segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Dança Com Lobos


John Barry ganhou o Oscar de melhor trilha sonora com o filme Dança Com Lobos.

Morre John Barry, o criador de trilhas inesquecíveis

O compositor britânico John Barry, ganhador de cinco prêmios Oscar e conhecido por ser autor de trilhas musicais para os filmes do personagem James Bond, morreu no domingo aos 77 anos, segundo nota divulgada pela família por intermédio da produtora EON.
Ele deixa a esposa Laurie, com quem foi casado por 33 anos, além de quatro filhos e cinco netos. A causa da morte não foi divulgada, mas a BBC informou que ele sofreu um ataque cardíaco.
O enterro será fechado ao público, e uma cerimônia em memória de Barry está prevista para dentro de alguns meses.
Segundo a EON, Barry fez as trilhas de 11 filmes do agente 007 - começando por "Moscou Contra 007" (1963). No ano anterior, ele já havia feito arranjos para a trilha de "O Satânico Dr. No", filme inaugural da série.
Barry nasceu em 1933 em York, e numa entrevista há quase dez anos contou ter testemunhado os efeitos dos bombardeios nazistas de 1942 sobre a cidade inglesa - experiência que teria um profundo impacto na sua música."Tenho uma forte atração por temas que lidem com a perda", disse ele, comentando seus trabalhos para o cinema.
Barry ganhou Oscars por "Dança com Lobos", "Entre Dois Amores", "O Leão no Inverno" e "A História de Elza" (dois). Recebeu também quatro Grammy e uma homenagem da Bafta (Academia Britânica de Artes Cinematográficas e Televisivas) em 2005.

Atores de Hollywood premiam "O Discurso do Rei"

O favorito ao Oscar "O Discurso do Rei" venceu no domingo o principal prêmio no Screen Actors Guild Awards, a cerimônia de entrega do sindicato de atores norte-americanos, dando ao drama britânico mais um impulso nas quatro semanas que antecedem a maior noite de Hollywood.
O filme levou o prêmio de melhor elenco, o equivalente do Screen Actors Guild (SAG) para o Oscar de melhor filme.
Enquanto o prêmio do sindicato tem um histórico de ser uma boa prévia para o Oscar - seu índice de precisão é de aproximadamente 50 por cento - "O Discurso do Rei" esteve em alta na última semana, vencendo os principais prêmios dos diretores e produtores de Hollywood.
Os vencedores dos prêmios individuais do SAG refletiram os resultados das recentes premiações do Globo de Ouro e dos Critics' Choice Movie Awards, prêmio dos críticos norte-americanos, reduzindo ainda mais a probabilidade de grandes surpresas no Oscar que serão entregues em Hollywood no dia 27 de fevereiro.
O ator britânico Colin Firth, que interpreta o rei gago George VI em "O Discurso do Rei", recebeu o prêmio de melhor ator. Natalie Portman foi escolhida a melhor atriz por seu papel como a bailarina perturbada em "Cisne Negro".
Os prêmios para papéis coadjuvantes foram para dois atores de "O Vencedor", um drama baseado em uma história real: Christian Bale é um ex-herói do boxe drogado e Melissa Leo interpreta sua agressiva mãe.

"O Ritual" lidera bilheterias da América do Norte

Anthony Hopkins liderou as bilheterias de cinema na América do Norte no domingo com o suspense sobre exorcismo "O Ritual", enquanto os recentes indicados ao Oscar, como o favorito "O Discurso do Rei", tiveram um impulso nas vendas.
"O Ritual" vendeu cerca de 15 milhões de dólares em ingressos durante os três dias desde sua estreia nos Estados Unidos e no Canadá na sexta-feira, segundo a distribuidora Warner Bros.
Apesar da desaprovação dos críticos, a estreia estava dentro das expectativas da unidade da Time Warner. O filme custou 40 milhões de dólares para ser produzido.
Outra estreia foi a refilmagem do suspense "Assassino a Preço Fixo", estrelando o herói britânico de ação Jason Stathman, que empatou em terceiro lugar com o ex-campeão das bilheterias "O Besouro Verde", com 11,5 milhões de dólares.
O campeão da semana passada, a comédia romântica com Natalie Portman e Ashton Kutcher "Sexo Sem Compromisso" escorregou para o segundo lugar, com 13,7 milhões de dólares no final de semana, aumentando seu total arrecadado para 39,7 milhões de dólares em dez dias.
"O Discurso do Rei" recebeu 12 indicações ao Oscar na terça-feira, e teve um aumento de 41 por cento nas vendas em comparação ao final de semana passado, arrecadando 11,1 milhões de dólares nos três dias. Mas com duas estreias à sua frente, o drama escorregou uma posição para o 5º lugar.
Entre os indicados ao Oscar nos primeiros 10, "Bravura Indômita" (10 indicações) caiu uma posição para o sexto lugar, com 7,6 milhões de dólares; "Cisne Negro" (cinco indicações) escorregou duas posições para o oitavo lugar, com 5,1 milhões de dólares; e o filme "O Vencedor" (sete indicações) escorregou uma posição para ficar em nono lugar, com 4,1 milhões de dólares arrecadados.

sábado, 29 de janeiro de 2011

você tem um amigo...


A cantora de jazz americana Dee Dee Bridgewater e o "simply red" Mike Hucknall cantam You've Got a Friend, um clássico pop de James Taylor.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Encerramento da Oficina com Leny Andrade e Paquito D'Rivera neste sábado

A cantora carioca Leny Andrade, o músico cubano Paquito D´Rivera e o Trio Corrente fazem o Concerto de Encerramento da 29ª Oficina de Música de Curitiba, neste sábado (29), às 21h, no Guairão.
Considerada a maior cantora brasileira de jazz, Leny é respeitada no meio artístico e promete impressionar no espetáculo. Ela, que teve vários hits nas paradas brasileiras, em 2007 dividiu um Grammy Latino com César Camargo Mariano de Melhor Álbum MPB ao Vivo.
O saxofonista e clarinetista Paquito D’Rivera já se apresentou nos mais respeitados palcos do mundo como os do Japão, Europa e nas três Américas, além de tocar com os maiores nomes da música internacional, entre eles, Dizzy Gillespie, Arturo Sandoval, Cláudio Roditi, Carmen McRea, McCoy Tyner, entre outros.
Formado por Fábio Torres (piano), Paulo Paulelli (contrabaixo, percussão e voz) e Edu Ribeiro (bateria), o Trio Corrente apresenta um som original, mesclando composições autorais e improvisos jazzísticos criados a partir de clássicos do choro e da MPB. Em ascendência desde o lançamento de seu primeiro álbum, o trio já fez uma turnê pela Europa, passando pela Suíça, Irlanda e Espanha.
A 29ª Oficina de Música de Curitiba é realizada pela Prefeitura Municipal de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba (FCC) e Instituto Curitiba de Arte Cultura (ICAC), com patrocínio da Petrobras.

Hoje tem Claudia Leitte em Guaratuba

Com direito a figurino especial e novo cenário, Claudia Leitte chega para agitar e esquentar ainda mais a temporada de verão do litoral paranaense neste sábado, 29 de janeiro. A cantora mostra sua nova turnê, "Claudia Leitte Tour 2011" em um show inédito no Café Curaçao em Guaratuba.

No palco da Prime Arena Curaçao, além de grandes sucessos de sua carreira, o público poderá conferir projeções em um grande painel de led, efeitos em 3D, entre outras atrações surpresas. O novo figurino, marcado pelo branco, revela a inspiração pelo clima tropical do verão brasileiro, com elementos em renda, brilhos e cores fortes.

A cantora mostra uma fase mais pop de sua carreira, com canções que misturam sons e ritmos.Os fãs vão ouvir sucessos como "As Máscaras", que dá nome ao seu recente CD, além de "Don Juan", "Xô Pirua" e "Famo$a", uma versão de "Billionaire", de Travis McCoy. "Água", música de trabalho para este verão e um dos hits do carnaval, não ficará de fora do repertório. A loira deve executar ainda seus clássicos, como "Bola de Sabão", "Exttravasa", "A Camisa e o Botão", "Pássaros", "No Carnaval de Salvador", "Beijar na Boca" e "Quem é de Fé Balança", que também farão a alegria do público.

No cinema: Amor e Outras Drogas

Indicada ao Globo de Ouro na categoria melhor atriz em comédia ou musical, Anne Hathaway está de volta às salas de cinema no longa Amor e Outras Drogas. Assinado por Edward Zwick - diretor de Diamantes de Sangue - o filme conta a história de Maggie Murdock (Hathaway) e Jamie Randall (Jake Gyllenhaal).

Ela, dona de um espírito livre, valoriza a sua liberdade e acredita que nada nem ninguém será capaz de prendê-la. Com seus 20 e poucos anos, Maggie sofre de Mal de Parkinson e é numa consulta com seu médico, o Doutor Stan Knight (Hank Azaria), que o destino prega uma peça na jovem, cruzando seu caminho com o de Jamie, um representante de vendas que usa seu infalível charme tanto no trabalho, quanto com as mulheres.

Jamie começou a fazer parte do exército de funcionários de uma grande indústria farmacêutica quando percebeu que a única experiência que tinha era em conquistar mulheres. Logo, passou a utilizar sua lábia também para oferecer aos médicos a famosa pílula do Viagra. Mas quando conhece Maggie, o mulherengo descobre uma droga forte, pura e que não está à venda: o amor.

No cinema: Caça às Bruxas

Depois do filme de ação 60 Segundos (2000), Nicolas Cage e o diretor Dominic Sena voltam a trabalhar juntos em Caça às Bruxas. Na aventura, Cage é Behmen, um cavaleiro medieval que durante muitos anos lutou nas Cruzadas, perdendo algumas batalhas, muitos amigos e até a fé.

Quando retorna à sua terra natal, o que encontra é devastação, fome e tudo dominado pela peste negra. Em meio a este cenário, Behmen se junta a outros cavaleiros na missão, aparentemente fácil, de levar uma jovem suspeita de bruxaria para um monastério distante.

A caminho do destino, porém, os homens descobrem que a suposta bruxa realmente possui forças sobrenaturais, e eles nem imaginam o mal que enfrentarão nessa caminhada.

No cinema: Dieta Mediterrânea

A ambiciosa, talentosa e trabalhadora Sofia (Olívia Molina) nasceu prematuramente em uma barbearia, rodeada de homens, ao mesmo tempo em que o presidente norte-americano Robert Kennedy era assassinado. Durante os 15 anos seguintes, viveu entre mesas e fogões no restaurante de seus pais.

