sexta-feira, 30 de outubro de 2015

O Teatro Mágico faz show comemorativo aos 12 anos em Curitiba

O Teatro Mágico comemora seus 12 anos de estrada com show em Curitiba no dia 4 de novembro, às 21h, no grande auditório do Teatro Positivo. A banda passeia por músicas que marcaram a sua bem-sucedida trajetória, desde seu disco pioneiro "Entrada para Raros" até o mais recente álbum "Grão do Corpo", lançado em 2014. A apresentação especial, realizada pela Três Produções,  conceitua ainda as recentes transformações do grupo, preparando o público para o lançamento de seu novo disco em 2016, que dialoga a nova MPB com música instrumental brasileira e o rock popular.
O Teatro Mágico se consolidou como referência na América Latina devido à sua estética própria, que reúne a música com as artes performáticas adicionando elementos visuais e cênicos ao palco, sempre em harmonia com o som.
Nos últimos anos a banda passou por transformações que resultaram no amadurecimento musical do projeto através da aproximação da música instrumental, após a chegada de novos integrantes como o violonista Daniel Santiago, que já trabalhou ao lado de João Bosco, Hamilton de Holanda, Hermeto Pascoal e Milton Nascimento, e hoje também assina como diretor musical da trupe; além de Serginho Carvalho (contrabaixo), Rafael dos Santos (bateria), Ricardo Braga (percussão) e Guilherme Ribeiro (teclados).
Tais transformações e parcerias influenciam os rumos do projeto, que lança novo álbum em 2016. A partir da construção do coletivo artístico e musical denominado "Rejunte", O Teatro Mágico mantém sua voz pública a cerca dos debates que cercam a sociedade brasileira, como também se mescla à música de vanguarda brasileira fazendo releituras do Clube da Esquina com artistas variados, inclusive da cena pop. Estas versões podem ser vistas na internet em seu canal do Youtube e também nos próximos shows, com participações que misturam a riqueza da música popular erudita de Ricardo Herz ao talento da nova MPB de Dani Black. Neste contexto a trupe busca consolidar sua sonoridade com clipe novo este semestre já apontando para o próximo álbum a ser lançado em meados de março de 2016.
Criado pelo músico Fernando Anitelli em 2003 e atuando na música de forma totalmente independente, O Teatro Mágico alcançou números surpreendentes de vendagem, disponibilizando todo seu conteúdo para download gratuito. Juntos, seus quatro álbuns já batem a marca de mais de três milhões de cópias e mais de 450 mil DVDs vendidos, com um modelo inovador de distribuição através da chamada "Lojinha", um stand de vendas montado durante suas apresentações, e também através da Lojinha virtual no site da banda.

Livre para todas as idades, o show do Teatro Mágico tem ingressos que variam de R$ 50,00 (meia) a R$ 220,00 (+ R$ 6,00 de taxa administrativa) de acordo com o setor do teatro. Mais informações: 3315-0808 ou pelo site do Disk Ingressos.

Corrente Cultural 2015 terá exibição de mais de 70 filmes

Os cinemas da Fundação Cultural de Curitiba, o Centro Cultural Dante Alighieri e o Sesc Paço da Liberdade têm uma programação especial nesta semana da Corrente Cultural, de 3 a 8 de novembro. Serão exibidas mais de 70 produções de curta e longa-metragem, de várias épocas e tendências, com inúmeras opções para o público adulto e infantil. Toda a programação tem entrada franca.
A Cinemateca de Curitiba apresenta, na sessão das 15h, a Mostra Cubana, e às 17h e 19h, uma série de 35 produções nacionais que revelam a cultura e a identidade brasileira, especialmente a partir da década de 1950, como a era de ouro do cinema nacional, as chanchadas, os musicais da Atlântida, filmes sobre a música popular, o samba, a bossa nova e seus compositores.
No Cine Guarani, uma extensa seleção de filmes de curta-metragem para crianças e adultos garante diversão para toda a semana. Serão exibidas mais de 50 produções diferentes. As sessões infantis acontecem às 17h e a dos adultos, às 19h, com entrada franca.
O Centro Cultural Ítalo-Brasileiro Dante Alighieri apresenta a mostra “Pasolini: Cinema e Poesia”, com exibição de três filmes do cineasta italiano Pier Paolo Pasolini – Mama Roma, Medéia e Teorema. Antes da primeira projeção (no dia 4, às 19h), será feita a leitura do poema “Hierarquia”, escrito por ele no Rio de Janeiro em 1970. Também será realizado um debate sobre a visão de Pasolini sobre o Brasil na década de 70.
A mostra “Palmarés 42 Edición 2014” é uma das atrações que será ofertada pelo Sesc Paço da Liberdade durante a Corrente Cultural. Serão exibidos curtas-metragens ganhadores dos três concursos do 42º Festival Internacional de Cinema de Hesca: o russo “The Fire”, na categoria internacional; o chileno “La Isla”, na categoria ibero-americana; e “KelYaumKelYaum”, na categoria documentário. No Sesc também serão exibidos filmes do Festival Internacional de Cinema da Bienal de Curitiba – FICBIC 2015.

Confira:

CINEMATECA DE CURITIBA

3 a 7/11/15, às 15h
Mostra Cubana

3 a 8/11/15
Corrente Cultural na Cinemateca
Dia 3, às 17h: NEM SANSÃO NEM DALILA (foto), de Carlos Manga
Dia 3, às 19h: BRASILIANAS, de Humberto Mauro
Dia 4, às 17h: ASSIM ERA A ATLÂNTIDA, de Carlos Manga. Classificação 10 anos
Dia 4, às 19h: MÚSICA DE INVENÇÃO. Classificação 14 anos
Dia 5, às 17h: ONDE ESTÁS FELICIDADE, de Mesquitinha
Dia 5, às 19h: OS DOCES BÁRBAROS, de Jom Tob Azulay . Classificação12 anos
Dia 6, às 17h: O BATEDOR DE CARTEIRAS, de Aloísio T. de Carvalho. Classificação 12 anos
Dia 6, às 19h: SAMBA E BOSSA NOVA: MÚSICA DO BRASIL. Classificação 12 anos
Dia 7, às 17h: CARMEM MIRANDA: BANANA IS MY BUSINESS, de Helena Solberg
Dia 7, às 19h: BAR ESPERANÇA: O ÚLTIMO QUE FECHA, de Hugo Carvana. Classificação 14 anos
Dia 8, às 17h: CARNAVAL ATLÂNTIDA, de José Carlos Burle . Classificação 10 anos
Dia 8, às 19h: ENCONTROS E DESENCONTROS DO AMOR. Classificação 16 anos

