segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Álbum póstumo de Amy Winehouse será lançado em dezembro

A Island Records, parte da Universal Music, vai lançar em 5 de dezembro um álbum póstumo de canções de Amy Winehouse.
"Lioness: Hidden Treasures" terá 12 faixas, incluindo gravações não lançadas antes, versões alternativas de clássicos e novas composições de Amy, segundo um comunicado postado nesta segunda-feira no website dela.
A gravação do álbum foi organizada pelos produtores Mark Ronson e Salaam Remi, que trabalharam com a cantora britânica até sua morte aos 27 anos, em julho.
"As pessoas que trabalharam com Amy diziam que ela nunca cantava ou tocava uma canção por duas vezes da mesma maneira", diz o comunicado.
"Logo ficou evidente para Salaam e Mark que eles tinham uma coleção de canções que mereciam ser ouvidas, uma coleção de canções que eram um testamento justo para a Amy artista e, tão importante quanto, a Amy amiga deles."
"Lioness: Hidden Treasures" será o terceiro álbum de estúdio da cantora desde sua estreia, em 2003, com "Frank" e, depois, com "Back to Black", superpremiado com o Grammy três anos depois.
As novas gravações incluem "Between the Cheats", nova composição de Amy gravada em 2008 para uma possível inclusão num terceiro álbum, e "A Song For You", descrita como "tocante e emotiva". É uma nova versão do clássico de Leon Russell, também interpretada por Donny Hathaway, artista favorita de Amy. A gravação foi feita em uma única tomada em 2009, em Londres.

Animação "Gato de Botas" lidera bilheteria norte-americana

A animação "Gato de Botas" liderou a bilheteria no fim de semana com cerca de 34 milhões de dólares em vendas de ingressos nos cinemas dos Estado Unidos e Canadá, de acordo com estimativas dos estúdios divulgadas no domingo.
A animação em 3D, derivada da série blockbuster "Shrek", empurrou o vencedor da semana passada, o filme de terror "Atividade Paranormal 3," para o segundo lugar. O novo thriller científico "In Time" terminou em terceiro lugar no período entre sexta-feira a domingo.
"Gato de Botas" foi produzido pela DreamWorks Animation e distribuído pela Paramount Pictures, unidade da Viacom Inc.N Paramount também lançou "Atividade Paranormal 3". "In Time" foi lançado pela 20th Century Fox, uma unidade da News Corp.

Hoje é dia de Drummond












DESEJOS
Desejo a você
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua Cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não Ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender um nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel
E muito carinho meu.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Sérvia encontra duas telas de Picasso roubadas de galeria suíça

A polícia sérvia recuperou dois quadros de Pablo Picasso roubados em 2008 de uma galeria na Suíça, anunciou na quarta-feira o ministro do Interior sérvio.
O ministro Ivica Dacic disse a jornalistas que os quadros - "Tête de Cheval" (Cabeça de Cavalo) e "Verre et Pichet" (Copo e Jarro) - foram encontrados em Belgrado.
As telas, que valem milhões de dólares, foram roubadas de uma galeria da cidade suíça de Pfaeffikon, nas proximidades de Zurique.
O Ministério do Interior disse que não foram feitas prisões e se negou a informar exatamente onde os quadros foram encontrados.
"Estamos tentando agora averiguar quem trouxe os quadros para a Sérvia, quando, como e onde foram escondidos", disse à Reuters o diretor de polícia sérvio, Milorad Vejovic.

Contrastes e diferenças inspiram obras de Sila Lima

A reflexão sobre a importância das diferenças, em todas as suas possibilidades, permeia a exposição “Zona D: Contrastes”, que reúne obras de Sila Lima, no Salão Brasil do Memorial de Curitiba, e pode ser visitada até o próximo domingo (30). Artista de múltiplas linguagens, nessa mostra Sila Lima apresenta ao público fotografias e instalações que sintetizam intervenções e estudos imagéticos realizados em ferros velhos e demolidoras da região metropolitana de Curitiba.
A artista revela em suas criações a preocupação com o consumo desenfreado das últimas décadas e a busca pela sustentabilidade, reinvenção e reciclagem, paralelamente à preservação dos valores do indivíduo. Sila enfatiza o respeito à diversidade nas tomadas de decisões e posicionamentos diante da realidade. Nesta atmosfera de conexões, Sila convidou a artista argentina Gabriela Jardi para participar da mostra, já que seus trabalhos revelam a mesma inspiração e se complementam.
Para Sila, as diferenças também são fundamentais na criação artística e, para evidenciar os contrastes, utiliza texturas que transmitem sensações diversas, como a superfície da ferrugem, a tinta descascada, os cacos de tijolos, as lúdicas bolinhas de gude. Suas obras falam do respeito à diversidade e à ação do tempo, que representam amadurecimento.
Vivendo em Curitiba há 17 anos, Sila estuda arte desde os cinco anos de idade. Formada em Publicidade e Propaganda e pós-graduada com MBA em Marketing pelo ISAE-FGV, atua de forma multidisciplinar, desenvolvendo projetos que oferecem arte em suas mais diversas possibilidades.

Série Música de Câmara apresenta duo de violino e piano

A Capela Santa Maria recebe a pianista curitibana Martina Graf e a violinista alemã Annette Seyfried para uma apresentação inédita nesta quinta-feira (27), às 20h. O duo será pautado com um repertório de clássicos com obras de Mozart, Henrique de Curitiba, Pablo de Sarasate e César Franck.
Martina foi morar na Alemanha, no final da década de 1980, onde se especializou em Música de Câmera e Liedbegleitung (acompanhamento de Lied - canção alemã), na cidade Frankfurt. Ao longo desses anos trabalhou com o grupo Windsbacher Knabenchor, com o qual gravou um CD e obteve na França o prêmio da crítica Diapason d'Or. Atualmente toca em concertos por toda a Europa, em várias formações musicais.
Já a alemã Annette Seyfried é docente de violino na Academia Jovem de Cordas Mainz, a qual fundou e dirige há 12 anos. Participou de várias turnês internacionais com a Orquestra Filarmônica Jovem Alemã e a Orquestra Sinfônica de Duisburg. Hoje se apresenta regularmente como solista e spalla pela Orquestra de Câmera de Mainz.

Orquestra Filarmônica da UFPR e coro Collegium Cantorum realizam espetáculo em Curitiba

A Orquestra Filarmônica da UFPR inaugura neste mês uma parceria com o Collegium Cantorum, coro feminino dirigido por Helma Haller, que vem se destacando no cenário nacional. A primeira apresentação conjunta nesta nova fase, com o tema "Música Brasileira para Coro Feminino e Orquestra" e regência de Márcio Steuernagel, terá programa especialmente dedicado aos compositores brasileiros. O concerto será no dia 27 de outubro, às 20h, no Teatro da Reitoria (rua XV de Novembro, 1299).

O repertório abrange desde o romantismo wagneriano de Leopoldo Miguéz, passando por obras mais intimistas do início do século XX, além de estrear o concerto para contrabaixo, coro feminino e orquestra, "El Espiritù de Reynogüelén", de Harry Crowl, também diretor artístico da apresentação.

Também integram a programação as obras "Invocação à Arte", de Henrique Oswald; "Contemplação", de Brasílio Itiberê II; "Criança", de Bento Mossurunga e "As Uyáras", de Alberto Nepomuceno. O concerto conta com a participação do contrabaixista chileno Pablo Guiñez, da Camerata Antiqua de Curitiba.

Site resgata obras inéditas de Chiquinha Gonzaga

Primeira maestrina do Brasil, pioneira na luta pela emancipação feminina e na defesa dos direitos autorais, a compositora e instrumentista Chiquinha Gonzaga (1847-1935) é hoje mais conhecida por sua vida do que por sua obra musical, vasta em número e variada em gêneros. Em parte, isso se deve ao sucesso alcançado pela biografia Chiquinha Gonzaga: uma História de Vida, escrita pela socióloga Edinha Diniz, e pela minissérie de televisão baseada no livro.
Para resgatar a totalidade dessa obra, em grande parte ainda desconhecida tanto do público como dos músicos, os pianistas e compositores Alexandre Dias e Wandrei Braga idealizaram o site do Acervo Digital Chiquinha Gonzaga. Resultado de três anos de pesquisas da dupla, o site agora está no ar, graças a patrocínios privados e do Ministério da Cultura e à parceria do Instituto Moreira Salles (IMS) - responsável por manter o acervo pessoal da compositora - e da Sociedade Brasileira de Autores Teatrais (SBAT) - entidade da qual Chiquinha foi uma das fundadoras e detentora do acervo.

“Se você pergunta para um pianista, para um chorão, para nomear as músicas da Chiquinha, em geral eles se lembram de umas quatro ou cinco, quando na verdade ela compôs mais de 300, a maioria inédita”, diz Alexandre Dias. “Com o site, a gente espera um renascimento da obra de Chiquinha, com muita coisa sendo gravada pela primeira vez”, acrescenta.

Leia mais: http://tuit.in/kjS

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Cadernos de prova do Enem estão disponíveis para consultas na internet

Estão disponíveis na internet os cadernos de prova dos dois dias do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os interessados podem consultar e baixar o material no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep).
No primeiro dia, os candidatos responderam a 90 questões de ciências humanas e da natureza. Domingo (23), as provas foram de linguagens e matemática, além da redação, cujo tema foi "Viver em Rede no Século 21: os Limites entre o Público e o Privado".
Para evitar cola, o Inep faz versões diferentes da prova, cada uma identificada por uma cor. Neste ano, as cores foram azul, branca, amarela rosa e cinza . Todos os cadernos estão disponíveis para download.
O gabarito oficial deve ser divulgado até quarta-feira (26), segundo o edital, mas o Inep pode adiantar a publicação para esta terça-feira (25). Os resultados individuais dos participantes só serão divulgados em janeiro de 2012

Os caciques da tribo Brasil

...ninguém merece...