A adolescente sonhadora cresceu e se transformou numa bela e geniosa mulher. É quando se casa com Toni (Paco León), o genro que sua mãe sempre quis. Apesar de amar o marido com quem teve três filhos, ela se apaixona por Frank (Alfonso Bassave), o bonitão agenciador de artistas que, apesar de não fazer muito sucesso na carreira, desperta o desejo do público feminino.

Inspirada nos sentimentos que Frank causa dentro dela, Sofia explora todas as suas possibilidades culinárias e descobre os segredos da gastronomia. Este triângulo amoroso acaba resultando num acordo profissional que revoluciona a forma de cozinhar de Sofia, além de balançar sua vida pessoal.

Dieta Mediterrânea é uma comédia espanhola assinada por Joaquín Oristrell, mesmo diretor de Inconscientes e Entre as Pernas.

No cinema: As Aventuras de Sammy

A nova animação assinada por Ben Stassen - mesmo diretor de Os Mosconautas no Mundo da Lua - acompanha a história de Sammy, uma simpática tartaruga marinha que nasce numa praia da Califórnia, em 1959, e atinge a sua maturidade em 2009.

Neste período, além de ficar na expectativa do reencontro com Shelly, a graciosa tartaruga por quem se apaixonou assim que nasceu, ele viaja pelos oceanos do mundo inteiro, numa jornada épica que todas as tartarugas devem realizar antes de retornar à praia onde nasceram.

As Aventuras de Sammy ainda retrata as mudanças que aconteceram ao longo do meio século de viagem de Sammy, como o aquecimento global e suas consequências e os principais problemas que a interferência do homem causa ao planeta.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Bocelli


O tenor Andrea Bocelli canta L'Appuntamento, a versão italiana de "Sentado à Beira do Caminho", de Roberto e Erasmo Carlos.
O clip é do dvd "Under the Desert Sky", gravado em Las Vegas, em 2006.

para pensar...

"Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te".
William Shakespeare

Brasileirão e show de alunos na agenda da Oficina

Espetáculos com propostas diferenciadas marcam a programação desta sexta-feira (28), penúltimo dia da Oficina de Música de Curitiba, que em sua 29ª edição conta com o patrocínio da Petrobras. No Teatro SESC da Esquina, às 15h, alunos de diversos cursos da fase de MPB revelam o aprimoramento obtido em sala de aula, em apresentação que une estilos variados. O cartaz da noite é o Vocal Brasileirão, que leva ao Guairinha, às 21h, o show “Duetos”, comprovando o talento do grupo curitibano.

Em “Duetos”, o Brasileirão visita o repertório de canções brasileiras feitas originalmente para cantar a dois. De Lamartine Babo a Chico Buarque, passando por Joracy Camargo, Custódio Mesquita, Tom Jobim, Francis Hime e Olívia Hime, o programa contempla as mais diversas fases e estilos da história da canção popular, com a interpretação de obras especialmente arranjadas para a formação do grupo. Os arranjos, a regência e a direção artística são de Vicente Ribeiro.

O Vocal Brasileirão foi criado em 1994 pelo maestro Marcos Leite (1953-2002), responsável pela direção artística do grupo até 2001. Depois, coube a Reginaldo Nascimento, no período de 2002 a 2006, comandar o vocal. Desde então, a direção está a cargo de Vicente Ribeiro, músico e compositor que tem intensa atuação como arranjador, instrumentista e produtor musical.

Formado por 12 cantores (seis vozes femininas e seis vozes masculinas), o grupo tem o apoio de um quarteto de instrumentistas, combinando originalidade e alegria para obter um resultado sem similar. Todos os cantores do Vocal Brasileirão são solistas, o que permite ao público ouvir não somente o resultado do conjunto de vozes, mas também os timbres particulares de cada um de seus integrantes. O grupo recebeu por três vezes consecutivas (1997, 1998, 1999), e ainda em 2002, o prêmio “Saul Trumpet”, como melhor Grupo Vocal do Paraná.

Co-produção brasileira é indicada ao Oscar de melhor documentário

O longa "Lixo Extraordinário", uma co-produção entre Brasil e Reino Unido que mostra a história de catadores de um lixão no Rio de Janeiro, foi indicado nesta terça-feira ao Oscar de melhor documentário.
Filmado ao longo de três anos, o longa acompanha um projeto social do consagrado artista plástico brasileiro Vik Muniz com catadores do lixão de Gramacho, em Duque de Caxias (RJ) - considerado o maior da América Latina e cenário de outro documentário premiado, "Estamira", de Marcos Prado, de 2004.
A direção é da inglesa Lucy Walker e dos brasileiros João Jardim e Karen Harley.
O filme revela as montanhas de lixo e o ambiente em que famílias inteiras dividem a cena com urubus na busca por objetos destinados à reciclagem, gerando renda para aproximadamente 3 mil catadores.
A obra já conquistou prêmios de público nos festivais de Sundance e Berlim em 2010, entre outros.
Na categoria documentário, também disputam "Exit through the Gift Shop", do artista plástico Banksy e Jaimie D'Cruz; "Gasland", de Josh Fox e Trish Adlesic; "Inside Job", de Charles Ferguson e Audrey Marrs; e "Restrepo", de Tim Hetherington e Sebastian Junger.
A entrega do Oscar será no dia 27 de fevereiro, em cerimônia em Hollywood.

Coleção Tim Maia é um presente para os fãs

Fãs de Tim Maia (1942-1998) poderão ter acesso ao inédito e exclusivo álbum Tim Maia Racional 3, disco que compõe, juntamente com outros dois álbuns homônimos, a fase em que o músico esteve em contato com a doutrina da Cultura Racional, entre 1975 e 1976.
Isso será possível por meio da coletânea Tim Maia, da Abril Coleções, que traz ao público os 15 discos mais representativos da carreira de um dos mais importantes artistas da Música Popular Brasileira (MPB). O primeiro volume, que traz o CD Tim Maia 1970, chega às bancas por R$ 7,90.
A coleção traz mais de 200 músicas. Os volumes são vendidos acompanhados por um livreto com fotos e informações sobre a história do disco e o momento musical da época.
Materiais inéditos sobre Tim Maia no período de lançamento do álbum também estão presentes no livreto. Pesquisas feitas pelo jornalista historiador José Ruy Gandra, responsável pelo conteúdo e edição do material, possibilitaram o ar histórico da coleção.
Além de conversar com pessoas próximas a ele, li todas as matérias que encontrei em jornais da época. Por isso temos um quadro muito bem formado, com a história integral do momento”, relata o jornalista, que se diz grande fã de Tim Maia.
Para Gandra, a carreira de Tim Maia foi bastante tumultuada, com momentos de sucesso e outros de decadência. Por isso, a coletânea vai colocar o músico onde ele sempre deveria estar.
A partir do primeiro volume, os outros discos da coleção serão vendidos por R$ 14,90. “A cada volume adquirido o comprador precisa registrar seu código no site da coleção (www.colecaotim.com.br). Com isso, após 14 primeiros volumes, o disco Racional 3 chega como brinde na casa do participante”, explica Gandra.
Racional 3 representa a fase mais polêmica de Tim Maia. “São canções produzidas, mas que ficaram guardadas por anos. Trata-se de um CD com grande mística. Será um privilégio a todos ouvir Racional 3. Escutei alguns trechos e está uma delícia”, relata o jornalista. Os outros 14 discos da coleção também foram remasterizados.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Eu Sei Que Vou Te amar


Tom Jobim nasceu em 25 de janeiro de 1927.

"O Discurso do Rei" lidera corrida ao Oscar com 12 indicações

"O Discurso do Rei", um drama britânico que detalha os esforços de George VI, o monarca britânico da época da guerra, para superar sua forte gagueira, foi líder em indicações ao Oscar na terça-feira, tendo sido indicado em 12 categorias.
"Bravura Indômita", remake de um faroeste sobre a luta corajosa de uma menina para rastrear o assassino de seu pai, ganhou dez indicações.
O thriller de ficção científica "A Origem" e o drama sobre o Facebook, "A Rede Social", foram indicados em oito categorias cada um.
Esses quatro trabalhos vão disputar o cobiçado Oscar de melhor filme, ao lado de "Cisne Negro", "O Vencedor", "Minhas Mães e Meu Pai", "127 Horas", "Toy Story 3" e "Inverno da Alma".
"Cisne Negro", "O Vencedor", "O Discurso do Rei," "A Rede Social" e "Bravura Indômita" também foram indicados para o Oscar de melhor direção.
Como nos anos recentes, não houve surpresas entre os filmes mais indicados. "A Rede Social" vem dominando várias cerimônias de premiações anteriores ao Oscar, entre elas o Critics Choice e os Globos de Ouro.
Mas "Rede Social" topou com um grande obstáculo no sábado passado, quando "O Discurso do Rei" foi o ganhador inesperado do prêmio principal do Sindicato dos Produtores, que nos últimos anos tem coincidido com o Oscar em 70 por cento das vezes.
Os vencedores da 83ª edição anual dos prêmios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas serão anunciados em cerimônia em Hollywood em 27 de fevereiro.
Aqui, a lista completa!!!!

HQ: Quarteto Fantástico vira um trio com morte do Tocha Humana

A editora Marvel anunciou nesta terça-feira, após várias semanas de suspense, que o Tocha Humana é o integrante do Quarteto Fantástico que morrerá na próxima edição da história em quadrinhos (HQ), que chegará nas bancas nesta quarta-feira nos Estados Unidos.
O Quarteto Fantástico, primeiro grupo de super-heróis da Marvel criado por Stan Lee em 1961, será um trio a partir de agora, formado pela Mulher Invisível, o Senhor Fantástico e o Coisa, que conseguiram se salvar da morte na nova edição da história em quadrinhos.
O Tocha Humana será assim o super-herói que morre no esperado número 587 da série, quando será desvendado o mistério da série do Quarteto Fantástico, intitulada "Three"..
"A morte do Tocha Humana é o primeiro grande movimento rumo à empolgante evolução dos lendários Fantásticos e uma peça necessária para a história que iremos contar", indicou nesta terça-feira um dos vice-presidentes da Marvel, Tom Brevoort.
Desde dezembro passado, quando a Marvel anunciou que um dos integrantes do grupo morreria, os seguidores da HQ "Quarteto Fantástico" permaneceram inquietos para saber qual deles teria o final fatídico, uma incógnita que foi desvendada nesta terça-feira quando a editora anunciou o grande mistério, um dia antes da revista chegar nas bancas.
A Marvel explicou que, apesar do desaparecimento do Tocha Humana, o grupo de super-heróis seguirá sua trajetória na defesa do bem.
"A história não acaba aqui. O número 588, que sairá em fevereiro, mostrará um novo rumo no Universo Marvel para os membros do Quarteto Fantástico sobreviventes", indicou a empresa americana no mesmo comunicado.
A morte do Tocha Humana não é a primeira que acontece no mundo dos super-heróis, como o Super-Homem, que em 1992 esgotou todas as edições de sua revista após morrer em uma briga com Apocalise.