CINE GUARANI

03/11/15

17hs – CURTAS INFANTIS 1 (Brasil, cor, 62’)
Isabel e o Cachorro Flautista
O tamanho que não cai bem
Alma Carioca – um choro de menino
Disfarce Explosivo
O Nordestino e o Toque de sua Lamparina
Mitos do Mondo: como surgiu a noite?
Historietas Assombradas (para crianças malcriadas)
Classificação: Livre

19hs – CINESAMBA (Brasil, 75’)
Com que Roupa?
Do Dia em que Macunaíma e Gilberto Freyre Visitaram…
Operação Morengueira
Polêmica
Classificação: 16 anos

04/11/15

17hs – CURTAS INFANTIS 2 (Brasil, cor, 66’)
Caçadores de Saci
Dona Cristina Perdeu a Memória
Maré Capoeira
Paisagem de Meninos
Classificação: Livre

19hs – SONORIDADES INOVADORAS (Brasil, 83’)
Hermeto campeão de Thomaz Farkas
Tom Zé, ou quem irá colocar uma dinamite na cabeça do século? De Carla Gallo
Classificação: 10 anos

05/11/15

17hs – OS XERETAS (SP, 2001, 98’)
Classificação: Livre

19hs – DIVERSIDADE SEXUAL (Brasil, 101’)
Em nome do Pai
Entre trilhos
Meninas
Rasgue minha roupa
Sargento Garcia
Sexo e Claustro
Vox Populi
Classificação: 16 anos

06/11/15

17hs – ANIMAÇÕES INFANTO-JUVENIS (Brasil, 50’)
A Noite Do Vampiro
Devoção
Leonel Pé-de-Vento
Lúmen
Os Olhos do Pianista
Primeiro Movimento
Relacionamentos
Roubada!
Classificação: Livre

19hs – L.A.P.A (RJ, 2008, 74’)
Classificação: 12 anos

07/11/15 (sábado)

17hs – ANIMAÇÕES PARA A PRIMEIRA INFÂNCIA 2 (Brasil, 61’)
Gilda e Gilberto
Bartô
A bruxinha Lili
O vento
O povo atrás do muro
O veado e a onça
Docinhos
Calango
Classificação: Livre

19hs – WOOD & STOCK: SEXO, ORÉGANO E ROCK’N’ROLL (RS, 2006, ani, cor, 80’)

08/11/15

17hs – O GRILO FELIZ (SP, 2001, 80’)
Classificação: Livre

19hs – ENCONTROS E DESENCONTROS DO AMOR 2 (Brasil, 102’)
Areia de Caetano Gotardo (12 min)
Décimo segundo de Leonardo Lacca (21 min)
Memórias sentimentais de um editor de passos de Daniel Turini (17 min)
Noite de sexta, manhã de sábado de Kleber Mendonça Filho (15 min)
O teu sorriso de Pedro Freire (18 min)
Remédios do amor de João Vargas Penna (19 min)
Classificação: 14 anos

CENTRO CULTURAL DANTE ALIGHIERI

4 a 6/11/15 – 19h

Pasolini: Cinema e Poesia
Exibição de três filmes do cineasta italiano Pier Paolo Pasolini, com leitura do poema Hierarquia – escrito por ele no Rio de Janeiro em 1970 – antes da primeira projeção. Também será realizado um debate sobre a visão de Pasolini sobre o Brasil na década de 70.
Dia 4: Mamma Roma. Classificação16 anos
Dia 5: Medéia. Classificação 16 anos
Dia 6: Teorema. Classificação 18 anos

SESC PAÇO DA LIBERDADE

4 a 7/11/15

Mostra de Cinema: Palmarés 42 Edición 2014
O 42º Festival Internacional de Cinema de Huesca apresenta os curtas-metragens ganhadores de seus três concursos. O Premio Danzante que distingue os títulos ganhadores, foi para o curta-metragem russo “The Fire” na categoria internacional; o chileno “La Isla” na Ibero-americana e “KelYaumKelYaum” na categoria documentário.
Dia 3, às 18h: Curta-metragem documental
Dia 4, às 18h: Concurso internacional de curta-metragem
Dia 5, às18h: Concurso internacional de curta-metragem
Dia 6, às 16h30 e 18h: Concurso Ibero-americano de curta-metragem
Dia 7, às 16h: Concurso Ibero-americano de curta-metragem

5 a 8/11/15

Festival Internacional de Cinema da Bienal de Curitiba – FICBIB 2015
Sala Cinepensamento – Sesc Paço da Liberdade
Filmes Goethe Institute.
Dia 5, às 19h: OH BOY, de Jan Ole Gerster
Dia 6, às 17h: SCHERBENPARK, de Bettina Blumner
Dia 6, às 19h: A MEDIDA DO MUNDO, de Detlev Buck
Dia 7, às 14h: FINSTERWORLD, de Frauke Finsterwalder
Dia 7, às 17h: A ESTRANHA GATINHA, de Ramon Zurcher
Dia 8, às 14h: A OUTRA PÁTRIA – CRÔNICA DE UM ANSEIO, de Edgar Reitz

Prévia do II Festival Sul Americano dos Sagrados Saberes Femininos acontece em Curitiba neste sábado