"Atividade Paranormal 3" lidera bilheterias mundiais

O filme de terror "Atividade Paranormal 3" liderou as bilheterias mundiais neste final de semana com vendas estimadas em 80 milhões de dólares em ingressos.
O terceiro filme da série sobre uma casa mal-assombrada liderou as vendas nos cinemas da América do Norte com 54 milhões de dólares nos Estados Unidos e no Canadá, a maior estreia para um filme de terror e recorde para um lançamento de outubro.
O filme arrecadou 26 milhões de dólares nos mercados internacionais durante o final de semana, segundo informou a distribuidora Paramount Pictures no domingo.
Assim como os dois primeiros filmes da série, "Atividade Paranormal 3" estreou pouco antes do Dia das Bruxas (Halloween) e foi produzido com um orçamento minúsculo diante dos padrões de Hollywood, de apenas 5 milhões de dólares.
O segundo lugar nas bilheterias ficou para a ação "Gigantes de Aço", campeão na América do Norte durante os últimos dois finais de semana, que escorregou uma posição com 11,3 milhões de dólares arrecadados. O filme traz Hugh Jackman no papel de um pai que, junto com o filho, tenta resgatar um robô lutador de boxe.
A refilmagem do clássico de dança dos anos 1980 "Footloose - Ritmo Louco" terminou em terceiro lugar nas bilheterias dos Estados Unidos e do Canadá, com 10,9 milhões de dólares, queda de apenas 30 por cento em relação ao seu final de semana de estreia.

Biografia de Jobs pode ser livro mais vendido na Amazon em 2011

A nova biografia do falecido presidente-executivo da Apple Steve Jobs pode ser o livro mais vendido da Amazon.com em 2011, afirmou uma porta-voz da maior varejista da Internet nesta segunda-feira.
A biografia "Steve Jobs", de Walter Isaacson, chegou às livrarias nesta segunda-feira, mas foi liberada mais cedo que o esperado na loja online de livros da Apple, a iBooks, e no Kindle, da Amazon, na noite de domingo.
O livro é o mais vendido na Amazon.com e também está listado como o livro digital mais vendido da empresa na loja de livros para o Kindle.
"Da forma como as coisas estão indo, ele pode muito provavelmente ser o nosso livro mais vendido no ano", afirmou a porta-voz da Amazon Brittany Turner em comunicado.
Turner não disse se as versões digitais da biografia estão vendendo mais que as físicas.
No entanto, James McQuivey, analista da Forrester Research, disse que em média 50 por cento dos livros mais vendidos são digitais e, em alguns casos isso pode chegar a 70 por cento.
"É muito provável que nos próximos seis meses este livro supere a versão física", disse.

Mostra de filmes sobre Van Gogh no Museu Alfredo Andersen

O Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS) oferece a mostra “Van Gogh no Cinema”, de 25 a 28 de outubro, sempre às 16 horas. O evento, que será realizado no auditório do Museu Alfredo Andersen (rua Mateus Leme, 336), apresenta filmes sobre o pintor holandês Vincent Van Gogh (1853-1890).
Serão exibidos longas-metragens de cineastas como Vincent Minelli, Robert Altmann e Maurice Pialat, com Van Gogh interpretado respectivamente por Kirk Douglas, Tim Roth e Jacques Dutronc. No último dia será apresentado um episódio do longa "Sonhos", de Akira Kurosawa, com o cineasta Martin Scorsese dando vida ao pintor, e o curta “Van Gogh”, de Alain Resnais.
Na sexta-feira (28), após a exibição dos dois curtas, o pintor Jair Mendes fala sobre a influência de Van Gogh na obra do pintor paranaense Miguel Bakun.
Programação
25/10 - Sede de viver (1956), de Vincent Minelli.
26/10 - Van Gogh: Vida e obra de um gênio (1990), de Robert Altmann.
27/10 - Van Gogh (1991), de Maurice Pialat.
28/10 - Van Gogh (1948), de Alain Resnais, e o episódio "Corvos" do filme "Sonhos", de Akira Kurosawa. Palestra de Jair Mendes: "A influência de Van Gogh na obra de Miguel Bakun".

Cinemateca promove seminário sobre cinema e leis de incentivo

Um dos mais reconhecidos especialistas em leis de incentivo no Brasil, o advogado Fábio Cesnik, é um dos convidados do seminário “Cinema e suas linguagens – Políticas culturais e leis de incentivo”, que a Fundação Cultural de Curitiba promove, na Cinemateca, de 25 a 27 de outubro. Cesnik é autor dos livros “Guia do Incentivo à Cultura” e coautor do livro “Projetos Culturais: Elaboração, Administração, Aspectos Legais e Busca do Patrocínio”. A palestra de Cesnik será nesta terça-feira (25), às 19h30.
Na quarta-feira (26), às 19h30, o seminário terá a participação da jornalista e documentarista Joana Nin, que falará sobre “Lei federais de incentivo e PLC (Projeto de Lei da Câmara) 116”. Joana Nin é professora de formatação, enquadramento e colocação pública de projetos na pós-graduação em Cinema Documentário da Fundação Getúlio Vargas.
Uma mesa-redonda sobre “O incentivo fiscal estatal e municipal” encerra o seminário na quinta-feira (27). Integram a mesa-redonda a diretora de Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Maria Hladczuk, o coordenador de Incentivo à Cultura da Secretaria de Estado da Cultura, Mauricio Stunitz Cruz, e o coordenador do Fundo Municipal de Apoio à Produção Artística e Cultural de Porto Alegre, Alexandre Magalhães e Silva.
Nos três dias do evento haverá, às 15h45, sessão de filmes em película realizados nos dez primeiros anos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Curitiba, e às 18h, sessão de filmes produzidos pelo Fundo Municipal de Apoio à Produção Artística e Cultural de Porto Alegre. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no local, com direito a certificado.

Programação completa em http://tuit.in/kjT

sábado, 22 de outubro de 2011

Curitiba e a Copa de 2014

A realidade é dura e o traço é de Tiago Recchia, via Gazeta do Povo.

Orquestra Sinfônica do Paraná repete concerto neste domingo com entrada franca

Para quem não assistiu ao concerto da quarta-feira (19), com participação de dois grandes talentos da música erudita, o maestro John Neschling e o jovem pianista polonês Piotr Banasik, esta é mais uma oportunidade.

O concerto será reapresentado neste domingo (23/10) às 11 horas com entrada franca. O repertório está composto por três obras, de três compositores diferentes: Abertura Concertante, do brasileiro Camargo Guarnieri; Concerto nº1 para piano, do músico húngaro e representante da Neudeutsche Schule (Nova Escola Alemã) Franz Liszt, com solo do pianista Piotr Banasik e Sinfonia n°2 em Re maior, Op.73, do alemão Johannes Brahms.

O pianista Piotr Banasik arrancou muitos aplausos da plateia presente no Guairão na noite de quarta-feira, e retornou ao palco para um bis. O convite para tocar com a Orquestra Sinfônica do Paraná partiu do maestro Osvaldo Ferreira depois da sua brilhante performance na última edição do Festival de Música de Curitiba. Formado apenas há 6 anos, o jovem músico vem se destacando em apresentações em diversos países e acumulando prêmios e menções honrosas em concursos e festivais, entre eles a Medalha do “International Maria Canals Competition” em Barcelona, e o 1° prêmio no “Young Musicians Festival in Gdańsk” (2002).

O maestro carioca John Neschling, condutor do concerto, encantou a todos com seu carisma e talento, que começou a se desenhar ainda em sua infância ao inciar seus estudos em piano. Seguiu a vocação para regência através de grandes profissionais como Hans Swarowsky (Viena) e Leonard Bernstein, maestro americano que dirigiu a Orquestra Filarmônica de Nova Iorque e deixou inúmeras composições.

Últimas apresentações do mês da criança no Teatro Guaíra

A programação da Associação para a Infância e Juventude (ATINJ/PR), Cia do Abração e Teatro Guaíra, dedicada ao público infanto-juvenil, está chegando ao fim. Resta ainda a apresentação de "Histórias de Brincar", neste domingo (23), às 16 horas, ambas no Auditório Salvador de Ferrante (Guairinha).

"Histórias de Brincar" é uma parceria entre o Trio Pererê e convidados, como a contadora de histórias "Marshmellow" e a cantora, compositora e contadora de histórias Bia Bedran. A ideia principal é fazer uma viagem pelo mundo da infância através das histórias, dos bonecos, dos objetos de cena e de muita música.

Já no Teatro José Maria Santos serão apresentadas mais duas atrações do Teatro para Piás e Gurias, projeto do Teatro Guaíra com edições realizadas todos os domingos, às 11 horas, com ingressos a R$ 5,00 e gratuitos para crianças até 12 anos.

Neste domingo (23) o Papo Coral, da Escola de Música Paidéia, apresentará canções infantis no espetáculo "Crianceiro", que traz um repertório com músicas de diversas culturas, com destaque para as do folclore brasileiro, sob a regência de Cristiane Alexandre.

O grupo é formado por crianças e jovens com idade de 6 a 19 anos e já participou de importantes espetáculos, incluindo a montagem da ópera “L'enfant et les Sortilèges”; a gravação de dois CDs e a realização de uma turnê em Portugal.

No último domingo do mês (30) a atração será sobre um clássico da literatura, “Montando Lobato”, com o grupo Di Trento, baseado nos textos do escritor brasileiro Monteiro Lobato. A encenação é apresentada com objetos e fantoches que vão surgindo de dentro de um grande livro que serve de cenário. O texto é de Élcio Di Trento, que também atua e manipula os fantoches. A direção é de Simone Kobachuk.