“Uma noite em 67” revive festival de música da Record

Após fazer sucesso nos cinemas, "Uma Noite em 67", dos diretores Renato Terra e Ricardo Calil, chega às locadoras. O filme surgiu como desdobramento da monografia de conclusão do curso de Comunicação de Renato Terra, em 2003. Ele se debruçou sobre a era dos grandes festivais de música, nos anos 1960/70. Decidido a fazer um longa documentário, chamou seu amigo jornalista, Ricardo Calil. Trabalharam cinco anos no projeto, ganharam apoio da Videofilmes e da TV Record, que abriu seu arquivo.

"Uma Noite em 67" é o tipo do filme que levanta o público e Terra e Calil já se acostumaram a ver espectadores exaltados - e eufóricos com o que para muitos ainda é uma novidade. "Uma Noite em 67" dirige seu foco para a noite de encerramento do Festival da Record de 1967, talvez o mais emblemático dos festivais de música ocorridos no País. Algo decisivo ocorreu naquela noite. O Brasil vivia sob uma ditadura e o palco virou cenário de uma disputa ideológica. A guerra da canção de protesto com a guitarra elétrica, símbolo da dominação imperialista, que Gilberto Gil usou em "Domingo no Parque".

Colocar guitarra elétrica na MPB era considerado de direita. Os artistas de raiz, contrários à guitarra, eram de esquerda. Houve um clima de radicalismo - um Fla-Flu musical, como define Calil. "Não quisemos fazer um filme didático, mas trabalhar o emocional, entregando ao público um documentário que as pessoas precisam completar".

E elas completam - e como! Quatro músicas dominavam a competição - "Ponteio", "Domingo no Parque", "Roda Viva" e "Alegria, Alegria". "Até hoje elas polarizam as opiniões. Tem gente que reclama por que Alegria, Alegria não ganhou, ou Roda Viva". O público que viveu a época agradece aos diretores por trazê-la de volta. Os jovens, porque o filme os projeta num mundo que não conheceram.

Embora o desfecho seja conhecido, o formato é de thriller, com direito a suspense. "Daniela Thomas deu um retorno muito interessante", conta Calil. "Ela considerou o filme hitchcockiano". Os diretores já foram sondados para levar "Uma Noite em 67" ao Festival de Roterdã. "Não fechamos nada, mas acho legal. Esses artistas possuem grandeza, têm uma carreira internacional, há demanda pelo filme".

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

vozdemulher


Um dos grandes nomes do jazz, a norte-americana Dee Dee Bridgewater canta The Island, uma versão de "Começar de Novo", sucesso de Ivan Lins.

para pensar...

"Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que quase me deixa exausta. Eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo. Eu sei chorar toda encolhida abraçando as pernas. Por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa. Venha a mim com corpo, alma, vísceras e falta de ar…"
(Clarice Lispector)

'Eclipse' e 'Sex and the City 2' concorrem ao Framboesa de Ouro

A Saga Crepúsculo: Eclipse foi o recordista em indicações ao prêmio Framboesa de Ouro, que elege os piores filmes do ano. Os protagonistas Robert Pattinson, Kristen Stewart e Taylor Lautner estão entre os candidatos a pior atuação. A produção está citada em nove categorias, assim como O Último Mestre do Ar.
Sex and the City 2 recebeu sete indicações, incluindo pior elenco e pior diretor. Ainda concorrem ao prêmio de pior do ano Os Vampiros Que Se Mordam e Caçador de Recompensa.
Robert Pattinson foi indicado duas vezes: por Eclipse e Lembranças. O astro britânico disputa o prêmio com Taylor Lautner, também por dois lançamentos: Eclipse e Idas e Vindas do Amor. Completam a lista masculina Jack Black (As Viagens de Gulliver), Gerard Butler (Caçador de Recompensa) e Ashton Kutcher (Par Perfeito e Idas e Vindas do Amor).
Kristen Stewart disputa com Jennifer Aniston (Caçador de Recompensa e Coincidências do Amor), Miley Cyrus (A Última Música), Megan Fox (Jonah Hex - Caçador de Recompensas) e as quatro atrizes de Sex and the City 2 (Sarah Jessica Parker, Kim Cattrall, Kristin Davis e Cynthia Nixon).
O anti-Oscar não poupa nem atrizes consagradas. Na lista de coadjuvantes estão Liza Minnelli (Sex and the City 2), Cher (Burlesque) e Barbra Streisand (Entrando Numa Fria Maior Ainda com a Família).
Este ano, o prêmio ainda vem com uma nova categoria: "Pior uso de 3D". Figuram a lista Como Cães e Gatos 2, Fúria de Titãs, O Último Mestre do Ar, O Quebra-Nozes 3D e Jogos Mortais: O Final.
No ano passado, Sandra Bullock foi a ganhadora da categoria pior atriz por Maluca Paixão e roubou a cena durante a premiação. Um dia depois levou a estatueta de melhor atriz por Um Sonho Possível.
A 31ª edição do Framboesa de Ouro acontece em 26 de fevereiro, na véspera do Oscar. Aqui, a lista completa dos concorrentes.

Olimpíada de Londres terá peças de Shakespeare em 38 idiomas

Produções de Shakespeare em maori e mandarim farão parte de uma maratona teatral programada para Londres para acompanhar as Olimpíadas de 2012.
A partir de 23 de abril de 2012, o teatro Shakespeare's Globe terá apresentações de todas as 38 peças do bardo, cada uma delas encenada por uma companhia de teatro diferente, em uma língua distinta.
"É fato reconhecido há muito tempo que, além de ser um grande dramaturgo, Shakespeare virou uma língua internacional", disse o diretor artístico do Globe, Dominic Droomgoole.
Os espetáculos vão incluir "A Megera Domada" em urdu, "A Tempestade" em árabe, "Tróilo e Créssida" em maori e uma produção de "Rei Lear" em línguas aborígenes.
Outras línguas que devem ser representadas incluem o turco, grego, lituano e o dialeto zimbabuano shona, sem falar em uma apresentação de "Trabalhos de Amores Perdidos" na linguagem dos sinais.
O teatro Shakespeare's Globe é uma reprodução fiel da casa de espetáculos elizabetana original onde as peças de Shakespeare foram apresentadas quando o dramaturgo estava vivo.
O Globe moderno fica na margem sul do rio Tâmisa, em Londres, a poucos metros de distância de onde se situava o teatro original, e foi erguido com características semelhantes, incluindo um palco ao ar livre, espaço diante do palco para espectadores em pé, que pagam menos por seus ingressos, e um telhado de colmo sobre as arquibancadas ocupadas por quem se dispõe a pagar mais para ficar sentado.

No cinema: Scott Pilgrim Contra o Mundo

Um dos filmes mais procurados no Festival do Rio de Janeiro deste ano, com lotação de todas as sessões, o longa de Edgar Wright - mesmo diretor de Todo Mundo Quase Morto e Chumbo Grosso - leva para as telonas o sucesso da série de histórias em quadrinhos criada por Bryan Lee O´Malley.

Scott Pilgrim (Michael Cera) é um jovem de 23 anos, integrante de uma banda de rock, que namora uma das garotas mais cobiçadas do colégio. Apesar de estar sempre trocando de emprego, sua vida está perfeita. Mas essa tranquilidade é quebrada quando Ramona V. Flowers (Mary Elizabeth Winestead) cruza seu caminho.

Dona de sete ex-namorados ciumentos e possessivos, a garota dos cabelos cor-de-rosa mexe com o coração de Scott, que decide lutar - literalmente - por seu amor. Com muita música, efeitos sonoros, onomatopeias e linguagens visuais típicas de jogos de videogame e histórias em quadrinhos, o jovem disputa com cada um dos ex-namorados detentores de superpoderes o direito de ficar com Ramona.

Scott Pilgrim Contra o Mundo foi um dos hits da Comic Con - maior evento da cultura pop do mundo, que acontece em San Diego, na Califórnia - onde teve sua primeira exibição. A trilha sonora do filme, que estreou nos EUA apenas com o quinto lugar nas bilheterias, conta com músicas inéditas do cantor norte-americano Beck. O protagonista do filme, Michael Cera, ficou conhecido por sua atuação no filme Juno (2007).

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

vozdemulher


A portuguesa Eugénia Melo e Castro e Adriana Calcanhoto se encontram e cantam Chico Buarque: Bem Querer e Futuros Amantes.
O clip é da divulgação do cd de Eugênia, "Desconstrução".

No cinema: Biutiful

Integrante da pré-lista de nove filmes que disputam as cinco vagas concorrentes ao Oscar de filme estrangeiro 2011, o drama mexicano "Biutiful", do diretor Alejandro González Iñárritu ("Babel"), reúne alguns dos temas caros à filmografia do diretor - como a morte, o espiritualismo, além de um denso mergulho no problema da exploração do trabalho de imigrantes clandestinos na Europa.

É numa Barcelona sombria que o protagonista, Uxbal (Javier Bardem, de “Comer Rezar Amar”), luta pela sobrevivência. Apesar de europeu, ele não tem outra escolha a não ser tornar-se agenciador do trabalho de imigrantes chineses e africanos para sustentar seus dois filhos pequenos. A extrema dedicação às crianças, aliás, é um dos traços que redime este homem extremamente dividido.

A morte interfere na trajetória de Uxbal em mais de um momento, quando ele se vê diante de uma grave enfermidade, e também pelos riscos que seus trabalhadores correm diariamente pelas precárias condições de alojamento e trabalho. Paralelamente, o personagem tem um dom mediúnico, com o qual não lida muito bem - embora eventualmente e a contragosto dê consultas e receba dinheiro por isso.

No cinema: O Turista

Com indicações para o Globo de Ouro nas categorias melhor ator, melhor atriz e melhor filme, O Turista chega aos cinemas brasileiros trazendo Angelina Jolie e Johnny Depp como protagonistas de um longa de ação assinado por Florian Henckel von Donnersmarck, mesmo diretor de A Vida dos Outros.

Depp é Frank Taylor, um norte-americano que improvisa uma viagem pela Europa a fim de curar um coração partido. Tendo como cenário as românticas e excitantes cidades de Veneza e Paris, ele conhece a extraordinária e misteriosa Elise (Jolie), que, sempre elegante e bem vestida, cruza seu caminho e rapidamente o seduz.