Neste sábado de Dia das Bruxas (31), o II Festival Sul-Americano dos Sagrados Saberes Femininos aquece o caldeirão numa celebração prévia aos dias do encontro.  Com início às 19h, a fogueira demarca o espaço Naya Terapias Ayurvédicas, que terá caldeirão com chá, leitura de Tarot e cartas xamânicas, barraca do Sopro Sagrado com rapé, além do bailado por conta de Alohabana e Nanan. Com contribuição de R$ 20,00, quem comparecer também concorre a vários sorteios, dentre eles ingresso para o Festival e cerimônias.
Em sua segunda edição, o Festival acontece entre os dias 18 e 22 de novembro e já conta com inscrições de várias partes do mundo! Serão 5 dias de imersão em busca da ancestralidade feminina, o Sagrado Feminino existente em todos nós, tanto homens como mulheres, com convidados de toda a América Latina, dentre eles abuelas (anciãs), mulheres medicina, temazcaleiras, artistas, terapeutas, parteiras, curandeiras e lideranças indígenas. O encontro será na chácara Tempero da Serra, na região de Curitiba, com toda a estrutura pro Festival em meio à natureza.
O Sagrado Feminino engloba saberes relacionados à colaboratividade ao invés da competitividade, ao respeito aos ciclos naturais, ao culto à Mãe Terra em lugar da exploração irracional dos recursos naturais, ao amor ao invés do medo. São valores inerentes à mulher guardados e passados às próximas gerações como um tesouro. É o caso da Abuela María Huenuñir, facilitadora de círculos de cura do Peru, do Maory Atumchury, guardião da Memória da Tribo da Lua da Colômbia, e de Iliana Coyoxausqui, mexicana líder do Tambor da Dança da Paz do Fogo Sagrado de Itzachilatlan, alguns dos ministrantes que virão ao Festival. Também do Brasil, Gisele de Menezes vem de Porto Alegre transmitir a Magia da Cleópatra, Celita Djaxuka representa a etnia Guarani e Suely Carvalho, coordenadora da Rede Nacional de Parteiras Tradicionais do Brasil, vem de Pernambuco.
Segundo as organizadoras, Anna Sazanoff e Noélle Bonacin, encontros em que as mulheres se reúnem ao redor do fogo e cultivam esses saberes são comuns em toda a América Latina. “No Brasil, apesar de termos tantas sabedorias tradicionais por conta dos indígenas, parteiras, curandeiras, benzedeiras..., não temos acesso a elas e nem são difundidas ao grande público”, comenta Anna. Segundo ela, com a procura por métodos de cura não convencionais e autoconhecimento, é importante que o Brasil resgate os saberes ancestrais de nossa cultura, pois até a ciência já comprova sua eficácia.
As inscrições para o Festival ainda estão abertas, e podem ser feitas pelo site http://saberesfemininos.wix.com/site. Para mais informações e atualizações, siga também a página do evento no Facebook: Festival Sul Americano dos Sagrados Saberes Femininos.

O Naya Terapias Ayurvédicas está situado na rua Fernandes de Barros, 1426, Hugo Lange.

Filhotes de tubarão são destaque no Aquário de Paranaguá

O Aquário de Paranaguá é uma boa opção de lazer para quem vai passar pelo Litoral durante o feriado. Os visitantes podem conhecer os 12 filhotes de tubarão-bambu que estão no berçário, separados dos adultos da espécie, para receber alimentação adequada e crescer.
O Aquário também abriga mais de 200 espécies marinhas do litoral brasileiro, como peixe-palhaço, raias, caranguejos, recifes de coral e muitos outros peixes de água doce e água salgada.
Os pinguins-de-magalhães também chamam bastante a atenção dos visitantes. Eles habitam as zonas costeiras da Argentina e do Chile e anualmente migram para o Brasil e outros países da América do Sul em busca de águas mais quentes no inverno.

AQUÁRIO - Dividido em três pavimentos, o Aquário de Paranaguá é um dos maiores do País, com aproximadamente dois mil metros quadrados de área construída. O local, que pertence ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e é gerenciado pela empresa paulista Acqua Mundo, conta com 23 tanques, auditórios, espaço para exposições, loja e lanchonete.
Os tanques de toque também agradam o público. Neles, as pessoas podem tocar em animais como raias, anêmonas, pepino e bolacha do mar, possibilitando diferentes experiências sensoriais. Peixes de água doce e salgada e recifes de coral complementam as atrações.

O Aquário de Paranaguá está aberto de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h; aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h30 e os ingressos custam R$ 20,00 (adultos), R$ 15,00 (crianças de 5 a 14 anos) e R$ 10,00 (acima de 60 anos, estudantes e professores). Moradores de Paranaguá têm 50% de desconto não-cumulativo mediante apresentação de IPTU, conta de água, luz ou outro comprovante de endereço, nominal e pago em dia. É obrigatória a apresentação de documento com foto.

Escola de Dança Teatro Guaíra abrirá em novembro inscrições para novos alunos

A Escola de Dança Teatro Guaíra abrirá em novembro inscrições para novos alunos. A Escola de Dança Teatro Guaíra fará de 3 a 20 de novembro as inscrições para novas turmas para o primeiro semestre de 2016.
Os candidatos de Curitiba deverão fazer a inscrição na Escola de Dança e apresentar certidão de nascimento ou RG original e comprovante de pagamento da taxa de R$ 5,00, que deve ser depositada no Banco Itaú, agência 3722-6, conta corrente 02999-2.
Para os candidatos que moram fora de Curitiba e na Região Metropolitana a inscrição poderá ser feita pelo e-mail valeriasiqueira@cctg.pr.gov.br. Também é preciso encaminhar o comprovante do depósito da taxa de inscrição (R$5,00) feito no banco acima descrito, RG ou certidão de nascimento, endereço de e-mail e telefone para contato.
É preciso informar também o tempo de aprendizagem de balé e o nível pretendido. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3304-7945, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Cursos oferecidos:

1) Curso Livre - teste de aptidão física

- Infantil I: 6 anos completos até 31/12/2015 (nascidos em 2009)

- Infantil III: 7 anos completos até 31/12/2015 (nascidos em 2008)

- Juvenil I: de 8 anos completos até 31/12/2015 até 11 anos completos em 2015 (nascidos em 2004, 2005, 2006, 2007)

2) Curso de Formação - teste de posicionamento

- Formação I - 9 a 13 anos - um ano de balé em diante

- Formação II e III - 10 a 17 anos – três anos de balé em diante

- Formação IV e V - a partir de 12 anos - quatro anos de balé em diante

3) Curso Técnico em Dança

- Requisito: alguma noção em dança e Ensino Médio completo ou cursando 

Exposição e lançamento de livro marcam abertura da Semana Andersen

Em novembro é festejada a Semana Andersen, evento que homenageia o pintor norueguês Alfredo Andersen e, para celebrar a data, o Museu Alfredo Andersen promove atividades especiais. A entrada é gratuita.
No dia 3 de novembro ocorre o lançamento do livro “O Norueguês Caboclo”, de Amélia Siegel Correa, e a abertura da exposição “Re-Conhecimento – A Gravura Norueguesa Contemporânea”, que permanece até fevereiro de 2016. A partir do dia 4 de novembro começam as atividades para celebrar os 100 anos da mudança de Alfredo Andersen para a casa onde hoje é o seu Museu. No decorrer da semana serão realizadas visitas mediadas, palestras e bate-papos.