Governo do Paraná lança Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura

As secretarias de Estado da Educação (SEED) e da Cultura (SEEC) apresentam nesta segunda-feira (24), às 10 horas, o Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura (PELLL). Paraná e Mato Grosso do Sul são os dois únicos estados brasileiros a lançarem programas que definem metas para o setor pelos próximos 10 anos. A apresentação abre a Semana Nacional do Livro na Biblioteca Pública do Paraná.

O Plano tem o objetivo de democratizar o acesso ao livro, fomentar e valorizar a leitura, incentivar, apoiar e difundir a produção literária paranaense e dinamizar a cadeia produtiva do livro. Foram realizadas três audiências públicas - em Curitiba, Maringá e Foz do Iguaçu - para apresentação do texto proposto e para a coleta de sugestões da sociedade em geral.

Para o secretário da Cultura, Paulino Viapiana, o Plano representa um instrumento importante para definir as ações públicas que incentivem a leitura. “Faz parte das metas para a cultura, propostas por este governo, contribuir para que cada cidadão tenha acesso aos livros e o Paraná se transforme num estado leitor. Ler é uma das mais poderosas armas na construção da cidadania”, destaca.

Segundo o diretor da Biblioteca Pública do Paraná, Rogério Pereira, “uma biblioteca é tão importante quando uma rua asfaltada, um hospital ou um posto de saúde. Ela contribui para a evolução do município. Por isso a relevância do Plano”, diz.

Confira a programação completa da Semana Nacional do Livro e da Biblioteca no site www.cultura.pr.gov.br

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Coro da UFPR e Téssera Companhia de Dança se apresentam na Reitoria

A segunda temporada do Coro da Universidade Federal do Paraná, composto por trechos de óperas será esta semana, de quinta a sábado (dias 20, 21 e 22) às 20h30, no auditório da Reitoria (Rua XV de Novembro, 1299, Centro) e conta com participação da Téssera Companhia de Dança, da mesma instituição.
A regência será do maestro Álvaro Nadolny, com participação dos pianistas Karina Ferrer da Silva e Hermes Adriano Drechsel. O ingresso será 1 quilo de alimento não perecível, em benefício da APAV – Associação Paranaense Alegria de Viver, que atende crianças portadoras do vírus HIV.
O repertório está composto por uma seleção de trechos das obras: Macbeth, de Verdi, com destaques para o Sexteto Schiudi Inferno... e Patria Opressa. Também serão apresentados trechos da Danação de Fausto, de Berlioz: Coro dos Gnomos e Sylphes, este com participação do Téssera.
O maestro Álvaro Nadolny, que trabalha com o Coro há mais de 20 anos explica que o estudo destes trechos requer que o Coro aprimore os recursos sonoros visando representar, em ambos, a ambição humana, a ganância e suas consequências. “É uma reflexão oportuna nos dias de hoje. E a participação da Companhia de Dança no espetáculo agrega valores de representação artística do drama humano em estudo”, explica ele.

Ícones da doutrina cristã em exposição no Museu de Arte Sacra

Uma viagem pelos caminhos da fé é o que proporciona ao espectador a exposição “A Magia do Infinito”, em cartaz no Museu de Arte Sacra da Arquidiocese de Curitiba – Masac. As obras reunidas no Masac revelam o universo da artista paranaense Lúcia Calluf, que apresenta vários ícones da doutrina cristã envoltos pela força dos sentimentos. A mostra permanece aberta à visitação do público até o dia 1º de janeiro de 2011, com entrada franca.
Os trabalhos, realizados em tempos diferentes e com técnicas diversas, atestam o talento de Lúcia Calluf, uma artista inquieta e ousada, que coloca interpretação própria àquilo que produz. Fiel aos mestres Luiz Carlos de Andrade Lima e Alberto Massuda, dos quais recebeu influência dos traços rápidos e sinuosos, ela acrescenta o seu toque firme, ágil e vigoroso. O resultado leva o observador a apoderar-se das formas, das cores e dos sentimentos que permeiam as obras.
Entre os trabalhos expostos está o lirismo da madona com seu bebê ao colo, ao lado de Maria com seu filho deposto nos braços, a Pietá, indicando uma reflexão sobre a existência humana e a ligação entre terra e céu. Também surgem arcanjos, que nos confortam com sua missão de proteção, acalanto e cura. “Esta exposição é uma oração: tem início, meio e fim e nos confronta com alguns de nossos receios, nos faz refletir, conforta e ilumina”, destaca a artista plástica Waltraud Sekula, curadora da exposição.

Filme baseado em obra de Guimarães Rosa é o grande vencedor do Festival do Rio

O filme A Hora e a Vez de Augusto Matraga, de Vinicius Coimbra, ganhou o Troféu Redentor de melhor longa-metragem de ficção, na mostra competitiva da Première Brasil, da edição 2011 do Festival do Rio. A cerimônia de premiação foi realizada na noite de terça-feira (18), no Cine Odeon Petrobras, que fica na Cinelândia, centro do Rio. O Troféu Redentor de longa-metragem documentário ficou com As Canções, do cineasta Eduardo Coutinho. Além de premiados pelo júri oficial, os dois filmes foram os mais votados pelo público.
Baseado no conto do mesmo nome, de Guimarães Rosa, A Hora e a Vez de Augusto Matraga conta a história de um fazendeiro falido e violento, que vive acima da lei no sertão de Minas Gerais. O filme ainda levou os prêmios de melhor ator (João Miguel), melhor ator coadjuvante (José Wilker) e recebeu o prêmio especial do júri de melhor ator (Chico Anysio). A Hora e a Vez de Augusto Matraga é o primeiro longa-metragem dirigido por Vinicius Coimbra.
Veterano diretor de documentários, Eduardo Coutinho conquistou o Redentor da categoria com um trabalho que mostra pessoas cantando músicas que marcaram suas vidas e dividindo suas histórias. Já o prêmio especial do júri para documentário foi para Olhe para Mim de Novo, de Cláudia Priscila e Kiko Goifman. O filme é um road movie conduzido por um transexual masculino.
O Redentor de melhor direção de ficção ficou com Karim Aïnouz, por O Abismo Prateado, filme inspirado na música Olhos nos Olhos, de Chico Buarque. Camila Pitanga foi escolhida melhor atriz por Eu Receberia as Piores Notícias de Seus Lindos Lábios, de Beto Brant e Renato Ciasca, e Maria Luiza Mendonça, a melhor atriz coadjuvante, por sua atuação em Amanhã Nunca Mais, de Tadeu Jungle.
Os filmes Sudoeste, de Eduardo Nunes, e Mãe e Filha, de Petrus Cairy, dividiram o prêmio de melhor fotografia. A produção catarinense Qual Queijo Você Quer?, de Cintia Domit Bittar, ficou com o prêmio de melhor curta-metragem.

Circuito Cultural Banco do Brasil promove espetáculos inéditos

Pela primeira vez, Maria Bethânia dedicará um show inteiramente à obra de Chico Buarque, Lulu Santos cantará a fase roqueira de Roberto e Erasmo e Sandy dará nova roupagem às músicas do ídolo Michael Jackson. Idealizados e dirigidos por Monique Gardenberg, os três espetáculos inéditos acontecerão a partir de novembro, marcando a volta do Circuito Cultural, o projeto itinerante do Banco do Brasil que durante uma década levou arte e cultura aos quatro cantos do País.
Criado em 1999, o Circuito Cultural Banco do Brasil investiu nas mais variadas formas de manifestações artísticas. Suas 121 ações - de shows de música popular e instrumental a exposições, oficinas, palestras, mostras de vídeos e espetáculos de teatro e dança - percorreram 32 cidades e reuniram um público de mais de 1,25 milhão de pessoas.
Esta primeira série de shows - sempre apresentados em dias consecutivos - começa em Curitiba, no Teatro Guaíra, nos dias 18 (Lulu Santos), 19 (Sandy) e 20 (Maria Bethânia). Depois segue para São Paulo, Ribeirão Preto, Goiânia e Recife. A ideia é, a cada ano, ter grandes artistas da música brasileira abordando o repertório de um grande compositor.
As informações sobre venda de ingressos serão anunciadas em breve.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Workshop com o baterista americano Anthony King no Conservatório

Anthony King, premiado duas vezes como melhor baterista no Gospel Emmy Awards - o maior prêmio de música gospel, vai ministrar um workshop dia 20, a partir das 9h, no Conservatório de MPB (rua Mateus Leme, 66). O baterista vai abordar clássicos e modernos do soul, rhythm&blues e funk.
Nascido em Monterey, na Califórnia, Anthony King começou a tocar bateria aos cinco anos. Trabalhou para as gravadoras Motown e Polygram Internacional e gravou com grandes artistas como Rose Gaines, William Kennedy, John Cortez e Nu Beginnings. Também participou de vários workshops em São Paulo e, recentemente, esteve em um dos maiores festivais de bateria da atualidade, o The Laguna Drum Festival, em Torreon Coahula, no México.