O que o turista nem imagina é que seus flertes brincalhões e divertidos podem levá-lo a uma perigosa rede de intrigas, crimes e perseguições, já que sua identidade é confundida com a de outro homem procurado por criminosos. O jogo se transforma em romance e o relacionamento entre os dois evolui na mesma velocidade em que eles se envolvem nessa teia mortal.

A obra, que arrecadou mais de US$ 16 milhões na estreia norte-americana, é uma refilmagem do filme francês Anthony Zimmer - A Caçada, de 2005. A produção passou por várias mudanças, já que os papéis principais seriam dados, inicialmente, a Tom Cruise e Charlize Theron. A direção também passou por Lase Hallström e Bharat Nalluri, que abandonaram o projeto antes de von Donnersmarck assumir.

No cinema: Um Homem Misterioso

No mais recente longa-metragem assinado por Anton Corbijn, mesmo diretor de Control (2007), George Clooney é Um Homem Misterioso. A história de ação e suspense é uma adaptação do romance A Very Private Gentleman, de Martin Booth.

Jack é um assassino profissional que decide se aposentar depois que um trabalho na Suécia não termina como esperava, apesar de seu currículo impecável. Escondido em Castelvecchio, uma cidade do interior da Itália, enquanto aguarda instruções para seu último trabalho, conhece Mathilde (Thekla Reuten).

Logo, o homem solitário que vivia se escondendo por causa da sua profissão se apaixona pela bela belga. Para viver essa paixão e construir um futuro diferente, ele está disposto a largar seu trabalho e o passado criminoso. Porém, baixar a guarda pode ser fatal.

No cinema: Zé Colmeia - O Filme

O urso mais amado dos desenhos animados e um dos personagens mais queridos da Hanna-Barbera, Zé Colmeia irá aprontar as maiores loucuras nos cinemas brasileiros. A nova adaptação do clássico terá o indicado ao Oscar Dan Aykroyd dublando Zé Colmeia e o cantor Justin Timberlake emprestando sua voz a Catatau.

No longa, assim como na TV, o cenário é o Parque Jellystone, onde Zé e Catatau moram, roubam cestas de piquenique e vivem grandes aventuras em busca de guloseimas. Porém, o ganancioso prefeito Brown (Andrew Daly) pretende fechar e vender o local, já que o número de visitantes diminui a cada dia. Isso significa que as famílias não poderão mais apreciar as belezas da natureza e, pior do que isso, os dois ursos perderão a única casa que conhecem.

Chega a hora, então, de Zé Colmeia provar que é o urso mais esperto de todos e se juntar a Catatau e ao Guarda Chico (Tom Cavanagh) para encontrar uma solução para o problema, salvar o parque e continuar filando o lanche das famílias que visitam o local.

Híbrido de computação gráfica e live action (com atores reais), Zé Colmeia - O Filme custou cerca de US$ 80 milhões e arrecadou US$ 16,7 milhões no final de semana de estreia norte-americana. No Brasil, a película também será exibida com a tecnologia 3D.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

alternativos...


Há 15 anos o grupo norte-americano de rock alternativo 4 Non Blondes abandonou os holofotes. Mas seu grande sucesso, "What's Up", ainda é lembrado.

Museu Oscar Niemeyer deixa de ser secretaria e terá conselho de curadores

O secretário da Cultura, Paulino Viapiana, definiu as diretrizes de trabalho para o Museu Oscar Niemeyer – MON. Com a extinção da Secretaria Especial, criada para administração do espaço, o museu ficará ligado agora diretamente à pasta de Viapiana. O secretário contará com a assessoria da artista plástica Estela Sandrini, que assume a gerência do museu, em substituição a Vera Regina Maciel Coimbra. “O MON figura hoje entre os mais importantes espaços expositivos do Brasil, reconhecido internacionalmente. Nossa intenção é incrementar o trabalho desenvolvido no local”, diz o secretário.

Paulino Viapiana destaca que uma das primeiras ações a serem implantadas será formar o Conselho Curatorial do MON, uma das metas de governo definidas para a cultura. Para formar o conselho, o secretário explica que pretende promover amplo debate com curadores que já participam de conselhos em museus de todo o País, professores ligados à área e também com pessoas da sociedade civil ligadas à cultura.

Queremos ouvir os especialistas e a sociedade para que a escolha dos membros seja feita de forma criteriosa e com base nas diretrizes traçadas para o espaço”, comenta. Entre as atribuições definidas nas metas está democratizar a agenda do Museu, garantir a qualidade da programação e o padrão de atendimento e integrar as ações do MON aos demais museus do sistema.

Para a curitibana Estela Sandrini, conhecida pelo nome artístico de Teca Sandrini, trabalhar no MON é um grande desafio e também a realização de um sonho para qualquer artista. “O MON é um espaço que abriga importantes mostras. Pretendemos manter a qualidade das programações e também abrir espaço para as novas mídias”, destaca Estela.

Oficina de Música recolhe donativos para vítimas da tragédia do Rio

A 29ª Oficina de Música de Curitiba presta solidariedade às vítimas das enchentes na região serrana do Rio de Janeiro recolhendo doações dos participantes e do público dos concertos. Os três principais concertos da fase de música popular brasileira da Oficina de Música têm postos de coleta. A campanha "Oficina Solidária" também está sendo feita nos locais onde acontecem as aulas.

A entrega pode ser feita na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (sede da Oficina de Música, onde é realizada a maior parte dos cursos), na Capela Santa Maria, no Paço da Liberdade e no Conservatório de Música Popular Brasileira.

O recolhimento também será feito durante os shows de Edu Lobo, sábado (22), às 21h, no Teatro Positivo, Zeca Baleiro e Orquestra À Base de Corda, domingo (23), às 21h, no Teatro Guaíra, e de Leny Andrade, Paquito D'Rivera e Trio Corrente, dia 29, às 21h, no Teatro Guaíra. Nesses três shows, a doação não está vinculada ao preço dos ingressos, como acontece nos demais espetáculos da Oficina.

De acordo com orientação dos órgãos responsáveis pelo atendimento às vítimas, as doações devem priorizar alimentos, produtos de higiene e limpeza e água mineral.

Fim de semana com samba e música caipira no litoral

O Viva o Verão com + Energia traz para este fim de semana samba e música caipira. Na sexta-feira (21) se apresenta o Grupo Serenô. A festa de sábado (22) será com a Orquestra Paranaense de Viola Caipira. Os shows são gratuitos e começam às 22 horas, na Arena Copel, em Matinhos. As apresentações integram a programação do Festival Praias, parceria entre a Fundação Cultura de Curitiba, através da Oficina de Música, e a secretaria especial de Esportes, com patrocínio da Copel.

Há três anos pesquisando e interpretando samba, o grupo Serenô faz pesquisa de repertório e interpretação de sambas e batuques. Tem como foco principal os sambas antigos, passando pelo samba de roda, maxixe, jongo até chegar a São Paulo, que apresenta sua forma urbana de fazer samba.

A Orquestra Paranaense de Viola Caipira é originária de Cascavel e tem como regente o músico e pedagogo Ricardo Denchuski. São em média 25 violeiros no comando das cordas. A orquestra tem 10 anos e fez apresentações em cidade do Brasil e em Pari (França). “É muito importante reconhecer que nesta era da globalização temos peculiaridades musicais”, acredita o secretário de esportes Evandro Rogério Roman, idealizador da orquestra enquanto coordenador de educação física da Faculdade Assis Gurgacz (FAG), em meados de 2001.

Filme brasileiro fica fora da disputa pelo Oscar

O filme "Lula, o Filho do Brasil", escolhido para representar o país nas indicações ao Oscar 2011, está fora da lista da Academia para seguir na disputa pela estatueta de Melhor Filme em Língua Estrangeira.
Segundo comunicado divulgado na quarta-feira no site do Oscar, nove produções foram pré-selecionadas entre as 66 previamente indicadas.
O comitê do Oscar representado por centenas de integrantes baseados em Los Angeles escolheu seis filmes e o comitê da Academia em língua estrangeira apontou mais três.
A lista final, com cinco indicados, será anunciada na próxima terça-feira. A cerimônia de entrega dos prêmios acontecerá em 27 de fevereiro.
"Lula, o Filho do Brasil", de Fábio Barreto, foi escolhido em setembro para ser o representante do país, que ainda busca seu primeiro Oscar.
A cinebiografia do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva percorre a trajetória dele desde a infância, saindo de Caetés (PE) em pau-de-arara em 1952, com a mãe, dona Lindu (Glória Pires), e irmãos, rumo a Santos (SP).
Em São Bernardo do Campo, Lula (na fase adulta, interpretado pelo estreante em cinema Rui Ricardo Diaz) tornou-se operário e sindicalista, antes de entrar para a política.
Veja os filmes escolhidos:
África do Sul - "Life, above All", de Oliver Schmitz
Argélia - "Hors la Loi" ("Outside the Law"), de Rachid Bouchareb
Canadá - "Incendies", de Denis Villeneuve
Dinamarca - "In a Better World", de Susanne Bier
Espanha - "También la Lluvia" ("Even the Rain"), de Iciar Bollain
Grécia - "Dogtooth", de Yorgos Lanthimos
Japão - "Confessions", de Tetsuya Nakashima
México - "Biutiful", de Alejandro Gonzalez Inarritu (estréia nesta sexta, 21, no cinema).
Suécia - "Simple Simon", de Andreas Ohman

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

mulheres intensas...


O Bond é um quarteto feminino anglo-australiano que mistura o pop-rock com a música clássica. Composto por Haylie Ecker (primeiro violino, australiana), Eos Chater (segundo violino, galesa), Tania Davis (viola, australiana) e Gay-Yee Westerhoff (violoncelo, inglesa), o grupo já vendeu mais de 4 milhões de cds.
Aqui, o clip da música “Explosive”.

para pensar...

"As paixões são como as ventanias que incham as velas do navio. Algumas vezes o afundam, mas sem elas não se pode navegar".
(Voltaire)

Edu Lobo e Zeca Baleiro na Oficina de Música

Começará nesta quinta-feira (20) a segunda fase da programação da 29ª Oficina de Música de Curitiba, com a etapa da Música Popular Brasileira. Até o dia 29 de janeiro, a cidade receberá grandes nomes da MPB, em cerca de 30 apresentações. Entre os destaques, Edu Lobo, com o show Tantas Marés, no sábado (22), no Teatro Positivo, e a Orquestra À Base de Corda, com Zeca Baleiro como convidado, no domingo (23), no Guairão.
Além deles, também se apresentarão Toninho Ferrragutti, Ricardo Takahashi, Maira Morais, Adriana Schincariol, Raiff Dantas Barreto, Zé Alexandre Carvalho, Paquito de Rivera e Leny Andrade.
Além de diversos cursos e atrações da MPB, haverá um núcleo dedicado à música latino-americana, que reúne alguns dos grandes talentos da música do Peru, Bolívia, Colômbia e Venezuela. Na programação, também estão bate-papos com Roberto Muggiati, entrevistando Alice Ruiz, Raul de Souza e Sylvio Back.
Nas oficinas, os alunos terão cursos de baixo elétrico e acústico com um dos
Realizada pela Prefeitura Municipal de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba (FCC) e Instituto Curitiba de Arte e Cultura (ICAC), com patrocínio da Petrobras, a 29ª Oficina de Música de Curitiba trabalha com diferentes formações e é o maior e mais antigo evento do gênero na América Latina.
A proposta do projeto é descobrir e contribuir para a formação de novos talentos. Ao todo, aproximadamente 1,5 mil alunos participam da programação. A programação completa está no site www.oficinademusica.org.br.