Arte norueguesa - A exposição “Re-Conhecimento - A Gravura Norueguesa Contemporânea” apresenta as artes gráficas norueguesas e suas referências artísticas e culturais. São 100 obras de 21 artistas que apresentam várias técnicas e demonstram a variedade das artes gráficas norueguesas dos últimos 25 anos. Integram a exposição obras de artistas considerados ícones, além de artistas da nova geração. São eles: Jannik Abel, Per Inge Bjørlo, Håkon Bleken, Cathrine Dahl e Ørjan Aas, Dolk, Lars Elling, Åsmund Haukelidsæter, Ingrid Haukelidsæter, Olav Christopher Jenssen, Annette Kierulf e Caroline Kierulf, Per Kleiva, Bjarne Melgaard, Kjell Nupen, Ørnulf Opdahl, Gro Lygre Petersen, Inger Sitter, Randi Annie Strand, Gunhild Vegge e Lasse Kolsrud.

PROGRAMAÇÃO

Dia 04/11

15h30: Lançamento da linha do tempo de Alfredo Andersen.
9h30 às 11h30: Bate-papo com Wilson Andersen Ballão, bisneto de Alfredo Andersen, sobre experiências vividas no museu.

Dia 05/11

14h30 às 16h30: Bate-papo com Wilson Andersen Ballão, bisneto de Alfredo Andersen, sobre experiências vividas no museu.
9h às 12h: Palestra “Discípulos de Andersen: Waldemar Curt Freyesleben (1899-1970), uma existência entre a Música e a Pintura”, com Rosemeire Odahara.
9h às 12h: Palestra “Andersen, Bieniek e a apropriação cinematográfica da história” com Henrique Santos.

Dia 06/11

10h: Lançamento da nova edição da cartilha do museu.
14h: Palestra “Iniciação à conservação e restauração de obras de arte”, com Maria Cecília Cavalcanti Germano, Allan Sostenis Hanke e Aline Pestana.

Dia 07/11


15h às 17h: Atividade com o Grupo Urban Sketcher Curitiba “Desenhando no Museu Alfredo Andersen”.

Footwork apresenta musical de patinação “O Feitiço da Lua”

Depois do grande sucesso de público no musical de patinação “A Rainha do Gelo”, em 2014, a Footwork Complexo de Patinação e Dança apresenta a sua nova produção sobre patins, o espetáculo “O Feitiço da Lua”, no grande auditório do Teatro Guaíra, dia 3 de novembro, às 20h.
O musical vai transportar o espectador para uma viagem inesquecível e cheia de aventura, na inédita e espetacular aventura “O Feitiço da Lua”, que conta a história da princesa encantada transformada em cisne, por uma terrível bruxa, impedindo que ela assuma seu reinado. Nesta aventura emocionante, a única que poderá ajudar o reino que caminha para a extinção, e a princesa, será uma garotinha de dez anos.
No conto apenas essa garotinha pode salvar o reino encantado e ajudar a princesa, mas para isso, ela precisa superar seus próprios medos. E nesta aventura fantástica que é recheada de sonho e realização, a pequena garota vai aprender e ensinar grandes lições.
A história vivenciada pelos personagens sobre patins, terá aproximadamente 1h30, divididos em 2 atos, tem a produção e realização da Footwork, com coreografias elaboradas por Cleber Reikdal e Gustavo Cavalcanti, promete envolver e divertir o público.  A enredo foi escrito pela escritora baiana, Cláudia Santos.
Com belas canções, conduzidas por Edson Broth, figurinos assinados por Marcelo Salles, vencedor do prêmio Gralha Azul, cenários de Silvio Protaseiwyck, do Beto Carrero e ainda um corpo de baile que trará ao palco a energia da dança, patinação artística e sapateado.

Os ingressos para “Feitiço da Lua” variam de R$ 40,00 (meia) a R$ 140,00 (+ R$ 6,00 de taxa administrativa) a inteira. O preço varia de acordo com o setor do teatro. Mais informações: 3315-0808 ou http://www.diskingressos.com.br/evento/3078.

No Positivo, lançamento de álbum com obra do maestro José da Cruz

O Teatro Positivo recebe, no dia 1º de novembro, às 19 horas, o lançamento do álbum “José da Cruz (1897-1952) - O Sabiá Paranaense”. Fruto de extensa pesquisa, o show apresentará faixas inéditas do maestro José da Cruz, interpretadas por uma jazz-band formada exclusivamente e composta por 19 importantes músicos da cena curitibana. Os ingressos custam R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia).
Neto do imigrante polonês e professor de música Jerônimo Durski, José da Cruz foi compositor, arranjador, professor, copista, flautista e saxofonista que viveu em Curitiba de 1897 a 1952. Sua obra, apesar de extensa, ficou por muito tempo desconhecida e teria continuado no anonimato se não fosse pela descoberta, em 2008, de mais de 2.000 registros musicais, até então resguardados com a família do maestro.
Este show visa celebrar o reaparecimento da memória e obra deste compositor e maestro, até então, anônimo dentro do processo histórico paranaense”, afirma o diretor musical e pesquisador, Tiago Portella. Autor do projeto, desenvolvido ao longo de cinco anos, Portella foi minucioso na escolha do repertório. “Serão apresentados neste show 14 músicas autorais do compositor, enfocando a característica popular de sua obra: choro, valsa, samba, lundu, fox-trot, dobrado, schottisch, cateretê, entre outros”.
As performances dos músicos levarão o público numa viagem emocionante pela sonoridade da música paranaense produzida durante a primeira metade do século XX. Para isso, sobem ao palco Zélia Brandão no flautim e flauta; Odacir Mazzarolo, no oboé; Benê Chireia na harmônica; Daniel Miranda no clarinete e sax alto; Sergio Freire no sax soprano; Marcelo Teixeira no sax tenor; Douglas Chiullo e Audryn Souza nos trompetes; Osmário Estevan Jr. no trombone e eufônio; Carla Zago e Lígia Passos nos violinos; Israel Álvares Lima no cello; Marília Giller no piano; Lucas Melo no violão 7 cordas; Tiago Portella no cavaquinho e violões; Wagner Bennert no contrabaixo; Otto Lenon na percussão; Ian Giller Branco na bateria; e Liane Guariente e André Souza nos vocais.

