesso à cultura, à educação e lazer do hospital.

Amy Winehouse deixa reabilitação e "não vê hora de trabalhar"

A cantora britânica Amy Winehouse encerrou sua internação mais recente em uma clínica de reabilitação em Londres e vai continuar o tratamento como paciente ambulatorial, disse sua porta-voz na quinta-feira.
Winehouse, de 27 anos, internou-se em uma clínica na semana passada para se preparar para uma série de apresentações em festivais de verão na Europa, começando em meados de junho.
"Ela completou sua avaliação na Clínica Priory, em Londres, e vai continuar o tratamento sem estar internada", disse a agente publicitária da cantora, Tracey Miller, em comunicado.
"Ela agora está ansiosa por fazer shows em toda a Europa neste verão e não vê a hora de trabalhar. Ela quer enviar um agradecimento enorme a seus fãs pelas mensagens de apoio que recebeu nesta última semana e mal pode esperar para vê-los", disse Miller.
Conhecida, sobretudo, por seu sucesso "Rehab", de 2006, Amy Winehouse vem travando uma batalha contínua contra a dependência de drogas e álcool.
De acordo com seu site na Internet, ela deve se apresentar neste verão europeu em festivais de música na Sérvia, Turquia, Grécia, Espanha e outros países da Europa.

Peças inéditas estarão em exposição na Casa João Turin

A exposição “Quintessência”, da artista Désirée Sessegolo, será aberta na próxima quinta-feira (9), às 18h30, na Casa João Turin (Mateus Leme, 38). O espaço recebe esculturas, mandalas e duas instalações, sendo uma delas composta por 200 peças, todas inéditas e originadas de intensa pesquisa com as técnicas de trabalho com o vidro.
A mostra apresenta obras que misturam transparências com cores intensas, todas produzidas neste ano. Após pesquisas, a artista desenvolveu uma técnica inédita de fusing. Com esse método, ganhou o primeiro lugar na categoria de escultura no 3º Salão Internacional de Artes Visuais Sinap/Aiap, no ano de 2009, em São Paulo.
Ela trabalha com formas simples, buscando a valorização do material e da textura de perfurações no vidro. Segundo a artista, a intenção dessa mostra é apresentar o espaço vazio, fazendo com que o público perceba a energia que o preenche.

ARTISTA – “Após passar por um grande susto que me fez repensar a vida, decidi que era hora de me dedicar mais em coisas que trouxessem alegria”, diz Desiree. Foi a partir disso que, em 2008, ingressou nos cursos de Cerâmica e Vidro do Atelier do Museu Alfredo Andersen, sob orientação de Soraia Savaris (ceramista) e Loire Nielsen (artista plástica).
Formada em Comunicação Visual pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduada em Marketing e Propaganda, usa a arte para fugir da rotina empresarial quando não tem total liberdade de criação.
Désirée Sessegolo já atuou com design gráfico, comunicação e marketing. Com a técnica de fusing, já participou de exposições no Brasil, Estados Unidos, Hungria, Áustria e Eslováquia.