Artista alemão apresenta nova forma de petit pavê no MON

Uma instalação está chamando a atenção do público que visita o Museu Oscar Niemeyer, um dos locais de exposições das obras da 6ª VentoSul – Bienal Internacional de Arte Contemporânea. Trata-se de uma plataforma de petit pavé, coberta por almofadas, do artista alemão Adrian Lohmüller, que convida os visitantes a sentar, refletir e relaxar sobre a obra.
Depois de bastante pesquisa sobre o petit pavê, pedra de origem portuguesa, o artista propõe um novo uso para ela, o de sentar e não pisar como habitualmente é feito nas calçadas feitas com o material. Batizada de “Uma Praça da Liberdade”, a obra foi criada especialmente para a Bienal de Curitiba.
Em Curitiba, as calçadas de petit pavé são bastante tradicionais. No Centro, é possível encontrar mosaicos feitos com as pedras brancas e pretas representando símbolos locais como a Araucária e o pinhão, além de nomes de prédios e empreendimentos.
Adrian Lohmüller nasceu em 1977, em Gengenbach, e hoje vive em Berlim. Seu trabalho já foi visto em importantes espaços culturais como Städtische Galerie Nordhorn e Mining the Moon, em Berlim. O artista participou também de eventos como a 6ª Bienal de Arte Contemporânea de Berlim.
A 6ª Bienal de Curitiba está aberta ao público até o dia 20 de novembro de 2011, com obras de mais de 80 artistas de 37 países dos cinco continentes. A programação geral inclui projeto educativo, palestras, mesas-redondas, cursos, oficinas, mostra de filmes, performances e interferências urbanas, ocupando os principais museus, centros culturais, ruas, praças e parques da cidade.
Para conferir a programação completa e obter mais informações sobre visitas guiadas e mediadas, de bicicleta, de van e a pé, basta acessar o site www.bienaldecuritiba.com.br.

Sala do Artista Popular expõe arte de Guaraqueçaba

A Sala do Artista Popular, unidade da Secretaria de Estado da Cultura, abriga a exposição Cerâmica de Guaraqueçaba, com trabalhos de três artistas do Litoral do Paraná. Dayse Lorenzo, Marinês Lopes da Silva e Galileu Gonçalves Cordeiro apresentam obras que retratam a região, com imagens religiosas, da pesca e da cultura local, como o Fandango e a Festa do Divino. A entrada é gratuita. A mostra fica aberta ao público até dia 18 de novembro.

Dayse Lorenzo é natural do Rio de Janeiro e fixou residência em Guaraqueçaba, onde montou um ateliê. A artista já ministrou oficinas de cerâmica no Rio Grande do Norte e na Paraíba e recebeu importantes prêmios com trabalhos de pintura sobre tela.

A paranaense Marinês Lopes da Silva desenvolve obras em argila desde os seis anos de idade. A infância em Guaraqueçaba fez com que a artista utilizasse a técnica para retratar a própria cidade nos objetos realizados

Galileu Gonçalves Cordeiro é um artista autodidata e trabalha com cerâmica e entalhes em madeira.

Maestro John Neschling rege concerto da Orquestra Sinfônica do Paraná

A Orquestra Sinfônica do Paraná traz ao palco do Guairão mais dois importantes representantes da música erudita: o maestro brasileiro John Neschling e o pianista polonês Piotr Banasik. Ambos são convidados para o concerto desta quarta-feira (19), que será realizado às 20 horas.

John Neschling assumirá a regência da Orquestra nesta apresentação, com repertório composto por três obras. A primeira é Abertura Concertante, do compositor e regente brasileiro Camargo Guarnieri. A segunda peça será Concerto nº 1 para Piano, de Franz Liszt, que terá Piotr Banasik como solista. Para encerrar, a Sinfonia n° 2 em Re maior, Op.73, de Johannes Brahms.

Convidados – John Neschling nasceu no Rio de Janeiro em 1947. Começou a estudar piano muito cedo e logo seguiu a vocação para a regência. Foi diretor artístico de diversos teatros, entre eles o Teatro São Carlos, em Lisboa, o Teatro Massimo, em Palermo, e a Ópera de Bordeaux, além dos teatros municipais de São Paulo e do Rio de Janeiro. Ganhou diversos concursos internacionais de regência e esteve à frente da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo durante doze anos, nos quais elevou o grupo a níveis internacionais.

Piotr Banasik formou-se em 2005, com a mais alta distinção, na Academia de Música de Katowice e, desde então, participa de numerosos master classes. Já ganhou inúmeros prêmios e menções honrosas em concursos e festivais na Polônia em outros países, tais como a Medalha do “International Maria Canals Competition” em Barcelona, e o 1° prêmio no “Young Musicians Festival in Gdańsk” (2002). Desde 1998 realiza recitais e se apresenta como solista em concertos sinfônicos em diversos países, além de fazer gravações solo para a rádio e a televisão polacas.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Carro do filme “De Volta Para o Futuro” vai a leilão em prol de fundação de ator

Um dos carros usados como máquina do tempo nos filmes "De Volta Para o Futuro" será leiloado em dezembro próximo, em prol da Fundação Michael J. Fox, liderada pelo ator que protagonizou os longas da franquia. A entidade arrecada fundos para pesquisas sobre o Mal de Parkinson, que acomete Fox. Além do veículo, outros 100 objetos usados na franquia serão vendidos no leilão beneficente que vai durar 3 dias.
O carro que irá à venda é um dos 7 DeLorean que apareceram na trilogia e está avaliado entre US$ 400 mil e US$ 600 mil (R$ 708 mil e R$ 1,062 milhão, na cotação desta segunda). "Foi usado na cena em que Fox está em 1955 e vai para 1885, encontrar Doc (cientista interpretado por Christopher Lloyd). Foi construído para uso off-road", descreve a organizadora do leilão, Profiles in History, famosa por exibir e vender relíquias do cinema. A cena é do filme "De Volta Para o Futuro III", segundo a entidade.
A Profiles in History diz que restaram apenas três carros usados nos filmes e o que será leiloado é o único que permanecia em propriedade particular. "Ele vem com certificado de autenticidade da Universal Studios e recibo original de venda", diz o site da empresa.

Sérgio Sant’Anna participa de bate-papo na Biblioteca Pública

O escritor carioca Sérgio Sant'Anna é o convidado da edição deste mês do projeto “Um Escritor na Biblioteca”, bate-papo promovido pela Biblioteca Pública do Paraná (rua Cândido Lopes, 133). O evento tem entrada franca e acontece nesta terça-feira (18), às 19 horas, com mediação do jornalista e escritor Luís Henrique Pellanda.

Durante os encontros, os autores falam sobre sua formação como leitores e escritores e o papel das bibliotecas em sua trajetória. As conversas são transcritas, editadas e publicadas pelo Cândido, jornal de literatura da biblioteca. A TV E-Paraná também grava e transmite os bate-papos em sua grade de programação. Em 2011, já passaram pelo projeto autores como Luiz Ruffato, Reinaldo Moraes e Marçal Aquino, entre outros.

Sérgio Sant'Anna nasceu no Rio de Janeiro, em 1941. Iniciou sua carreira de escritor em 1969, com os contos de “O Sobrevivente”. Recebeu quatro vezes o prêmio Jabuti, o último por “O Voo da Madrugada” (2003), que recebeu também o prêmio APCA e o segundo lugar no prêmio Portugal Telecom de Literatura.

Lenine lança novo álbum nesta semana

Primeiro disco de inéditas de Lenine em três anos, “Chão” (Casa 9/Universal Music) traz dez composições do músico pernambucano, feitas com alguns de seus parceiros habituais, casos de Lula Queiroga e Carlos Rennó. O CD chega às lojas ainda nesta semana, com produção assinada pelo próprio Lenine, ao lado de Jr Tostoi e Bruno Giorgi (filho do artista).
Entre as novidades, destaque para a faixa-título, “Seres Estranhos”, “Se Não For Amor eu Cegue”, “Uma Canção É Só” e “Amor É pra Quem Ama”. A capa do álbum traz a imagem de Tom, neto de Lenine, dormindo no seu colo: “Nesse momento, eu era o seu chão”, comentou Lenine em seu blog, fazendo referência ao título de seu sexto CD com canções inéditas.

Mari Lopes e Ana Sonia Barros celebram parceria com show no Teatro do Paiol

A próxima Terça Brasileira está especial. As compositoras, intérpretes e instrumentistas Mari Lopes e Ana Sonia Barros comemoram quinze anos de parceria com um show no dia 18, às 20h, no Teatro do Paiol.
As duas amigas se conheceram no antigo Clube dos Compositores e não pararam mais de produzir música de qualidade. Além de participar de vários projetos musicais e culturais no Paraná e em Santa Catarina, as cantoras atuaram no grupo "Quebra-Quatro", com o qual realizaram mais de 80 shows em teatros, espaços culturais e parques da cidade.
No show "Quinze anos de canções", elas trazem um repertório com composições próprias, já conhecidas, e também canções de nomes consagrados da MPB como Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Rosa Passos, Chico Buarque e Lenine. O show promete ser diversificado ao som de samba, frevo, valsa, choro e outros ritmos.

Paranaenses vencem Prêmio Jabuti de “Contos e Crônicas” e “Reportagem”

Os escritores paranaenses Dalton Trevisan e Laurentino Gomes foram agraciados, na tarde desta segunda-feira (17), com o 53º Jabuti, o mais antigo e prestigioso prêmio literário do país, concedido pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) desde 1959.
Trevisan ganhou na categoria “Contos e Crônicas”, com Desgracida. O livro 1822, de Gomes, foi considerado o melhor livro-reportagem de 2011. Outra conquista relevante para a literatura paranaense foi a de José Castello, carioca que há 17 anos vive em Curitiba, e venceu a categoria “Romance”, com o livro Ribamar.
Para o secretário de Estado da Cultura, Paulino Viapiana, o prêmio dá maior destaque à produção literária do Paraná. “É muito gratificante ver que mais uma vez temos grandes nomes figurando entre os vencedores do Jabuti. É uma honra e um reconhecimento importante da produção literária paranaense. Só podemos comemorar”, disse.
Este é o quarto Jabuti da carreira de Trevisan. Conhecido pela sua reclusão, o autor curitibano é considerado o maior contista vivo do Brasil. Desde 1959, quando fez sua estreia literária com "Novelas Nada Exemplares", marcou a ferro quente seu nome na literatura Brasileira. Entre suas obras mais notáveis estão "Cemitério de Elefantes", "O Vampiro de Curitiba" e "Guerra Conjugal".
Autor do livro "1808", sobre a fuga da família real portuguesa para o Brasil, o escritor Laurentino Gomes ganhou, com 1822, seu segundo Prêmio Jabuti. Nascido em Maringá, o autor é formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná, com pós-graduação em Administração pela Universidade de São Paulo.
Trabalhou como repórter e editor para o jornal O Estado de S. Paulo e a revista Veja e foi diretor da Editora Abril. É membro titular da Academia Paranaense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo. Castello é jornalista e escritor, colunista do suplemento Prosa & Verso, de O Globo, autor de "Vinicius de Moraes: O poeta da paixão" (1993), "Inventário das sombras" (1999) e "A literatura na poltrona" (2007).