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Homenagem a José Wilker no mini do Guaira

José Wilker foi um dos atores mais versáteis da televisão e do cinema brasileiro. Morto em abril de 2014, o ator, diretor e crítico deixou personagens marcantes na história das artes nacional. E foram muitas. Do monge Antonio Conselheiro, em “A Guerra de Canudos”, ao inesquecível Vadinho, de “Dona Flor e seus Dois Maridos” no cinema. De coronel Belarmino, da novela “Renascer”, ao incrível Roque Santeiro, que marcaram época na TV.
E são estas personagens e muitas outras que desfilam no espetáculo “Quero Ser José Wilker”, em cartaz de quinta-feira a domingo no Miniauditório do Teatro Guaíra. A peça escrita por Fernando Cardoso foi encenada pela primeira vez poucos meses depois da morte do ator, e foi uma homenagem que a trupe do A Tração 4x4 Produções e Serafim Cia. Teatral quis prestar na época.
Em forma de “minimusical pop” apresentado de forma burlesca, a peça é um pastiche biográfico em torno da vida e obra de José Wilker”, diz material do grupo. Os atores se revezam no palco, ora como Zeca Diabo (“O Bem Amado”, 2010, cinema), ora como Lorde Cigano (“Bye, Bye Brasil”, 1979, cinema), o sedutor Rodrigo Medeiros (“Anjo Mau”, 1976, novela), até o irresistível Giovanni Improtta, do filme de mesmo nome.
Entrelaçando as aparições e relembranças das personagens que se sucedem, as canções dos filmes e novelas da sua carreira permeiam os encontros. “A peça mostra a relação de Wilker com todos seus olhares: de criança, adulto, artista, filho, pai, irmão, homem, amante, de ser humano”.
O elenco é formado por Fernando Cardoso, Ithamar Kirchner, Jeff Holliver, Pedro Cordeiro, Pepo Cordeiro, Waldi Teixeira e Vanessa Araújo com participação especial da atriz e cantora Karen Giraldi. A direção é de Fernando Cardoso e Jota Eme e o texto é de Fernando Cardoso.

Indicadas para maiores de 18 anos, as encenações de “Quero Ser José Wilker” acontecem de quinta (29) a sábado (31), às 21h e domingo (1º), às 20h. Os ingressos custam R$ 40,00 e R$ 20,00 (meia). Mais informações: 3304-7979 / 3304-7982 / 3315-0808 ou www.diskingressos.com.br.

Feriadão com boas estreias nos cinemas

Semana com filmes para agradar a todos os gostos. Três filmes são baseados em pessoas reais: “Grace de Mônaco”, que o nome já diz tudo; “Os 33”, um drama sobre os chilenos que ficaram presos numa mina, e “Straight Outta Compton: A História do N.W.A.”, sobre os precursores do gangsta rap. Completam a lista, a aventura “O último Caçador de Bruxas”, com o astro Vin Diesel e a comédia dramática “Sem Filhos”.
Bons filmes continuam em cartaz: “Peter Pan”, “Ponte dos Espiões”, “Goosebumps: Monstros e Arrepios”, “Sicário: Terra de Ninguém”, “A Travessia”, “Perdido em Marte” e o nacional “Que Horas Ela Volta?”. Para as crianças, “Hotel Transilvânia 2” continua fazendo sucesso.
Temos quatro pré-estreias: o aguardado “007 Contra Spectre”, no primeiro minuto do dia 4; a comédia “Ruth e Alex” e os dramas “A Acusada” e “Dheepan - O Refúgio”. O Itau Cinemas apresenta sessões especiais cópia restaurada de “Mamma Roma”, de Pier Paolo Pasolini e o Cinemark tem sessões especiais com o clássico do terror “Sexta-Feira, 13”.

GRACE DE MÔNACO - Novo longa do diretor francês Olivier Dahan (“Piaf - Um Hino ao Amor”), estrelado por Nicole Kidman, Milo Ventimiglia, Tim Roth, Parker Posey, Paz Vega, Frank Langella e Derek Jacobi. O casamento de Grace Kelly e o príncipe Rainier III foi considerado um conto de fadas na vida real quando aconteceu, em 1956. Entretanto, cinco anos mais tarde e com dois filhos, a verdade é que Grace está insatisfeita com a vida no palácio e o distanciamento do marido. A chance de novamente sentir-se útil surge quando seu velho amigo, o diretor Alfred Hitchcock, a convida para retornar ao cinema como protagonista de seu próximo filme: "Marnie - Confissões de uma Ladra". O problema é que Rainier é terminantemente contra e, ainda por cima, está envolvido com uma ameaça vinda do presidente francês Charles de Gaule: caso Mônaco não pague impostos à França e acabe com o paraíso fiscal existente, o principado será invadido em seis meses. Em meio às inevitáveis tensões, Grace e Rainier buscam resolver seus problemas tentando evitar que eles causem o divórcio.
Indicação etária: 12 anos

O ÚLTIMO CAÇADOR DE BRUXAS - Misto de ação e fantasia do diretor americano Breck Eisner (“A Epidemia”), com um elenco encabeçado pelo astro Vin Diesel. Ao lado dele, os conhecidos Rose Leslie, Michael Caine, Elijah Wood. Diesel é Kaulder, um valioso guerreiro que conseguiu derrotar a poderosa Rainha Bruxa e dizimar seus seguidores. Nos momentos que precederam sua morte, a Rainha amaldiçoa Kaulder com sua própria imortalidade, separando-o para sempre de suas amadas mulher e filha. Dessa forma, Kaulder é hoje o único caçador de bruxas vivo, tendo passado os últimos séculos caçando bruxas do mal, em nome da saudade que sente de suas amadas. Entretanto, Kaulder não sabe que a Rainha ressuscitou e busca vingança, causando uma batalha épica que determinará a sobrevivência da raça humana.
Indicação etária: 12 anos

OS 33 - Drama coproduzido entre Chile e EUA escrito por José Rivera (“Diários de Motocicleta”), baseado no livro do jornalista americano Hector Tobar (“Deep Down Dark”) e dirigido pela mexicana Patricia Riggen (“Sob a Mesma Lua”). O elenco é multinacional e conta com Antonio Bandeiras, Rodrigo Santoro, Juliette Binoche, Gabriel Byrne e James Brolin. Capiapó, Chile. Um desmoronamento faz com que a única entrada e saída de uma mina seja lacrada, prendendo 33 mineradores a mais de 700 metros abaixo do nível do mar. Eles ficam em um lugar chamado refúgio e, liderados por Mario Sepúlveda (Antonio Banderas), precisam racionar o alimento disponível. Paralelamente, o Ministro da Energia Laurence Golborne (Rodrigo Santoro) faz o possível para conseguir que os mineiros sejam resgatados, enfrentando dificuldades técnicas e o próprio tempo.
Indicação etária: 14 anos