No Museu Oscar Niemeyer, fotografias de Haruo Ohara

Como homem da terra, Haruo Ohara (1909-1999) cultivou o campo e com sensibilidade utilizou a fotografia para registrar a luz para construir formas abstratas a partir de volumes e texturas de objetos e da natureza presentes em seu dia-a-dia. Produziu também marcantes imagens documentais e humanistas da família, da região e de seu trabalho associado à abertura da nova fronteira agrícola no Norte do Paraná.
Com o apoio do Governo do Paraná e da CEF, a mostra reúne no MON 150 fotografias em preto e branco produzidas por Haruo Ohara entre os anos de 1940 e 1970. Apontado entre um dos mais importantes nomes da fotografia brasileira, da segunda metade do século 20, esta seleção integra o acervo com mais de 18 mil negativos do Instituto Moreira Salles.
Da mesma maneira que os frutos da terra, as fotografias produzidas por Haruo e reunidas nesta exposição também exigiram seu próprio tempo de processamento e maturação. A emoção do fotógrafo em ver sua intuição de uma determinada cena lentamente materializando-se no papel fotográfico, processado na penumbra do laboratório, certamente foi semelhante à emoção do lavrador Haruo, que, na luz atenuada do amanhecer ou do entardecer, contemplava o esforço de seu trabalho desabrochando em flor e fruto em seus campos cultivados.
O trabalho de Haruo aponta para o fato de que, mesmo em um momento de forte transformação e aceleração tecnológica – a urbanização crescente do Brasil na época –, talvez apenas o tempo real de maturação das flores, frutos e filhos, fortemente representados em sua obra fotográfica, seja também o tempo real e necessário para a criação artística. Essa insistente sinalização para o verdadeiro ciclo da vida e da terra, com seus ritmos ancestrais, é o seu principal legado.

Curitiba terá 44 eventos no primeiro semestre

A Oficina de Música de Curitiba, o Festival de Férias de Verão, o Congresso da Pastoral Juvenil Marista e o Encontro da Associação Internacional de Gays e Lésbicas, Bissexuais e Transexuais para América Latina e Caribe abrem, em janeiro, o calendário de eventos de Curitiba para 2011.
Para o primeiro semestre já estão confirmados 44 eventos culturais, esportivos, científicos, populares, religiosos e de moda apoiados pelo Instituto Municipal de Turismo. Com o calendário, a cidade atrai turistas de diferentes perfis e confirma sua vocação para o turismo de negócios e eventos.
"Curitiba tem recebido mais de três milhões de visitantes por ano e calculamos que 40% deles sejam turistas de negócios", diz a presidente do Instituto Municipal de Turismo, Juliana Vosnika. O gasto do turista de negócios e eventos é de 200 a 300 dólares por dia. Já o turista de lazer gasta cerca de 80 dólares diariamente.
Em fevereiro, os destaques do calendário de eventos serão o 5º Paraná Business Collection, série de desfiles com as criações de talentos locais e a 53ª Festa da Uva de Santa felicidade, que costuma atrair cerca de 30 mil pessoas todos os anos.
Março terá os eventos mais concorridos do primeiro semestre. A programação inclui o carnaval, com o tradicional desfile de escolas de samba na avenida Cândido de Abreu, bailes populares na Rua da Cidadania, e o festival alternativo Psycho Carnival, com bandas de rock e psychobilly.
Também haverá provas da Stock Car, para os fãs do automobilismo, as festas pelo aniversário de 318 anos de Curitiba, e as apresentações teatrais do Festival de Curitiba.
Outros destaques do primeiro semestre serão o 17º Salão Paranaense de Turismo e Feira Especial de Páscoa, em abril, e a Restaurante Week e a Casa Cor Paraná, em junho.
A programação completa está disponível no site www.turismo.curitiba.pr.gov.br.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

vozdemulher


Esperanza Spalding canta I Know You Now e Smile Like That no especial da TV espanhola, “The San Sebastian Show”.

Sob o signo de que best-seller você nasceu?

O Biblioz, site que se intitula “o mago da busca em livros”, criou a seção “Birthday Best-Sellers”, que disponibiliza as listas dos mais vendido do The New York Times em ficção e não-ficção para a semana do seu nascimento.
Apenas os nascidos antes de 1950 terão de se contentar com a lista anual.
Confira aqui!!!!

Speranza Spalding lança novo CD

Chamber Music Society é o novo e aguardado álbum de Esperanza Spalding.
Indicada ao Grammy de 2011 na categoria Melhor Artista Revelação, Esperanza reuniu neste trabalho elementos do jazz, folk e world music, combinando a espontaneidade e o fascínio da improvisação com arranjos de um doce trio de cordas.
O disco traz ainda a participação especial de Milton Nascimento, na faixa Apple Blossom.
Um lançamento imperdível para os amantes de jazz e música clássica.

Destaques da 29ª Oficina de Música - dia 19

Auditório UTFPR - 12h00
Direção: Luis Carlos Durier
Concerto de encerramento de classes
Programa: a ser divulgado
Entrada franca

Capela Santa Maria - 12h30
Coro da Camerata Antiqua de Curitiba
Música Folclórica Brasileira
Regente: Dario Sotelo
Programa: Ronaldo Miranda (Três Cânticos Breves), José Vieira Brandão (Cussaruim em 2 Tempos), Emmanuel Coelho Maciel (Ema-sariema), Henrique Dawid Korenchendler (Moreninha se eu te pedisse), Lindembergue Cardoso (Forrobodó da Saparia), Almeida Prado (Curumim), Lindembergue Cardoso (Chromaphonetikos Op. 58), Ernani Aguiar (Saci Pererê) e Ernst Mahle (Carimbó - Suite de Cantos Paraenses).

SESC da Esquina – 19h00
Concerto de encerramento da classe de coro da Oficina de Música de Curitiba
Programa: a ser divulgado
Direção Musical: Mara Campos
Assistente de Direção: Lucia Passos

Canal da Música - 20h30
Concerto de Encerramento da XXIX Oficina de Música de Curitiba
Coro e Orquestra Sinfônica da Oficina de Música de Curitiba
Programa: Claude Debussy (Clair de Lune), Franz Liszt (Concerto em Mi bemol Maior, nº 1, S 124) e Gustav Mahler (Sinfonia nº 2 “Ressurreiçao” - “Im tempo des scherzos”).
Regente do Coro: Mara Campos
Assistente de Direção: Lucia Passos
Piano: Piotr Banasik
Maestro: Osvaldo Ferreira

Ingressos: R$ 15 ou R$ 7,50 (mais 1kg um quilo de alimento não-perecível) e gratuito para alunos da Oficina

Herdeiros de Doyle aprovam história nova de Sherlock

Sherlock Holmes vai voltar a investigar no primeiro romance sobre o grande detetive de Baker Street a ganhar aprovação oficial.
Anthony Horowitz, autor de histórias sobre o espião adolescente Alex Rider, foi escolhido pelos herdeiros de Arthur Conan Doyle para escrever o romance longo, a ser publicado pela Orion em setembro.
"Eu me apaixonei pelas histórias de Sherlock Holmes quando tinha 16 anos e já as reli muitas vezes desde então", falou Horowitz.
"Simplesmente não pude resistir a esta oportunidade de escrever uma aventura nova em folha para esta figura ícone. Meu objetivo é produzir um mistério de primeiro nível para o público moderno, e, ao mesmo tempo, me conservar absolutamente fiel ao espírito do original".
Não foram revelados detalhes sobre o novo livro, nem sequer seu título.
O autor escocês Conan Doyle escreveu quatro romances e 56 contos protagonizados pelo detetive vitoriano, fumador de cachimbo.
Em dado momento Conan Doyle tentou matar Holmes, mas acabou sendo forçado pela pressão pública a fazer o detetive "ressuscitar".
Holmes e seu assistente, Dr. Watson, já foram vistos em inúmeros filmes e peças de teatro, mas esta é a primeira vez em que os herdeiros de Conan Doyle aprovam oficialmente uma nova história sobre Holmes desde que o último romance foi publicado, em 1915.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

vozdemulher


Cher canta You Haven’t Seen the Last of Me, música que faz parte da trilha sonora do filme Burlesque e que, neste domingo (16), ganhou o Globo de Ouro de "melhor canção original".

Globo de Ouro confirma favoritismo de "A Rede Social" ao Oscar

O filme "A Rede Social," que conta a história do site Facebook, recebeu no domingo quatro Globos de Ouro, inclusive o de melhor drama, o que o coloca como favorito ao Oscar.
"A Rede Social" levou também os prêmios de melhor diretor (David Fincher), melhor roteiro (Aaron Sorkin) e melhor trilha musical (escrita por Trent Reznor, da banda Nine Inch Nails, e Atticus Ross).
O filme narra as origens de um site de relacionamentos social que surgiu em um alojamento universitário e hoje congrega meio bilhão de usuários, fazendo de seu fundador, Mark Zuckerberg, o mais jovem bilionário da história.
Zuckerberg não colaborou com a produção, mas Sorkin e o produtor Scott Rudin dedicaram um agradecimento especial "a todo mundo no Facebook e a Mark Zuckerberg por sua disposição em usar a vida e a obra dele como metáfora para a comunicação e para a forma como nos relacionamos".
Outro grande vencedor do Globo de Ouro foi "Minhas Mães e Meu Pai", sobre um casal de lésbicas cujos filhos adolescentes buscam seu pai, doador de esperma. O filme levou também o prêmio de melhor atriz em comédia, para Annette Bening.
O britânico Colin Firth foi escolhido melhor ator em drama, por sua interpretação do rei George VI em "O Discurso do Rei". Natalie Portman foi a melhor atriz em drama, por "Cisne Negro."
Paul Giamatti recebeu o prêmio de melhor ator em comédia, por "A Minha Versão do Amor." "O Vencedor", um drama sobre o mundo do boxe, deus os prêmios de melhores coadjuvantes para Christian Bale e Melissa Leo.
O Globo de Ouro é concedido pela Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood, e é considerado um dos principais indicadores para o Oscar. Neste ano, "A Rede Social" já havia recebido vários prêmios antes do Globo de Ouro, o que faz dele um favorito para a premiação da Academia.