O Prêmio – A edição 2011 do Jabuti passou por duas mudanças no regulamento. A primeira foi a ampliação no número de categorias, que subiu de 21 para 29. Além disso, nesta edição, cada categoria teve apenas um vencedor – antes, as três publicações mais bem votadas eram premiadas.
A última etapa do prêmio acontece no dia 30 de novembro, durante a cerimônia de premiação dos vencedores, quando também serão conhecidos o Livro do Ano Ficção e Livro do Ano Não-Ficção, prêmio máximo do Jabuti. Dalton Trevisan, Laurentino Gomes e José Castello também concorrem nesta categoria.

Quadrinista Ulli Lust em Curitiba

A quadrinista austríaca de grande destaque na Europa, Ulli Lust, estará pela primeira vez em Curitiba. Sua passagem pela cidade será curta, porém repleta de atividades. Durante os dias 17 e 18 de outubro, Ulli realizará uma palestra (com tradução simultânea) na Gibiteca (Rua Carlos Cavalcanti, 533), nesta segunda-feira (17) às 19h e irá abrir uma exposição com suas obras no Goethe-Institut (Reinaldino S. de Quadros, 33, Alto da XV), no dia 18, também às 19h.
Ulli mora na Alemanha, onde é chefe da editora online electrocomics.com, a qual publica histórias em quadrinhos e livros eletrônicos. A maioria das suas reportagens é baseada em pesquisas jornalísticas, como no livro "Alltagsspionage" ("Espionagem do dia a dia") ou na série "Minireportagen aus Berlin" ("Mini-reportagens de Berlim"). A quadrinista também criou contos erótico-mitológicos, os "springpoems", baseados em mitologias pré-históricas que descrevem o ritual de fertilidade em forma de quadrinhos. Além disso, já recebeu diversos prêmios, entre eles o Prix Revolution no Festival de Angoulême (França), considerado o maior evento de quadrinhos no mundo.

Paiol Literário recebe Nuno Ramos

O escritor e artista plástico Nuno Ramos participa nesta segunda-feira (17) do Paiol Literário, projeto desenvolvido pelo jornal Rascunho em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba, o Sesi Paraná e a Fiep. O encontro, que será mediado pelo editor e jornalista Rogério Pereira, acontece às 20 horas no Teatro do Paiol.
Formado em Filosofia pela Universidade de São Paulo, Nuno Ramos é pintor, desenhista, escultor, escritor, cineasta, cenógrafo e compositor. Começou a pintar em 1984 e desde então tem exposto regularmente no Brasil e no exterior. Como escritor, publicou O mau vidraceiro (2010), Ensaio geral (2007), O pão do corvo (2001), Cujo (1993) e Ó (2008), pelo qual recebeu o Prêmio Portugal Telecom de Literatura em 2009.

sábado, 15 de outubro de 2011

Os professores no cinema

O professor sempre foi um dos personagens preferidos do cinema e normalmente seus filmes fizeram sucesso. Normalmente, o professor assumia a turma mais rebelde da escola e misturava o papel de professor com o de pai e psicólogo. Mas o cinema mostrou-o também em comédias, musicais e até em aventuras. Todos, à sua maneira, revolucionaram a vida de seus alunos. E, claro, de muitos espectadores.
Sem puxar muito pela memória, lembramos de professores famosos como Mark Thackeray (Sidney Poitier), um engenheiro desempregado e aceita dar aulas até conseguir um emprego em Ao Mestre Com Carinho. Ou o bem-humorado e extrovertido John Keating (Robin Williams), em Sociedade dos Poetas Mortos, que mudou a vida de um grupo de jovens estudantes que passaram a viver a filosofia ‘carpe diem’ (aproveite o dia).
Os professores do filme francês Entre os Muros da Escola propõem uma profunda e pertinente reflexão sobre o ensino contemporâneo. A escola parece ensinar, atualmente, da mesma forma que educava os alunos no século XIX. A tradição parece não dar conta dos alunos globalizados, críticos e desafiadores que estão na sala de aula. O ator François Bégaudeau, que vive o professor François Marin é o autor do livro que deu origem ao filme
O Clube do Imperador relata a história de um professor de Cultura Latina (Kevin Kline), que forma um clube em que tenta moldar a personalidade dos alunos usando os bons exemplos dos personagens históricos. Em Meu Mestre, Minha Vida, o arrogante e autoritário professor Joe Clark (Morgan Freeman) é convidado por um amigo a assumir o cargo de diretor na problemática escola. Já vimos essa história...
Hilary Swank, Julia Roberts e Michelle Pfeiffer ensinaram em ambientes sociais problemáticos e violentos. Em Escritores da Liberdade, uma jovem professora, Erin ( Hilary Swank), revoluciona os métodos de ensino ao entregar aos seus alunos um caderno para que escrevessem, diariamente, sobre aspectos de suas próprias vidas, desde conflitos internos até problemas familiares. Situado nos anos 1950, O Sorriso de Mona Lisa traz Julia Roberts na pele de uma professora de História da Arte contra o conservadorismo da sociedade. Ela tenta fazer suas alunas fugirem da sina de se tornar donas de casa submissas depois de completar os estudos. Em Mentes perigosas, Michelle Pfeiffer vive a professora LouAnne Jonhson, uma ex-fuzileira naval que demonstra o verdadeiro valor da educação aos alunos que até então não tinham interesse pelos estudos.
O bom-humor também vai às aulas. No filme A Escola de Rock, o músico Dewey Finn (Jack Black), se passa por professor para ganhar um dinheiro extra e acaba descobrindo que seus alunos têm talento para a música. Em suas aulas, o assunto é rock. O Professor Aloprado já foi vivido por Jerry Lewis e Eddie Murphy. Ele é atrapalhado, tímido, sem vida social e constantemente alvo de brincadeiras dos alunos. Até que um dia ele testa uma nova experiência para torná-lo uma pessoa elegante, charmosa, inteligente e irresistível com as mulheres.
Como estes, muitos atores já foram professores na telona. Fácil de lembrar de Harrison Ford (Indiana Jones), Arnold Schwarzenegger (Um Tira no Jardim de Infância), Jodie Foster (Anna e o Rei), Patrick Stewart (X-Men), Imelda Staunton (Harry Potter e a Ordem da Fênix), Helen Mirren (Tentação Fatal), Judi Dench (Notas Sobre um Escândalo), Michael Redgrave (Nunca Te Amei), Jeffrey Jones (Curtindo a Vida Adoidado), Richard Dreyfuss (Mr. Holland: Adorável Professor), Anne Bancroft (O Milagre de Anne Sullivan), Edward James Olmos (O Preço do Desafio), Glenn Ford (Sementes de Violência) e... bem, essa lista vai longe...
Essa brincadeira foi uma forma de homenagear os professores. Os que me ensinaram, os que ensinaram meus filhos, os que ainda são amigos e as amizades que fiz com mestres através do tempo.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Nos cinemas, filmes para todos os gostos

QUAL SEU NÚMERO? - Disposta a encontrar seu homem ideal, Ally (Anna Faris) resolve vasculhar seu passado amoroso, com a intensão de encontrar esta pessoa entre seus ex-namorados. Esse desespero não é à toa: Ally está solteira, acaba de perder o emprego e percebe que os anos estão passando e ela está ficando para trás - até sua irmã mais nova vai se casar.
Como se isso não fosse suficiente, suas preocupações aumentam quando se depara com uma pesquisa que diz que a média de namorados que uma mulher tem em toda vida é 10,5. Além disso, 96% daquela que já namoraram 20 ou mais homens acabam não se casando. Como a conta de Ally está nos 20, é bom ela correr, se não quiser ficar para titia.
Para a missão de encontrar seu possível marido, a jovem conta com a ajuda de seu vizinho Colly (Chris Evans), um mulherengo que topa o desafio em troca de usar o apartamento de Ally para fugir de suas ex-namoradas.
Inspirada no livro “20 Times a Lady”, de Karyn Bosnak, a comédia Qual Seu Número é dirigida por Mark Mylod (Entourage) e tem roteiro assinado por Gabrielle Allan e Jennifer Crittenden.

WINTER, O GOLFINHO - Uma história de superação baseada em fatos reais assinada por Charles Martin Smith (ator do premiado Os Intocáveis) e protagonizada pelo verdadeiro animal que inspirou a produção do longa.
A narrativa apresenta Winter, um golfinho fêmea que nadava pelo oceano livremente quando ficou preso numa armadilha para caranguejos e teve sua cauda danificada de modo irreversível. Como um animal desses não sobrevive sem a cauda, todos perdem as esperanças de salvá-lo no Hospital Marinho de Clearwater, na Flórida, para onde é levado. Todos, menos Sawyer (Nathan Gamble), um garoto disposto a tudo para salvar seu mais novo amigo.
O menino conta com o apoio de um biólogo marinho e com o talento de um brilhante médico de próteses, interpretado por Morgan Freeman, na tentativa de criar uma prótese que ajude o golfinho a voltar a nadar.