SEM FILHOS - Comédia romântica assinada pelo diretor argentino Ariel Vinograd (“Meu Primeiro Casamento”) e estrelada por Diego Peretti, Maribel Verdú, Guadalupe Manent. Gabriel é um pai divorciado que adora sua filha de nove anos, porém decide escondê-la ao descobrir que sua nova namorada, uma paixão da adolescência, não quer ter filhos e não é muito fã de crianças. Se desdobrando entre as duas, ele se enrola cada dia mais.
Indicação etária: 12 anos

STRAIGHT OUTTA COMPTON: A HISTÓRIA DON.W.A. - Cinebiografia do grupo de hip-hop N.W.A, dirigida por F. Gary Gray (“Uma Saída de Mestre”) e estrelada por O’Shea Jackson Jr., Corey Hawkins, Jason Mitchell e Neil Brown Jr., entre outros. Califórnia. Cinco jovens usam suas experiências pessoais na produção de músicas honestas, rebeldes, diferentes e totalmente contra o sistema. Surge o N.W.A. (Niggaz Wit Attitudes), que dá voz a uma geração e promove a explosão do gangsta rap. Armados com suas letras, aparência e talento genuíno, Dr. Dre, Ice Cube, Eazy-E, DJ Yella e Mc Ren enfrentam as autoridades que querem mantê-los calados e iniciam uma revolução social no final dos anos 1980.
Indicação etária: 14 anos
Veja o trailer 

Crossroads em clima de Halloween

No clima de Halloween, o Crossroads vai realizar no sábado, dia 31 de outubro, uma festa especial regada aos melhores clássicos do rock e cool rock com as bandas Firecracker e Crackerjack Band, a partir das 21horas. Como parte das atrações da festa, os clientes poderão ir caracterizados ou de roupa preta. O uso de fantasia não é obrigatório.
Um dos principais nomes da cena paranaense, a banda Firecracker vai embalar o público com seu cool rock, que faz um passeio também pelo pop e surf music. O quarteto, que ganhou destaque no cenário paranaense por interpretar hits de grandes bandas do mainstream, como Eagle Eye Cherry, Jack Johnson, John Mayer, Lenny Kravitz e Maroon 5, já abriu shows para bandas nacionais como Jota Quest, Biquini Cavadão, Blitz, entre outras.
Já a Crackerjack Band vai realizar uma apresentação especial com os grandes clássicos do rock dos anos 60, 70 e 80. No setlist constam nomes como Jimi Hendrix, Led Zeppelin e Rolling Stones. A CrackerJack Band é um grupo de blues e rock’n’roll que surgiu no final da década de 80. Composta por integrantes com vasta experiência, a banda foi convidada, nos anos 90, pelo guitarrista Celso Blues Boys, para acompanhar sua turnê pelo Brasil. Dois anos depois, a banda voltou para Curitiba para se apresentar em bares e casas noturnas dedicadas ao rock e também ao blues.

O Crossroads está situado na av. Iguaçu, 2310, Água Verde. As entradas custam R$ 30,00 (masc) e R$ 25,00 (fem) e as apresentações são indicadas para maiores de 18 anos. As 100 primeiras pessoas ganham um drink Aperol Spritz e ainda terá double de shot Cérebro até às 22horas. Mais informações: 3243-3711/ 3024-2004 ou www.crossroads.com.br.

Recital beneficente para ajudar na reforma da ala de queimados do Hospital Evangélico

A beleza das melodias que encantam os amantes da música clássica também está presente em apresentações beneficentes cujo propósito é arrecadar fundos em prol de uma ação para ajudar quem mais precisa. Sendo assim, há 6 anos a Associação das Amigas de Carentes e Queimados, uma associação independente que ajuda o Hospital Universitário Evangélico, junto com o flautista Maurício Welupek, organiza um recital para arrecadar fundos para ajudar na reforma da ala de queimados deste hospital. O evento acontece nesta sexta-feira (30), às 20h, na Igreja Presbiteriana de Curitiba (rua Comendador Araújo, 343).  O ingresso custa R$ 20,00 e poderá ser comprado no dia do recital, na própria igreja.
Toda renda decorrente da venda de ingressos será revertida para a esta associação que existe há 30 anos. Inclusive o cachê artístico foi cedido pelos musicistas para a instituição. “O recital é muito importante para a associação para angariar fundos. Nós não doamos dinheiro, mas compramos o que o hospital solicita como ajuda”, diz Maria José Luchtenberg, presidente da Associação das Amigas de Carentes e Queimados. Ao longo do ano são organizados chás e outros eventos para a arrecadação de dinheiro, mas o recital é admirável “pois as pessoas que assistem elogiam muito a organização e os músicos. Além de nos ajudarem financeiramente eles agradecem pelo lindo espetáculo que assistem”, complementa Maria José.
A seleção das músicas foi feita com muito entusiasmo pelos músicos. “O repertório é constituído basicamente de miniaturas clássicas, ou seja, peças curtas do repertório erudito, o que possibilita a abordagem da obra de diversos compositores, tornando o recital um acontecimento ao mesmo tempo prazeroso e didático”, conta o Pianista Raul Passos.  Neste ano foram escolhidos os compositores franceses Francis Poulenc, César Franck e Jules Mouquet​; os alemães Felix Mendelssohn, Johannes Brahms e Johann Nepomuk Hummel; além de dois latino-americanos, o argentino Astor Piazzolla e o brasileiro Heitor Villa-Lobos.
Todos que apreciam a música erudita e também aqueles que desejam conhecer esse repertório mais profundamente estão convidados a assistir a esta bela apresentação que conta com a participação dos músicos Maurício Welupek na flauta, Raul Passos no piano e Samuel Pessatti no violoncelo. “A cada ano são convidados músicos de renome para enriquecer ainda mais o evento. No ano passado tivemos a participação do clarinetista Maurício Carneiro, da Orquestra Sinfônica do Paraná, e nesta edição o​ convidado é​ o violoncelista Samuel Pessatti, que também é da Orquestra”, conta Maurício Welupek.