Destaques da 29ª Oficina de Música - dia 18

Paço da Liberdade -12h30h
Modinhas Brasileiras
Programa: A soprano Marília Vargas apresenta modinhas luso-brasileiras, repertório que integra seu mais recente CD
Participações: Ricardo Kanji (flauta traverso) e Guilherme de Camargo (violão e viola de arame).

Paço da Liberdade - 18h00
CWBrass – música para metais
Músicos: Carlos Domingues e Alexandro Rodrigues (trompetes), Fábio Jardim (trompa), Rodrigo Brazão (trombone) e Bruno Brandalise (tuba).
Programa: R. Steinberg, Victor Ewald, G. Gabrielli, Edward Elgar, Johann Sebastian Bach, Georg Friedrich Haendel, Pixinguinha e Luiz Gonzaga.

Guairinha - 18h00
Stúdio Opera
Programa: Giacomo Puccini (Gianni Schicchi).
Classe dos professores
Direção Musical: Neyde Thomas, Rio Novello
Co-repetição: Joaquim Paulo do Espírito Santo
Direção Cênica: Walter Neiva

Guairão - 20h30
Orquestra do Algarve
Programa: Johannes Brahms (Danças Húngaras nº 1 e nº 5), Bela Bartok (Danças Romenas), Ney Rosauro (Concerto para Marimba nº 1), Johann Strauss Jr (Trisch, Trasch Polka, Vozes da Primavera), John Barry (“Out of Africa”) e Johann Strauss Jr - Valsa do Imperador
Marimba: Fernando Rocha
Maestro: Osvaldo Ferreira

Ingressos: R$ 15 ou R$ 7,50 (mais 1kg um quilo de alimento não-perecível) e gratuito para alunos da Oficina

Buenos Aires ganha museu dos Beatles

O Museu Beatle abriu as portas em Buenos Aires neste mês.
O acervo é a coleção particular de Rodolfo Vásquez, iniciada quando ele tinha apenas 10 anos.
Hoje, o argentino é considerado pelo livro Guinness World Records o maior colecionador particular de material dos Beatles do planeta.
"A ideia de fazer o museu veio da vontade de mostrar os objetos, senão, eles ficariam guardados em caixas e baús", afirmou Vásquez.
O museu apresenta cerca de 2 mil dos mais de 8,5 mil objetos da coleção
Entre as mais de 8,5 mil peças da coleção tem de tudo: ladrilhos do Cavern Club, um cheque assinado por Ringo Starr, mas o mais valioso é um autógrafo de John Lennon comprado em Nova York em 1981.
Ele pretende expor no museu um acervo rotativo, sempre com cerca de 2 mil objetos.
Mas para Rodolfo Vásquez, falta uma coisa para completar o arquivo de memórias.
Ele diz que gostaria de apertar a mão de Paul McCartney e Ringo, dar-lhes um abraço e bater um papo. Isso o completaria e faria dele o colecionador mais feliz do planeta.

Novo livro sobre James Bond leva espio a Dubai

O novo livro sobre James Bond escrito pelo autor americano Jeffery Deaver, será intitulado "Carte Blanche" e levará o superespião britânico a Dubai.
Encomendado pelos herdeiros de Ian Fleming, o criador de Bond, o romance será lançado na Grã-Bretanha pela editora Hodder & Stoughton e deve chegar às livrarias em 26 de maio. Nos EUA, será publicado pela Simon & Schuster.
Deaver prometeu levar o mais famoso espião fictício do mundo a "novos extremos" e explorar a questão de até onde ele deve ir para proteger a segurança nacional e internacional.
Diferentemente do mais recente livro oficial sobre Bond, "Devil May Care" ,de Sebastian Faulks, a história criada por Deaver terá uma ambientação contemporânea.
Como parte de seu trabalho mais recente, Bond passa algumas horas em Dubai com um velho amigo e persegue um vilão "muito perturbador".

domingo, 16 de janeiro de 2011

lágrimas


Guilherme Arantes canta Lágrimas de uma Mulher.
"Que mistério pode haver, na lágrima de uma mulher / Quando abre os seus segredos..."
http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/lagrimas+femininas+diminuem+excitacao+masculina+diz+estudo/n1237927640440.html

Destaques da 29ª Oficina de Música - dia 17

SESC da Esquina - 19h00
Recital de alunos da Oficina de Música de Curitiba
Programa: a ser divulgado

Guairinha - 20h30
Stúdio Opera
Programa: Giacomo Puccini (Gianni Schicchi)
Direção Musical: Neyde Thomas, Rio Novello
Co-repetição: Joaquim Paulo do Espírito Santo
Direção Cênica: Walter Neiva

Canal da Música - 20h30
Concerto da Banda Sinfônica da XXIX Oficina de Música de Curitiba
Participações: Eliezer Rodrigues (tuba) e Leo Gandelman (saxofone)
Programa: Jean Baptiste Arban (Carnaval de Veneza)
Direção: Dario Sotello

Ingressos: R$ 15 ou R$ 7,50 (mais 1kg um quilo de alimento não-perecível) e gratuito para alunos da Oficina

"O Besouro Verde" lidera bilheterias na América do Norte

O filme "O Besouro Verde" liderou as bilheterias nos cinemas na América do Norte no fim de semana, apesar das críticas negativas para a adaptação cinematográfica em 3D.
A película vendeu cerca de 34 milhões de dólares em ingressos nos três dias a partir de sexta-feira, dia 14, disse sua distribuidora, a Columbia Pictures.
A estreia do filme ficou em linha com as expectativas e ele agora é o terceiro melhor lançamento de janeiro, de acordo com a Columbia, uma unidade da Sony. “O Besouro Verde” chega aos cinemas brasileiros no dia 25 de fevereiro.
O ator Seth Rogen é o protagonista do filme, dirigido pelo francês Michel Gondry. A maioria da crítica foi negativa para o filme, com o Wall Street Journal chamando a obra de uma "sandice".
Mas a Columbia disse que pesquisas na saída das salas de exibição indicaram que o filme agradou a audiência, em sua maioria composta por homens.
"Eu acredito que a audiência é absolutamente a melhor crítica", disse o presidente de distribuição mundial da Columbia, Rory Bruer.
A nova comédia-drama da Universal Pictures "O Dilema" (no Brasil, em 1º/4), com Vince Vaughn e Kevin James, ficou em segundo nas bilheterias, arrecadando 17,1 milhões de dólares, também dentro do esperado.
O campeão da semana passada, o remake dos irmãos Coen "Bravura Indômita" (no Brasil, em 11/2), caiu para terceiro com 11,2 milhões de dólares. Com quatro semanas passadas desde o lançamento, o filme da Paramount Pictures acumula 126,4 milhões de dólares.

Artistas de um hit só são lembrados em CD

"Artista de um sucesso só" geralmente é um rótulo depreciativo, que define um tipo de intérprete cujo sucesso foi fugaz como a passagem de um cometa. Muitas vezes, nunca mais se ouve falar daquele artista-cometa e sua canção.

Saiu essa semana um álbum triplo, One Hit Wonder - The Hardest to Find Hits of All Time (Music Brokers, ainda não disponível no Brasil) que dá uma mão para quem tem saudade de sucessos do tipo. Hits instântaneos do passado, como Gangsta’s Paradise (Coolio), Bette Davis Eyes (Kim Carnes, foto), Ice Ice Baby (Vanilla Ice), Magic (Pilot), You Spin Me Round (Dead Or Alive) e Words (Missing Persons), ressurgem em boa forma.

Edição suspeita, sem notas de encarte, sem datas, sem circunstâncias de gravação, o disco não ajuda, entretanto, a conhecer o universo em que aquilo tudo se situou, nem sua repercussão. No Brasil, as novelas da Globo geralmente absorveram boa parte desse repertório, ajudando a disseminar músicas e criando trilhas sonoras de fases e épocas do País. Mas há clássicos incontornáveis no lote, como Raindrops Keep Fallin on My Head, de BJ Thomas, que já entrou até na trilha da franquia cinematográfica Homem-Aranha.

O disco 2 parece se deter com mais interesse na pré-história da música eletrônica, o que é útil para quem examina sua evolução. Os avôs de Scissor Sisters estão aqui: Real Life, Haddaway, No Mercy. O sucesso pode ter sido efêmero, mas muitas das canções aqui projetaram o futuro, como por exemplo Video Killed the Radio Star, dos Buggles, criatura estranha da era disco que está na base de muito do pop contemporâneo (é impossível não ouvir ecos daquilo em Hot Chip e outros). A maior parte das faixas evoca apenas um repertório sentimental pessoal e nostálgico. Como Just When I Needed You Most (Randy VanWarmer) ou Lost in Your Eyes (Debbie Gibson). Difícil achar algum cinquentão que não tenha dançado isso em bailinhos nos anos 70.

Steven Tyler diz que o Aerosmith não está morto

O roqueiro veterano Steven Tyler negou que seu novo papel como juiz do programa "American Idol" significaria a morte de sua banda Aerosmith, e assegurou que queria começar a trabalhar no novo álbum do grupo ainda neste mês.
"Estamos apenas dando um tempo. Ainda estamos fazendo muito rock", disse Tyler, de 62 anos, a jornalistas de televisão durante promoção da nova temporada de "American Idol".
O Aerosmith não grava um álbum desde 2001 e a desavença entre Tyler e seus colegas de banda ameaçou desintegrar o grupo, conhecido como os "bad boys de Boston".
Mas Tyler disse que o Aerosmith começaria a trabalhar em seu novo álbum no final de janeiro, e estava planejando uma turnê no Japão e na América do Sul que começaria em novembro de 2011.
"Não está morto. Não poderia estar morto", disse ele sobre a banda de 40 anos que já vendeu mais de 150 milhões de discos desde sua formação em 1970.
Não ficou claro como Tyler encontraria tempo para voltar ao estúdio de gravação, considerando o compromisso de cerca de quatro meses ao programa ao vivo dos episódios de "American Idol", exibidos duas vezes por semana. A 10ª temporada do reality show começa no dia 19 de janeiro e vai até maio.

sábado, 15 de janeiro de 2011

vozdemulher


Leila Pinheiro canta Besame, de Flávio Venturini e Murilo Antunes.
"Besame, besame mucho mas..."