NÃO TENHA MEDO DO ESCURO - A pequena Sally Hurst (Bailee Madison) é uma garotinha solitária e muito curiosa que acaba de chegar a Rhode Island para morar com o pai Alex (Guy Pearce) e sua nova namorada Kim (Katie Holmes) num casarão do século 19 que o casal está reformando.
Numa de suas expedições pela mansão, a garota encontra um porão secreto, intocado desde que o antigo morador e construtor da casa desapareceu há um século. Mas o local não é um simples ambiente da propriedade. Lá residem criaturas obscuras que, libertadas por Sally, querem levar a menina para as profundezas.
Agora, ela precisa provar para seu pai que essa história não é invenção da mente de uma criança antes que as criaturas a arrastem para o mundo das trevas.
Não Tenha Medo do Escuro é roteirizado e produzido por Guillermo del Toro, reconhecido pelos longas Hellboy (2004) e O Labirinto do Fauno (2006).

ESSES AMORES - Ilva, interpretada pela atriz Audrey Dana, é uma mulher à frente de seu tempo: a primeira metade do século 20. A personagem vive duas paixões simultaneamente e não se deixa influenciar pelas dificuldades ou regras sociais que possam lhe afastar de seus sonhos.
A noite francesa e a guerra ambientam a história contada em Esses Amores. A trama, que envolve a romântica e corajosa protagonista, era um antigo projeto do diretor Claude Lelouch e foi idealizado para sintetizar sua carreira, com influências de seus trabalhos anteriores.
Algumas dessas referências estão presentes no elenco. O diretor trabalhou com a atriz Audrey Dana no filme Crimes de Autor (2007) e com Anouk Aimée em Um Homem, Uma Mulher (1966).

Coleção Brasiliana Itaú está em cartaz no MON

Uma das mais completas coleções relacionadas à cultura brasileira, a Brasiliana Itaú, está em exposição no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba. Quase 300 itens estarão distribuídos nos mil metros quadrados das salas Tarsila do Amaral e Guignard. A coleção é resultado do interesse de Olavo Setúbal (1923-2008), executivo do Itaú, pelas manifestações culturais do país. “Setúbal formulou o projeto de construir uma grande coleção de peças de natureza diversa, inteiramente dedicada ao Brasil, à sua história, à arte e à literatura, batizando-a de Brasiliana Itaú”, afirma Pedro Corrêa do Lago, o curador da exposição.

A mostra está dividida em sete núcleos que contemplam os conteúdos do século 16 até o século 20. São desenhos, gravuras, primeiras edições de obras literárias, manuscritos, objetos e entre as curiosidades há uma luneta que pertenceu a Santos Dumont.

A diretora do Museu Oscar Niemeyer, Estela Sandrini, afirma que essa exposição vai viabilizar ao público um olhar sobre o passado, que pode proporcionar conhecimento e uma redescoberta do Brasil. “Vamos entrar em contato com documentos e parte significativa do legado cultural que nos explica e nos decifra”, diz Estela.

Anteriormente, a Brasiliana Itaú esteve em São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Fortaleza e Brasília. “Agora o Paraná confirma a sua vocação de ser um Estado de caminhos ao abrir espaço para esta exposição itinerante, verdadeiro marco no calendário das artes visuais”, completa Estela.

Criador da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Leon Cakoff morre aos 63 anos

Um dos maiores nomes da resistência cultural no Brasil durante a ditadura, Leon Cakoff, fundador da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, morreu nesta sexta-feira, dia 14 de outubro, por conta de complicações decorrentes de um melanoma. Ele estava internado há duas semanas no Hospital São José, em São Paulo.

Leon Cakoff nasceu Leon Chadarevian em Alepo, na Síria, em 25 de junho de 1948. Veio para o Brasil com a família aos oito anos de idade e formou-se pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Por problemas com o regime militar, adotou o pseudônimo Cakoff, que nunca mais abandonou.

Leon foi casado durante 22 anos com Renata de Almeida, atual diretora da Mostra. Ela dirige a Mostra a seu lado desde a 13ª edição do evento, em 1989.

Ele começou a carreira em 1969 como jornalista e depois crítico de cinema nos Diários Associados. A partir de 1974, dirigiu o Departamento de Cinema do Museu de Arte de São Paulo (Masp) e iniciou a programação de mostras e ciclos no museu.

Em 1977, para comemorar os 30 anos do Masp, Leon criou a 1ª Mostra Internacional de Cinema, com 16 longas e 7 curtas brasileiros e internacionais. Logo no primeiro ano, foi criada uma das maiores marcas do festival, o prêmio com o voto do público, que na primeira edição foi para “Lúcio Flávio, O Passageiro da Agonia”, de Hector Babenco. Um artigo do Jornal do Brasil da época registrava que “a Mostra é o único lugar onde se pode votar no país”.

Leia mais em http://blog.mostra.org/808

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Com versão em 3D, Os Três Mosqueteiros chega à telona

A clássica história de D'Artagnan e Os Três Mosqueteiros chega aos cinemas pela primeira vez com a tecnologia 3D e cheia de efeitos especiais. A nova adaptação do romance histórico escrito por Alexandre Dumas em 1844 é protagonizada por Logan Lerman (D'Artagnan), Ray Stevenson (Porthos), Luke Evans (Aramis) e Matthew Macfadyen (Athos).
Assinado por Paul W. S. Anderson - o mesmo diretor de Resident Evil 4: Recomeço -, o filme traz a saga do jovem D'Artagnan que viaja para Paris a fim de se juntar ao trio de mosqueteiros formado por Porthos, Aramis e Athos.
Juntos, os quatro bravos homens devem unir forças para deter os avanços do vilão cardeal Richelieu (Christoph Waltz) e defender-se das artimanhas da bela e perigosa milady de Winter (Milla Jovovich) antes que a Europa entre em guerra.
Veja o trailer: http://tuit.in/j9d

Museus da Secretaria da Cultura abrem neste feriado

Nesta quarta-feira (12), feriado de Nossa Senhora Aparecida, os museus da Secretaria de Estado da Cultura estarão abertos em horários especiais, com uma agenda diversificada de exposições. Veja as atrações.

O Museu Alfredo Andersen abriga a mostra Grupo Moeda e a intervenção do artista chinês Zhang Enli, que integra a programação da 6ª VentoSul – Bienal de Curitiba.

Na Casa Andrade Muricy também há mostras da 6ª VentoSul. São 17 artistas – nacionais e internacionais – com obras no espaço.

No Museu Oscar Niemeyer, nove exposições estão em caraz: Coleção Brasiliana Itaú, Marc Riboud, De Valentim a Valentim, 6ª VentoSul – Bienal de Curitiba, Gaspar Gasparian – Um Fotógrafo, Piotr Kunce – Cartazes Poloneses, MAP: Início do Acervo MON, Mulheres no Acervo MON e Da Materialidade ao Vazio – Projeto Desinstalação. Além disso, há as mostras permanentes, como a do Espaço Niemeyer, que recupera toda trajetória do arquiteto, e também o pátio das esculturas.

Na Casa João Turin, o público pode conferir Mulheres retratadas por João Turin e Três escultores: João Turin, Zaco Paraná e Erbo Stenzel.

No Museu de Arte Contemporânea do Paraná é possível visitar sete exposições: Olhar & Pensamento, com obras do acervo; Coleção de coisas inanimadas, de Beatriz Nocera; Jardim de passiflora, de Juliane Fuganti; Junções Intermitentes, de Pedro Goria; Ou onde habitam as imagens, de Roberto Pitella; Relatos de viagens, de Rossana Guimarães; e Paisagem deslocada – Pinturas Marcus André. Ficam em cartaz até dia 23 de outubro.

O circuito de exposições de longa duração do Museu Paranaense aborda temas relacionados à história da ocupação do território e da constituição da sociedade do Estado. No momento, também estão em cartaz duas exposições temporárias: Uniformes, acessórios e armas – Militares no Paraná e Negros no Paraná.

Voltaremos a receber cartas! TST determina fim da greve dos Correios a partir de quinta-feira

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) determinou ontem (11) que os trabalhadores dos Correios, em greve há 28 dias, voltem ao trabalho a partir desta quinta-feira (13), já que hoje (12) é feriado nacional. No julgamento do dissídio coletivo pela Seção Especializada em Dissídios Coletivos (SDC), os ministros também autorizaram a empresa a descontar no salário dos grevistas o equivalente a sete dias de greve e os demais 21 dias de paralisação devem ser compensados com trabalho extra nos fins de semana. No caso de descumprimento da determinação, a multa diária estabelecida foi R$ 50 mil.
O relator do processo, ministro Maurício Godinho Delgado, considerou a greve não abusiva e sugeriu que todos os dias não trabalhados fossem apenas compensados com trabalho extra, e não com o desconto no salário dos trabalhadores. Já o presidente do TST, ministro João Oreste Dalazen, defendeu o desconto de todos os dias parados. Segundo ele, a legislação determina que a empresa não tem obrigação de pagar pelos dias em que os serviços não foram prestados, pois a greve implica em uma quebra de contrato entre empresa e trabalhadores.
Para Dalazen, houve falta de razoabilidade e de bom-senso na condução da greve pelos trabalhadores. “A solução negociada deveria ter sido alcançada em diversos momentos e não se alcançou por falta de sensibilidade e porque há pessoas infiltradas no movimento paredista que talvez estejam mais interessadas em que haja uma radicalização de posições. A greve em determinados momentos teve contornos inequivocadamente políticos”.
Em relação às cláusulas financeiras, os ministros determinaram que sejam cumpridos os pontos do acordo firmado na primeira audiência de conciliação entre as partes, que prevê o aumento real de R$ 80 a partir de 1º de outubro e reajuste linear do salário e dos benefícios de 6,87% retroativo a 1º de agosto.