OS MÚSICOS

MAURÍCIO WELUPEK é Bacharel em Música pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná, onde foi aluno de Luiz Pedro Krull. Fez aulas também com Natanael Rodrigues e Eduardo Monteiro (RJ) e Masterclasses com Antônio Carrasqueira e José Ananias. Além de dedicar-se ao ensino, vem atuando de forma crescente no âmbito da música de câmara ao lado de músicos conceituados como o violonista Mario da Silva e o pianista Alvaro Siviero. Tem um duo atualmente com o pianista Raul Passos. Foi convidado a ministrar um Masterclass e realizar alguns concertos na cidade de Cuiabá, onde também gravará um CD de flauta e violão.

RAUL PASSOS é diplomado em Composição e Regência pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. No piano, ao longo de 17 anos, recebeu a valorosa instrução de Vivian Siedlecki. Estudou também na Universidade Nacional de Música de Bucareste (Romênia) sob a orientação de Veronica Gaspar, Manuela Giosa e Steluţa Radu. Aprimorou-se ainda em masterclasses com Helen Yorke (Inglaterra), Edson Elias, Fernando Lopes, Ingrid Barancoski, Constantin Ionescu-Vovu (Romênia), Claude Bessmann (França), Giorgia Tomassi (Itália) e Andrea Lucchesini (Itália). Em 2001, aos 18 anos, foi laureado com o 1º lugar no Concurso Latino-Americano de Piano “Rosa Mística”. Coube ainda a Raul Passos a primazia da primeira audição no Brasil da obra Les Soirs Illuminées par l’Ardeur du Charbon, de Debussy. Apresentou-se em 8 estados brasileiros, na Inglaterra, na Romênia, na Rússia e na Colômbia.

SAMUEL PESSATTI iniciou seus estudos no violoncelo aos 6 anos com a professora Adriane Savytsky. Deu continuidade nos estudos com Jessiane Frufrek. Com 18 anos viajou para a Suíça para ter aula com Emanuel Hutsche, professor da Universidade Hochschule de Zurich e do Conservatório de Winterthur, e com Alexander Neustroev, violoncelista da Tonhalle Orchester Zurich. Voltando a Curitiba passou a ter aulas com Maria Alice Brandão, com quem se formou como Bacharel em Violoncelo pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP). Participou de vários Festivais de Música, entre eles dez edições da Oficina de Música de Curitiba e o Festival Internacional de Música de Gramado, tendo aula com renomados professores como Gaetano Nasillo, Watson Clis, Claudio Jaffe, Yannick Callier, Catherine Strynckx entre outros. Foi solista com a Orquestra Filarmônica da UFPR e convidado para tocar com a Orquestra de Câmara do Conservatório de Winterthur. Atualmente é integrante da Orquestra Sinfônica do Paraná e do Quarteto Pantalla.

Museu Oscar Niemeyer tem entrada gratuita até as 13h neste domingo

Neste domingo (1º/11), o Museu Oscar Niemeyer (MON) tem entrada gratuita pela manhã (das 10h às 13h), além de oficinas de arte com a artista do acervo Vilma Slomp. A fotógrafa abordará o tema “Natureza à Morte na Fotografia II”, com sessões abertas ao público, às 11h, 14h e 15h30, no espaço da Ação Educativa. As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas no dia. O público interessado deverá trazer câmera ou celular para fotografar.
Será o último dia para conferir a exposição “Obras Sob Guarda do MON”, com uma seleção de 48 obras apreendidas pela Polícia Federal na Operação Lava Jato. Nomes como Di Cavalcanti, Iberê Camargo, Vik Muniz, Amilcar de Castro, entre outros, compõem a exposição, aberta ao público desde 14 de abril deste ano.
Além disso, o visitante pode conferir os cinco espaços do museu destinados à Bienal Internacional de Curitiba, e ainda as exposições: “Glück: O Tempo e a Imagem”, “Nos Pormenores um Universo – Centenário de Vilanova Artigas”, “Museu em Construção”, “Cones”, “Espaço Niemeyer”, “Pátio das Esculturas”, o projeto especial “Isolde Hötte, Sua Obra” e duas salas que contam com obras da coleção do Museu: “Histórias do Acervo MON – em aberto”.

MON não funcionará no feriado de segunda-feira

Assim como em todas as segundas, o MON não abrirá no dia 2 de novembro, feriado nacional de Finados. O horário de funcionamento do museu é de terça a domingo, das 10h às 18h.
Mais informações: 3350-4400 ou www.museuoscarniemeyer.org.br.

Sancionada lei que proíbe uso de veículos de tração animal em Curitiba

O prefeito Gustavo Fruet sancionou nesta quinta-feira (29) a lei que proíbe o uso de veículos de tração animal e exploração de animais para esta finalidade na cidade. O projeto de lei, enviado em junho para a Câmara Municipal, foi aprovado pelos vereadores no dia 28 de setembro.
O projeto estabelece como tração animal todo meio de transporte de carga ou de pessoas movido por propulsão animal e proíbe também o deslocamento de animal conduzindo cargas em seu dorso, estando o condutor montado, ou não. Fica vedada a permanência desses animais, soltos ou atados por cordas, ou por outros meios, em vias ou em logradouros públicos.
O texto da proposta foi elaborado a partir de estudos de representantes das áreas ambiental e veterinária, juristas, entidades que regulamentam o trânsito e ações sociais.
Curitiba dá, mais uma vez, uma demonstração de inovação e sustentabilidade. Há situações, como esta dos animais, em é preciso dar um basta e avançar. Esta lei é fruto da cidadania, da mobilização e de uma consciência existente na sociedade”, disse o prefeito.
Pela proposta, ainda são permitidas as atividades em estabelecimentos públicos ou privados como haras, turfe, hipismo, equoterapia, cavalgadas, bem como o uso de animais pelas forças públicas, militares ou civis, que tenham grupamentos com montaria.
A fiscalização será realizada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente através da Rede de Defesa e Proteção Animal, com apoio das equipes da Secretaria Municipal de Saúde, da Guarda Municipal e Secretaria Municipal de Trânsito. O animal encontrado nestas situações será recolhido pela Rede de Proteção Animal e enviado ao Centro de Controle de Zoonoses e Vetores e o proprietário e o condutor serão punidos conforme a lei contra os maus tratos (Lei 13.908).
Esta é uma demanda de décadas na nossa cidade. É uma lei avançada, que protege os animais, mas também olha para as pessoas”, diz o coordenador da Rede de Proteção Animal da Prefeitura de Curitiba, Paulo Colnaghi.
Ele conta que foi formado um grupo de trabalho para cuidar exclusivamente da situação das pessoas que serão afetadas pela proibição. A lei ainda passará por regulamentação, com prazo previsto de 90 dias.