Destaques da 29ª Oficina de Música - dia 16

Paço da Liberdade - 15h00
Integrantes do Grupo de Percussão da UFMG
Marimba e Vibrafone - Breno Bragança e José Henrique Viana
Direção - Fernando Rocha
Programa: Steve Reich, Ney Rosauro, Kei Koabe
Entrada franca

Capela de Santa Maria - 16h00
Coro da Camerata Antiqua de Curitiba
Programa: Celebração – Poemas e Canções Alemãs
Regência e Direção Musical - Helma Haller
Concepção e Direção Cênica - Jacqueline Daher
Ingressos: R$ 15 ou R$ 7,50 (mais 1kg um quilo de alimento não-perecível) e gratuito para alunos da Oficina

SESC da Esquina – 19h00
Recital de Violão – Pedro Martelli
Programa: Robert de Visee (Suite em Re menor), Fernando Sor (Sonata Opus 25), Geraldo Vespar (Estudo nº 3), Heitor Villa-Lobos (3 Estudos) e Isaac Albeniz (Astúrias).
Ingressos: R$ 15 ou R$ 7,50 (mais 1kg um quilo de alimento não-perecível) e gratuito para alunos da Oficina

Canal da Música - 20h30
Concerto de Música Antiga II
Músicos: Marília Vargas (soprano), Luís Otávio Santos (violino), Cesar Villavicencio e Veronique Lima (flauta doce), Ricardo Kanji (traverso), Alberto Kanji (violoncelo), Juan Quintana (viola da gambá), Guilherme de Camargo (teorba) e Jacques Ogg (cravo).
Programa: Georg Phillip Telemann (Quarteto da Tafel-Musik III, em Re menor), Christoph Schaffrath (Quarteto em Lá maior) e Johann Sebastian Bach (Cantata BWV 82ª “Ich habe genug”).
Ingressos: R$ 15 ou R$ 7,50 (mais 1kg um quilo de alimento não-perecível) e gratuito para alunos da Oficina

No cinema: As Viagens de Gulliver

O clássico livro de Jonathan Swift acaba de ganhar uma versão totalmente moderna e cômica, repleta de referências populares, como Lady Gaga, Kiss, Star Wars e i-Phone. Na versão de Rob Letterman para As Viagens de Gulliver - com exibição também em tecnologia 3D -, o escritor Lamuel Gulliver é interpretado pelo divertido Jack Black, que também fica com os créditos de produtor do longa.

Gulliver trabalha no setor de correspondência de um jornal de Nova Iorque. Seu maior sonho, porém, é ser um grande jornalista. Quando Darcy Silverman (Amanda Peet), editora do jornal e sua paixão, lhe oferece a oportunidade de assinar uma matéria sobre o Triângulo das Bermudas, ele embarca com tudo nessa viagem. O escritor só não contava com um desvio acidental do trajeto, que acabou levando-o para a desconhecida ilha de Lilliput.

Neste mundo fantástico moram seres tão pequeninos que, perto deles, Gulliver acaba se tornando um gigante. O homem, então, aproveita o fato de ser tão grande e adorado por todos para aumentar também o ego. Com histórias nas quais ele se torna alguém muito importante e responsável pelos principais acontecimentos do lugar de onde veio, ele impressiona a todos. Suas mentiras, no entanto, colocam seus novos amigos em perigo e para reverter a situação, o gigante deverá lutar ao lado dos lilliputianos numa batalha contra os inimigos.

Inteiramente filmado em locações na Inglaterra, o longa marca a estreia de Letterman na direção de um filme live-action, ou seja, com atores. Isso porque seus trabalhos anteriores foram em O Espanta Tubarões e Monstros vs. Alienígenas.

No cinema: A Morte e Vida de Charlie

Os irmãos Charlie (Zac Efron) e Sam St. Claud (Charlie Tahan) são muito ligados, apesar da diferença de idade entre os dois. Amantes do baseball, eles jogavam e se divertiam sempre juntos. Um trágico acidente, porém, separou os dois garotos, causando muita dor e sofrimento.

Responsável pelo desastre, Charlie não consegue superar a morte do irmão. Uma prova disso é que o jovem aceita o emprego de zelador no cemitério da cidade, onde Sam está enterrado. O forte laço de amor e amizade entre os irmãos faz com que Charlie passe a ver o garoto, assim, eles se encontram diariamente para matar as saudades.

O jovem não se importa quando é chamado de louco e estranho, afinal, o que vale para ele é continuar sentindo a presença de Sam. No entanto, as coisas mudam quando Tess (Amanda Crew) aparece e mexe com o coração de Charlie. Chega a hora da difícil decisão: continuar vivendo em função da morte do irmão ou seguir sua vida ao lado da garota que ama.

Baseado no best-seller de Ben Sherwood, o drama A Morte e Vida de Charlie teve orçamento de US$ 44 milhões e arrecadou cerca de US$ 12 milhões na estreia norte-americana. Uma curiosidade é que o diretor Burr Steers e Efron já trabalharam juntos em 2009, na comédia 17 Outra Vez.

No cinema: Desenrola

Priscila (Olívia Torres) é uma típica adolescente de 16 anos: romântica, insegura e só pensa em quando, como e com quem será a sua primeira vez. Porém, quando sua mãe (Claudia Ohana) viaja a trabalho e ela fica sozinha em casa, a garota passa por diversas experiências inéditas. Ela se apaixona pelo bonitão Rafa (Kayky Brito), leva um fora, paga o maior mico e, finamente, perde a virgindade.

Em meio a uma confusão de hormônios, sentimentos e expectativas, Priscila conta com a cumplicidade de seu melhor amigo, Caco (Daniel Passi), enquanto descobre que nada é exatamente como ela pensava. Afinal, o garoto perfeito nem é tudo aquilo, a garota mais cobiçada é superinsegura e o carinha estúpido do colégio pode até ser um pouco romântico.

Com a proposta de falar diretamente com o público adolescente, utilizando uma linguagem descontraída, desencanada e leve, Desenrola marca a estreia do elenco principal em um longa-metragem. A assinatura da obra fica por conta de Rosane Svartman - diretora de Mais Uma Vez Amor e Como Ser Solteiro.

No cinema: O Concerto

Andreï Simoniovich Filipov (Aleksey Guskov) trabalha como faxineiro no teatro de Bolshoi, lugar que lhe traz muitas lembranças. Há 30 anos, ele foi muito respeitado e aclamado como maestro à frente da célebre orquestra russa. Mas sua promissora carreira foi interrompida quando se recusou a dispensar do grupo os músicos judeus, desobedecendo a ordem de Brejnev, presidente da União Soviética na época.

Numa noite comum, quando trabalha até mais tarde no escritório de seu chefe polonês, Andreï tem a chance de se vingar da injustiça cometida anos antes e mudar o rumo dos acontecimentos. Ele intercepta um fax enviado de Paris convidando a Orquestra de Bolshoi para tocar no Théâtre Du Châtelet. Na mesma hora, surge uma grande ideia: reunir seus antigos músicos e reviver o passado, se passando pela formação original da orquestra.

Começa, então uma louca corrida contra o tempo, já que o maestro tem poucos dias para encontrar e ensaiar os músicos já enferrujados. Para integrar a equipe e fazer um solo na apresentação, ele convida a jovem e exímia violinista Anne-Marie Jacquet (Mélanie Laurent). Se, no final, forem ouvidos os tão sonhados aplausos, Andreï conseguirá realizar seu sonho, alcançando o triunfo nesse concerto tão especial.

Rodado em diversas locações entre Romênia, Rússia e França, O Concerto recebeu neste ano os prêmios de melhor música composta para um filme e melhor som no Cesar Awards. O filme tem direção do cineasta judeu-romeno Radu Mihaileanu.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Orquestra do Algarve é atração deste sábado da 29ª Oficina de Música

A Orquestra do Algarve, um dos grupos internacionais que participam da 29ª Oficina de Música de Curitiba, é a atração da programação deste sábado (15). A orquestra portuguesa, formada por músicos de várias nacionalidades, apresenta-se sob a regência do maestro Osvaldo Ferreira no Canal da Música, às 20h30.
Todos os músicos da Orquestra do Algarve são selecionados em concurso público internacional, reunindo cerca de 17 nacionalidades diferentes. Osvaldo Ferreira, que é diretor artístico da Oficina de Música de Curitiba, é o regente titular desta orquestra, que tem se apresentado por toda a Europa, onde é reconhecida pela sua qualidade artística.
No concerto deste sábado, o conjunto apresentará o “Divertimento nº 1”, de Joly Braga-Santos, “Contrabajeando para Contrabaixo Solo e Orquestra”, de Astor Piazzolla e a “Sinfonia nº 2 em Ré Maior”, de Beethoven. O solista na obra de Piazzolla será o contrabaixista americano Jeff Bradetich, considerado um dos maiores artistas e professores de contrabaixo dos Estados Unidos na atualidade e professor na Oficina de Curitiba.
Outra atração do fim de semana é o recital do pianista Piotr Zukowski, que terá oportunidade de mostrar o seu virtuosismo - às 16h, na Capela Santa Maria - na execução de composições de Beethoven, Chopin, Liszt e Ravel. Um dos pianistas mais premiados do seu país e destaque nas principais competições internacionais do instrumento, Zukowski veio para Curitiba com apoio cultural do Consulado Geral da Polônia.

Secom divulga foto oficial de Dilma com a faixa presidencial

A foto oficial da presidente Dilma Rousseff, com a faixa presidencial, que será afixada em prédios e salas da administração federal foi divulgada ontem (14) pela Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República.
Tendo ao fundo o Palácio do Alvorada, residência oficial da presidente, a foto traz Dilma Rousseff sorridente com um blazer bege e brincos de pérolas.
A fotografia foi feita no dia 9 de janeiro em sessão que durou uma hora e meia e Dilma fez a escolha final da foto que é de autoria do fotógrafo oficial da presidência, Roberto Stuckert Filho. A imagem está disponível no site www.info.planalto.gov.br.

FAS terá plantão no fim de semana para receber doações

A Fundação de Ação Social terá plantão no fim de semana para receber doações para a campanha SOS Rio, para arrecadar donativos para os desabrigados pelas enchentes nas cidades do Rio de Janeiro.
As doações podem ser entregues na sede da FAS, na rua Eduardo Sprada, 4.520, Campo Comprido. O plantão será das 9h às 18h, no sábado e no domingo.
São arrecadados água mineral (lacrada), roupas, cobertores, colchonetes e itens de higiene pessoal, como sabonete, pasta e escova nova de dente, fraldas descartáveis e absorventes femininos.
Lotes de grande quantidade de donativos podem ser informados pelo 156, para que a coleta seja providenciada pela FAS.
No dias úteis, os donativos podem ser entregues nas Regionais/Ruas da Cidadania, na sede central da Prefeitura de Curitiba e na Fundação de Ação Social (FAS).