Câmara dos Deputados aprova cadeiras especiais para obesos em espetáculos e transportes

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou nesta terça-feira (11), em caráter conclusivo, a obrigatoriedade da instalação de assentos especiais para pessoas obesas em locais de espetáculos, entretenimento, esportes, conferências, aulas e similares e em veículos de transporte coletivo.
O texto aprovado é o substitutivo da Comissão de Viação e Transportes ao Projeto de Lei 668/07, do deputado Manoel Junior (PMDB-PB). Pelo substitutivo, esses assentos deverão representar pelo menos 5% do total de lugares disponíveis, com exceção do caso dos veículos de transporte coletivo, para os quais não é estabelecido percentual mínimo. O texto original previa a reserva mínima de 10% dos assentos nos dois casos.
A proposta altera a Lei 10.098/00, que estabelece normas para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida.
Apensados - Os projetos de lei 1912/07, 1981/07, 2272/07 e 2395/07, que tratam de matérias similares e tramitam apensados ao PL 668/07, também foram aprovados. Os textos seguirão agora para o Senado, exceto se houver recurso para que sejam analisados pelo Plenário da Câmara.
O relator na CCJ, deputado Maurício Quintella Lessa (PR-AL), defendeu a aprovação de todas as propostas. “Os projetos buscam aumentar o conforto de um grande contingente de pessoas espalhadas pelo País, vítimas de uma condição que as aproxima dos portadores de deficiência”, ressaltou.

domingo, 9 de outubro de 2011

Hoje tem Ivan Lins e Anna Maria Jopek no Canal da Música

Um encontro musical inusitado reúne dois grandes talentos da Polônia e do Brasil. De um lado a cantora Anna Maria Jopek, do outro o cantor, compositor e pianista brasileiro Ivan Lins. Eles vão se encontrar em Curitiba nesta segunda-feira (10), às 20 horas, no grande auditório do Canal da Música (R. Júlio Perneta, 695, Mercês). O show é um desdobramento de um projeto que a artista polonesa realiza há alguns anos e que já resultou no disco “Sobremesa”, com músicas de compositores da língua portuguesa, entre eles Ivan Lins. Os dois vão mostrar ao público curitibano parte deste disco – quando cantarão juntos algumas músicas do brasileiro – e também em momentos solos quando vão mostrar um pouco de seus trabalhos autorais.
A cantora Anna Maria Jopek (aqui http://tuit.in/j6P cantando “Acaso”) esclarece que esse espetáculo é muito especial para ela. E revela que é muito bom reencontrar o músico brasileiro. “Na verdade nossa parceria já começou há algum tempo quando gravamos juntos em Portugal, para meu novo disco. A sintonia foi ótima e é muito bom estar ao lado do Ivan novamente”, diz Anna Maria. Além deste projeto, a artista polonesa está preparando outros dois lançamentos, com influência da música de outras línguas. Desta vez ela e seu grupo de músicos viajam ao redor do mundo, conhecendo novos músicos e ritmos para a gravação do novo projeto.

"Gigantes de Aço" lidera bilheterias do fim de semana nos EUA

O filme de ação "Gigantes de Aço", uma história futurística sobre robôs lutadores, foi o líder das bilheterias no mercado dos Estados Unidos e Canadá no fim de semana, de acordo com estimativas dos estúdios compiladas pela Reuters neste domingo.
"Gigantes de Aço", estrelando Hugh Jackman, arrecadou cerca de 27,3 milhões de dólares nos cinemas da América do Norte, informou a Walt Disney.
O novo thriller político de George Clooney "Tudo pelo Poder" ficou em segundo lugar, com 10,4 milhões de dólares. A terceira posição foi para "Winter, o Golfinho", com 9,2 milhões de dólares arrecadados.
O filme estreia por aqui no dia 21 de outubro. Veja o trailer: http://tuit.in/j6O

Boina de John Wayne é vendida por quase R$ 320 mil

Uma boina usada pelo ator americano John Wayne no filme Os Boinas Verdes, de 1969, foi vendida por quase US$ 180 mil (quase R$ 320 mil) em um leilão nos Estados Unidos.
Um total de US$ 5,3 milhões foi arrecadado na venda de mais de 700 roupas e objetos do ator morto em 1979.
Parte do valor será destinado para a John Wayne Cancer Foundation.
Um tapa-olho usado por Wayne no filme Bravura Indômita (69) foi vendido por US$ 47.800.
O leilão em Los Angeles foi o primeiro de objetos pertencentes ao ator. Vários itens excederam o valor estimado
O organizador do leilão, a empresa Heritage Auctions, disse que o valor da boina estabeleceu o novo recorde para chapéus usados no cinema.
John Wayne, mais conhecido por seus papeis em filmes de faroeste, participou de mais de 150 produções ao longo de cinco décadas.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Três mulheres da Libéria e Iêmen dividem Nobel da Paz

Reuters) - Três mulheres que fizeram campanha pelos direitos humanos e pelo fim da violência na Libéria e no Iêmen, incluindo a presidente liberiana, Ellen Johnson-Sirleaf, ganharam o Prêmio Nobel da Paz nesta sexta-feira, informou o chefe do comitê norueguês do Nobel.
Outra liberiana, Leymah Gbowee, que mobilizou mulheres contra a guerra civil no país ao organizar uma "greve de sexo", e Tawakkul Karman, que trabalhou no Iêmen, vão dividir o prêmio avaliado em 1,5 milhão de dólares com Johnson-Sirleaf, que enfrenta a reeleição para um segundo mandato como presidente na terça-feira.
"Não podemos alcançar a democracia e a paz duradoura no mundo a não ser que as mulheres obtenham as mesmas oportunidades que os homens para influenciar o desenvolvimento em todos os níveis da sociedade", disse o presidente do comitê, Thorbjoern Jagland, a repórteres.
"O Prêmio Nobel da Paz de 2011 será dividido em três partes iguais entre Ellen Johnson-Sirleaf, Leymah Gbowee e Tawakkul Karman pela sua luta não-violenta pela segurança da mulher e pelos direitos das mulheres de participação integral no trabalho de construção da paz".
Johnson-Sirleaf, de 72 anos, é a primeira mulher eleita presidente livremente na África. Gbowee mobilizou e organizou mulheres de linhas divisórias étnicas e religiosas para tentar pôr um fim na guerra da Libéria e para assegurar a participação das mulheres nas eleições.
O comitê acrescentou: "Nas circunstâncias mais árduas, tanto antes quanto depois da Primavera Árabe, Tawakkul Karman desempenhou um papel de liderança na luta pelos direitos das mulheres e pela democracia e paz no Iêmen".
"A esperança do Comitê Norueguês do Nobel é que o prêmio para Ellen Johnson-Sirleaf, Leymah Gbowee e Tawakkul Karman ajude a colocar um fim na supressão das mulheres que ainda ocorre em muitas países, e constatar o grande potencial de democracia e paz que as mulheres podem representar".
Falando por telefone de Monróvia, o filho de Johnson-Sirleaf disse à Reuters que estava "superanimado. Essa é uma grande notícia e temos que comemorar".

No cinema: risos e sustos americanos

EU QUERIA TER A SUA VIDA - Sabe aquela história de que a grama do vizinho é sempre mais verde? Ryan Reynolds e Jason Bateman vão perceber que não é bem assim.
Em Eu Queria Ter a Sua Vida, Reynolds é Mitch, um solteiro que gosta de aproveitar a vida sem responsabilidades e com muitas mulheres. Já Bateman dá vida a Dave, um homem casado, com dois filhos e um ótimo emprego. Mas nenhum dos dois está satisfeito.
A reviravolta acontece quando, após um dia de bebedeira, eles acordam em corpos trocados e agora precisam correr contra o tempo para um não acabar destruindo a vida do outro.
A comédia foi escrita por Jon Lucas e Scott Moore, a dupla de roteiristas responsável pelo sucesso Se Beber, Não Case. A direção ficou por conta de David Dobkin, de Penetras Bons de Bico.

A HORA DO ESPANTO - Em 1985, Tom Holland dirigiu um filme de terror que fez sucesso e inspirou outros com seu estilo juvenil, mesclando horror com cenas cômicas. Agora, A Hora do Espanto ganha um remake nas mãos de Craig Gillespie, com Collin Farrell no papel do vampiro Jerry.
O enredo traz Charlie Brewster (Anton Yelchin), um garoto de 17 anos que é popular entre os amigos, namora a bela Amy Peterson (Imogen Poots), enfim, tudo o que um adolescente quer. No entanto, tudo muda quando o aficcionado por filmes de terror se vê em meio a uma história aterrorizante.
Charlie descobre que seu novo vizinho, Jerry Dandrige, é uma criatura da noite sedenta pelo sangue alheio, inclusive de sua mãe e sua namorada. Agora, o jovem precisa tomar alguma providência para salvar as pessoas que ama, já que ninguém acredita nele.

ZELADOR ANIMAL - Na comédia de Frank Coraci, Kevin James interpreta Griffin Keyes, o “zelador animal”. O homem é adorado por todos os animais do zoológico onde trabalha há 15 anos, e o sentimento é recíproco. No entanto, quando ele se dá conta de que se sente mais à vontade ao lado de um leão do que com uma mulher, decide abandonar o emprego e procurar algo mais glamuroso.
O problema é que os animais não querem perder seu amigo humano e vão fazer de tudo para reverter a situação, inclusive quebrar o código de ética dos bichanos e revelar um grande segredo: eles falam com os humanos. Daí em diante, é só confusão!