Orquestra de Câmara Guanamby toca no Canal na Música

O Teatro do Canal da Música recebe nesta sexta-feira (30), às 20h30, a Orquestra de Câmara Guanamby, sob a regência de Rogério Krieger. Serão interpretadas obras de Astor Piazzola, Wolfgang Amadeus Mozart e do próprio Krieger. O espetáculo conta com a participação especial do solista de bandoneón argentino Alejandro Di Nubila.
Entre os sucessos que formam o repertório, estão “Adios Nonino”, “Oblivion” e “Libertango”, de Piazzola, além das obras neoclássicas para cordas de Krieger, que fazem parte do novo CD “Ponteios”, que estará à venda no local.
O termo “guanamby”, em tupi-guarani, significa “beija-flor”. O pássaro inspirou o nome deste projeto artístico pela beleza e versatilidade que representa, assim como os músicos que compõem o espetáculo.

O Canal da Música está situado na rua Júlio Perneta, 695, Mercês e os ingressos para esta apresentação da Orquestra de Câmara Guanamby custam R$ 30,00. Mais informações: 3331-7513.

Integrantes do Charme Chulo fazem show acústico na Biblioteca

Os músicos Igor Filus e Leandro Delmonico, da banda de rock Charme Chulo, fazem apresentação no Hall Térreo da Biblioteca Pública do Paraná nesta quinta-feira (29), às 18h30. O evento encerra a programação da Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, realizada de 23 a 29 de outubro. A entrada é gratuita.
A dupla vai apresentar versões acústicas (voz, violão e viola caipira) de algumas canções do mais recente álbum do Charme Chulo, “Crucificados pelo Sistema Bruto”, lançado em 2014. Também estão no repertório singles dos 2 discos anteriores do grupo, “Nova Onda Caipira” (2009) e “Charme Chulo” (2007). Entre uma canção e outra, os músicos devem falar sobre as suas composições.
Formado em 2003, o Charme Chulo rapidamente chamou a atenção da crítica e do público ao propor a mistura de música caipira e rock pós-punk. Influenciados por bandas como The Smiths e Joy Division, as letras do grupo fazem menção a referências da cultura local, como a literatura do escritor Dalton Trevisan. Músicas como “Mazzaropi incriminado”, “Piada cruel” e “Fala comigo, Barnabé” se tornaram clássicos entre o público da banda.
Mais informações: 3221-4917.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Sucesso nacional, “DziCroquettes” chega a Curitiba

Com cinco temporadas de sucesso no Rio de Janeiro, uma turnê que rodou o Estado e encantou cidades como Recife, Natal e São Paulo, o espetáculo “Dzi Croquettes” finalmente chega a Curitiba, com apresentações nos dias 30 e 31 no Teatro Positivo. O espetáculo conta com uma nova formação do grupo dos anos 70, mas mantém a irreverência e a linguagem cênica, sob a direção de Ciro Barcelos, integrante do grupo original. A temporada 2015 conta com novos números musicais e novos integrantes como os atores Bruno Gissoni e Filipe Ribeiro.
Quando fiz parte da banca de jurados do quadro Dança dos Famosos do programa do Faustão, o Bruno me surpreendeu manifestando sua admiração e desejo de um dia fazer Dzi Croquettes. Mediante sua coragem, pois é preciso muita coragem para abraçar a filosofia do grupo, o convidei para frequentar alguns ensaios e oficinas com o elenco a fim de observar se ele se adaptaria. Rapidamente ele já fazia parte da Família Dzi Croquettes. Bruno é um ator muito profissional e querido, todos nós do Dzi temos por ele um grande carinho e nos revezamos ensinando-o a dançar, cantar, andar de salto alto, enfim, ser um Croquette”, diz Ciro Barcelos
“Dzi Croquettes", mostra a história de um grupo de atores que, inspirados pelo sucesso do documentário “Dzi Croquettes” (dirigido por Tatiana Issa e Raphael Alvarez), decidem viver uma experiência teatral baseada na filosofia do grupo que revolucionou o teatro brasileiro nos anos 70. Para isso, os jovens se juntam a um remanescente da formação original que assume a direção e com o qual se lançam na aventura de viver em comunidade. A garagem abandonada se transforma num espaço onde tudo pode acontecer, desde teatro até um cabaré clandestino.
Elaborado com vigor físico, humor e a irreverência peculiar aos Dzi Croquettes, o espetáculo mantém o forte apelo da dança como outrora, quando o coreógrafo norte-americano Lennie Dale liderava o grupo. Mixando coreografias em ritmos como jazz, bossa nova, samba, flamenco, bolero, tango, ainda abrindo espaço para passos de le parkour e wacking, o grupo constrói uma versão pop do Teatro Musical Brasileiro também sustentado por uma trilha de sonoridade eletrônica. O roteiro musical abrange desde a original “Rap do Dzi”, de Ciro Barcelos, até canções conhecidas do grande público como “El Justiciero” (Mutantes), “Bichos Escrotos” (Titãs), “1406 (Money)” (Mamonas Assassinas), “Dois pra lá, dois pra cá” (João Bosco e Aldir Blanc) e “Good Night Ladies” (Lou Reed), entre outras, selecionadas por Demétrio Gil, diretor musical e que atua em cena como DJ.

Ficha Técnica

Concepção, Texto e Direção Geral: Ciro Barcelos
Direção Musical: Demetrio Gil
Trilha Sonora: Demetrio Gil e Flaviola
Coreografia: Ciro Barcelos e Lennie Dale
Figurinos e Adereços: Claudio Tovar
Iluminação: Aurélio de Simoni
Cenografia: Pedro Valério
Assistência de Direção: Radha Barcelos
Coreógrafos convidados: Eliane Carvalho, Kiko Guarabyra, Neuza Abbes e Edilson Moreira (Tango)
Preparação Corporal de Hip-hop: Ricardo Burgos
Preparação Vocal: Clarice Prietto
Direção de Produção: Ronaldo Tasso
Citações: “Ideias Para O Teatro Contemporâneo” de Cesar Almeida, “Filhos de Adão” De Walt Whitman e "Manifesto Antropofágico" de Oswald de Andrade. Poesias De Bayard Tonelli: "Borboletas Também Sangram" e "Bolhas Flutuantes".

Indicadas para maiores de 14 anos, as apresentações dos Dzi Croquettes acontecem nos dias 30 (20h) e 31 (18 e 21h). Mais informações: 3315-0808 ou www.maisumadaprime.com.br.