Plantio de árvores ao som de grupo de metais no domingo

Neste domingo (16), a 29ª Oficina de Música de Curitiba realiza o Concerto Oficina Verde, a partir das 14h30, no Conjunto Atenas, na CIC. O projeto, criado no ano passado, inclui o plantio de árvores ao som de uma apresentação do grupo de metais da Oficina de Música.
Em parceria com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, a ação busca contribuir para a compensação das emissões de carbono geradas pelo evento.
A regência do concerto será dos professores João Luiz Areias e Antônio Quítalo. A coordenadora do projeto, Márcia Squiba, conta que serão plantadas cem mudas de árvores nativas.
O Conjunto Atenas fica na praça João Hilário da Veiga, confluência das ruas Monsenhor Ivo Zanlorenzi (rápida Bairro-Centro) com a Eduardo Sprada e Heitor Alencar Furtado.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

prá lembrar de nós


"Eu só quero andar / Do teu lado / Dia claro, riso, solto no ar / E ser mais que o teu namorado..."
Flávio Venturini canta Prá Lembrar de Nós, de Vanessa Rangel e Ary Sperling.

Destaques da 29ª Oficina de Música - dia 14

SESC da Esquina - 19h00
Recital de Harpa – Jennifer Campbell
Programa: Johann Sebastian Bach (Fugue from Violin Sonata nº 1), Georg Friedrich Haendel (Passacaille), Marcel Grandjany (Fantaisie sur un theme de Haydn), Nino Rota (Sarabanda e Toccata), Serge Prokofiev (Peça para Harpa e Prelude para piano ou harpa), Paul Patterson (Spiders) e Gabriel Fauré (Impromptu pour la harpe).

Canal da Música - 20h30
Camerata Antiqua de Curitiba e Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba
Karl Jenkins (Palladio), K. Ignatz Kohaut (Concerto em Fá Maior, Nº1 para Violão e Cordas), André Mehmari (Um Concerto Espiritual para Coro, Solistas, Cordas, Cravo e Órgão), Dimitri Cervo (Renova-te, Op. 9, Bachiana Brasileira para Coro e Orquestra de Cordas) e George Gershwin (Suite Porgy and Bess)
Regente - Wagner Polistchuk

Ingressos: R$ 15 ou R$ 7,50 (mais 1kg um quilo de alimento não-perecível) e gratuito para alunos da Oficina

Kiefer Sutherland será protagonista de série pela web

Kiefer Sutherland troca o controverso justiceiro Jack Bauer da TV por um assassino de aluguel que atuará na internet. De acordo com o site Entertainment Weekly, o ator será o protagonista de The Confession, uma série feita exclusivamente para a internet.
Sutherland será um criminoso que discute com um padre (John Hurt, V de Vingança) para justificar a morte de suas vítimas. As cenas de ação com cada caso serão mostradas em flashbacks.
O ator, que é um dos produtores executivos da atração, afirma que encontrou o empresário Chris Young, que apresentou a idéia de uma série dramática pela internet e que ele próprio teve a idéia do confessionário antes de dormir, no mesmo dia do encontro. "Todo mundo encontrou seus próprios desafios para enfrentar esse trabalho e essa foi a razão para fazê-lo", comentou.
O programa dirigido por Brad Mirmanv (Encontro Com o Amor), que estréia em março, terá dez episódios de cinco a sete minutos, e será exibido a partir de março no site Hulu.

Pelos desvios da cosa nostra

Em 1989, a jornalista alemã Petra Reski rumou para a Itália com a intenção de fazer uma reportagem sobre a Máfia em Palermo. Logo, sentiu-se atraída pela hierarquia das famílias mafiosas, pelo papel das mulheres (responsáveis por transmitir às gerações seguintes os mandamentos de seus clãs), pelo envolvimento da Igreja e, principalmente, pela ligação direta entre governo e polícia italiana com essas facções criminosas. Com informações tão variadas, Petra escreveu Máfia - Padrinhos, Pizzarias e Falsos Padres, lançado agora pela editora Tinta Negra.
Trata-se de um relato em forma de diário em que a jornalista, hoje vivendo em Veneza, denuncia o funcionamento de uma organização criminosa que movimenta milhões de dólares em contrabando, tráfico de drogas, armas e mulheres, além da lavagem de dinheiro. A narrativa é costurada a partir da biografia de Letizia Battaglia, a mais importante fotógrafa antimáfia da Itália. Acompanhando suas ações, surgem personagens que inspiram cada capítulo do livro.

Irã nega a autoridades brasileiras censura a livros de Paulo Coelho

Autoridades do governo do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, informaram ontem (13) ao Ministério das Relações Exteriores, o Itamaraty, que os livros do escritor Paulo Coelho estão liberados. As autoridades negaram qualquer tipo de veto às publicações do autor. Segundo Coelho, o editor de seus livros no Irã, Arash Hejazi, informou sobre o veto. No Brasil, houve reações e críticas.
O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, solicitou oficialmente informações sobre a proibição dos livros de Paulo Coelho. Até ontem (12) à noite, o Itamaraty aguardava informações, que foram remetidas na manhã de hoje. O escritor, no seu blog internacional, agradeceu a mobilização do governo brasileiro em favor das suas obras.
Aproveito a oportunidade para agradecer ao governo brasileiro – o Ministério da Cultura, o Ministério de Relações Exteriores e a presidenta Dilma Rousseff – pelo apoio firme e decisivo durante todo o processo. Foi mais decisivo do que imaginam”, disse Coelho, no seu blog hoje.
Desde ontem, o escritor disponibilizou, no blog, links para a leitura de oito de seus livros em farsi (persa) – que é o idioma no Irã. O anúncio de veto às obras de Coelho fez com a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, tomasse à frente do caso e pedisse providências para evitar o veto.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

vozdemulher


Nana Caymmi canta a bela Sem Poupar Coração, música de Dory Caymmi e Paulo César Pinheiro

para pensar...

"Quando se ama não é preciso entender o que se passa lá fora, pois tudo passa a acontecer dentro de nós".
Clarice Lispector

Demônios da Garoa cantam Adoniran Barbosa na Caixa

A Caixa Cultural Curitiba apresenta, de 14 a 16 de janeiro, Demônios da Garoa com o show "Canta São Paulo", uma homenagem ao músico paulistano Adoniran Barbosa. O grupo canta os principais sucessos do sambista e um ator, caracterizado como Adoniran, fará intervenções cênicas entre as canções.
O grupo Demônios da Garoa é da cidade de São Paulo e já conta com 66 anos de estrada. Nasceu na década de 1940 com o nome de "Grupo do Luar" e, em 1943, cantou pela primeira vez no rádio quando venceu um concurso de calouros chamado "A Hora da Bomba", da Rádio Bandeirantes. O prêmio principal era um contrato para duas apresentações semanais na rádio.
Em 1949, durante as gravações do filme "O Cangaceiro", o grupo conheceu o compositor Adoniran Barbosa e se tornou um grande intérprete de suas canções. Nasceu a parceria que rendeu os principais sucessos do grupo e seu reconhecimento nacional.
O grupo vendeu mais de dez milhões de cópias, distribuídos em 69 compactos simples, seis compactos duplos, 34 LPs e 13 CDs, ao longo de sua carreira. A atual formação é Roberto Barbosa, Serginho Rosa, Sydnei, Izael e Ricardinho, neto do fundador do grupo, Arnaldo Rosa.
Em 1994, os Demônios da Garoa entraram para o Guinness Book, Livro dos Recordes Brasileiro, como o "Conjunto Vocal Mais Antigo do Brasil em Atividade", além de receberem o disco de ouro pelo álbum de 50 Anos.

Intervenção Cênica - O ator e bonequeiro Luis Maurício apresentará uma performance lúdica e divertida em que um boneco assumirá o papel de Adoniran Barbosa e de alguns dos personagens de suas composições. A intervenção cênica completa a homenagem ao cantor e compositor.

Destaques da 29ª Oficina de Música - Dia 13

SESC da Esquina - 19h00
Duo de Violino e Piano
Violino - Krassimir Dzhambazov, Piano - Olga Kiun
Programa: Ludwig van Beethoven (Romanza em Sol Maior, Op 40), Johannes Brahms (Sonata em Ré Menor para Violino e Piano), Camille Saint-Saëns (Introdução e Rondo Capriccioso).

Canal da Música - 20h30
Concerto de Música Antiga I
Marília Vargas (soprano), Luís Otávio Santos (violino), Cesar Villavicencio (flauta doce), Veronique Lima (flauta doce), Ricardo Kanji (traverso), Alberto Kanji (violoncelo), Juan Quintana (viola da gambá), Guilherme de Camargo (teorba) e Jacques Ogg (cravo).
Programa: William Byrd (Fantasia no. 3 – Consort), Francesco Maria Veracini (Sonata Academica Op.2, nr.5, em Sol Menor, para violino), Georg Phillip Telemann (Sonata em Ré menor, de “Esercizzi Musici”, para flauta doce),
Domenico Scarlatti (Cantata “Che vidi o ciel, che vidi”, para soprano) e Georg Friedrich Haendel (Suite da opera “Scipione”).

Ingressos: R$15 ou R$7,50 (mais 1kg um quilo de alimento não-perecível) e gratuito para alunos da Oficina

Próximo filme de James Bond chegará ao cinema em novembro de 2012

A aventura número 23 da saga do agente 007 James Bond chegará finalmente aos cinemas em novembro de 2012, anunciou nesta terça-feira, 11, o estúdio Metro Goldwyn Mayer (MGM) junto com seus associados EON Productions.
O ator Daniel Craig voltará a encarnar pela terceira vez o famoso espião britânico depois de 007 - Casino Royale (2006) e 007 - Quantum of Solace (2008). Desta vez, Craig fará o papel sob a direção de Sam Mendes (Beleza Americana, 1999), que estreia como realizador da franquia.
A produção está prevista para começar no final de 2011 com roteiro de Neal Purvis e Robert Wade, também autores dos quatro últimos filmes de Bond. Nesta nova história de 007, entra no time John Logan, roteirista de Gladiador (2000) e o Último Samurai (2003).
O filme havia sofrido atrasos durante meses devido aos problemas financeiros que acudiram a MGM, estúdio atolado em profundas dívidas que no final de 2010 declarou falência e atualmente se encontra em um processo de reestruturação o que obrigou a companhia a deixar a função de distribuidora.
Paramount e Sony já mostraram interesse pelos direitos para a distribuição das produções.