No cinema: dramas nacionais

MEU PAÍS - Separado da família pela distância e pelo afeto, Marcos, interpretado por Rodrigo Santoro, é um empresário bem-sucedido e casado com a apaixonada Giulia (Anita Caprioli). Há anos vivendo na Itália, ele se vê obrigado a voltar ao Brasil quando seu pai (Paulo José) falece após um derrame.
No país, ele reencontra Tiago, o irmão mais novo vivido por Cauã Reymond, que, ao contrário do primogênito, não tem vocação nenhuma para os negócios. O que ambos não esperavam era o fato de seu pai manter em segredo a existência de uma meia-irmã.
Manuela (Débora Falabella) tem 24 anos, porém, a idade mental de uma criança. Sua deficiência intelectual não requer nenhum tratamento específico, apenas afeto e estrutura familiar; algo que só pode conseguir com a ajuda dos irmãos. Diante desta situação, Marcos terá que tomar uma difícil e inevitável decisão, já que o irresponsável Tiago, cheio de dívidas de jogo, não aceita a moça.
Exibido no Festival de Paulínia de 2011, Meu País é a estreia do cineasta André Ristum na direção de um longa-metragem.

CAPITÃES DA AREIA - Pedro Bala, Professor, Gato, Sem-Pernas, Boa Vida e Dora, personagens imortalizados na obra de Jorge Amado, ganham as telonas do cinema em Capitães da Areia, longa assinado por Cecília Amado, neta do escritos baiano.
Assim como no romance publicado na década de 1930, a narrativa traz a história de um grupo de crianças e adolescentes abandonados por suas famílias que crescem nas ruas de Salvador, praticando assaltos, e fugindo da polícia enquanto lutam para sobreviver.
Liderada por Pedro Bala, a trupe é conhecida por "capitães da areia" pela facilidade que tem de se camuflar sem deixar pistas e sem ser notada. Assim, ao longo de um ano, os garotos encaram diversas aventuras, realizando sonhos e vivendo reais pesadelos.

O FILME DOS ESPÍRITOS - Por volta dos 40 anos, Bruno Alves, interpretado por Reinaldo Rodrigues, é abalado pela morte da mulher que sempre amou. Estre drama somado à perda do emprego leva o homem a uma tristeza profunda. Quando a única saída que consegue ver é o suicídio, Bruno se depara com "O Livro dos Espíritos", obra basilar da doutrina espírita na qual o longa é totalmente baseado.
Bruno começa, então, uma jornada em busca da sua felicidade a partir da compreensão dos mistérios da vida, abordando questões existenciais, como de onde viemos, para onde vamos e as relações entre os mundos espiritual e material.
O Filme dos Espíritos ainda traz no elenco nomes como Nelson Xavier, Sandra Corveloni, Etty Fraser, Ana Rosa, além da participação de Luciana Gimenez.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

A imagem do dia

Comissão de Direitos Humanos do Senado aprova moção de apoio a homem preso no Irã por ser cristão. Dilma ainda não se manifestou.

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado (CDH) aprovou, nesta quarta-feira (5), moção de apoio ao pastor iraniano Youcef Nadarkhani, que está preso em seu país e corre o risco de ser condenado à morte por ter se convertido ao cristianismo.

No requerimento da moção de apoio, o autor, senador Paulo Paim (PT-RS), explica que um tribunal iraniano determinou a Nadarkhani que renunciasse ao cristianismo e passasse a professar o islamismo, religião de seus antepassados. Como ele se nega, continua preso e pode ser condenado à morte por isso, conforme determina a lei islâmica - informa o senador.

"Para a Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal é inaceitável e inacreditável que ainda nos dias de hoje, no século 21, dizerem que alguém vai morrer se não negar a sua fé; vai ser assassinado ou terá prisão perpétua se não negar a sua fé", afirma Paim, que é presidente da CDH.

Esperamos que o Itamaraty e nossa presidente façam a mesma coisa. Afinal, Dilma se manifestou contra a pena imposta à iraniana Sakineh Ashtiani (relembre: http://tuit.in/j3R). Afinal, qual a diferença?

Poeta sueco Transtromer conquista Nobel de Literatura de 2011

O poeta sueco Tomas Transtromer venceu o Prêmio Nobel de Literatura de 2011, anunciou nesta quinta-feira o comitê da premiação.

A Academia Sueca disse que o poeta, de 80 anos, venceu "porque por meio de suas imagens condensadas, translúcidas, ele nos dá um novo acesso à realidade."

O prêmio de 10 milhões de coroas suecas (1,45 milhão de dólares) foi o quarto distribuído este ano pelos prêmios Nobel, após os anúncios dos prêmios de Medicina, na segunda-feira, de física, na terça, e de química, na quarta.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

a arte do encontro


Tony Bennett e k.d.lang cantam a clássica "Blue Velvet",
em clip promocional do novo disco de Bennett, "Duets II".

Hoje é o grande vencedor do 44º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

O filme Hoje, de Tata Amaral, foi o grande vencedor do 44º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Além do Candango de Ouro de melhor filme, o longa levou o prêmio da crítica e as estatuetas melhor direção de arte, melhor fotografia, melhor roteiro e de melhor atriz para Denise Fraga. "Espero que nunca mais haja tortura em nosso país", disse a diretora Tata Amaral, ao receber o maior prêmio da noite.
O filme aposta na mistura de sentimentos e prende a atenção do público com uma história que vai desnudando traumas, culpas e medos de um casal torturado pelo regime militar.
O filme Meu País, de André Ristum, levou os prêmios de melhor montagem, melhor trilha sonora, melhor direção e de melhor ator para Rodrigo Santoro. A trama de Meu País trata das sutilezas das relações parentescas.
O documentário As Hiper Mulheres, de Carlos Fausto, Leonardo Sette e Takumã Kuikuro, levou o prêmio de melhor som.
O prêmio de melhor atriz coadjuvante foi para Gilda Nomacce, por sua atuação no longa Trabalhar Cansa. O escolhido como melhor ator coadjuvante foi Ramon Vane, do longa O Homem que Não Dormia.

Abertas inscrições para a 1ª Gincana de Curitiba

A Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude abriu as inscrições para a 1ª Gincana de Curitiba, que será realizada de 15 a 30 de outubro. Para se inscrever, basta acessar o site http://www.gincanadecuritiba.org.br até o dia 13 de outubro, fazer o cadastro e escolher uma equipe.
Queremos fazer da Gincana de Curitiba um evento oficial do calendário da cidade, oferecendo uma nova opção de lazer e integração aos curitibanos. Será um evento diferenciado de valorização da cultura e da história de nossa cidade por meio de atividades lúdicas e recreativas”, afirma o secretário municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Marcello Richa.
O valor da inscrição é a doação de uma lata de leite em pó, que deverá ser entregue na abertura da Gincana, no dia 15 de outubro, na Praça Oswaldo Cruz. Toda a arrecadação será repassada para o Instituto Pró-Cidadania de Curitiba (IPCC).
Poderão participar da Gincana pessoas com idade igual ou superior a 14 anos completos até 13/10/2011. Os menores de 18 anos deverão levar, na abertura da Gincana, um documento de autorização de participação, devidamente assinado pelo responsável legal, com firma reconhecida em cartório.
Cada equipe da Gincana poderá ter no mínimo 35 e no máximo 50 integrantes. No total, vinte equipes poderão participar do evento, que promoverá provas culturais, de raciocínio, recreativas e sócio-ambientais.

IX Feira Universitária do Livro da UFPR reúne títulos de várias editoras universitárias do país

Grande parte da produção do livro universitário, publicados por várias editoras de Instituições de Ensino Superior brasileiras poderá ser verificada na “IX Feira Universitária do Livro”, que será realizada até dia 7 de outubro, na Praça Santos Andrade. Esta será a nona edição do evento promovido pela Editora UFPR.
Aproximadamente 20 editoras de universidades participam da feira, representando instituições como a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); Universidade Estadual de Londrina (UEL); UFPR; Universidade de Campinas (UNICAMP); Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG); Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), além das editoras Vozes, Piaget, Fio Cruz e outras.

Documentário sobre Harrison leva ex-Beatles ao tapete vermelho

Paul McCartney e Ringo Starr, os dois ex-Beatles ainda vivos, passaram na noite de domingo sobre o tapete vermelho da première de "George Harrison: Living in the Material World", documentário de Martin Scorsese sobre o guitarrista, morto em 2001 aos 58 anos.
O filme será exibido nos cinemas britânicos apenas na noite de terça-feira, e em novembro irá ao ar pela BBC.
Scorsese narra a vida de Harrison desde o começo do seu envolvimento com a música, ainda em Liverpool, até a fama com os Beatles e a busca precoce pela plenitude espiritual.
"Tivemos muitas coisas materiais desde muito jovens, e aprendemos que não era isso, que ainda nos faltava alguma coisa", dizia Harrison aos 22 anos.
O cineasta teve acesso a muitas imagens inéditas da infância de Harrison, e entre seus entrevistados estiveram Starr, McCartney, Yoko Ono (viúva de John Lennon) e Olivia Harrison (viúva do protagonista).
"George, para mim, estava pegando certos elementos do R&B, do rock e do rockabilly e criando algo ímpar", diz o também guitarrista Eric Clapton.
Embora os principais sucessos dos Beatles fossem de autoria da dupla Lennon e McCartney, algumas canções da banda foram da lavra de Harrison, como "While My Guitar Gently Weeps".
"Toda vez que eu vejo coisas que têm a ver com George isso me traz mais lembranças do que você acreditaria", disse McCartney no tapete vermelho. "Ele era o meu colega no ônibus escolar... quando era pequeno. Sentimos uma dolorosa saudade dele".
McCartney foi à pré-estreia na companhia da noiva, Nancy Shevell, com quem ele deve se casar em breve.